Relações Públicas - A profissão

12.085 visualizações

Publicada em

Slide contendo as definições sobre o que é a profissão de Relações Públicas. Produzido pelo professor Matheus Felizola.

Publicada em: Educação
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.085
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
85
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
402
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações Públicas - A profissão

  1. 1. Relações Públicas- A profissão Dia 15/12/2007 Prof: Matheus Felizola
  2. 2. Funções do RP <ul><li>* definir conceitos e sugerir políticas de atitudes ou mudanças de atitudes no tratamento com os públicos em relação à opinião pública; </li></ul><ul><li>* coordenar e planejar pesquisas de opinião pública para fins institucionais, analisando os resultados e proferindo o diagnóstico; </li></ul><ul><li>* elaborar o planejamento para o relacionamento com a imprensa; </li></ul>
  3. 3. Funções do RP <ul><li>* detectar situações que possam afetar a imagem da organização e realizar prognóstico; administrar ações de comunicação em situação de crise e de emergência; </li></ul><ul><li>* coordenar, implantar, supervisionar, avaliar, criar e produzir materiais que, em essência, apresentem o caráter institucional da organização e se enquadrem no escopo da comunicação organizacional; </li></ul>
  4. 4. Funções do RP <ul><li>* desenvolver, implementar, executar e coordenar campanha de envolvimento com público de interesse, campanha temática de integração, orientação, motivação, desenvolvimento organizacional e aquela que envolva relacionamento com funcionários, familiares, acionistas, comunidade, fornecedores, imprensa, governo, clientes, concorrentes, escolas e academias e clubes de serviços e organizações sociais; </li></ul>
  5. 5. Funções do RP <ul><li>* conceber, criar, planejar , implantar e avaliar eventos e encontros institucionais que tenham caráter informativo para construir e manter imagem; </li></ul><ul><li>* desenvolver, implementar, montar, coordenar, dirigir, executar e avaliar serviço de relações governamentais lobby e cerimonial; </li></ul>
  6. 6. Funções do RP <ul><li>* implantar, realizar, coordenar, dirigir, acompanhar e avaliar auditoria e pesquisa de opinião, de imagem, de clima e perfil organizacional; </li></ul>
  7. 7. Comunicação Interna <ul><li>Conceituação </li></ul><ul><li>Por comunicação interna se entende um sistema de informação paralela, e não substitutivo do fluxo comunicativo funcional, que circula por uma organização e necessário para seu desenvolvimento. </li></ul>
  8. 8. O que é Comunicação Interna? <ul><li>Setor planejado com objetivos definidos para viabilizar toda a interação possível entre a Organização e seus empregados. Usando instrumentos da comunicação institucional e até da comunicação mercadológica </li></ul>
  9. 9. O que é Comunicação Interna? <ul><ul><li>Ferramenta estratégica para compatibilização dos interesses dos empregados e da empresa, através do estímulo ao diálogo, à troca de informações e de experiências e à participação de todos os níveis (Rhodia). </li></ul></ul>
  10. 10. O que é Comunicação Interna? <ul><li>Instrumento para melhoria da gestão administrativa, dos negócios e serviços de uma organização. </li></ul>
  11. 11. Instrumentos: mídias internas <ul><li>Convencionais ou tradicionais </li></ul><ul><li>Circulares </li></ul><ul><li>Quadro de avisos </li></ul><ul><li>Manuais </li></ul><ul><li>Boletins </li></ul><ul><li>Jornais </li></ul><ul><li>Revistas </li></ul><ul><li>Eventos de confraternização </li></ul><ul><li>Vídeos </li></ul><ul><li>Modernas e inovadoras </li></ul><ul><li>Rádio-empresa </li></ul><ul><li>Teatro-empresa </li></ul><ul><li>Telejornal/vídeo jornal </li></ul><ul><li>Correio eletrônico </li></ul><ul><li>Intranet </li></ul><ul><li>Telão </li></ul><ul><li>Terminais de computador </li></ul><ul><li>Comunicação face-a-face </li></ul>
  12. 12. Endomarketing <ul><li>O que é? </li></ul><ul><li>Consiste em ações de marketing voltadas para o público interno da empresa, com o fim de promover entre seus funcionários e departamentos valores destinados a servir o cliente (Bekin) </li></ul>
  13. 13. Função e objetivo do Endomarketing <ul><li>Integrar a noção de cliente nos processos da estrutura organizacional, para propiciar melhorias substanciais na qualidade de produtos e serviços. </li></ul><ul><li>Atrair e reter o cliente interno – os funcionários - com o objetivo de obter resultados eficientes para a empresa, atraindo e retendo seus clientes externos (Saul Fruta. Bekin) </li></ul>
  14. 14. COMO SATISFAZER OS COLABORADORES <ul><li>Por meio de desenvolvimento do estímulo, da capacidade e da valorização do servidor é possível satisfazê-los. Levar em conta o “Fator Humano”. Fazer com que todos, em qualquer nível e de acordo com sua competência, possam assumir responsabilidades, ter iniciativas, creditar confiança, valorizar a qualificação e a promoção do indivíduo. </li></ul>
  15. 15. COMO SATISFAZER OS COLABORADORES <ul><li>Para que isto funcione, é importante que haja uma avaliação do ambiente interno.“Antes de conquistar o mundo, é preciso conquistar a si mesmo. É preciso conquistar primeiro o mercado dos clientes internos para em seguida lançar-se ao mercado externo.” </li></ul>
  16. 16. Necessidade <ul><li>Antes de vender um produto para seus clientes, as empresas precisam convencer seus funcionários a comprá-lo. O Endomarketing surge como elemento de ligação entre o cliente, o produto/serviço e o colaborador. </li></ul>
  17. 17. Conexões entre RH e o Marketing <ul><li>As pessoas nas organizações possuem necessidades muito específicas e são atingidas pela comunicação de maneira direcionada, mais explícita do que normalmente acontece com o consumidor comum. </li></ul>
  18. 18. Conexões entre RH e o Marketing <ul><li>As áreas de Recursos Humanos das empresas fornecem elementos para a composição de políticas e panos de Endomarketing, a partir da análise detalhada da formação, comportamento e nível de comprometimento das pessoas que compõem seus públicos internos. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Pode parecer que por se tratar de um público menor e fechado a atuação do Endomarketing é menos complexa, portanto mais suscetível ao sucesso do que o marketing, que é mais aberto e de diagnóstico mais amplo. Isso é um erro. </li></ul>Conexões entre RH e o Marketing
  20. 20. A Distância dentro das organizações <ul><li>Em alguns casos há uma enorme distância entre os servidores que lidam diretamente com o publico e seus chefes, com poder de decisão. De modo geral, o servidor de linha de frente é o menos valorizado e por não possuir informações suficientes, acaba passando uma imagem inadequada do órgão. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Provoca também uma cultura do “Não”: “Não sei”, “Não sei”, “Não é comigo”, “Não fazemos isto”, “Não fomos autorizados”. Este tipo de atitude costuma ser fatal, pois provoca uma situação altamente negativa no relacionamento do servidor com o público, e conseguinte a imagem do Governo. Existem soluções para estes casos. </li></ul>A Distância dentro das organizações
  22. 22. Idéias <ul><li>Elaborar um formulário para os colaboradores de forma a identificar as precariedades, tanto em seu desenvolvimento humano (estímulo por ser servidor estadual x criar perspectivas) quanto no atendimento ao público. </li></ul>
  23. 23. Comunicações internas de massa e apoio de informações <ul><li>Os programas de treinamento não são o bastante em um programa de endomarketing. Para que se obtenha continuidade do programa, o papel da alta gerência, das gerências de nível médio e dos supervisores é de suma importância. </li></ul><ul><li>O suporte por parte das lideranças pode se dar de várias maneiras: </li></ul>
  24. 24. Possibilidades <ul><li>Continuidade ao programa formal de treinamento por meio de ações gerenciais cotidianas. </li></ul><ul><li>Encorajamento ativo dos liderados como parte das tarefas cotidianas da liderança. </li></ul><ul><li>Envolvimento dos liderados no planejamento e na tomada de decisão. </li></ul><ul><li>Feedback aos liderados e fluxo de informações e comunicação nos dois sentidos , nas interações formais e informais. </li></ul><ul><li>Estabelecimento de um clima aberto e encorajador. </li></ul>
  25. 25. Endomarketing e Ética Empresarial <ul><li>Governos e empresas incorporaram definitivamente o discurso da responsabilidade social em seus propósitos organizacionais. Hoje, praticamente todas as “missões” tocam esse aspecto, atribuindo-lhe relevância estratégica em termos de sobrevivência. </li></ul>
  26. 26. Utilização <ul><li>O endomarketing tem sido largamente utilizado na sensibilização de empregados para atividades de voluntariado e participação ativa em movimentos sociais. Isso tem reforçado a impressão de que a busca do enquadramento no rol de empresas socialmente responsáveis significa exclusivamente atuar nas conseqüências dos traumas expostos. </li></ul>
  27. 27. Responsabilidade social <ul><li>Sob essa ótica, as estratégias de endomarketing, visando a mobilização do pessoal para a consciência em torno do tema Responsabilidade Social, terminam por ocultar a omissão das empresas em relação ao ataque dos problemas sociais em suas causas reais. Com o tempo, sucumbirão à falta de credibilidade e a resultados que resgatam a dignidade das pessoas mas pouco contribuem para sua inclusão. </li></ul>
  28. 28. A Comunicação Institucional <ul><li>Conceituação </li></ul><ul><li>Objetiva conquistar simpatia, credibilidade e confiança, realizando como meta finalista, a influência político-social. </li></ul><ul><li>Vincula-se aos aspectos corporativos / institucionais. </li></ul><ul><li>Estabelece um conceito público para a organização. </li></ul>
  29. 29. A Comunicação Institucional <ul><li>Difunde informações de interesse público sobre as filosofias, políticas e praticas de uma organização. </li></ul><ul><li>Colabora na construção de uma imagem e identidade corporativa. </li></ul><ul><li>Enfatiza a missão, visão e os valores e objetivos de uma organização. </li></ul>
  30. 30. Comunicação mercadológica <ul><li>Conceituação </li></ul><ul><li>Compreende toda e qualquer manifestação comunicativa gerada a partir de um objetivo mercadológico. </li></ul><ul><li>Mensagem persuasiva elaborada a partir do quadro sócio-cultural do consumidor alvo. </li></ul>
  31. 31. Comunicação mercadológica <ul><li>Principais instrumentos </li></ul><ul><li>Marketing (área principal) </li></ul><ul><li>Publicidade/Propaganda </li></ul><ul><li>Promoção de Vendas </li></ul><ul><li>Venda pessoal </li></ul><ul><li>Merchandising </li></ul><ul><li>Feiras </li></ul><ul><li>Marketing direto </li></ul>
  32. 32. Filosofia da Comunicação Integrada <ul><ul><li>A filosofia tem implicações profundas na vida organizacional. Orienta as decisões em todos os níveis e poderá contribuir para o sucesso ou para o insucesso das organizações </li></ul></ul>
  33. 33. Filosofia da Comunicação Integrada <ul><li>A filosofia da comunicação integrada nas organizações </li></ul><ul><ul><li>A comunicação deve expressar uma visão de mundo e transmitir valores intrínsecos. Não apenas para vender produtos e serviços. Deve construir uma identidade corporativa sintonizada com as novas exigências e necessidades da sociedade contemporânea. </li></ul></ul>
  34. 34. Filosofia da Comunicação Integrada <ul><li>Princípios que devem nortear a Comunicação Organizacional / Empresarial. </li></ul><ul><li>Importância de uma política global de comunicação nas organizações. </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Coordenação e sinergia dos esforços humanos e organizacionais. </li></ul><ul><li>Coerência maior na linguagem adotada nos diversos programas de comunicação. </li></ul><ul><li>Unicidade institucional e mercadológica. </li></ul>Filosofia da Comunicação Integrada

×