Palestra Motivacao Humana

3.820 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.820
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
225
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Motivacao Humana

  1. 1. MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as “forças” que movem o comportamento Humano
  2. 2. Motivação: Perspectiva Histórica <ul><li>Willian McDougall (1871-1938) </li></ul><ul><li>Motivos = Instintos (forças irracionais, compulsórias e herdadas que originam tudo que a pessoa faz, sente, percebe e pensa) </li></ul><ul><li>1908 – Lista de Instintos: CURIOSIDADE, REPULSA, AGRESSÃO, AUTOAFIRMAÇÃO, FUGA, CRIAÇÃO DE FILHO, REPRODUÇÃO, FOME SOCIABILIDADE, AQUISIÇÃO E CONSTRUTIVISMO. Mais tarde incluiu-se os instintos de SER MORAL, ESTIMAR IDADES,EVITAR COMER MAÇAS etc... </li></ul>
  3. 3. DEFINIÇÃO DOS TERMOS DA MOTIVAÇÃO <ul><li>MOTIVO </li></ul><ul><li>NECESSIDADE </li></ul><ul><li>IMPULSO </li></ul><ul><li>INSTINTO </li></ul><ul><li>> Todos são constructos, processos internos hipotéticos que não podem ser diretamente observados ou medidos e parecem explicar o comportamento. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>NECESSIDADE : aplica-se a deficiências que podem basear-se em requisitos corporais ou aprendidos ou em alguma combinação de ambos. </li></ul><ul><li>MOTIVO (OU MOTIVAÇÃO) : refere-se a um estado interno que resulta de uma necessidade e que ativa ou desperta comportamento usualmente dirigido ao cumprimento da necessidade ativante. </li></ul><ul><li>IMPULSOS : surgem para satisfazer necessidades fisiológicas básicas. </li></ul><ul><li>INSTINTO : é usado para necessidades fisiológicas e padrões de comportamentos complicados que parecem ser de origem principalmente hereditária. Os cientistas usam PADRÃO DE AÇÃO FIXA </li></ul>
  5. 5. OS MOTIVOS <ul><li>CATEGORIAS: </li></ul><ul><li>IMPULSOS BÁSICOS </li></ul><ul><li>MOTIVOS SOCIAIS </li></ul><ul><li>MOTIVOS PARA ESTIMULAÇÃO SENSORIAL </li></ul><ul><li>MOTIVOS DE CRESCIMENTO </li></ul><ul><li>IDÉIAS COMO MOTIVOS </li></ul>
  6. 6. 1) Impulsos Básicos <ul><li>Ativam comportamentos que visam satisfazer necessidades relacionadas à sobrevivência, com raízes na fisiologia. Os impulsos surgem para cumprir as necessidades de oxigênio, água, alimento, sexo e a evitação da dor. </li></ul><ul><li>Os sistemas corporais funcionam com o objetivo de manter um ambiente apropriadamente EQUILIBRADO. </li></ul><ul><li>Tendência auto-reguladora conhecida como HOMEOSTASE. </li></ul><ul><li>Em casos de necessidade ou ameaça o impulso é ativado para corrigir o desequilíbrio. </li></ul><ul><li>Posto que os impulsos surjam para cumprir as necessidades do corpo, o comportamento que instigam pode ser muito influenciado pela experiência ou fatores ambientais . Ex. FOME </li></ul>
  7. 7. 2) Motivos Sociais <ul><li>Aqueles cujo cumprimento depende do contato como outros indivíduos. </li></ul><ul><li>Surgem para satisfazer as necessidades de sentir-se amado, aceito, aprovado e estimado. </li></ul><ul><li>Importância da estimulação sensorial e social em bebês </li></ul><ul><li>Ajustamento: o sucesso depende do calor humano e da aceitação. Necessidade de Apoio social. </li></ul><ul><li>Rede Social de Suporte: FAMILIA e AMIGOS </li></ul><ul><li>Experiências de Isolamento: Apatia e desorientação </li></ul>
  8. 8. 3) Motivos para Estimulação Sensorial <ul><li>Pessoas e animais precisam de estimulação. </li></ul><ul><li>Atividades auto-estimulantes (assobiar, cantarolar,devaneios) </li></ul><ul><li>Rotina tediosa = irritabilidade, depressão, sentimentos negativos, ações criativas diminuem >>stress </li></ul><ul><li>Privação sensorial >> Alucinações como estimulação sensorial </li></ul>
  9. 9. Teste que mede Motivação para procura de Sensação (Marvin Zuckerman) <ul><li>(algumas questões) </li></ul><ul><li>2. a) Sinto-me revigorado por um dia de ventos e frio </li></ul><ul><li>2.b) Mal posso esperar ir para casa em um dia frio. </li></ul><ul><li>3.a) Aborreço-me vendo as mesmas velhas caras. </li></ul><ul><li>3.b) Gosto da familiaridade confortável dos amigos cotidianos. </li></ul><ul><li>4.a) Eu preferiria viver em uma sociedade ideal em que todos estão seguros, garantidos e felizes. </li></ul><ul><li>4.b) Eu preferiria ter vivido nos dias agitados de nossa história. </li></ul><ul><li>9.a) Entro gradualmente na água fria, dando-me tempo para acostumar a ela. </li></ul><ul><li>9.b) gosto de mergulhar ou pular diretamente no mar ou em um lago frio. </li></ul>Respostas: 2.2; 3.a; 4.b; 9.b indicam pessoas que procuram sensações
  10. 10. Quatro Características de Pessoas que procuram altas sensações: <ul><li>Buscam excitações em atividades fisicamente arriscadas, mas socialmente aceitáveis (pára-quedismo, alpinismo, mergulho, montanha russa, filmes de ação e terror) - ADRENALINA </li></ul><ul><li>Adeptos a experiências mentais e sensuais incomuns e um estilo de vida não conformista. </li></ul><ul><li>Preferências por festas, jogos, bebidas e aventuras sexuais. </li></ul><ul><li>Baixa tolerância por experiências repetitivas, monótonas ou constantes. A questão da CURIOSIDADE. </li></ul>Os neurotransmissores e hormônios do sexo são parcialmente estabelecidos hereditariamente, também podem desempenhar algum papel. (Davidoff, L)
  11. 11. 4)Motivos de Crescimento <ul><li>Busca de aperfeiçoamento, maestria e excelência no que faz (onde é improvável o reconhecimento). </li></ul><ul><li>Muitos psicólogos sugerem a existência de necessidades básicas de desenvolver competência e realizar o potencial </li></ul><ul><li>Motivo para dominar o ambiente: exploração, manipulação, descoberta </li></ul><ul><li>Auto-realização </li></ul>
  12. 12. 5) Idéias como Motivos <ul><li>As pessoas procuram valores, crenças, metas e planos para guiarem seu comportamento </li></ul><ul><li>Idéias podem ser intensamente motivadoras. </li></ul><ul><li>Os sofistas e a Filosofia Grega > ÁGORA </li></ul><ul><li>O pensamento antecede e dá Forma e Sentido à ação: IDEOLOGIA </li></ul><ul><li>RELIGIÃO e Fé </li></ul><ul><li>A necessidade de Coerência intelectual ou Cognitiva freqüentemente motiva o comportamento. </li></ul>DISSONÂNCIA COGNITIVA: pensamentos contraditórios às ações, choque de crenças, contradição interna. > Busca do Reequilíbrio – HOMEOSTASE (Esquema de Auto-regulação)
  13. 13. Modelo Homeostático de Motivação SIM (existe necessidade) NÃO (não existe necessidade) O corpo compara os padrões de referência e o estado atual para determinar se existe a necessidade Não há necessidade de Mudança Motivo Estado Atual do Organismo Padrão de referência Atual Comportamento
  14. 14. Influência de Incentivos, Emoções e Cognições Experiências e Incentivos podem alterar as Emoções e Cognições provocando a Motivação. A Motivação desperta o Comportamento que buscará reequilibrar o quadro aumentando ou diminuindo a Motivação. MOTIVAÇÃO Experiências Passadas e Presentes Comportamento Novo Estado de Equilíbrio EMOÇÕES E COGNIÇÕES INCENTIVOS Intrínsecos e Extrínsecos
  15. 15. Hierarquia das Necessidades Humanas AS NECESSIDADES SEGUEM UM CARÁTER PRIORITÁRIO (Maslow,A.) <ul><li>Fisiológicas - alimento, bebida, ar, calor,sono, abrigo,sexo, excreção; </li></ul><ul><li>Segurança – proteção contra perigos, ameaças, privações, perdas; </li></ul><ul><li>Sociais – fazer parte, de pertencer, dar e receber amizade, ser aceito; </li></ul><ul><li>Auto-estima – respeito próprio e respeito dos outros, realização, reconhecimento, responsabilidade, autonomia; </li></ul><ul><li>Auto-realização – desenvolver seu potencial como ser humano, criatividade </li></ul>Fisiológicas Segurança Sociais Auto-estima Auto-realização
  16. 16. Dificuldades com a questão da Motivação Humana <ul><li>Os Motivos são difíceis de serem analisados, uma vez que não podem ser diretamente observados ou medidos ; </li></ul><ul><li>Um determinado comportamento pode ser despertado por diversos motivos diferentes ou por uma combinação de motivos; </li></ul><ul><li>Comportamentos diversos podem satisfazer a mesma necessidade </li></ul><ul><li>Os Motivos não produzem necessariamente comportamento que vise a satisfazer as necessidades que foram despertadas ( Deslocamento ) </li></ul><ul><li>Muitas vezes os seres humanos não estão conscientes de seus próprios motivos. Bloqueamos as necessidades ameaçadoras especialmente as ligadas a sexo e agressão. </li></ul>
  17. 17. Obstáculos à Realização <ul><li>Expectativas de Fracasso </li></ul><ul><li>Expectativas negativas a partir de Pessoas Significativas (pais, família) </li></ul><ul><li>Estereótipos Culturais (ligado a papéis) </li></ul><ul><li>Auto-conceito negativo (sucesso à casualidade, fracasso a falta de inteligência) </li></ul><ul><li>Auto-estima baixa </li></ul><ul><li>Temores a respeito do sucesso </li></ul><ul><li>Medo de rejeição social (destaque social) </li></ul><ul><li>O sucesso produz culpa, tristeza e dúvida quanto a ser normal. </li></ul><ul><li>Sucesso como cristalização de um personagem. </li></ul>
  18. 18. Como Motivar Alguém ou um Grupo? <ul><li>Questione-se sobre seus reais Motivos na missão de Motivar. </li></ul><ul><li>Como me sinto na missão de Motivar? </li></ul><ul><li>O que representa para mim? O que ganho com isso? </li></ul><ul><li>Qual o destino de minha influência? (onde quero chegar) </li></ul><ul><li>Desenvolva sensibilidade de conhecer os participantes do Grupo. </li></ul><ul><li>O que cada pessoa provoca em mim? E porque isto é provocado? </li></ul><ul><li>Respeite a percepção do outro. Sintonize suas emoções com as dele. Desenvolva a empatia. </li></ul><ul><li>Trace Desafios de acordo com cada perfil individual. </li></ul><ul><li>Atualize-se em relação as motivações pessoais. OUÇA. </li></ul><ul><li>Busque qualificar-se em trabalhar com Grupo. </li></ul>
  19. 19. Virgilio Gomes Psicólogo Mestrado em Sexologia Formação em Terapia Familiar e de Casal Coordenador do Grupo dos Psicólogos Adventistas do RJ Tel (21) 2273.1374 – 9765.5537 Email. vgnascimento@oi.com.br Acesse: www.advir.com.br/gparj

×