Sida Parte 1

3.796 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.796
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sida Parte 1

  1. 1. Síndrome da Imunodeficiência Adquirida <ul><li>Enfº Eduardo Gomes da Silva – COREN 001790 </li></ul><ul><li>Enfª Juliana Lopes Figueiredo – COREN 99792 </li></ul>
  2. 2. SIDA <ul><li>Síndrome da Imunodeficiência Adquirida </li></ul><ul><li>Histórico </li></ul><ul><li>Transmissão </li></ul><ul><li>Diagnóstico </li></ul><ul><li>Manifestações clínicas </li></ul><ul><li>Tratamento </li></ul><ul><li>Prevenção </li></ul>
  3. 3. Histórico <ul><li>Em 1981, surgem os primeiros casos relatados na literatura médica </li></ul><ul><li>Tecidos e fluídos orgânicos de casos de óbitos mal, esclarecidos ocorridos na década de 60 e 70, evidenciaram casos de AIDS (Europa, Estados Unidos e África) </li></ul>
  4. 4. Histórico <ul><li>Em junho de 1981 houveram 5 casos de pneumonia por P. carinni em homens jovens, que tinham em comum o fato de serem homossexuais </li></ul><ul><li>Em julho de 1981, houve um surto de sarcoma de kaposi e pneumocistose entre os homossexuais em Nova York e Los Angeles </li></ul>
  5. 5. Histórico <ul><li>Foi denominada como “peste gay”, doença fatal, doença dos 4 H </li></ul><ul><li>A descoberta do agente causador tornou-se prioridade devido sua alta letalidade </li></ul><ul><li>Dezembro de 1981: doença infecciosa, transmitida através do ato sexual </li></ul><ul><li>Em 1983: identificação do retrovirus por grupos de cientistas franceses e americanos, após um longo processo foi reconhecida a primazia dos franceses (Luc Montagnier, Instituto Pasteur) </li></ul>
  6. 6. Etiopatogenia <ul><li>Vírus da imunodeficiência humana (HIV1 e HIV2) </li></ul><ul><li>Imunossupressão progressiva e desrregulação imunitária, resultando em infecções oportunistas, neoplasias e/ou manifestações definidoras de AIDS </li></ul><ul><li>Família Retroviridae, subfamília lentivírus </li></ul>
  7. 7. Vírus da Imunodeficiência Adquirida
  8. 8. Transmissão <ul><li>Sexual </li></ul><ul><li>Sangue e hemoderivados </li></ul><ul><li>Transmissão perinatal </li></ul><ul><li>Transplantes </li></ul><ul><li>Diálises e procedimentos hospitalares </li></ul><ul><li>Risco profissional </li></ul>
  9. 9. Diagnóstico <ul><li>Elisa (ensaio imunoenzimático) </li></ul><ul><li>Western-blot </li></ul><ul><li>Imunofluorescência </li></ul><ul><li>PCR (reação em cadeia da polimerase) </li></ul>
  10. 10. Diagnóstico <ul><li>Elisa se faz 2x. Se positivo ou 1 positivo e outro negativo faz-se o especifico Western-blot (protocolo) </li></ul><ul><li>Janela imunológica até 12 semanas ou 4 meses </li></ul><ul><li>O portador ao vírus tem CD4 e CD8 tem diminuição de 20 células por ml de sangue. </li></ul>
  11. 11. Patogênese <ul><li>Ligação e penetração viral nas células alvo </li></ul><ul><li>A molécula CD4 (imunoglobulina) é o receptor celular à infecção direta pelos HIV circulantes </li></ul>
  12. 12. Patogênese <ul><li>Perda do envoltório viral </li></ul><ul><li>Ação da transcriptase reversa </li></ul><ul><li>Penetração do provírus no núcleo da célula alvo </li></ul><ul><li>Integração ao genoma do hospedeiro </li></ul>
  13. 13. O Vírus <ul><li>Duas formas de de HIV geneticamente diferentes denominadas HIV1 e HIV2 </li></ul>
  14. 14. Perfil <ul><li>É um vírus esférico contendo um cerne cônico circundado por um invólucro lipídico derivado da membrana celular do hospedeiro </li></ul><ul><li>Ao nível do invólucro lipídico existem duas proteínas importantes : a proteína gp120 e a proteína gp41 </li></ul>
  15. 15. Perfil <ul><li>O centro viral: várias proteínas das quais a p24 é a mais importante </li></ul><ul><li>Duas cópias de RNA genômico </li></ul><ul><li>Três enzimas virais: uma protease, uma transcriptase reversa e integrase </li></ul>
  16. 16. Perfil
  17. 17. Os Aliados <ul><li>As células do sistema imunitário têm na sua membrana uma glicoproteína designada de CD4 (as CD4). Outro exemplo é o T4 </li></ul><ul><li>Essas proteínas da membrana das células do sistema imunitário são receptores que servem para que as células comuniquem entre si </li></ul>
  18. 18. A Batalha <ul><li>O HIV tem dois alvos principais: o sistema imune e o sistema nervoso central </li></ul>
  19. 19. A Batalha <ul><li>A etapa inicial é a ligação da glicoproteína gp120 viral à glicoproteína CD4 da célula do sistema imune </li></ul><ul><li>Esta ligação produz uma alteração da conformação das proteínas resultando no aparecimento de um novo local de reconhecimento na gp120, que vai interagir com co-receptores ccr5 e cxcr4 </li></ul>
  20. 20. A Batalha <ul><li>A etapa seguinte envolve alterações da conformação da gp41 permitindo a fusão do invólucro lipídico do vírus com a membrana celular do macrófago ou linfócito T </li></ul><ul><li>Após a fusão, o cerne viral contendo o genoma do HIV entra no citoplasma celular e inicia-se a infecção </li></ul>
  21. 24. Janela Imunológica <ul><li>Tempo entre a infecção pelo vírus e a soroconversão (quando os anticorpos passam a ser detectáveis no sangue e os testes sorológicos tornam-se positivos </li></ul>
  22. 25. Patogênese História Natural da Infecção <ul><li>Transmissão viral </li></ul><ul><li>Síndrome retroviral aguda </li></ul><ul><li>Soroconversão </li></ul><ul><li>Período de latência clínica com ou sem lifadenopatia persistente </li></ul><ul><li>Infecção sintomática pelo HIV </li></ul><ul><li>AIDS </li></ul>
  23. 26. Manifestações Clínicas <ul><li>Depleção seletiva do linfócito CD4, crucial na manutenção da função imune normal </li></ul><ul><li>Replicação viral </li></ul><ul><li>Respostas imunes celular e humoral </li></ul>
  24. 27. Infecção Aguda <ul><li>Síndrome monocucleose símile </li></ul><ul><li>Febre, adenomegalia, faringite, exantema transitório e meningite asséptica </li></ul><ul><li>Viremia plasmática e diminuição de cels CD4 </li></ul>
  25. 28. Mononucleose Símile
  26. 29. Fase Assintomática <ul><li>Fase de latência, de duração variável </li></ul><ul><li>Replicação viral persistente, especialmente nos centros germinativos dos linfonodos e tecidos linfóides secundários </li></ul>
  27. 31. Fase Crônica <ul><li>Sinais e sintomas constitucionais decorrentes da imunossupressão </li></ul><ul><li>Febre intermitente, sudorese noturna, fadiga, perda de peso e manifestações oportunistas </li></ul>
  28. 32. Dermatite Seborréica
  29. 33. Candidíase <ul><li>Infecção por Candida albicans frequente quando CD4 < 300 </li></ul><ul><li>Envolve membranas mucosas, sendo raras as formas sistêmicas (acesso venoso central) </li></ul>
  30. 34. Candidíase <ul><li>Caracteriza-se por placas esbranquiçadas, elevadas superficiais, com base eritematosa removíveis </li></ul><ul><li>Candidíase esofágica manifesta-se por disfagia, dor retroesternal (pior à deglutição) e queimação </li></ul>
  31. 35. Candidíase
  32. 36. Candidíase <ul><li>Podem ocorrer recidiva após o tratamento </li></ul><ul><li>Nistatina </li></ul><ul><li>Cetoconazol </li></ul><ul><li>Fluconazol </li></ul><ul><li>Anfotericina </li></ul>
  33. 37. Candidíase
  34. 38. Candidíase
  35. 39. Candidíase
  36. 40. Pneumonia carinni <ul><li>Histórico de dispnéia aos mínimos esforços </li></ul><ul><li>Tosse não produtiva associado à raio X de tórax com infiltrado intersticial difuso e hipoxemia </li></ul><ul><li>Sulfametoxazol e trimetropin </li></ul>
  37. 41. Pneumonia carinni
  38. 42. Pneumonia carinni
  39. 43. Pneumonia carinni
  40. 44. Manifestações Clinicas que caracterizam Imunodeficiência Moderada <ul><li>Perda de peso > 10 % do peso corporal </li></ul><ul><li>Diarréia crônica (+de um mês) </li></ul><ul><li>Candidíase oral </li></ul><ul><li>Candidíase vaginal recorrente </li></ul>
  41. 45. Manifestações Clinicas que caracterizam Imunodeficiência Moderada <ul><li>Leucoplasia pilosa oral </li></ul><ul><li>Tuberculose pulmonar atípica </li></ul><ul><li>Herpes zoster </li></ul><ul><li>Infecções recorrentes do trato respiratório (pneumonias, sinusites) </li></ul>
  42. 46. Manifestações Clinicas que caracterizam Imunodeficiência Grave <ul><li>Pneumonias por Pneumocystis carinni </li></ul><ul><li>Toxoplasmose cerebral </li></ul><ul><li>Criptosporidíase </li></ul><ul><li>Isosporíase </li></ul><ul><li>Leucoencefalopatia multifocal progressiva </li></ul><ul><li>Criptococose extrapulmonar </li></ul>
  43. 47. Manifestações Clinicas que caracterizam Imunodeficiência Grave <ul><li>Candidíase esofágica, traqueal ou pulmonar </li></ul><ul><li>Micobacteriose atípica disseminada </li></ul><ul><li>Sepse recorrente por salmonela </li></ul><ul><li>Tb extrapulmonar disseminada </li></ul><ul><li>Lifoma primário do cérebro </li></ul><ul><li>Sarcoma de Kaposi </li></ul>
  44. 48. Perda de Peso
  45. 49. Perda de Peso
  46. 50. Leucoplasia Pilosa Oral (Moderada)
  47. 51. Tuberculose Pulmonar
  48. 52. Tuberculose Pulmonar (moderada)
  49. 53. Herpes Zoster (moderada)
  50. 54. Toxoplasmose Cerebral (grave)
  51. 55. Toxoplasmose Cerebral (Grave)
  52. 56. Criptosporidíase (grave)
  53. 57. Isosporíase
  54. 58. Citomegalovírus
  55. 59. Salmonella
  56. 60. Sarcoma de Kaposi
  57. 61. Sarcoma de Kaposi
  58. 62. Sarcoma de Kaposi
  59. 63. Tratamento <ul><li>Retardar a progressão da imunodeficiência </li></ul><ul><li>Restaurar a imunidade, aumentando o tempo e qualidade de vida </li></ul><ul><li>Supressão intensa e continuada de replicação viral (diminuir ou reverter o dano imunológico) </li></ul><ul><li>Evolução dos parâmetros imunológicos (CD4) e virológicos (carga viral) </li></ul>
  60. 64. Inibidores da Transcriptase Reversa <ul><li>Abacavir (ABC) </li></ul><ul><li>Didanosina (DDI) </li></ul><ul><li>Estavudina (D4T) </li></ul><ul><li>Lamivudina (3TC) </li></ul><ul><li>Zidovidina (AZT) </li></ul><ul><li>O abacavir apresenta riscos de reações graves de hipersensibilidade potencialmente fatais </li></ul>
  61. 65. Inibidores da Protease <ul><li>Amprenavir (APV) </li></ul><ul><li>Indinavir (IDV) </li></ul><ul><li>Lopinavir (LOP) </li></ul><ul><li>Nelfinavir (NFV) </li></ul><ul><li>Ritonavir (RTV) </li></ul><ul><li>Saquinavir (SQV) </li></ul>

×