Saúde do Trabalhador e Atenção Básica

32.327 visualizações

Publicada em

Aula Prof. João Maria sobre saúde do trabalhador e atenção básica

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
32.327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7.096
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
774
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saúde do Trabalhador e Atenção Básica

  1. 1. SAÚDE DO TRABALHADOR SAÚDE OCUPACIONAL E ATENÇÃO BÁSICA Prof. João Maria
  2. 2. O Trabalho do Homem(História)
  3. 3. “Não é a espécie mais forte que sobrevive, nem a mais inteligente, mas aquela que responde mais rápido as mudanças.” Charles Darwin
  4. 4. A Evolução do Trabalho  O Artesanato.  A Agricultura.  A Domesticação dos Animais (Tração).  O Advento da Roda.  O Comércio e os Serviços.
  5. 5. REVOLUÇÃO DOS MEIOS DE PRODUÇÃO – A INDÚSTRIA.  A Máquina a Vapor (James Watt).  Meados do Séc.XVIII- Inglaterra.  Mudança dos meios de produção.  Profundas Mudanças Econômicas e Sociais.
  6. 6. SAÚDE DO TRABALHADOR  Primórdios – Médicos de Fábrica.  1700 – Bernardino Ramazzini publica a obra “ De Morbis Artificum Diatriba” (Das Doenças dos Trabalhadores).
  7. 7. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL  Frederick Winslow Taylor (1856-1915) –A Produção Científica do Trabalho- Taylorismo.  Henry Ford (1863- 1947)-Fordismo -A Linha de Montagem.
  8. 8. Evolução:  Séc. XVIII-XIX – Leis de limitação de turnos de trabalho e faixa etária dos trabalhadores. (Industrias e Minas de Carvão da Inglaterra- início das associações de trabalhadores).  Séc. XX – Evolução da Legislação de amparo à saúde do trabalhador após a 1ª Guerra Mundial.  Criação dos Organismos Mundiais de Regulamentação do Trabalho – ONU – OIT após a II Guerra Mundial.
  9. 9. No Brasil  1943 – Getúlio Vargas e a CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas e criação do Ministério do Trabalho.  1978 – Publicação Portaria 3.214, de 08/6/1978 que cria as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho – NRs (32 + 8 Rurais). Com as NRs, são criados os Serviços de Medicina e Segurança do Trabalho com atuação direcionada para a prevenção das doenças ocupacionais e dos acidentes do trabalho.
  10. 10. RISCOS OCUPACIONAIS:  As Empresas são classificadas de acordo com o grau de risco a que estão expostos seus trabalhadores. Estes Graus vão do 1 ao 4. (NR 4)  Os Riscos Específicos são: a) Riscos Físicos: Ruído, calor, radiação. b) Riscos Químicos: Elementos ou Substâncias Químicas. c) Riscos Biológicos: Vírus, bactérias, fungos. d) Riscos Ergonômicos: Posturas, manuseio de pêso, movimentos repetidos, organização do trabalho, lay-out, turnos de trabalho, etc...
  11. 11. Prevenção:  NR-9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA. Desenvolvido pela Área de Segurança do Trabalho com o objetivo de Prevenção e controle dos Riscos à Saúde do Trabalhador.
  12. 12. MAPA DE RISCO
  13. 13. Segurança do Trabalho
  14. 14. Segurança do Trabalho
  15. 15. Segurança do Trabalho
  16. 16. Segurança do Trabalho
  17. 17. NR 7 – O PCMSO  Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
  18. 18. O PCMSO  Exame Admissional.  Exame Periódico.  Exame de Mudança de Função.  Exame de Retorno ao Trabalho.  Exame Demissional.  Prevenção, controle e monitoramento das Doenças Ocupacionais.
  19. 19. Medicina e Qualidade de Vida no Trabalho.  O Trinômio: Mente/Corpo/Ambiente  As Pressões: -Ambientais. -Organizacionais. -Sociais. Trabalho+Qualidade de Vida - Objetivo atual da Medicina do Trabalho.
  20. 20. Saúde do Trabalhador na Atenção Básica - SUS  Constituição Federal de 1988 – Capítulo do Direito à Saúde:  Art. 200. “Ao Sistema Único de Saúde compete, além de outras atribuições, nos termos da Lei: (...) II – executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica, bem como as de saúde do trabalhador”.
  21. 21. Atenção Básica:  A Lei Orgânica da Saúde – LOS – Lei nº 8080/90 que regulamentou o SUS e suas competências no campo da Saúde do Trabalhador, considerou o trabalho como importante fator determinante/condicionante da saúde.
  22. 22. Hierarquização RENAST CEREST UNIDADES SENTINELAS
  23. 23. Unidade Sentinela  UBS – Porta de Entrada de Todo Sistema, e claro, também do atendimento aos agravos à saúde dos trabalhadores.  ESF – Como estratégia de trabalho, tem todas as condições de diagnosticar, notificar e promover a prevenção dos agravos à saúde.
  24. 24. Obrigado.  www.anamt.org.br  www.mte.gov.br  Segurança e Medicina do Trabalho – Editora Atlas.  Cadernos de Atenção Básica nº 5 Prof. João Maria Selfes. Médico do Trabalho E-mail:jmselfes@gmail.com selfes@unp.br

×