Palestra Break Digital - Carlos Biedermann - PWC

1.390 visualizações

Publicada em

Palestra Break Digital com Carlos Biederman, da PWC, realizada no dia 22/07/2011.

Publicada em: Negócios, Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
243
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Break Digital - Carlos Biedermann - PWC

  1. 1. pwc.com/outlook"A hora do consumidordigital: o novo mercadode mídia eentretenimento nocontexto da Internet”Carlos BiedermannRicardo Dastis
  2. 2. AgendaCategorias do estudoA indústria de M&E em 2010Previsões para 2015Gastos do consumidorO futuro colaborativoPwC LLP Slide 2
  3. 3. A 12ª edição deste estudo compreendedados de 13 categorias de 48 países Gastos com acesso a internet Publicidade na internet TV por assinatura Publicidade na TV Músicas em mídia Filmes Vídeo games Revistas Jornais Rádio Publicidade externa LivrosPwC LLP Business-to-business Slide 3
  4. 4. 2010: a indústria deM&E sai da recessão
  5. 5. Crescimento em 2010: mais relevanteque o esperado Publicidade na Advertising Internet internet Publicidade na TV TV Advertising Acesso a internet Internet Access TV por assinatura TV Subscriptions Vídeo games Video Games Rádio Radio Total Total PublicidadeAdvertising Out-of-Home externa 1 Filmed Entertainment†1 Filmes Livros Consumer and Educational Book Publishing Consumer Magazine Revistas Publishing Jornais Newspaper Publishing Business-to-business Business-to-Business Músicas em mídia Recorded Music -10,0 -5,0 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 Actual growth Crescimento atual Projected growth Crescimento projetadoNota 1: não inclui publicidade em cinemaPwC LLP Slide 5
  6. 6. Previsões para 2015
  7. 7. Evolução dos gastos com publicidadee dos consumidores vs PIB 15 10Crescimento % 5 % Growth 0 -5 -10 -15 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Global nominal GDP PIB nominal global Global Advertising Publicidade global Global Consumer/End-User Consumidor global GastosE&M spending Global globais com M&EPwC LLP Slide 7
  8. 8. Taxas de crescimento da indústria demídia e entretenimento 2011-2015 Alemanha Rússia Reino 3,4% 11,7% Unido 3,7% China Estados Unidos Turquia 11,6% França 4,6% 13,2% Japão 4,0% 2,5%México Vietnã 8,7% 17,3% Brasil Paquistão Colômbia Indonésia 11,4% OMNA 23,7% 11,2% 11,9% 16,1% Índia 13,0% África do Sul 9,2% Maduro BRIC Golden 8PwC LLP Global: 5,7% Slide 8
  9. 9. No Brasil, a expansão de M&E seráalavancada por 3 fatores principais Elevação do poder aquisitivo das classes C e D Aumento da Aumento da penetração da penetração de TV por banda larga assinatura Políticas de incentivo e regulamentaçãoPwC LLP Slide 9
  10. 10. Penetração de banda larga fixaMaduro vs BRIC vs Golden 8 1. 1. 1. 1. 1. 1. 0. 0. 0. 0. 0. 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Maduro Mature BRIC G8PwC LLP 10
  11. 11. Penetração móvel (Internet móvel/usuários)Maduro vs BRIC vs Golden 8 60,0% 50,0% 40,0% 30,0% 20,0% 10,0% 0,0% 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 BRIC G8 Maduro MaturePwC LLP 11
  12. 12. Aparelhos “smart” impulsionam os gastos em conteúdo de M&E 1400 1200 Unit unitárias - milhõesVendassales - millions 1000 800 600 400 200 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 e-Reader Tablet Smartphone PwC LLP Slide 12
  13. 13. Publicidade vs gastos do consumidorGlobal vs Glden 8 vs BRIC vs Brasil – 2015 Gastos do Publicidade Gastos do Maduro consumidor 38,5% Golden 8 consumidor Publicidade 61,5% 47,0% 53,0% Gastos do Publicidade BRIC consumidor 41,5% Brasil Gastos do Publicidade consumidor 47,3% 58,5% 52,7%PwC LLP 13
  14. 14. Receita de publicidade até 2015 350 CMP: 3,86% 300 250U$ bilhões 200 Brasil Global 2015 BRIC U$ 578 bilhões / CMP: 5,5% 150 Maduro Golden 8 100 CMP: 12,81% 50 CMP: 9,72% CMP: 9,64% 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 PwC LLP CMP: crescimento médio ponderado entre 2011 e 2015 14
  15. 15. Crescimento da publicidade até 2015 25 20Crescimento (%) 15 Brasil Growth BRIC 10 Maduro Golden 8 5 0 2010 2011 2012 2013 2014 2015 -5 PwC LLP 15
  16. 16. Crescimento da publicidade digitalglobal até 2015 Global 2010 Global 2015 Digital Digital 15,9% 22,5% Não digital Não digital 84,1% 77,5%PwC LLP Slide 16
  17. 17. Publicidade digital vs não digitalMaduro vs BRIC vs Brasil vs Golden 8 400 350 300 Digital Não digitalU$ bilhões 250 67% 200 150 75% 100 50 81% 87% 99% 97% 96% 94% 0 2011 2015 2011 2015 2011 2015 2011 2015 Maduro BRIC Brasil Golden 8PwC LLP 17
  18. 18. Gastos com publicidade por segmentoGlobal 2010 2015 Outros Outros 11% 9% Externa Externa 6% 6% Revistas Revistas 6% TV 6% TV inclui móvel inclui móvel Rádio e online Rádio e online 6% 38% 7% 40% Internet Internet 12% 16% Jornais Jornais 20% 17% Os dados apresentados incluem publicidade online/móvel dos segmentos e os excluem do total de internetPwC LLP Slide 18
  19. 19. Gastos com publicidade por segmentoBrasil 2010 2015 Outros Outros 5% Externa 4% Externa 4% 3% Revistas Revistas 9% 8% Rádio Rádio TV 6% TV 5% inclui móvel inclui móvel e online e online Jornais 67% Jornais 62% 12% 11% Os dados apresentados incluem publicidade online/móvel dos segmentos e os excluem do total de internetPwC LLP Slide 19
  20. 20. Gastos do consumidor
  21. 21. Gastos do consumidor com digitalMaduro Maduro 2010 Maduro 2015 Digital 6% Digital 11% Não digital Não digital 94% 89%PwC LLP Slide 21
  22. 22. Gastos do consumidor com digitalBrasil Brasil 2010 Brasil 2015 Digital Digital 1,6% 2,4% Não digital Não digital 98,4% 97,6%PwC LLP Slide 22
  23. 23. O futuro colaborativo... ....se baseia na relevância e no envolvimento dos clientes
  24. 24. Pesquisa junto ao consumidor8 minutos10 paísesIdade de 17 a 61PwC LLP Slide 24
  25. 25. O que estamos escutando• Smartphones mudaram tudo – conectividade 24 horas• Tecnologia digital não discrimina idade• Conteúdo de TV está sendo consumido em todos os lugares – e cada vez menos na TV• Muitos consumidores são a favor to conteúdo gratuito, mas se propõem a pagar quando vale a pena – ou quando não há outra opção• Streaming é preferível a download – propriedade é relevante apenas para conteúdos realmente “especiais”• Consumidores valorizam marcas nas mídias sociais, e aceitarão propaganda digital – mas apenas se bem direcionada• Consumidores estão relutantemente aceitando que ceder informações pessoais é necessário na troca por algo de valor (ex. conteúdo gratuito, descontos, etc) mas ainda há barreiras importantesPwC LLP Slide 25
  26. 26. Em que a indústria deve se focar? 1. A “digitalidade” deu poder ao consumidor 2. O anunciante envolvido 3. Colaboração: o caminho para a vantagem competitivaPwC LLP Slide 26
  27. 27. Uma “era de ouro” para oconsumidor digital01.
  28. 28. Pelo que as pessoas pagarão? Conveniência Leva à sustentabilidade, lucratividade e relações Experiência duradouras com o consumidor Qualidade Participação Vantagens superam a atratividade do conteúdo gratuito e pirateado PrivilégioPwC LLP Slide 28
  29. 29. “Se eu pudesseter acesso aoslançamentos dosfilmes online, euos assistiria,mesmo se tivesseque pagar poreles”
  30. 30. “Eu não tenhomais TV. Euassisto a tudoque quero nainternet, o que édigital e maiseconômico”
  31. 31. Como as pessoas acessam? Propriedade Streaming Armazenamento nos Armazenamento aparelhos na nuvem Migrante Digital Nativo digitalPwC LLP Slide 31
  32. 32. “Porque estou sempre online, não há motivo para fazer download de músicas pois elas estão sempre acessível na minha lista do serviço de música online”PwC LLP Slide 32
  33. 33. O anunciante envolvido02.
  34. 34. O que um “anunciante envolvido”procura?• Envolvimento com consumidores digitais em seus próprios espaços, ex: rede social• Interação personalizada - Quem, quando, onde?• Conteúdo relevante e intensidade da experiência• Acesso a múltiplas plataformas – novos aparelhos e canais• Evidência comprovada do envolvimento do consumidor – audiência dá lugar para envolvimentoPwC LLP Slide 34
  35. 35. “Existem poucosseriados que sãounanimidade.Meus preferidossão sempreatualizados noFacebook. Ele memantémconectado e meentretém.
  36. 36. Picture here – anything appropriate in Brand photo library? “Eu estou em contato direto com minhas marcas favoritas via Facebook. Isso me gera o sentimento de que estou mais perto delas."PwC LLP Slide 36
  37. 37. Maior envolvimento está sendoalcançado por meio de…• Mídia social cria inteligência social• Multiplataformas, como verificado pelo sucesso alcançados pela TV e pelos dos vídeo games• Marketing baseado em localização e publicidade direcionada• Outdoor digital e smartphones oferecem experiência interativas• Anunciantes estão colaborando, experimentando e inovandoPwC LLP Slide 37
  38. 38. Colaboração: o caminho para avantagem competitiva03.
  39. 39. Modelo operacional para o futuro digital:a Empresa Digital Colaborativa “Uma empresa dinâmica e pautada em tecnologia, interconectada, e continuamente envolvida com seu ecosistema de clientes, funcionários e fornecedores”PwC LLP Slide 39
  40. 40. “Aquelas empresas quetêm a colaboração digitalinserida em seu DNA… ...correrão à frente no mercado de M&E em 2015 e além”
  41. 41. pwc.com/outlook© 2011 PwC. All rights reserved. Not for further distribution without the permission of PwC. “PwC” refers to the network of myear emberfirms of PricewaterhouseCoopers International Limited (PwCIL), or, as the context requires, individual member firms of the PwCnetwork. Each member firm is a separate legal entity and does not act as agent of PwCIL or any other member firm. PwCIL does notprovide any services to clients. PwCIL is not responsible or liable for the acts or omissions of any of its member firms nor can it controlthe exercise of their professional judgment or bind them in any way. No member firm is responsible or liable for the acts or omissions ofany other member firm nor can it control the exercise of another member firm’s professional judgment or bind another member firm orPwCIL in any way. PwC LLP

×