SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO 
Profº Altair Aguilar
TRIOLOGIA CLÁSSICA DA SOCIOLOGIA 
Émile Durkheim 
Max Weber 
Karl Marx 
Sociologia e Educação
Émile Durkheim 
O francês Émile Durkheim, um dos fundadores da 
sociologia moderna, utilizou métodos científicos 
para rea...
Esquema téorico de Durkheim
Max Weber 
Essa racionalização através do , entendida como uma 
"ascese intramundana" — isto é, uma visão de mundo 
que pr...
Max Weber 
Foi, juntamente com Karl Marx, Vilfredo Pareto e 
Emile Durkheim, um dos modernos fundadores da 
Sociologia. É ...
Karl Marx 
Karl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818 — 
Londres, 14 de março de 1883) foi um intelectual alemão 
con...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sociologia da Educação. Durkheim,Marx & weber -Prof.Altair Aguilar.

1.316 visualizações

Publicada em

Sociologia da Educação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociologia da Educação. Durkheim,Marx & weber -Prof.Altair Aguilar.

  1. 1. SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO Profº Altair Aguilar
  2. 2. TRIOLOGIA CLÁSSICA DA SOCIOLOGIA Émile Durkheim Max Weber Karl Marx Sociologia e Educação
  3. 3. Émile Durkheim O francês Émile Durkheim, um dos fundadores da sociologia moderna, utilizou métodos científicos para realizar o estudo dos grupos sociais. Durkheim acreditava que os indivíduos são o produto de forças sociais complexas e não podem ser entendidos fora do contexto social em que vivem. Formulou o termo consciência coletiva para descrever o caráter de uma sociedade particular. De acordo com Durkheim, esta consciência coletiva difere totalmente das consciências individuais que a formam. Aplicando este conceito em sua obra O suicídio: um estudo sociológico (1897), Durkheim tentou demonstrar as razões pelas quais os indivíduos cometem suicídio. Analisando as taxas de suicídio, chegou à conclusão de que este ato é produto de um profundo conflito relacionado com o meio social exterior.
  4. 4. Esquema téorico de Durkheim
  5. 5. Max Weber Essa racionalização através do , entendida como uma "ascese intramundana" — isto é, uma visão de mundo que propõe a iluminação através da santificação de cada ato particular do cotidiano —, abre um campo para o enaltecimento do trabalho, visto como a marca da santificação. É essa característica que permite a articulação entre a ética protestante, por um lado, e o espírito do capitalismo, por outro. Weber também é conhecido pelo seu estudo da burocratização da sociedade. No seu trabalho, Weber delineia a famosa descrição da burocratização como uma mudança da organização baseada em valores e acção (a chamada autoridade tradicional) para uma organização orientada para os objectivos e acção (chamada legal-racional). O resultado, segundo Weber, é uma "noite polar de frio glacial" na qual a crescente burocratização da vida humana a coloca numa gaiola de metal de regras e de controlo racional. Seus estudos sobre a burocracia da sociedade tiveram grande importância no estudo da Teoria da Burocracia, dentro do campo de estudo da administração de empresas Max Weber morreu de pneumonia em Munique, Alemanha, a 14 de Junho de 1920.
  6. 6. Max Weber Foi, juntamente com Karl Marx, Vilfredo Pareto e Emile Durkheim, um dos modernos fundadores da Sociologia. É conhecido sobretudo pelo seu trabalho sobre a Sociologia da religião. De importância extrema, Max Weber escreveu a Ética protestante e o espírito do Capitalismo. Significante, também, é o ensaio de Weber sobre a política como vocação. Weber postula ali a definição de estado que se tornou essencial no pensamento da sociedade ocidental: que o estado é a entidade que possui o monopólio do uso legítimo da acção coerciva. Quanto às relações entre a cultura protestante e o "espírito do capitalismo", pode-se dizer, de maneira esquemática, que estão relacionadas principalmente com a doutrina da predestinação e da comprovação — entendidas aqui, respectivamente, como a idéia de que Deus decretou o destino dos homens desde a criação. Há certos elementos atenuantes que permitem ao crente cometer certos deslizes, para os protestantes, sobretudo os calvinistas, a exigência de uma comprovação de que se é eleito impõe vastas restrições à liberdade do fiel, de modo a levar a uma total racionalização da vida.
  7. 7. Karl Marx Karl Heinrich Marx (Tréveris, 5 de maio de 1818 — Londres, 14 de março de 1883) foi um intelectual alemão considerado um dos fundadores da Sociologia. Também podemos encontrar a influência de Marx em várias outras áreas tais como: filosofia, economia, história já que o conhecimento humano, em sua época, não estava fragmentado em diversas especialidades da forma como se encontra hoje. Teve participação como intelectual e como revolucionário no movimento operário, sendo que ambos (Marx e o movimento operário) influenciaram uns aos outros durante o período em que o autor viveu. Atualmente é bastante difícil analisar a sociedade humana sem referenciar-se, em maior ou menor grau, à produção de K. Marx, mesmo que a pessoa não seja simpática à ideologia construída em torno de seu pensamento intelectual, principalmente em relação aos seus conceitos econômicos. Principais temas Modo de produção, mais-valia, acumulação primitiva, materialismo histórico, luta de classes, materialismo dialético

×