Conhecimento e bondade
Platão.
 No grego antigo, várias palavras traduziam distintos
aspectos da felicidade. A principal ...
 No entendimento de Platão, o mundo material -
aquele que percebemos pelos cinco sentidos é
enganoso. Nele tudo é instáve...
 Para Aristóteles a felicidade não está ligada aos
prazeres ou as riquezas, mas a atividade prática da
razão. Em sua opin...
A felicidade – Epicuro.
 Para Epicuro a felicidade é o prazer, para ele tudo no
mundo é matéria e conforme seus pensament...
Estratégias para ser feliz.
 1. eliminação de certas crenças: segundo Epicuro
uma das principais causas de infelicidade s...
Vida feliz com prazer – Epicuro.
 Para Epicuro a felicidade são critérios condutores dos
seres para ele somente entendend...
Necessidades dos seres humanos
Para Epicuro:
 Necessidades naturais e essenciais: são nossas
necessidades básicas filosóf...
 Nasceu em Eléia, atual Vélia na Itália por volta do ano
de 489 a.C, foi um grande filosofo considerado o
criador da dial...
 Permitindo a ele refutar suas teses apresentadas como
meras opiniões, um dos seus exemplos de um paradoxo
é a corrida en...
 Em seu pensamento, as seguintes características são
por ele atribuídas a deus: Zenão diz que o conceito de
deus é a eter...
 Zenão atribui á divindade é a unidade “Se deus é o mais
poderoso de tudo, então lhe é próprio que seja um.” Por fim
Zenã...
Frases dos Filósofos:
 ‘’Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz que
o injustiçado.’’ Platão
 Ninguém é dono da ...
 A justiça é a vingança do homem em sociedade, como
a vingança é a justiça do homem em estado selvagem.
Epicuro.
 O que ...
 Componentes: Valeska de Azevedo, Mayara Alana,
Maicon Xarão
 Turma- 15 tarde
 Professor- Alexandre Misturini
Felicidade
Felicidade
Felicidade
Felicidade
Felicidade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Felicidade

493 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Felicidade

  1. 1. Conhecimento e bondade Platão.  No grego antigo, várias palavras traduziam distintos aspectos da felicidade. A principal delas era eudaimonia, derivada dos termos eu ("bem- disposto") e daimon ("poder divino"). Trata-se da felicidade entendida como um bem ou poder concebido pelos deuses.
  2. 2.  No entendimento de Platão, o mundo material - aquele que percebemos pelos cinco sentidos é enganoso. Nele tudo é instável e por meio dele não pode haver felicidade. Por isso, para esse filósofo, o caminho da felicidade é o do abandono das ilusões dos sentidos em direção ao mundo das ideias, até alcançar o conhecimento supremo da realidade, correspondente à ideia do bem.
  3. 3.  Para Aristóteles a felicidade não está ligada aos prazeres ou as riquezas, mas a atividade prática da razão. Em sua opinião, a capacidade de pensar é o que há de melhor no ser humano, uma vez que a razão é nosso melhor guia e dirigente natural. Se o que caracteriza o homem é o pensar, então esta e sua maior virtude e, portanto, reside nela à felicidade humana.
  4. 4. A felicidade – Epicuro.  Para Epicuro a felicidade é o prazer, para ele tudo no mundo é matéria e conforme seus pensamentos tudo para o ser humano é sensação, inclusive a felicidade assim ser feliz é sentir prazer. Com base nisto Epicuro diz que todos seres buscam pelo prazer e fogem da dor.
  5. 5. Estratégias para ser feliz.  1. eliminação de certas crenças: segundo Epicuro uma das principais causas de infelicidade são preocupações religiosas e superstições refere-se ao medo que nos impõe certas cresças e religiões.  2. eliminação ou modernização dos desejos: Epicuro recomenda que as pessoas analisassem todos seus desejos e ficassem apenas com os naturais e necessários, para ele contentar-se com o pouco seria o segredo do prazer e da felicidade.  3. prudência racional: segundo Epicuro para seguir o caminho da felicidade é preciso escolher os prazeres de forma racional.
  6. 6. Vida feliz com prazer – Epicuro.  Para Epicuro a felicidade são critérios condutores dos seres para ele somente entendendo as necessidades reais do homem, ele poderá buscar sua verdadeira felicidade.
  7. 7. Necessidades dos seres humanos Para Epicuro:  Necessidades naturais e essenciais: são nossas necessidades básicas filosóficas e sociais  Exemplo: somo, fome, amor etc.  Necessidades naturais e não essenciais: Epicuro diz que essas precisam ser buscadas com moderação.  Exemplo: nossa necessidade natural não pode estar ligada a um simples desejo levado por orgulho, vaidade, gula e bebedeiras.  Necessidades não naturais e não essenciais: essas segundo epicuro nunca devem ser buscadas porque essas necessidades não são naturais e nem essenciais.  Exemplo: gloria, sucesso, riqueza etc.
  8. 8.  Nasceu em Eléia, atual Vélia na Itália por volta do ano de 489 a.C, foi um grande filosofo considerado o criador da dialética por Aristóteles, era discípulo de Parmênides e defensor árduo de seu pensamento Zenão fundador da dialética que seria como a arte de provar ou refutar a verdade de um argumento, ele mesmo inventou seus paradoxos.
  9. 9.  Permitindo a ele refutar suas teses apresentadas como meras opiniões, um dos seus exemplos de um paradoxo é a corrida entre Aquiles que é um herói mais veloz da mitologia grega e uma tartaruga, poucos se sabem de sua vida, mas muitos o cogitaram que Zenão teria feito 40 paradoxos contra a divisibilidade, movimento e a multiplicidade, Parmênides teria o adotado como filho, mas seu pai verdadeiro chamava-se teleutágoras.
  10. 10.  Em seu pensamento, as seguintes características são por ele atribuídas a deus: Zenão diz que o conceito de deus é a eternidade, dize-nos que “É impossível que algo surja; pois teria que surgir ou do igual ou do desigual, que, portanto Deus é eterno”
  11. 11.  Zenão atribui á divindade é a unidade “Se deus é o mais poderoso de tudo, então lhe é próprio que seja um.” Por fim Zenão teria participado de um acordo para derrubar um soberano de um estado. Mas acabou sendo capturado e torturado ate a sua morte, torturado para que lhe entregasse seus comparsas, Zenão ainda culpou os amigos de próprio soberano chamando-os de “a peste do estado”. Lendas dizem que Zenão quando estava sendo interrogado, arrancou a sua própria língua com os dentes e cuspiu na cara do soberano, mostrando assim que de sua boca nada sairia, a não ser o seu sangue e a sua carne, Zenão morreu por sua bravura foi um exemplo de filosofo escreveu prosas, o diálogo de cunho dialético, com sua morte teria erguido os cidadãos contra o soberano, conquistando a liberdade.
  12. 12. Frases dos Filósofos:  ‘’Quem comete uma injustiça é sempre mais infeliz que o injustiçado.’’ Platão  Ninguém é dono da sua felicidade, por isso não entregue a sua alegria, a sua paz, a sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém. Aristóteles
  13. 13.  A justiça é a vingança do homem em sociedade, como a vingança é a justiça do homem em estado selvagem. Epicuro.  O que se move sempre está no mesmo lugar agora. Zenão de Eleia
  14. 14.  Componentes: Valeska de Azevedo, Mayara Alana, Maicon Xarão  Turma- 15 tarde  Professor- Alexandre Misturini

×