SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
PACTO DO ENSINO MÉDIO
COLEGIO ESTADUAL UYARA PORTUGAL
FEIRA DE SANTANA - DIREC 02
ORIENTADORES: ALBA VALÉRIA SALLES e JOSELITO ASSIS
PROPOSTA CURRICULAR
O currículo abrange tudo o que ocorre na escola, as atividades programadas e
desenvolvidas sob a sua responsabilidade e que envolvem a aprendizagem dos
conteúdos escolares pelos alunos, na própria escola ou fora dela. A legislação
educacional brasileira, quanto à composição curricular, contempla dois eixos:
 Uma Base Nacional Comum, com a qual se garante uma unidade
nacional, para que todos os alunos possam ter acesso aos conhecimentos mínimos
necessários ao exercício da vida cidadã.
 Uma Parte Diversificada do currículo, também obrigatória, que se
compõe de conteúdos complementares, identificados na realidade regional e local, que
devem ser escolhidos em cada sistema ou rede de ensino e em cada escola.
A composição curricular busca a articulação entre s vários aspectos da vida
cidadã (a saúde, a sexualidade, a vida familiar e social, o meio ambiente, o trabalho, a
ciência e a tecnologia, a cultura, as linguagens) com as áreas de conhecimento (Língua
Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Língua Estrangeira, Educação
Artística e Educação Física). Esse trabalho me realizado levando em consideração dois
princípios básicos:
Interdisciplinaridade – Significa a interdependência, interação e comunicação
entre campos do saber, ou disciplina, o que possibilita a integração do conhecimento em
áreas significativas.
Transdisciplinaridade – É a coordenação do conhecimento em um sistema
lógico, que permite o livre trânsito de um campo de saber para outro, ultrapassando a
concepção de disciplina.
Com base nessas formas de composição curricular, é que os Parâmetros
Curriculares Nacionais introduzem os temas transversais que, tomando a cidadania
como eixo básico, vão tratar de questões que ultrapassam as áreas convencionais, mas
permeiam a concepção, os objetivos, os conteúdos e as orientações didáticas dessas
áreas, o que vai permitir tratar uma única questão a partir de uma perspectiva plural.
Isso exige o comprometimento de toda a comunidade escolar com o trabalho em torno
dos grandes temas definidos pelos Parâmetros Curriculares Nacionais, como Ética,
Saúde, Meio Ambiente, Pluralidade Cultural e Orientação Sexual, os quais podem ser
particularizados a partir do contexto da escola.
A presente proposta é uma conquista do grupo de Professores, enquanto agentes
educativos conhecedores das reais necessidades dos estudantes. O currículo aqui
apontado é o caminho mais seguro para o sucesso do ensino, pois parte da realidade
local, para a realidade global, diferente dos currículos anteriores, ditados por mestres
distantes da realidade do aluno, onde o papel do professor era simplesmente o de
repassador de conteúdos editados por currículos e programas estabelecidos por uma
esfera maior.
Os Professores deste Estabelecimento de Ensino acreditam que a Escola Pública
é a responsável pela formação da sociedade de massa, e que pela Escola através da
reflexão-ação pode-se formar uma Sociedade coesa, e que é preciso que a educação de
base seja capaz de transformar, transcender e apontar novos rumos para as nossas
crianças e jovens.
A presente Proposta Curricular está baseada no princípio da construção do
conhecimento pelo estudante, tendo o professor como agente educador e mediador do
processo pedagógico. Além da utilização dos recursos didáticos disponíveis, a proposta
curricular para o ENSINO FUNDAMENTAL e MÉDIO deste Estabelecimento de
Ensino busca fundamentar-se nos chamados pilares do conhecimento, o aprender a
conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e o aprender a ser, para o
desenvolvimento geral integral do estudante.
O Projeto Pedagógico é uma construção social e deve levar em consideração a
realidade socioeconômica e política de cada época, com base nas contradições que
revelam hegemonias diversas. Baseando-se nisso, deve buscar concretizar no currículo
as prioridades sociais que constitui um referencial para a educação em constante
movimento.
Para definir essas prioridades precisamos levar em consideração o tipo de
sociedade e o tipo de indivíduo envolvidos no processo, para não só apenas refletir e
atender as necessidades político-pedagógicas, mas também responder a concepção de
mundo, sociedade e de homem com a qual a educação se compromete.
Uma mudança curricular deve levar em consideração as experiências construídas
nas organizações curriculares anteriores, não é um trabalho de rupturas e sim de
evolução do trabalho escolar. Partindo desses pressupostos deve-se analisar que fase de
desenvolvimento a sociedade atingiu, e suas perspectivas, quais são suas novas
exigências impostas à educação e como a escola pode contribuir para refletir cidadania.
As Diretrizes Curriculares Nacionais têm como princípios básicos a estética da
sensibilidade, a política da igualdade e a ética da identidade. Podemos elencar como
princípios pedagógicos para orientar o ensino-aprendizagem nesta instituição de ensino:
O foco no desenvolvimento de competências;
Leitura crítica da realidade
Inclusão construtiva da sociedade
A aprendizagem como processo de construção coletiva
Respeito à diversidade e promoção da inclusão
Contextualização do ensino-aprendizagem
Problematização do conhecimento
Valorização da leitura e da produção escrita m todos os campos do saber.
Podemos continuar incluindo nesta proposta a introdução de novas disciplinas da
parte diversificada onde possibilitará que a metodologia de trabalho em projetos sejam
bem assimiladas pelos profissionais da educação, uma vez que passaria a ser incluída na
prática cotidiana do ensino aprendizagem e não apenas desenvolvida em atividades
extracurriculares e de caráter especial.
Os projetos desenvolvidos servem como meio de contextualizar e integrar
conhecimentos desenvolvidos no currículo de Base Nacional Comum, orientando-os
para o diagnóstico de problemas e intervenções na realidade, com o objetivo de oferecer
produtos e/ou serviços à comunidade para a melhoria de sua qualidade de vida.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 59303. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 5930Ulisses Vakirtzis
 
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativas
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativasGestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativas
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativasMaxmiliano Melo
 
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1 Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1 ♥Marcinhatinelli♥
 
Anpae 2011 os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...
Anpae 2011   os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...Anpae 2011   os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...
Anpae 2011 os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...UBIRAJARA COUTO LIMA
 
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Paulinha2011
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavaresCÉSAR TAVARES
 
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes LimaPaulo Lima
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...Paulo Lima
 
Politicas Educacionais
Politicas EducacionaisPoliticas Educacionais
Politicas EducacionaisBeatriz
 
Formação Lucas do Rio Verde
 Formação Lucas do Rio Verde Formação Lucas do Rio Verde
Formação Lucas do Rio VerdeSara Cristina
 
Gestão de sistemas educacionais
Gestão de sistemas educacionaisGestão de sistemas educacionais
Gestão de sistemas educacionaisFernando Palácios
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOJaciravila
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escolaUlisses Vakirtzis
 

Mais procurados (18)

3. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 59303. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 5930
 
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativas
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativasGestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativas
Gestão escolar-conceitos-práticas-e-expectativas
 
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1 Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
 
Anpae 2011 os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...
Anpae 2011   os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...Anpae 2011   os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...
Anpae 2011 os percursos do GEPGE e os percalços da constituição dos process...
 
Temas Trasversais
Temas TrasversaisTemas Trasversais
Temas Trasversais
 
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Apostila projeto político pedagógico fak
Apostila projeto político pedagógico   fakApostila projeto político pedagógico   fak
Apostila projeto político pedagógico fak
 
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
 
Politicas Educacionais
Politicas EducacionaisPoliticas Educacionais
Politicas Educacionais
 
Currículo inclusivo
Currículo inclusivoCurrículo inclusivo
Currículo inclusivo
 
Formação Lucas do Rio Verde
 Formação Lucas do Rio Verde Formação Lucas do Rio Verde
Formação Lucas do Rio Verde
 
Gestão de sistemas educacionais
Gestão de sistemas educacionaisGestão de sistemas educacionais
Gestão de sistemas educacionais
 
Pedagogia Social
Pedagogia SocialPedagogia Social
Pedagogia Social
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
 
Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
 

Destaque

Informatica Juridica
Informatica JuridicaInformatica Juridica
Informatica Juridicaevargasg
 
Elefante
ElefanteElefante
ElefanteEsdenca
 
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...ACCO Brands
 
PresentacióN1
PresentacióN1PresentacióN1
PresentacióN1rocioyo
 
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011Proyecto met ies barandiaran mayo 2011
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011Mª Dolores Vazquez
 
D 27596 428 clase de barbara de hoy
D 27596 428 clase de barbara de hoyD 27596 428 clase de barbara de hoy
D 27596 428 clase de barbara de hoyJose Rodriguez
 
Aba análise aplicada do comportamento - desvendando o autismo
Aba   análise aplicada do comportamento - desvendando o autismoAba   análise aplicada do comportamento - desvendando o autismo
Aba análise aplicada do comportamento - desvendando o autismoalinebenedito93
 
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Slide sobre o estudo do MPS.BR
Slide sobre o estudo do MPS.BRSlide sobre o estudo do MPS.BR
Slide sobre o estudo do MPS.BRlaisgrazielly
 
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลก
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลกโอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลก
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลกIMC Institute
 
Large Hadron Collider
Large Hadron ColliderLarge Hadron Collider
Large Hadron ColliderAsss27
 

Destaque (20)

Cloud computing
Cloud computingCloud computing
Cloud computing
 
Requirements Based Testing - webinar 27 giugno 2012
Requirements Based Testing - webinar 27 giugno 2012Requirements Based Testing - webinar 27 giugno 2012
Requirements Based Testing - webinar 27 giugno 2012
 
La singularidad desde el Wow Weeekend
La singularidad desde el Wow WeeekendLa singularidad desde el Wow Weeekend
La singularidad desde el Wow Weeekend
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
PJPonce
PJPoncePJPonce
PJPonce
 
Informatica Juridica
Informatica JuridicaInformatica Juridica
Informatica Juridica
 
Calzado jian-franco (1)
Calzado jian-franco (1)Calzado jian-franco (1)
Calzado jian-franco (1)
 
Elefante
ElefanteElefante
Elefante
 
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...
At Work, Home or On-the-Go: How to Make Organizing & De-Cluttering Tools Work...
 
PresentacióN1
PresentacióN1PresentacióN1
PresentacióN1
 
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011Proyecto met ies barandiaran mayo 2011
Proyecto met ies barandiaran mayo 2011
 
D 27596 428 clase de barbara de hoy
D 27596 428 clase de barbara de hoyD 27596 428 clase de barbara de hoy
D 27596 428 clase de barbara de hoy
 
Mpo
MpoMpo
Mpo
 
Aba análise aplicada do comportamento - desvendando o autismo
Aba   análise aplicada do comportamento - desvendando o autismoAba   análise aplicada do comportamento - desvendando o autismo
Aba análise aplicada do comportamento - desvendando o autismo
 
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
 
Dimensionesfg
DimensionesfgDimensionesfg
Dimensionesfg
 
Slide sobre o estudo do MPS.BR
Slide sobre o estudo do MPS.BRSlide sobre o estudo do MPS.BR
Slide sobre o estudo do MPS.BR
 
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลก
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลกโอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลก
โอกาสของอุตสาหกรรมซอฟต์แวร์ไทยบนเวทีโลก
 
Large Hadron Collider
Large Hadron ColliderLarge Hadron Collider
Large Hadron Collider
 
Palu8
Palu8Palu8
Palu8
 

Semelhante a Proposta curricular

PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafael
PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafaelPCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafael
PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafaelRossana Barcellos
 
Eixo Recuperação slides PCNs
Eixo Recuperação slides PCNsEixo Recuperação slides PCNs
Eixo Recuperação slides PCNsPriscilaLannes
 
Educação integral otp
Educação integral   otpEducação integral   otp
Educação integral otpJorci Ponce
 
1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp1. programa mais educação sp
1. programa mais educação spUlisses Vakirtzis
 
1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp1. programa mais educação sp
1. programa mais educação spUlisses Vakirtzis
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarbucarbio
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarbucarbio
 
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...curriculoemmovimentopara
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisMarcelo Assis
 
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...Instituto Consciência GO
 
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptxLinaKelly3
 
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Faved
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial FavedTrabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Faved
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Favedsandrajunia1
 
24. resumo pcns.docx
24. resumo pcns.docx24. resumo pcns.docx
24. resumo pcns.docxAlineMelo123
 

Semelhante a Proposta curricular (20)

PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafael
PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafaelPCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafael
PCNs - Grupo: Keli, Priscila, Franciele e rRafael
 
Eixo Recuperação slides PCNs
Eixo Recuperação slides PCNsEixo Recuperação slides PCNs
Eixo Recuperação slides PCNs
 
Educação integral otp
Educação integral   otpEducação integral   otp
Educação integral otp
 
1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp
 
Pcns.
Pcns.Pcns.
Pcns.
 
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o   5o anoGrade curricular ensinomedia 1o   5o ano
Grade curricular ensinomedia 1o 5o ano
 
1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp
 
ppp jmm 2021.pdf
ppp jmm 2021.pdfppp jmm 2021.pdf
ppp jmm 2021.pdf
 
Pc ns grupo
Pc ns   grupoPc ns   grupo
Pc ns grupo
 
Pc ns grupo
Pc ns   grupoPc ns   grupo
Pc ns grupo
 
Pc ns grupo
Pc ns   grupoPc ns   grupo
Pc ns grupo
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
 
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucarUnid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
Unid4 ativ3 conceitos_decurriculostic_silvaniabucar
 
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
Formação Docente, Culturas, Saberes E Práticas: Desafios Em Face Das Territor...
 
Projeto+smed+2013
Projeto+smed+2013Projeto+smed+2013
Projeto+smed+2013
 
Parâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares NacionaisParâmetros Curriculares Nacionais
Parâmetros Curriculares Nacionais
 
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
A Escola na Perspectiva da Educação Inclusiva construção do projeto pedagógic...
 
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
14022018-cursoeadcurriculoeinclusao.pptx
 
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Faved
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial FavedTrabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Faved
Trabalho de Conclusão de Curso em pós em Educação Especial Faved
 
24. resumo pcns.docx
24. resumo pcns.docx24. resumo pcns.docx
24. resumo pcns.docx
 

Mais de UyaraPortugal

Atividade etapa2 (1)
Atividade etapa2 (1)Atividade etapa2 (1)
Atividade etapa2 (1)UyaraPortugal
 
Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)UyaraPortugal
 
Atv.hum. etapa ii (1)
Atv.hum. etapa ii (1)Atv.hum. etapa ii (1)
Atv.hum. etapa ii (1)UyaraPortugal
 
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)UyaraPortugal
 
Ativ. matematica ii r (1)
Ativ. matematica ii r (1)Ativ. matematica ii r (1)
Ativ. matematica ii r (1)UyaraPortugal
 
Caderno 3 etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)
Caderno 3  etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)Caderno 3  etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)
Caderno 3 etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)UyaraPortugal
 
Caderno iv linguagem etapa ii (1)
Caderno iv linguagem etapa ii (1)Caderno iv linguagem etapa ii (1)
Caderno iv linguagem etapa ii (1)UyaraPortugal
 
Etapa ii ciencias humanas (1)
Etapa ii ciencias humanas (1)Etapa ii ciencias humanas (1)
Etapa ii ciencias humanas (1)UyaraPortugal
 
Atividade matematica v (1)
Atividade matematica v (1)Atividade matematica v (1)
Atividade matematica v (1)UyaraPortugal
 
Atividade caderno 5(1)
Atividade caderno 5(1)Atividade caderno 5(1)
Atividade caderno 5(1)UyaraPortugal
 
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2Sequu00 e ancia didu00e1tica 2
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2UyaraPortugal
 
Sequu00 e ancia didu00e1tica
Sequu00 e ancia didu00e1ticaSequu00 e ancia didu00e1tica
Sequu00 e ancia didu00e1ticaUyaraPortugal
 
Sequencia didatica 1 corrigida
Sequencia didatica 1 corrigidaSequencia didatica 1 corrigida
Sequencia didatica 1 corrigidaUyaraPortugal
 
Sequencia didatica de historia
Sequencia didatica de historiaSequencia didatica de historia
Sequencia didatica de historiaUyaraPortugal
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didáticaUyaraPortugal
 
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didadita
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didaditaSecretaria da educação do estado da bahia sequencia didadita
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didaditaUyaraPortugal
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didáticaUyaraPortugal
 
Projeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaProjeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaUyaraPortugal
 

Mais de UyaraPortugal (20)

Atividade etapa2 (1)
Atividade etapa2 (1)Atividade etapa2 (1)
Atividade etapa2 (1)
 
Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)Atv.ling. metafora (1)
Atv.ling. metafora (1)
 
Ativ.otp (3)
Ativ.otp (3)Ativ.otp (3)
Ativ.otp (3)
 
Atv.hum. etapa ii (1)
Atv.hum. etapa ii (1)Atv.hum. etapa ii (1)
Atv.hum. etapa ii (1)
 
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
 
Ativ. matematica ii r (1)
Ativ. matematica ii r (1)Ativ. matematica ii r (1)
Ativ. matematica ii r (1)
 
Otp janeiro (1)
Otp  janeiro (1)Otp  janeiro (1)
Otp janeiro (1)
 
Caderno 3 etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)
Caderno 3  etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)Caderno 3  etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)
Caderno 3 etapa 2 ciências da natureza e suas tecnologias pag 21 e 28 (2)
 
Caderno iv linguagem etapa ii (1)
Caderno iv linguagem etapa ii (1)Caderno iv linguagem etapa ii (1)
Caderno iv linguagem etapa ii (1)
 
Etapa ii ciencias humanas (1)
Etapa ii ciencias humanas (1)Etapa ii ciencias humanas (1)
Etapa ii ciencias humanas (1)
 
Atividade matematica v (1)
Atividade matematica v (1)Atividade matematica v (1)
Atividade matematica v (1)
 
Atividade caderno 5(1)
Atividade caderno 5(1)Atividade caderno 5(1)
Atividade caderno 5(1)
 
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2Sequu00 e ancia didu00e1tica 2
Sequu00 e ancia didu00e1tica 2
 
Sequu00 e ancia didu00e1tica
Sequu00 e ancia didu00e1ticaSequu00 e ancia didu00e1tica
Sequu00 e ancia didu00e1tica
 
Sequencia didatica 1 corrigida
Sequencia didatica 1 corrigidaSequencia didatica 1 corrigida
Sequencia didatica 1 corrigida
 
Sequencia didatica de historia
Sequencia didatica de historiaSequencia didatica de historia
Sequencia didatica de historia
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didática
 
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didadita
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didaditaSecretaria da educação do estado da bahia sequencia didadita
Secretaria da educação do estado da bahia sequencia didadita
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didática
 
Projeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuelaProjeto atualizado por manuela
Projeto atualizado por manuela
 

Último

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 

Último (20)

QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 

Proposta curricular

  • 1. PACTO DO ENSINO MÉDIO COLEGIO ESTADUAL UYARA PORTUGAL FEIRA DE SANTANA - DIREC 02 ORIENTADORES: ALBA VALÉRIA SALLES e JOSELITO ASSIS PROPOSTA CURRICULAR O currículo abrange tudo o que ocorre na escola, as atividades programadas e desenvolvidas sob a sua responsabilidade e que envolvem a aprendizagem dos conteúdos escolares pelos alunos, na própria escola ou fora dela. A legislação educacional brasileira, quanto à composição curricular, contempla dois eixos:  Uma Base Nacional Comum, com a qual se garante uma unidade nacional, para que todos os alunos possam ter acesso aos conhecimentos mínimos necessários ao exercício da vida cidadã.  Uma Parte Diversificada do currículo, também obrigatória, que se compõe de conteúdos complementares, identificados na realidade regional e local, que devem ser escolhidos em cada sistema ou rede de ensino e em cada escola. A composição curricular busca a articulação entre s vários aspectos da vida cidadã (a saúde, a sexualidade, a vida familiar e social, o meio ambiente, o trabalho, a ciência e a tecnologia, a cultura, as linguagens) com as áreas de conhecimento (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Língua Estrangeira, Educação Artística e Educação Física). Esse trabalho me realizado levando em consideração dois princípios básicos: Interdisciplinaridade – Significa a interdependência, interação e comunicação entre campos do saber, ou disciplina, o que possibilita a integração do conhecimento em áreas significativas. Transdisciplinaridade – É a coordenação do conhecimento em um sistema lógico, que permite o livre trânsito de um campo de saber para outro, ultrapassando a concepção de disciplina. Com base nessas formas de composição curricular, é que os Parâmetros Curriculares Nacionais introduzem os temas transversais que, tomando a cidadania como eixo básico, vão tratar de questões que ultrapassam as áreas convencionais, mas permeiam a concepção, os objetivos, os conteúdos e as orientações didáticas dessas áreas, o que vai permitir tratar uma única questão a partir de uma perspectiva plural.
  • 2. Isso exige o comprometimento de toda a comunidade escolar com o trabalho em torno dos grandes temas definidos pelos Parâmetros Curriculares Nacionais, como Ética, Saúde, Meio Ambiente, Pluralidade Cultural e Orientação Sexual, os quais podem ser particularizados a partir do contexto da escola. A presente proposta é uma conquista do grupo de Professores, enquanto agentes educativos conhecedores das reais necessidades dos estudantes. O currículo aqui apontado é o caminho mais seguro para o sucesso do ensino, pois parte da realidade local, para a realidade global, diferente dos currículos anteriores, ditados por mestres distantes da realidade do aluno, onde o papel do professor era simplesmente o de repassador de conteúdos editados por currículos e programas estabelecidos por uma esfera maior. Os Professores deste Estabelecimento de Ensino acreditam que a Escola Pública é a responsável pela formação da sociedade de massa, e que pela Escola através da reflexão-ação pode-se formar uma Sociedade coesa, e que é preciso que a educação de base seja capaz de transformar, transcender e apontar novos rumos para as nossas crianças e jovens. A presente Proposta Curricular está baseada no princípio da construção do conhecimento pelo estudante, tendo o professor como agente educador e mediador do processo pedagógico. Além da utilização dos recursos didáticos disponíveis, a proposta curricular para o ENSINO FUNDAMENTAL e MÉDIO deste Estabelecimento de Ensino busca fundamentar-se nos chamados pilares do conhecimento, o aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e o aprender a ser, para o desenvolvimento geral integral do estudante. O Projeto Pedagógico é uma construção social e deve levar em consideração a realidade socioeconômica e política de cada época, com base nas contradições que revelam hegemonias diversas. Baseando-se nisso, deve buscar concretizar no currículo as prioridades sociais que constitui um referencial para a educação em constante movimento. Para definir essas prioridades precisamos levar em consideração o tipo de sociedade e o tipo de indivíduo envolvidos no processo, para não só apenas refletir e atender as necessidades político-pedagógicas, mas também responder a concepção de mundo, sociedade e de homem com a qual a educação se compromete. Uma mudança curricular deve levar em consideração as experiências construídas nas organizações curriculares anteriores, não é um trabalho de rupturas e sim de
  • 3. evolução do trabalho escolar. Partindo desses pressupostos deve-se analisar que fase de desenvolvimento a sociedade atingiu, e suas perspectivas, quais são suas novas exigências impostas à educação e como a escola pode contribuir para refletir cidadania. As Diretrizes Curriculares Nacionais têm como princípios básicos a estética da sensibilidade, a política da igualdade e a ética da identidade. Podemos elencar como princípios pedagógicos para orientar o ensino-aprendizagem nesta instituição de ensino: O foco no desenvolvimento de competências; Leitura crítica da realidade Inclusão construtiva da sociedade A aprendizagem como processo de construção coletiva Respeito à diversidade e promoção da inclusão Contextualização do ensino-aprendizagem Problematização do conhecimento Valorização da leitura e da produção escrita m todos os campos do saber. Podemos continuar incluindo nesta proposta a introdução de novas disciplinas da parte diversificada onde possibilitará que a metodologia de trabalho em projetos sejam bem assimiladas pelos profissionais da educação, uma vez que passaria a ser incluída na prática cotidiana do ensino aprendizagem e não apenas desenvolvida em atividades extracurriculares e de caráter especial. Os projetos desenvolvidos servem como meio de contextualizar e integrar conhecimentos desenvolvidos no currículo de Base Nacional Comum, orientando-os para o diagnóstico de problemas e intervenções na realidade, com o objetivo de oferecer produtos e/ou serviços à comunidade para a melhoria de sua qualidade de vida.