SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 60
Vivência
com
Consciência da Espiritualidade
Centro Espírita Leocádio Correa
110 anos
09/06/2016
Primeiro
um pouco de
história
Brasil Pré-colonial e Colonial
Período Pré-colonial
Época
Movimento
1500
1787
Espiritualismo M
Politeísmo A
Mediunidade (Pajé) Ç
Catolicismo O
Candonble N
Umbanda .
Maçonaria
Colonial
Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
Brasil Imperial
Período
Época
Movimento
1822
1837
1840
1860
1862
1865
1869
1873
1875
1881
1884
1887
1888
Livros do Marques de Maricá H E A
Homeopatia O S B
Mesas girantes M P O
Magnetismo . E L
Primeira obra espírita publicada R I
O espiritismo na sua expressão mais simples A Ç
Grupo familiar de espiritsmo N Ã
Jornal Eco D'Além Túmulo T O
Assoc. Espirita Brasileira - BA O
Sociedade de Estudos Espiríticos - SP
Obras básicas em portugues
Revista Espírita em portugues
I Congresso Espírita Brasileiro
Casa Maternal - Anália Franco
FEB
Imperial
Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
Brasil República
Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
Período
Época
Movimento
1889
1890
1906
1907
1932
1936
1937
1939
1946
1947
1948
1949
1950
II Congresso Espírita Brasileiro
Código penal - espiritismo é crime
Centro Espírita Santo Antônio do Cupim
I Congresso Brasileiro de Esperanto
Colégio Allan Kardec
Parnaso de Além Tumulo - Chico
Programa de rádio - Caibar Schutel
FEB é fechada por 3 dias
Gráfica da FEB
I Congresso de Jornalistas e Escritores
I Congresso Espírita Panamericano
Divaldo funda o C.E. Caminho da Redenção - BA
I Congresso de Mocidades Espíritas
Conselho Consultivo de Mocidades Espíritas
II Congresso Espírita Panamericano
Conselho Federativo Nacional
República
Período Pré-colonial
Época
Movimento
1500
1787
1822
1837
1840
1860
1862
1865
1869
1873
1875
1881
1884
1887
1888
1889
1890
1906
1907
1932
1936
1937
1939
1946
1947
1948
1949
1950
Espiritualismo M H E A
Politeísmo A O S B
Mediunidade (Pajé) Ç M P O
Catolicismo O E E L
Candonble N O R I
Umbanda . P A Ç
Maçonaria A N Ã
Livros do Marques de Maricá T T O
Mesas girantes I O
Homeopatia A E
Magnetismo S
Primeira obra espírita publicada C
O espiritismo na sua expressão mais simples R
Grupo familiar de espiritsmo V
Jornal Eco D'Além Túmulo A
Assoc. Espirita Brasileira - BA T
Sociedade de Estudos Espiríticos - SP U
Obras básicas em portugues R
Revista Espírita em portugues A
I Congresso Espírita Brasileiro
Casa Maternal - Anália Franco
FEB
II Congresso Espírita Brasileiro
Código penal - espiritismo é crime
Centro Espírita Santo Antônio do Cupim
I Congresso Brasileiro de Esperanto
Colégio Allan Kardec
Parnaso de Além Tumulo - Chico
Programa de rádio - Caibar Schutel
FEB é fechada por 3 dias
Gráfica da FEB
I Congresso de Jornalistas e Escritores
I Congresso Espírita Panamericano
Divaldo funda o C.E. Caminho da Redenção - BA
I Congresso de Mocidades Espíritas
Conselho Consultivo de Mocidades Espíritas
II Congresso Espírita Panamericano
Conselho Federativo Nacional
Colonial Imperial República
Associações Interessantes
• Expulsão dos Jesuitas em 1759 desestrutura um
sistema de educação
• Clubes literários, históricos, abolicionistas,
republicanos
• Centros Espíritas, obras e causas sociais
– Médiuns > mediunidade > estudos & casos de sincretismo
– Estudos > grupos mediúnicos
• Lei do ventre livre > crianças de rua > educandários >
Anália Franco > Liceu > Revista > Bazar
Centros Espíritas
Ano
Cidade
1883
1885
1887
1889
1892
1895
1896
1897
1902
1906
Santos - SP
São Paulo - SP
Rio Grande - RG
Manaus - AM
Natal - RN
São Francisco do Sul - SC
Cáceres - MT
Curitiba - PR
Belo Horizonte - MG
Imbituva - PR
Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
Contexto Histórico
• 1906 – Centro Espírita Santo Antonio Cupim
• 1917 – Centro Espírita Antônio de Pádua
• 1960 – Centro Espírita Leocádio José Correia
Kardec esclareceu com segurança desde o início do
movimento espírita:
o Espiritismo é a Ciência do Espírito e de suas relações
com os homens;
dessa Ciência resulta uma Filosofia e
dessa Filosofia as conseqüências religiosas do
Espiritismo, que constituem a religião Espírita.
Fonte: O Centro Espírita - Herculano Pires
Cada avanço significativo das Ciências no conhecimento
do mundo transforma a nossa concepção da vida e do
mundo, gerando uma nova Filosofia e uma nova moral.
E a Moral, por sua vez, determinando novas regras de
comportamento do homem no mundo, ante os mistérios
da vida e da morte, gera uma nova posição religiosa.
A Religião Espírita é a conseqüência natural da
descoberta científica da sobrevivência e continuidade do
homem após a morte
Fonte: O Centro Espírita - Herculano Pires
Vivência
com
Consciência da Espiritualidade
Quem somos nós
e
por que estamos aqui?
Livro dos Espíritos
132. Qual o objetivo da encarnação dos Espíritos?
“Deus lhes impõe a encarnação com o fim de fazê-
los chegar à perfeição. ... É assim que,
concorrendo para a obra geral, ele próprio se
adianta.”
A ação dos seres corpóreos é necessária à marcha
do Universo. Deus, porém, na Sua sabedoria, quis
que nessa mesma ação eles encontrassem um
meio de progredir e de se aproximar Dele. Deste
modo, por uma admirável lei da Providência,
tudo se encadeia,tudo é solidário na Natureza.
O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo.
O que for o teu desejo, assim será tua vontade.
O que for a tua vontade, assim serão teus atos.
o que forem teus atos, assim será teu destino
Brihadaranyaka Upanishad IV, 4.5
Ser Espírita
"Reconhece-se o verdadeiro espírita
pela sua transformação moral e
pelos esforços que emprega
para domar suas inclinações más.“
Allan Kardec
Evangelho Segundo o Espiritismo – capitulo XVII –item 4
Somos seres espirituais em processo de
aprendizado, vivendo uma experiência
material.
Objetivo número 1
Autoconhecimento e Autodesenvolvimento
O que é
autodesenvolvimento?
Evangelho segundo o Espiritismo
Capítulo VI – O Cristo Consolador – item 5
Espíritas!
amai-vos, este o primeiro ensinamento;
instruí-vos, este o segundo. ..."
O Espírito de Verdade. (Paris, 1860.)
Prática
Amai-vos
Teoria
Instruí-vos
Integridade, Coerência
Ética do Cuidado
Ecologia Profunda
Ó homem,
conhece-te a ti mesmo
e conhecerás os deuses e o universo.
Oráculo de Delfos na Grécia Antiga
Como ?
Histórias ?
Dramas ?
Sofrimentos ?
Padrões que repetimos ?
O que conhecer para mudar?
Corpo
?
Fisionomia?
Pensamentos?
Palavras?
Gestos?
Como ?
É conhecer-se enquanto ser espiritual!
O que é ser um espírito ?
O que é esta essência ?
Como estar no mundo a partir desta essência ?
Como se opera na vida enquanto espírito ?
Potências da Alma
Leon Dennis
Saber
Querer
Amar
Como?
Reconhecer o que não sou
para começar a perceber
o que sou.
Upanishads
Como ?
Como olhar a vida a partir do espírito?
Que tendências possuo?
Que sentimentos alimento?
Quais os meus vícios e minhas virtudes ?
Coronário (pineal)
Frontal
Laríngeo (timo e tireóide)
Cardíaco
Gástrico - Esplênico
Plexo Solar
Genésico -
Basal – Raiz
SOMOS
SERES
ENERGÉTICOS
Como ?
Assumir a responsabilidade
pela energia
que sou
Autodesenvolvimento
AUTO
OBSERVAÇÃO
AUTO
PERCEPÇÃO
AUTO
ACEITAÇÃO
AUTO
REFLEXÃO
AUTO
ANÁLISE
AUTO
CONHECIMENTO
AUTO
INSPIRAÇÃO
AUTO
TRANSFORMAÇÃO
Autoanálise
Autodescobrimento
Autorenovação
Autoconfiança
Como seria a
vivência com consciência?
O que não sou ?
Percepção do ego e desidentificação.
Meditação. Viver a partir do espírito.
Quais são os meus gatilhos ?
Tomar consciência do corpo emocional.
Como cuidar da minha energia ?
Assumir a responsabilidade pela energia que sou.
Como seria a
vivência com consciência?
Eu e o outro como seres espirituais e energéticos
Consciência das companhias espirituais e da energia
Clareza das leis da vida e da realidade energética
Gratidão!
Eduardo Manoel Araujo
eduardo.manoel.araujo@gmail.com
09/06/2016
Outros slides que podem ser úteis
Quatro Inteligências / Necessidades das Pessoas
INTELIGÊNCIA MENTAL
APRENDER
DESENVOLVIMENTO MENTAL
USO DOS TALENTOS
INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL
DEIXAR UM LEGADO
SENTIDO ESPIRITUAL
INTELIGÊNCIA FÍSICA
VIVER
EQÜIDADE/SEGURANÇA
FÍSICA/ECONÔMICA
N
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
AMAR
BONDADE/RESPEITO
SOCIAL/EMOCIONAL
AUTOR: STEPHEN COVEY
Rio Yodo
Osaka-JA
Água contaminada
Água pura
Sob
as palavras:
“Você me deixa
doente! - Eu te
mato!!!”
Água pura
Sob o som de
Heavy Metal
Água da represa
Fugiwara
Água do lago antes
do Reverendo Kato
Hoki, pastor
principal do Templo
de Jyuhouin, fazer
uma prática de um
hora de oração.
Cristal de Água
na nascente
Água da represa
Fugiwara
Após
a realização das
orações
MANEIRAS DE OUVIR O OUTRO
1. Ignorar
2. Fingir ouvir
3. Ouvir seletivamente
4. Ouvir com atenção
5. Ouvir com empatia
SEGUNDO O
PRÓPRIO
REFERENCIAL
SEGUNDO O
REFERENCIAL DO
OUTRO
AUTOR: STEPHEN COVEY
Integridade - Coerência
PENSAR
SENTIR
FALAR
AGIR
REFLEXÃO SOBRE O
MECANISMO DE APRENDIZADO
COM OS ERROS PARA ELIMINAÇÃO
DOS VÍCIOS
ERRO
ciclo
InconscientePERCEPÇÃO
ciclo de percepção
consciente
REMORSO &
ARREPENDIMENTO
ciclo de sentimento
consciente
REPARAÇÃO
ciclo de ação consciente
Para cada padrão de comportamento
vicioso passamos por estes ciclos
até a completa aprendizagem
Fonte: Eduardo Manoel Araujo – palestras em casas espíritas
APRENDIZADO
superação
dos ciclos
REFLEXÃO SOBRE O
MECANISMO DE APRENDIZADO
DAS VIRTUDES
VIRTUDE
ciclo
InconscientePERCEPÇÃO
ciclo de percepção
consciente
INSPIRAÇÃO
ciclo de sentimento
consciente
REALIZAÇÃO
ciclo de ação consciente
Para cada padrão de comportamento
virtuoso passamos por estes ciclos
até a completa aprendizagem
Fonte: Eduardo Manoel Araujo – palestras em casas espíritas
APRENDIZADO
Incorporação
da Virtude
ESTÍMULO E REAÇÃO
AUTOR: STEPHEN COVEY
REAÇÃO
ESTÍMULO REAÇÃO
Reativo
ESTÍMULO
Pró-ativo
Liberdade de
escolha
Autoconsciência
Imaginação
Consciência
Vontade independente
Em duplas
Compreendendo a dualidade e o equilíbrio dinâmico
• Revolucionariamente desorganizado
• Tremendamente desorganizado
• Muito desorganizado
• Desorganizado
• Levemente desorganizado
• Organizadinho
• Organizado
• Muito organizado
• Tremendamente organizado
• Obsessiva e compulsivamente organizado
"Vivas de tal forma que
deixes pegadas luminosas no caminho percorrido,
como estrelas apontando o rumo da felicidade;
não deixes ninguém afastar-se de ti
sem que leve um traço de bondade,
ou um sinal de paz
da sua vida.“
Joanna de Ângelis
Preciso aceitar quem sou
me desapegar de quem sou
para poder me tornar o que eu posso ser
E só após cinco meses sai para o famoso voo de renovação.
Depois desta longa e dolorosa renovação, a águia está pronta para viver
mais 30 anos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria
umecamaqua
 

Mais procurados (20)

Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
principios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismoprincipios basicos do espiritismo
principios basicos do espiritismo
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espirita
 
Vós sois a luz do mundo
Vós sois a luz do mundoVós sois a luz do mundo
Vós sois a luz do mundo
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
Palestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritualPalestra 8 obsessão espiritual
Palestra 8 obsessão espiritual
 
LE 634 e ESE cap. 5 item27
LE 634 e ESE cap. 5 item27LE 634 e ESE cap. 5 item27
LE 634 e ESE cap. 5 item27
 
Sono e sonhos
Sono e sonhosSono e sonhos
Sono e sonhos
 
Palestra reforma íntima
Palestra   reforma íntimaPalestra   reforma íntima
Palestra reforma íntima
 
2.8.1 O sono e os sonhos
2.8.1   O sono e os sonhos2.8.1   O sono e os sonhos
2.8.1 O sono e os sonhos
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 RenovaçãoEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 01 Renovação
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 01 Renovação
 
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritualPerturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
Perturbação espiritual. Vida no mundo espiritual
 
3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria
 
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50Estudando André Luiz   Nosso Lar cap.  34 a 50
Estudando André Luiz Nosso Lar cap. 34 a 50
 
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5   diferentes categorias de mundos habitadosRoteiro 5   diferentes categorias de mundos habitados
Roteiro 5 diferentes categorias de mundos habitados
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
 
ESDE I - PROGRAMA DE ESTUDO
ESDE I - PROGRAMA DE ESTUDOESDE I - PROGRAMA DE ESTUDO
ESDE I - PROGRAMA DE ESTUDO
 
Dimensao espiritual do centro esprita
Dimensao  espiritual do centro espritaDimensao  espiritual do centro esprita
Dimensao espiritual do centro esprita
 
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espiritaEsdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
Esdei 01.03 triplice aspecto da doutrina espirita
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 

Semelhante a Vivência com consciência espírita

O livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculanoO livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculano
Antonio SSantos
 
O livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculanoO livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculano
Antonio SSantos
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
Vi Meirim
 
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
Angelo Baptista
 
Revista espírita 1868
Revista espírita   1868Revista espírita   1868
Revista espírita 1868
anaccc2013
 

Semelhante a Vivência com consciência espírita (20)

O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Espiritismo: O que é? Para que serve?
Espiritismo: O que é? Para que serve?Espiritismo: O que é? Para que serve?
Espiritismo: O que é? Para que serve?
 
Abril
AbrilAbril
Abril
 
Ere capa
Ere capaEre capa
Ere capa
 
O livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculanoO livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculano
 
O livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculanoO livro dos espíritos herculano
O livro dos espíritos herculano
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
 
1 - Manifestações dos espíritos no mundo.pptx
1 - Manifestações dos espíritos no mundo.pptx1 - Manifestações dos espíritos no mundo.pptx
1 - Manifestações dos espíritos no mundo.pptx
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
 
2016 01-10-ce-o que-e_espiritismo_sandra_b
2016 01-10-ce-o que-e_espiritismo_sandra_b2016 01-10-ce-o que-e_espiritismo_sandra_b
2016 01-10-ce-o que-e_espiritismo_sandra_b
 
O Livro dos Espíritos - O livro de todos os espíritos - 02/04/2017
O Livro dos Espíritos - O livro de todos os espíritos - 02/04/2017O Livro dos Espíritos - O livro de todos os espíritos - 02/04/2017
O Livro dos Espíritos - O livro de todos os espíritos - 02/04/2017
 
Aula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan KardecAula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan Kardec
 
Aula 1- Mocidade Espírita Chico Xavier - Allan Kardec
Aula 1- Mocidade Espírita Chico Xavier - Allan KardecAula 1- Mocidade Espírita Chico Xavier - Allan Kardec
Aula 1- Mocidade Espírita Chico Xavier - Allan Kardec
 
Aula espiritismo Historico
Aula espiritismo HistoricoAula espiritismo Historico
Aula espiritismo Historico
 
O que é o espiritismo
O que é o espiritismoO que é o espiritismo
O que é o espiritismo
 
Instituto Espírita de Educação - Livro dos Espíritos
Instituto Espírita de Educação - Livro dos EspíritosInstituto Espírita de Educação - Livro dos Espíritos
Instituto Espírita de Educação - Livro dos Espíritos
 
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
 
Apresentação hospital APA
Apresentação hospital APAApresentação hospital APA
Apresentação hospital APA
 
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
O Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita. Allan Kardec e as Obras da Codificação.
 
Revista espírita 1868
Revista espírita   1868Revista espírita   1868
Revista espírita 1868
 

Mais de Eduardo Manoel Araujo

Mais de Eduardo Manoel Araujo (20)

Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
Queremos realmente evitar 80% das mortes por Covid19?
 
O que mata hoje no brasil
O que mata hoje no brasilO que mata hoje no brasil
O que mata hoje no brasil
 
Pureza
PurezaPureza
Pureza
 
Eh possivel ser feliz na terra slideshare
Eh possivel ser feliz na terra    slideshareEh possivel ser feliz na terra    slideshare
Eh possivel ser feliz na terra slideshare
 
Ecologia integral enciclica do papa francisco
Ecologia integral   enciclica do papa franciscoEcologia integral   enciclica do papa francisco
Ecologia integral enciclica do papa francisco
 
Termo de referencia vivendo com jesus
Termo de referencia   vivendo com jesusTermo de referencia   vivendo com jesus
Termo de referencia vivendo com jesus
 
Teses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
Teses da encíclica Laudato Si do Papa FranciscoTeses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
Teses da encíclica Laudato Si do Papa Francisco
 
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa FranciscoExtrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
Extrato resumo da enciclica Laudato Si do Papa Francisco
 
Conduta evangelica
Conduta evangelicaConduta evangelica
Conduta evangelica
 
Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
Esperanca - sementeira de coragem no solo do espiritoEsperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
 
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao o ceu e o inferno - viii
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao   o ceu e o inferno - viiiQuadro comparativo dos espiritos em expiacao   o ceu e o inferno - viii
Quadro comparativo dos espiritos em expiacao o ceu e o inferno - viii
 
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestresO céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
O céu e o inferno - cap VIII - expiacoes terrestres
 
Dinâmica - capitulo VII de: O céu e o inferno
Dinâmica - capitulo VII  de: O céu e o infernoDinâmica - capitulo VII  de: O céu e o inferno
Dinâmica - capitulo VII de: O céu e o inferno
 
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
O Céu e o Inferno - capítulo VII - Código penal da vida futura 1 a 8
 
Convite ao valor
Convite ao valorConvite ao valor
Convite ao valor
 
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terraA carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
A carta magna da paz - Cap II - regiões de reequilíbrio na terra
 
Bem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansosBem aventurados os mansos
Bem aventurados os mansos
 
Atitude Espírita
Atitude EspíritaAtitude Espírita
Atitude Espírita
 
Nossos filhos
Nossos filhosNossos filhos
Nossos filhos
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (8)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 

Vivência com consciência espírita

  • 1. Vivência com Consciência da Espiritualidade Centro Espírita Leocádio Correa 110 anos 09/06/2016
  • 3. Brasil Pré-colonial e Colonial Período Pré-colonial Época Movimento 1500 1787 Espiritualismo M Politeísmo A Mediunidade (Pajé) Ç Catolicismo O Candonble N Umbanda . Maçonaria Colonial Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
  • 4. Brasil Imperial Período Época Movimento 1822 1837 1840 1860 1862 1865 1869 1873 1875 1881 1884 1887 1888 Livros do Marques de Maricá H E A Homeopatia O S B Mesas girantes M P O Magnetismo . E L Primeira obra espírita publicada R I O espiritismo na sua expressão mais simples A Ç Grupo familiar de espiritsmo N Ã Jornal Eco D'Além Túmulo T O Assoc. Espirita Brasileira - BA O Sociedade de Estudos Espiríticos - SP Obras básicas em portugues Revista Espírita em portugues I Congresso Espírita Brasileiro Casa Maternal - Anália Franco FEB Imperial Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
  • 5. Brasil República Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho Período Época Movimento 1889 1890 1906 1907 1932 1936 1937 1939 1946 1947 1948 1949 1950 II Congresso Espírita Brasileiro Código penal - espiritismo é crime Centro Espírita Santo Antônio do Cupim I Congresso Brasileiro de Esperanto Colégio Allan Kardec Parnaso de Além Tumulo - Chico Programa de rádio - Caibar Schutel FEB é fechada por 3 dias Gráfica da FEB I Congresso de Jornalistas e Escritores I Congresso Espírita Panamericano Divaldo funda o C.E. Caminho da Redenção - BA I Congresso de Mocidades Espíritas Conselho Consultivo de Mocidades Espíritas II Congresso Espírita Panamericano Conselho Federativo Nacional República
  • 6. Período Pré-colonial Época Movimento 1500 1787 1822 1837 1840 1860 1862 1865 1869 1873 1875 1881 1884 1887 1888 1889 1890 1906 1907 1932 1936 1937 1939 1946 1947 1948 1949 1950 Espiritualismo M H E A Politeísmo A O S B Mediunidade (Pajé) Ç M P O Catolicismo O E E L Candonble N O R I Umbanda . P A Ç Maçonaria A N Ã Livros do Marques de Maricá T T O Mesas girantes I O Homeopatia A E Magnetismo S Primeira obra espírita publicada C O espiritismo na sua expressão mais simples R Grupo familiar de espiritsmo V Jornal Eco D'Além Túmulo A Assoc. Espirita Brasileira - BA T Sociedade de Estudos Espiríticos - SP U Obras básicas em portugues R Revista Espírita em portugues A I Congresso Espírita Brasileiro Casa Maternal - Anália Franco FEB II Congresso Espírita Brasileiro Código penal - espiritismo é crime Centro Espírita Santo Antônio do Cupim I Congresso Brasileiro de Esperanto Colégio Allan Kardec Parnaso de Além Tumulo - Chico Programa de rádio - Caibar Schutel FEB é fechada por 3 dias Gráfica da FEB I Congresso de Jornalistas e Escritores I Congresso Espírita Panamericano Divaldo funda o C.E. Caminho da Redenção - BA I Congresso de Mocidades Espíritas Conselho Consultivo de Mocidades Espíritas II Congresso Espírita Panamericano Conselho Federativo Nacional Colonial Imperial República
  • 7. Associações Interessantes • Expulsão dos Jesuitas em 1759 desestrutura um sistema de educação • Clubes literários, históricos, abolicionistas, republicanos • Centros Espíritas, obras e causas sociais – Médiuns > mediunidade > estudos & casos de sincretismo – Estudos > grupos mediúnicos • Lei do ventre livre > crianças de rua > educandários > Anália Franco > Liceu > Revista > Bazar
  • 8. Centros Espíritas Ano Cidade 1883 1885 1887 1889 1892 1895 1896 1897 1902 1906 Santos - SP São Paulo - SP Rio Grande - RG Manaus - AM Natal - RN São Francisco do Sul - SC Cáceres - MT Curitiba - PR Belo Horizonte - MG Imbituva - PR Fonte: Os primeiros anos do Espiritismo e a Mediunidade no Brasil - Licurgo S. de Lacerda Filho
  • 9. Contexto Histórico • 1906 – Centro Espírita Santo Antonio Cupim • 1917 – Centro Espírita Antônio de Pádua • 1960 – Centro Espírita Leocádio José Correia
  • 10. Kardec esclareceu com segurança desde o início do movimento espírita: o Espiritismo é a Ciência do Espírito e de suas relações com os homens; dessa Ciência resulta uma Filosofia e dessa Filosofia as conseqüências religiosas do Espiritismo, que constituem a religião Espírita. Fonte: O Centro Espírita - Herculano Pires
  • 11. Cada avanço significativo das Ciências no conhecimento do mundo transforma a nossa concepção da vida e do mundo, gerando uma nova Filosofia e uma nova moral. E a Moral, por sua vez, determinando novas regras de comportamento do homem no mundo, ante os mistérios da vida e da morte, gera uma nova posição religiosa. A Religião Espírita é a conseqüência natural da descoberta científica da sobrevivência e continuidade do homem após a morte Fonte: O Centro Espírita - Herculano Pires
  • 13. Quem somos nós e por que estamos aqui?
  • 14. Livro dos Espíritos 132. Qual o objetivo da encarnação dos Espíritos? “Deus lhes impõe a encarnação com o fim de fazê- los chegar à perfeição. ... É assim que, concorrendo para a obra geral, ele próprio se adianta.” A ação dos seres corpóreos é necessária à marcha do Universo. Deus, porém, na Sua sabedoria, quis que nessa mesma ação eles encontrassem um meio de progredir e de se aproximar Dele. Deste modo, por uma admirável lei da Providência, tudo se encadeia,tudo é solidário na Natureza.
  • 15. O que for a profundeza do teu ser, assim será teu desejo. O que for o teu desejo, assim será tua vontade. O que for a tua vontade, assim serão teus atos. o que forem teus atos, assim será teu destino Brihadaranyaka Upanishad IV, 4.5
  • 16. Ser Espírita "Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más.“ Allan Kardec Evangelho Segundo o Espiritismo – capitulo XVII –item 4
  • 17. Somos seres espirituais em processo de aprendizado, vivendo uma experiência material. Objetivo número 1 Autoconhecimento e Autodesenvolvimento
  • 19. Evangelho segundo o Espiritismo Capítulo VI – O Cristo Consolador – item 5 Espíritas! amai-vos, este o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo. ..." O Espírito de Verdade. (Paris, 1860.)
  • 22. Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo. Oráculo de Delfos na Grécia Antiga
  • 23. Como ? Histórias ? Dramas ? Sofrimentos ? Padrões que repetimos ?
  • 24.
  • 25. O que conhecer para mudar? Corpo ? Fisionomia? Pensamentos? Palavras? Gestos?
  • 26.
  • 27. Como ? É conhecer-se enquanto ser espiritual! O que é ser um espírito ? O que é esta essência ? Como estar no mundo a partir desta essência ? Como se opera na vida enquanto espírito ?
  • 28. Potências da Alma Leon Dennis Saber Querer Amar
  • 29.
  • 30. Como? Reconhecer o que não sou para começar a perceber o que sou. Upanishads
  • 31. Como ? Como olhar a vida a partir do espírito? Que tendências possuo? Que sentimentos alimento? Quais os meus vícios e minhas virtudes ?
  • 32. Coronário (pineal) Frontal Laríngeo (timo e tireóide) Cardíaco Gástrico - Esplênico Plexo Solar Genésico - Basal – Raiz SOMOS SERES ENERGÉTICOS
  • 33. Como ? Assumir a responsabilidade pela energia que sou
  • 35. Como seria a vivência com consciência? O que não sou ? Percepção do ego e desidentificação. Meditação. Viver a partir do espírito. Quais são os meus gatilhos ? Tomar consciência do corpo emocional. Como cuidar da minha energia ? Assumir a responsabilidade pela energia que sou.
  • 36. Como seria a vivência com consciência? Eu e o outro como seres espirituais e energéticos Consciência das companhias espirituais e da energia Clareza das leis da vida e da realidade energética
  • 38. Outros slides que podem ser úteis
  • 39. Quatro Inteligências / Necessidades das Pessoas INTELIGÊNCIA MENTAL APRENDER DESENVOLVIMENTO MENTAL USO DOS TALENTOS INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL DEIXAR UM LEGADO SENTIDO ESPIRITUAL INTELIGÊNCIA FÍSICA VIVER EQÜIDADE/SEGURANÇA FÍSICA/ECONÔMICA N INTELIGÊNCIA EMOCIONAL AMAR BONDADE/RESPEITO SOCIAL/EMOCIONAL AUTOR: STEPHEN COVEY
  • 41. Água pura Sob as palavras: “Você me deixa doente! - Eu te mato!!!”
  • 42. Água pura Sob o som de Heavy Metal
  • 43. Água da represa Fugiwara Água do lago antes do Reverendo Kato Hoki, pastor principal do Templo de Jyuhouin, fazer uma prática de um hora de oração.
  • 45. Água da represa Fugiwara Após a realização das orações
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51. MANEIRAS DE OUVIR O OUTRO 1. Ignorar 2. Fingir ouvir 3. Ouvir seletivamente 4. Ouvir com atenção 5. Ouvir com empatia SEGUNDO O PRÓPRIO REFERENCIAL SEGUNDO O REFERENCIAL DO OUTRO AUTOR: STEPHEN COVEY
  • 52.
  • 54. REFLEXÃO SOBRE O MECANISMO DE APRENDIZADO COM OS ERROS PARA ELIMINAÇÃO DOS VÍCIOS ERRO ciclo InconscientePERCEPÇÃO ciclo de percepção consciente REMORSO & ARREPENDIMENTO ciclo de sentimento consciente REPARAÇÃO ciclo de ação consciente Para cada padrão de comportamento vicioso passamos por estes ciclos até a completa aprendizagem Fonte: Eduardo Manoel Araujo – palestras em casas espíritas APRENDIZADO superação dos ciclos
  • 55. REFLEXÃO SOBRE O MECANISMO DE APRENDIZADO DAS VIRTUDES VIRTUDE ciclo InconscientePERCEPÇÃO ciclo de percepção consciente INSPIRAÇÃO ciclo de sentimento consciente REALIZAÇÃO ciclo de ação consciente Para cada padrão de comportamento virtuoso passamos por estes ciclos até a completa aprendizagem Fonte: Eduardo Manoel Araujo – palestras em casas espíritas APRENDIZADO Incorporação da Virtude
  • 56. ESTÍMULO E REAÇÃO AUTOR: STEPHEN COVEY REAÇÃO ESTÍMULO REAÇÃO Reativo ESTÍMULO Pró-ativo Liberdade de escolha Autoconsciência Imaginação Consciência Vontade independente
  • 57. Em duplas Compreendendo a dualidade e o equilíbrio dinâmico • Revolucionariamente desorganizado • Tremendamente desorganizado • Muito desorganizado • Desorganizado • Levemente desorganizado • Organizadinho • Organizado • Muito organizado • Tremendamente organizado • Obsessiva e compulsivamente organizado
  • 58. "Vivas de tal forma que deixes pegadas luminosas no caminho percorrido, como estrelas apontando o rumo da felicidade; não deixes ninguém afastar-se de ti sem que leve um traço de bondade, ou um sinal de paz da sua vida.“ Joanna de Ângelis
  • 59. Preciso aceitar quem sou me desapegar de quem sou para poder me tornar o que eu posso ser
  • 60. E só após cinco meses sai para o famoso voo de renovação. Depois desta longa e dolorosa renovação, a águia está pronta para viver mais 30 anos.