Slide planejamento estratégico

1.014 visualizações

Publicada em

Planejamento estratégico

Publicada em: Ciências
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.014
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide planejamento estratégico

  1. 1. Planejamento Estratégico
  2. 2. Origem do planejamento estratégico e sua evolução até os tempos modernos
  3. 3. O planejamento estratégico tem evoluído ao longo da história, tanto em sua forma como em sua concepção, em especial na medida em que a sociedade avançava da era industrial para a era da informação e, dessa, para a era do conhecimento. A origem do planejamento estratégico pode ser identificada nas mais antigas civilizações. Os reis, governantes e administradores sempre tiveram a necessidade de decidir antecipadamente o que fazer, o porquê de fazer, como fazer e o quando fazer, para alcance do sucesso e avanço de seus recursos no longo prazo. Apesar de todos esses anos, décadas, séculos e milênios de amostras de planejamento estratégico exercido na prática, somente nos anos 50 surge o Planejamento Estratégico com a finalidade de tratar do problema econômico entre oferta e demanda.
  4. 4. Na década de 70, o planejamento estratégico surgiu caracterizado por fórmulas simplistas de difícil utilização e, nos anos 80, sofreu um declínio, sendo deixado para segundo plano (MINTZBERG e AHLSTRAND 2000). Esse declínio ocorreu pela ascensão de novos modelos de gestão como Programas de Qualidade Total, Administração por Objetivos, Reengenharia, Seis Sigma, Produção Enxuta, Teoria dos Jogos, Empowerment, Organizações Virtuais, E-bussiness, entre outros. Um estudo realizado por Davenport (2004) mostrou que desde “Vencendo a Crise”, livro escrito por Tom Peters em 1982, apareceram quase setenta novas ferramentas de gestão. As empresas, nessa época, buscam vantagens competitivas apenas em ferramentas de gestão da moda, deixando de lado análises mais profundas, reflexões e a criatividade necessária para o sucesso de longo prazo.
  5. 5. Entretanto, muitos especialistas, vêm chamando atenção para o risco das empresas em adotarem soluções genéricas sem um alinhamento com enfoque estratégico, criando, assim, uma desvinculação das realidades da empresa e culturas organizacionais forçadas. Porter (2002) explica que, nos anos 90, estabeleceu-se um caos conceitual referente a Planejamento Estratégico. O autor argumenta que muitas empresas perderam seus posicionamentos encantadas com novos modelos gerenciais, os quais acabaram falhando um após outro. Realizaram - se uma pesquisa com 160 empresas no período de 10 anos (entre 1986 e 1996), com o objetivo de identificar os motivos pelos quais algumas empresas prosperam nos contextos mais difíceis, enquanto que outras do mesmo setor de atividade, com um porte parecido e utilizando uma tecnologia semelhante, entraram em decadência. A pesquisa mostrou que o planejamento estratégico aparecia em primeiro lugar como uma das práticas mais importantes e fundamentais realizadas pelas empresas com maior sucesso. Dessa forma, especialistas em 2003, mostraram que a estratégia é um fator chave para o sucesso das empresas.
  6. 6. O planejamento estratégico então, está em fase de renovação e reinvenção. Os autores argumentam que as empresas voltam a usar a ferramenta como forma de sustentabilidade, recuperando sua relevância perante as organizações.
  7. 7. Conceito de planejamento e de estratégia/ tipos de planejamento
  8. 8. É a função administrativa que determina antecipadamente o que se deve fazer e quais objetivos devem ser alcançados. Visa dar condições racionais para que se organize e dirija a empresa, seus departamentos e divisões, a partir de certas hipóteses sobre a realidade atual e futura. O planejamento é uma técnica de absorver a incerteza e permitir maior consistência no desempenho da empresa. No planejamento estratégico ocorre um mapeamento ambiental. É feito uma análise das ameaças e oportunidades e uma avaliação das forças e fraquezas da empresa (análise SWOT).
  9. 9. O Planejamento Estratégico é um processo gerencial que permite que se estabeleça um direcionamento a ser seguido pela empresa, com o objetivo de se obter uma otimização na relação entre a empresa e seu ambiente. Por ser um conjunto de tomadas deliberada e sistemática de decisões que envolvem todo o empreendimento, deve ser planejado a longo prazo. É voltado para as relações entre empresa e ambiente tarefa, logo é sujeito à incerteza; por ser sujeito à incertezas, deve ser baseado em julgamentos. Envolve a empresa como um todo; todos os níveis institucionais devem se envolver. Enquanto a estratégia se preocupa em “o que fazer”, o planejamento estratégico se preocupa em “como fazer”.
  10. 10. Etapas do Planejamento Estratégico  1. Determinação dos objetivos empresariais  2. Análise ambiental externa (oportunidades e ameaças)-  3. Análise organizacional interna (forças e fraquezas)- ANÁLISE SWOT  4. Formulação das alternativas estratégicas e escolha da estratégia empresarial  5. Elaboração do plano estratégico  6. Implementação por meio dos planos táticos e planos operacionais  7. Feedback ou controle
  11. 11. Existem diversos tipos de planejamento, posicionados em diferentes níveis hierárquicos na organização, que podem ser classificados como estratégico, tático e operacional.
  12. 12. Planejamento estratégico Ele é elaborado pelo os donos e diretoria da empresa, que tomam decisões de longo prazo, o planejamento estratégico define onde se pretende chegar e o que se deve ser feito para eles conseguirem. Sendo assim conseguem diminuir a incertezas sobre determinada coisa perante o futuro.
  13. 13. Planejamento Tático Ele é elaborado por gerentes (nível médio), que tomam decisões de médio prazo, o planejamento tático cria hipóteses a respeito da realidade atual e futura, tendo que ter uma boa comunicação dentro da empresa para ser possível criar o planejamento tático. No planejamento tático ocorre uma tradução e interpretação das decisões estratégicas em planos concretos no nível departamental. O planejamento tático representa uma tentativa da empresa de integrar o processo decisorial e alinhá-lo à estratégia adotada para orientar o nível operacional em suas tarefas e atividades, a fim de atingir os objetivos empresariais propostos.
  14. 14. Planejamento Operacional Ele diz “o que fazer” e “como fazer” para cada tarefa realizada no dia-a-dia, estão submetidos a um processo de sistema fechado, voltados a curtos prazos. O Planejamento operacional está voltado para a otimização e maximização de resultados enquanto o planejamento tático está voltado para resultados satisfatórios e eficientes.
  15. 15. Elementos Básicos no Planejamento A. Avaliação das Condições Atuais Deve-se reconhecer nas condições atuais inadequações que requerem mudanças ou planejamento como uma forma de melhorar. B. Fator Tempo O Planejamento é contínuo, mas com propósito analítico, pode ser visto tanto a curto prazo como a longo prazo. C. Problemas de Previsão Deve-se reunir um corpo de procedimentos e técnicas para predizer condições e eventos possíveis de ocorrer no futuro.
  16. 16. D. Coleta e Análise de dados O Planejamento depende da qualidade e da quantidade de dados disponíveis ao planejador. Usa-se informações internas (custos, vendas, mão de obra etc.) como informações externas (indústria, aspectos governamentais e legais, aspectos econômicos etc.) D. Coordenação dos Planos Os planos se inter-relacionam entre si, tanto horizontal como verticalmente, gerando problemas de coordenação, que devem, portanto, ser tratados.
  17. 17. Conceito de Estratégia A palavra estratégia tem sua origem no grego strategos, que era o general das falanges gregas. Ou seja, estratégia diz respeito ao comando geral de algum empreendimento, seja militar ou de negócios. Trata-se de um nível de decisão superior, na determinação dos objetivos máximos da organização.
  18. 18. Estratégia: é a mobilização de todos os recursos visando atingir objetivos a longo prazo. É o conjunto de práticas e objetivos principais, capazes de guiar e orientar o comportamento da empresa quanto aos produtos, mercados, lucratividade, tamanho, inovações etc. A estratégia é uma atividade racional que envolve a identificação de oportunidades e ameaças no ambiente onde a empresa opera (ou vai operar). Envolve também a avaliação das forças e fraquezas da empresa, sua capacidade ou potencial em se adaptar às demandas e necessidades do mercado ou em competir em condições de risco.
  19. 19. Objetivos X Estratégias Os objetivos representam os fins que a empresa está tentando alcançar, enquanto a estratégia é o meio para alcançar esses fins. Os objetivos são regras de decisão de nível mais alto. Uma estratégia que é válida sob um conjunto de objetivos pode perder sua validade quando os objetivos da organização são alterados.
  20. 20. Vantagem Competitiva Vantagem competitiva é competência exclusiva da empresa, que não pode ser copiada pelos concorrentes e gera um posição de mercado superior e duradoura. A vantagem competitiva surge da capacidade de uma empresa em criar "valor" para o cliente. O conceito de "valor" é o que os clientes estão dispostos a pagar por um produto ou serviço. O “valor” decorre da relação custo/benefício, isto é, é o resultado da diferença entre as vantagens obtidas pelo cliente com o consumo de um produto ou serviço e os diversos custos envolvidos na sua compra e uso (preço, tempo de espera, deslocamento do cliente etc.)
  21. 21. O "valor superior” pode vir da oferta de produtos com preços mais baixos do que a concorrência, ou de formas diferenciadas de oferecer um produto/serviço que justifique para o comprador o pagamento de um preço maior.
  22. 22. Questão Coringa! Quais as vantagens que um administrador que sabe utilizar a ferramenta possui sobre o mercado?
  23. 23. A importância de planejamento é fundamental, para a organização e direção da gestão, a qual é aplicada conforme o gestor arranja fundamentos para aplicar no processo decisório frente a uma análise interna e externa do ambiente. Em um mundo em constantes mudanças, o planejamento estratégico surge como condição indispensável para que as organizações aumentem sua competitividade. O processo decisório deve estar embasado nas estratégias adotadas pelas organizações com vista a enfrentarem os desafios que o mercado impõe. Conclui-se então que o administrador que faz o planejamento estratégico para sua empresa tem o diferencial frente as outras uma vez que, por ser um processo trabalhoso, delicado e minucioso são raras as empresas que desenvolvem este processo.

×