Trabalho psicologia do consumo

8.527 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado para um Workshop do Laboratório de Publicidade da UnB. Explica o comportamento do consumidor e os processos psicológicos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
226
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Exemplo Outdoors
  • Trabalho psicologia do consumo

    1. 1. PSICOLOGIA DO CONSUMO <ul><li>O processo de compra não é mais visto apenas como uma série de fatores racionais. </li></ul><ul><li>Na hora da escolha,o consumidor desenvolve cada vez mais uma relação afetiva e de identificação com os produtos. </li></ul><ul><li>Finanças comportamentais- O valor do produto deve ser maior que o dinheiro. </li></ul><ul><li>Não são as necessidades básicas(ligadas ao instinto) que determinam a escolha do produto. </li></ul>
    2. 2. Teoria da Pulsão de Freud <ul><li>- Conceito de Pulsão: uma energia psíquica contínua e não específica que leva a um estado de tensão que precisa ser descarregada de alguma forma. Ela não possui um objeto predeterminado a ser direcionada e suas formas de satisfação são variáveis e insaciáveis, diz respeito ao desejo e não à necessidade. </li></ul><ul><li>-O consumo seria apenas um dos objetos da pulsão,essa energia é direcionada de forma situacional. Ex: Tô triste porque briguei com meu namorado,vou ao shopping e compro uma bolsa ou como uma caixa de chocolate. </li></ul>
    3. 3. Fatores Psicológicos <ul><li>Motivação </li></ul><ul><li>Percepção:Como selecionamos,organizamos e interpretamos as informações que nos são dadas. </li></ul><ul><li>atenção seletiva:estimulos relacionados a necessidade atual,previstos e maiores que o normal </li></ul><ul><li>b) distorção seletiva: Reforçando as pré-concepções das pessoas ao invés de </li></ul><ul><li>contrariá-las; </li></ul><ul><li>c) retenção seletiva: as pessoas tendem a reter as informações que reforcem suas crenças e atitudes </li></ul><ul><li>Aprendizagem:Mudança de comportamento através de experiências. </li></ul><ul><li>Crenças e atitudes:O que pensamos e como agimos. </li></ul>
    4. 4. Fatores culturais <ul><li>Cultura: é o fator de mais influência </li></ul><ul><li>É através dela que adquirimos um conjunto de valores, percepções, preferências e comportamentos. </li></ul><ul><li>Subcultura: Culturas menores,exemplos:nacionalidades,religiões,etnias,etc. </li></ul><ul><li>Classe Social:Divisão da sociedade. </li></ul>
    5. 5. Fatores Sociais <ul><li>Grupos de referências: grupos primários,secundários,de aspiração e de negação. </li></ul><ul><li>A família é o mais relevante </li></ul><ul><li>Não tem valor impositivo e mais influente </li></ul><ul><li>Papéis e posições sociais:Escolha de produtos que comunique seu papel e status na sociedade. </li></ul>
    6. 6. Fatores Pessoais <ul><li>Idade e estágio do ciclo de vida: as necessidades e os desejos das pessoas modificam-se ao longo de suas vidas </li></ul><ul><li>O trabalho dos consumidores </li></ul><ul><li>Condições econômicas: Renda disponível, poupança e patrimônio e condições de crédito </li></ul><ul><li>Estilo de vida: padrão de vida expresso em termos de atividades, interesses e opiniões.   </li></ul><ul><li>Personalidade: formada por multiplicidade de componentes que incluem valores, atitudes, crenças, motivos, intenções, preferências, opiniões, interesses, preconceitos e normas culturais. </li></ul>
    7. 7. Comportamento do Consumidor
    8. 8. <ul><li>Pensamentos, sentimentos e ações dos consumidores e as influências sobre eles que determinam mudanças. </li></ul>
    9. 9. O processo de compra. Influências sociais Reconhecimento das necessidade Busca de Informações Avaliação de alternativas Decisão de compra Avaliação Pós compra Influências de marketing
    10. 10. <ul><li>Avaliação de compra </li></ul><ul><li>Dissonância cognitiva </li></ul><ul><li>A importância de ações pós-venda </li></ul>
    11. 11. <ul><li>Motivação. </li></ul><ul><li>Impulso interior para atender a uma necessidade. </li></ul>
    12. 12. Hierarquia das necessidades
    13. 14. <ul><li>Necessidades utilitárias </li></ul><ul><li>Apelo racional </li></ul><ul><li>Necessidades hedônicas </li></ul><ul><li>Apelo emocional </li></ul>
    14. 15. Busca de informações <ul><li>Fontes internas </li></ul><ul><li>Fontes de grupos </li></ul><ul><li>Fontes de marketing </li></ul><ul><li>Fontes públicas </li></ul><ul><li>Fontes de experimentação </li></ul><ul><li>1 + 2 + 3 + 4 + 5 = Conjunto considerado </li></ul>
    15. 16. Conjunto considerado. <ul><li>Conjunto de marcas que os consumidores identificam e levam em consideração para compra </li></ul>
    16. 17. <ul><li>Rotineira </li></ul><ul><li>Limitada </li></ul><ul><li>Extensiva </li></ul>Tomadas de decisões
    17. 18. Neuromarketing
    18. 19. 85% de nossas decisões são tomadas na zona inconsciente do cérebro
    19. 20. Pesquisas indicam que uma pessoa consegue lembrar em média 2,21 comerciais dentre os que assistiu durante toda a sua vida 95% dos casos os produtos estão fora de contexto Consonância com o mote do programa ou do filme MERCHANDISING
    20. 21. Quando o consumidor percebe a intenção ele reage com rejeição A mensagem indireta é sempre mais sedutora; os consumidores sentem que tomaram a decisão por si, sem “obedecer” ao anunciante. MERCHANDISING
    21. 22. Enquanto a mensagem direta pode trazer efeitos contrários
    22. 23. O que vende mais? X
    23. 24. Qual dessas campanhas trouxe maior retorno? X
    24. 25. #FAIL
    25. 26. #SUCESS
    26. 27. NEURÔNIOS ESPELHOS São neurônios que ativam quando uma ação está sendo realizada e quando a mesma ação está sendo observada Status como base para reprodução e sobrevivência da espécie “ O futuro da publicidade está nos neurônios-espelho e não nas propagandas enganosas”
    27. 28. RELIGIÃO E RITUAIS As zonas do cérebro que são ativadas nas pessoas religiosas quando recordam suas experiências são as mesmas que se ativam no cérebro dos consumidores quando pensam em suas marcas preferidas Rituais, visão forte e poderosa , um inimigo , apelo aos sentidos e narração de histórias estupendas Religião = Marcas
    28. 29. SEXO Algumas pesquisas mostraram que anúncios com conteúdo sexual eram lembrados por cerca de 10% das pessoas Efeito Vampiro Comportamento das mulheres é distinto e não animador
    29. 30. Quer saber mais? <ul><li>Referências </li></ul><ul><li>http://www.talk2.com.br/geral/neuronios-espelhos/ </li></ul><ul><li>http://eunaoseiseo.com.br/dicas_de_livros/livro-a-logica-do-consumo#ixzz0tZTrMrB7   </li></ul><ul><li>http://www.mundodomarketing.com.br/7,13190,martin-lindstrom-detalha-o-neuromarketing.htm </li></ul><ul><li>CHURCHILL, Gilbert A. JR; Marketing- Criando valor para os clientes; Comportamento do Consumidor </li></ul><ul><li>A lógica do consumo – Martin Linsdtron </li></ul><ul><li>A utoras </li></ul><ul><li>Bruna Sabbad – Psicologia do Consumo (bruna_ls@hotmail.com) </li></ul><ul><li>Livia Martins – Comportamento do Consumidor (liviamartinst@gmail.com) </li></ul><ul><li>Mariana Meneses – Neuromarketing (marianampontes@gmail.com) </li></ul>

    ×