SlideShare uma empresa Scribd logo
Motivação e Cooperação no Trabalho Bibliotecário Maria Imaculada Cardoso Sampaio [email_address] “ Mais do que máquinas, necessitamos humanidade;  mais que de inteligencia, necessitamos afeto e ternura!”  Charles Chaplin IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   A SOCIEDADE EM CONTINUA MUDANÇA...   CARACTERÍSTICAS DESAFIADORA   DINÂMICA E ÁGIL  INSTÁVEL EVOLUTIVA   AÍ ESTÁ O NOSSO TEMPO   Rio de Janeiro, maio de 2006
A qualidade das pessoas faz a qualidade dos servicios   Andrea Nierenberg   IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
MENTALIDADE O “CLIENTE PRIMERO”  Colocar antes de tudo as necessidades do usuário.  Assegurar que todas estas necessidades serão atendidas. Desprende-se de si mesmo, até o ponto de sacrificar-se, para garantir a satisfação do cliente – Altruísmo.  Colocar-se no lugar do usuário – Empatia.  ATITUDE POSITIVA  Tratar o usuário com entusiasmo.  Praticar a atitude de “Sim, é possível”, nunca ser negativo.  Saber manejar os problemas de maneira correta. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
PROFISSIONALISMO     Busque estar o mais preparado possível em questões relacionadas ao seu trabalho, para servir aos usuários.     Se faltar algum conhecimento, saiba a quem recorrer e vá solicitar  ajuda.         ORIENTAÇÃO ÀS PESSOAS   Tome a iniciativa para estabelecer “comunicação”.   Demonstre seu interesse pessoal no cliente através do contato visual, sorrindo, chamando-lhe pelo seu nome.     Faça com que o cliente se sinta cômodo. CONFIABILIDADE Tome o tempo necessário para fazer seu trabalho corretamente.  Mostre sua confiabilidade.  Faça sempre o melhor e não o que mais fácil. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
Nas organizações atuais os investimentos são na tecnologia de ponta, nos grupos de especialistas, na  produção modular e na transmissão da informação  A informação é vital para a diminuição de incertezas e na tomade de decisão em uma sociedade de mudanças rápidas A informação envolve fatores de qualidade: integridade, atualidade, precisão e tempo de resposta A informação não depende só do processamento e sofisticação  de hardware e software. Requer “inteligencia” ou habilidade que lhe  agregue valor IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
Profissional da informação = invasão em seu ambiente de operação por tecnologias  Bases de dados online, revistas eletrônicas,  open archives ,  open acess Organizador e disseminador da informação ►  mundo virtual ► provedor da informação  Haja motivação!!! IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 TEORIA X e Y ( Douglas McGregor ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Administrar motivando...
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 TEORIA X e Y ( Douglas McGregor ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 TEORIA X e Y ( Douglas McGregor ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 TEORIA X e Y ( Douglas McGregor ) ,[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 TEORIA X e Y ( Douglas McGregor ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Pirâmide que representa as necessidades de  Maslow   Auto-realização Estima Amor Segurança Fisiológicas Quando uma necessidade é satisfeita, o ser humano elege, imediatamente, outra mais elevada para perseguir  IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 Administração focada na motivação
Motivação Doron e Parot (2001) afirmam que é graças à motivação que as necessidades se transformam em objetivos, planos e projetos. Broxado (2001, p. 16) “sem a Psicanálise de Freud não se estará considerando o ser humano em seu aspecto autêntico.”  Freud entendeu que o comportamento humano é determinado pela motivação do inconsciente e pelos impulsos instintivos .    Rio de janeiro, maio de 2006 IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Teoria dos Dois Fatores de Herzberg Fatores motivadores: reconhecimento, realização, possibilidade de crescimento, responsabilidade e o trabalho em si Fatores de higiene: condições de trabajo, salário, segurança, relação interpessoal, política de supervisão e administração, política e administração da empresa, vida pessoal e status   Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Cooperação  Ajuda mútua  Divisão do trabalho Atração interpessoal (empatia)  Compromisso com o grupo Motivação interna   IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO   Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Cooperação Cooperação ► incompletude do ser  humano Pessoas  ► grupos sociais, agrupamentos coletivos (igreja, sociedades de bairro, científicas  etc) Morton Deutsch (1949)  ► estudo clássico sobre cooperação Quando A faz = bom para ele e para B;  B faz = bom para ele e para A Malvezzi (1997) compartilhamento X cooperação Rio de Janeiro, maio de 2006
Maria Imaculada Cardoso Sampaio Motivação no Trabalho Cooperativo: O caso da Rede Brasileira de Bibliotecas da Área de Psicologia – ReBAP Orientadora: Profª. Drª. Daisy Pires Noronha Co-orientação: Prof. Dr. Lino de Macedo   Rio de janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Rio de Janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A TECNOLOGIA  DA  INFORMAÇÃO A SERVIÇO DAS  REDES HUMANAS... ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Rio de Janeiro, maio de 2006
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO MOTIVAÇÃO PARA ATENDER ÀS NECESSIDADES DOS CLIENTES Rio de janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],[object Object],Áreas sociais e interativas. Sistemas de comunicação produtiva. Compartilhamento de idéias e  relacionamentos em Rede. ,[object Object],Trabalho virtualizado. Acesso a vários espaços. Envolvimento nos processos de decisão. MOTIVAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO Rio de janeiro, maio de 2006
IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO ,[object Object],Estabelecimento de maior nível de confiança. Melhoria na divulgação e compartilhamento de informações. Maior autonomia e liberdade de expressão e construção do conhecimento. MOTIVAÇÃO E COOPERAÇÃO Rio de janeiro, maio de 2006
Qualidade  das pessoas = Motivação  Cooperação  ► Motivação  ► Qualidade IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de janeiro, maio de 2006
Rio de janeiro, maio de 2006 Referências ARGYLE, M.  Cooperation : the basis of sociability.  London: Routledge, 1991. BERGAMINI, C. W.  Motivação .  3. ed.  São Paulo: Atlas, 1991. BROXADO, S.  A verdadeira motivação na empresa : entendendo a psicologia organizacional e dicas para a motivação no dia-a-dia das empresas.  Rio de janeiro: Qualitymark, 2001. DORON, R.; PAROT, F.  Dicionário de Psicologia .  Tradução Odilon Soares Leme.  São Paulo: Ática, 2001. HERZBERG, F.; MAUSNER, B.; SNYDERMAN, B. B .  The motivation to work .  2. ed.  New York: John Wiley, 19 59. MASLOW, A. A.  Introdução à psicologia do ser .  Tradução Álvaro Cabral.  Rio de Janeiro: Eldorado, 1968.
Rio de Janeiro, maio de 2006 IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO "Cem vezes ao dia me lembro que a minha vida, interior e exterior,  depende do trabalho que outras pessoas estão fazendo neste momento.  Por isso devo me esforçar para retribuir,  pelo menos em parte, esta generosidade." Albert Einstein Muito obrigada!!!

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Reunião de de professores bibliotecários de Cascais
Reunião de de professores bibliotecários de CascaisReunião de de professores bibliotecários de Cascais
Reunião de de professores bibliotecários de CascaisCarlos Pinheiro
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoRoberto C. S. Pacheco
 
Motivação para aprender: uma conquista coletiva
Motivação para aprender: uma conquista coletivaMotivação para aprender: uma conquista coletiva
Motivação para aprender: uma conquista coletivaLudmila Silva Cesário
 
Motivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoMotivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoAnita Rink
 
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria Valls
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria VallsBibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria Valls
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria VallsMonitor Científico FaBCI
 
Meditação e Concentração
Meditação e ConcentraçãoMeditação e Concentração
Meditação e Concentraçãopaikachambi
 
Treinamento de Administracao do Tempo
Treinamento de Administracao do TempoTreinamento de Administracao do Tempo
Treinamento de Administracao do TempoGeorge Dias
 
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaOficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaRASC EAD
 
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"Solange Santana
 
Motivação - Processos Psicológicos Básicos
Motivação - Processos Psicológicos BásicosMotivação - Processos Psicológicos Básicos
Motivação - Processos Psicológicos BásicosDeisiane Cazaroto
 

Destaque (20)

Reunião de de professores bibliotecários de Cascais
Reunião de de professores bibliotecários de CascaisReunião de de professores bibliotecários de Cascais
Reunião de de professores bibliotecários de Cascais
 
Oficina docker
Oficina dockerOficina docker
Oficina docker
 
Administração do tempo
Administração do tempoAdministração do tempo
Administração do tempo
 
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimentoPapel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
 
Motivação para aprender: uma conquista coletiva
Motivação para aprender: uma conquista coletivaMotivação para aprender: uma conquista coletiva
Motivação para aprender: uma conquista coletiva
 
Motivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoMotivação e auto motivação
Motivação e auto motivação
 
Produtividade
ProdutividadeProdutividade
Produtividade
 
tipos_de_motivacao
tipos_de_motivacaotipos_de_motivacao
tipos_de_motivacao
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
 
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria Valls
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria VallsBibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria Valls
Bibliotecários que atuam em consultoria - Profª Drª Valéria Valls
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Meditação e Concentração
Meditação e ConcentraçãoMeditação e Concentração
Meditação e Concentração
 
Treinamento de Administracao do Tempo
Treinamento de Administracao do TempoTreinamento de Administracao do Tempo
Treinamento de Administracao do Tempo
 
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana MariaOficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
Oficina Apresentação Pessoal - Ana Maria
 
Resiliência
ResiliênciaResiliência
Resiliência
 
Administração do Tempo - Treinamento Embali
Administração do Tempo - Treinamento EmbaliAdministração do Tempo - Treinamento Embali
Administração do Tempo - Treinamento Embali
 
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"
Palestra "Biblioteconomia: formação do bibliotecário e perspectivas de atuação"
 
Motivação - Processos Psicológicos Básicos
Motivação - Processos Psicológicos BásicosMotivação - Processos Psicológicos Básicos
Motivação - Processos Psicológicos Básicos
 
Motivação..
Motivação..Motivação..
Motivação..
 

Semelhante a Motivacao

Academia Pearson - Criatividade e Inovacao
Academia Pearson - Criatividade e InovacaoAcademia Pearson - Criatividade e Inovacao
Academia Pearson - Criatividade e InovacaoLuis Rasquilha
 
Open ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SPOpen ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SPNatalia Lion
 
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...Naiara Oliveira
 
Workshop Business Design Inventta
Workshop Business Design InventtaWorkshop Business Design Inventta
Workshop Business Design InventtaInventta
 
Unidade 1 diagnóstico
Unidade 1   diagnósticoUnidade 1   diagnóstico
Unidade 1 diagnósticoLuscoto
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking ProcessOlogia
 
Apresentando o Master Mind
Apresentando o Master MindApresentando o Master Mind
Apresentando o Master MindLaercio Santos
 
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)ASTD 2014 Brochure (Portuguese)
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)astdintl
 
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry Jr
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry JrCriatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry Jr
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry JrLuis Rasquilha
 
iBeer #12 - Design thinking
iBeer #12 - Design thinkingiBeer #12 - Design thinking
iBeer #12 - Design thinkingDCX Resource IT
 
Administração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e PráticaAdministração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e PráticaÉrlei Araújo
 
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalho
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalhoTime is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalho
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalhoLupa | códigos culturais
 
Caracteristicas do Profissional do seculo XXI
Caracteristicas do Profissional do seculo XXICaracteristicas do Profissional do seculo XXI
Caracteristicas do Profissional do seculo XXIAntnioHenriqueRosa
 
Advocobrasil palestra oab 20130524
Advocobrasil   palestra oab 20130524Advocobrasil   palestra oab 20130524
Advocobrasil palestra oab 20130524Andre Medeiros
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoGilvan Nunes
 

Semelhante a Motivacao (20)

Academia Pearson - Criatividade e Inovacao
Academia Pearson - Criatividade e InovacaoAcademia Pearson - Criatividade e Inovacao
Academia Pearson - Criatividade e Inovacao
 
Semana de MKT: Marketing ou Inovação, qual surgiu primeiro?
Semana de MKT: Marketing ou Inovação, qual surgiu primeiro?Semana de MKT: Marketing ou Inovação, qual surgiu primeiro?
Semana de MKT: Marketing ou Inovação, qual surgiu primeiro?
 
Open ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SPOpen ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SP
 
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...
Gestão do Conhecimento: Uma análise acerca da vantagem competitiva para as or...
 
Workshop Business Design Inventta
Workshop Business Design InventtaWorkshop Business Design Inventta
Workshop Business Design Inventta
 
Unidade 1 diagnóstico
Unidade 1   diagnósticoUnidade 1   diagnóstico
Unidade 1 diagnóstico
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking Process
 
Apresentando o Master Mind
Apresentando o Master MindApresentando o Master Mind
Apresentando o Master Mind
 
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)ASTD 2014 Brochure (Portuguese)
ASTD 2014 Brochure (Portuguese)
 
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry Jr
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry JrCriatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry Jr
Criatividade_&_Market!ng, Duailibi, Roberto &_Simonsen, Harry Jr
 
iBeer #12 - Design thinking
iBeer #12 - Design thinkingiBeer #12 - Design thinking
iBeer #12 - Design thinking
 
Administração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e PráticaAdministração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e Prática
 
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalho
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalhoTime is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalho
Time is money? - Uma análise sobre as novas demandas nas relações de trabalho
 
Astd2014 brochure portuguese
Astd2014 brochure portugueseAstd2014 brochure portuguese
Astd2014 brochure portuguese
 
Caracteristicas do Profissional do seculo XXI
Caracteristicas do Profissional do seculo XXICaracteristicas do Profissional do seculo XXI
Caracteristicas do Profissional do seculo XXI
 
Administracao 4.0 no cenario mundial
Administracao 4.0 no cenario mundialAdministracao 4.0 no cenario mundial
Administracao 4.0 no cenario mundial
 
Humangext Magazine nº 15
Humangext Magazine nº 15Humangext Magazine nº 15
Humangext Magazine nº 15
 
Advocobrasil palestra oab 20130524
Advocobrasil   palestra oab 20130524Advocobrasil   palestra oab 20130524
Advocobrasil palestra oab 20130524
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
 
Humangext Magazine Julho 2017
Humangext Magazine Julho 2017Humangext Magazine Julho 2017
Humangext Magazine Julho 2017
 

Mais de taniamaciel

CóPia De Mesa Redonda C O N A R
CóPia De Mesa Redonda  C O N A RCóPia De Mesa Redonda  C O N A R
CóPia De Mesa Redonda C O N A Rtaniamaciel
 
A D M I N I S T R AÇÃ O
A D M I N I S T R AÇÃ OA D M I N I S T R AÇÃ O
A D M I N I S T R AÇÃ Otaniamaciel
 
CóPia De Aula2 Timkt
CóPia De Aula2 TimktCóPia De Aula2 Timkt
CóPia De Aula2 Timkttaniamaciel
 
S R A Bernadete MotivaçãO
S R A  Bernadete    MotivaçãOS R A  Bernadete    MotivaçãO
S R A Bernadete MotivaçãOtaniamaciel
 
O Controle Jurisdicional
O Controle JurisdicionalO Controle Jurisdicional
O Controle Jurisdicionaltaniamaciel
 
CóPia De O Controle Jurisdicional
CóPia De O Controle JurisdicionalCóPia De O Controle Jurisdicional
CóPia De O Controle Jurisdicionaltaniamaciel
 
CóPia De Nourau
CóPia De NourauCóPia De Nourau
CóPia De Nourautaniamaciel
 
011205 Palestradoccontabilidade
011205 Palestradoccontabilidade011205 Palestradoccontabilidade
011205 Palestradoccontabilidadetaniamaciel
 
Aneel A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosa
Aneel   A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio GiosaAneel   A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosa
Aneel A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosataniamaciel
 
Dho ApresentaçãO
Dho ApresentaçãODho ApresentaçãO
Dho ApresentaçãOtaniamaciel
 
Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525taniamaciel
 
Mesa Redonda Conar
Mesa Redonda ConarMesa Redonda Conar
Mesa Redonda Conartaniamaciel
 
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07taniamaciel
 
Palestra Motivacao Humana
Palestra Motivacao HumanaPalestra Motivacao Humana
Palestra Motivacao Humanataniamaciel
 
Perfil Empreendedor
Perfil EmpreendedorPerfil Empreendedor
Perfil Empreendedortaniamaciel
 

Mais de taniamaciel (20)

CóPia De Mesa Redonda C O N A R
CóPia De Mesa Redonda  C O N A RCóPia De Mesa Redonda  C O N A R
CóPia De Mesa Redonda C O N A R
 
A D M I N I S T R AÇÃ O
A D M I N I S T R AÇÃ OA D M I N I S T R AÇÃ O
A D M I N I S T R AÇÃ O
 
CóPia De Aula2 Timkt
CóPia De Aula2 TimktCóPia De Aula2 Timkt
CóPia De Aula2 Timkt
 
S R A Bernadete MotivaçãO
S R A  Bernadete    MotivaçãOS R A  Bernadete    MotivaçãO
S R A Bernadete MotivaçãO
 
O Controle Jurisdicional
O Controle JurisdicionalO Controle Jurisdicional
O Controle Jurisdicional
 
CóPia De O Controle Jurisdicional
CóPia De O Controle JurisdicionalCóPia De O Controle Jurisdicional
CóPia De O Controle Jurisdicional
 
CóPia De Nourau
CóPia De NourauCóPia De Nourau
CóPia De Nourau
 
Amazonia2776
Amazonia2776Amazonia2776
Amazonia2776
 
011205 Palestradoccontabilidade
011205 Palestradoccontabilidade011205 Palestradoccontabilidade
011205 Palestradoccontabilidade
 
1219189349
12191893491219189349
1219189349
 
Cap8 001
Cap8 001Cap8 001
Cap8 001
 
Marcos
MarcosMarcos
Marcos
 
Motiva12
Motiva12Motiva12
Motiva12
 
Aneel A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosa
Aneel   A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio GiosaAneel   A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosa
Aneel A Realidade Brasileira No Caminho Da Sustentabilidade E Rs Livio Giosa
 
Dho ApresentaçãO
Dho ApresentaçãODho ApresentaçãO
Dho ApresentaçãO
 
Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525
 
Mesa Redonda Conar
Mesa Redonda ConarMesa Redonda Conar
Mesa Redonda Conar
 
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07Palestra De Rs E 3º Setor   30.05.07
Palestra De Rs E 3º Setor 30.05.07
 
Palestra Motivacao Humana
Palestra Motivacao HumanaPalestra Motivacao Humana
Palestra Motivacao Humana
 
Perfil Empreendedor
Perfil EmpreendedorPerfil Empreendedor
Perfil Empreendedor
 

Motivacao

  • 1. Motivação e Cooperação no Trabalho Bibliotecário Maria Imaculada Cardoso Sampaio [email_address] “ Mais do que máquinas, necessitamos humanidade; mais que de inteligencia, necessitamos afeto e ternura!” Charles Chaplin IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 2. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO A SOCIEDADE EM CONTINUA MUDANÇA... CARACTERÍSTICAS DESAFIADORA DINÂMICA E ÁGIL INSTÁVEL EVOLUTIVA AÍ ESTÁ O NOSSO TEMPO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 3. A qualidade das pessoas faz a qualidade dos servicios Andrea Nierenberg IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 4. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 5. MENTALIDADE O “CLIENTE PRIMERO” Colocar antes de tudo as necessidades do usuário. Assegurar que todas estas necessidades serão atendidas. Desprende-se de si mesmo, até o ponto de sacrificar-se, para garantir a satisfação do cliente – Altruísmo. Colocar-se no lugar do usuário – Empatia. ATITUDE POSITIVA Tratar o usuário com entusiasmo. Praticar a atitude de “Sim, é possível”, nunca ser negativo. Saber manejar os problemas de maneira correta. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 6. PROFISSIONALISMO   Busque estar o mais preparado possível em questões relacionadas ao seu trabalho, para servir aos usuários.   Se faltar algum conhecimento, saiba a quem recorrer e vá solicitar ajuda.      ORIENTAÇÃO ÀS PESSOAS Tome a iniciativa para estabelecer “comunicação”. Demonstre seu interesse pessoal no cliente através do contato visual, sorrindo, chamando-lhe pelo seu nome.   Faça com que o cliente se sinta cômodo. CONFIABILIDADE Tome o tempo necessário para fazer seu trabalho corretamente. Mostre sua confiabilidade. Faça sempre o melhor e não o que mais fácil. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Nas organizações atuais os investimentos são na tecnologia de ponta, nos grupos de especialistas, na produção modular e na transmissão da informação A informação é vital para a diminuição de incertezas e na tomade de decisão em uma sociedade de mudanças rápidas A informação envolve fatores de qualidade: integridade, atualidade, precisão e tempo de resposta A informação não depende só do processamento e sofisticação de hardware e software. Requer “inteligencia” ou habilidade que lhe agregue valor IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 13. Profissional da informação = invasão em seu ambiente de operação por tecnologias Bases de dados online, revistas eletrônicas, open archives , open acess Organizador e disseminador da informação ► mundo virtual ► provedor da informação Haja motivação!!! IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. Pirâmide que representa as necessidades de Maslow Auto-realização Estima Amor Segurança Fisiológicas Quando uma necessidade é satisfeita, o ser humano elege, imediatamente, outra mais elevada para perseguir IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006 Administração focada na motivação
  • 20. Motivação Doron e Parot (2001) afirmam que é graças à motivação que as necessidades se transformam em objetivos, planos e projetos. Broxado (2001, p. 16) “sem a Psicanálise de Freud não se estará considerando o ser humano em seu aspecto autêntico.” Freud entendeu que o comportamento humano é determinado pela motivação do inconsciente e pelos impulsos instintivos . Rio de janeiro, maio de 2006 IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO
  • 21. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Teoria dos Dois Fatores de Herzberg Fatores motivadores: reconhecimento, realização, possibilidade de crescimento, responsabilidade e o trabalho em si Fatores de higiene: condições de trabajo, salário, segurança, relação interpessoal, política de supervisão e administração, política e administração da empresa, vida pessoal e status Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 22.
  • 23. Cooperação Ajuda mútua Divisão do trabalho Atração interpessoal (empatia) Compromisso com o grupo Motivação interna IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 24.
  • 25. IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Cooperação Cooperação ► incompletude do ser humano Pessoas ► grupos sociais, agrupamentos coletivos (igreja, sociedades de bairro, científicas etc) Morton Deutsch (1949) ► estudo clássico sobre cooperação Quando A faz = bom para ele e para B; B faz = bom para ele e para A Malvezzi (1997) compartilhamento X cooperação Rio de Janeiro, maio de 2006
  • 26. Maria Imaculada Cardoso Sampaio Motivação no Trabalho Cooperativo: O caso da Rede Brasileira de Bibliotecas da Área de Psicologia – ReBAP Orientadora: Profª. Drª. Daisy Pires Noronha Co-orientação: Prof. Dr. Lino de Macedo Rio de janeiro, maio de 2006
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36. Qualidade das pessoas = Motivação Cooperação ► Motivação ► Qualidade IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO Rio de janeiro, maio de 2006
  • 37. Rio de janeiro, maio de 2006 Referências ARGYLE, M. Cooperation : the basis of sociability. London: Routledge, 1991. BERGAMINI, C. W. Motivação . 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991. BROXADO, S. A verdadeira motivação na empresa : entendendo a psicologia organizacional e dicas para a motivação no dia-a-dia das empresas. Rio de janeiro: Qualitymark, 2001. DORON, R.; PAROT, F. Dicionário de Psicologia . Tradução Odilon Soares Leme. São Paulo: Ática, 2001. HERZBERG, F.; MAUSNER, B.; SNYDERMAN, B. B . The motivation to work . 2. ed. New York: John Wiley, 19 59. MASLOW, A. A. Introdução à psicologia do ser . Tradução Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Eldorado, 1968.
  • 38. Rio de Janeiro, maio de 2006 IV CONGRESSO DE BIBLIOTECONOMIA DO RIO DE JANEIRO "Cem vezes ao dia me lembro que a minha vida, interior e exterior, depende do trabalho que outras pessoas estão fazendo neste momento. Por isso devo me esforçar para retribuir, pelo menos em parte, esta generosidade." Albert Einstein Muito obrigada!!!