Profa. Dra. Elena Maria Mallmann
Universidade Federal de Santa Maria
elena.ufsm@gmail.com 
Fluência Tecnológico-
Pedagógica
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-
PEDAGÓGICAPEDAGÓGICA
Integração e convergênciaIntegração e convergência
Mediaçã...
Problematização inicialProblematização inicial
Quais são os desafios da integração de tecnologias
educacionais na prática ...
Integração e convergênciaIntegração e convergência
✔Tecnologias educacionais em rede;
✔Fluência tecnológico-pedagógica;
✔A...
Integração e convergênciaIntegração e convergência
PORTARIA No 4.059, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004
(DOU de 13/12/2004, Seção ...
Princípios da Fluência Tecnológico-Princípios da Fluência Tecnológico-
pedagógica na performance docentepedagógica na perf...
Professor
Fluência
Tecnológico-
pedagógica
Transposição Didática
F
L
U
Ê
N
C
I
A
T
É
C
N
I
C
A
Capacidade para
utilizar o
computador
(exemplos: utilizar
aspectos básicos do
sistema operac...
F
L
U
Ê
N
C
I
A
P
R
Á
T
I
C
A
Capacidade para
criar recursos e
resolver atividades
de estudo com o
computador
(exemplos: c...
F
L
U
Ê
N
C
I
A
E
M
A
N
C
I
P
A
T
Ó
R
I
A
Capacidade de
utilizar a
tecnologia para
contribuir com a
comunidade na
Internet...
Performance docente
REDE
Interação
Interatividade
Produção colaborativa
Monitoramento
Pesquisa de avaliação
Recursos
Atividades de Estudo
Fluência
Tecnológico-Pedagógica
Fluência
Tecnológico-
Pedagógica
Performance
Docente
Professor
Pressupostos
epistemológicos
Ensino-Investigação-AprendizagemEnsino-Investigação-Aprendizagem
Interação e produção colaborativa;
Docência-discência;
En...
Fonte da imagem:MALLMANN, Elena Maria. Mediação Pedagógica em Educação a Distância: cartografia da performance docente no ...
Exemplar de orientação pedagógicaExemplar de orientação pedagógica
CHECKLIST
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA PARA PRODUÇÃO DE
MATERI...
Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
Exemplares de recursos hipermídiaExemplares de recursos hipermídia
Metodologia e Prática de Ensino de Física
http://www.ce...
materiais de ensino,
aprendizagem e investigação em
quaisquer suportes, digitais ou outros, que se
situem no domínio públi...
●Reter - o direito de fazer e guardar cópias próprias do conteúdo
(por exemplo, download, duplicar, armazenar e gerenciar)...
Fonte: Rossini (2015) - http://pt.slideshare.net/reabr/recursos-educacionais-abertos-52046330
Fonte:http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/10/pesquisa-com-estudantes-aponta-dados-alarmantes-de-corrupcao.html
Pes...
Attribution (BY) Obrigatório A atribuição de autoria é assegurada.
Non­Commercial 
(NC)
Opcional Recursos  abertos  não  s...
REA produzidos e compartilhados em bases de dados online
Slidshare
http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea
Scri...
Fonte: http://www.dipity.com/emallmann/Praticas-e-Recursos-Abertos/
Fonte: http://tecnologiaseducacionaisemrede.pbworks.com
Fonte: http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Fluência Tecnológico-Pedagógica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fluência Tecnológico-Pedagógica

306 visualizações

Publicada em

Fluência Tecnológico-Pedagógica, Performance Docente, Recursos educacionais abertos, Licença Creative Commons, Tecnologias Educacionais em Rede, Material Didático, Recursos e Atividades de Estudo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
306
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fluência Tecnológico-Pedagógica

  1. 1. Profa. Dra. Elena Maria Mallmann Universidade Federal de Santa Maria elena.ufsm@gmail.com  Fluência Tecnológico- Pedagógica
  2. 2. FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-FLUÊNCIA TECNOLÓGICO- PEDAGÓGICAPEDAGÓGICA Integração e convergênciaIntegração e convergência Mediação: rede de mediadoresMediação: rede de mediadores Princípios da Educação abertaPrincípios da Educação aberta
  3. 3. Problematização inicialProblematização inicial Quais são os desafios da integração de tecnologias educacionais na prática docente?
  4. 4. Integração e convergênciaIntegração e convergência ✔Tecnologias educacionais em rede; ✔Fluência tecnológico-pedagógica; ✔Autoria e coautoria: interação, colaboração, equipes multidisciplinares; ✔Inovação: pedagógica, curricular, tecnológica; ✔Princípios basilares da performance docente: competência (saber fazer), autonomia (poder fazer) e desejo (querer fazer)
  5. 5. Integração e convergênciaIntegração e convergência PORTARIA No 4.059, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004 (DOU de 13/12/2004, Seção 1, p. 34) § 1 o . Para fins desta Portaria, caracteriza-se a modalidade semi- presencial como quaisquer atividades didáticas, módulos ou unidades de ensino-aprendizagem centrados na auto-aprendizagem e com a mediação de recursos didáticos organizados em diferentes suportes de informação que utilizem tecnologias de comunicação remota. § 2 o . Poderão ser ofertadas as disciplinas referidas no caput, integral ou parcialmente, desde que esta oferta não ultrapasse 20 % (vinte por cento) da carga horária total do curso.
  6. 6. Princípios da Fluência Tecnológico-Princípios da Fluência Tecnológico- pedagógica na performance docentepedagógica na performance docente
  7. 7. Professor Fluência Tecnológico- pedagógica Transposição Didática
  8. 8. F L U Ê N C I A T É C N I C A Capacidade para utilizar o computador (exemplos: utilizar aspectos básicos do sistema operacional, utilizar programas de aplicação usual como processador de texto, editor de imagem, navegador de Internet; procurar/encontrar/ava liar informação na Internet). Capacidade para aprender novas formas de utilizar o computador (exemplos: aprender novas funções de um programa quando necessário, como exportar em pdf, aprender novos programas e ferramentas como utilizar o Moodle, sentir-se confortável e confiante na aprendizagem de novos programas/funções, como ferramentas wiki do Moodle). Capacidade para utilizar múltiplos programas e ferramentas (exemplos: utilizar diferentes arquivos de textos simultâneos, adaptar programas às próprias necessidades, como customização de navegador de Internet e utilizar uma função ou um programa de formas não- óbvias, como copiar colar com Ctrl C e Ctrl V).
  9. 9. F L U Ê N C I A P R Á T I C A Capacidade para criar recursos e resolver atividades de estudo com o computador (exemplos: criar imagens, animações, vídeos, hipermídias educacionais, modificar resoluções de uma tarefa escolar, identificar e corrigir erros quando algo está mal nas resoluções, preferencialmente interagindo com os colegas na Internet). Capacidade para compreender tudo o que é possível criar com uma dada ferramenta (exemplos: atividade colaborativa no Moodle, modificar e ampliar as resoluções (e as ideias) interativamente no prazo determinado pelo docente, escrever programas de computador para criar atividades de estudo mais significativas, com ferramentas de rede conceitual). Capacidade para criar recursos e resolver atividades de estudo baseadas nas próprias ideias (exemplos: escolher o programa educacional apropriado para o que se deseja criar e ao longo do tempo didático, incorporar cada vez mais ideias nas criações escolares).
  10. 10. F L U Ê N C I A E M A N C I P A T Ó R I A Capacidade de utilizar a tecnologia para contribuir com a comunidade na Internet (exemplos: compartilhar ideias, recursos e atividades de estudo com outros na comunidade escolar, do seu curso prioritariamente, colaborar em resoluções com outros na comunidade escolar, prioritariamente no âmbito das disciplina). Capacidade para modificar e ampliar atividades criadas por outros colegas na comunidade escolar (exemplos: colaborar com os outros colegas, para que aprendam novos aspectos, funções, programas e ideias, especialmente de conteúdos escolares, criar atividades de estudo que sejam significativas para a comunidade escolar). Capacidade para compreender conceitos relacionados com atividades mediadas por tecnologias educacionais em rede (exemplos: a concepção educacional no processo de criação de imagens, textos, vídeos e hipermídias, os conceitos de informática necessários para criar recursos educacionais no Moodle). Capacidade para utilizar conceitos em outros contextos e atividades (exemplos: ao longo do curso e utilizar uma abordagem sistemática/científica na concepção (design) e resolução de problemas das atividades de estudo, prioritariamente de forma colaborativa com os colegas).
  11. 11. Performance docente
  12. 12. REDE Interação Interatividade Produção colaborativa Monitoramento Pesquisa de avaliação Recursos Atividades de Estudo
  13. 13. Fluência Tecnológico-Pedagógica
  14. 14. Fluência Tecnológico- Pedagógica Performance Docente
  15. 15. Professor Pressupostos epistemológicos
  16. 16. Ensino-Investigação-AprendizagemEnsino-Investigação-Aprendizagem Interação e produção colaborativa; Docência-discência; Envolve duas lógicas (oriundas das culturas primeira e elaborada); Situação-problema a resolver; Movimento: ação-reflexão-ação (planejamento, ação, observação e reflexão) – ciclos iterativos; No Moodle: Recursos + Atividades de estudo => monitoramento e avaliação
  17. 17. Fonte da imagem:MALLMANN, Elena Maria. Mediação Pedagógica em Educação a Distância: cartografia da performance docente no processo de elaboração de materiais didáticos. 2008. 304 f. Tese de Doutorado em Educação, PPPGE, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: http://www.tede.ufsc.br/teses/PEED0664-T.pdf
  18. 18. Exemplar de orientação pedagógicaExemplar de orientação pedagógica CHECKLIST ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA PARA PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
  19. 19. Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
  20. 20. Exemplares de recursos hipermídiaExemplares de recursos hipermídia Metodologia e Prática de Ensino de Física http://www.ced.ufsc.br/men5185/index.php?opcao=texto Portal do Professor http://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html Banco Internacional de Objetos Educacionais http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/ Phet Simulations http://phet.colorado.edu/en/simulations/category/new Rede Interativa Virtual de Educação http://rived.mec.gov.br/site_objeto_lis.php Instituto de Tecnologias Educativas – Espanha http://recursostic.educacion.es/bancoimagenes/web/
  21. 21. materiais de ensino, aprendizagem e investigação em quaisquer suportes, digitais ou outros, que se situem no domínio público ou que tenham sido divulgados sob licença aberta que permite acesso, uso, adaptação e redistribuição gratuitos por terceiros, mediante nenhuma restrição ou poucas restrições. O licenciamento aberto é construído no âmbito da estrutura existente dos direitos de propriedade intelectual, tais como se encontram definidos por convenções internacionais pertinentes, e respeita a autoria da obra. UNESCO/2012 - Declaração de Paris: definição de REA Recursos educacionais abertosRecursos educacionais abertos
  22. 22. ●Reter - o direito de fazer e guardar cópias próprias do conteúdo (por exemplo, download, duplicar, armazenar e gerenciar); ●Reutilizar - o direito de usar o conteúdo de várias formas (por exemplo, em uma classe, em um grupo de estudo, em um site, em um vídeo); ●Rever - o direito de adaptar, ajustar, modificar ou alterar o conteúdo em si (por exemplo, traduzir o conteúdo para outro idioma); ●Remix - o direito de combinar o conteúdo original ou revisado com outro conteúdo aberto para criar algo novo (por exemplo, incorporar o conteúdo em criações personalizadas); ●Redistribuir - o direito de compartilhar cópias do conteúdo original, suas revisões, ou seus remixes com os outros (por exemplo, dar uma cópia do conteúdo à um amigo). David Wiley, Lane Fischer e John Hilton III Open Education Group - www.opencontent.org
  23. 23. Fonte: Rossini (2015) - http://pt.slideshare.net/reabr/recursos-educacionais-abertos-52046330
  24. 24. Fonte:http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/10/pesquisa-com-estudantes-aponta-dados-alarmantes-de-corrupcao.html Pesquisa com estudantes aponta dados alarmantes de corrupção A Unicarioca constatou que 69% já colaram em provas. Instituição ouviu 1.100 alunos, de 16 a 30 anos, dos ensinos médio e superior. ContraexemplosContraexemplos
  25. 25. Attribution (BY) Obrigatório A atribuição de autoria é assegurada. Non­Commercial  (NC) Opcional Recursos  abertos  não  são  sinônimos  de  recursos  gratuitos.  Ao  escolher  a  opção  pela  não  comercialização  significa  que  ainda  assim  os  recursos podem ser reutilizados e redistribuídos. No­Derivates  (ND) Opcional O  autor  restringe  ou  permite  criação  de  novas  versões. Se essa opção for escolhida não poderão  ser  compartilhadas  obras  derivadas.  Deverão  ser  cópias exatas. Share­Alike (SA) Opcional Ao  selecionar  essa  opção  o  autor  informa  a  comunidade  sobre  a  obrigatoriedade  de  novas  versões serem distribuídas com a mesma licença.  Essa opção só faz sentido se o autor permitir obras  derivadas. Licenças Creative Commons
  26. 26. REA produzidos e compartilhados em bases de dados online Slidshare http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea Scribd https://pt.scribd.com/elena0mallmann?tab=documents Academia.edu http://ufsm.academia.edu/ElenaMallmann/Papers Wiki PBWorks http://tecnologiaseducacionaisemrede.pbworks.com Dipity http://www.dipity.com/emallmann/Praticas-e-Recursos-Abertos/ OpenStax cnx http://cnx.org/search?q=elena%20maria%20mallmann Ferramentas de Software Livre para produção de conteúdos: Exemplo: View Your Mind http://vym-view-your-mind.en.softonic.com/
  27. 27. Fonte: http://www.dipity.com/emallmann/Praticas-e-Recursos-Abertos/
  28. 28. Fonte: http://tecnologiaseducacionaisemrede.pbworks.com
  29. 29. Fonte: http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea

×