SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Esperança – sementeira de coragem no solo do espírito
BLOCO 1 – Construção do diagrama
Conduzir esta reflexão em 3 momentos com o grupo todo na sala (15min):
1) Brainstorming de palavras que vão sendo escritas em papéis e colocadas no chão em círculos concêntricos
a. Assumindo que sou uma pessoa vibrando na frequência do Medo Extremo
• Situação do Brasil: Palavras que eu diria sobre a situação do Brasil
• Atitude: Quais as atitudes típicas que eu teria na vibração do medo?
b. Assumindo que sou uma pessoa vibrando na frequência do Amor Incondicional (Chico Xavier, Madre
Tereza)
• Situação do Brasil: Palavras que eu diria sobre a situação do Brasil
• Atitude: Quais as atitudes típicas que eu teria na vibração do amor?
2) Posição do grupo – onde se colocam estas palavras continuando os círculos concêntricos no chão
a. Ancoragem, foco : material / espiritual
b. Estado de ânimo : desespero / esperança
c. Atitude mais típica : covardia / coragem
3) Para o fecho deste bloco pontuar ainda:
a. Conexão entre esperança e coragem
b. A energia cultivada (coloca a palavra energia no chão como mais um círculo concêntrico)
c. A atmosfera espiritual cultivada (coloca também no chão como mais um círculo concêntrico)
Este material fica exposto no chão em dois quadrantes em círculos concêntricos.
Orientação ao grupo
-Procure se colocar na posição pedida imaginando-se como a pessoa sugerida.
-Escreva uma palavra em cada papel
BLOCO 2 – Reflexão com bastão da fala sobre a experiência
Questão: O que mais te tocou nesta reflexão?
BLOCO 3 – Leituras
Textos que serão lidos pelos presentes
Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra
8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai-
lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais
coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não
pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos)
Missão dos espíritas
4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores
montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da
impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras
gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE)
A coragem da fé
15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito
em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe,
quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap.
XX – A candeia debaixo do alqueire)
Eficácia da prece
7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação.
Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe
sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis)
BLOCO 4 – Reflexão pessoal com bastão da fala
Onde eu preciso de coragem para agir com amor hoje? (quem quiser dividir) (Para que eu preciso de coragem hoje?
Ou como está a minha coragem hoje?)
Complementos possíveis (opcional):
• No medo a pessoa tende a se desesperar? Por que? Por que? Por que?
• No amor se tem esperança? Por que? Por que? Por que?
• Atitude extrema: Quais as atitudes extremas quando se vibra na frequência do medo? (pergunta ou infere)
• Atmosfera espiritual
BLOCO 5 – Fecho com a leitura da página e Emanuel (opcional dependendo do tempo)
Convite da coragem
Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes.
Não lamentes as vantagens perdidas.
Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos
que te foram colocados nas mãos.
Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos.
A tristeza inerte não auxilia a ninguém.
Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações.
Desengano é esclarecimento.
A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos.
Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis.
Age para o bem e o teu dia de êxito chegará.
Emmanuel
Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli
Pesquisa do Evangelho
São excertos do Evangelho que refletem sobre a coragem em diversos campos da vida
(As pessoas poderiam cada uma ler um dos itens, repetindo ao final o que está grifado. Ao final de cada leitura pode-
se fazer uma referencia ao quadro montado no chão)
O suicídio e a loucura
14. A calma e a resignação hauridas da maneira de considerar a vida terrestre e da
confiança no futuro dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo contra a
loucura e o suicídio. Com efeito, é certo que a maioria dos casos de loucura se deve à
comoção produzida pelas vicissitudes que o homem não tem a coragem de suportar. Ora, se
encarando as coisas deste mundo da maneira por que o Espiritismo faz que ele as considere, o
homem recebe com indiferença, mesmo com alegria, os reveses e as decepções que o
houveram desesperado noutras circunstâncias, evidente se torna que essa força, que o coloca
acima dos acontecimentos, lhe preserva de abalos a razão, os quais, se não fora isso, a
conturbariam. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos)
O suicídio e a loucura
16. ... A propagação das doutrinas materialistas é, pois, o veneno que inocula a idéia do
suicídio na maioria dos que se suicidam, e os que se constituem apóstolos de semelhantes
doutrinas assumem tremenda responsabilidade. Com o Espiritismo, tornada impossível a
dúvida, muda o aspecto da vida. O crente sabe que a existência se prolonga indefinidamente
para lá do túmulo, mas em condições muito diversas; donde a paciência e a resignação que o
afastam muito naturalmente de pensar no suicídio; donde, em suma, a coragem moral. (ESE - Cap V – Bem
aventurados os aflitos)
Bem e mal sofrer
18. ... O desânimo é uma falta. Deus vos recusa consolações, desde que vos falte
coragem. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos - IE)
Provas voluntárias. O verdadeiro cilício
26. ... Onde a vossa coragem nas provações, uma vez que fugis à luta e desertais do combate? Se quereis um
cilício, aplicai-o às vossas almas e não aos vossos corpos; mortificai o vosso Espírito e não a vossa carne;
fustigai o vosso orgulho, recebei sem murmurar as humilhações; flagiciai o vosso amor-próprio; enrijai-vos
contra a dor da injúria e da calúnia, mais pungente do que a dor física. (ESE - Cap V – Bem aventurados os
aflitos - IE)
Consolador prometido
4. ... O Espiritismo lhe dá fé inabalável no futuro e a dúvida pungente não mais se lhe apossa da alma.
Dando-lhe a ver do alto as coisas, a importância das vicissitudes terrenas some-se no vasto e esplêndido
horizonte que ele o faz descortinar, e a perspectiva da felicidade que o espera lhe dá a paciência, a
resignação e a coragem de ir até ao termo do caminho. (ESE – Cap. VI - O Cristo Consolador)
O orgulho e a humildade
11. ... Suportar com coragem as humilhações dos homens é ser humilde e reconhecer que somente Deus é
grande e poderoso. (ESE – Cap. VII – Os Pobres de Espirito - IE)
O egoísmo
11. O egoísmo, chaga da Humanidade, tem que desaparecer da Terra, a cujo progresso moral obsta. Ao
Espiritismo está reservada a tarefa de fazê-la ascender na hierarquia dos mundos. O egoísmo é, pois, o alvo
para o qual todos os verdadeiros crentes devem apontar suas armas, dirigir suas forças, sua coragem. Digo:
coragem, porque dela muito mais necessita cada um para vencer-se a si mesmo, do que para vencer os
outros. Que cada um, portanto, empregue todos os esforços a combatê-lo em si, certo de que esse monstro
devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho é o causador de todas as misérias do mundo
terreno. É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à felicidade dos homens. (ESE – Cap.
XI – Amar o próximo como a si mesmo - IE)
Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra
8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai-
lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais
coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não
pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos)
O duelo
12. Em certos casos, sem dúvida, pode o duelo constituir uma prova de coragem física, de desprezo pela
vida, mas também é, incontestavelmente, uma prova de covardia moral, como o suicídio. O suicida não tem
coragem de enfrentar as vicissitudes da vida; o duelista não tem a de suportar as ofensas. (ESE – Cap. XII –
Amai os vossos inimigos - IE)
A piedade
17. ... Grande, porém, é a compensação, quando chegais a dar coragem e esperança a um irmão infeliz que
se enternece ao aperto de uma mão amiga. (ESE – Cap. XII – Não saiba a vossa mão esquerda ... - IE)
A ingratidão dos filhos e os laços de família
14. ... De todas as provas, as mais duras são as que afetam o coração. Um, que suporta com coragem a
miséria e as privações materiais, sucumbe ao peso das amarguras domésticas, pungido da ingratidão dos
seus. (ESE – Cap. XIV – Honrai a vosso pai e a vossa mãe - IE)
Missão dos espíritas
4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores
montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da
impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras
gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE)
A coragem da fé
15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito
em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe,
quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap.
XX – A candeia debaixo do alqueire)
Eficácia da prece
7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação.
Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe
sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis)
Textos para recortar porque serão lidos pelos presentes
Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra
8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai-
lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais
coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não
pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos)
Missão dos espíritas
4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores
montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da
impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras
gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE)
A coragem da fé
15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito
em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe,
quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap.
XX – A candeia debaixo do alqueire)
Eficácia da prece
7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação.
Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe
sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis)
Convite da coragem
Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes.
Não lamentes as vantagens perdidas.
Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos
que te foram colocados nas mãos.
Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos.
A tristeza inerte não auxilia a ninguém.
Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações.
Desengano é esclarecimento.
A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos.
Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis.
Age para o bem e o teu dia de êxito chegará.
Emmanuel
Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli
Textos para recortar porque serão lidos pelos presentes
Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra
8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai-
lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais
coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não
pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos)
Missão dos espíritas
4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores
montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da
impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras
gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE)
A coragem da fé
15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito
em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe,
quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap.
XX – A candeia debaixo do alqueire)
Eficácia da prece
7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação.
Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe
sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis)
Convite da coragem
Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes.
Não lamentes as vantagens perdidas.
Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos
que te foram colocados nas mãos.
Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos.
A tristeza inerte não auxilia a ninguém.
Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações.
Desengano é esclarecimento.
A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos.
Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis.
Age para o bem e o teu dia de êxito chegará.
Emmanuel
Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Leon denis-o-problema-do-ser
Leon denis-o-problema-do-serLeon denis-o-problema-do-ser
Leon denis-o-problema-do-ser
Eliane Florencio
 
Francisco candido xavier cornelio pires - conversa firme
Francisco candido xavier   cornelio pires - conversa firmeFrancisco candido xavier   cornelio pires - conversa firme
Francisco candido xavier cornelio pires - conversa firme
Francisco Baptista
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
O problema da dor (léon denis)
O problema da dor (léon denis)O problema da dor (léon denis)
O problema da dor (léon denis)
José Patrocinio
 
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
Joao Minelli Neto
 

Mais procurados (20)

100 Frases de Gilbert Keith Chesterton
100 Frases de Gilbert Keith Chesterton   100 Frases de Gilbert Keith Chesterton
100 Frases de Gilbert Keith Chesterton
 
Leon denis-o-problema-do-ser
Leon denis-o-problema-do-serLeon denis-o-problema-do-ser
Leon denis-o-problema-do-ser
 
O verdadeiro cilicio
O verdadeiro cilicio O verdadeiro cilicio
O verdadeiro cilicio
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18Estudos do evangelho18
Estudos do evangelho18
 
Francisco candido xavier cornelio pires - conversa firme
Francisco candido xavier   cornelio pires - conversa firmeFrancisco candido xavier   cornelio pires - conversa firme
Francisco candido xavier cornelio pires - conversa firme
 
Lição 9 Inveja, um veneno mortífero para a vida.
Lição 9   Inveja, um veneno mortífero para a vida.Lição 9   Inveja, um veneno mortífero para a vida.
Lição 9 Inveja, um veneno mortífero para a vida.
 
Submissão e Resignação frente a Mudanças
Submissão e Resignação frente a MudançasSubmissão e Resignação frente a Mudanças
Submissão e Resignação frente a Mudanças
 
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
 
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoBem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 
Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6Estudos do evangelho 6
Estudos do evangelho 6
 
O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian O homem de bem Por Pedro Aganian
O homem de bem Por Pedro Aganian
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espiritoPalestra ESE cap 7 pobres espirito
Palestra ESE cap 7 pobres espirito
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 5 item11
 
Livro dos Espiritos Q757 ESE cap9_item9
Livro dos Espiritos Q757 ESE cap9_item9Livro dos Espiritos Q757 ESE cap9_item9
Livro dos Espiritos Q757 ESE cap9_item9
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
O problema da dor (léon denis)
O problema da dor (léon denis)O problema da dor (léon denis)
O problema da dor (léon denis)
 
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
2015 08-11 - PAE terça - Injúrias e Violências
 

Semelhante a Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito

Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Graça Maciel
 
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
Nannabel
 

Semelhante a Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito (20)

O DUELO
O DUELOO DUELO
O DUELO
 
Obsessao _Divida agravada
Obsessao _Divida agravada Obsessao _Divida agravada
Obsessao _Divida agravada
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e InsucessosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 56 - Êxitos e Insucessos
 
Atritos Fisicos 1
Atritos Fisicos 1Atritos Fisicos 1
Atritos Fisicos 1
 
Boletim 220613
Boletim   220613Boletim   220613
Boletim 220613
 
Os duelos da atualidade
Os duelos da atualidadeOs duelos da atualidade
Os duelos da atualidade
 
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
 
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo( Espiritismo)   # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
( Espiritismo) # - africa espirita - doutrina espirita e consolo
 
Evangelho Cap5 item26
Evangelho Cap5 item26Evangelho Cap5 item26
Evangelho Cap5 item26
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
 
As Provas e Expiações - como lidar
As Provas e Expiações  - como lidarAs Provas e Expiações  - como lidar
As Provas e Expiações - como lidar
 
PALESTRA VIVER VALE A PENA.pdf
PALESTRA VIVER VALE A PENA.pdfPALESTRA VIVER VALE A PENA.pdf
PALESTRA VIVER VALE A PENA.pdf
 
Provas voluntárias
Provas voluntáriasProvas voluntárias
Provas voluntárias
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Estudos do evangelho "O ódio e o duelo" ( Leonardo Pereira).
Estudos do evangelho "O ódio e o duelo" ( Leonardo Pereira). Estudos do evangelho "O ódio e o duelo" ( Leonardo Pereira).
Estudos do evangelho "O ódio e o duelo" ( Leonardo Pereira).
 
Chico Xavier - Livro 074 - Ano 1963 - Ideal Espirita.pdf
Chico Xavier - Livro 074 - Ano 1963 - Ideal Espirita.pdfChico Xavier - Livro 074 - Ano 1963 - Ideal Espirita.pdf
Chico Xavier - Livro 074 - Ano 1963 - Ideal Espirita.pdf
 
Reconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversariosReconciliação com os adversarios
Reconciliação com os adversarios
 
MEDO
MEDOMEDO
MEDO
 
Palestra sobre medo
Palestra sobre medo Palestra sobre medo
Palestra sobre medo
 
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
Flores do-cactus-2-parte-texto-autores-diversos-
 

Mais de Eduardo Manoel Araujo

Mais de Eduardo Manoel Araujo (20)

Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
 
O que mata hoje no brasil
O que mata hoje no brasilO que mata hoje no brasil
O que mata hoje no brasil
 
Pureza
PurezaPureza
Pureza
 
Eh possivel ser feliz na terra slideshare
Eh possivel ser feliz na terra    slideshareEh possivel ser feliz na terra    slideshare
Eh possivel ser feliz na terra slideshare
 
Ecologia integral enciclica do papa francisco
Ecologia integral   enciclica do papa franciscoEcologia integral   enciclica do papa francisco
Ecologia integral enciclica do papa francisco
 
Termo de referencia vivendo com jesus
Termo de referencia   vivendo com jesusTermo de referencia   vivendo com jesus
Termo de referencia vivendo com jesus
 
Teses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
Teses da encíclica Laudato Si do Papa FranciscoTeses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
Teses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
 
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa FranciscoExtrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
 
Conduta evangelica
Conduta evangelicaConduta evangelica
Conduta evangelica
 
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao o ceu e o inferno - viii
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao   o ceu e o inferno - viiiQuadro comparativo dos espiritos em expiacao   o ceu e o inferno - viii
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao o ceu e o inferno - viii
 
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestresO céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
 
Dinâmica - capitulo VII de: O céu e o inferno
Dinâmica - capitulo VII  de: O céu e o infernoDinâmica - capitulo VII  de: O céu e o inferno
Dinâmica - capitulo VII de: O céu e o inferno
 
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
 
Convite ao valor
Convite ao valorConvite ao valor
Convite ao valor
 
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terraA carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
 
Vivência com consciência espírita
Vivência com consciência espíritaVivência com consciência espírita
Vivência com consciência espírita
 
Bem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansosBem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansos
 
Atitude Espírita
Atitude EspíritaAtitude Espírita
Atitude Espírita
 
Nossos filhos
Nossos filhosNossos filhos
Nossos filhos
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (10)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 

Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito

  • 1. Esperança – sementeira de coragem no solo do espírito BLOCO 1 – Construção do diagrama Conduzir esta reflexão em 3 momentos com o grupo todo na sala (15min): 1) Brainstorming de palavras que vão sendo escritas em papéis e colocadas no chão em círculos concêntricos a. Assumindo que sou uma pessoa vibrando na frequência do Medo Extremo • Situação do Brasil: Palavras que eu diria sobre a situação do Brasil • Atitude: Quais as atitudes típicas que eu teria na vibração do medo? b. Assumindo que sou uma pessoa vibrando na frequência do Amor Incondicional (Chico Xavier, Madre Tereza) • Situação do Brasil: Palavras que eu diria sobre a situação do Brasil • Atitude: Quais as atitudes típicas que eu teria na vibração do amor? 2) Posição do grupo – onde se colocam estas palavras continuando os círculos concêntricos no chão a. Ancoragem, foco : material / espiritual b. Estado de ânimo : desespero / esperança c. Atitude mais típica : covardia / coragem 3) Para o fecho deste bloco pontuar ainda: a. Conexão entre esperança e coragem b. A energia cultivada (coloca a palavra energia no chão como mais um círculo concêntrico) c. A atmosfera espiritual cultivada (coloca também no chão como mais um círculo concêntrico) Este material fica exposto no chão em dois quadrantes em círculos concêntricos. Orientação ao grupo -Procure se colocar na posição pedida imaginando-se como a pessoa sugerida. -Escreva uma palavra em cada papel BLOCO 2 – Reflexão com bastão da fala sobre a experiência Questão: O que mais te tocou nesta reflexão?
  • 2. BLOCO 3 – Leituras Textos que serão lidos pelos presentes Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra 8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai- lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos) Missão dos espíritas 4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE) A coragem da fé 15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe, quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap. XX – A candeia debaixo do alqueire) Eficácia da prece 7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis) BLOCO 4 – Reflexão pessoal com bastão da fala Onde eu preciso de coragem para agir com amor hoje? (quem quiser dividir) (Para que eu preciso de coragem hoje? Ou como está a minha coragem hoje?) Complementos possíveis (opcional): • No medo a pessoa tende a se desesperar? Por que? Por que? Por que? • No amor se tem esperança? Por que? Por que? Por que? • Atitude extrema: Quais as atitudes extremas quando se vibra na frequência do medo? (pergunta ou infere) • Atmosfera espiritual BLOCO 5 – Fecho com a leitura da página e Emanuel (opcional dependendo do tempo) Convite da coragem Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes. Não lamentes as vantagens perdidas. Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos que te foram colocados nas mãos. Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos.
  • 3. A tristeza inerte não auxilia a ninguém. Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações. Desengano é esclarecimento. A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos. Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis. Age para o bem e o teu dia de êxito chegará. Emmanuel Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli
  • 4. Pesquisa do Evangelho São excertos do Evangelho que refletem sobre a coragem em diversos campos da vida (As pessoas poderiam cada uma ler um dos itens, repetindo ao final o que está grifado. Ao final de cada leitura pode- se fazer uma referencia ao quadro montado no chão) O suicídio e a loucura 14. A calma e a resignação hauridas da maneira de considerar a vida terrestre e da confiança no futuro dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo contra a loucura e o suicídio. Com efeito, é certo que a maioria dos casos de loucura se deve à comoção produzida pelas vicissitudes que o homem não tem a coragem de suportar. Ora, se encarando as coisas deste mundo da maneira por que o Espiritismo faz que ele as considere, o homem recebe com indiferença, mesmo com alegria, os reveses e as decepções que o houveram desesperado noutras circunstâncias, evidente se torna que essa força, que o coloca acima dos acontecimentos, lhe preserva de abalos a razão, os quais, se não fora isso, a conturbariam. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos) O suicídio e a loucura 16. ... A propagação das doutrinas materialistas é, pois, o veneno que inocula a idéia do suicídio na maioria dos que se suicidam, e os que se constituem apóstolos de semelhantes doutrinas assumem tremenda responsabilidade. Com o Espiritismo, tornada impossível a dúvida, muda o aspecto da vida. O crente sabe que a existência se prolonga indefinidamente para lá do túmulo, mas em condições muito diversas; donde a paciência e a resignação que o afastam muito naturalmente de pensar no suicídio; donde, em suma, a coragem moral. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos) Bem e mal sofrer 18. ... O desânimo é uma falta. Deus vos recusa consolações, desde que vos falte coragem. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos - IE) Provas voluntárias. O verdadeiro cilício 26. ... Onde a vossa coragem nas provações, uma vez que fugis à luta e desertais do combate? Se quereis um cilício, aplicai-o às vossas almas e não aos vossos corpos; mortificai o vosso Espírito e não a vossa carne; fustigai o vosso orgulho, recebei sem murmurar as humilhações; flagiciai o vosso amor-próprio; enrijai-vos contra a dor da injúria e da calúnia, mais pungente do que a dor física. (ESE - Cap V – Bem aventurados os aflitos - IE) Consolador prometido 4. ... O Espiritismo lhe dá fé inabalável no futuro e a dúvida pungente não mais se lhe apossa da alma. Dando-lhe a ver do alto as coisas, a importância das vicissitudes terrenas some-se no vasto e esplêndido horizonte que ele o faz descortinar, e a perspectiva da felicidade que o espera lhe dá a paciência, a resignação e a coragem de ir até ao termo do caminho. (ESE – Cap. VI - O Cristo Consolador) O orgulho e a humildade 11. ... Suportar com coragem as humilhações dos homens é ser humilde e reconhecer que somente Deus é grande e poderoso. (ESE – Cap. VII – Os Pobres de Espirito - IE) O egoísmo 11. O egoísmo, chaga da Humanidade, tem que desaparecer da Terra, a cujo progresso moral obsta. Ao Espiritismo está reservada a tarefa de fazê-la ascender na hierarquia dos mundos. O egoísmo é, pois, o alvo para o qual todos os verdadeiros crentes devem apontar suas armas, dirigir suas forças, sua coragem. Digo: coragem, porque dela muito mais necessita cada um para vencer-se a si mesmo, do que para vencer os outros. Que cada um, portanto, empregue todos os esforços a combatê-lo em si, certo de que esse monstro
  • 5. devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho é o causador de todas as misérias do mundo terreno. É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à felicidade dos homens. (ESE – Cap. XI – Amar o próximo como a si mesmo - IE) Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra 8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai- lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos) O duelo 12. Em certos casos, sem dúvida, pode o duelo constituir uma prova de coragem física, de desprezo pela vida, mas também é, incontestavelmente, uma prova de covardia moral, como o suicídio. O suicida não tem coragem de enfrentar as vicissitudes da vida; o duelista não tem a de suportar as ofensas. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos - IE) A piedade 17. ... Grande, porém, é a compensação, quando chegais a dar coragem e esperança a um irmão infeliz que se enternece ao aperto de uma mão amiga. (ESE – Cap. XII – Não saiba a vossa mão esquerda ... - IE) A ingratidão dos filhos e os laços de família 14. ... De todas as provas, as mais duras são as que afetam o coração. Um, que suporta com coragem a miséria e as privações materiais, sucumbe ao peso das amarguras domésticas, pungido da ingratidão dos seus. (ESE – Cap. XIV – Honrai a vosso pai e a vossa mãe - IE) Missão dos espíritas 4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE) A coragem da fé 15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe, quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap. XX – A candeia debaixo do alqueire) Eficácia da prece 7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis)
  • 6. Textos para recortar porque serão lidos pelos presentes Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra 8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai- lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos) Missão dos espíritas 4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE) A coragem da fé 15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe, quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap. XX – A candeia debaixo do alqueire) Eficácia da prece 7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis) Convite da coragem Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes. Não lamentes as vantagens perdidas. Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos que te foram colocados nas mãos. Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos. A tristeza inerte não auxilia a ninguém. Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações. Desengano é esclarecimento. A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos. Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis. Age para o bem e o teu dia de êxito chegará. Emmanuel Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli
  • 7. Textos para recortar porque serão lidos pelos presentes Se alguém vos bater na face direita, apresentai-lhe também a outra 8. ... E disse ainda: "Não resistais ao mal que vos queiram fazer; se alguém vos bater numa face, apresentai- lhe a outra.” Ao orgulhoso este ensino parecerá uma covardia, porquanto ele não compreende que haja mais coragem em suportar um insulto do que em tomar uma vingança, e não compreende, porque sua visão não pode ultrapassar o presente. (ESE – Cap. XII – Amai os vossos inimigos) Missão dos espíritas 4, ... A fé é a virtude que desloca montanhas, disse Jesus. Todavia, mais pesados do que as maiores montanhas, jazem depositados nos corações dos homens a impureza e todos os vícios que derivam da impureza. Parti, então, cheios de coragem, para removerdes essa montanha de iniqüidades que as futuras gerações só deverão conhecer como lenda. (ESE – Cap. XX – Os trabalhadores da última hora – IE) A coragem da fé 15. A coragem das opiniões próprias sempre foi tida em grande estima entre os homens, porque há mérito em afrontar os perigos, as perseguições, as contradições e até os simples sarcasmos, aos quais se expõe, quase sempre, aquele que não teme proclamar abertamente idéias que não são as de toda gente. (ESE – Cap. XX – A candeia debaixo do alqueire) Eficácia da prece 7. O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. (ESE – Cap. XX – Pedi e obtereis) Convite da coragem Aceita-te, tal qual és, fazendo de ti o melhor que puderes. Não lamentes as vantagens perdidas. Acima de qualquer desapontamento continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos que te foram colocados nas mãos. Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos. A tristeza inerte não auxilia a ninguém. Não carregues contigo a sucata de teus desencantos e frustrações. Desengano é esclarecimento. A coragem da fé em Deus se te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos. Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis. Age para o bem e o teu dia de êxito chegará. Emmanuel Palavras de Coragem – Francisco Cândido Xavier e Carlos A. Baccelli