Modelo de gestão 54o fona cv3

516 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
516
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modelo de gestão 54o fona cv3

  1. 1. Modelo de Gestão <br />e Resultados nas Organizações<br />54º FONAC<br />Fórum Nacional de Secretárias Municipais<br />De Administração das Capitais<br />Rio de Janeiro, 12 de maio 2011<br />
  2. 2. Agenda<br />Objetivo: abordarconceitosbásicos, a aplicação do modelo<br /> de gestãonasorganizações e benefíciosassociados.<br />Alinhamento de conceitos<br />Modelo de Gestão Empresarial<br />Estabelecimento de Metas<br />O papel dos gestores<br />Execução e acompanhamento<br />Comunicação<br />Recompensa<br />
  3. 3. Alinhando Conceitos<br />O que é umaorganização?<br />“Uma organização é uma combinação de esforços individuais que tem por objetivo <br /> realizar propósitos coletivos.<br /> Por meio de uma organização, torna-se possível buscar alcançar objetivos que <br /> seriam inatingíveis por uma só pessoa. Uma grande empresa ou uma pequena oficina, <br /> um laboratório ou um hospital, uma escola ou instituição pública, são todos exemplos <br /> de organizações.”<br />Maximiano<br />Uma organização é formada pela soma de pessoas, máquinas e equipamentos, <br />recursos financeiros e outros.<br />É, então, o resultado da combinação de todos estes elementos orientados a um<br />objetivo comum, a gerar determinado resultado.<br />
  4. 4. Razão de ser das organizações<br />O grande desafio das organizações é atingir os objetivos estratégicos e gerar os resultados comprometidos com seus stakeholders. <br />
  5. 5. Onde as organizações se sustentam<br />CULTURA<br />ÚNICA<br />
  6. 6. Por que Modelo de Gestão é fundamental<br />Suporta a estratégia<br />alinha todos os níveis da organização em torno de objetivos comuns.<br />Influencia qualidade<br />atrela procedimentos, metodologias e práticas ao foco do cliente.<br />Aumenta conhecimento<br />promove e fortalece a interdependência entre áreas, através de metas partilhadas e trabalho em times.<br />
  7. 7. Modelo de gestão empresarial<br />Forma como as organizações usam ferramentas e métodos para estruturar o<br />seu trabalho, o seu dia-a-dia e suas entregas, em busca da maximização dos seus resultados.<br />M É T O D O<br />+<br />Meta<br />(Meta)<br />Hodos<br />(Caminho)<br />“Caminho para a Meta”<br />A<br />Situação <br />Atual<br />B<br />Meta<br />MÉTODO<br />Ferramentas<br />
  8. 8. Modelo de Gestão Empresarial<br />No conceito universal, consiste em trabalhar com base no:<br /><ul><li>Gerir o negócio de maneira organizada e consistente.
  9. 9. Controlar entregas: resultados superiores.</li></ul>Voltado para melhorias<br />Voltado para manutenção de resultados<br />
  10. 10. M O D E L O D E G E S T Ã O<br />1<br />R E F E R E N C I A L E S T R A T É G I C O<br />NEGÓCIO<br />MISSÃO<br />VALORES<br />VISÃO<br />2<br />P L A N E J A M E N T O <br />DEFINIÇÃO DA ESTRATÉGIA<br />DESDOBRAMENTO ESTRATÉGICO<br />TENDÊNCIAS DE MERCADO<br />B<br />RISCOS EMPRESARIAIS<br />A<br />C<br />ESTRUTURA<br />POLÍTICAS<br />G O V E R N A N Ç A<br />ANÁLISE DE GAPS<br />ASPIRAÇÕES DA EMPRESA<br />D<br />ORÇAMENTO<br />DESDOBRAMENTO <br />DE METAS<br />CONTRATAÇÃO<br />DE METAS<br />ESTRATÉGIA INTEGRADA<br />DIVULGAÇÃO<br />ESTRATÉGIAS FUNCIONAIS / PLAN. OPERAC.<br />PREMISSAS DE NEGÓCIO<br />INVESTIMENTOS E DESPESAS<br />3<br />4<br />5<br />E X E C U Ç Ã O<br />A C O M P A N H A M E N T O<br />R E C O M P E N S A<br />ORGANIZAR ROTINAS, EXECUTAR PLANO DE AÇÃOE FAZER MELHORIAS<br />GERENCIAR PROJETOS<br />REUNIÕES DE RESULTADO, ALINHAMENTO, FÓRUNS, COMITÊS<br />GESTÃO À VISTA<br />PARTICIPAÇÕES NOS LUCROS E RESULTADOS<br />SUPORTE À EXECUÇÃO<br />
  11. 11. 2<br />1<br />3<br />EXECUTAR<br />PLANEJAR<br />ACOMPANHAR<br />Comunicar<br />Modelo de Gestão em 3 passos <br />Acionistas<br />Equipe<br />Resultados<br />Sociedade<br />Clientes/Usuários<br />
  12. 12. Modelo de Gestão em 3 passos <br />A aplicação dos conceitos <br />universais, para atingir as metas e desafios propostos de maneira estruturada, consistente e científica.<br />Sua base reside em:<br />PLANEJAMENTOcompartilhado <br />foco na EXECUÇÃO<br />disciplina no ACOMPANHAMENTO<br />conhecimento em TODOS OS NÍVEIS DA CIA<br />
  13. 13. Eixo central: estabelecimento das METAS<br />Empregar todos os recursos de análise e conhecimento para ter bons planos e ATINGIR os OBJETIVOS propostos. <br />Ter o CONTROLE DO NEGÓCIO e dos resultados que se busca.<br />Em síntese, é o que define o DIA-A-DIAnas organizações. <br />Conceitos fundamentais <br />
  14. 14. Benefícios do Modelo de Gestão <br /><ul><li> Concretização da estratégia do negócio;
  15. 15. Alinhamento da organização em torno de um objetivo comum;
  16. 16. Direciona o time para os resultados esperados pelos stakeholders – públicos do sistemade gestão;
  17. 17. Viabiliza controle dos processos e resultados associados – permite agir;
  18. 18. Define responsabilidade e autoridade pelos processos e resultados;
  19. 19. Forma lideranças e times orientados a metas e aplicados em conhecimento gerencial;
  20. 20. Padronização de processos e métodos de trabalho.</li></li></ul><li>O que é uma meta<br />Meta é um ponto a ser atingido no futuro<br />
  21. 21. EstabelecendoMetas<br /><ul><li>Estabelecer metas é o primeiro passo para um planejamento financeiro bem-sucedido;
  22. 22. As metas devem ser estabelecidas sempre sobre os seus fins. Nunca sobre os seus meios;
  23. 23. O problema de cada um é sua meta não alcançada;
  24. 24. Resolver problemas é garantir os resultados das metas.</li></li></ul><li>Papel dos gestores<br />Gerenciar é atingir metas. <br />Professor Vicente Falconi Campos<br />
  25. 25. O desafio de alinhar até o último nível <br /> Todos devem conhecer a estratégia, os desafios, seu papel e contribuição para o<br /> resultado final do negócio.<br />Traduzir a estratégia em metas e desdobrar.<br />D I R E T O R E S<br />Contratam metas individuais e metas dos times<br />G E R E N T E S<br />Contratam metas individuais e desdobram para as equipes<br />E Q U I P E S<br />Identificam contribuições individuais e participam da elaboração dos Planos de Ação<br />
  26. 26. O modelo deve incentivar a colaboração entre as unidades, sem perder o foco em cada operação e buscando otimizar o consolidado.<br />Unidades de Negócio<br />Unidades de Serviço<br />Unidades de Operação<br />Unidades de Apoio<br />Colaboração é Fundamental<br />Otimizar o sistema e não os diferentes grupos!<br />
  27. 27. Como as metas são traduzidas<br />Associação de metodologias (forma de fazer)<br />Definidas as metas e identificadas suas características e complexidades:<br />Planos de Ação<br />Quantitativas<br />(Mensuráveis)<br />Revisão de processos<br />Metodologia 6 Sigma<br />Planos de Ação<br />Qualitativas<br />(Projetos)<br />Revisão de processos<br />Metodologia de Ger. de Projetos<br />
  28. 28. Garantir a execução <br />“FAZER ACONTECER, TODO DIA”<br /><ul><li>Organizar rotinas, executar planos de ação e fazer melhorias.
  29. 29. Executar em time, com consistência e disciplina para melhorar e operar os processos.
  30. 30. Pensar sistemicamente e evoluir com as cadeias de valor.
  31. 31. Empregar a inteligência, análise e conhecimento para solucionar problemas complexos.
  32. 32. Executar projetos com controle de prazos, custos e riscos através de metodologia padrão dos escritórios de projeto.</li></ul>FOCO: inteligência aplicada na execução<br />
  33. 33. Acompanhamento<br />“BATER O BUMBO: O RITUAL DÁ VIDA AO MODELO”<br /><ul><li>Acompanhar sistematicamente, Fazer reuniões com o time, analisar e discutir resultados.
  34. 34. Verificar a efetividade das ações para garantir as entregas.
  35. 35. Verificar as metas todo dia, e o que mais pode ser feito para alcançá-las.
  36. 36. Fazer correções, redefinir rotas.
  37. 37. Trabalho em equipe – quebra dos silos.</li></li></ul><li>Acompanhamento<br />São momentosqueestruturam:<br /><ul><li>Gestão da estratégia.
  38. 38. Alinhamento e envolvimento de todos.
  39. 39. Tomada de decisões.
  40. 40. Gerenciamento do dia-a-dia.
  41. 41. Visão e interação cross.</li></li></ul><li>Acompanhamento<br />PR<br />- Reuniões em todos os níveis gerenciais para apresentação, análise e acompanhamento dos resultados<br />4<br />VP<br />VP<br />- - - -<br />VP<br />3<br />DIR<br />DIR<br />- - - -<br />DIR<br />2<br />GER<br />GER<br />- - - -<br />GER<br />1<br />COOR<br />COOR<br />- - - -<br />COOR<br />
  42. 42. FALAR, FALAR, FALAR!<br /><ul><li>Comunicar!
  43. 43. Informar e envolver toda a Cia.
  44. 44. Manter o alinhamento.
  45. 45. Reconhecer as entregas, o esforço e os resultados.
  46. 46. Dar feedback, orientar e comunicar o que pode ser melhorado.</li></ul>Comunicação<br />
  47. 47. Comunicação<br /><ul><li>Alinhamento
  48. 48. Transparência
  49. 49. Mobilização
  50. 50. Envolvimento</li></ul>Eventos<br />Feedback<br />Gestão à Vista<br />
  51. 51. Recompensa<br />Como parte do ciclo de gestão, ter um sistemas de<br />meritocracia fundamental:<br /><ul><li>Reconhece o resultado;
  52. 52. Tangibiliza as entregas e os ganhos;
  53. 53. Estabelece diferenciação;
  54. 54. Estimula o alinhamento aos objetivos;
  55. 55. Metas compartilhadas: fortalece a colaboração.</li></li></ul><li>Metas coletivizadas.<br />Trabalho em times.<br />A engrenagem é <br />maior que cada peça.<br />R E C O M P E N S A<br />
  56. 56. Muitoobrigada!Márcia Andréa Matos Lealmarcia.andrea@oi.net.br<br />

×