SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
A importância da Evangelização 
Espírita! 
Leonardo Pereira
O que é a evangelização Espírita ?
Evangelização Espírita Infantojuvenil é 
toda a atividade voltada ao estudo da 
Doutrina Espírita e à vivência do 
Evangelho de Jesus junto à criança e ao 
jovem.
“Deixai vir a mim os pequeninos, e não os 
embaraceis, porque o Reino de Deus é daqueles que 
se lhes assemelham. Em verdade vos digo que todo 
aquele que não receber o Reino de Deus como uma 
criança, não entrará nele. E abraçando-os, e pondo 
as mãos sobre eles, os abençoava.” 
(Marcos, X: 13-16).
Quem é o evangelizador?
Considerando-se que o coração infantojuvenil é 
abençoado solo onde se deve albergar a sementeira 
de vida eterna a evangelização espírita apresenta-se 
como verdadeiro campo de semeadura e o 
evangelizador como responsável semeador. 
(Vianna de Carvalho).
Sua ação deve ser pautada nos princípios da 
fraternidade, do afeto e da fidelidade doutrinária, de 
modo a oportunizar às crianças e aos jovens momentos 
de aprendizado e de convívio com vistas ao 
conhecimento espírita e à vivência dos ensinamentos de 
Jesus.
Sensibilidade, 
coerência, empatia, 
responsabilidade, 
conhecimento, 
alegria e zelo, são 
algumas das 
características dos 
evangelizadores, que 
buscam a construção 
de espaços interativos 
de aprendizado e de 
confraternização junto 
aos evangelizandos.
Quem é o 
evangelizando?
O evangelizando é um ser espiritual, criado por Deus 
e que participa dos dois planos da vida: do físico e do 
espiritual. Nesse processo de autoaperfeiçoamento, 
o educando se transforma e transforma a realidade 
que o circunda.
Quem é a Criança?
A criança é um Espírito reencarnado, dotado de 
habilidades desenvolvidas ao longo de suas 
múltiplas existências, bem como de necessidades em 
fase de aperfeiçoamento.
As crianças confiadas na Terra ao nosso zelo são 
portadoras de aparelhagem neurocerebral 
completamente nova em sua estrutura 
orgânica, à feição de câmara fotográfica 
devidamente habilitada a recolher impressões.
Nasce a criança, trazendo consigo o patrimônio 
moral que lhe marca a individualidade antes do 
renascimento no plano físico; no entanto, receberá 
os reflexos dos pais e dos mestres que lhe 
imprimirão à nova chapa cerebral as imagens que, 
em muitas ocasiões, lhe influenciarão a existência 
inteira.
Os pequeninos acham-se, deste modo, à mercê 
dos moldes espirituais dos que lhes tecem o 
berço ou que lhes asseguram a escola, assim 
como a argila frágil e viva ante as ideias do 
oleiro.
Eis, porém, que a Justiça Fiel, por misericórdia, nos 
concede o retorno para a bênção do reinício. 
Retomamos, assim, através do berço, o contato 
direto com os nossos credores e devedores para a 
liquidação dos débitos que contraímos, cujo balanço 
efetivo jaz devidamente contabilizado nas Leis 
Divinas.
Quem é o Jovem ?
O jovem é um Espírito em fase de 
desenvolvimento, definições e escolhas.
Que é o que motiva a mudança que se opera no 
caráter do indivíduo em certa idade, 
especialmente ao sair da adolescência? É que o 
Espírito se modifica? 
“É que o Espírito retoma a natureza que lhe é 
própria e se mostra qual era”. 
LE-Q.385
Reencarnação Livre arbítrio 
Lei de causa e efeito Lei Justiça, amor e 
caridade
Importância da família
A família consanguínea, entre os homens, pode ser 
apreciada como o centro essencial de nossos reflexos. 
Reflexos agradáveis ou desagradáveis que o pretérito 
nos devolve.
Nenhuma influência exercem os 
Espíritos dos pais sobre o filho depois 
do nascimento deste?
“Ao contrário: bem grande influência exercem. 
Conforme já dissemos, os Espíritos têm que 
contribuir para o progresso uns dos outros. Pois 
bem, os Espíritos dos pais têm por missão 
desenvolver os de seus filhos pela educação. 
Constitui-lhes isso uma tarefa. Tornar-se-ão 
culpados, se vierem a falir no seu 
desempenho.” 
L.E – Q.208
Qual, para este, a utilidade de passar pelo 
estado de infância?
“Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, 
o Espírito, durante esse período, é mais 
acessível às impressões que recebe, capazes de 
lhe auxiliarem o adiantamento, para o que 
devem contribuir os incumbidos de educá-lo.” 
LE-Q.383
Desde pequenina, a criança manifesta os instintos bons ou 
maus que traz da sua existência anterior. A estudá-los 
devem os pais aplicar-se. Todos os males se originam do 
egoísmo e do orgulho.
Não conheceis o que a inocência das crianças 
oculta. 
Não sabeis o que elas são, nem o que o foram, 
nem o que serão (...) Comentários - LE-Q.385
A infância ainda tem outra utilidade. Os 
Espíritos só entram na vida corporal para se 
aperfeiçoarem, para se melhorarem.
A delicadeza da idade infantil os torna brandos, 
acessíveis aos conselhos da experiência e dos que 
devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes 
pode reformar os caracteres e reprimir os maus 
pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais, missão 
sagrada de que terão de dar contas.
Espreitem, pois, os pais os menores indícios reveladores do 
gérmen de tais vícios e cuidem de combatê-los, sem esperar 
que lancem raízes profundas. Façam como o bom jardineiro, 
que corta os rebentos defeituosos à medida que os vê 
apontar na árvore.
Os vossos cuidados e a educação que lhe dareis 
auxiliarão o seu aperfeiçoamento e o seu bem 
estar futuro. Lembrai-vos de que a cada pai e a 
cada mãe perguntará Deus: Que fizestes do 
filho confiado à vossa guarda?
Ó espíritas! Compreendei agora o grande papel da 
Humanidade; compreendei que, quando produzis um 
corpo, a alma que nele encarna vem do espaço para 
progredir; inteirai-vos dos vossos deveres e ponde todo o 
vosso amor em aproximar de Deus essa alma; tal a missão 
que vos está confiada e cuja recompensa recebereis, se 
fielmente a cumprirdes. 
EVSE - C a p í t u l o - X I V - Honrai a vosso pai e a vossa mãe
É assim que toda criança, entregue à nossa guarda, é 
um vaso vivo a arrecadar-nos as imagens da 
experiência diária, competindo-nos, pois, o dever de 
traçar-lhe noções de justiça e trabalho, fraternidade 
e ordem,
habituando-a, desde cedo, à disciplina e ao 
exercício do bem, com a força de nossas 
demonstrações, sem, contudo, furtar-lhe o 
clima de otimismo e esperança.
Acolhendo-a, com amor, cabe-nos recordar que o 
coração da infância é urna preciosa a incorporar-nos 
os reflexos, troféu que nos retratará no grande futuro, 
no qual passaremos todos igualmente a viver, na 
função de herdeiros das nossas próprias obras.
Evangelize 
Coopere com Jesus!
Bibliografia 
• O Livro dos Espíritos – Allan Kardec. 
• O Evangelho Segundo o Espiritismo – AK. 
• A Gênese – Allan Kardec. 
• Pensamento e Vida – Emmanuel x Chico Xavier. 
• Educação do Espírito – Prática pedagógica 1-2-3 – Walter Oliveira Alves. 
• Correio Fraterno – Chico Xavier – Autores diversos 
• Guillon Ribeiro (Página recebida em 1963, durante o 1o Curso de Preparação de 
Evangelizadores — CIPE, realizado pela Federação Espírita do Estado do Espírito 
Santo, pelo médium Júlio Cezar Grandi Ribeiro. Fonte: Apostila Opinião dos 
Espíritos sobre a Evangelização Espírita Infantojuvenil, FEB). 
• Vianna de Carvalho (Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, no 
dia 26 de fevereiro de 2007, em Miami, Fla. USA. Fonte: Apostila Entrevista com o 
Espírito Vianna de Carvalho, FEB, 30 anos da Campanha de Evangelização Espírita 
Infantojuvenil). 
• Bezerra de Menezes (Mensagem recebida pelo médium Júlio Cezar Grandi 
Ribeiro, em sessão pública no dia 2/8/1982, na Casa Espírita Cristã, em Vila 
Velha, Espírito Santo. Fonte: Apostila Opinião dos Espíritos sobre a Evangelização 
Espírita Infantojuvenil, FEB). 
• Francisco Thiesen (em espírito) (Entrevista realizada através da psicografia de 
Divaldo Pereira Franco, 1996. Fonte: Apostila Opinião dos Espíritos sobre a 
Evangelização Espírita Infantojuvenil, FEB).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Therezinha Dinelli
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
 
Não vos afadigueis pela posse do ouro
Não vos afadigueis pela posse do ouroNão vos afadigueis pela posse do ouro
Não vos afadigueis pela posse do ouro
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
 
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...Perfeição moral: as virtudes e os vícios  .                                  ...
Perfeição moral: as virtudes e os vícios . ...
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
Evangeliza - Lei de Reprodução
Evangeliza - Lei de ReproduçãoEvangeliza - Lei de Reprodução
Evangeliza - Lei de Reprodução
 
Palestra Espírita_ Dai gratuitamente o que gratuitamente recebeste out20
Palestra Espírita_ Dai gratuitamente o que gratuitamente recebeste  out20Palestra Espírita_ Dai gratuitamente o que gratuitamente recebeste  out20
Palestra Espírita_ Dai gratuitamente o que gratuitamente recebeste out20
 
Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!Estudo sobre prece!
Estudo sobre prece!
 
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de EspiritismoAula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
Aula 15_Lei de Causa e Efeito_Curso Básico de Espiritismo
 
O Dever
O DeverO Dever
O Dever
 
Observai os Pássaros
Observai os PássarosObservai os Pássaros
Observai os Pássaros
 
Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
De graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça daiDe graça recebeste de graça dai
De graça recebeste de graça dai
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 

Semelhante a A importância da evangelização espírita!

O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptxO Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
Paulamandly
 
Boletim 78
Boletim 78Boletim 78
Boletim 78
CEJG
 
Boletim 79
Boletim 79Boletim 79
Boletim 79
CEJG
 

Semelhante a A importância da evangelização espírita! (20)

O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptxO Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
O Papel do Espírita na educação dp espirito Imortal.pptx
 
Os puros de__coracao
Os puros de__coracaoOs puros de__coracao
Os puros de__coracao
 
Sublime tarefa-de-evangelizar-
Sublime tarefa-de-evangelizar-Sublime tarefa-de-evangelizar-
Sublime tarefa-de-evangelizar-
 
Reconectando as gerações - Daphne Kirk - português.ppt
Reconectando as gerações -  Daphne Kirk - português.pptReconectando as gerações -  Daphne Kirk - português.ppt
Reconectando as gerações - Daphne Kirk - português.ppt
 
Conferência A FAMILIA:Constituição, Fundamentos, Responsabilidades
Conferência  A FAMILIA:Constituição, Fundamentos, ResponsabilidadesConferência  A FAMILIA:Constituição, Fundamentos, Responsabilidades
Conferência A FAMILIA:Constituição, Fundamentos, Responsabilidades
 
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.Futuras gerações-Importância da Evangelização.
Futuras gerações-Importância da Evangelização.
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
 
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptxA FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
A FAMÍLIA E O TRATAMENTO INFANTO-JUVENIL.pptx
 
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maesLivro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
 
Boletim 78
Boletim 78Boletim 78
Boletim 78
 
Evangelizacao espirita infantil (fatima)
Evangelizacao espirita infantil (fatima)Evangelizacao espirita infantil (fatima)
Evangelizacao espirita infantil (fatima)
 
Deixai vir a mim os pequeninos
Deixai vir a mim os pequeninosDeixai vir a mim os pequeninos
Deixai vir a mim os pequeninos
 
A importância da infância
A importância da infânciaA importância da infância
A importância da infância
 
Educação e Evangelização
Educação e Evangelização Educação e Evangelização
Educação e Evangelização
 
Palestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos paisPalestra Espírita Deveres dos pais
Palestra Espírita Deveres dos pais
 
Estudo de pais a educação do espírito
Estudo de pais   a educação do espíritoEstudo de pais   a educação do espírito
Estudo de pais a educação do espírito
 
Primeira escola
Primeira escolaPrimeira escola
Primeira escola
 
Boletim 79
Boletim 79Boletim 79
Boletim 79
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em FamíliaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
 

Mais de Leonardo Pereira

Mais de Leonardo Pereira (20)

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (14)

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 

A importância da evangelização espírita!

  • 1. A importância da Evangelização Espírita! Leonardo Pereira
  • 2. O que é a evangelização Espírita ?
  • 3. Evangelização Espírita Infantojuvenil é toda a atividade voltada ao estudo da Doutrina Espírita e à vivência do Evangelho de Jesus junto à criança e ao jovem.
  • 4. “Deixai vir a mim os pequeninos, e não os embaraceis, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham. Em verdade vos digo que todo aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele. E abraçando-os, e pondo as mãos sobre eles, os abençoava.” (Marcos, X: 13-16).
  • 5. Quem é o evangelizador?
  • 6. Considerando-se que o coração infantojuvenil é abençoado solo onde se deve albergar a sementeira de vida eterna a evangelização espírita apresenta-se como verdadeiro campo de semeadura e o evangelizador como responsável semeador. (Vianna de Carvalho).
  • 7. Sua ação deve ser pautada nos princípios da fraternidade, do afeto e da fidelidade doutrinária, de modo a oportunizar às crianças e aos jovens momentos de aprendizado e de convívio com vistas ao conhecimento espírita e à vivência dos ensinamentos de Jesus.
  • 8. Sensibilidade, coerência, empatia, responsabilidade, conhecimento, alegria e zelo, são algumas das características dos evangelizadores, que buscam a construção de espaços interativos de aprendizado e de confraternização junto aos evangelizandos.
  • 9. Quem é o evangelizando?
  • 10. O evangelizando é um ser espiritual, criado por Deus e que participa dos dois planos da vida: do físico e do espiritual. Nesse processo de autoaperfeiçoamento, o educando se transforma e transforma a realidade que o circunda.
  • 11. Quem é a Criança?
  • 12. A criança é um Espírito reencarnado, dotado de habilidades desenvolvidas ao longo de suas múltiplas existências, bem como de necessidades em fase de aperfeiçoamento.
  • 13. As crianças confiadas na Terra ao nosso zelo são portadoras de aparelhagem neurocerebral completamente nova em sua estrutura orgânica, à feição de câmara fotográfica devidamente habilitada a recolher impressões.
  • 14. Nasce a criança, trazendo consigo o patrimônio moral que lhe marca a individualidade antes do renascimento no plano físico; no entanto, receberá os reflexos dos pais e dos mestres que lhe imprimirão à nova chapa cerebral as imagens que, em muitas ocasiões, lhe influenciarão a existência inteira.
  • 15. Os pequeninos acham-se, deste modo, à mercê dos moldes espirituais dos que lhes tecem o berço ou que lhes asseguram a escola, assim como a argila frágil e viva ante as ideias do oleiro.
  • 16. Eis, porém, que a Justiça Fiel, por misericórdia, nos concede o retorno para a bênção do reinício. Retomamos, assim, através do berço, o contato direto com os nossos credores e devedores para a liquidação dos débitos que contraímos, cujo balanço efetivo jaz devidamente contabilizado nas Leis Divinas.
  • 17.
  • 18. Quem é o Jovem ?
  • 19. O jovem é um Espírito em fase de desenvolvimento, definições e escolhas.
  • 20. Que é o que motiva a mudança que se opera no caráter do indivíduo em certa idade, especialmente ao sair da adolescência? É que o Espírito se modifica? “É que o Espírito retoma a natureza que lhe é própria e se mostra qual era”. LE-Q.385
  • 21. Reencarnação Livre arbítrio Lei de causa e efeito Lei Justiça, amor e caridade
  • 23. A família consanguínea, entre os homens, pode ser apreciada como o centro essencial de nossos reflexos. Reflexos agradáveis ou desagradáveis que o pretérito nos devolve.
  • 24. Nenhuma influência exercem os Espíritos dos pais sobre o filho depois do nascimento deste?
  • 25. “Ao contrário: bem grande influência exercem. Conforme já dissemos, os Espíritos têm que contribuir para o progresso uns dos outros. Pois bem, os Espíritos dos pais têm por missão desenvolver os de seus filhos pela educação. Constitui-lhes isso uma tarefa. Tornar-se-ão culpados, se vierem a falir no seu desempenho.” L.E – Q.208
  • 26. Qual, para este, a utilidade de passar pelo estado de infância?
  • 27. “Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo.” LE-Q.383
  • 28. Desde pequenina, a criança manifesta os instintos bons ou maus que traz da sua existência anterior. A estudá-los devem os pais aplicar-se. Todos os males se originam do egoísmo e do orgulho.
  • 29. Não conheceis o que a inocência das crianças oculta. Não sabeis o que elas são, nem o que o foram, nem o que serão (...) Comentários - LE-Q.385
  • 30. A infância ainda tem outra utilidade. Os Espíritos só entram na vida corporal para se aperfeiçoarem, para se melhorarem.
  • 31. A delicadeza da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os caracteres e reprimir os maus pendores. Tal o dever que Deus impôs aos pais, missão sagrada de que terão de dar contas.
  • 32. Espreitem, pois, os pais os menores indícios reveladores do gérmen de tais vícios e cuidem de combatê-los, sem esperar que lancem raízes profundas. Façam como o bom jardineiro, que corta os rebentos defeituosos à medida que os vê apontar na árvore.
  • 33. Os vossos cuidados e a educação que lhe dareis auxiliarão o seu aperfeiçoamento e o seu bem estar futuro. Lembrai-vos de que a cada pai e a cada mãe perguntará Deus: Que fizestes do filho confiado à vossa guarda?
  • 34. Ó espíritas! Compreendei agora o grande papel da Humanidade; compreendei que, quando produzis um corpo, a alma que nele encarna vem do espaço para progredir; inteirai-vos dos vossos deveres e ponde todo o vosso amor em aproximar de Deus essa alma; tal a missão que vos está confiada e cuja recompensa recebereis, se fielmente a cumprirdes. EVSE - C a p í t u l o - X I V - Honrai a vosso pai e a vossa mãe
  • 35. É assim que toda criança, entregue à nossa guarda, é um vaso vivo a arrecadar-nos as imagens da experiência diária, competindo-nos, pois, o dever de traçar-lhe noções de justiça e trabalho, fraternidade e ordem,
  • 36. habituando-a, desde cedo, à disciplina e ao exercício do bem, com a força de nossas demonstrações, sem, contudo, furtar-lhe o clima de otimismo e esperança.
  • 37. Acolhendo-a, com amor, cabe-nos recordar que o coração da infância é urna preciosa a incorporar-nos os reflexos, troféu que nos retratará no grande futuro, no qual passaremos todos igualmente a viver, na função de herdeiros das nossas próprias obras.
  • 39. Bibliografia • O Livro dos Espíritos – Allan Kardec. • O Evangelho Segundo o Espiritismo – AK. • A Gênese – Allan Kardec. • Pensamento e Vida – Emmanuel x Chico Xavier. • Educação do Espírito – Prática pedagógica 1-2-3 – Walter Oliveira Alves. • Correio Fraterno – Chico Xavier – Autores diversos • Guillon Ribeiro (Página recebida em 1963, durante o 1o Curso de Preparação de Evangelizadores — CIPE, realizado pela Federação Espírita do Estado do Espírito Santo, pelo médium Júlio Cezar Grandi Ribeiro. Fonte: Apostila Opinião dos Espíritos sobre a Evangelização Espírita Infantojuvenil, FEB). • Vianna de Carvalho (Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, no dia 26 de fevereiro de 2007, em Miami, Fla. USA. Fonte: Apostila Entrevista com o Espírito Vianna de Carvalho, FEB, 30 anos da Campanha de Evangelização Espírita Infantojuvenil). • Bezerra de Menezes (Mensagem recebida pelo médium Júlio Cezar Grandi Ribeiro, em sessão pública no dia 2/8/1982, na Casa Espírita Cristã, em Vila Velha, Espírito Santo. Fonte: Apostila Opinião dos Espíritos sobre a Evangelização Espírita Infantojuvenil, FEB). • Francisco Thiesen (em espírito) (Entrevista realizada através da psicografia de Divaldo Pereira Franco, 1996. Fonte: Apostila Opinião dos Espíritos sobre a Evangelização Espírita Infantojuvenil, FEB).