125172158 diagnostico das_doencas_das_glandulas_salivares

1.322 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

125172158 diagnostico das_doencas_das_glandulas_salivares

  1. 1. Diagnóstico das Doenças das Glândulas Salivares
  2. 2. Diagnóstico nas Doenças das Glândulas Salivares  História Clínica  Relatos de eventos em associação a queixa clínica  Atividades profissionais que obriguem a criar grandes pressões de ar na cavidade bucal  Exame Clínico  Inspeção  Palpação  Ordenha bidigital  Radiologia nas Glândulas Salivares
  3. 3. Diagnóstico nas Doenças das Glândulas Salivares  História da Doença atual  Crescimento doloroso ou indolor, há mais ou menos tempo (contínuo ou com remissões), febre, aumento brusco de volume relacionado às refeições, jato de saliva com gosto alterado (cólica salivar)
  4. 4. Diagnóstico nas Doenças das Glândulas Salivares  Tempo de manifestação clínica  Longa Remissões e exacerbações (retenção muco)  Lenta e Progressiva (tumor benígno ou malígno de baixo grau)  Curta Com sintomas agudos (inflamatória)  Tumefação indolor (TU maligno)
  5. 5. LIMÃO LIMÃO LIMÃO LIMÃO
  6. 6. Diagnóstico nas Doenças das Glândulas Salivares  Radiografias Intrabucais  Oclusal (cálculos submandibular ou sublingual)  Periapical (Cálculos submandibular)  Panorâmicas (Cálculos na Parótida e cálculos posteriores na submandibular)
  7. 7. Cálculo na região posterior da Glândula submandibular
  8. 8. Diagnóstico nas Doenças das Glândulas Salivares  Sialografia  Cálculos radiopacos  15 a 20% dos cálculos radiolúcidos  Avaliação do grau de destruição do ducto ou da glândula  Modalidade terapêutica – na dilatação dos ductos as partículas menores podem ser eliminadas durante a injeção do contraste
  9. 9. Sialografia Sialograma mostrando o contraste contido nos ductos salivares principais Sialograma da Glândula submandibular com obstrução do ducto por sialolito (setas)
  10. 10. Sialografia Submandibular e Parótida Parótidas Direita e Esquerda
  11. 11. Sialograma  Fase do ducto  Avalia o ducto principal  Fase acinar  Avalia o parênquima da glândula  Fase de evacuação  Avalia a função secretória
  12. 12. Contra-indicações para o sialograma  Infecções agudas  Histórico de sensibilidade a iodo  Anteriormente a um exame da Glândula Tireóide pois o iodo retido na glândula ou nos ductos da glândula salivar pode interferir no exame da tireóide
  13. 13. Tomografia computadorizada Tomografia revelando Sialolito na submandibular
  14. 14. Ressonância magnética
  15. 15. Ultrassonografia Glândula Parótida – imagem cística
  16. 16. Biópsia por aspiração com agulha fina  Distinção entre lesões benignas e malignas  Lesões superficiais

×