SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 62
Frente à Realidade Empresarial Contemporânea
Resumo das TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
OBJETIVOS
ABORDAGENS
ABORDAGENS
Abordagem Clássica
Teoria Científica Teoria Clássica
Abordagem Humanística
Teoria Transitiva
Teoria das
Relações Humanas
ABORDAGENS
Abordagem Neoclássica
Abordagem Estruturalista
Teoria Burocrática
Teoria
Estruturalista
Abordagem Comportamental
ABORDAGENS
Abordagem Contingencial
Abordagem Sistêmica
Teoria Matemática Teoria de Sistemas
Cibernética
Teoria da Informação
Pesquisa Operacional
Abordagem CLÁSSICA
Abordagem CLÁSSICA
Fatores de origem:
• Consequência da Revolução industrial
• Crescimento Acelerado e desorganizado das empresas
• Necessidade de aumento da eficácia e competências das empresas.
Abordagem Clássica
Teoria Científica Teoria Clássica
Abordagem CLÁSSICA
Teoria CIENTÍFICA
Teoria CIENTÍFICA
Ênfase: TAREFAS Principais Autores:
• Frederick Taylor
• Carl Barth
• Harrington Emerson
• Frank Gilbreth
• Lilian Gilbreth
F. Taylor
Principais Enfoques:
• Racionalização de Recursos
• Otimização das Tarefas
1903
Shop Management
Estudo de Tempos e Movimentos
1911
Princípios da ADM Científica
Sistema Taylor ou “Administração Científica”
Teoria X
Administração como
CIÊNCIA
Teoria CIENTÍFICA
Estudo do Operário
Administração Geral Baixo
Cima
TodoPartes
Principais Enfoques:
• Redução de Todo Desperdício do Esforço Humano.
• Adaptação dos Operários à Própria Tarefa.
• Capacitação dos Operários para Melhor Conformidade.
• Especialização das Atividades
• Estabelecimento de Normas bem detalhadas de
execução do trabalho.
BOTÃO BOTÃO
Teoria CLÁSSICA
Teoria CLÁSSICA
Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores:
• Henry Fayol
• Lyndall Urwick
• Luther Gulick
• James D. Mooney
• H. S. Dennison
• Stuart Chase
H. Fayol
Principais Enfoques:
• Organização Formal
• Princípios Gerais da ADM
• Funções do Administrador
1950
Administracion Industrialle Et Généralle
Teoria Y
• Prever
• Organizar
• Comandar
• Coordenar
• Controlar
Teoria CLÁSSICA
Administrativas
Técnicas Comerciais Financeiras de Segurança Contábeis
6 Grupos de Funções:
Princícios Gerais:
• Divisão do Trabalho
• Autoridade e Responsabilidade
• Disciplina
• Unidade de Comando
• Unidade de Direção
• Remuneração do Pessoal
• Centralização
• Subordinação dos interesses
• Cadeia Escalar
• Ordem
• Equidade
• Estabilidade Pessoal
• Iniciativa
• Espírito de Equipe
Abordagem HUMANÍSTICA
Abordagem HUMANÍSTICA
Abordagem Humanística
Teoria Transitiva
Teoria das
Relações Humanas
Teorias TRANSITIVAS
Enquanto a organização formal era sacramentada pela abordagem clássica
Ordway Tead começou a popularizar nos Estados Unidos a Administração
sem preocupações científicas.
Ênfase: PESSOAS Principais Autores:
• Ordway Tead
• Mary Parker Follett
• Chester Barnard
• Oliver Sheldon
Principais Enfoques:
• Psicologia do Operário
• Abordagem sobre Liderança na ADM
Comportamento do Administrador = Comportamento Natural Humano
Administração como Arte
Organização como um Sistema Social
Teorias TRANSITIVAS
Teoria das RELAÇÕES HUMANAS
Ênfase: PESSOAS Principais Autores:
• Elton Mayo
• Kurt Lewin
• F. J. Roethlisberger
• John Dewey
• Morris Viteles
• George C. Homans
E. Mayol
Principais Enfoques:
• Organização Informal
• Motivação / Liderança
• Comunicação e Dinâmica de Grupo
Teoria das RELAÇÕES HUMANAS
Origens:
• Necessidade de Humanizar e Democratizar a ADM
• Desenvolvimento das Ciências Humanas
Teoria das RELAÇÕES HUMANAS
Características:
• Trata a organização como grupos de pessoal.
• Enfatiza as pessoas. (Valorização)
• Inspiradas em sistemas de Psicologia.
• Delegação de autoridade.
• Autonomia do empregado.
• Ênfase nas relações entre as
pessoas.
• Dinâmica grupal e interpessoal.
Abordagem NEOCLÁSSICA
Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores:
• Peter F. Drucker
• William Newman
• Ernest Dale
• Ralph C. Davis
• Louis Allen
• Harold Koontz
Peter F. Drucker
Principais Enfoques:
• Atualização dos enfoques clássicos;
• Racionalização de Recursos
• Otimização das tarefas
Teoria NEOCLÁSSICA
Os Autores neoclássicos deram algumas pinceladas
adicionais no conceito de organização formal;
• Divisão do trabalho
• Especialização
• Hierarquia
• Distribuição da autoridade
e da responsabilidade
Teoria NEOCLÁSSICA
Em 1946 Drucker promove como princípio, a Administração por Objetivos
“O desempenho do gerente deve ser esperado sob a realização
dos objetivos da empresa. E os resultados devem ser medidos à
partir da contribuição para o êxito
da empresa. A empresa deve ter
objetivos definidos, específicos,
concretos e mensuráveis, dando
ênfase ao resultado. Concentrar
foco nos resultados mais do que
em atividades.”
Principais Características:
• Ênfase na Prática da ADM
• Reafirmação dos Postulados Clássicos
• Ênfase nos Princípios Gerais de ADM
Teoria NEOCLÁSSICA
“É um Ajuste e Redimensionamento
da Teoria Clássica ao Tamanho
das Organizações Contemporâneas”
• Prever
• Organizar
• Comandar
• Coordenar
• Controlar
• Planejamento
• Organização
• Comando
• Controle
• Ecletismo
• Ênfase nos Objetivos e nos
Resultados
Abordagem ESTRUTURALISTA
Abordagem Estruturalista
Teoria Burocrática
Teoria
Estruturalista
Abordagem ESTRUTURALISTA
Teoria BUROCRÁTICA
Teoria BUROCRÁTICA
Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores:
• Max Weber
• Robert Merton
• Philip Selanick
• Alvin W. Gouldner
• Richard H. Hall
• Nicos Mouzelis
Max Weber
Principais Enfoques:
• Organização Formal Burocrática
• Racionalidade Organizacional
Origens:
• Extremas e contraditórias teorias Clássicas X Relações Humanas
• Necessidade de um enfoque mais amplo na ADM
• Necessidade de um modelo de organização racional (var, membros)
• Crescente tamanho da Complexibilidade das empresas
A Sociedade em 3 Classes
Tradicional Carismática Racional/Legal/Burocrática
Teoria BUROCRÁTICA
A Burocracia é uma forma de organização que se baseia na racionalidade,
através dos meios aos objetivos pretendidos. Teve origem nas mudanças
religiosas após o Renascimento;
Principais Características:
• Caráter legal, normas e regulamentos
• Impessoalidade nas relações (foco em cargos e funções e não em pessoas)
• Caráter formal das comunicações (tudo por escrito)
• Caráter racional e divisão de trabalho
• Hierarquia de autoridade
• Rotinas e procedimentos padronizados
• Competência técnica e meritocracia
• Especialização da administração
• Profissionalização dos participantes
• Completa Previsibilidade do Funcionamento
Teoria BUROCRÁTICA
Vantagens:
• Racionalidade
• Previsão na definição do
cargo na operação
• Rapidez nas decisões
• Uniformidade na interpretação
• Uniformidade de rotinas e
procedimentos
• Continuidade de organização
• Reduz o atrito entre pessoas
• Constância
• Confiabilidade
• Benefícios para grandes
especialistas
A capacidade de aceitar as regras se torna mais difícil
Com o tempo o compromisso com as regras tende a enfraquecer
Teoria ESTRUTURALISTA
Teoria ESTRUTURALISTA
Ênfase: ESTRUTURA e AMBIENTE Principais Autores:
• Victor A. Thompson
• Amitai Etzioni
• Talcott Parsuns
• Peter M. Blau
• Reinbard Bendix
• Robert Presthus
Principais Enfoques:
• Atualização dos enfoques clássicos;
• Racionalização de Recursos
• Otimização das tarefas
Abordagem Clássica
Ênfase nas Tarefas e na Estrutura Org.
Teoria das Relações humanas
Ênfase no Homem e no clima psicológico
Teoria Burocrática
Carente de flexibilidade e inovação
Teoria ESTRUTURALISTA
De modo crítico à Organização Formal a Teoria Estruturalista veio
desenvolver a Teoria Burocrática em aproximação
da Teoria das Relações Humanas.
O Estruturalismo, já passa a preocupar-se com o todo e com o
relacionamento das partes na constituição do todo.
O Tudo é maior do que a simples soma das partes.
Teoria da Complexibilidade
Abordagem COMPORTAMENTAL
Teoria COMPORTAMENTAL
Ênfase: PESSOAS Principais Autores:
• Herbert Simon
Nobel de Eco 78
Douglas McGregor
Kurt Lewin
Rensis Likert
Chris Argyris
J. G. March
Principais Enfoques:
• Estilos de Administração
• Integração dos Objetivos (Org. e Individuais)
Principais Origens:
• Desdobramento da Teoria das Relações Humanas
• Oposição crítica á Organização Formal
O Comportamento Administrativo
de Herbert A. Simon, 1947
HOMEM
ANIMAL
COMPLEXO
NECESSIDADES
COMPLEXAS
Maslow
Os autores behavioristas verificaram que o
administrador precisa conhecer as necessidades
humanas para melhor compreender o
comportamento humano e utilizar a motivação
humana como poderoso meio para melhorar a
qualidade de vida dentro das organizações.
Teoria X Vs Teoria Y
Abordagem SISTÊMICA
Abordagem SISTÊMICA
Também conhecida como Sociotécnica
Propõem a substituição de estruturas burocráticas de trabalho
por arranjos não-lineares baseados nos sistemas técnico e social
das organizações.
Subsistema Técnico
Compreende todas as variáveis tecnológicas, temporais e físicas
Subsistema Social
compreende todas as variáveis diretamente relacionadas aos indivíduos
A Abordagem Sociotécnica considera a organização não como um
sistema único, mas como um todo sistêmico composto de muitos
sistemas interdependentes funcionando com um objetivo único.
Abordagem Sistêmica
Teoria Matemática Teoria de Sistemas
Cibernética
Teoria da Informação
Pesquisa Operacional
Abordagem SISTÊMICA
Também conhecida como Sociotécnica
Teoria de SISTEMAS
Teoria de SISTEMAS
Ênfase: SISTEMAS Principais Autores:
• Ludwing Von Bertalanffy
Principais Origens:
• Estudo de padrões de movimentos animais
• Biologia An Outline Of General
Sistems Theory, 1950
Ludwing Von Bertalanffy
Reducionismo Expancionismo
Pensamento
Analístico
Pensamento
Sistêmico
Mecanicismo Teleologia
Todo Fenômeno faz parte de um todo maior.
O Fenômeno é explicado conforme seu papel diante do todo.
A Causa passa a ser vista como uma condição para o Efeito.
Teoria de SISTEMAS
Sistema é um conjunto de elementos interligados na formação de um todo.
Propósito
Todo sistema tem um ou mais Propósito/Objetivo
Totalidade
Todo sistema possui uma Natureza Orgânica
Sistema fechado
Tende à exaurir-se
Sistema Aberto
Tende crescer, pois alimenta-se do ambiente
Comportamento Determinísticos
Predominância de Sistemas Fechados
Simples  Complexo
Layout de sala  Automação  Universo
Comportamento probabilístico
Predominância de Sistemas Abertos
Simples  Complexo
Jogo de  Mercado  Economia
Dados de Capitais Nacional
Teoria de SISTEMAS
Sub1
Sub2
Subn
SISTEMA
Dados
Energia
Matéria
ENTRADA
DADOS
Energia
Matéria
SAÍDA
Teoria de SISTEMAS
Cibernética
É a Ciência da Comunicação e do Controle (Animais e Máquinas)
Teoria da Informação
Processo de Comunicação
Pesquisa operacional
Utilização de meios científicos, matemáticos e/ou lógicos para solucionar
problemas.
Teoria MATEMÁTICA
Teoria MATEMÁTICA
Ênfase: DADOS Principais Autores:
• Ludwing Von Bertalanffy
Principais Origens:
• Teoria dos Jogos
• Estudo do Processo Decisório
• A Existência de Decisões Programáveis
• Desenvolvimento da Computação
Quantificação em auxílio da tomada de decisão.
Tornar o processo decisório mais racional.
Métrica do custo de oportunidade e dos riscos envolvidos
Abordagem CONTINGENCIAL
Ênfase: SISTEMAS
Teoria CONTINGENCIAL
Evolução mais abrangente da Teoria de Sistemas
Criar
Motivar
Planejar
Comunicar
Organizar
Controlar
É Dinâmica e oferece a melhor solução atenta
a um ambiente mutável, rápido e tecnológico.
EMPRESA
AMBIENTE
FLEXIBILIDADE DE
ADAPTAÇÃO
Evolução da ATENÇÃO e ENFOQUE
Evolução da ATENÇÃO e ENFOQUE
TAREFAS PESSOAS PROCESSOS
SISTEMAS AMBIENTE
EMPRESA
CONCORRENTES
NOVOS ENTRANTES
CLIENTESFORNECEDORES
AMBIENTE
5 FORÇAS DE M. PORTTER

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
alemartins10
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Correios
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
Rafael Pozzobon
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
William Costa
 

Mais procurados (20)

Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Aula 1 - Gestão de Pessoal
Aula 1   - Gestão de PessoalAula 1   - Gestão de Pessoal
Aula 1 - Gestão de Pessoal
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Arh 2014 capitulo 1,2,3
Arh 2014 capitulo 1,2,3Arh 2014 capitulo 1,2,3
Arh 2014 capitulo 1,2,3
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 
Processo administrativo: organização
Processo administrativo: organizaçãoProcesso administrativo: organização
Processo administrativo: organização
 
Gestão por competência
Gestão por competênciaGestão por competência
Gestão por competência
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
 
Introdução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e MetodosIntrodução Organização Sistemas e Metodos
Introdução Organização Sistemas e Metodos
 
Evolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias AdministrativasEvolução das Teorias Administrativas
Evolução das Teorias Administrativas
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Cultura Organizacional
Cultura OrganizacionalCultura Organizacional
Cultura Organizacional
 
Gestão de pessoas cargos e salários
Gestão de pessoas cargos e saláriosGestão de pessoas cargos e salários
Gestão de pessoas cargos e salários
 
Produção cap1 aula 1
Produção cap1   aula 1Produção cap1   aula 1
Produção cap1 aula 1
 
04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica04. Teoria Clássica
04. Teoria Clássica
 

Destaque

Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativasQuadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Daliane Castro
 
Teoria geral da administração - Mapa mental
Teoria geral da administração - Mapa mentalTeoria geral da administração - Mapa mental
Teoria geral da administração - Mapa mental
Ismael Costa
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
Ester Santiago
 
Teoria neoclássica da Administração
Teoria neoclássica da AdministraçãoTeoria neoclássica da Administração
Teoria neoclássica da Administração
Andressa Rita
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
ProfRibamar Campos
 
transitivas e intransitivas
transitivas e intransitivastransitivas e intransitivas
transitivas e intransitivas
Ruth del Arco
 

Destaque (20)

Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
 
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativasQuadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
Quadro Resumo Evolução das Teorias administrativas
 
Teoria geral da administração - Mapa mental
Teoria geral da administração - Mapa mentalTeoria geral da administração - Mapa mental
Teoria geral da administração - Mapa mental
 
Aula7
Aula7Aula7
Aula7
 
Teoria Neoclássica
Teoria NeoclássicaTeoria Neoclássica
Teoria Neoclássica
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
 
Teoria estruturalista
Teoria estruturalistaTeoria estruturalista
Teoria estruturalista
 
Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01Teoria neoclássica 2012_01
Teoria neoclássica 2012_01
 
Slides Dinamica Henri Fayol (sem vídeo)
Slides Dinamica Henri Fayol (sem vídeo)Slides Dinamica Henri Fayol (sem vídeo)
Slides Dinamica Henri Fayol (sem vídeo)
 
Teoria neoclássica da Administração
Teoria neoclássica da AdministraçãoTeoria neoclássica da Administração
Teoria neoclássica da Administração
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
 
transitivas e intransitivas
transitivas e intransitivastransitivas e intransitivas
transitivas e intransitivas
 
Aula 6 TO - Teoria Neoclássica da Administração
Aula 6   TO - Teoria Neoclássica da AdministraçãoAula 6   TO - Teoria Neoclássica da Administração
Aula 6 TO - Teoria Neoclássica da Administração
 
Desapego fantastico
Desapego fantasticoDesapego fantastico
Desapego fantastico
 
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
Case   os reflexos da gestão pela qualidade totalCase   os reflexos da gestão pela qualidade total
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
 
Case gestao de estoque e inventario
Case   gestao de estoque e inventarioCase   gestao de estoque e inventario
Case gestao de estoque e inventario
 
Programa de psic a
Programa de psic aPrograma de psic a
Programa de psic a
 
Marketing's Influence Within the Firm
Marketing's Influence Within the FirmMarketing's Influence Within the Firm
Marketing's Influence Within the Firm
 
Lessons learned about consumers relationships with their brands
Lessons learned about consumers relationships with their brandsLessons learned about consumers relationships with their brands
Lessons learned about consumers relationships with their brands
 
Decodificando a Relação Consumidor-Empresa
Decodificando a Relação Consumidor-EmpresaDecodificando a Relação Consumidor-Empresa
Decodificando a Relação Consumidor-Empresa
 

Semelhante a Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO

Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Georgina Lomanto
 
Administração enfermagem - SESRJ
Administração enfermagem - SESRJAdministração enfermagem - SESRJ
Administração enfermagem - SESRJ
Ismael Costa
 
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinalTo seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
Fernando Alvarenga
 

Semelhante a Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO (20)

Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
 
Capitulo 01 noções de administração
Capitulo 01  noções de administraçãoCapitulo 01  noções de administração
Capitulo 01 noções de administração
 
Capitulo 01 noções de administração
Capitulo 01  noções de administraçãoCapitulo 01  noções de administração
Capitulo 01 noções de administração
 
Aula+2_resumo_TGA_oficina.pdf
Aula+2_resumo_TGA_oficina.pdfAula+2_resumo_TGA_oficina.pdf
Aula+2_resumo_TGA_oficina.pdf
 
AULA 08.pdf
AULA 08.pdfAULA 08.pdf
AULA 08.pdf
 
Adm ms 2012
Adm ms 2012Adm ms 2012
Adm ms 2012
 
conti.ppt.pptx
conti.ppt.pptxconti.ppt.pptx
conti.ppt.pptx
 
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
 
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
Aula 2 - Comunicação e Teoria das Organizações - Planejamento e gerenciamento...
 
Teorias gerais da administração
Teorias gerais da administraçãoTeorias gerais da administração
Teorias gerais da administração
 
Teoria da Administração - contigencia.pdf
Teoria da Administração - contigencia.pdfTeoria da Administração - contigencia.pdf
Teoria da Administração - contigencia.pdf
 
AS_TEORIAS_DA_ADMINISTRACAO_SLIDES - gostei.pptx
AS_TEORIAS_DA_ADMINISTRACAO_SLIDES - gostei.pptxAS_TEORIAS_DA_ADMINISTRACAO_SLIDES - gostei.pptx
AS_TEORIAS_DA_ADMINISTRACAO_SLIDES - gostei.pptx
 
Administração enfermagem - SESRJ
Administração enfermagem - SESRJAdministração enfermagem - SESRJ
Administração enfermagem - SESRJ
 
3042176.ppt
3042176.ppt3042176.ppt
3042176.ppt
 
274861166-2013-01-Gestao-de-Pessoas-Completo-Cristiana-Duran.pdf
274861166-2013-01-Gestao-de-Pessoas-Completo-Cristiana-Duran.pdf274861166-2013-01-Gestao-de-Pessoas-Completo-Cristiana-Duran.pdf
274861166-2013-01-Gestao-de-Pessoas-Completo-Cristiana-Duran.pdf
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Aulas 3 e 4.pptx
Aulas 3 e 4.pptxAulas 3 e 4.pptx
Aulas 3 e 4.pptx
 
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinalTo seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
To seminário aula02_artur_fernando_alvarenga_vfinal
 
Novas Abordagens na decada de 90 - TQM.pdf
Novas Abordagens na decada de 90 - TQM.pdfNovas Abordagens na decada de 90 - TQM.pdf
Novas Abordagens na decada de 90 - TQM.pdf
 
Tema_3_Abordagem comportamental.pdf
Tema_3_Abordagem comportamental.pdfTema_3_Abordagem comportamental.pdf
Tema_3_Abordagem comportamental.pdf
 

Mais de Alexandre Conte

Mais de Alexandre Conte (20)

Apresentação PontoCOM
Apresentação PontoCOMApresentação PontoCOM
Apresentação PontoCOM
 
Marketing Digital - Aulas 01 e 02
Marketing Digital - Aulas 01 e 02Marketing Digital - Aulas 01 e 02
Marketing Digital - Aulas 01 e 02
 
Esic avaliação de_empresas_01
Esic avaliação de_empresas_01Esic avaliação de_empresas_01
Esic avaliação de_empresas_01
 
Fundamentos de Marketing: Aula28 identificação de segmentos de mercado
Fundamentos de Marketing: Aula28   identificação de segmentos de mercadoFundamentos de Marketing: Aula28   identificação de segmentos de mercado
Fundamentos de Marketing: Aula28 identificação de segmentos de mercado
 
Fundamentos de Marketing: Aula16 Análise dos Mercados Consumidores
Fundamentos de Marketing: Aula16  Análise dos Mercados ConsumidoresFundamentos de Marketing: Aula16  Análise dos Mercados Consumidores
Fundamentos de Marketing: Aula16 Análise dos Mercados Consumidores
 
Fundamentos de Marketing: Aula11 Valor, Satisfação e Fidelidade
Fundamentos de Marketing: Aula11 Valor, Satisfação e FidelidadeFundamentos de Marketing: Aula11 Valor, Satisfação e Fidelidade
Fundamentos de Marketing: Aula11 Valor, Satisfação e Fidelidade
 
Embalagens como Ferramentas de Marketing
Embalagens como Ferramentas de MarketingEmbalagens como Ferramentas de Marketing
Embalagens como Ferramentas de Marketing
 
Projeto de Pesquisa em Autenticidade de Marca
Projeto de Pesquisa em Autenticidade de MarcaProjeto de Pesquisa em Autenticidade de Marca
Projeto de Pesquisa em Autenticidade de Marca
 
Palestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing PessoalPalestra Marketing Pessoal
Palestra Marketing Pessoal
 
Avaliação do cliente sobre o tratamento de sua reclamação
Avaliação do cliente sobre o tratamento de sua reclamaçãoAvaliação do cliente sobre o tratamento de sua reclamação
Avaliação do cliente sobre o tratamento de sua reclamação
 
Você é o que eles comem
Você é o que eles comemVocê é o que eles comem
Você é o que eles comem
 
Modelo de capital cultural para o desenvolvimento de relacionamento com a mar...
Modelo de capital cultural para o desenvolvimento de relacionamento com a mar...Modelo de capital cultural para o desenvolvimento de relacionamento com a mar...
Modelo de capital cultural para o desenvolvimento de relacionamento com a mar...
 
Consumers and Their Brands
Consumers and Their BrandsConsumers and Their Brands
Consumers and Their Brands
 
Relationship Velocity
Relationship VelocityRelationship Velocity
Relationship Velocity
 
Qual o significado de "Relacionamento" para os compradores corporativos?
Qual o significado de "Relacionamento" para os compradores corporativos?Qual o significado de "Relacionamento" para os compradores corporativos?
Qual o significado de "Relacionamento" para os compradores corporativos?
 
Proposta de Projeto de Pesquisa: Avaliar a probabilidade de compra de produt...
Proposta de Projeto de Pesquisa: Avaliar a probabilidade de compra de produt...Proposta de Projeto de Pesquisa: Avaliar a probabilidade de compra de produt...
Proposta de Projeto de Pesquisa: Avaliar a probabilidade de compra de produt...
 
The Effect of Market Orientation on Business Profitability
The Effect of Market Orientation on Business ProfitabilityThe Effect of Market Orientation on Business Profitability
The Effect of Market Orientation on Business Profitability
 
Teoria da Agência
Teoria da AgênciaTeoria da Agência
Teoria da Agência
 
O Autoconceito e o Comportamento do Consumidor
O Autoconceito e o Comportamento do ConsumidorO Autoconceito e o Comportamento do Consumidor
O Autoconceito e o Comportamento do Consumidor
 
Estudo de Marcas - Nike Vs Adidas
Estudo de Marcas - Nike Vs AdidasEstudo de Marcas - Nike Vs Adidas
Estudo de Marcas - Nike Vs Adidas
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 

Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO

  • 1. Frente à Realidade Empresarial Contemporânea Resumo das TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
  • 4. ABORDAGENS Abordagem Clássica Teoria Científica Teoria Clássica Abordagem Humanística Teoria Transitiva Teoria das Relações Humanas
  • 5. ABORDAGENS Abordagem Neoclássica Abordagem Estruturalista Teoria Burocrática Teoria Estruturalista Abordagem Comportamental
  • 6. ABORDAGENS Abordagem Contingencial Abordagem Sistêmica Teoria Matemática Teoria de Sistemas Cibernética Teoria da Informação Pesquisa Operacional
  • 8. Abordagem CLÁSSICA Fatores de origem: • Consequência da Revolução industrial • Crescimento Acelerado e desorganizado das empresas • Necessidade de aumento da eficácia e competências das empresas.
  • 9. Abordagem Clássica Teoria Científica Teoria Clássica Abordagem CLÁSSICA
  • 11. Teoria CIENTÍFICA Ênfase: TAREFAS Principais Autores: • Frederick Taylor • Carl Barth • Harrington Emerson • Frank Gilbreth • Lilian Gilbreth F. Taylor Principais Enfoques: • Racionalização de Recursos • Otimização das Tarefas 1903 Shop Management Estudo de Tempos e Movimentos 1911 Princípios da ADM Científica Sistema Taylor ou “Administração Científica” Teoria X Administração como CIÊNCIA
  • 12. Teoria CIENTÍFICA Estudo do Operário Administração Geral Baixo Cima TodoPartes Principais Enfoques: • Redução de Todo Desperdício do Esforço Humano. • Adaptação dos Operários à Própria Tarefa. • Capacitação dos Operários para Melhor Conformidade. • Especialização das Atividades • Estabelecimento de Normas bem detalhadas de execução do trabalho. BOTÃO BOTÃO
  • 14. Teoria CLÁSSICA Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores: • Henry Fayol • Lyndall Urwick • Luther Gulick • James D. Mooney • H. S. Dennison • Stuart Chase H. Fayol Principais Enfoques: • Organização Formal • Princípios Gerais da ADM • Funções do Administrador 1950 Administracion Industrialle Et Généralle Teoria Y • Prever • Organizar • Comandar • Coordenar • Controlar
  • 15. Teoria CLÁSSICA Administrativas Técnicas Comerciais Financeiras de Segurança Contábeis 6 Grupos de Funções: Princícios Gerais: • Divisão do Trabalho • Autoridade e Responsabilidade • Disciplina • Unidade de Comando • Unidade de Direção • Remuneração do Pessoal • Centralização • Subordinação dos interesses • Cadeia Escalar • Ordem • Equidade • Estabilidade Pessoal • Iniciativa • Espírito de Equipe
  • 17. Abordagem HUMANÍSTICA Abordagem Humanística Teoria Transitiva Teoria das Relações Humanas
  • 19. Enquanto a organização formal era sacramentada pela abordagem clássica Ordway Tead começou a popularizar nos Estados Unidos a Administração sem preocupações científicas. Ênfase: PESSOAS Principais Autores: • Ordway Tead • Mary Parker Follett • Chester Barnard • Oliver Sheldon Principais Enfoques: • Psicologia do Operário • Abordagem sobre Liderança na ADM Comportamento do Administrador = Comportamento Natural Humano Administração como Arte Organização como um Sistema Social Teorias TRANSITIVAS
  • 21. Ênfase: PESSOAS Principais Autores: • Elton Mayo • Kurt Lewin • F. J. Roethlisberger • John Dewey • Morris Viteles • George C. Homans E. Mayol Principais Enfoques: • Organização Informal • Motivação / Liderança • Comunicação e Dinâmica de Grupo Teoria das RELAÇÕES HUMANAS Origens: • Necessidade de Humanizar e Democratizar a ADM • Desenvolvimento das Ciências Humanas
  • 22. Teoria das RELAÇÕES HUMANAS Características: • Trata a organização como grupos de pessoal. • Enfatiza as pessoas. (Valorização) • Inspiradas em sistemas de Psicologia. • Delegação de autoridade. • Autonomia do empregado. • Ênfase nas relações entre as pessoas. • Dinâmica grupal e interpessoal.
  • 24. Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores: • Peter F. Drucker • William Newman • Ernest Dale • Ralph C. Davis • Louis Allen • Harold Koontz Peter F. Drucker Principais Enfoques: • Atualização dos enfoques clássicos; • Racionalização de Recursos • Otimização das tarefas Teoria NEOCLÁSSICA Os Autores neoclássicos deram algumas pinceladas adicionais no conceito de organização formal; • Divisão do trabalho • Especialização • Hierarquia • Distribuição da autoridade e da responsabilidade
  • 25. Teoria NEOCLÁSSICA Em 1946 Drucker promove como princípio, a Administração por Objetivos “O desempenho do gerente deve ser esperado sob a realização dos objetivos da empresa. E os resultados devem ser medidos à partir da contribuição para o êxito da empresa. A empresa deve ter objetivos definidos, específicos, concretos e mensuráveis, dando ênfase ao resultado. Concentrar foco nos resultados mais do que em atividades.”
  • 26. Principais Características: • Ênfase na Prática da ADM • Reafirmação dos Postulados Clássicos • Ênfase nos Princípios Gerais de ADM Teoria NEOCLÁSSICA “É um Ajuste e Redimensionamento da Teoria Clássica ao Tamanho das Organizações Contemporâneas” • Prever • Organizar • Comandar • Coordenar • Controlar • Planejamento • Organização • Comando • Controle • Ecletismo • Ênfase nos Objetivos e nos Resultados
  • 30. Teoria BUROCRÁTICA Ênfase: ESTRUTURA Principais Autores: • Max Weber • Robert Merton • Philip Selanick • Alvin W. Gouldner • Richard H. Hall • Nicos Mouzelis Max Weber Principais Enfoques: • Organização Formal Burocrática • Racionalidade Organizacional Origens: • Extremas e contraditórias teorias Clássicas X Relações Humanas • Necessidade de um enfoque mais amplo na ADM • Necessidade de um modelo de organização racional (var, membros) • Crescente tamanho da Complexibilidade das empresas A Sociedade em 3 Classes Tradicional Carismática Racional/Legal/Burocrática
  • 31. Teoria BUROCRÁTICA A Burocracia é uma forma de organização que se baseia na racionalidade, através dos meios aos objetivos pretendidos. Teve origem nas mudanças religiosas após o Renascimento; Principais Características: • Caráter legal, normas e regulamentos • Impessoalidade nas relações (foco em cargos e funções e não em pessoas) • Caráter formal das comunicações (tudo por escrito) • Caráter racional e divisão de trabalho • Hierarquia de autoridade • Rotinas e procedimentos padronizados • Competência técnica e meritocracia • Especialização da administração • Profissionalização dos participantes • Completa Previsibilidade do Funcionamento
  • 32. Teoria BUROCRÁTICA Vantagens: • Racionalidade • Previsão na definição do cargo na operação • Rapidez nas decisões • Uniformidade na interpretação • Uniformidade de rotinas e procedimentos • Continuidade de organização • Reduz o atrito entre pessoas • Constância • Confiabilidade • Benefícios para grandes especialistas A capacidade de aceitar as regras se torna mais difícil Com o tempo o compromisso com as regras tende a enfraquecer
  • 34. Teoria ESTRUTURALISTA Ênfase: ESTRUTURA e AMBIENTE Principais Autores: • Victor A. Thompson • Amitai Etzioni • Talcott Parsuns • Peter M. Blau • Reinbard Bendix • Robert Presthus Principais Enfoques: • Atualização dos enfoques clássicos; • Racionalização de Recursos • Otimização das tarefas Abordagem Clássica Ênfase nas Tarefas e na Estrutura Org. Teoria das Relações humanas Ênfase no Homem e no clima psicológico Teoria Burocrática Carente de flexibilidade e inovação
  • 35. Teoria ESTRUTURALISTA De modo crítico à Organização Formal a Teoria Estruturalista veio desenvolver a Teoria Burocrática em aproximação da Teoria das Relações Humanas. O Estruturalismo, já passa a preocupar-se com o todo e com o relacionamento das partes na constituição do todo. O Tudo é maior do que a simples soma das partes. Teoria da Complexibilidade
  • 37. Teoria COMPORTAMENTAL Ênfase: PESSOAS Principais Autores: • Herbert Simon Nobel de Eco 78 Douglas McGregor Kurt Lewin Rensis Likert Chris Argyris J. G. March Principais Enfoques: • Estilos de Administração • Integração dos Objetivos (Org. e Individuais) Principais Origens: • Desdobramento da Teoria das Relações Humanas • Oposição crítica á Organização Formal O Comportamento Administrativo de Herbert A. Simon, 1947
  • 38. HOMEM ANIMAL COMPLEXO NECESSIDADES COMPLEXAS Maslow Os autores behavioristas verificaram que o administrador precisa conhecer as necessidades humanas para melhor compreender o comportamento humano e utilizar a motivação humana como poderoso meio para melhorar a qualidade de vida dentro das organizações. Teoria X Vs Teoria Y
  • 40. Abordagem SISTÊMICA Também conhecida como Sociotécnica Propõem a substituição de estruturas burocráticas de trabalho por arranjos não-lineares baseados nos sistemas técnico e social das organizações. Subsistema Técnico Compreende todas as variáveis tecnológicas, temporais e físicas Subsistema Social compreende todas as variáveis diretamente relacionadas aos indivíduos A Abordagem Sociotécnica considera a organização não como um sistema único, mas como um todo sistêmico composto de muitos sistemas interdependentes funcionando com um objetivo único.
  • 41. Abordagem Sistêmica Teoria Matemática Teoria de Sistemas Cibernética Teoria da Informação Pesquisa Operacional Abordagem SISTÊMICA Também conhecida como Sociotécnica
  • 43. Teoria de SISTEMAS Ênfase: SISTEMAS Principais Autores: • Ludwing Von Bertalanffy Principais Origens: • Estudo de padrões de movimentos animais • Biologia An Outline Of General Sistems Theory, 1950 Ludwing Von Bertalanffy Reducionismo Expancionismo Pensamento Analístico Pensamento Sistêmico Mecanicismo Teleologia Todo Fenômeno faz parte de um todo maior. O Fenômeno é explicado conforme seu papel diante do todo. A Causa passa a ser vista como uma condição para o Efeito.
  • 44. Teoria de SISTEMAS Sistema é um conjunto de elementos interligados na formação de um todo. Propósito Todo sistema tem um ou mais Propósito/Objetivo Totalidade Todo sistema possui uma Natureza Orgânica Sistema fechado Tende à exaurir-se Sistema Aberto Tende crescer, pois alimenta-se do ambiente Comportamento Determinísticos Predominância de Sistemas Fechados Simples  Complexo Layout de sala  Automação  Universo Comportamento probabilístico Predominância de Sistemas Abertos Simples  Complexo Jogo de  Mercado  Economia Dados de Capitais Nacional
  • 46. Teoria de SISTEMAS Cibernética É a Ciência da Comunicação e do Controle (Animais e Máquinas) Teoria da Informação Processo de Comunicação Pesquisa operacional Utilização de meios científicos, matemáticos e/ou lógicos para solucionar problemas.
  • 48. Teoria MATEMÁTICA Ênfase: DADOS Principais Autores: • Ludwing Von Bertalanffy Principais Origens: • Teoria dos Jogos • Estudo do Processo Decisório • A Existência de Decisões Programáveis • Desenvolvimento da Computação Quantificação em auxílio da tomada de decisão. Tornar o processo decisório mais racional. Métrica do custo de oportunidade e dos riscos envolvidos
  • 50. Ênfase: SISTEMAS Teoria CONTINGENCIAL Evolução mais abrangente da Teoria de Sistemas Criar Motivar Planejar Comunicar Organizar Controlar É Dinâmica e oferece a melhor solução atenta a um ambiente mutável, rápido e tecnológico. EMPRESA AMBIENTE FLEXIBILIDADE DE ADAPTAÇÃO
  • 52. Evolução da ATENÇÃO e ENFOQUE TAREFAS PESSOAS PROCESSOS SISTEMAS AMBIENTE
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60.
  • 61.