Doenças diarreicas aguda

843 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
843
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
104
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doenças diarreicas aguda

  1. 1.  A doença Diarréicas Aguda é causada por bactérias, vírus e parasitas, seus agentes etiológicos são:  Bactérias – Staphyloccocus aureus, Campylobacterjejuni, Escherichia coli enteroxigênica, Escherichia coli enteropatogênica, Escherichia coli enterotoxigênica, Escherichia coli enterohemorrágica, salmonelas, shigella dysenteriae, Yersinia enterocólítica, Vibrio cholerae e outras.  Vírus – Astrovíirus, calicivírus, adenovírus entérico, norovírus, rotavirus, grupos A, B e C e outros.  Parasitas – Entamoeba histolytica, Cryptosporidium, Balantidium coli, Giardia lamblia, isospora belli e outras.
  2. 2.  São por fezes aquosas, seus sintomas são acompanhadas de vômito, febre, dor abdominal.
  3. 3.  A doença dura em cerca de 2 a 14 dias  Suas manifestações diarréicas podem ser aguda, intermitente e não morrer. Suas aplicações são decorrentes da desidratação e do desequilíbrio hidreletolítico, pois quando não tratado pode levar a morte.  O exame é feito no laboratório através das fezes do ser humano.  Controle da doença é realizado através de uma melhoria na qualidade de água, destino adequado de lixo e desejos, controle de vetores, higiene pessoal e alimentar.
  4. 4.  tratamento é feito através de uma hidratação oral do sal de reidratarão. Crianças com até 12 meses deve receber de 50 a 100 ml e aquelas acima de 12 meses 100 a 120 ml. Para crianças em especial o leite materno.
  5. 5.  vigilância epidemiológica :visa monitorar a incidência das diarréicas visando atuar em situação de surtos e manter contínuas atividades de educação e saúde com o propósito de diminuir sua incidência de letalidade.

×