SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Deus Requer Santificação aos Cristãos 23
“Por que, pois, dizes, ó Jacó, e falas, ó Israel: O
meu caminho está encoberto ao SENHOR, e o
meu direito passa despercebido ao meu Deus?
Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o
SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se
cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o
seu entendimento. Faz forte ao cansado e
multiplica as forças ao que não tem nenhum
vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os
moços de exaustos caem, mas os que esperam no
SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas
como águias, correm e não se cansam, caminham
e não se fatigam.” (Isaías 40.27-31)
Agora considere, o que é aquilo pelo que você
mais se esforça em suas orações? Não é que o
corpo, o poder, todo o interesse do pecado em
você possa ser enfraquecido, subjugado e, por fim
destruído? Não é que todas as graças do Espírito
possam ser renovadas diariamente, aumentadas e
fortalecidas, para que você possa estar mais
pronto e preparado para todos os deveres de
obediência? E para que serve tudo isso, senão que
a santidade possa ser gradualmente progressiva
em suas almas, para que possa ser realizado por
novos suprimentos e acréscimos de graça, até
chegar à perfeição? Será dito por alguns, talvez,
que por sua melhor observação, eles não
2
encontram em si ou nos outros, que a obra de
santificação é constantemente progressiva, ou
que a santidade cresce e prospera desta forma
onde quer que seja encontrada em sinceridade.
Para si mesmos, eles encontraram a graça mais
vigorosa, ativa e florescendo em seus dias
anteriores do que recentemente; suas correntes
eram mais frescas e mais fortes na fonte de sua
conversão do que desde que encontraram seu
curso. Daí vêm as reclamações entre muitos sobre
sua magreza, sua fraqueza, sua morte, sua
esterilidade espiritual. Nem ficaram muitos dos
santos na Escritura sem tais reclamações. E
muitos podem clamar: "Oh, se apenas fosse o
mesmo que nos nossos dias anteriores, nos dias
da nossa juventude!” Queixas desta natureza
abundam em todos os lugares. Alguns estão
prontos para concluir disso, que não seja sincera a
santidade que não é tão crescente e progressiva
como se pretende, ou que de fato eles têm
nenhum interesse nisso. O mesmo pode ser dito
por uma observação diligente de outros, ambos,
igrejas e professantes solitários. Que evidências
eles dão de que o trabalho de santidade está
prosperando neles? Em vez disso, a graça não
parece estar retrocedendo e em constante
decadência? Vou considerar e remover esta
objeção na medida do necessário, para que a
verdade afirmada não sofra com isso e fiquemos
com uma teoria vazia; e também que aqueles que
não cumprem totalmente com a santidade, não
3
sejam totalmente desencorajados. Farei isso nas
regras e observações que se seguem.
Uma coisa é considerar a que graça ou santidade é
adequada em sua própria natureza, e qual é a
maneira comum ou regular de procedimento do
Espírito na obra de santificação, de acordo com o
teor da aliança da graça. É outra coisa considerar
o que pode ocasionalmente cair por indisposição
e irregularidade, ou por qualquer outra
interposição obstrutiva nas pessoas em quem o
trabalho é forjado. Sob a primeira consideração, o
trabalho é próspero e progressivo; na última, a
regra está sujeita a várias exceções. Uma criança
que tem um princípio de vida, uma boa
constituição natural e comida adequada crescerá
e prosperará; mas se aquela criança tem
obstruções internas, ou enfermidades e doenças,
ou quedas e hematomas, pode ficar fraca. Quando
somos regenerados, somos como bebês recém-
nascidos e, normalmente, se temos o leite sincero
da Palavra, nós cresceremos por ele. Mas se
dermos lugar a tentações, corrupções,
negligências ou conformidade com o mundo, será
que estamos sem vida e perdidos? Basta
confirmar a verdade do que nós afirmamos, que
todo aquele em quem existe um princípio de vida
espiritual, que nasce de Deus, e em quem a obra
de santificação começou - se não for
gradualmente continuado nele, se ele não
prosperar na graça e santidade, se ele não for de
força em força - é normalmente de sua própria
4
pecaminosa negligência e condescendência com
as concupiscências carnais ou por amor ao
mundo presente. Considerando o tempo que
tivemos e os meios que desfrutamos, que plantas
crescidas e floridas muitos de nós poderíamos ter
sido - na fé, no amor, pureza, abnegação e
conformidade universal com Cristo - que agora
estamos fracos, murchos, infrutíferos e sem vida,
e dificilmente pode ser distinguido dos espinhos e
cardos do mundo! É hora de nos livrarmos de todo
peso e do pecado que tão facilmente nos assedia,
Hb 12.1, para nos estimularmos por todos os meios
a uma vigorosa recuperação de nossa primeira fé
e amor, com um crescimento abundante neles, ao
invés de nos queixarmos de que a obra da
santidade não prossegue. E devemos fazer isso
antes que nossas feridas se tornem incuráveis.
2. Uma coisa é ter santidade realmente
prosperando em qualquer alma; e é outra que a
alma saiba e fique satisfeita com isso; essas duas
coisas podem ser separadas. Há muitas razões
para isto. Mas antes de nomeá-las, devo pressupor
uma observação necessária - Esta regra é
proposta para o alívio daqueles que estão perdidos
sobre sus própria condição e não sabem se a
santidade está prosperando neles ou não; ou para
aqueles que não têm nenhuma preocupação com
isso, que podem em algum momento, se
quiserem, dar eles próprios um testemunho de
como essas questões estão indo com eles e em
que motivos. Pois se os homens se entregam a
5
qualquer luxúria predominante; se eles vivem na
negligência de qualquer dever conhecido ou na
prática de qualquer forma de engano; se eles
permitem que o mundo devore o melhor
aumento de suas almas; se eles permitem a
formalidade para comer o espírito, vigor e vida de
deveres santos; ou se algum destes persistir em
uma notável maneira - eu não tenho nada a
oferecer a eles para manifestar que a santidade
possa prosperar neles embora não a percebam;
pois, sem dúvida, nem devem alimentar qualquer
esperança, senão esta: que enquanto eles
permanecem em tal condição, a santidade vai
decair cada vez mais. Esses homens devem ser
despertados violentamente, como homens caindo
em uma letargia mortal, para serem arrancados
como brasas do fogo, Zac 3.2, para serem avisados
para recuperarem sua primeira fé e amor, para se
arrependerem e fazerem suas primeiras obras,
Ap 2.4,5 para que seu fim não sejam trevas e
tristeza para sempre. Mas, para aqueles que
andam com Deus com humildade e sinceridade,
pode haver várias razões pelas quais a santidade
pode estar prosperando neles, e ainda assim eles
não a discernem.
6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 57
Deus requer santificação aos cristãos 57Deus requer santificação aos cristãos 57
Deus requer santificação aos cristãos 57Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 18
Deus requer santificação aos cristãos 18Deus requer santificação aos cristãos 18
Deus requer santificação aos cristãos 18Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 54
Deus requer santificação aos cristãos 54Deus requer santificação aos cristãos 54
Deus requer santificação aos cristãos 54Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 56
Deus requer santificação aos cristãos 56Deus requer santificação aos cristãos 56
Deus requer santificação aos cristãos 56Silvio Dutra
 
Tratado sobre o Espirito Santo livro v - John Owen
Tratado sobre o Espirito Santo   livro v - John OwenTratado sobre o Espirito Santo   livro v - John Owen
Tratado sobre o Espirito Santo livro v - John OwenSilvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 17
Deus requer santificação aos cristãos 17Deus requer santificação aos cristãos 17
Deus requer santificação aos cristãos 17Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 55
Deus requer santificação aos cristãos 55Deus requer santificação aos cristãos 55
Deus requer santificação aos cristãos 55Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 20
Deus requer santificação aos cristãos 20Deus requer santificação aos cristãos 20
Deus requer santificação aos cristãos 20Silvio Dutra
 
O religioso e a graça de Deus.
O religioso e a graça de Deus.O religioso e a graça de Deus.
O religioso e a graça de Deus.Mauro RS
 
53. vans suspeitas
53. vans suspeitas53. vans suspeitas
53. vans suspeitaspohlos
 
Deus requer santificação aos cristãos 10
Deus requer santificação aos cristãos 10Deus requer santificação aos cristãos 10
Deus requer santificação aos cristãos 10Silvio Dutra
 
Seminário Transformando Corações - Apresentação
Seminário Transformando Corações - ApresentaçãoSeminário Transformando Corações - Apresentação
Seminário Transformando Corações - Apresentaçãodeusvivo
 
Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Silvio Dutra
 
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o Senhor
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o SenhorA Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o Senhor
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o SenhorSilvio Dutra
 
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015Silas Roberto Nogueira
 

Mais procurados (20)

Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28Deus requer santificação aos cristãos 28
Deus requer santificação aos cristãos 28
 
Asacudidura
AsacudiduraAsacudidura
Asacudidura
 
Deus requer santificação aos cristãos 57
Deus requer santificação aos cristãos 57Deus requer santificação aos cristãos 57
Deus requer santificação aos cristãos 57
 
Deus requer santificação aos cristãos 18
Deus requer santificação aos cristãos 18Deus requer santificação aos cristãos 18
Deus requer santificação aos cristãos 18
 
Deus requer santificação aos cristãos 54
Deus requer santificação aos cristãos 54Deus requer santificação aos cristãos 54
Deus requer santificação aos cristãos 54
 
Deus requer santificação aos cristãos 56
Deus requer santificação aos cristãos 56Deus requer santificação aos cristãos 56
Deus requer santificação aos cristãos 56
 
Tratado sobre o Espirito Santo livro v - John Owen
Tratado sobre o Espirito Santo   livro v - John OwenTratado sobre o Espirito Santo   livro v - John Owen
Tratado sobre o Espirito Santo livro v - John Owen
 
Deus requer santificação aos cristãos 17
Deus requer santificação aos cristãos 17Deus requer santificação aos cristãos 17
Deus requer santificação aos cristãos 17
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
Deus requer santificação aos cristãos 55
Deus requer santificação aos cristãos 55Deus requer santificação aos cristãos 55
Deus requer santificação aos cristãos 55
 
Deus requer santificação aos cristãos 20
Deus requer santificação aos cristãos 20Deus requer santificação aos cristãos 20
Deus requer santificação aos cristãos 20
 
O religioso e a graça de Deus.
O religioso e a graça de Deus.O religioso e a graça de Deus.
O religioso e a graça de Deus.
 
53. vans suspeitas
53. vans suspeitas53. vans suspeitas
53. vans suspeitas
 
Deus requer santificação aos cristãos 10
Deus requer santificação aos cristãos 10Deus requer santificação aos cristãos 10
Deus requer santificação aos cristãos 10
 
LE Q693 e ESE cap. 8
LE Q693 e ESE cap. 8LE Q693 e ESE cap. 8
LE Q693 e ESE cap. 8
 
Seminário Transformando Corações - Apresentação
Seminário Transformando Corações - ApresentaçãoSeminário Transformando Corações - Apresentação
Seminário Transformando Corações - Apresentação
 
Iniquidade
IniquidadeIniquidade
Iniquidade
 
Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62
 
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o Senhor
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o SenhorA Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o Senhor
A Santidade pela Santificação sem a qual ninguém verá o Senhor
 
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
 

Semelhante a Deus requer santificação aos cristãos 23

Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeon
Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeonUm chamado para um viver santo, por c. h. spurgeon
Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeonSilvio Dutra
 
É possível ser santo
É possível ser santoÉ possível ser santo
É possível ser santojb1955
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasEduardo Ottonelli Pithan
 
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-buenoMaressa Almeida
 
D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e CultoJPS Junior
 
Deus requer santificação aos cristãos 35
Deus requer santificação aos cristãos 35Deus requer santificação aos cristãos 35
Deus requer santificação aos cristãos 35Silvio Dutra
 
Aparência de piedade sem poder charles haddon spurgeon
Aparência de piedade sem poder   charles haddon spurgeonAparência de piedade sem poder   charles haddon spurgeon
Aparência de piedade sem poder charles haddon spurgeonDeusdete Soares
 
A Deterioração da santidade - John Owen
A Deterioração da santidade - John OwenA Deterioração da santidade - John Owen
A Deterioração da santidade - John OwenSilvio Dutra
 
Os tempos modernos e a doutrina de cristo
Os tempos modernos e a doutrina de cristoOs tempos modernos e a doutrina de cristo
Os tempos modernos e a doutrina de cristoMarcia Marcone
 
Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 43
Deus requer santificação aos cristãos 43Deus requer santificação aos cristãos 43
Deus requer santificação aos cristãos 43Silvio Dutra
 
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1Patricia Farias
 
As leis moraes rodolfo calligaris - pdf
As leis moraes   rodolfo calligaris - pdfAs leis moraes   rodolfo calligaris - pdf
As leis moraes rodolfo calligaris - pdfHelio Cruz
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasFelipe Guedes
 

Semelhante a Deus requer santificação aos cristãos 23 (20)

Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeon
Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeonUm chamado para um viver santo, por c. h. spurgeon
Um chamado para um viver santo, por c. h. spurgeon
 
É possível ser santo
É possível ser santoÉ possível ser santo
É possível ser santo
 
Aula 05 09
Aula 05 09Aula 05 09
Aula 05 09
 
A síndrome de pilatos
A síndrome de pilatosA síndrome de pilatos
A síndrome de pilatos
 
Avivamento
AvivamentoAvivamento
Avivamento
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
 
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
 
D 13 Preçe e Culto
D 13  Preçe e CultoD 13  Preçe e Culto
D 13 Preçe e Culto
 
Deus requer santificação aos cristãos 35
Deus requer santificação aos cristãos 35Deus requer santificação aos cristãos 35
Deus requer santificação aos cristãos 35
 
Aparência de piedade sem poder charles haddon spurgeon
Aparência de piedade sem poder   charles haddon spurgeonAparência de piedade sem poder   charles haddon spurgeon
Aparência de piedade sem poder charles haddon spurgeon
 
A Deterioração da santidade - John Owen
A Deterioração da santidade - John OwenA Deterioração da santidade - John Owen
A Deterioração da santidade - John Owen
 
Os tempos modernos e a doutrina de cristo
Os tempos modernos e a doutrina de cristoOs tempos modernos e a doutrina de cristo
Os tempos modernos e a doutrina de cristo
 
Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66
 
Deus requer santificação aos cristãos 43
Deus requer santificação aos cristãos 43Deus requer santificação aos cristãos 43
Deus requer santificação aos cristãos 43
 
Tridade misterio revelado 1
Tridade    misterio revelado 1Tridade    misterio revelado 1
Tridade misterio revelado 1
 
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1
Livro dos Espiritos questao 207 Evangelho Cap15 Item1
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
Fé e obras
Fé e obrasFé e obras
Fé e obras
 
As leis moraes rodolfo calligaris - pdf
As leis moraes   rodolfo calligaris - pdfAs leis moraes   rodolfo calligaris - pdf
As leis moraes rodolfo calligaris - pdf
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
 

Mais de Silvio Dutra

A Vida Alcançada por uma Aliança
A Vida Alcançada por uma AliançaA Vida Alcançada por uma Aliança
A Vida Alcançada por uma AliançaSilvio Dutra
 
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...Silvio Dutra
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdfSilvio Dutra
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdfSilvio Dutra
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2Silvio Dutra
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdfSilvio Dutra
 
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdfDeus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdfSilvio Dutra
 
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdfDeus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdfSilvio Dutra
 
O Pecado Inviabiliza a Paz Mundial
O Pecado Inviabiliza a Paz MundialO Pecado Inviabiliza a Paz Mundial
O Pecado Inviabiliza a Paz MundialSilvio Dutra
 
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John Owen
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John OwenA firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John Owen
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John OwenSilvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 74
Deus requer santificação aos cristãos 74Deus requer santificação aos cristãos 74
Deus requer santificação aos cristãos 74Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 73
Deus requer santificação aos cristãos 73Deus requer santificação aos cristãos 73
Deus requer santificação aos cristãos 73Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 72
Deus requer santificação aos cristãos 72Deus requer santificação aos cristãos 72
Deus requer santificação aos cristãos 72Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 71
Deus requer santificação aos cristãos 71Deus requer santificação aos cristãos 71
Deus requer santificação aos cristãos 71Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 70
Deus requer santificação aos cristãos 70Deus requer santificação aos cristãos 70
Deus requer santificação aos cristãos 70Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 69
Deus requer santificação aos cristãos 69Deus requer santificação aos cristãos 69
Deus requer santificação aos cristãos 69Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 68
Deus requer santificação aos cristãos 68Deus requer santificação aos cristãos 68
Deus requer santificação aos cristãos 68Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 67
Deus requer santificação aos cristãos 67Deus requer santificação aos cristãos 67
Deus requer santificação aos cristãos 67Silvio Dutra
 

Mais de Silvio Dutra (20)

Poder
PoderPoder
Poder
 
A Vida Alcançada por uma Aliança
A Vida Alcançada por uma AliançaA Vida Alcançada por uma Aliança
A Vida Alcançada por uma Aliança
 
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
AJUSTE CRONOLÓGICO DAS VISÕES DO APOCALIPSE (segunda edição corrigida e ampli...
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 4.pdf
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 3.pdf
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 2
 
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdfSinais e Ameaças de Julgamentos  de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdf
Sinais e Ameaças de Julgamentos de um Povo, Igreja ou Nação – Parte 1.pdf
 
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdfDeus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 76.pdf
 
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdfDeus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdf
Deus Requer Santificação aos Cristãos 75.pdf
 
O Pecado Inviabiliza a Paz Mundial
O Pecado Inviabiliza a Paz MundialO Pecado Inviabiliza a Paz Mundial
O Pecado Inviabiliza a Paz Mundial
 
O Começo e o Fim
O Começo e o FimO Começo e o Fim
O Começo e o Fim
 
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John Owen
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John OwenA firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John Owen
A firmeza das promessas e a pecaminosidade de cambalear -John Owen
 
Deus requer santificação aos cristãos 74
Deus requer santificação aos cristãos 74Deus requer santificação aos cristãos 74
Deus requer santificação aos cristãos 74
 
Deus requer santificação aos cristãos 73
Deus requer santificação aos cristãos 73Deus requer santificação aos cristãos 73
Deus requer santificação aos cristãos 73
 
Deus requer santificação aos cristãos 72
Deus requer santificação aos cristãos 72Deus requer santificação aos cristãos 72
Deus requer santificação aos cristãos 72
 
Deus requer santificação aos cristãos 71
Deus requer santificação aos cristãos 71Deus requer santificação aos cristãos 71
Deus requer santificação aos cristãos 71
 
Deus requer santificação aos cristãos 70
Deus requer santificação aos cristãos 70Deus requer santificação aos cristãos 70
Deus requer santificação aos cristãos 70
 
Deus requer santificação aos cristãos 69
Deus requer santificação aos cristãos 69Deus requer santificação aos cristãos 69
Deus requer santificação aos cristãos 69
 
Deus requer santificação aos cristãos 68
Deus requer santificação aos cristãos 68Deus requer santificação aos cristãos 68
Deus requer santificação aos cristãos 68
 
Deus requer santificação aos cristãos 67
Deus requer santificação aos cristãos 67Deus requer santificação aos cristãos 67
Deus requer santificação aos cristãos 67
 

Último

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptxFabianoHaider1
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaRicardo Azevedo
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxManoel Candido Pires Junior
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Nilson Almeida
 

Último (7)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 

Deus requer santificação aos cristãos 23

  • 1.
  • 2. Deus Requer Santificação aos Cristãos 23 “Por que, pois, dizes, ó Jacó, e falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao SENHOR, e o meu direito passa despercebido ao meu Deus? Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa, nem se fatiga? Não se pode esquadrinhar o seu entendimento. Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansam e se fatigam, e os moços de exaustos caem, mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” (Isaías 40.27-31) Agora considere, o que é aquilo pelo que você mais se esforça em suas orações? Não é que o corpo, o poder, todo o interesse do pecado em você possa ser enfraquecido, subjugado e, por fim destruído? Não é que todas as graças do Espírito possam ser renovadas diariamente, aumentadas e fortalecidas, para que você possa estar mais pronto e preparado para todos os deveres de obediência? E para que serve tudo isso, senão que a santidade possa ser gradualmente progressiva em suas almas, para que possa ser realizado por novos suprimentos e acréscimos de graça, até chegar à perfeição? Será dito por alguns, talvez, que por sua melhor observação, eles não 2
  • 3. encontram em si ou nos outros, que a obra de santificação é constantemente progressiva, ou que a santidade cresce e prospera desta forma onde quer que seja encontrada em sinceridade. Para si mesmos, eles encontraram a graça mais vigorosa, ativa e florescendo em seus dias anteriores do que recentemente; suas correntes eram mais frescas e mais fortes na fonte de sua conversão do que desde que encontraram seu curso. Daí vêm as reclamações entre muitos sobre sua magreza, sua fraqueza, sua morte, sua esterilidade espiritual. Nem ficaram muitos dos santos na Escritura sem tais reclamações. E muitos podem clamar: "Oh, se apenas fosse o mesmo que nos nossos dias anteriores, nos dias da nossa juventude!” Queixas desta natureza abundam em todos os lugares. Alguns estão prontos para concluir disso, que não seja sincera a santidade que não é tão crescente e progressiva como se pretende, ou que de fato eles têm nenhum interesse nisso. O mesmo pode ser dito por uma observação diligente de outros, ambos, igrejas e professantes solitários. Que evidências eles dão de que o trabalho de santidade está prosperando neles? Em vez disso, a graça não parece estar retrocedendo e em constante decadência? Vou considerar e remover esta objeção na medida do necessário, para que a verdade afirmada não sofra com isso e fiquemos com uma teoria vazia; e também que aqueles que não cumprem totalmente com a santidade, não 3
  • 4. sejam totalmente desencorajados. Farei isso nas regras e observações que se seguem. Uma coisa é considerar a que graça ou santidade é adequada em sua própria natureza, e qual é a maneira comum ou regular de procedimento do Espírito na obra de santificação, de acordo com o teor da aliança da graça. É outra coisa considerar o que pode ocasionalmente cair por indisposição e irregularidade, ou por qualquer outra interposição obstrutiva nas pessoas em quem o trabalho é forjado. Sob a primeira consideração, o trabalho é próspero e progressivo; na última, a regra está sujeita a várias exceções. Uma criança que tem um princípio de vida, uma boa constituição natural e comida adequada crescerá e prosperará; mas se aquela criança tem obstruções internas, ou enfermidades e doenças, ou quedas e hematomas, pode ficar fraca. Quando somos regenerados, somos como bebês recém- nascidos e, normalmente, se temos o leite sincero da Palavra, nós cresceremos por ele. Mas se dermos lugar a tentações, corrupções, negligências ou conformidade com o mundo, será que estamos sem vida e perdidos? Basta confirmar a verdade do que nós afirmamos, que todo aquele em quem existe um princípio de vida espiritual, que nasce de Deus, e em quem a obra de santificação começou - se não for gradualmente continuado nele, se ele não prosperar na graça e santidade, se ele não for de força em força - é normalmente de sua própria 4
  • 5. pecaminosa negligência e condescendência com as concupiscências carnais ou por amor ao mundo presente. Considerando o tempo que tivemos e os meios que desfrutamos, que plantas crescidas e floridas muitos de nós poderíamos ter sido - na fé, no amor, pureza, abnegação e conformidade universal com Cristo - que agora estamos fracos, murchos, infrutíferos e sem vida, e dificilmente pode ser distinguido dos espinhos e cardos do mundo! É hora de nos livrarmos de todo peso e do pecado que tão facilmente nos assedia, Hb 12.1, para nos estimularmos por todos os meios a uma vigorosa recuperação de nossa primeira fé e amor, com um crescimento abundante neles, ao invés de nos queixarmos de que a obra da santidade não prossegue. E devemos fazer isso antes que nossas feridas se tornem incuráveis. 2. Uma coisa é ter santidade realmente prosperando em qualquer alma; e é outra que a alma saiba e fique satisfeita com isso; essas duas coisas podem ser separadas. Há muitas razões para isto. Mas antes de nomeá-las, devo pressupor uma observação necessária - Esta regra é proposta para o alívio daqueles que estão perdidos sobre sus própria condição e não sabem se a santidade está prosperando neles ou não; ou para aqueles que não têm nenhuma preocupação com isso, que podem em algum momento, se quiserem, dar eles próprios um testemunho de como essas questões estão indo com eles e em que motivos. Pois se os homens se entregam a 5
  • 6. qualquer luxúria predominante; se eles vivem na negligência de qualquer dever conhecido ou na prática de qualquer forma de engano; se eles permitem que o mundo devore o melhor aumento de suas almas; se eles permitem a formalidade para comer o espírito, vigor e vida de deveres santos; ou se algum destes persistir em uma notável maneira - eu não tenho nada a oferecer a eles para manifestar que a santidade possa prosperar neles embora não a percebam; pois, sem dúvida, nem devem alimentar qualquer esperança, senão esta: que enquanto eles permanecem em tal condição, a santidade vai decair cada vez mais. Esses homens devem ser despertados violentamente, como homens caindo em uma letargia mortal, para serem arrancados como brasas do fogo, Zac 3.2, para serem avisados para recuperarem sua primeira fé e amor, para se arrependerem e fazerem suas primeiras obras, Ap 2.4,5 para que seu fim não sejam trevas e tristeza para sempre. Mas, para aqueles que andam com Deus com humildade e sinceridade, pode haver várias razões pelas quais a santidade pode estar prosperando neles, e ainda assim eles não a discernem. 6