SlideShare uma empresa Scribd logo
Calvinismo
• Tradição Reformada, Fé Reformada ou Teologia Reformada
• Movimento religioso protestante quanto uma ideologia sociocultural com
raízes na reforma iniciada por João Calvino.
João Calvino
• João Calvino exerceu uma influência internacional no desenvolvimento da
doutrina da reforma protestante, à qual se dedicou com a idade de 30 anos,
quando começou a escrever a “Instituição da religião cristã" em 1534.
Calvino, inventor do capitalismo?
• Tratar Calvino como fundador do capitalismo é simplesmente cair num
anacronismo e num reducionismo. Não se trata de desmerecer a obra de
Weber. Pelo contrário, com ela, ele levava a cabo uma meticulosa e acertada
análise dos mecanismos que levaram ao desenvolvimento do capitalismo.
Mecanismos, certamente relacionados com a ética protestante.
Calvinismo no Brasil
• A presença do calvinismo no Brasil remonta ao século XVI. Ministros
religiosos, enviados a partir da recomendação do próprio João Calvino.
• Atualmente, os calvinistas somam mais de um milhão de fiéis em todo o
Brasil
Max Weber
• É considerado um dos fundadores do estudo moderno da sociologia, mas
sua influência também pode ser sentida na economia, na filosofia, no direito,
na ciência política e na administração.
• Sua obra mais famosa são os dois artigos que compõem A ética
protestante e o espírito do capitalismo, com o qual começou suas
reflexões sobre a sociologia da religião.
Missões calvinistas no século XIX
• Quase todos os primeiros missionários protestantes no Brasil eram
calvinistas. O citado Rev. James Fletcher, por exemplo, teria ficado "obcecado
por uma única ideia: converter o Brasil ao protestantismo e ao progresso".
Calvinismo no Estados Unidos
• Nos Estados Unidos, destacam-se pregadores como John Piper , Mark
Driscoll, Albert Mohaler , Matt Chandler, Mark Dever ,CJ Mahaney e Joshua
Harris
John Piper
• John Stephen Piper é um pregador e autor batista calvinista.
• Piper anunciou que tinha sido diagnosticado com câncer de próstata. De
acordo com uma carta enviada a sua igreja, ele e seus médicos acreditavam
que o câncer era totalmente tratável. Piper respondeu ao seu diagnóstico com
a seguinte declaração:
"Estas notícias, é claro, foram boas para mim. A coisa mais perigosa no mundo é o pecado da autoconfiança e a
insensibilidade do mundanismo. As notícias sobre o câncer têm um efeito maravilhosamente destrutivo para ambos.
Agradeço a Deus por isso. As horas com Cristo nestes dias têm sido notavelmente doces."
Novo Calvinismo no Brasil
• No Brasil o movimento do Novo Calvinismo não é tão difundido por líderes
e pregadores como nos Estados Unidos, mas sim por meio do acesso a
internet e a divulgação da literatura reformada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
E.E. Prof. João Magiano Pinto
 
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
cristianoperinpissolato
 
Estudo bíblico – reforma protestante
Estudo bíblico – reforma protestanteEstudo bíblico – reforma protestante
Estudo bíblico – reforma protestante
Francisco Simas
 
Reforma protestante ines
Reforma protestante inesReforma protestante ines
Reforma protestante ines
Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes
 
Historia II - M3
Historia II - M3Historia II - M3
Historia II - M3
semnazarenovirtual
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
Professores História
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
Marcela Marangon Ribeiro
 
Protestantismo
ProtestantismoProtestantismo
Protestantismo
LuisMagina
 
Reforma protestante e a Contrarreforma
Reforma protestante e a ContrarreformaReforma protestante e a Contrarreforma
Reforma protestante e a Contrarreforma
Eliphas Rodrigues
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
jpsilva26
 
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestanteIdentificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
Orlanda Felix Chirindja
 
A Reforma protestante
A Reforma protestanteA Reforma protestante
A Reforma protestante
Luiz Angelo
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
Rui Nobre
 
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair AguilarContra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Carlos132Silva
 
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja CatólicaReforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Catarina Sousa
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
Fabiana Tonsis
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
Isabella Neves Silva
 
A reforma protestante
A reforma protestante A reforma protestante
A reforma protestante
Professorinha Fernanda Alves
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
Erberson Pinheiro
 

Mais procurados (20)

A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
160 abc reforma e contrarreforma calvinismo
 
Estudo bíblico – reforma protestante
Estudo bíblico – reforma protestanteEstudo bíblico – reforma protestante
Estudo bíblico – reforma protestante
 
Reforma protestante ines
Reforma protestante inesReforma protestante ines
Reforma protestante ines
 
Historia II - M3
Historia II - M3Historia II - M3
Historia II - M3
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
Protestantismo
ProtestantismoProtestantismo
Protestantismo
 
Reforma protestante e a Contrarreforma
Reforma protestante e a ContrarreformaReforma protestante e a Contrarreforma
Reforma protestante e a Contrarreforma
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestanteIdentificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
Identificar as correntes religiosas resultants da reforma protestante
 
A Reforma protestante
A Reforma protestanteA Reforma protestante
A Reforma protestante
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair AguilarContra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
Contra-Reforma Religiosa - Prof.Altair Aguilar
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
 
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja CatólicaReforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
Reforma e Contra-Reforma da Igreja Católica
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
 
A reforma protestante
A reforma protestante A reforma protestante
A reforma protestante
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 

Semelhante a Calvinismo - Prof. Altair Aguilar

Historia II - MIII
Historia II - MIIIHistoria II - MIII
Historia II - MIII
semnazarenovirtual
 
A secularizacao da igreja
A secularizacao da igrejaA secularizacao da igreja
A secularizacao da igreja
IPB706Sul
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
JULIO CESAR BATISTA BOIA
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
JULIO CESAR BATISTA BOIA
 
A História da Igreja Presbiteriana no Brasil
A História da Igreja Presbiteriana no BrasilA História da Igreja Presbiteriana no Brasil
A História da Igreja Presbiteriana no Brasil
Jocarli Junior
 
Reformas Religiosas
Reformas Religiosas Reformas Religiosas
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostaisO anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
Rodrigo Soares
 
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
antonio ferreira
 
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
antonio ferreira
 
Destrinchando - Religiões (2017)
Destrinchando - Religiões (2017)Destrinchando - Religiões (2017)
Destrinchando - Religiões (2017)
Marcelo Soares
 
Apresentação sobre a Reforma Protestante
Apresentação sobre a Reforma ProtestanteApresentação sobre a Reforma Protestante
Apresentação sobre a Reforma Protestante
SabrinaVdeos
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
harlissoncarvalho
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
harlissoncarvalho
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
Jackeline Monteiro Sousa
 
Calvinismo como uma força cultural
Calvinismo como uma força culturalCalvinismo como uma força cultural
Calvinismo como uma força cultural
Jailson Santos
 
05 reforma protestante
05   reforma protestante05   reforma protestante
05 reforma protestante
Ciências Humanas e Suas Tecnologias
 
Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013
Silas Roberto Nogueira
 
Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013
Silas Roberto Nogueira
 
Reforma protestante e protestantismo brasileiro
Reforma protestante e protestantismo brasileiro   Reforma protestante e protestantismo brasileiro
Reforma protestante e protestantismo brasileiro
Paulo Dias Nogueira
 
Protestantismo
ProtestantismoProtestantismo
Protestantismo
Moises Firmo Schimdty
 

Semelhante a Calvinismo - Prof. Altair Aguilar (20)

Historia II - MIII
Historia II - MIIIHistoria II - MIII
Historia II - MIII
 
A secularizacao da igreja
A secularizacao da igrejaA secularizacao da igreja
A secularizacao da igreja
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
 
A História da Igreja Presbiteriana no Brasil
A História da Igreja Presbiteriana no BrasilA História da Igreja Presbiteriana no Brasil
A História da Igreja Presbiteriana no Brasil
 
Reformas Religiosas
Reformas Religiosas Reformas Religiosas
Reformas Religiosas
 
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostaisO anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
O anti intelectualismo-entre_os_pentecostais
 
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
13385058 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
oracao-a-chave-do-avivamento-paul-yonggi-cho
 
Destrinchando - Religiões (2017)
Destrinchando - Religiões (2017)Destrinchando - Religiões (2017)
Destrinchando - Religiões (2017)
 
Apresentação sobre a Reforma Protestante
Apresentação sobre a Reforma ProtestanteApresentação sobre a Reforma Protestante
Apresentação sobre a Reforma Protestante
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Calvinismo como uma força cultural
Calvinismo como uma força culturalCalvinismo como uma força cultural
Calvinismo como uma força cultural
 
05 reforma protestante
05   reforma protestante05   reforma protestante
05 reforma protestante
 
Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013
 
Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013Boletim cbg 16_mar_2013
Boletim cbg 16_mar_2013
 
Reforma protestante e protestantismo brasileiro
Reforma protestante e protestantismo brasileiro   Reforma protestante e protestantismo brasileiro
Reforma protestante e protestantismo brasileiro
 
Protestantismo
ProtestantismoProtestantismo
Protestantismo
 

Mais de Altair Moisés Aguilar

Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair AguilarOliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair AguilarOs Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair AguilarDinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair AguilarGuerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair AguilarRevolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair AguilarCausas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair AguilarEstados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair AguilarOs Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução  Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução  Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair AguilarDiscurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair AguilarCampos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf  Hitler _ Prof.Altair AguilarAdolf  Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia  - Prof. Altair AguilarGuerra de Tróia  - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair AguilarAlemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair AguilarFutebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair AguilarBabilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair AguilarIslamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair AguilarDitadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair AguilarOperação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 

Mais de Altair Moisés Aguilar (20)

Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair AguilarOliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
Oliver Cromwell - Prof. Altair Aguilar
 
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair AguilarOs Puritanos - Prof. Altair Aguilar
Os Puritanos - Prof. Altair Aguilar
 
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair AguilarDinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
Dinastia Tudors - Prof. Altair Aguilar
 
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair AguilarA independência Americana - Prof. Altair Aguilar
A independência Americana - Prof. Altair Aguilar
 
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair AguilarGuerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
Guerra das duas Rosas - Prof. Altair Aguilar
 
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair AguilarRevolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Inglesa - Prof. Altair Aguilar
 
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair AguilarCausas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
Causas da Segunda Guerra - Prof.Altair Aguilar
 
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair AguilarEstados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
Estados Islâmicos Terroristas - Prof. Altair Aguilar
 
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair AguilarOs Incas - Prof.Altair Aguilar
Os Incas - Prof.Altair Aguilar
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução  Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução  Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
 
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair AguilarDiscurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair AguilarCampos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
 
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf  Hitler _ Prof.Altair AguilarAdolf  Hitler _ Prof.Altair Aguilar
Adolf Hitler _ Prof.Altair Aguilar
 
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia  - Prof. Altair AguilarGuerra de Tróia  - Prof. Altair Aguilar
Guerra de Tróia - Prof. Altair Aguilar
 
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair AguilarAlemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
Alemanha Muro de Berlim - Prof. Altair Aguilar
 
Futebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair AguilarFutebol - Prof. Altair Aguilar
Futebol - Prof. Altair Aguilar
 
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair AguilarBabilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
Babilônia a Grande Meretriz - Prof. Altair Aguilar
 
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair AguilarIslamismo - Prof. Altair Aguilar
Islamismo - Prof. Altair Aguilar
 
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair AguilarDitadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
Ditadura Militar no Brasil - Prof. Altair Aguilar
 
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair AguilarOperação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
Operação Tempestade no Deserto - Prof. Altair Aguilar
 

Último

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 

Último (20)

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 

Calvinismo - Prof. Altair Aguilar

  • 1.
  • 2. Calvinismo • Tradição Reformada, Fé Reformada ou Teologia Reformada • Movimento religioso protestante quanto uma ideologia sociocultural com raízes na reforma iniciada por João Calvino.
  • 3. João Calvino • João Calvino exerceu uma influência internacional no desenvolvimento da doutrina da reforma protestante, à qual se dedicou com a idade de 30 anos, quando começou a escrever a “Instituição da religião cristã" em 1534.
  • 4. Calvino, inventor do capitalismo? • Tratar Calvino como fundador do capitalismo é simplesmente cair num anacronismo e num reducionismo. Não se trata de desmerecer a obra de Weber. Pelo contrário, com ela, ele levava a cabo uma meticulosa e acertada análise dos mecanismos que levaram ao desenvolvimento do capitalismo. Mecanismos, certamente relacionados com a ética protestante.
  • 5. Calvinismo no Brasil • A presença do calvinismo no Brasil remonta ao século XVI. Ministros religiosos, enviados a partir da recomendação do próprio João Calvino. • Atualmente, os calvinistas somam mais de um milhão de fiéis em todo o Brasil
  • 6. Max Weber • É considerado um dos fundadores do estudo moderno da sociologia, mas sua influência também pode ser sentida na economia, na filosofia, no direito, na ciência política e na administração. • Sua obra mais famosa são os dois artigos que compõem A ética protestante e o espírito do capitalismo, com o qual começou suas reflexões sobre a sociologia da religião.
  • 7. Missões calvinistas no século XIX • Quase todos os primeiros missionários protestantes no Brasil eram calvinistas. O citado Rev. James Fletcher, por exemplo, teria ficado "obcecado por uma única ideia: converter o Brasil ao protestantismo e ao progresso".
  • 8. Calvinismo no Estados Unidos • Nos Estados Unidos, destacam-se pregadores como John Piper , Mark Driscoll, Albert Mohaler , Matt Chandler, Mark Dever ,CJ Mahaney e Joshua Harris
  • 9. John Piper • John Stephen Piper é um pregador e autor batista calvinista. • Piper anunciou que tinha sido diagnosticado com câncer de próstata. De acordo com uma carta enviada a sua igreja, ele e seus médicos acreditavam que o câncer era totalmente tratável. Piper respondeu ao seu diagnóstico com a seguinte declaração: "Estas notícias, é claro, foram boas para mim. A coisa mais perigosa no mundo é o pecado da autoconfiança e a insensibilidade do mundanismo. As notícias sobre o câncer têm um efeito maravilhosamente destrutivo para ambos. Agradeço a Deus por isso. As horas com Cristo nestes dias têm sido notavelmente doces."
  • 10. Novo Calvinismo no Brasil • No Brasil o movimento do Novo Calvinismo não é tão difundido por líderes e pregadores como nos Estados Unidos, mas sim por meio do acesso a internet e a divulgação da literatura reformada.