SlideShare uma empresa Scribd logo
Estados Islâmicos TerroristasEstados Islâmicos Terroristas
► O O Islamismo Islamismo originou-se nas redondezas daoriginou-se nas redondezas da
cidade de cidade de Meca,Meca, na atual Arábia Saudita, por na atual Arábia Saudita, por
volta do ano 600 d.C. Naquela época, umvolta do ano 600 d.C. Naquela época, um
pequeno mercador chamado pequeno mercador chamado MaoméMaomé relatou que, relatou que,
em um de seus retiros espirituais, recebeu aem um de seus retiros espirituais, recebeu a
palavra divina através do anjo Gabriel, que lhepalavra divina através do anjo Gabriel, que lhe
revelou a existên­cia de um único Deusrevelou a existên­cia de um único Deus
(chamado(chamadoAláAlá), criador do mundo e juiz de todos), criador do mundo e juiz de todos
os homens. Disse ainda que o Paraíso só seriaos homens. Disse ainda que o Paraíso só seria
atingido pelos homens que amassem a esse Deusatingido pelos homens que amassem a esse Deus
com sinceridade absoluta, a ele dirigissem suascom sinceridade absoluta, a ele dirigissem suas
preces diárias e praticassem a caridade por toda apreces diárias e praticassem a caridade por toda a
vida.vida.
Maomé realizava a pregação do Maomé realizava a pregação do islamismoislamismo especialmente no povoado especialmente no povoado
em que vivia, Meca, que nessa época era o centro de cultos politeístasem que vivia, Meca, que nessa época era o centro de cultos politeístas
e para onde se dirigiam milhares de peregrinos to­dos os anos. A novae para onde se dirigiam milhares de peregrinos to­dos os anos. A nova
religião pregada por Maomé era monoteísta e, por isso, ameaçavareligião pregada por Maomé era monoteísta e, por isso, ameaçava
essas crenças, pondo em risco os negócios dos comerciantes locais. essas crenças, pondo em risco os negócios dos comerciantes locais. 
► O exército de crentes formado por Maomé pas­sou a atacar caravanasO exército de crentes formado por Maomé pas­sou a atacar caravanas
que se dirigiam a Meca, en­riquecendo e ampliando seu poder. Asque se dirigiam a Meca, en­riquecendo e ampliando seu poder. As
constantes vitórias fortaleceram a unidade do grupo e chama­ram aconstantes vitórias fortaleceram a unidade do grupo e chama­ram a
atenção de novas tribos, facilitando a expansão do islamismo. Maoméatenção de novas tribos, facilitando a expansão do islamismo. Maomé
fundou, então, o fundou, então, o Islão,Islão, um Estado teocrático, com sede na cidade de um Estado teocrático, com sede na cidade de
Iatrebe, que passou a ser chamada de Medina (Cidade do Profeta).Iatrebe, que passou a ser chamada de Medina (Cidade do Profeta).
Foi a partir dessa época que o termo Foi a partir dessa época que o termo islamitaislamita  começou a designar a começou a designar a
pessoa que vive no Islão e segue a religião islamita, e opessoa que vive no Islão e segue a religião islamita, e o
termo termo muçulmano,muçulmano, a significar aquele que é fiel e se submete ao a significar aquele que é fiel e se submete ao
islamismo.islamismo.
Dentre os rituais seguidos pelos que fazem a peregrinação àDentre os rituais seguidos pelos que fazem a peregrinação à
cidade de visita ao santuário em forma de cubo conhecidocidade de visita ao santuário em forma de cubo conhecido
como Caaba, local existente desde a época de Maomé.como Caaba, local existente desde a época de Maomé.
Maomé foi o construtor da primeira mesquita, es­tabeleceu aMaomé foi o construtor da primeira mesquita, es­tabeleceu a
cobrança do dízimo entre os crentes e es­creveu os princípioscobrança do dízimo entre os crentes e es­creveu os princípios
doutrinários do islamismo num livro chamado doutrinários do islamismo num livro chamado Corão.Corão. O Corão é O Corão é
considerado depo­sitário direto das palavras de Deus, ditadas aconsiderado depo­sitário direto das palavras de Deus, ditadas a
Maomé por um anjo. Seu credo, baseado na Lei Islâmica (Sharí'a) éMaomé por um anjo. Seu credo, baseado na Lei Islâmica (Sharí'a) é
constituído por seis normas básicas, co­nhecidas como os constituído por seis normas básicas, co­nhecidas como os pilarespilares
do islamismo.do islamismo.  São elas: São elas:
► ShahadaShahada - a constante confissão de fé; - a constante confissão de fé;
► SalatSalat - o culto através das preces, cinco vezes ao dia; - o culto através das preces, cinco vezes ao dia;
► ZakatZakat - os atos de caridade através da esmola e do dízimo; - os atos de caridade através da esmola e do dízimo;
► HadjHadj - a peregrinação dos homens a Meca ao me­nos uma vez na - a peregrinação dos homens a Meca ao me­nos uma vez na
vida;vida;
► SaumSaum - o jejum no Ramadã (mês sagrado do calendário - o jejum no Ramadã (mês sagrado do calendário
muçulmano);muçulmano);
► JihadJihad - a guerra santa. - a guerra santa.
► Após a morte de Maomé, em 632, o poder foi passado,
sucessivamente, para quatro califas. Durante seus governos a
expansão territorial foi muito rápida, e vastas áreas do Oriente Médio
foram conquistadas e submetidas ao islamismo.
► Na segunda metade do século XX, em alguns países do OrienteNa segunda metade do século XX, em alguns países do Oriente
Médio ocorreu a tentativa de reduzir o poder dos grupos religiosos,Médio ocorreu a tentativa de reduzir o poder dos grupos religiosos,
restringindo sua prática e influência apenas à esfera privada. Talrestringindo sua prática e influência apenas à esfera privada. Tal
política não teve sucesso, frente à reação dos movimentospolítica não teve sucesso, frente à reação dos movimentos
fundamentalistas. Na década de 1970 ocorreu uma ampla adoçãofundamentalistas. Na década de 1970 ocorreu uma ampla adoção
do do fundamentalismo islâmicofundamentalismo islâmico  pelas massas urbanas, que pelas massas urbanas, que
apoiaram o Corão como lei e radicalizaram a exigência de respeitoapoiaram o Corão como lei e radicalizaram a exigência de respeito
aos valores tradicionais, opondo-se ao modelo ocidental deaos valores tradicionais, opondo-se ao modelo ocidental de
organização política, social e cultural. A Organização da Conferênciaorganização política, social e cultural. A Organização da Conferência
Islâmica, que em 1971 reuniu 40 países, foi a base daIslâmica, que em 1971 reuniu 40 países, foi a base da
internacionalização desse movimento.internacionalização desse movimento.
► Dessa forma, na atualidade, quase todos os países do Oriente MédioDessa forma, na atualidade, quase todos os países do Oriente Médio
têm o islamismo associado não apenas à vida cotidiana de suastêm o islamismo associado não apenas à vida cotidiana de suas
populações mas também à política do Estado. Em muitos deles, apopulações mas também à política do Estado. Em muitos deles, a
religião determina diretamente a forma de organização do Direitoreligião determina diretamente a forma de organização do Direito
público e privado.público e privado.
Terrorismo islâmico
► Também conhecido como terrorismo
islamita ou terrorismo jihadista, é uma forma
de terrorismo religioso, cometida por extremistas
islâmicos com o propósito de atingir variadas metas
políticas e/ou religiosas. O terrorismo islâmico foi
identificado como tendo ocorrido em locais do Oriente
Médio, África, Europa, Ásia Meridional, (incluindo índia e
Paquistão, Sudeste Asiático, e nos Estados Unidos, desde
pelo menos a década de 1970. Organizações terroristas
islâmicas se envolveram em táticas que incluem Ataques
suicidas, seqüestros, seqüestros de aviões e vêm
recrutando novos membros através da Internet.
Ataque 11 de Setembro.Ataque 11 de Setembro.
► Um militante palestino com seu fuzil Um militante palestino com seu fuzil M-16M-16. Os grupos de. Os grupos de
guerrilheiros palestinos, formado principalmente porguerrilheiros palestinos, formado principalmente por
fundamentalistas são considerados pelo ocidente comofundamentalistas são considerados pelo ocidente como
terroristas.terroristas.
► São muitos nomes, e muitas organizações extremistasSão muitos nomes, e muitas organizações extremistas
atuando em regiões diferentes. Conheça como agem e oatuando em regiões diferentes. Conheça como agem e o
que querem esses grupos bárbaros que deturpam aque querem esses grupos bárbaros que deturpam a
religião islâmica e matam sem piedade: Al-Qaeda, Al-religião islâmica e matam sem piedade: Al-Qaeda, Al-
Qaeda do Iêmen, Estado Islâmico, Talibã, Boko Haram.Qaeda do Iêmen, Estado Islâmico, Talibã, Boko Haram.
Nomes estranhos, com significados geralmenteNomes estranhos, com significados geralmente
pretenciosos, que foram se tornando comuns epretenciosos, que foram se tornando comuns e
assustadores desde que o maior atentado da história,assustadores desde que o maior atentado da história,
numa manhã de terça-feira em Nova York, inaugurou umnuma manhã de terça-feira em Nova York, inaugurou um
novo milênio. Uma época até agora marcada pelo embatenovo milênio. Uma época até agora marcada pelo embate
entre terroristas islâmicos e o chamado Ocidente.entre terroristas islâmicos e o chamado Ocidente.
►Os grupos fazem, em média, 20 ataquesOs grupos fazem, em média, 20 ataques
por dia. E é impossível calcular o númeropor dia. E é impossível calcular o número
de vítimas porque muitas desaparecem emde vítimas porque muitas desaparecem em
lugares onde o terror é a lei. Maslugares onde o terror é a lei. Mas
organizações internacionais estimam queorganizações internacionais estimam que
sejam mais de 200 por dia.sejam mais de 200 por dia.
São famílias desoladas,mortes eSão famílias desoladas,mortes e
guerras sem fim..guerras sem fim..
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Islã
IslãIslã
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
PIB Penha
 
Islamismo
Islamismo Islamismo
Islamismo
Laís Camargo
 
O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
Victória Torres
 
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
Cristiane Freitas
 
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair AguilarIslamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
Bea15C
 
Islamismo - Filosofia
Islamismo - FilosofiaIslamismo - Filosofia
Islamismo - Filosofia
Bruna M
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
Diogo Gonçalves
 
Os Cinco Pilares do Islã
Os Cinco Pilares do IslãOs Cinco Pilares do Islã
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
lucas_hfs
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Mariana Sofia
 
Império islamico
Império islamicoImpério islamico
Império islamico
alinemaiahistoria
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Matheus Roger
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
FrancielleCarla
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
Thiago Oliveira
 
O islamismo
O islamismo O islamismo
O islamismo
maddiogo
 
História Idade Média Árabes
História Idade Média ÁrabesHistória Idade Média Árabes
História Idade Média Árabes
Giorgia Marrone
 
O mundo islâmico
O mundo islâmicoO mundo islâmico
O mundo islâmico
Ramiro Bicca
 

Mais procurados (19)

Islã
IslãIslã
Islã
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
Islamismo Islamismo
Islamismo
 
O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
 
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
Um breve guia ilustrado para compreender o Islã*
 
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair AguilarIslamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
 
Islamismo - Filosofia
Islamismo - FilosofiaIslamismo - Filosofia
Islamismo - Filosofia
 
O Islamismo
O IslamismoO Islamismo
O Islamismo
 
Os Cinco Pilares do Islã
Os Cinco Pilares do IslãOs Cinco Pilares do Islã
Os Cinco Pilares do Islã
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Império islamico
Império islamicoImpério islamico
Império islamico
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
O islamismo
O islamismo O islamismo
O islamismo
 
História Idade Média Árabes
História Idade Média ÁrabesHistória Idade Média Árabes
História Idade Média Árabes
 
O mundo islâmico
O mundo islâmicoO mundo islâmico
O mundo islâmico
 

Destaque

Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SPApresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
Arlindo Nascimento Rocha - "Oficina Acadêmica"
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
As Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
As Grandes Navegações - Prof.Altair AguilarAs Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
As Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Judeus e não Judeus na família.
Judeus e não Judeus na família. Judeus e não Judeus na família.
Judeus e não Judeus na família.
Arlindo Nascimento Rocha - "Oficina Acadêmica"
 
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf  Hitler _ Prof.Altair AguilarAdolf  Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
Arlindo Nascimento Rocha - "Oficina Acadêmica"
 
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Apresentação da monografia
Apresentação da monografia Apresentação da monografia
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair AguilarAlemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Religião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
Religião Egípcia - Prof.Altair AguilarReligião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
Religião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da PopulaçãoEstudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
missaodiplomatica
 
História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução  Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução  Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
 Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar. Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 

Destaque (20)

Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
Ditadura Militar no Brasil - Prof.Altair Aguilar.
 
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof.Altair Aguilar.
 
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SPApresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
Apresentação do (ante) projeto de mestrado - PUC SP
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
 
As Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
As Grandes Navegações - Prof.Altair AguilarAs Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
As Grandes Navegações - Prof.Altair Aguilar
 
Judeus e não Judeus na família.
Judeus e não Judeus na família. Judeus e não Judeus na família.
Judeus e não Judeus na família.
 
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
Capitalismo e Socialismo - Prof. Altair Aguilar.
 
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf  Hitler _ Prof.Altair AguilarAdolf  Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
 
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
Dimensôes da condição humana no judaísmo: lutando contra Deus num mundo imper...
 
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.
 
Apresentação da monografia
Apresentação da monografia Apresentação da monografia
Apresentação da monografia
 
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair AguilarAlemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
 
Religião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
Religião Egípcia - Prof.Altair AguilarReligião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
Religião Egípcia - Prof.Altair Aguilar
 
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
Governo Juscelino Kubitschek -Prof.Altair Aguilar.
 
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da PopulaçãoEstudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
Estudos CACD Missão Diplomática - GEO Aula02 - Geografia da População
 
História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.História da África - Prof.Altair Aguilar.
História da África - Prof.Altair Aguilar.
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução  Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução  Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
 
Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
 Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar. Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
Sociologia - Eixos do Trabalho -Prof.Altair Aguilar.
 
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
História do Brasil - Prof.Altair Aguilar.
 
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Grega Clássica ao Helenismo-Prof.Altair Aguilar.
 

Semelhante a Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar

Fundamentalismos
FundamentalismosFundamentalismos
Fundamentalismos
rsaloes
 
Filme Islâmico Ofensivo
Filme Islâmico OfensivoFilme Islâmico Ofensivo
Filme Islâmico Ofensivo
GUILHERME FRANÇA
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Quem somos nós, muçulmanos
Quem somos nós, muçulmanosQuem somos nós, muçulmanos
Quem somos nós, muçulmanos
Leandro Nazareth Souto
 
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a línguaOs principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
Ana Roberta Souza
 
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
Guilherme Lemos
 
12° império islâmico
12° império islâmico12° império islâmico
12° império islâmico
Ajudar Pessoas
 
revisao-7-ano-islamismo (1).pdf
revisao-7-ano-islamismo (1).pdfrevisao-7-ano-islamismo (1).pdf
revisao-7-ano-islamismo (1).pdf
RafaelyLeite1
 
Trabalho de história
Trabalho de históriaTrabalho de história
Trabalho de história
jess rios
 
Povos e nações 3
Povos e nações 3Povos e nações 3
Povos e nações 3
Giovana Gina Almeida
 
Aula jornal blog
Aula jornal blogAula jornal blog
Aula jornal blog
Prof.Paulo/geografia
 
Islamismo segunda religião
Islamismo segunda religiãoIslamismo segunda religião
Islamismo segunda religião
Vanderlei Dos Santos
 
Islamismo2017
Islamismo2017Islamismo2017
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de HistóriaExpansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
DANIELESAIURERIBEIRO
 
História idade média arábes
História idade média arábesHistória idade média arábes
História idade média arábes
Giorgia Marrone
 
Uma história dos povos arabes albert hourani
Uma história dos povos arabes albert houraniUma história dos povos arabes albert hourani
Uma história dos povos arabes albert hourani
Victor Martins
 
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
JulianaVidalGil1
 
O islã
O islãO islã
O islã
Jorge Miklos
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
iraciva
 
Islamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único DeusIslamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único Deus
Leandro Nazareth Souto
 

Semelhante a Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar (20)

Fundamentalismos
FundamentalismosFundamentalismos
Fundamentalismos
 
Filme Islâmico Ofensivo
Filme Islâmico OfensivoFilme Islâmico Ofensivo
Filme Islâmico Ofensivo
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
Quem somos nós, muçulmanos
Quem somos nós, muçulmanosQuem somos nós, muçulmanos
Quem somos nós, muçulmanos
 
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a línguaOs principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
Os principais pontos em comum no mundo árabe são a língua
 
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
ORIENTE MÉDIO - ÁSIA (1º ANO - OBJETIVO)
 
12° império islâmico
12° império islâmico12° império islâmico
12° império islâmico
 
revisao-7-ano-islamismo (1).pdf
revisao-7-ano-islamismo (1).pdfrevisao-7-ano-islamismo (1).pdf
revisao-7-ano-islamismo (1).pdf
 
Trabalho de história
Trabalho de históriaTrabalho de história
Trabalho de história
 
Povos e nações 3
Povos e nações 3Povos e nações 3
Povos e nações 3
 
Aula jornal blog
Aula jornal blogAula jornal blog
Aula jornal blog
 
Islamismo segunda religião
Islamismo segunda religiãoIslamismo segunda religião
Islamismo segunda religião
 
Islamismo2017
Islamismo2017Islamismo2017
Islamismo2017
 
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de HistóriaExpansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
Expansão Islâmica e Islamismo - Educação e ensino de História
 
História idade média arábes
História idade média arábesHistória idade média arábes
História idade média arábes
 
Uma história dos povos arabes albert hourani
Uma história dos povos arabes albert houraniUma história dos povos arabes albert hourani
Uma história dos povos arabes albert hourani
 
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
3ªSÉRIE-Fundamentalismo-Oriente Médio-Conflitos.pdf
 
O islã
O islãO islã
O islã
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
 
Islamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único DeusIslamismo Alá é o único Deus
Islamismo Alá é o único Deus
 

Mais de Altair Moisés Aguilar

Martinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
Martinho Lutero - Prof. Altair AguilarMartinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
Martinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair AguilarOliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair AguilarOs Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair AguilarDinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Calvinismo - Prof. Altair Aguilar
Calvinismo - Prof. Altair AguilarCalvinismo - Prof. Altair Aguilar
Calvinismo - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair AguilarGuerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair AguilarRevolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair AguilarCausas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair AguilarOs Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair AguilarDiscurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair AguilarCampos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia  - Prof. Altair AguilarGuerra de Tróia  - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair AguilarFutebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair AguilarBabilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair AguilarDitadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair AguilarOperação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Adolf  Hitler - Prof. Altair AguilarAdolf  Hitler - Prof. Altair Aguilar
Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Subcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
Subcultura Gótica - Prof. Altair AguilarSubcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
Subcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Kant - Prof. Altair Aguilar
Kant  - Prof. Altair AguilarKant  - Prof. Altair Aguilar
Kant - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Monalisa - Prof. Altair Aguilar
Monalisa - Prof. Altair AguilarMonalisa - Prof. Altair Aguilar
Monalisa - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 

Mais de Altair Moisés Aguilar (20)

Martinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
Martinho Lutero - Prof. Altair AguilarMartinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
Martinho Lutero - Prof. Altair Aguilar
 
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair AguilarOliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
 
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair AguilarOs Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
 
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair AguilarDinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
 
Calvinismo - Prof. Altair Aguilar
Calvinismo - Prof. Altair AguilarCalvinismo - Prof. Altair Aguilar
Calvinismo - Prof. Altair Aguilar
 
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair AguilarGuerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
 
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair AguilarRevolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
 
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair AguilarCausas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
 
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair AguilarOs Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
 
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair AguilarDiscurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair AguilarCampos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
 
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia  - Prof. Altair AguilarGuerra de Tróia  - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
 
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair AguilarFutebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair Aguilar
 
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair AguilarBabilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
 
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair AguilarDitadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
 
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair AguilarOperação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
 
Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Adolf  Hitler - Prof. Altair AguilarAdolf  Hitler - Prof. Altair Aguilar
Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
Subcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
Subcultura Gótica - Prof. Altair AguilarSubcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
Subcultura Gótica - Prof. Altair Aguilar
 
Kant - Prof. Altair Aguilar
Kant  - Prof. Altair AguilarKant  - Prof. Altair Aguilar
Kant - Prof. Altair Aguilar
 
Monalisa - Prof. Altair Aguilar
Monalisa - Prof. Altair AguilarMonalisa - Prof. Altair Aguilar
Monalisa - Prof. Altair Aguilar
 

Último

1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 

Último (20)

1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 

Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar

  • 1. Estados Islâmicos TerroristasEstados Islâmicos Terroristas
  • 2.
  • 3. ► O O Islamismo Islamismo originou-se nas redondezas daoriginou-se nas redondezas da cidade de cidade de Meca,Meca, na atual Arábia Saudita, por na atual Arábia Saudita, por volta do ano 600 d.C. Naquela época, umvolta do ano 600 d.C. Naquela época, um pequeno mercador chamado pequeno mercador chamado MaoméMaomé relatou que, relatou que, em um de seus retiros espirituais, recebeu aem um de seus retiros espirituais, recebeu a palavra divina através do anjo Gabriel, que lhepalavra divina através do anjo Gabriel, que lhe revelou a existên­cia de um único Deusrevelou a existên­cia de um único Deus (chamado(chamadoAláAlá), criador do mundo e juiz de todos), criador do mundo e juiz de todos os homens. Disse ainda que o Paraíso só seriaos homens. Disse ainda que o Paraíso só seria atingido pelos homens que amassem a esse Deusatingido pelos homens que amassem a esse Deus com sinceridade absoluta, a ele dirigissem suascom sinceridade absoluta, a ele dirigissem suas preces diárias e praticassem a caridade por toda apreces diárias e praticassem a caridade por toda a vida.vida.
  • 4.
  • 5. Maomé realizava a pregação do Maomé realizava a pregação do islamismoislamismo especialmente no povoado especialmente no povoado em que vivia, Meca, que nessa época era o centro de cultos politeístasem que vivia, Meca, que nessa época era o centro de cultos politeístas e para onde se dirigiam milhares de peregrinos to­dos os anos. A novae para onde se dirigiam milhares de peregrinos to­dos os anos. A nova religião pregada por Maomé era monoteísta e, por isso, ameaçavareligião pregada por Maomé era monoteísta e, por isso, ameaçava essas crenças, pondo em risco os negócios dos comerciantes locais. essas crenças, pondo em risco os negócios dos comerciantes locais.  ► O exército de crentes formado por Maomé pas­sou a atacar caravanasO exército de crentes formado por Maomé pas­sou a atacar caravanas que se dirigiam a Meca, en­riquecendo e ampliando seu poder. Asque se dirigiam a Meca, en­riquecendo e ampliando seu poder. As constantes vitórias fortaleceram a unidade do grupo e chama­ram aconstantes vitórias fortaleceram a unidade do grupo e chama­ram a atenção de novas tribos, facilitando a expansão do islamismo. Maoméatenção de novas tribos, facilitando a expansão do islamismo. Maomé fundou, então, o fundou, então, o Islão,Islão, um Estado teocrático, com sede na cidade de um Estado teocrático, com sede na cidade de Iatrebe, que passou a ser chamada de Medina (Cidade do Profeta).Iatrebe, que passou a ser chamada de Medina (Cidade do Profeta). Foi a partir dessa época que o termo Foi a partir dessa época que o termo islamitaislamita  começou a designar a começou a designar a pessoa que vive no Islão e segue a religião islamita, e opessoa que vive no Islão e segue a religião islamita, e o termo termo muçulmano,muçulmano, a significar aquele que é fiel e se submete ao a significar aquele que é fiel e se submete ao islamismo.islamismo.
  • 6. Dentre os rituais seguidos pelos que fazem a peregrinação àDentre os rituais seguidos pelos que fazem a peregrinação à cidade de visita ao santuário em forma de cubo conhecidocidade de visita ao santuário em forma de cubo conhecido como Caaba, local existente desde a época de Maomé.como Caaba, local existente desde a época de Maomé.
  • 7. Maomé foi o construtor da primeira mesquita, es­tabeleceu aMaomé foi o construtor da primeira mesquita, es­tabeleceu a cobrança do dízimo entre os crentes e es­creveu os princípioscobrança do dízimo entre os crentes e es­creveu os princípios doutrinários do islamismo num livro chamado doutrinários do islamismo num livro chamado Corão.Corão. O Corão é O Corão é considerado depo­sitário direto das palavras de Deus, ditadas aconsiderado depo­sitário direto das palavras de Deus, ditadas a Maomé por um anjo. Seu credo, baseado na Lei Islâmica (Sharí'a) éMaomé por um anjo. Seu credo, baseado na Lei Islâmica (Sharí'a) é constituído por seis normas básicas, co­nhecidas como os constituído por seis normas básicas, co­nhecidas como os pilarespilares do islamismo.do islamismo.  São elas: São elas: ► ShahadaShahada - a constante confissão de fé; - a constante confissão de fé; ► SalatSalat - o culto através das preces, cinco vezes ao dia; - o culto através das preces, cinco vezes ao dia; ► ZakatZakat - os atos de caridade através da esmola e do dízimo; - os atos de caridade através da esmola e do dízimo; ► HadjHadj - a peregrinação dos homens a Meca ao me­nos uma vez na - a peregrinação dos homens a Meca ao me­nos uma vez na vida;vida; ► SaumSaum - o jejum no Ramadã (mês sagrado do calendário - o jejum no Ramadã (mês sagrado do calendário muçulmano);muçulmano); ► JihadJihad - a guerra santa. - a guerra santa.
  • 8. ► Após a morte de Maomé, em 632, o poder foi passado, sucessivamente, para quatro califas. Durante seus governos a expansão territorial foi muito rápida, e vastas áreas do Oriente Médio foram conquistadas e submetidas ao islamismo.
  • 9. ► Na segunda metade do século XX, em alguns países do OrienteNa segunda metade do século XX, em alguns países do Oriente Médio ocorreu a tentativa de reduzir o poder dos grupos religiosos,Médio ocorreu a tentativa de reduzir o poder dos grupos religiosos, restringindo sua prática e influência apenas à esfera privada. Talrestringindo sua prática e influência apenas à esfera privada. Tal política não teve sucesso, frente à reação dos movimentospolítica não teve sucesso, frente à reação dos movimentos fundamentalistas. Na década de 1970 ocorreu uma ampla adoçãofundamentalistas. Na década de 1970 ocorreu uma ampla adoção do do fundamentalismo islâmicofundamentalismo islâmico  pelas massas urbanas, que pelas massas urbanas, que apoiaram o Corão como lei e radicalizaram a exigência de respeitoapoiaram o Corão como lei e radicalizaram a exigência de respeito aos valores tradicionais, opondo-se ao modelo ocidental deaos valores tradicionais, opondo-se ao modelo ocidental de organização política, social e cultural. A Organização da Conferênciaorganização política, social e cultural. A Organização da Conferência Islâmica, que em 1971 reuniu 40 países, foi a base daIslâmica, que em 1971 reuniu 40 países, foi a base da internacionalização desse movimento.internacionalização desse movimento. ► Dessa forma, na atualidade, quase todos os países do Oriente MédioDessa forma, na atualidade, quase todos os países do Oriente Médio têm o islamismo associado não apenas à vida cotidiana de suastêm o islamismo associado não apenas à vida cotidiana de suas populações mas também à política do Estado. Em muitos deles, apopulações mas também à política do Estado. Em muitos deles, a religião determina diretamente a forma de organização do Direitoreligião determina diretamente a forma de organização do Direito público e privado.público e privado.
  • 10.
  • 11. Terrorismo islâmico ► Também conhecido como terrorismo islamita ou terrorismo jihadista, é uma forma de terrorismo religioso, cometida por extremistas islâmicos com o propósito de atingir variadas metas políticas e/ou religiosas. O terrorismo islâmico foi identificado como tendo ocorrido em locais do Oriente Médio, África, Europa, Ásia Meridional, (incluindo índia e Paquistão, Sudeste Asiático, e nos Estados Unidos, desde pelo menos a década de 1970. Organizações terroristas islâmicas se envolveram em táticas que incluem Ataques suicidas, seqüestros, seqüestros de aviões e vêm recrutando novos membros através da Internet.
  • 12. Ataque 11 de Setembro.Ataque 11 de Setembro.
  • 13. ► Um militante palestino com seu fuzil Um militante palestino com seu fuzil M-16M-16. Os grupos de. Os grupos de guerrilheiros palestinos, formado principalmente porguerrilheiros palestinos, formado principalmente por fundamentalistas são considerados pelo ocidente comofundamentalistas são considerados pelo ocidente como terroristas.terroristas.
  • 14. ► São muitos nomes, e muitas organizações extremistasSão muitos nomes, e muitas organizações extremistas atuando em regiões diferentes. Conheça como agem e oatuando em regiões diferentes. Conheça como agem e o que querem esses grupos bárbaros que deturpam aque querem esses grupos bárbaros que deturpam a religião islâmica e matam sem piedade: Al-Qaeda, Al-religião islâmica e matam sem piedade: Al-Qaeda, Al- Qaeda do Iêmen, Estado Islâmico, Talibã, Boko Haram.Qaeda do Iêmen, Estado Islâmico, Talibã, Boko Haram. Nomes estranhos, com significados geralmenteNomes estranhos, com significados geralmente pretenciosos, que foram se tornando comuns epretenciosos, que foram se tornando comuns e assustadores desde que o maior atentado da história,assustadores desde que o maior atentado da história, numa manhã de terça-feira em Nova York, inaugurou umnuma manhã de terça-feira em Nova York, inaugurou um novo milênio. Uma época até agora marcada pelo embatenovo milênio. Uma época até agora marcada pelo embate entre terroristas islâmicos e o chamado Ocidente.entre terroristas islâmicos e o chamado Ocidente.
  • 15.
  • 16.
  • 17. ►Os grupos fazem, em média, 20 ataquesOs grupos fazem, em média, 20 ataques por dia. E é impossível calcular o númeropor dia. E é impossível calcular o número de vítimas porque muitas desaparecem emde vítimas porque muitas desaparecem em lugares onde o terror é a lei. Maslugares onde o terror é a lei. Mas organizações internacionais estimam queorganizações internacionais estimam que sejam mais de 200 por dia.sejam mais de 200 por dia.
  • 18.
  • 19.
  • 20. São famílias desoladas,mortes eSão famílias desoladas,mortes e guerras sem fim..guerras sem fim..