SlideShare uma empresa Scribd logo

aula 6 - sindrome do panico.ppt

saude mental

aula 6 - sindrome do panico.ppt

1 de 21
Baixar para ler offline
aula 6 -  sindrome do panico.ppt
Síndrome do pânico
 Este beco tem saída!
A triste ironia de quem sofre de
síndrome do pânico é a seguinte: ter
medo da própria doença, de enfrentar os
porões dos seus terrores e o receio de não
encontrar uma solução. Isso, sim, é a
pior par te do problema.
SÍNDROME DO PÂNICO
 O ar parece faltar, o coração fica acelerado, o
suor empapa a roupa. Esses são apenas alguns
sintomas de uma crise de síndrome do pânico,
também caracterizada por boca seca, tremores,
tonturas e um mal-estar geral, acompanhados
pela sensação de que algo terrível irá acontecer.
A pessoa sente que pode morrer ou
enlouquecer nos minutos seguintes.
aula 6 -  sindrome do panico.ppt
O que é?
 A "Síndrome do Pânico" é um quadro clínico no qual
ocorrem crises agudas de ansiedade sem que haja um
estímulo disparador compatível com a intensidade das
crises. O indivíduo vive uma variedade de experiências
intensas, desprazeirosas e estranhas para ele sem que
consiga identificar, a princípio, o que as desencadeou.
Este quadro clínico teve sua incidência aumentada
dramaticamente nos últimos dez anos. Este aumento
pode ser atribuído a modificações sócio-culturais e a
uma maior possibilidade diagnóstica nos tempos
modernos.
 A característica principal do quadro clínico da
"Síndrome do Pânico" são crises de ansiedade
agudas, as chamadas crises de pânico. Estas
se caracterizam pela súbita, inesperada e
freqüentemente avassaladora sensação de
terror e apreensão, acompanhada de sintomas
somáticos em muitos órgãos e sistemas, como
falta de ar, palpitações e sensação de
desfalecimento. Os sinais e sintomas de uma
crise de pânico são semelhantes aos que
ocorrem durante um esforço físico intenso ou
numa situação de risco de vida.
 Quando começa a síndrome do pânico e quanto
tempo pode durar?
Anúncio

Recomendados

Transtornos de ansiedade em adolescentes
Transtornos de ansiedade em adolescentesTranstornos de ansiedade em adolescentes
Transtornos de ansiedade em adolescentesMax Suell Vitor
 
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃOTERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃO
TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL DA DEPRESSÃOSerafim Carvalho, MD, PhD
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeMiriam Gorender
 
Suicídio conhecer para prevenir
Suicídio conhecer para prevenirSuicídio conhecer para prevenir
Suicídio conhecer para prevenirAbel Sidney Souza
 
Bipolar Apresentação final?
Bipolar Apresentação final?Bipolar Apresentação final?
Bipolar Apresentação final?adglm
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transtornos ansiosos na infância e adolescência
Transtornos ansiosos na infância e adolescênciaTranstornos ansiosos na infância e adolescência
Transtornos ansiosos na infância e adolescênciaCláudio Costa
 
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOAna Larissa Perissini
 
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)Mestrado-Teologia Mestrado
 
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
Suicídio   palestra cefa 7 dez 12Suicídio   palestra cefa 7 dez 12
Suicídio palestra cefa 7 dez 12balsense
 
Doença bipolar
Doença bipolarDoença bipolar
Doença bipolar8acv
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...Dr. Icaro Alves Alcântara
 
Cartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidioCartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidioKelly Pereira
 
Falando abertamente sobre suicidio
Falando abertamente sobre suicidioFalando abertamente sobre suicidio
Falando abertamente sobre suicidioRobson Peixoto
 
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdf
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdfCampanha Setembro Amarelo - 190922 .pdf
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdfJssicaRibeiroMarques2
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoWashington Costa
 

Mais procurados (20)

Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Transtornos ansiosos na infância e adolescência
Transtornos ansiosos na infância e adolescênciaTranstornos ansiosos na infância e adolescência
Transtornos ansiosos na infância e adolescência
 
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
 
Transtorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolarTranstorno afetivo bipolar
Transtorno afetivo bipolar
 
Crise e Suicídio
Crise e SuicídioCrise e Suicídio
Crise e Suicídio
 
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
 
Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania
Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadaniaPrograma Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania
Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania
 
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
Suicídio   palestra cefa 7 dez 12Suicídio   palestra cefa 7 dez 12
Suicídio palestra cefa 7 dez 12
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
 
Doença bipolar
Doença bipolarDoença bipolar
Doença bipolar
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
 
Cartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidioCartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidio
 
Cuidando de quem cuida: a saúde mental dos profissionais da saúde
Cuidando de quem cuida: a saúde mental dos profissionais da saúdeCuidando de quem cuida: a saúde mental dos profissionais da saúde
Cuidando de quem cuida: a saúde mental dos profissionais da saúde
 
Falando abertamente sobre suicidio
Falando abertamente sobre suicidioFalando abertamente sobre suicidio
Falando abertamente sobre suicidio
 
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdf
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdfCampanha Setembro Amarelo - 190922 .pdf
Campanha Setembro Amarelo - 190922 .pdf
 
Luto normal
Luto normalLuto normal
Luto normal
 
Morte e Luto
Morte e Luto Morte e Luto
Morte e Luto
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
 
Perturbação Bipolar
Perturbação BipolarPerturbação Bipolar
Perturbação Bipolar
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 

Semelhante a aula 6 - sindrome do panico.ppt

Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPatriciaAiresCosta1
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeAlany Silva
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaedi
 
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Iraneide Lima
 
Fojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseFojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseIraneide Lima
 
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidarTranstorno de pânico ou fobias? Como lidar
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidarAnissis Ramos
 
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoTranstornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoArquivo-FClinico
 
02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panicoGraça Martins
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaedi
 
Perturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorPerturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorOficina Psicologia
 
Os tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesOs tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesJoe Pinheiro
 
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptxSíndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptxSilviaLouro2
 

Semelhante a aula 6 - sindrome do panico.ppt (20)

TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedade
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
 
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
 
Fojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseFojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-Nose
 
SINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptxSINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptx
 
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidarTranstorno de pânico ou fobias? Como lidar
Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar
 
sindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptxsindrome do PANICO.pptx
sindrome do PANICO.pptx
 
TAG (2).pdf
TAG (2).pdfTAG (2).pdf
TAG (2).pdf
 
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoTranstornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
 
02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico
 
As emocoes no panico
As emocoes no panicoAs emocoes no panico
As emocoes no panico
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologia
 
TOC E ANSIEDDE.pptx
TOC E ANSIEDDE.pptxTOC E ANSIEDDE.pptx
TOC E ANSIEDDE.pptx
 
Panico calor
Panico calorPanico calor
Panico calor
 
Perturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorPerturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calor
 
Os tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesOs tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variações
 
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptxSíndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
Síndromes afetivas isoladas (módulo 5).pptx
 

Último

Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLucineideDosSantos2
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...Colaborar Educacional
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...Colaborar Educacional
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISColaborar Educacional
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxrafabebum
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itineráriosRonanDasFlores
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfPedroGual4
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 

Último (20)

Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educaçãoLDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
LDB atualizada 2024 - o que mais cai em concursos da educação
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
A extensão universitária do curso de Ciências Contábeis, por meio do Programa...
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
A realização das atividades extensionistas do CST em Gestão Financeira, vincu...
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsxLITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
LITERATURA, 3.º EM, apostila 1, frentes 2 e 3, módulo 3.ppsx
 
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio  itineráriosDicas para o Enem 2024 ensino médio  itinerários
Dicas para o Enem 2024 ensino médio itinerários
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdfAPOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
APOSTILA MATERNAL 2 ANOS PARTE 1.pdf
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 

aula 6 - sindrome do panico.ppt

  • 2. Síndrome do pânico  Este beco tem saída! A triste ironia de quem sofre de síndrome do pânico é a seguinte: ter medo da própria doença, de enfrentar os porões dos seus terrores e o receio de não encontrar uma solução. Isso, sim, é a pior par te do problema.
  • 3. SÍNDROME DO PÂNICO  O ar parece faltar, o coração fica acelerado, o suor empapa a roupa. Esses são apenas alguns sintomas de uma crise de síndrome do pânico, também caracterizada por boca seca, tremores, tonturas e um mal-estar geral, acompanhados pela sensação de que algo terrível irá acontecer. A pessoa sente que pode morrer ou enlouquecer nos minutos seguintes.
  • 5. O que é?  A "Síndrome do Pânico" é um quadro clínico no qual ocorrem crises agudas de ansiedade sem que haja um estímulo disparador compatível com a intensidade das crises. O indivíduo vive uma variedade de experiências intensas, desprazeirosas e estranhas para ele sem que consiga identificar, a princípio, o que as desencadeou. Este quadro clínico teve sua incidência aumentada dramaticamente nos últimos dez anos. Este aumento pode ser atribuído a modificações sócio-culturais e a uma maior possibilidade diagnóstica nos tempos modernos.
  • 6.  A característica principal do quadro clínico da "Síndrome do Pânico" são crises de ansiedade agudas, as chamadas crises de pânico. Estas se caracterizam pela súbita, inesperada e freqüentemente avassaladora sensação de terror e apreensão, acompanhada de sintomas somáticos em muitos órgãos e sistemas, como falta de ar, palpitações e sensação de desfalecimento. Os sinais e sintomas de uma crise de pânico são semelhantes aos que ocorrem durante um esforço físico intenso ou numa situação de risco de vida.  Quando começa a síndrome do pânico e quanto tempo pode durar?
  • 7.  A síndrome do pânico geralmente começa na juventude, entre 18 e 24 anos de idade. Algumas vezes a síndrome do pânico começa quando a pessoa está sob forte estresse, por exemplo depois da morte de uma pessoa amada ou depois de ter um bebê. Qualquer pessoa pode ter síndrome do pânico, porém há mais mulheres do que homens com esse transtorno.  Algumas vezes a síndrome do pânico costuma aparecer em membros da mesma família. A síndrome do pânico pode durar de alguns meses até muitos anos.
  • 9. Principais Sintomas da Crise de Pânico:  A crise de pânico vem rapidamente e com severa angústia. A sua duração média é de 20 a 30 minutos, podendo variar de minutos a horas, atingindo seu ápice em aproximadamente 10 minutos. A freqüência de ocorrência das crises é variada e estas são em geral totalmente debilitantes, sendo usualmente seguidas de fadiga, conseqüência do desgaste gerado pela mesma. Os Principais sintomas de uma crise de Pânico são:
  • 10.  Dor no peito  Palpitação  Falta de ar  Ondas de frio ou calor  Sudorese abundante e fria  Formigamento das mãos e pés  Tonteira, Vertigem, Instabilidade,Fraqueza, Sensação de desmaio  Sensação de engasgo  Tremores  Rigidez  Palidez  Reflexos intensificados (hipervigilância)  Sensação de morte ou loucura eminente  Sensação de perda de controle, dificuldades no pensamento linear e lógico
  • 11. Se a pessoa tiver pelo menos quatro sintomas dos descritos a seguir, estará ocorrendo um ataque de pânico:  sensação de asfixia,  violentas palpitações cardíacas,  calor ou calafrios,  náuseas e distúrbios instestinais,  dores fantasmas no fígado ou outras vísceras, podendo até urinar involuntariamente, dor de cabeça,  medo da morte,  os movimentos desaparecem ou então, como é freqüente, a pessoa começa a correr para qualquer lado.
  • 13. Da onde vem?  Distúrbios na capacidade homeostática do indivíduo geram, com o decorrer do tempo, uma fragilidade, a qual se faz sentir nos momentos em que a pessoa depara-se com sentimentos que exigem um esforço maior de adaptação. A partir da ocorrência da primeira crise o indivíduo passa a funcionar num círculo vicioso no qual o medo de ter crise precipita a própria crise.  A "Síndrome do Pânico" ocorre duas vezes mais em mulheres do que em homens, sendo sua maior incidência entre os 18 e 35 anos. É estatisticamente mais freqüente em indivíduos que tenham algum familiar que apresente o quadro. Observa-se uma freqüência acima da média de casos de prolapso da válvula mitral entre indivíduos que apresentam este distúrbio.  A ingestão de algumas drogas como cocaína, maconha, crack, ecstasy, podem aumentar a atividade e o medo, facilitando a eclosão de um quadro de "Síndrome do Pânico". As crises de pânico não tratadas podem evoluir para uma série de fobias, limitando a liberdade do indivíduo, podendo enclausurá-lo em sua própria casa durante décadas.
  • 14. Quando começa a síndrome do pânico e quanto tempo pode durar?  A síndrome do pânico geralmente começa na juventude. Algumas vezes a síndrome do pânico começa quando a pessoa está sob forte estresse, por exemplo depois da morte de uma pessoa amada ou depois de ter um bebê. Qualquer pessoa pode ter síndrome do pânico, porém há mais mulheres do que homens com esse transtorno.  Algumas vezes a síndrome do pânico costuma aparecer em membros da mesma família. A síndrome do pânico pode durar de alguns meses até muitos anos.
  • 16. CAUSAS:  Abuso de medicamentos, doenças físicas, drogas ou álcool.  Reação a um stress ou situação difícil.  Predisposição genética
  • 17. Como tratar?  Tratamento Psicológico - O Psicólogo busca auxiliar o cliente no desenvolvimento de seu auto-suporte. Procura facilitar a pessoa a entrar mais em contato com suas sensações, por exemplo através do trabalho corporal (ex.: respiração). Visa proporcionar ao cliente a oportunidade de experimentar a possibilidade de correr riscos com seu próprio suporte, dentro do ambiente "seguro" proporcionado pelo espaço psicoterapêutico, solidificando sua autoconfiança.  Uso de Medicação - A medicação pode ser utilizada para aliviar o sofrimento geralmente dramático imposto pela "Síndrome do Pânico", porém não modifica os fatores geradores deste quadro. A especialidade médica responsável por este tipo de tratamento é a Psiquiatria. Usualmente se utiliza uma associação de antidepressivos e ansiolíticos. Existem também algumas pesquisas a cerca do uso de medicação similar a usada em casos de epilepsia.  OBSERVAÇÃO: Normalmente uma associação de tratamento psicoterápico e medicamentoso traz excelentes resultados.
  • 19. O que fazer se você tem síndrome do pânico  Se você tem síndrome do pânico:  * Converse com seu médico sobre seu medo e ataques de pânico. Conte a ele se os ataques de pânico o impediram de realizar atividades cotidianas. Peça ao seu médico um check-up para certificar que não tem alguma outra doença.  * Pergunte ao seu médico se ele já ajudou outras pessoas com síndrome do pânico. Treinamento especial ajuda os médicos a tratar pessoas com síndrome do pânico. Se o seu médico não tem tratamento especial, pergunte por outro que tenha.
  • 20. Como curar o pânico  Para curar o pânico se recorre, normalmente, agrave; psicoterapia associada a medicamentos, como um método de resolver o problema de forma mais harmoniosa. Como em tantos outros distúrbios, os especialistas afirmam que a prevenção é essencial e quanto antes se iniciar o tratamento do paciente, melhor.  Há alguns terapeutas que propõem a formação de equipes interdisciplinares para o tratamento do pânico. Essa equipe [médicos, sociólogos, sanitaristas] agiria conjuntamente para aliviar os efeitos patológicos produzidos pela vida nas grandes cidades e pelo estresse provocado por excesso de trabalho. Resumindo, o pânico é um distúrbio complexo que, apenas os remédios, não conseguem curar.