O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Aula 05

477 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Aula 05

  1. 1. Universidade Estadual do Ceará Centro de Educação Curso de Pedagogia Tecnologias Digitais na EducaçãoABORDAGENS PEDAGÓGICAS ECLASSIFICAÇÃO DE RECURSOS DIGITAIS Prof. Dennys Leite Maia Fortaleza – CE Setembro/2012
  2. 2. O que fizemos ediscutimos na aula anterior?
  3. 3. De que elementos precisamos para uma aula com a Informática Educativa?
  4. 4. TEORIAS DA APRENDIZAGEM• Teorias comportamentais: – Também conhecidas por behavioristas (do inglês behavoir = comportamento/conduta); – Proposta por J. B. Watson no início do Séc. XX; – B. F. Skinner → expoente mundial por sua teoria da aprendizagem; – Sujeitos são passíveis de ser modelados → aplicação de estímulos → reforçar ou banir comportamentos; – Aprendizagem e desenvolvimento constituem o mesmo fenômeno; – Conteúdos são transmitidos pelo professor, e depois este verifica o que foi retido pelo aluno (sujeito passivo). – Características do ensino: transmissão de conhecimento, foco nos conteúdos, ênfase na repetição, eliminação do
  5. 5. TEORIAS DA APRENDIZAGEM• Teorias cognitivistas: – Nesse campo se inserem as abordagens: construtivista (Piaget); sócio interacionista (Vygostsky e Brunner); – No que diferem: • Construtivista → desenvolvimento ocorre antes da aprendizagem; • Sociointeracionista → desenvolvimento e aprendizagem são processos concomitantes. – Aprendizagem é um processo inerente ao indivíduo (no relacionamento com seus pares e o meio). – O professor é mediador para facilitar e prover as condições para que o aprendiz construa seu próprio conhecimento.
  6. 6. DÚVIDAS, QUESTÕES, INTERROGAÇÕES?
  7. 7. PRA MOVIMENTAR AS IDEIAS... The Karate Kid (2010) – Columbia Pictures.
  8. 8. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS• Abordagem instrucionista: – Base teórica comportamentalista (behaviorista) → concepção empirista; – Proposta de B. F. Skinner; – O computador é visto como máquina de ensinar (instrução programada); – Ênfase nos conteúdos; – Feedback → Eliminar o erro / Reforçar o acerto; – O sistema detêm o controle do processo.
  9. 9. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS• Abordagem instrucionista:
  10. 10. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS• Abordagem construcionista: – Base teórica cognitivista → concepção interacionista; – Proposta de Seymour Papert; – O computador é visto uma ferramenta para auxiliar a aprendizagem; – Ênfase no aluno; – Feedback → fiel, imediator, sem animosidade ou afetividade; – O controle do processo é do aluno ou este o compartilha com o sistema. – Preseça do ciclo: descrição–execução– reflexão–depuração- descrição.
  11. 11. ABORDAGENS PEDAGÓGICAS• Abordagem construcionista:
  12. 12. Então, qual é “o bom”?
  13. 13. INSTRUCIONISMO vs CONSTRUCIONISMO
  14. 14. TAXONOMIA PARA RECURSOS DIDÁTICOS DIGITAIS• Gostaria de começar pelo fim:Em resumo, embora os usos iniciais do computador na Educação enfatizassem o uso da tecnologia como uma alternativa para a prática de transferir informação ao aluno (instrucionismo), as aplicações mais recentes têm enfatizado o uso do computador como uma ferramenta educacional que requer dos estudantes muito mais envolvimento (é o caso de simulação, modelagem, programação). Novas tecnologias têm sido acopladas ao computador propriamente dito, amplificando seu poder de constituir ambientes de aprendizado. O exemplo mais importante é [...] rede mundial de computadores. Essa nova tecnologia, mais do que amplificar, tem o potencial de transformar as relações entre os vários protagonistas da cena educacional: aluno, professor, instituição, pais, etc. (BARANAUSKAS et al, 1999, p. 67)
  15. 15. TAXONOMIA PARA RECURSOS DIDÁTICOS DIGITAIS• Taxonomia ≅ Classificação• O texto sugere três categorias: – Ensino assistido por computador → Abordagem Instrucionista; – Ambientes interativos de aprendizagem → Abordagem construcionista; – Aprendizado socialmente distribuído → Possibilidades advindas com a popularização da iInternet (aprendizagem em rede / comunidades virtuais de aprendizagem / práticas colaborativas etc).
  16. 16. ENSINO ASSISTIDO POR COMPUTADOR• Principais características: – Ênfase (conteúdos ou alunos) – Controle do processo – Como funcionam• Exemplos: – Citados no texto (CAI / ICAI / TI) – Referências mais atuais. • Proposta de uma aula com esse recurso.
  17. 17. AMBIENTES INTERATIVOS DE APRENDIZAGEM• Principais características: – Ênfase (conteúdos ou alunos) – Controle do processo – Como funcionam• Exemplos: – Citados no texto: Modelagem e simulação / Ambientes de programação / Micromundos / Sistemas de autoria. – Referências mais atuais. • Proposta de uma aula com esse recurso.
  18. 18. APRENDIZADO SOCIALMENTE DISTRIBUÍDO• Principais características: – Ênfase (conteúdos ou alunos) – Controle do processo – Como funcionam• Exemplos: – Citados no texto: Redes de aprendizagem colaborativa / ambientes virtuais de aprendizagem. – Referências mais atuais. • Proposta de uma aula com esse recurso.

×