SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
• A palavra "trindade" não aparece nas Bíblias comuns
que usamos.
• “Por esse motivo, eu evito o uso dela”.
• Procuremos falar sobre assuntos bíblicos usando
linguagem bíblica.
• As pessoas que usam termos como trindade, Deus trino,
etc. as empregam para explicar um conceito da
existência de três pessoas distintas que podem ser
chamadas de Deus. Vamos considerar, em termos bem
resumidos, o que a Bíblia diz a respeito dessa idéia.
Introdução
• Estudar, especificamente, sobre a DOUTRINA CRISTÃ
DA TRINDADE é, nada mais nada menos do que,
estudar sobre o ser criador, sustentador, e dirigente de
todas as coisas, qual seja, DEUS.
• Porém, o estudo doutrinário da DIVINA TRINDADE, nos
mostra a revelação de DEUS sobre o seu modo trino de
existir, manifestar e agir.
• Estudemos, portanto, um pouco sobre o que a BÍBLIA
SAGRADA nos ensina sobre a TRINDADE para
enriquecermos o nosso conhecimento sobre o causador
e criador de todas as coisas, sendo, por isso,
indubitavelmente, o mais importante ser do universo,
qual seja, DEUS que se revela e manifesta ao ser
humano através de três pessoas distintas.
O que é a Trindade.
• O minidicionário Aurélio define a TRINDADE como:
• Na doutrina CRISTÃ, dogma da união de três pessoas
distintas (o Pai, o Filho e o ESPÍRITO SANTO) em um
só DEUS: O mistério da Santíssima Trindade.
• O conciso dicionário de teologia CRISTÃ nos diz:
• Referência à doutrina de que DEUS é um e que existe
eternamente em três pessoas.
• Portanto, TRINDADE é o termo usado, no cristianismo,
para definir a manifestação e ação de DEUS através de
três pessoas distintas.
• TRINDADE é, por isso, a tríplice maneira de DEUS se
revelar.
• Por mais que nos esforcemos e procuremos, em toda a
BÍBLIA SAGRADA, a palavra TRINDADE, jamais será
encontrada.
• Porém, tal constatação, não significa que a TRINDADE
não existe, ou que seja invenção de alguma religião,
denominação, igreja ou líder religioso, em particular.
• Não há necessidade de fazermos muito esforço pessoal,
para descobrirmos na BÍBLIA SAGRADA que DEUS
existe, se manifesta e age de modo tríplice.
A Doutrina da Trindade no Antigo Testamento
• O Antigo Testamento enfatiza com clareza
inquestionável, a unidade de Deus.
• Não contém, porém, plena revelação da existência da
doutrina da Trindade.
• Mas contém indicações desta. Isto se dar pelo fato de
Israel está plenamente cercado de tribos e nações que
haviam se afastado do conhecimento original do Deus
Todo-Poderoso para abraçar o politeísmo.
• Introduzir a Trindade de modo perceptível nessa
conjuntura teria sido prematuro e confuso para o povo
de Israel, uma nação incipiente.
• Como já enfatizamos acima, o Antigo Testamento nos
dar indícios da natureza trina de Deus, mas eles são
mais claros apenas à luz da revelação mais completa do
Novo Testamento e esta revelação vai tendo maior
clareza, na medida em que a obra redentora de Deus é
revelada mais claramente, como na encarnação do Filho
e no derramamento do Espírito.
• Palavras plurais. No Antigo Testamento existem nomes
plurais para Deus, que são usados para referir-se a Ele.
Os nomes Elohim e Adonai são plurais. Elohim (plural)
para Deus (Gn 1.1) quando se refere ao Deus
verdadeiro, tem uma forma singular do verbo.
• Temos também verbos e pronomes no plural relativos à
divindade: “façamos”, “nossa” (Gn 1.26); “nós” (Gn
3.22); “desçamos e confundamos” (Gn 11.7); “por nós”
(Is 6.8).
• Esses termos usados no plural dão-nos uma indicação
de pluralidade de pessoas na Deidade. Gênesis 1.1,
onde o nome hebraico para Deus, Elohin, é plural, já
mostra que essa unidade de Deus é composta.
• O Anjo do Senhor.
• Esse anjo aparece inúmeras vezes em todo o Antigo
Testamento.
• Apesar de essa designação poder se referir a qualquer
um dos anjos de Deus (1Rs 19.7; cf, v. 5).
• Algumas vezes esse Anjo é chamado de Deus (Gn
31.11-13; Ex 3.2-6; Jz 13.21,22), embora seja distinto
dele (Gn 16.7-13; 18.1-21; 19.1-28; Ml 3.1).
• Isso certamente aponta para distinções pessoais dentro
da Deidade.
• Estudiosos são da opinião de que o “Anjo do Senhor” no
Antigo Testamento é uma representação do Cristo pré-
encarnado.
• Distinção de pessoas.
• Algumas passagens do Antigo Testamento fazem
distinção entre as pessoas que formam a Deidade.
•
• a) O Senhor é distinto do Senhor (Gn 19.24; Os 1.7).
• b) O Redentor (que deve ser divino) é distinto do Senhor
(Is 59.20).
• c) O Espírito é distinto do Senhor (Is 48.16; 59.21;
63.9,10).
• A Trindade no Novo Testamento.
• O Novo Testamento não contém uma declaração
explicita da doutrina da Trindade de Deus, mas contém
muitas evidências da mesma. É importante enfatizarmos
aqui três pontos importantes com relação à doutrina da
Trindade:
• Assim como o Antigo Testamento, o Novo Testamento
nos revela a existência de apenas um Deus verdadeiro.
O Pai o Filho e o Espírito Santo constituem um só Deus.
O texto de Deuteronômio 6.4 nos trás essa revelação:
“Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor”.
O próprio Deus enfatiza que não há outro Deus além
dele (Is 45.5).
• Em toda a revelação do Novo Testamento, não vemos
qualquer idéia de que haja três deuses. Textos bíblicos
como 1Coríntios 8.4-6; Efésios 4.3-6; e Tiago 2.19
mostram com clareza de detalhes este assunto.
• Sabe-se não ser fácil a compreensão de que há três
pessoas distintas na Trindade, “cada uma contendo todo
o ser de Deus em si, mesmo havendo somente um Deus
e sendo Ele indivisível” (Wayne Grudem – Entenda a fé
cristã, pg. 45).
• Temos convicção que, enquanto neste mundo, nunca
entenderemos plenamente esta tão importante doutrina,
pois partes dela estão além da nossa compreensão.
Ação distinta na Trindade
• Os papeis distinto na Trindade são evidenciados
• Cada pessoa da Trindade é plenamente Deus.
• Vamos observar o assunto com maior evidência abaixo.
• O Pai reconhecido como Deus.
• Essa é uma doutrina bem conhecida em todas as
Escrituras.
• Há um Deus como Pai na revelação bíblica.
• No Antigo testamento essa revelação de Pai não era
muito comum para Deus, principalmente para não
confundir o Deus de Israel com os deuses do
paganismo.
• No Novo Testamento o termo é bastante usado. Jesus
emprega o termo cerca de 170 vezes.
• Deus é o “Pai das luzes” (Tg 1.17); o “Pai da glória” (Ef
1.17); o “Pai de todos” (Ef 4.6).
• O título é uma indicação de que Deus é a fonte de todas
as coisas, ocupando por isto o primeiro lugar na
Trindade.
• É importante observamos aqui as seguintes referências
(Jo 6.27; 1Pe 1.2).
O Filho reconhecido como Deus.
• Jesus Cristo detém atributos naturais de divindade tais
como: onisciência (Mt 9.4), onipotência (Mt 28.18),
onipresença (Mt 28.20), imutabilidade (Hb 13.8),
eternidade (Jo 1.1).
• Durante o seu ministério terreno realizou obras que
somente Deus poderia fazer, como perdoar pecados (Mc
2.1-12), além disto, o Novo Testamento mostra ainda
obras que somente Deus poderia fazer em Cristo, como
ressuscitar os mortos (Jo 12.9), criar e sustentar todas
as coisas (Cl 1.17:Jo 1.1,2), o julgamento do mundo (Jo
5.29,30; Mt 25.31,32), etc.
O Espírito Santo reconhecido como Deus.
• “Então disse Pedro: Ananias, porque encheu Satanás
teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo? Não
mentiste aos homens, mas a Deus (grifo nosso)” (At
5.3,4).
• Neste relato bíblico vemos que, mesmo que o Espírito
Santo tenha impulsionado Ananias e Safira a tomarem a
decisão de vender sua propriedade e generosamente
depositar aos pés dos discípulos, tal intento foi logo
pervertido pela cobiça do casal, que tentou enganar os
apóstolos.
• Quando assim procederam mentiram ao Espírito Santo
e não aos homens, conforme o texto acima citado.
• Alem disso o Espírito Santo possui atributos que
somente Deus possui, como onisciência (1Co 2.11),
eternidade (Hb 9.14).
• Obras de Deus também são atribuídas ao Espírito
Santo, tais como: a regeneração das pessoas (Jo
3.5,6,8), ressurreição (Rm 8.11).
• Títulos também são atribuídos ao Espírito Santo.
Vejamos alguns:
• “Espírito do Pai” (Mt 10.20), “Espírito de Deus” (Rm 8.9),
“Espírito de Cristo” (Rm 8.9), “Espírito da Glória” (1Pe
4.14), “Paracletos” (Jo 14.16,26; 15.26).
a) Há um só Deus.
• (Efésios 4:6).
• O fato que existem mais de uma pessoa divina, como
veremos logo, não sugere múltiplos deuses.
• A doutrina bíblica não se compara com as doutrinas
politeístas de algumas religiões pagãs.
b) O Pai, o Filho e o Espírito Santo são pessoas
distintas.
• No batismo de Jesus, cada um fez seu papel,
concordando com os outros dois, mas distinto deles.
Jesus subiu das águas; o Espírito desceu como pomba
sobre ele; o Pai falou dos céus (Marcos 1:9-11).
• As doutrinas de algumas igrejas que dizem que o Filho e
o Pai são a mesma pessoa contradizem afirmações
óbvias das Escrituras.
• O Pai é maior do que o Filho (João 14:28). O Pai enviou
e instruiu o Filho (João 14:24).
c) Jesus é Deus.
• As seitas que negam a divindade de Jesus trabalham
muito para evitar o significado de diversas passagens.
• As Testemunhas de Jeová, por exemplo, usam uma
versão das Escrituras cheia de acréscimos e traduções
equívocas calculadas justamente para negar as provas
textuais da divindade de Jesus.
• Mas, ele é eterno, divino e merecedor de adoração
(João 1:1; João 8:24,58; Mateus 4:10; 14:33; 28:9,17;
João 9:38; Hebreus 1:6; Apocalipse 5:9-14; etc).
d) O Espírito Santo é a ação ativa de Cristo.
• Não apenas força ativa. Reconhecemos algumas
dificuldades quando estudamos a palavra "espírito" na
Bíblia. Sabemos que o espírito do homem não é outra
pessoa (1 Coríntios 2:11).
• Apesar de alguns trechos difíceis (veja o aviso de 2
Pedro 3:16), não podemos negar a personalidade do
Espírito Santo. O mesmo Pai que enviou Jesus enviou o
Espírito (João 14:26).
• Jesus o chamou de "outro Consolador", mostrando que
ele pertence à mesma categoria que Jesus: uma pessoa
divina (João 14:16).
• Vários textos apresentam o Pai, o Filho e o Espírito
Santo como pessoas unidas mas distintas (veja Mateus
28:19 e o último versículo de 2 Coríntios).
• O Espírito ensina (João 14:26); habita nos fiéis como o
Pai e o Filho o fazem (João 14:17,23) e intercede como
Cristo também o faz (Romanos 8:26,34).
• Para negar tais afirmações, alguns distorcem o sentido
das passagens ou até jogam fora livros bíblicos que não
apoiam suas doutrinas humanas.
• O verdadeiro seguidor de Cristo aceitará toda a
Verdade, até as coisas difíceis de entender (João 8:32;
17:17; Deuteronômio 29:29).
Evidência da Triunidade.
• O Novo Testamento mostra com clareza de detalhes a
doutrina da Trindade.
Vejamos: O batismo de Jesus (Mt 3.16,17) A fórmula
batismal (Mt 28.19).
• O outro Consolador (Jo 14.16). A distribuição dos dons
espirituais (1Co 12.4-6). A benção apostólica (2Co
13.13) e a unidade da Igreja em Deus (Ef 4.4-6).
• São provas bíblicas irrefutáveis da Trindade.
• Cada pessoa da Trindade é descrita na Bíblia como
tendo os seguintes atributos:
• Eternidade (Rm 16.26; Ap 22.13; Hb 9.14);
• Santidade (Ap 4.8; At 3.14; 1Jo 2.20);
• Onisciência (Jr 23.24; Ef 1.23; Sl 139.7);
• Onipotência (Gn 17.1; Ap 1.8; Rm 5.5);
• Onipresença (1Rs 8.27; Mt 18.20; 18.19,20; Sl 139.7-
10);
• Amor (1Jo 4.7-11; Jo 14.21; Rm 5.5);
• Poder criador (Gn 1.1; Cl 1.16; Jó 26.13);
• Imutabilidade (Sl 33.11;Hb 1.12; 13.8; At 5.3,4);
• Bondade (Ex 34.6; At 10.38; Ne 9.20);
• Poder de ressuscitar (1Co 6.14; Jo 2.19; 1Pe 3.19);
• Poder de enviar (Jr 26.5; Mt 10.5; At 13.2);
• Salvador (2Ts 2.13; Tt 3.4-6; 1Pe 1.2).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teologia sistemática ii
Teologia sistemática iiTeologia sistemática ii
Teologia sistemática iissuser2f0b10
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaRicardo Gondim
 
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundoJovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundoFrancisco Barbosa
 
Revisão do discipulado
Revisão do discipuladoRevisão do discipulado
Revisão do discipuladoValdinar Viana
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01JoelSilva477650
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouÉder Tomé
 
5º módulo 3ª aula
5º módulo   3ª aula5º módulo   3ª aula
5º módulo 3ª aulaJoel Silva
 
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 AdultosJoel Silva
 
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundoErberson Pinheiro
 
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4: O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus CristoFrancisco Barbosa
 
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristoLição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristoErberson Pinheiro
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoErberson Pinheiro
 
3º módulo 2ª aula
3º módulo   2ª aula3º módulo   2ª aula
3º módulo 2ª aulaJoel Silva
 
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015Joel Oliveira
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01editorjovens
 

Mais procurados (15)

Teologia sistemática ii
Teologia sistemática iiTeologia sistemática ii
Teologia sistemática ii
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
 
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundoJovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Jovens-Lição 4: Diga não ao ritmo de vida deste mundo
 
Revisão do discipulado
Revisão do discipuladoRevisão do discipulado
Revisão do discipulado
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
 
5º módulo 3ª aula
5º módulo   3ª aula5º módulo   3ª aula
5º módulo 3ª aula
 
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
 
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
 
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4: O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4: O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristoLição 4 - O perfil dos enviados de cristo
Lição 4 - O perfil dos enviados de cristo
 
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito SantoLição 5 - A identidade do Espírito Santo
Lição 5 - A identidade do Espírito Santo
 
3º módulo 2ª aula
3º módulo   2ª aula3º módulo   2ª aula
3º módulo 2ª aula
 
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
 

Destaque

Trindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamiersonTrindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamiersonPaulo André Barbosa
 
Confissão de fé de westminster
Confissão de fé de westminsterConfissão de fé de westminster
Confissão de fé de westminsterSEDU
 
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Eurico bergsten santa trindade
Eurico bergsten santa trindadeEurico bergsten santa trindade
Eurico bergsten santa trindadeKarlitos Araujo
 
1º módulo 1ª aula
1º módulo   1ª aula1º módulo   1ª aula
1º módulo 1ª aulaJoel Silva
 
TRINDADE - DEUS UNO E TRINO
TRINDADE - DEUS UNO E TRINOTRINDADE - DEUS UNO E TRINO
TRINDADE - DEUS UNO E TRINOPaulo David
 
1º módulo 2ª aula
1º módulo   2ª aula1º módulo   2ª aula
1º módulo 2ª aulaJoel Silva
 
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidadecak_sacramento
 
Amigo Espirito Santo - Cassiane
Amigo Espirito Santo - CassianeAmigo Espirito Santo - Cassiane
Amigo Espirito Santo - CassianeRafael Franco
 
Santo Espírito és bem vindo aqui
Santo Espírito és bem vindo aquiSanto Espírito és bem vindo aqui
Santo Espírito és bem vindo aquiEmanuela Araújo
 
Santo espírito - Laura Souguellis
Santo espírito - Laura SouguellisSanto espírito - Laura Souguellis
Santo espírito - Laura SouguellisDiegodmo
 

Destaque (16)

Trindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamiersonTrindade nas-escrituras prof.jamierson
Trindade nas-escrituras prof.jamierson
 
Confissão de fé de westminster
Confissão de fé de westminsterConfissão de fé de westminster
Confissão de fé de westminster
 
IPB TERRA BRASIL
IPB TERRA BRASILIPB TERRA BRASIL
IPB TERRA BRASIL
 
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...
antonio inacio ferraz-Igreja presbiteriana no Brasil-técnico em agropecuária ...
 
Eurico bergsten santa trindade
Eurico bergsten santa trindadeEurico bergsten santa trindade
Eurico bergsten santa trindade
 
Compêndio de teologia
Compêndio de teologia Compêndio de teologia
Compêndio de teologia
 
1º módulo 1ª aula
1º módulo   1ª aula1º módulo   1ª aula
1º módulo 1ª aula
 
TRINDADE - DEUS UNO E TRINO
TRINDADE - DEUS UNO E TRINOTRINDADE - DEUS UNO E TRINO
TRINDADE - DEUS UNO E TRINO
 
1º módulo 2ª aula
1º módulo   2ª aula1º módulo   2ª aula
1º módulo 2ª aula
 
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade
54º Encontro de Evangelização de Espíritos - Personalidade
 
Amigo Espirito Santo - Cassiane
Amigo Espirito Santo - CassianeAmigo Espirito Santo - Cassiane
Amigo Espirito Santo - Cassiane
 
A Doutrina da Trindade 1
A Doutrina da Trindade 1A Doutrina da Trindade 1
A Doutrina da Trindade 1
 
02.A Trindade
02.A Trindade02.A Trindade
02.A Trindade
 
Santíssima Trindade
Santíssima TrindadeSantíssima Trindade
Santíssima Trindade
 
Santo Espírito és bem vindo aqui
Santo Espírito és bem vindo aquiSanto Espírito és bem vindo aqui
Santo Espírito és bem vindo aqui
 
Santo espírito - Laura Souguellis
Santo espírito - Laura SouguellisSanto espírito - Laura Souguellis
Santo espírito - Laura Souguellis
 

Semelhante a A Trindade na Bíblia: Pai, Filho e Espírito Santo

Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasJoel da Silva
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasJoel O. Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02Joel Silva
 
Apostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfApostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfFabrício Tarles
 
Jeová, Jesus, E. Santo
Jeová, Jesus, E. SantoJeová, Jesus, E. Santo
Jeová, Jesus, E. Santojb1955
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03Joel Silva
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três Pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três PessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três Pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três PessoasI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04Joel Silva
 
Trindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santoTrindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santojb1955
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasÉder Tomé
 
teologia doutrina e fundamentos
teologia doutrina e fundamentos teologia doutrina e fundamentos
teologia doutrina e fundamentos marcelo olegario
 

Semelhante a A Trindade na Bíblia: Pai, Filho e Espírito Santo (20)

Teontologia - AULA 03
Teontologia - AULA 03Teontologia - AULA 03
Teontologia - AULA 03
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
 
A doutrina da trindade
A doutrina da trindadeA doutrina da trindade
A doutrina da trindade
 
A doutrina da trindade
A doutrina da trindadeA doutrina da trindade
A doutrina da trindade
 
Testemunha de Jeová
Testemunha de JeováTestemunha de Jeová
Testemunha de Jeová
 
A trindade
A trindadeA trindade
A trindade
 
Apostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfApostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdf
 
Jeová, Jesus, E. Santo
Jeová, Jesus, E. SantoJeová, Jesus, E. Santo
Jeová, Jesus, E. Santo
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
 
A doutrina da trindade
A doutrina da trindadeA doutrina da trindade
A doutrina da trindade
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três Pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três PessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três Pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: Um só Deus em três Pessoas
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
 
AULA_TRINDADE_(1)Elly.pdf
AULA_TRINDADE_(1)Elly.pdfAULA_TRINDADE_(1)Elly.pdf
AULA_TRINDADE_(1)Elly.pdf
 
Trindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santoTrindade Deus Jesus E. santo
Trindade Deus Jesus E. santo
 
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoasLição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
Lição 3 - A Santíssima Trindade: um só Deus em três pessoas
 
Apostila 06
Apostila 06Apostila 06
Apostila 06
 
teologia doutrina e fundamentos
teologia doutrina e fundamentos teologia doutrina e fundamentos
teologia doutrina e fundamentos
 
Apostila 06
Apostila 06Apostila 06
Apostila 06
 

Mais de Joel Silva

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzJoel Silva
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Joel Silva
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeJoel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruz
 
Colossences 4
Colossences 4Colossences 4
Colossences 4
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidade
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
 
Romanos 15
Romanos   15Romanos   15
Romanos 15
 
Romanos 14
Romanos   14Romanos   14
Romanos 14
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 12
Romanos   12Romanos   12
Romanos 12
 

Último

Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 

Último (12)

Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 

A Trindade na Bíblia: Pai, Filho e Espírito Santo

  • 1.
  • 2. • A palavra "trindade" não aparece nas Bíblias comuns que usamos. • “Por esse motivo, eu evito o uso dela”. • Procuremos falar sobre assuntos bíblicos usando linguagem bíblica. • As pessoas que usam termos como trindade, Deus trino, etc. as empregam para explicar um conceito da existência de três pessoas distintas que podem ser chamadas de Deus. Vamos considerar, em termos bem resumidos, o que a Bíblia diz a respeito dessa idéia.
  • 3. Introdução • Estudar, especificamente, sobre a DOUTRINA CRISTÃ DA TRINDADE é, nada mais nada menos do que, estudar sobre o ser criador, sustentador, e dirigente de todas as coisas, qual seja, DEUS. • Porém, o estudo doutrinário da DIVINA TRINDADE, nos mostra a revelação de DEUS sobre o seu modo trino de existir, manifestar e agir.
  • 4. • Estudemos, portanto, um pouco sobre o que a BÍBLIA SAGRADA nos ensina sobre a TRINDADE para enriquecermos o nosso conhecimento sobre o causador e criador de todas as coisas, sendo, por isso, indubitavelmente, o mais importante ser do universo, qual seja, DEUS que se revela e manifesta ao ser humano através de três pessoas distintas.
  • 5. O que é a Trindade. • O minidicionário Aurélio define a TRINDADE como: • Na doutrina CRISTÃ, dogma da união de três pessoas distintas (o Pai, o Filho e o ESPÍRITO SANTO) em um só DEUS: O mistério da Santíssima Trindade. • O conciso dicionário de teologia CRISTÃ nos diz: • Referência à doutrina de que DEUS é um e que existe eternamente em três pessoas. • Portanto, TRINDADE é o termo usado, no cristianismo, para definir a manifestação e ação de DEUS através de três pessoas distintas.
  • 6. • TRINDADE é, por isso, a tríplice maneira de DEUS se revelar. • Por mais que nos esforcemos e procuremos, em toda a BÍBLIA SAGRADA, a palavra TRINDADE, jamais será encontrada. • Porém, tal constatação, não significa que a TRINDADE não existe, ou que seja invenção de alguma religião, denominação, igreja ou líder religioso, em particular. • Não há necessidade de fazermos muito esforço pessoal, para descobrirmos na BÍBLIA SAGRADA que DEUS existe, se manifesta e age de modo tríplice.
  • 7. A Doutrina da Trindade no Antigo Testamento • O Antigo Testamento enfatiza com clareza inquestionável, a unidade de Deus. • Não contém, porém, plena revelação da existência da doutrina da Trindade. • Mas contém indicações desta. Isto se dar pelo fato de Israel está plenamente cercado de tribos e nações que haviam se afastado do conhecimento original do Deus Todo-Poderoso para abraçar o politeísmo.
  • 8. • Introduzir a Trindade de modo perceptível nessa conjuntura teria sido prematuro e confuso para o povo de Israel, uma nação incipiente. • Como já enfatizamos acima, o Antigo Testamento nos dar indícios da natureza trina de Deus, mas eles são mais claros apenas à luz da revelação mais completa do Novo Testamento e esta revelação vai tendo maior clareza, na medida em que a obra redentora de Deus é revelada mais claramente, como na encarnação do Filho e no derramamento do Espírito.
  • 9. • Palavras plurais. No Antigo Testamento existem nomes plurais para Deus, que são usados para referir-se a Ele. Os nomes Elohim e Adonai são plurais. Elohim (plural) para Deus (Gn 1.1) quando se refere ao Deus verdadeiro, tem uma forma singular do verbo. • Temos também verbos e pronomes no plural relativos à divindade: “façamos”, “nossa” (Gn 1.26); “nós” (Gn 3.22); “desçamos e confundamos” (Gn 11.7); “por nós” (Is 6.8). • Esses termos usados no plural dão-nos uma indicação de pluralidade de pessoas na Deidade. Gênesis 1.1, onde o nome hebraico para Deus, Elohin, é plural, já mostra que essa unidade de Deus é composta.
  • 10. • O Anjo do Senhor. • Esse anjo aparece inúmeras vezes em todo o Antigo Testamento. • Apesar de essa designação poder se referir a qualquer um dos anjos de Deus (1Rs 19.7; cf, v. 5). • Algumas vezes esse Anjo é chamado de Deus (Gn 31.11-13; Ex 3.2-6; Jz 13.21,22), embora seja distinto dele (Gn 16.7-13; 18.1-21; 19.1-28; Ml 3.1). • Isso certamente aponta para distinções pessoais dentro da Deidade. • Estudiosos são da opinião de que o “Anjo do Senhor” no Antigo Testamento é uma representação do Cristo pré- encarnado.
  • 11. • Distinção de pessoas. • Algumas passagens do Antigo Testamento fazem distinção entre as pessoas que formam a Deidade. • • a) O Senhor é distinto do Senhor (Gn 19.24; Os 1.7). • b) O Redentor (que deve ser divino) é distinto do Senhor (Is 59.20). • c) O Espírito é distinto do Senhor (Is 48.16; 59.21; 63.9,10).
  • 12. • A Trindade no Novo Testamento. • O Novo Testamento não contém uma declaração explicita da doutrina da Trindade de Deus, mas contém muitas evidências da mesma. É importante enfatizarmos aqui três pontos importantes com relação à doutrina da Trindade: • Assim como o Antigo Testamento, o Novo Testamento nos revela a existência de apenas um Deus verdadeiro. O Pai o Filho e o Espírito Santo constituem um só Deus. O texto de Deuteronômio 6.4 nos trás essa revelação: “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor”. O próprio Deus enfatiza que não há outro Deus além dele (Is 45.5).
  • 13. • Em toda a revelação do Novo Testamento, não vemos qualquer idéia de que haja três deuses. Textos bíblicos como 1Coríntios 8.4-6; Efésios 4.3-6; e Tiago 2.19 mostram com clareza de detalhes este assunto. • Sabe-se não ser fácil a compreensão de que há três pessoas distintas na Trindade, “cada uma contendo todo o ser de Deus em si, mesmo havendo somente um Deus e sendo Ele indivisível” (Wayne Grudem – Entenda a fé cristã, pg. 45). • Temos convicção que, enquanto neste mundo, nunca entenderemos plenamente esta tão importante doutrina, pois partes dela estão além da nossa compreensão.
  • 14. Ação distinta na Trindade • Os papeis distinto na Trindade são evidenciados • Cada pessoa da Trindade é plenamente Deus. • Vamos observar o assunto com maior evidência abaixo. • O Pai reconhecido como Deus. • Essa é uma doutrina bem conhecida em todas as Escrituras. • Há um Deus como Pai na revelação bíblica.
  • 15. • No Antigo testamento essa revelação de Pai não era muito comum para Deus, principalmente para não confundir o Deus de Israel com os deuses do paganismo. • No Novo Testamento o termo é bastante usado. Jesus emprega o termo cerca de 170 vezes. • Deus é o “Pai das luzes” (Tg 1.17); o “Pai da glória” (Ef 1.17); o “Pai de todos” (Ef 4.6). • O título é uma indicação de que Deus é a fonte de todas as coisas, ocupando por isto o primeiro lugar na Trindade. • É importante observamos aqui as seguintes referências (Jo 6.27; 1Pe 1.2).
  • 16. O Filho reconhecido como Deus. • Jesus Cristo detém atributos naturais de divindade tais como: onisciência (Mt 9.4), onipotência (Mt 28.18), onipresença (Mt 28.20), imutabilidade (Hb 13.8), eternidade (Jo 1.1). • Durante o seu ministério terreno realizou obras que somente Deus poderia fazer, como perdoar pecados (Mc 2.1-12), além disto, o Novo Testamento mostra ainda obras que somente Deus poderia fazer em Cristo, como ressuscitar os mortos (Jo 12.9), criar e sustentar todas as coisas (Cl 1.17:Jo 1.1,2), o julgamento do mundo (Jo 5.29,30; Mt 25.31,32), etc.
  • 17. O Espírito Santo reconhecido como Deus. • “Então disse Pedro: Ananias, porque encheu Satanás teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo? Não mentiste aos homens, mas a Deus (grifo nosso)” (At 5.3,4). • Neste relato bíblico vemos que, mesmo que o Espírito Santo tenha impulsionado Ananias e Safira a tomarem a decisão de vender sua propriedade e generosamente depositar aos pés dos discípulos, tal intento foi logo pervertido pela cobiça do casal, que tentou enganar os apóstolos. • Quando assim procederam mentiram ao Espírito Santo e não aos homens, conforme o texto acima citado.
  • 18. • Alem disso o Espírito Santo possui atributos que somente Deus possui, como onisciência (1Co 2.11), eternidade (Hb 9.14). • Obras de Deus também são atribuídas ao Espírito Santo, tais como: a regeneração das pessoas (Jo 3.5,6,8), ressurreição (Rm 8.11). • Títulos também são atribuídos ao Espírito Santo. Vejamos alguns: • “Espírito do Pai” (Mt 10.20), “Espírito de Deus” (Rm 8.9), “Espírito de Cristo” (Rm 8.9), “Espírito da Glória” (1Pe 4.14), “Paracletos” (Jo 14.16,26; 15.26).
  • 19. a) Há um só Deus. • (Efésios 4:6). • O fato que existem mais de uma pessoa divina, como veremos logo, não sugere múltiplos deuses. • A doutrina bíblica não se compara com as doutrinas politeístas de algumas religiões pagãs.
  • 20. b) O Pai, o Filho e o Espírito Santo são pessoas distintas. • No batismo de Jesus, cada um fez seu papel, concordando com os outros dois, mas distinto deles. Jesus subiu das águas; o Espírito desceu como pomba sobre ele; o Pai falou dos céus (Marcos 1:9-11). • As doutrinas de algumas igrejas que dizem que o Filho e o Pai são a mesma pessoa contradizem afirmações óbvias das Escrituras. • O Pai é maior do que o Filho (João 14:28). O Pai enviou e instruiu o Filho (João 14:24).
  • 21. c) Jesus é Deus. • As seitas que negam a divindade de Jesus trabalham muito para evitar o significado de diversas passagens. • As Testemunhas de Jeová, por exemplo, usam uma versão das Escrituras cheia de acréscimos e traduções equívocas calculadas justamente para negar as provas textuais da divindade de Jesus. • Mas, ele é eterno, divino e merecedor de adoração (João 1:1; João 8:24,58; Mateus 4:10; 14:33; 28:9,17; João 9:38; Hebreus 1:6; Apocalipse 5:9-14; etc).
  • 22. d) O Espírito Santo é a ação ativa de Cristo. • Não apenas força ativa. Reconhecemos algumas dificuldades quando estudamos a palavra "espírito" na Bíblia. Sabemos que o espírito do homem não é outra pessoa (1 Coríntios 2:11). • Apesar de alguns trechos difíceis (veja o aviso de 2 Pedro 3:16), não podemos negar a personalidade do Espírito Santo. O mesmo Pai que enviou Jesus enviou o Espírito (João 14:26). • Jesus o chamou de "outro Consolador", mostrando que ele pertence à mesma categoria que Jesus: uma pessoa divina (João 14:16).
  • 23. • Vários textos apresentam o Pai, o Filho e o Espírito Santo como pessoas unidas mas distintas (veja Mateus 28:19 e o último versículo de 2 Coríntios). • O Espírito ensina (João 14:26); habita nos fiéis como o Pai e o Filho o fazem (João 14:17,23) e intercede como Cristo também o faz (Romanos 8:26,34). • Para negar tais afirmações, alguns distorcem o sentido das passagens ou até jogam fora livros bíblicos que não apoiam suas doutrinas humanas. • O verdadeiro seguidor de Cristo aceitará toda a Verdade, até as coisas difíceis de entender (João 8:32; 17:17; Deuteronômio 29:29).
  • 24. Evidência da Triunidade. • O Novo Testamento mostra com clareza de detalhes a doutrina da Trindade. Vejamos: O batismo de Jesus (Mt 3.16,17) A fórmula batismal (Mt 28.19). • O outro Consolador (Jo 14.16). A distribuição dos dons espirituais (1Co 12.4-6). A benção apostólica (2Co 13.13) e a unidade da Igreja em Deus (Ef 4.4-6). • São provas bíblicas irrefutáveis da Trindade.
  • 25. • Cada pessoa da Trindade é descrita na Bíblia como tendo os seguintes atributos: • Eternidade (Rm 16.26; Ap 22.13; Hb 9.14); • Santidade (Ap 4.8; At 3.14; 1Jo 2.20); • Onisciência (Jr 23.24; Ef 1.23; Sl 139.7); • Onipotência (Gn 17.1; Ap 1.8; Rm 5.5); • Onipresença (1Rs 8.27; Mt 18.20; 18.19,20; Sl 139.7- 10); • Amor (1Jo 4.7-11; Jo 14.21; Rm 5.5);
  • 26. • Poder criador (Gn 1.1; Cl 1.16; Jó 26.13); • Imutabilidade (Sl 33.11;Hb 1.12; 13.8; At 5.3,4); • Bondade (Ex 34.6; At 10.38; Ne 9.20); • Poder de ressuscitar (1Co 6.14; Jo 2.19; 1Pe 3.19); • Poder de enviar (Jr 26.5; Mt 10.5; At 13.2); • Salvador (2Ts 2.13; Tt 3.4-6; 1Pe 1.2).