Aula 5 conceitos básicos gestão por resultados

22.486 visualizações

Publicada em

Aula 5 - Conceitos Gestão por Resultados

Aula 5 conceitos básicos gestão por resultados

  1. 1. Gestão porResultados –conceitosbásicosAULA 5X PROAPProf.: Isabella Nogueira
  2. 2. Gestão por Resultados –Conceitos Básicos Concepção, princípios, implicações e desafios. Experiências internacionais relevantes. Instrumentos para a gestão por resultados
  3. 3. Concepção, princípios,implicações e desafios. Gestão por Resultados (GpR)  Ferramenta que visa levar a organização a priorizar o resultado em todas as ações, levando a otimização do desempenho governamental.
  4. 4. Dimensões da GpR Resultados são a referência-chave para a todo o processo de gestão; Viabiliza a responsabilidade de gestão, vinculando dirigentes ao resultado obtido; Promove a integração das unidades de uma organização no processo de gestão; É uma proposta de cultura organizacional organizadora da gestão, na qual se põe ênfase nos resultados e não nos processos ou procedimentos.
  5. 5. Resultado• É o efeito e conseqüência de qualquer ação.• Para a gestão, toda ação realizada em qualquer nível e sobre qualquer situação produz um resultado.• A GpR procura que as ações públicas alcancem um bom resultado, ou, o melhor resultado possível.
  6. 6. Indicadores • São informações mensuráveis que permitem verificar o alcance dos resultados. • Para cada indicador deverá ser apresentado descrições, fórmulas, fontes, índices de referência e outras informações que se façam necessárias para o monitoramento e a gestão do conjunto de indicadores dentro da organização.Desempenho •É uma atuação e/ou esforço empreendido/ realizado para se alcançar um resultado. •Desempenho = esforços + resultados ou, •Desempenho = esforços → resultados
  7. 7. Mensuração de desempenho • É a parte essencial de um modelo de gestão de desempenho. É a geração de uma medida sintética que leve a entender qual foi o desempenho de uma pessoa, equipe ou organização. • É um processo de busca, obtenção e divulgação de informações sobre fatores críticos para o desempenho da organização, pela utilização de indicadores qualitativos e quantitativos que sinalizem o alcance dos objetivos da organização.
  8. 8. Experiências internacionaisrelevantes Grã-Bretanha  Redução de Gastos; Privatizações; enxugamentos e escrrtínios (breves diagnosticos visando racionalização dos órgãos públicos)  Melhoria da eficiência; conscientização de custos e sistemas de informação e avaliação de desempenho institucional com mecanismos de incentivo;  Consolidação da reforma; instensificação de mecanismos de mercado, desconcentração; criação de Agencias executivas e os Citizen Charter (declaração pública de metas, padrões de serviço e responsáveis)
  9. 9. Experiências internacionaisrelevantes Estados Unidos  Instalação do NPR – National Perfomance Review (iniciativa do Executivo) com o objetivo de melhorar o funcionamento da AP, reduzir custos e mudar o padrão de gerenciamento para a melhoria do desempenho;  Foco:  Integração de programas e orçamentos, com ênfase no gerenciamento dos custos e provimento de informações gerenciais para apoio à tomada de decisões.  Reforma da legislação contábil/financeira e da legislação tecnológica para a integração de custos, orçamentos e resultados.
  10. 10. Experiências internacionaisrelevantes Nova Zelândia  Redução de custos via enxugamento, transferência das atividades comerciais para as corporações públicas; maior autonomia para os administradores seniores e redução de monopólios.  Contratualização e equiparação dos mercados de trabalho (público e privado)
  11. 11. Experiências internacionaisrelevantes Austrália  Melhoria da eficiência, criação da carreira de administrador senior, nova politica de carreiras.  Consciência de custos, mecanismos de mercado, autonomia e criação das Agências de Ombudsman.
  12. 12. Experiências internacionaisrelevantes França  Contratualização, contratos de gestão com estabelecimentos públicos.  Descentralização, transferências de competências e recursos aos níveis subnacionais.  Desconcentração; transferências de competências e recursos de níveis operacionais dentro da Administração central; centros de responsabilidade; projetos de serviço; programas de qualidade.
  13. 13. Experiências internacionaisrelevantes Chile  Contratualização  Orçamentos por resultados  Sistema de Alta Direção Pública.
  14. 14. Instrumentos para a gestãopor resultados(principaismetodologias) Uma boa gestão é aquela que alcança resultados Setor Público – atender demandas, aos interesses e às expectativas dos beneficiários, sejam cidadãos ou empresas, criando valor público; Valor público – criação de condições para o desenvolvimento e o bem-estar social, além da produção de serviços e da oferta de infraestrutura.
  15. 15. Principais Metodologias Fatores promotores de resultado  Consciência estratégica  Liderança  Estrutura  Processos  Contratualização  Pessoas  Tecnologias de informação e comunicação  Recursos Financeiros
  16. 16. Principais Metodologias BSC – Balanced Scorecard Gestão de Qualidade Total Gestão de Projetos (PMBOK) Cadeia de Suprimentos

×