SlideShare uma empresa Scribd logo

Um toque de clássicos

Geovanio Carlos  Bezerra Rodrigues
Geovanio Carlos  Bezerra Rodrigues
Geovanio Carlos Bezerra RodriguesCoordenador de Formação / Tutor On-line em Projeto e-Jovem

Resumo do Livro Um toque de clássicos de Tania Quintaneiro, Maria Ligia de Oliveira Barbosa e Márcia Gardênia Monteiro de Oliveira.

Um toque de clássicos

1 de 17
Baixar para ler offline
Introdução a
Sociologia
Prof. Geovanio Rodrigues
QUINTANEIRO, Tania;
BARBOSA, Maria Ligia de
Oliveira; OLIVEIRA, Márcia
Gardênia Monteiro. Um toque
de clássicos: Marx, Durkheim
e Weber. 2. ed. rev. amp. Belo
Horizonte: Editora UFMG,
2002.
APRESENTAÇÃO DO/A AUTOR DA OBRA
Tania Quintaneiro
É graduada em Ciências
Sociais, com mestrado em
Ciência Política pela UFMG
onde se aposentou como
professora do
Departamento de
Sociologia e Antropologia
da mesma instituição.
Maria Ligia de
Oliveira Barbosa
É socióloga, tem doutorado
pela Universidade Federal
de Campinas e pós-
doutorado em Economie e
Sociologie de
i’Education pelo Institute
pour la Recherche, na
Universidade da Borgonha.
Márcia Gardênia
Monteiro de Oliveira
É professora da UFMG.
PERSPECTIVA TEÓRICA DA OBRA
O livro além de sugerir e discutir sociologia, traz uma síntese sobre os aspetos
sociológicos da história, com base em fundamentos de Karl Marx, Émile Durkheim e
Max Weber. A obra traz separada em 4 principais capítulos a ampla herança literária
deixada pelos três pensadores. A especificidade do trabalho de cada autor, assim como
os métodos de estudo de cada um deles. Também traz perspectivas e conceitos da
sociologia de cada autor e mostra como elas se diferenciam e as vezes se ligam de tal
maneira que se a sociologia pudesse ser descrita em forma geométrica, com certeza
seria um triângulo, com um pensador em cada ponta, com suas bases se apoiando.
BREVE SÍNTESE DA OBRA
O livro “Um Toque de Clássicos” faz referência às transformações que aconteceram através da
industrialização e refere-se também aos fatos ocorridos antes da sociologia como ciência. Foi
através de Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber que os fundamentos da sociologia e a
própria sociologia foram estabelecidos como ciência de fato, passado a se transformar em
disciplina acadêmica. A ciência sociológica surgiu para entender os novos modelos de sociedade,
seus sistemas organizacionais e seus alicerces.
PRINCIPAIS TESES DESENVOLVIDAS NA
OBRA
A obra “Um Toque de Clássicos” faz uma ligação entre todos os aspectos sociológicos, com as
transformações ocorridas pela revolução industrial e como elas afetaram a maneira de viver e pensar.
É sabido que com a revolução industrial o capitalismo ganhou força, fazendo com que as famílias se
aventurassem buscando melhores condições de trabalho nas cidades, que cresceram absurdamente
rápido. Como esse crescimento não foi planejado, ele trouxe vários problemas junto, como doenças,
fome, falta de saneamento básico, etc., principalmente para os mais pobres. E todo esse transtorno
diminuiu a taxa de expectativa de vida absurdamente. Muitas mudanças ocorreram também na
família. A mulher passa a ter valor familiar e a criança deixa de ser um mini adulto e passa a ser
tratada como tal. Também após a revolução, o casamento deixou de ser unicamente por negócio, e
surgiu o amor romântico. pessoas se casavam por amor.
PRINCIPAIS TESES DESENVOLVIDAS NA
OBRA
Com toda essa mudança de costumes, valores e pensamentos, surgiu também a reforma
protestante. As pessoas cada vez mais contestavam a divindade e a autoridade da igreja. Elas
passaram a crer na razão, ou seja, pensar por que a igreja dominava tudo e onde se mantinha o
poder. O individuo conquistou assim direitos e autonomia sobre si próprio.
Esses foram alguns fatores que antecederam a sociologia. Foram através dessas mudanças que
algumas formas de pensar e alguns nomes ganharam destaque. na filosofia grega temos
Rousseau, Thomas Hobbes e Descartes. E na literatura francesa Conde de Saint-Simon, que
chegou a conclusão que os fenômenos sociais estariam sob a lei e que a razão era necessária
para controlar a ordem na nova sociedade. Claude Henri de Rouvroy..
Anúncio

Recomendados

Aula 2 O conceito de estado para marx, weber e durkheim- Prof. Noe Assunção
Aula 2   O conceito de estado para marx, weber e durkheim- Prof. Noe AssunçãoAula 2   O conceito de estado para marx, weber e durkheim- Prof. Noe Assunção
Aula 2 O conceito de estado para marx, weber e durkheim- Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
o estado para marx e weber
o estado para marx e webero estado para marx e weber
o estado para marx e webergil junior
 
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedade
1 ano sociologia as relações entre indivíduo e sociedadehomago
 
Estado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 IIEstado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 IIedsonfgodoy
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilArare Carvalho Júnior
 
Sociologia 3 s_em_volume_4_professor
Sociologia 3 s_em_volume_4_professorSociologia 3 s_em_volume_4_professor
Sociologia 3 s_em_volume_4_professorValdeavare
 
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)e neto
 
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1Estevam Cesar
 
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2As relações de gênero e a pedagogia feminista.2
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2cucuca
 
Sobre viver em sociedade
Sobre viver em sociedadeSobre viver em sociedade
Sobre viver em sociedadeMara Salvucci
 
A contribuição da sociologia para a interpretação da realidade social
A contribuição da sociologia para a interpretação  da realidade socialA contribuição da sociologia para a interpretação  da realidade social
A contribuição da sociologia para a interpretação da realidade socialMarcela Marangon Ribeiro
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAVictor Said
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultProf. Noe Assunção
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisItalo Colares
 
Imaginação sociológica j markline
Imaginação sociológica  j marklineImaginação sociológica  j markline
Imaginação sociológica j marklineMarklin's lady
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoTurma Olímpica
 
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - I
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - IAula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - I
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - IClaudio Henrique Ramos Sales
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaMarcelo Freitas
 

Mais procurados (20)

Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
 
Sociologia 3 s_em_volume_4_professor
Sociologia 3 s_em_volume_4_professorSociologia 3 s_em_volume_4_professor
Sociologia 3 s_em_volume_4_professor
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
 
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
 
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
 
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2As relações de gênero e a pedagogia feminista.2
As relações de gênero e a pedagogia feminista.2
 
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do PrazerFilosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
 
Sobre viver em sociedade
Sobre viver em sociedadeSobre viver em sociedade
Sobre viver em sociedade
 
A contribuição da sociologia para a interpretação da realidade social
A contribuição da sociologia para a interpretação  da realidade socialA contribuição da sociologia para a interpretação  da realidade social
A contribuição da sociologia para a interpretação da realidade social
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 
durkheim
durkheimdurkheim
durkheim
 
Aula 3 - Durkheim
Aula 3 - DurkheimAula 3 - Durkheim
Aula 3 - Durkheim
 
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel FoucaultAula - O que é PODER - Michel Foucault
Aula - O que é PODER - Michel Foucault
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociais
 
Imaginação sociológica j markline
Imaginação sociológica  j marklineImaginação sociológica  j markline
Imaginação sociológica j markline
 
Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
 
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - I
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - IAula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - I
Aula 08 - Modos de Produção e Formações Sociais - I
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 

Semelhante a Um toque de clássicos

Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensivaSociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensivaDaniele Rubim
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia Maira Conde
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalGil Salles
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineMarklin's lady
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineMarklin's lady
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologiaLucio Oliveira
 
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologiaA ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologiaFernando Alcoforado
 
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptx
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptxSociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptx
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptxEuvaristaFernandesAl
 
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptxAula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptxLucianoSoares624804
 
Pensadores Da Sociologia
Pensadores Da Sociologia Pensadores Da Sociologia
Pensadores Da Sociologia breckenfeld
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?Roberto Izoton
 
201 sociologia
201 sociologia201 sociologia
201 sociologiarosilane32
 
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.ppt
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.pptAs Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.ppt
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.pptFlavioBoneli
 

Semelhante a Um toque de clássicos (20)

Mam 251
Mam 251 Mam 251
Mam 251
 
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensivaSociologia   positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
Sociologia positivismo, marxismo e sociologia compreensiva
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Atrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 originalAtrigo. sociologia1 original
Atrigo. sociologia1 original
 
Cp aula 2
Cp aula 2Cp aula 2
Cp aula 2
 
Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1Sociologia clássica 1
Sociologia clássica 1
 
Aula 1 soc em
Aula 1   soc emAula 1   soc em
Aula 1 soc em
 
Atividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheimAtividades comte, marx, weber, durkheim
Atividades comte, marx, weber, durkheim
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologia
 
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologiaA ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
A ciência e os avanços do conhecimento em sociologia
 
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptx
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptxSociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptx
Sociologia e extensão rural-Victor Fernandes.pptx
 
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptxAula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
 
Pensadores Da Sociologia
Pensadores Da Sociologia Pensadores Da Sociologia
Pensadores Da Sociologia
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
 
O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?O que é e como surgiu a sociologia?
O que é e como surgiu a sociologia?
 
201 sociologia
201 sociologia201 sociologia
201 sociologia
 
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.ppt
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.pptAs Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.ppt
As Ciências Sociais e os Primeiros Sociólogos.ppt
 

Último

RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)Adriano De Souza Sobrenome
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfssuser2af87a
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIAHisrelBlog
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxfran50171
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfAnaRitaFreitas7
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Unicesumar
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfalexandrerodriguespk
 
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISColaborar Educacional
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 

Último (20)

RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
RUGAS: MARCAS DE EXPRESSÃO DA VIDA (UM ULTIMATO SOBRE O TEMPO!)
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
 
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIACOMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
COMTE, O POSITIVISMO E AS ORIGENS DA SOCIOLOGIA
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docxPLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
PLANEJAMENTO ANUAL LINGUA ESPANHOLA 2024 3 ANOS PRONTO.docx
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
Agora, imagine a seguinte situação você é o coordenador da área de inovação e...
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
 
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEISCIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO/PROJETO DE EXTENSÃO I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 

Um toque de clássicos

  • 1. Introdução a Sociologia Prof. Geovanio Rodrigues QUINTANEIRO, Tania; BARBOSA, Maria Ligia de Oliveira; OLIVEIRA, Márcia Gardênia Monteiro. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. 2. ed. rev. amp. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.
  • 2. APRESENTAÇÃO DO/A AUTOR DA OBRA Tania Quintaneiro É graduada em Ciências Sociais, com mestrado em Ciência Política pela UFMG onde se aposentou como professora do Departamento de Sociologia e Antropologia da mesma instituição. Maria Ligia de Oliveira Barbosa É socióloga, tem doutorado pela Universidade Federal de Campinas e pós- doutorado em Economie e Sociologie de i’Education pelo Institute pour la Recherche, na Universidade da Borgonha. Márcia Gardênia Monteiro de Oliveira É professora da UFMG.
  • 3. PERSPECTIVA TEÓRICA DA OBRA O livro além de sugerir e discutir sociologia, traz uma síntese sobre os aspetos sociológicos da história, com base em fundamentos de Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber. A obra traz separada em 4 principais capítulos a ampla herança literária deixada pelos três pensadores. A especificidade do trabalho de cada autor, assim como os métodos de estudo de cada um deles. Também traz perspectivas e conceitos da sociologia de cada autor e mostra como elas se diferenciam e as vezes se ligam de tal maneira que se a sociologia pudesse ser descrita em forma geométrica, com certeza seria um triângulo, com um pensador em cada ponta, com suas bases se apoiando.
  • 4. BREVE SÍNTESE DA OBRA O livro “Um Toque de Clássicos” faz referência às transformações que aconteceram através da industrialização e refere-se também aos fatos ocorridos antes da sociologia como ciência. Foi através de Karl Marx, Émile Durkheim e Max Weber que os fundamentos da sociologia e a própria sociologia foram estabelecidos como ciência de fato, passado a se transformar em disciplina acadêmica. A ciência sociológica surgiu para entender os novos modelos de sociedade, seus sistemas organizacionais e seus alicerces.
  • 5. PRINCIPAIS TESES DESENVOLVIDAS NA OBRA A obra “Um Toque de Clássicos” faz uma ligação entre todos os aspectos sociológicos, com as transformações ocorridas pela revolução industrial e como elas afetaram a maneira de viver e pensar. É sabido que com a revolução industrial o capitalismo ganhou força, fazendo com que as famílias se aventurassem buscando melhores condições de trabalho nas cidades, que cresceram absurdamente rápido. Como esse crescimento não foi planejado, ele trouxe vários problemas junto, como doenças, fome, falta de saneamento básico, etc., principalmente para os mais pobres. E todo esse transtorno diminuiu a taxa de expectativa de vida absurdamente. Muitas mudanças ocorreram também na família. A mulher passa a ter valor familiar e a criança deixa de ser um mini adulto e passa a ser tratada como tal. Também após a revolução, o casamento deixou de ser unicamente por negócio, e surgiu o amor romântico. pessoas se casavam por amor.
  • 6. PRINCIPAIS TESES DESENVOLVIDAS NA OBRA Com toda essa mudança de costumes, valores e pensamentos, surgiu também a reforma protestante. As pessoas cada vez mais contestavam a divindade e a autoridade da igreja. Elas passaram a crer na razão, ou seja, pensar por que a igreja dominava tudo e onde se mantinha o poder. O individuo conquistou assim direitos e autonomia sobre si próprio. Esses foram alguns fatores que antecederam a sociologia. Foram através dessas mudanças que algumas formas de pensar e alguns nomes ganharam destaque. na filosofia grega temos Rousseau, Thomas Hobbes e Descartes. E na literatura francesa Conde de Saint-Simon, que chegou a conclusão que os fenômenos sociais estariam sob a lei e que a razão era necessária para controlar a ordem na nova sociedade. Claude Henri de Rouvroy..
  • 7. KARL MARX Com o fundamento da sociologia, a obra de Karl Marx ganha destaque. Ele é o primeiro grande sociólogo da história. Muito do pensamento Marxista tem influência e parcerias de Hegel e Engels. Na teoria de Marx, encontra-se uma crítica ao capitalismo. Em seu método dialético ele aponta as contradições da sociedade que resulta na negação de uma ordem. Para Marx, a sociedade teria que ser criticada para então revelar sua potencialidade.
  • 9. KARL MARX Segundo Marx também, o homem só estabelece relações devido ao meio em que vive e produz. essa perspectiva materialista, tudo que o homem produz e consome é base do primeiro momento histórico da produção de vida material. Marx aponta a diferença entre homem e animal no modo como se relacionam com a natureza. Segundo ele, o animal usa da natureza de forma inconsciente, servindo-se apenas do que lhe é necessário. O homem usa da natureza de forma consciente, acumulando o que não é necessário. E através do trabalho, que é a atividade humana principal, o homem consegue um domínio sobre a natureza. Marx aponta também que os homens herdam certas formas de trabalho de gerações antigas e as modificam conforme o seu tempo, isso de geração para geração, fazendo uso das divisões de trabalho, que no pensamento marxista, o capitalismo causa a alienação do individuo. Marx aponta que o aumento da produção desencadeou o surgimento das classes sociais e com elas a luta de classes. Segundo ele, a luta de classes foi a principal ferramenta para as principais mudanças e transformações na história.
  • 10. KARL MARX A idéia principal marxista é o capitalismo e as formas socioeconômicas. De um lado o trabalhador que oferece sua forca e seu trabalho, do outro o empregador com o salário em troca do seu trabalho. Para Marx, o capitalismo pode ser extinto se houver uma grande revolução social, pois o trabalhador vê o trabalho com uma simples forma de existir. Para finalizar, Marx afirma que o comunismo é a grande solução para o futuro, pois da ao homem poder na sociedade. e seria uma nova forma consciente de construir a sociedade humana.
  • 11. ÉMILE DURKHEIM Émile Durkheim foi um francês, pensador e sociólogo, apareceu em meio as guerras na Europa, defendendo a ideia de que o individuo somente avança, só se aperfeiçoa pela lei do progresso. Segundo o pensamento Durkheimiano, o coletivo era o que produzia a sociologia, através dos fatos sociais, que estava presente em todos os indivíduos de uma sociedade. O pensador afirma que a sociedade não é limitada, ela se transforma segundo as maneiras de agir do indivíduo e segundo as suas maneiras de ser (que são naturais mas que se transformam junto com a sociedade).
  • 12. ÉMILE DURKHEIM Para o autor, os fatos sociais são constituídos de conceitos e vivências, e para analisá-los devem tratar fatos sociais como “coisas” e separá-los de alguma pré-noção para conseguir analisar o fato em si. Para Durkheim, para o homem viver em sociedade, é necessário ele estar sob regras e preceitos morais. E para ele, o homem se torna livre a partir do momento em que a sociedade busca um bem comum.
  • 14. MAX WEBER O alemão Max Weber sofreu grande influência dos também pensadores Marx e Nietzsche, que abordavam o capitalismo ocidental, mostrando como as ideias e fatores materiais intervinham na sociologia. Weber determinou o posicionamento que um cientista deve assumir, sem levar em consideração seus próprios pensamentos e ideias, sem julgar a partir deles e sem camuflá-los como fatos sociais. Weber também consegue distinguir ciência de política, sendo a ciência racional, trazendo esclarecimento e conhecimento, tendo como obrigação dizer a verdade. E a política sendo reflexão da ação do homem.
  • 15. MAX WEBER Weber aponta que as ciências sociais buscam compreender os eventos culturais, a vida que rodeia o homem, com todas as suas particularidades. E são esses fatos particulares que esses cientistas devem estudar. O conceito de tipo ideal, criado por Weber, ajuda o cientista na análise da sociologia. O tipo ideal ajuda na compreensão da realidade. Na sociologia Weberiana, ação e ação social são fundamentais, onde toda conduta humana é considerada como ação.
  • 16. MAX WEBER: TIPO IDEAL Avalia-se as relações sociais de diversas sociedades em um dado contexto histórico, buscando-se tendências que possam fornecer parâmetros para o tipo ideal. A partir da fase anterior, cria-se um conceito básico, como um modelo com características bem marcadas. Nenhum caso particular irá coincidir totalmente com as características do tipo ideal, mas o analista poderá estabelecer comparações e relações de cada caso prático com o modelo teórico.