Reforma e contrarreforma

1.005 visualizações

Publicada em

reforma e contrarreforma

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
444
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reforma e contrarreforma

  1. 1. Reforma e Contrarreforma 8ºano
  2. 2. DESCRITORES DE DESEMPENHO 2. Conhecer e compreender a Reforma Protestante  1. Identificar os fatores que estiveram na base de uma crise de valores no seio da Igreja e a crescente contestação sentida, sobretudo no início do século XVI.  2. Relacionar o espírito e valores do Renascimento com as críticas à hierarquia e com o apelo ao retorno do cristianismo primitivo.  3. Descrever a ação de Martinho Lutero como o decisivo momento de rutura no seio da cristandade ocidental.  4. Caracterizar as principais igrejas protestantes (luterana, calvinista e anglicana).  5. Identificar as principais alterações introduzidas no culto cristão pelo reformismo protestante.  6. Relacionar o aparecimento e difusão das igrejas protestantes com as condições e com as aspirações políticas, sociais e económicas da Europa central e do Norte.
  3. 3. DESCRITORES DE DESEMPENHO 3. Conhecer e compreender a reação da Igreja Católica à Reforma Protestante  1. Distinguir na Reforma Católica o movimento de renovação interna e de Contrarreforma.  2. Enumerar as principais medidas que emergiram do Concílio de Trento para enfrentar o reformismo protestante.  3. Sublinhar o papel das ordens religiosas na defesa da expansão do catolicismo e na luta contra as heresias.  4. Relacionar o ressurgimento da Inquisição e da Congregação do Índex, no século XVI, com a necessidade do mundo católico suster o avanço do protestantismo e consolidar a vivência religiosa de acordo com as determinações do Concílio de Trento.
  4. 4. DESCRITORES DE DESEMPENHO 4. Conhecer e compreender a forma como Portugal foi marcado por estes processos de transformação cultural e religiosa  1. Sublinhar a adesão de muitos intelectuais e artistas portugueses ao Humanismo e aos valores e estética do Renascimento, na literatura, na arte e na produção científica.  2. Identificar o âmbito da ação da Inquisição em Portugal, nomeadamente a identificação e controle de heresias ligadas à prática do judaísmo, de superstições, de práticas pagãs e de condutas sexuais diferentes e a vigilância da produção e difusão cultural através do Índex.  3. Sublinhar a importância da ação da Companhia de Jesus no ensino, na produção cultural e missionação em Portugal e nos territórios do império.  4. Reconhecer o impacto da atuação da Inquisição em Portugal, ao nível da produção cultural, da difusão de ideias e controle dos comportamentos.
  5. 5. Crise na Igreja: contestação e rutura Grande Cisma do Ocidente (1379-1417) Críticas à Igreja nos séculos XIV : Os bispos envolviam-se na política, tirando daí benefícios; Muitos membros do clero viviam uma vida imoral, de luxo e corrupção; Os cargos eclesiásticos eram comprados por pessoas sem qualquer vocação. Crítica dos humanistas (Erasmo de Roterdão e Thomas More ): denunciaram o contraste entre a simplicidade dos primeiros cristãos e o luxo e ostentação do alto clero. Decadência moral e espiritual do clero
  6. 6. Crise na Igreja: contestação e rutura O Papa Leão X publica a Bula das Indulgências (1517) Início da Reforma Protestante Tradução da Bíblia nas principais línguas europeias A venda de indulgências, pintura de Augsburg, cerca de 1530. Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/55/Jeorg_Bre u_Elder_A_Question_to_a_Mintmaker_c1500.pngPintura de Leão X com os cardeais Giulio de Medici e Luigi de Rossi. Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/comm ons/thumb/0/0f/Raffael_040.jpg/800px- Raffael_040.jpg
  7. 7. A expansão das ideias reformistas: a Europa dividida Martinho Lutero Publicação das Noventa e cinco teses contra as Indulgências (1517) Luteranismo  A Bíblia como fonte de fé;  Salvação pela fé;  Celibato do clero não obrigatório e inexistência de ordens monásticas;  Rejeição da autoridade do Papa;  Sacramentos: Batismo e Comunhão;  Culto nas línguas nacionais: leitura da Bíblia, sermão e Comunhão;  Recusa do culto da Virgem e dos Santos. João Calvino (1509-1564) Calvinismo  A Bíblia como fonte de fé  Salvação pela fé e pela predestinação;  Celibato do clero não obrigatório;  Rejeição da autoridade do Papa;  Sacramentos: Batismo e Comunhão;  Culto nas línguas nacionais: leitura da Bíblia, sermão e Comunhão;  Recusa do culto da Virgem e dos Santos;  Doutrina mais rígida que a luterana. Henrique VIII Ato de Supremacia (1534) Anglicanismo  A Bíblia como fonte de fé;  Salvação pela fé e predestinação Celibato do clero não obrigatório  Rejeição da autoridade do Papa (O Rei é o Chefe da Igreja);  Sacramentos: Batismo e Comunhão;  Mantém a hierarquia e algum cerimonial católico. RELIGIÃO CATÓLICA A Bíblia e a tradição da Igreja como fonte de Fé; Salvação pela fé e boas obras; Celibato obrigatório do clero; O Papa é o chefe da Igreja; Sete sacramentos (batismo, confissão, comunhão, penitência, ordem, matrimónio e santa unção ). A missa, celebrada por um sacerdote, é o centro do culto; Culto à Virgem e aos santos. Europa central e do Norte Europa do Sul
  8. 8. A expansão das ideias reformistas: a Europa dividida (mapa, p.80) O desejo de maior autonomia dos países da Europa Central e do Norte em relação à Igreja de Roma e a vontade dos burgueses dessas regiões para usufruir de maior liberdade económica proporcionou a expansão do Protestantismo.
  9. 9. A reação católica  Reforma Católica  Concílio de Trento 1545-1563:  Reafirmação dos princípios doutrinais da Igreja Católica;  Medidas disciplinares para moralizar o clero:  . proibição da venda de cargos;  . criação de escolas para a formação de eclesiásticos;  . Os bispos e os sacerdotes são obrigados residir nas suas dioceses ou paróquias;  . manutenção da exigência do celibato do clero;  . reconhecimento da supremacia do Papa.  Fundação da Companhia de Jesus: Ordem religiosa, fundada por Santo Inácio de Loyola, em 1540 e caracterizada por uma severa disciplina e uma total submissão ao Superior Geral e ao Papa. Distinguiu- se na missionação e no ensino. Concílio de Trento Fonte: http://www.infoescola.com/wp- content/uploads/2010/04/concilio-de-trento- 550x421.jpg Santo Inácio de Loyola Fonte: http://arquidiocesedenatal.org.br/wp- content/uploads/2014/07/In%C3%A1cioAMDG- 198x250.jpg
  10. 10. Contrarreforma  Tribunal da Inquisição: julgava as heresias (protestantes, judeus e outros), superstições, feitiçarias e condutas sexuais diferentes.  Index: Lista das obras cuja a posse e leitura eram proibidas, por serem consideradas perigosas para a Fé. Procissão de um auto-de-fé em Lisboa. Fonte: http://www.de-paula-lopes.nl/images/autodafecols1.jpg Cadeira inquisitória Fonte: http://3.bp.blogspot.com/_98Lp2dvqd9U/TBZz- zeHzNI/AAAAAAAABFU/QcEgcs-7r5M/s640/0040+- +SANTA+INQUISI%C3%87%C3%83O.JPG Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/7 b/Index_Librorum_Prohibitorum_1.jpg/220px- Index_Librorum_Prohibitorum_1.jpg
  11. 11. Inquisição e Índex na Península Ibérica  O protestantismo teve fraco impacto na Península Ibérica, mas a contrarreforma teve como alvo a comunidade judaica.  Os reis de Espanha expulsaram os judeus do seu país, em 1492.  D. Manuel I, rei de Portugal, expulsou, em 1497, os judeus que não quiseram converter-se ao Catolicismo. Os que se converteram passaram a designar-se por cristãos-novos, contudo continuaram a ser perseguidos e condenados.  Confisco dos seus bens dos condenados.  Proibição de vários livros.  Censura. Atraso económico, cultural e científico, devido à perseguição ideológica e à violenta defesa do Catolicismo Massacre de Lisboa de 1506 Fonte: http://c8.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/s4302d42b/ 6086775_2UdjF.jpeg

×