SEDF – CRE Taguatinga – CEI 1 
COMPORTAMENTO AGRESSIVO, RAIVA, 
HIPERATIVIDADE, IMPULSIVIDADE 
Anaí Haeser & Vânia Varela ...
A agressividade tem sido, nos útlimos anos, uma das queixas mais 
frequentes para o encaminhamento de crianças à psicotera...
MAS É PRECISO 
REFLETIR...
comunidade 
mídia 
economia 
políticas 
públicas 
ética, 
valores
CONCEITOS E IDEIAS 
FUNDAMENTAIS
CONCEITOS E IDEIAS RELACIONADAS À 
RAIVA, AGRESSIVIDADE, HIPERATIVIDADE 
E IMPULSIVIDADE
Emoção 
• Fenômeno complexo, de difícil definição, que envolve todo o organismo 
• Palavra que evoluiu do latim motio, mot...
Características da emoção sengundoWallon 
contagiosidade 
plasticidade 
regressividade
Afetividade> Sentimento> Emoção 
AFETIVIDADE SENTIMENTO EMOÇÃO 
Sistema que envolve 
sentimentos, emoções 
e paixões. 
Rea...
Três categorias de emoções (Damásio, 2004) 
Emoções de 
fundo 
Agradáveis 
Desagradáveis 
Emoções 
primárias 
Raiva 
Alegr...
4 
Emoções 
Básicas 
- Alegria/ Felicidade 
- Medo/ Surpresa 
- Tristeza 
- Raiva/ Repulsa
Roda das emoções 
(Robert Plutchik)
Ira/ Raiva x Agressividade 
• Ira/ Raiva: 
• estado emocional que abrange 
sentimentos que variam desde 
aborrecimento lev...
Ato x Comportamento Agressivo 
AGRESSÃO SITUACIONAL 
• Ato ou ação agressiva: 
acontece ocasionalmente, em 
momentos de te...
Reações de luta-fuga e imobilização 
• “Relacionadas a um mecanismo de neurocepção, que se caracteriza 
pela capacidade de...
Agressividade Infantil x Educação familiar 
• Muitas vezes, agressividade e mau comportamento são associados à 
problemas ...
Fatores a observar 
• Quando a criança agride, é preciso observar em que condições isso 
acontece e outras características...
O comportamento agressivo infantil na escola 
• Na escola, são consideradas crianças agressivas: 
• Aquelas extremamente i...
Desobediência e Indisciplina 
• Não obedecer comandos, seguir 
regras ou combinados 
• Carência na instrução para a 
disci...
Hiperatividade 
• Características: 
• agitação excessiva das mãos ou os pés; 
• abandonar a cadeira em sala de aula ou out...
Impulsividade 
• Características: 
• dar respostas precipitadas antes de as perguntas terem sido 
completadas; 
• dificuld...
O comportamento agressivo, a raiva ou a “hiperatividade” 
também podem refletir... 
Função 
O que proporciona para a 
pess...
Por que na Escola? 
“o comportamento agressivo na infância se manifesta 
geralmente no ambiente escolar, porque as criança...
O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA 
SEGUNDO WALLON 
ELEMENTOS FUNDAMENTAIS PARA A 
COMPREENSÃO DO TEMA 
- Foco nos campos funcio...
Elemento afetivo/ 
emocional do 
movimento. 
Ação direta sobre o 
meio físico, 
Movimento concreto. 
Dimensão 
Expressiva ...
EMOÇÃO/ AFETIVIDADE 
EMOÇÃO 
Fator fundamental de interação 
Primeira manifestação 
afetiva 
Exteriorização da 
afetividad...
Estágios do desenvolvimento segundo Wallon 
Impulsivo-emocional 
Sensório motor-projetivo 
Personalismo 
Categorial 
Adole...
Estágio do Personalismo 
-Algumas características - 
AFETIVO 
ORIENTAÇÃO 
CENTRÍPETA 
• Tarefa central: formação da person...
ASPECTOS RELACIONADOS AO 
DESENVOLVIMENTO CEREBRAL
SÍNTESE 
OU CONSIDERAÇÕES PARA REFLEXÃO
Refletindo em grupo 
• A relação dialética entre pessoa-meio (físico, social...) 
• Os aspectos relacionados ao desenvolvi...
A PRÁTICA DOCENTE 
Educação Emocional
Educação emocional 
• A Educação Emocional, ou alfabetização emocional, é uma estratégia 
para o desenvolvimento da inteli...
Autoconsciência 
• Perceber e nomear emoções e sentimentos
Cartões com 
expressões 
emocionais
Rosto para 
trabalhar 
expressão 
emocional 
facial
Livro dos 
sentimentos: 
As vezes eu 
me sinto...
Termômetro 
emocional
Reconhecer o 
que compõe a 
expressão de 
uma emoção 
ou sentimento 
- Elaborar cartazes e 
outros recursos que 
auxiliem ...
Controle das emoções 
• Atividades, jogos e estratégias para controlar as emoções
Role-play
Corrida do comportamento
Automotivação
Lidar com relacionamentos
Empatia
Referências 
CABALLO, V. E. Clínica dos Tanstornos Psicológicos: Estratégias de avaliação, problemas 
infantis e transtorn...
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade

4.452 visualizações

Publicada em

Apresentação para fundamentar o trabalho pedagógico em relação ao comportamento agressivo, raiva, hiperatividade, impulsividade.

Publicada em: Educação
2 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.452
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
182
Comentários
2
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comportamento agressivo, raiva, irritação, hiperatividade

  1. 1. SEDF – CRE Taguatinga – CEI 1 COMPORTAMENTO AGRESSIVO, RAIVA, HIPERATIVIDADE, IMPULSIVIDADE Anaí Haeser & Vânia Varela Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem 20 de agosto de 2014
  2. 2. A agressividade tem sido, nos útlimos anos, uma das queixas mais frequentes para o encaminhamento de crianças à psicoterapia (Caballo, 2012).
  3. 3. MAS É PRECISO REFLETIR...
  4. 4. comunidade mídia economia políticas públicas ética, valores
  5. 5. CONCEITOS E IDEIAS FUNDAMENTAIS
  6. 6. CONCEITOS E IDEIAS RELACIONADAS À RAIVA, AGRESSIVIDADE, HIPERATIVIDADE E IMPULSIVIDADE
  7. 7. Emoção • Fenômeno complexo, de difícil definição, que envolve todo o organismo • Palavra que evoluiu do latim motio, motionis • Movimento, perturbação • Adaptação do termo francês émotion • Alteração intensa e passageira do estado de uma pessoa • É indispensável para mobilizar as pessoas, criar vínculos • Tem substrato biológico mas se desenvolve em determinado contexto e nas relações da pessoa com o meio • Possui caráter evolutivo • Pode ser externalizada ou internalizada
  8. 8. Características da emoção sengundoWallon contagiosidade plasticidade regressividade
  9. 9. Afetividade> Sentimento> Emoção AFETIVIDADE SENTIMENTO EMOÇÃO Sistema que envolve sentimentos, emoções e paixões. Reações menos instintivas e mais pensadas, “racionais”, sendo consciente. Reações com “fundo” biológico que tem relação direta com acontecimento do meio. São ocasionais, instantâneas e diretas.
  10. 10. Três categorias de emoções (Damásio, 2004) Emoções de fundo Agradáveis Desagradáveis Emoções primárias Raiva Alegria/ Felicidade Tristeza Medo/ Surpresa Emoções sociais Vergonha Culpa Compaixão Simpatia...
  11. 11. 4 Emoções Básicas - Alegria/ Felicidade - Medo/ Surpresa - Tristeza - Raiva/ Repulsa
  12. 12. Roda das emoções (Robert Plutchik)
  13. 13. Ira/ Raiva x Agressividade • Ira/ Raiva: • estado emocional que abrange sentimentos que variam desde aborrecimento leve até fúria e cólera intensas, acompanhado por estimulação do sistema nervoso autônomo (Spielberger & Biaggio, 1992); • EXTERNALIZADA, pode ser um dos componentes da agressividade; • envolve sentimentos como a irritação e o aborrecimento, • tende a ser vista como uma emoção negativa; • pode surgir associada à dor, frustração, ameaça, ofensa, injustiça, coerção. • Agressividade • comportamento destrutivo ou punitivo orientado a outras pessoas ou objetos (Monteiro & Silva, 2012); • pode ser uma forma de expressão da raiva.
  14. 14. Ato x Comportamento Agressivo AGRESSÃO SITUACIONAL • Ato ou ação agressiva: acontece ocasionalmente, em momentos de tensão, estresse, ameaça à vida, o ser humano pode reagir em resposta ao risco iminente. PADRÃO AGRESSIVO RECORRENTE • Comportamento agressivo: é um conjunto de ações repetidas no decorrer do tempo, podendo estar relacionados à dinâmica familiar, fatores contextuais, psicológicos ou psiquiátricos, entre outros. • O comportamento agressivo em crianças envolve: • frequentemente morder, bater, chutar, quebras objetos, xingar...
  15. 15. Reações de luta-fuga e imobilização • “Relacionadas a um mecanismo de neurocepção, que se caracteriza pela capacidade de o indivíduo de agir conforme sua percepção de segurança ou ameaça a respeito do meio onde ele se encontra.” • Ambiente seguro = mecanismos inibitórios • Ambiente percebido como ameaçador = ativação da reação de luta-fuga ou de imobilização
  16. 16. Agressividade Infantil x Educação familiar • Muitas vezes, agressividade e mau comportamento são associados à problemas na educação familiar da criança. • Contudo... • Sofrimento psíquico de alguma natureza pode resultar no comportamento agressivo ou no mau comportamento; • O mau comportamento é uma das maneiras mais comuns das crianças manifestarem tristeza, medo, ansiedade, inveja, baixa auto-estima, ou sofrimentos psíquicos de outra natureza.
  17. 17. Fatores a observar • Quando a criança agride, é preciso observar em que condições isso acontece e outras características: • local/ locais em que acontece • momento(s) de ocorrência • outros elementos associados • características do comportamento agressivo • intensidade do comportamento agressivo • persistência e recorrência • características do agressor e do observador
  18. 18. O comportamento agressivo infantil na escola • Na escola, são consideradas crianças agressivas: • Aquelas extremamente inquietas, impulsivas, que buscam atingir outras crianças, que falam alto demais, são desobedientes, provocam... • É preciso distinguir entre comportamento agressivo e: • desobediência • hiperatividade • assertividade...
  19. 19. Desobediência e Indisciplina • Não obedecer comandos, seguir regras ou combinados • Carência na instrução para a disciplina regulada e imposta pela ordem social • Pode ser refletida pela: • Desobediência • Conversas paralelas • Comportamentos “descontrolados e fora de contexto”
  20. 20. Hiperatividade • Características: • agitação excessiva das mãos ou os pés; • abandonar a cadeira em sala de aula ou outras situações nas quais se espera que permaneça sentado; • correr ou escalar em demasia, em situações nas quais isto é inapropriado; • dificuldades para brincar ou se envolver silenciosamente em atividades de lazer, estar “a mil” ou muitas vezes age como se estivesse “a todo vapor”; • falar em demasia.
  21. 21. Impulsividade • Características: • dar respostas precipitadas antes de as perguntas terem sido completadas; • dificuldade para aguardar sua vez; • interromper ou intrometer-se em assuntos de outros
  22. 22. O comportamento agressivo, a raiva ou a “hiperatividade” também podem refletir... Função O que proporciona para a pessoa Quando pode acontecer Sensorial Fornece experiências sensoriais preferidas <Se sente bem em fazer> A qualquer momento, especialmente quando está ansioso ou solitário. Fuga Afasta de atividades ou interações não desejadas Quando a atividade ou interação é muito: difícil, fácil, chata, assustadora... Atenção Permite acesso a pessoas ou interações Quando se deseja interagir socialmente Palpável Providencia objetos ou atividades desejados Quando se deseja um objeto ou atividade Adaptado e traduzido livremente por Anaí Peña, de Andrew Davis
  23. 23. Por que na Escola? “o comportamento agressivo na infância se manifesta geralmente no ambiente escolar, porque as crianças ficam envolvidas com outras crianças, tem que lidar com frustrações, regras e limites. Esse ambiente pode propiciar manifestações de sentimentos que as crianças ainda não sabem controlar, como raiva e irritação, fazendo com que ela se comporte de forma agressiva” (psicóloga Paula Pessoa Carvalho, em entrevista ao site Mães & Filhos – Educação, Saúde e Relacionamentos)
  24. 24. O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA SEGUNDO WALLON ELEMENTOS FUNDAMENTAIS PARA A COMPREENSÃO DO TEMA - Foco nos campos funcionais e no estágio do personalismo -
  25. 25. Elemento afetivo/ emocional do movimento. Ação direta sobre o meio físico, Movimento concreto. Dimensão Expressiva Dimensão Instrumental MOVIMENTO CONDIÇÃO INICIAL Primeira manifestação psíquica atividade motora reflexa CONDIÇÃO FINAL Refinamento e funcionalidade movimento ideo-motor
  26. 26. EMOÇÃO/ AFETIVIDADE EMOÇÃO Fator fundamental de interação Primeira manifestação afetiva Exteriorização da afetividade com o meio Emoção/ Sentimento/ Paixão SENTIMENTOS Refinamento e funcionalidade da afetividade PAIXÃO Autocontrole afetivo
  27. 27. Estágios do desenvolvimento segundo Wallon Impulsivo-emocional Sensório motor-projetivo Personalismo Categorial Adolescência Adulto
  28. 28. Estágio do Personalismo -Algumas características - AFETIVO ORIENTAÇÃO CENTRÍPETA • Tarefa central: formação da personalidade • Busca descobrir-se diferente das outras crianças e de adultos • Construção da consciência de si por meio das interações sociais • Interesse voltado para as pessoas e relações afetivas • Principais características nas relações interpessoais: • Oposição ao outro (relações negativistas, recusa, reivindicação) • Sedução (idade da graça) • Imitação (copia os comportamentos do outro, que antes negou, como modelo para ampliação das próprias competências) • Ciúmes e paixão; • Exibicionismo.
  29. 29. ASPECTOS RELACIONADOS AO DESENVOLVIMENTO CEREBRAL
  30. 30. SÍNTESE OU CONSIDERAÇÕES PARA REFLEXÃO
  31. 31. Refletindo em grupo • A relação dialética entre pessoa-meio (físico, social...) • Os aspectos relacionados ao desenvolvimento • Movimento: hiperatividade e impulsividade • Emoções: amadurecimento, desenvolvimento da “personalidade” • Estratégias utilizadas quando há agressividade, raiva, ‘hiperatividade’, impulsividade • Time-out x Time-in • Educação emocional/ afetiva
  32. 32. A PRÁTICA DOCENTE Educação Emocional
  33. 33. Educação emocional • A Educação Emocional, ou alfabetização emocional, é uma estratégia para o desenvolvimento da inteligência emocional (Goleman) • Para a alfabetização emocional é importante promover atividades que desenvolvam: • Autoconsciência • Controle das emoções • Automotivação • Lidar com relacionamentos • Empatia
  34. 34. Autoconsciência • Perceber e nomear emoções e sentimentos
  35. 35. Cartões com expressões emocionais
  36. 36. Rosto para trabalhar expressão emocional facial
  37. 37. Livro dos sentimentos: As vezes eu me sinto...
  38. 38. Termômetro emocional
  39. 39. Reconhecer o que compõe a expressão de uma emoção ou sentimento - Elaborar cartazes e outros recursos que auxiliem a perceber o que compõe uma emoção ou sentimento
  40. 40. Controle das emoções • Atividades, jogos e estratégias para controlar as emoções
  41. 41. Role-play
  42. 42. Corrida do comportamento
  43. 43. Automotivação
  44. 44. Lidar com relacionamentos
  45. 45. Empatia
  46. 46. Referências CABALLO, V. E. Clínica dos Tanstornos Psicológicos: Estratégias de avaliação, problemas infantis e transtornos de ansiedade. São Paulo: Santos, 2012. CALL, N. Cérebro e Educação Infantil. Porto Alegre: Penso, 2013. DAMÁSIO, A.. Em busca de Espinosa: Prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2004. ESPERIDIÃO-ANTONIO, V., MAJESKI-COLOMBO, M., TOLEDO-MONTEVERDE, D., MORAES-MARTINS, G., FERNANDES, J. J., ASSIS, M. B., SIQUEIRA-BATISTA, R. Neurobiologia das Emoções. Revista de Psiquiatria Clínica, http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol35/n2/55.htm . GALVÃO, I. Henri Wallon: uma concepção do desenvolvimento infantil. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995. GOLEMAN, D. Emotional Intelligence, why it can matter more than IQ. Bloomsbury Publishing Plc, 1995. MONTEIRO, N.; SILVA, D. Sobre o conceito de raiva e o STAXI-2. Revista de Psicologia Militar, n.21, pp.31-40, 2012. VIGOTSKI, L. S. As emoções e seu desenvolvimento na infância. In: L. S. Vigotski. O desenvolvimento psicológico na infância. São Paulo: Martins Fontes, 1998. SPIELBERGER, C.D.; BIAGGIO, A. Manual do Inventário de Expressão da Raiva Traço Estado - STAXI. São Paulo: Vetor, 1992.

×