SlideShare uma empresa Scribd logo
www.ebdemfoco.comErberson R. Pinheiro dos Santos
DIGA NÃO AO RITMO DE
VIDA DESTE MUNDO
LIÇÃO 4
TEXTO DO DIA
“[...] e eu irei como guia pouco a pouco,
conforme o passo do gado que está diante
da minha face e conforme o passo dos
meninos [...]”
(Gn 33.14).
SÍNTESE
Aquele que vive segundo o ritmo
deste mundo sofre danos
emocionais, físicos e espirituais.
Gênesis 33.1,4
1 — E levantou Jacó os seus olhos, e olhou, e eis que
vinha Esaú, e quatrocentos homens com ele. Então
repartiu os filhos entre Lia, e Raquel, e as duas servas.
4 — Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o,
e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e
choraram.
TEXTO BÍBLICO
Gênesis 33.1,4,10-16
Gênesis 33. 10-16
10 — Então disse Jacó: Não, se agora tenho achado graça em teus
olhos, peço-te que tomes o meu presente da minha mão; porquanto
tenho visto o teu rosto, como se tivesse visto o rosto de Deus, e
tomaste contentamento em mim.
11 — Toma, peço-te, a minha bênção, que te foi trazida; porque Deus
graciosamente ma tem dado; e porque tenho de tudo. E instou com
ele, até que a tomou.
12 — E disse: Caminhemos, e andemos, e eu partirei adiante de ti.
TEXTO BÍBLICO
Gênesis 33.1,4, 10-16
Gênesis 33. 10-16
13 — Porém ele lhe disse: Meu senhor sabe que estes filhos são tenros, e que
tenho comigo ovelhas e vacas de leite; se as afadigarem somente um dia, todo o
rebanho morrerá.
14 — Ora passe o meu senhor adiante de seu servo; e eu irei como guia pouco a
pouco, conforme ao passo do gado que vai adiante de mim, e conforme ao passo
dos meninos, até que chegue a meu senhor em Seir.
15 — E Esaú disse: Permite então que eu deixe contigo alguns da minha gente. E
ele disse: Para que é isso? Basta que ache graça aos olhos de meu senhor.
16 — Assim voltou Esaú aquele dia pelo seu caminho a Seir.
TEXTO BÍBLICO
Gênesis 33.1,4, 10-16
ATIVIDADE
Fizeram a atividade anterior?
 Sobre como distribui o tempo diário com as
realizações mais importantes da sua própria vida.
Lição 3: AtivismoLição 2: Preguiça Lição 4: “Optimus”
“Trilogia do Tempo”
Para ter vida com qualidade, é preciso seguir na cadência
divina; caso contrário, todo o esforço será inútil, como o é
“correr atrás do vento” (Ec 2.17).
0
INTRODUÇÃO
www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
INTRODUÇÃO
Já estudamos a respeito
Da preguiça - usar o tempo
no minimum (do latim, que significa
mínimo, “o menor de todos”)
Do ativismo — usar o tempo no
maximus (do latim, que significa
máximo, “o maior de todos”)
Agora, estudaremos a respeito do equilíbrio entre as duas condutas. Entre a
conduta do maximus e do minimum, está a do
optimus
INTRODUÇÃO
O uso do tempo em equilíbrio, em que o indivíduo interage com o
mundo exterior de maneira tranquila, sem pressa ou
demasiadamente lento, mas no ritmo correto, como diria Jacó
optimus
“Ora passe o meu senhor adiante de seu servo; e eu irei
como guia pouco a pouco, conforme ao passo do gado que
vai adiante de mim, e conforme ao passo dos meninos, até
que chegue a meu senhor em Seir” (Pv 19.2).
ao passo dos meninos
ao passo do gado
I
UMA VIDA QUE
VALE A PENA
www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
1. A verdadeira riqueza.
1. A verdadeira riqueza.
Uma pessoa rica diante de Deus não é
aquela que possui muito dinheiro e bens
Mas aquela que desfruta de uma
vida abundante (Jo 10.10)
Essa é a vida que vale a pena
ser vivida e constitui-se na
verdadeira riqueza.
“Não te fatigues para enriqueceres; e não
apliques nisso a tua sabedoria.
Porventura fixarás os teus olhos naquilo que
não é nada? porque certamente criará asas e
voará ao céu como a águia” (Pv 23.4,5).
não é nada?
Deus também nos exorta quanto ao
desejar as riquezas deste mundo
Não te fatigues para enriqueceres; e não
apliques nisso a tua sabedoria.
Porventura fixarás os teus olhos naquilo que
X
1. A verdadeira riqueza.
A verdadeira riqueza não pode
ser encontrada nos bens
materiais
A riqueza está na simplicidade, nos
pequenos detalhes, em grandes
iniciativas, nos nobres propósitos
nobres propósitos
É com essa visão que
cada um terá o melhor
de Deus.
1. A verdadeira riqueza.
Jesus falou uma parábola a respeito de um homem que achou uma ótima
pérola, de grande valor, então ele vendeu tudo quanto possuía e comprou-a
(Mt 13.46)
Quando se conhece o melhor de Deus, a vida que vale a
pena, ninguém quer voltar a viver como antes.
2. Definindo princípios.
2. Definindo princípios.
Somente quando o ser humano entende o que é
a verdadeira riqueza, ele consegue definir os
princípios que vão aperfeiçoar o seu ritmo de
vida.
Quando compreendemos o que é ser
rico de verdade, deixamos de ser
egoístas e passamos a amar mais
nosso semelhante.
Passamos a administrar, como
fiel mordomo, corretamente
tudo que chegar às nossas mãos
E o nosso anelo pela companhia
de Deus será constante
2. Definindo princípios.
Quanto mais nos aproximamos
de Deus
mais perdemos o desejo pelas
coisas materiais
Não importam
x
E nossos
pensamentos
passam a se voltar
para as
Pensai nas coisas que são de cima, e não nas
que são da terra;
Porque já estais mortos, e a vossa vida está
escondida com Cristo em Deus” (Cl 3.2,3).
que são da terra;
Porque já estais mortos, e a vossa vida está
escondida com Cristo em Deus
coisas que são de cima, e não nas
3. A importância do
próximo.
3. A importância do próximo.
O aperfeiçoamento do ritmo
da vida
com quem interagimos
diariamente
Está em reconhecer a relevância do próximo
Feito à imagem e semelhança de
3. A importância do próximo.
Aperfeiçoar o ritmo da
vida depende
Em ser obediente a Deus e, consequentemente,
promover a felicidade das outras pessoas
O valor da vida
não está na prosperidade individual
Mas no amor ao
próximo
II
CUIDANDO DE SI
MESMO
www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
1. Corpo, templo
do Espírito.
1. Corpo, templo do Espírito.
Para aperfeiçoar o ritmo da vida É necessário investir tempo para cuidar
de si mesmo
“Tem cuidado de ti mesmo e da
doutrina. Persevera nestas coisas;
porque, fazendo isto, te salvarás,
tanto a ti mesmo como aos que te
ouvem” (1 Tm 4.16).
Como recomendou Paulo ao jovem
Timóteo (1 Tm 4.16)Jesus também pediu aos discípulos que deixassem um
barquinho à disposição para que pudessem sair da
pressão do cotidiano e descansar longe das multidões
1. Corpo, templo do Espírito.
“Porque o exercício corporal para
pouco aproveita, mas a piedade
para tudo é proveitosa, tendo a
promessa da vida presente e da que
há de vir” (1 Tm 4.8).
Paulo fala a respeito do exercício corporal
O exercício corporal tem pouco proveito Se comparado à piedade ( Tm 4.8)
Mas, com isso, ele não estava desprezando
a importância da atividade física, que é
indispensável para se manter a saúde física
e a boa forma do templo do Espírito Santo
(l Co 6.19).
2. Mente, sede dos
pensamentos e emoções.
2. Mente, sede dos pensamentos e emoções.
No campo de batalha da mente há conflitos de natureza
Espiritual
Emocional Espiritual
Por isso, a Bíblia recomenda que o cristão utilize o capacete da salvação, de
maneira que a mente esteja sempre bem protegida (Ef 6.17).
“Tomai também
o capacete da
salvação, e a
espada do
Espírito, que é a
palavra de Deus”
(Ef 6.17).
2. Mente, sede dos pensamentos e emoções.
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o
que é verdadeiro, tudo o que é
honesto, tudo o que é justo, tudo
o que é puro, tudo o que é
amável, tudo o que é de boa
fama, se há alguma virtude, e se
há algum louvor, nisso pensai”
(Fp 4.8).
Afim de proteger a mente, Paulo nos aconselha a
pensarem coisas nobres, boas e úteis (Fl 4.8)
Devemos deixar a mente
envolvida com
pensamentos saudáveis,
edificantes e otimistas
2. Mente, sede dos pensamentos e emoções.
Se desejarmos ter
Saúde
Emocional
Saúde
Espiritual
Saúde
Física
Espiritual
Precisamos ter o controle da
nossa mente e sentimentos
Evitando todo pensamento e sentimento
tóxico, ruim, contrário aos princípios
bíblicos divinos
3. Família, fonte de alegria.
3. Família, fonte de alegria.
O maior tesouro que um homem possui
Depois de Jesus Cristo e da Salvação É sua família
3. Família, fonte de alegria.
Por isso, é preciso que o homem
invista parte significativa do seu
tempo
Com aqueles que Deus lhe
deu para dividir, em família, o
dom da vida
III
O PONTO
OPTIMUS
www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
1. Fazendo o mais fácil.
1. Fazendo o mais fácil.
Exemplo
Plantar a semente de uma
árvore é fácil
Deus sempre tem um tipo ideal de tarefa para seus filhos: a mais fácil. Aos
homens ficou a incumbência de realizar apenas as coisas fáceis. A parte difícil
fica na responsabilidade do Senhor.
Mas fazer a semente se transformar
em árvore frondosa, cheia de frutos,
é bastante complicado
Essa é a parte de Deus
1. Fazendo o mais fácil.
Em muitos casos, os homens
querem fazer a parte de Deus,
a difícil
E entram em grande aflição
Pois terão que usar o ponto
maximus de sua disponibilidade
ATIVISTA
E não alcançarão os resultados
desejados, ademais estarão sob intenso
2. Fazendo no melhor prazo.
2. Fazendo no melhor prazo.
Plantar uma semente é fácil, mas
faz-se necessário que a ação
ocorra no melhor prazo (optimus)
No tempo e modo de Deus
Isso fala de discernimento do tempo e estratégia, como acontecia com os filhos de Issacar,
os quais eram peritos
“E dos filhos de Issacar, duzentos de seus
chefes, destros na ciência dos tempos, para
saberem o que Israel devia fazer, e todos os
seus irmãos seguiam suas ordens” (1 Cr 12.32).
destros na ciência dos tempos, para
saberem o que Israel devia fazer
Esses homens sabiam se
a atividade deveria ser
realizada, analisavam.
Eles conduziam Israel a
fazer as coisas no melhor
prazo (optimus)
3. Aceitando os resultados.
3. Aceitando os resultados.
Agir no tempo e modo adequados
(optimus)
Não é garantia de que todos os
objetivos serão atingidos, porém uma
coisa é certa: a pessoa terá vivido o
melhor de Deus
3. Aceitando os resultados.
Imprevistos acontecem e, por isso, aqueles que estão no caminho correto,
seguindo no ritmo de Deus, precisam aceitar alguns resultados indesejados.
Da figueira não
florescer
Da videira não
dar frutos
Da impossibilidade de produzir azeite
dos frutos colhidos das oliveiras
(três tempos de plantações feitas corretamente, no optimus), não era o fim da vida
Habacuque entendia bem isso. Ele sabia que o fato
3. Aceitando os resultados.
De um jeito, ou de outro, ele se alegraria no Senhor e exultaria em Deus
(Hc 3.17), demonstrando o que significava viver uma vida abundante,
uma vida que vale a pena.
CONCLUSÃO
www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
CONCLUSÃO
Aperfeiçoar o ritmo da vida, de acordo com o padrão de
Deus, exige discernimento, haja vista que, diante do
corre-corre do cotidiano, muitas vezes, o homem é
empurrado para o precipício do ativismo ou para o
desânimo da preguiça.
Para saber o tempo e o modo de vida saudável é
indispensável pedir orientação ao Senhor, para seguir o
ritmo da vida sem sofrer a influência da filosofia deste
mundo.
ATIVIDADE
 Tragam na próxima semana:
 Testemunhos de pessoas a quem Deus fez promessas e que, após o período
de espera (e, às vezes, ansiedade), viram o seu cumprimento e de outras que
ficaram profundamente preocupadas com algo que nunca veio a acontecer
(diagnóstico médico, desemprego, infidelidade etc).
 Para a realização dessa tarefa, consultem a internet, bem como entrevistem
familiares, amigos e/ou membros da igreja.
Lição 3: AtivismoLição 2: Preguiça Lição 4: “Optimus”
“Trilogia do Tempo”
1. Conceitue o optimus.
O indivíduo interage com o mundo exterior de maneira
tranquila, sem pressa (maximus) ou demasiadamente lento
(minimum), mas no ritmo correto.
2. A mente humana necessita, segundo a lição, estar
calcada em quais pensamentos para atingir o
optimus?
Precisa estar focada em pensamentos que sejam úteis e,
acima de tudo, que sejam para o louvor e agrado de Deus.
PERGUNTAS
3. Jesus sabia como viver no optimus?
Ele é o maior exemplo para sabermos como lidar com o
cotidiano da nossa vida.
4. Quais descendentes de Jacó eram peritos “na
ciência dos tempos, para saberem o que Israel devia
fazer”?
Filhos de Issacar.
5. Como sua vida está? O que fazer para alcançar o
optimus?
Resposta pessoal.
PERGUNTAS
Vantagens do slide em PowerPoint:
 Você pode editar;
 Tem muitas animações;
 É mais interativo.
Baixe em Power Point
www.slidesebd.com Cursos de capacitação
Fique por dentro do conteúdo da Escola
Bíblica Dominical. Acesse o site:
www.ebdemfoco.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Lição 7 - Deus espera de nós uma respostaLição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Lição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Éder Tomé
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
editorjovens
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
A necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimentoA necessidade de um novo nascimento
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Éder Tomé
 
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Andrew Guimarães
 
5º módulo 1ª aula
5º módulo   1ª aula5º módulo   1ª aula
5º módulo 1ª aula
Joel Silva
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
JoelSilva477650
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultos
Vilmar Nascimento
 
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de SalvaçãoLição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
Éder Tomé
 
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com DeusLição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
3º módulo 3ª aula
3º módulo   3ª aula3º módulo   3ª aula
3º módulo 3ª aula
Joel Silva
 
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Éder Tomé
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aula
Joel Silva
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
Joel Silva
 
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e AtitudesLição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Éder Tomé
 
Licao 2 o único deus verdadeiro e a criação
Licao 2   o único deus verdadeiro e a criaçãoLicao 2   o único deus verdadeiro e a criação
Licao 2 o único deus verdadeiro e a criação
Francisco Barbosa
 
Lição 12 hebreus
Lição 12   hebreusLição 12   hebreus
Lição 12 hebreus
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Revisão do discipulado
Revisão do discipuladoRevisão do discipulado
Revisão do discipulado
Valdinar Viana
 

Mais procurados (20)

Lição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Lição 7 - Deus espera de nós uma respostaLição 7 - Deus espera de nós uma resposta
Lição 7 - Deus espera de nós uma resposta
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
A necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimentoA necessidade de um novo nascimento
A necessidade de um novo nascimento
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
 
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
 
5º módulo 1ª aula
5º módulo   1ª aula5º módulo   1ª aula
5º módulo 1ª aula
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultos
 
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de SalvaçãoLição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
Lição 2 - O comunicador e a mensagem de Salvação
 
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com DeusLição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
Lição 7 - Tempo para estar a sós com Deus
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
3º módulo 3ª aula
3º módulo   3ª aula3º módulo   3ª aula
3º módulo 3ª aula
 
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aula
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
 
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e AtitudesLição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
 
Licao 2 o único deus verdadeiro e a criação
Licao 2   o único deus verdadeiro e a criaçãoLicao 2   o único deus verdadeiro e a criação
Licao 2 o único deus verdadeiro e a criação
 
Lição 12 hebreus
Lição 12   hebreusLição 12   hebreus
Lição 12 hebreus
 
Revisão do discipulado
Revisão do discipuladoRevisão do discipulado
Revisão do discipulado
 

Semelhante a Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo

Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
boasnovassena
 
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
Natalino das Neves Neves
 
Jovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - VocaçãoJovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - Vocação
uriank
 
Fund I Mód III Rot 4
Fund I Mód III  Rot 4Fund I Mód III  Rot 4
Fund I Mód III Rot 4
Shantappa Jewur
 
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
brunoquadros
 
Licao 4 1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
Licao 4   1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]Licao 4   1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
Licao 4 1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
Vilma Longuini
 
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPOLIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
Natalino das Neves Neves
 
Omissão dos Homens
Omissão dos HomensOmissão dos Homens
Omissão dos Homens
Temistocles Santos
 
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
Ipb Ananindeua
 
Não olhe para o céu
Não olhe para o céuNão olhe para o céu
Não olhe para o céu
Ipb Ananindeua
 
O tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisasO tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisas
Moisés Sampaio
 
Feitos para atingir a maturidade
Feitos para atingir a maturidadeFeitos para atingir a maturidade
Feitos para atingir a maturidade
noel jose pereira
 
Pregações a tempo e fora de tempo
Pregações a tempo e fora de tempoPregações a tempo e fora de tempo
Pregações a tempo e fora de tempo
Juarez Fragata
 
9 regras para a vida espiritual
9 regras para a vida espiritual9 regras para a vida espiritual
9 regras para a vida espiritual
Renato Rodrigues
 
Aula 7 educação no antigo testamento
Aula 7   educação no antigo testamentoAula 7   educação no antigo testamento
Aula 7 educação no antigo testamento
Carla Geanfrancisco Falasca
 
A mordomia da alma e do espirito
A mordomia da alma e do espiritoA mordomia da alma e do espirito
A mordomia da alma e do espirito
Marina de Morais
 
Escola de ministérios
Escola de ministériosEscola de ministérios
Escola de ministérios
Marcio Gonçalves
 
Revista biblica 1 trim-2020
Revista biblica   1 trim-2020Revista biblica   1 trim-2020
Revista biblica 1 trim-2020
Vilma Longuini
 
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Hamilton Souza
 
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Ramón Zazatt
 

Semelhante a Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo (20)

Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundoLição 4  diga não ao ritmo de vida deste mundo
Lição 4 diga não ao ritmo de vida deste mundo
 
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
2017 LBJ 3 tri Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo
 
Jovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - VocaçãoJovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - Vocação
 
Fund I Mód III Rot 4
Fund I Mód III  Rot 4Fund I Mód III  Rot 4
Fund I Mód III Rot 4
 
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo III - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo III - Aula IV - Mansão Espírita
 
Licao 4 1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
Licao 4   1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]Licao 4   1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
Licao 4 1 t - 2020 - os atributos do ser humano [salvo automaticamente]
 
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPOLIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
LIÇÃO 13 - TEMA A DEUS EM TODO TEMPO
 
Omissão dos Homens
Omissão dos HomensOmissão dos Homens
Omissão dos Homens
 
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
Não olhe para o céu , Olhe para Jesus !
 
Não olhe para o céu
Não olhe para o céuNão olhe para o céu
Não olhe para o céu
 
O tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisasO tempo para todas as coisas
O tempo para todas as coisas
 
Feitos para atingir a maturidade
Feitos para atingir a maturidadeFeitos para atingir a maturidade
Feitos para atingir a maturidade
 
Pregações a tempo e fora de tempo
Pregações a tempo e fora de tempoPregações a tempo e fora de tempo
Pregações a tempo e fora de tempo
 
9 regras para a vida espiritual
9 regras para a vida espiritual9 regras para a vida espiritual
9 regras para a vida espiritual
 
Aula 7 educação no antigo testamento
Aula 7   educação no antigo testamentoAula 7   educação no antigo testamento
Aula 7 educação no antigo testamento
 
A mordomia da alma e do espirito
A mordomia da alma e do espiritoA mordomia da alma e do espirito
A mordomia da alma e do espirito
 
Escola de ministérios
Escola de ministériosEscola de ministérios
Escola de ministérios
 
Revista biblica 1 trim-2020
Revista biblica   1 trim-2020Revista biblica   1 trim-2020
Revista biblica 1 trim-2020
 
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
Revista CPAD Lições Bíblicas Adultos - 1º Trimestre de 2020
 
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
Unidade 2 - Descobrindo um Método para Estudar a Bíblia - versão 2018
 

Mais de Erberson Pinheiro

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
Erberson Pinheiro
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Erberson Pinheiro
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
Erberson Pinheiro
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Erberson Pinheiro
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Erberson Pinheiro
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Erberson Pinheiro
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Erberson Pinheiro
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Erberson Pinheiro
 

Mais de Erberson Pinheiro (20)

A bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósitoA bíblia: origem e propósito
A bíblia: origem e propósito
 
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristãLição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
Lição 7 - Política e corrupção na perspectiva cristã
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
Lição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graçaLição 7 - A salvação pela graça
Lição 7 - A salvação pela graça
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
Lutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestanteLutero e a reforma protestante
Lutero e a reforma protestante
 
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus CristoLição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
Lição 5 - A obra salvífica de Jesus Cristo
 
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade socialLição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
Lição 4 - O cristão diante da pobreza e da desigualdade social
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneoLição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
Lição 3 - O problema da fome no mundo contemporâneo
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deusLição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
Lição 3 - A maravilhosa e inefável graça de deus
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luzLição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Lição 1 - Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
 
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
Lição 13 - A perseverança do discípulo de jesus cristo
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 

Último

15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (14)

15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

Lição 4 - Diga não ao ritmo de vida deste mundo

  • 1. www.ebdemfoco.comErberson R. Pinheiro dos Santos DIGA NÃO AO RITMO DE VIDA DESTE MUNDO LIÇÃO 4
  • 2. TEXTO DO DIA “[...] e eu irei como guia pouco a pouco, conforme o passo do gado que está diante da minha face e conforme o passo dos meninos [...]” (Gn 33.14).
  • 3. SÍNTESE Aquele que vive segundo o ritmo deste mundo sofre danos emocionais, físicos e espirituais.
  • 4. Gênesis 33.1,4 1 — E levantou Jacó os seus olhos, e olhou, e eis que vinha Esaú, e quatrocentos homens com ele. Então repartiu os filhos entre Lia, e Raquel, e as duas servas. 4 — Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e choraram. TEXTO BÍBLICO Gênesis 33.1,4,10-16
  • 5. Gênesis 33. 10-16 10 — Então disse Jacó: Não, se agora tenho achado graça em teus olhos, peço-te que tomes o meu presente da minha mão; porquanto tenho visto o teu rosto, como se tivesse visto o rosto de Deus, e tomaste contentamento em mim. 11 — Toma, peço-te, a minha bênção, que te foi trazida; porque Deus graciosamente ma tem dado; e porque tenho de tudo. E instou com ele, até que a tomou. 12 — E disse: Caminhemos, e andemos, e eu partirei adiante de ti. TEXTO BÍBLICO Gênesis 33.1,4, 10-16
  • 6. Gênesis 33. 10-16 13 — Porém ele lhe disse: Meu senhor sabe que estes filhos são tenros, e que tenho comigo ovelhas e vacas de leite; se as afadigarem somente um dia, todo o rebanho morrerá. 14 — Ora passe o meu senhor adiante de seu servo; e eu irei como guia pouco a pouco, conforme ao passo do gado que vai adiante de mim, e conforme ao passo dos meninos, até que chegue a meu senhor em Seir. 15 — E Esaú disse: Permite então que eu deixe contigo alguns da minha gente. E ele disse: Para que é isso? Basta que ache graça aos olhos de meu senhor. 16 — Assim voltou Esaú aquele dia pelo seu caminho a Seir. TEXTO BÍBLICO Gênesis 33.1,4, 10-16
  • 7. ATIVIDADE Fizeram a atividade anterior?  Sobre como distribui o tempo diário com as realizações mais importantes da sua própria vida. Lição 3: AtivismoLição 2: Preguiça Lição 4: “Optimus” “Trilogia do Tempo” Para ter vida com qualidade, é preciso seguir na cadência divina; caso contrário, todo o esforço será inútil, como o é “correr atrás do vento” (Ec 2.17).
  • 9. INTRODUÇÃO Já estudamos a respeito Da preguiça - usar o tempo no minimum (do latim, que significa mínimo, “o menor de todos”) Do ativismo — usar o tempo no maximus (do latim, que significa máximo, “o maior de todos”) Agora, estudaremos a respeito do equilíbrio entre as duas condutas. Entre a conduta do maximus e do minimum, está a do optimus
  • 10. INTRODUÇÃO O uso do tempo em equilíbrio, em que o indivíduo interage com o mundo exterior de maneira tranquila, sem pressa ou demasiadamente lento, mas no ritmo correto, como diria Jacó optimus “Ora passe o meu senhor adiante de seu servo; e eu irei como guia pouco a pouco, conforme ao passo do gado que vai adiante de mim, e conforme ao passo dos meninos, até que chegue a meu senhor em Seir” (Pv 19.2). ao passo dos meninos ao passo do gado
  • 11. I UMA VIDA QUE VALE A PENA www.ebdemfoco.com www.slidesebd.com
  • 12. 1. A verdadeira riqueza.
  • 13. 1. A verdadeira riqueza. Uma pessoa rica diante de Deus não é aquela que possui muito dinheiro e bens Mas aquela que desfruta de uma vida abundante (Jo 10.10) Essa é a vida que vale a pena ser vivida e constitui-se na verdadeira riqueza. “Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria. Porventura fixarás os teus olhos naquilo que não é nada? porque certamente criará asas e voará ao céu como a águia” (Pv 23.4,5). não é nada? Deus também nos exorta quanto ao desejar as riquezas deste mundo Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria. Porventura fixarás os teus olhos naquilo que X
  • 14. 1. A verdadeira riqueza. A verdadeira riqueza não pode ser encontrada nos bens materiais A riqueza está na simplicidade, nos pequenos detalhes, em grandes iniciativas, nos nobres propósitos nobres propósitos É com essa visão que cada um terá o melhor de Deus.
  • 15. 1. A verdadeira riqueza. Jesus falou uma parábola a respeito de um homem que achou uma ótima pérola, de grande valor, então ele vendeu tudo quanto possuía e comprou-a (Mt 13.46) Quando se conhece o melhor de Deus, a vida que vale a pena, ninguém quer voltar a viver como antes.
  • 17. 2. Definindo princípios. Somente quando o ser humano entende o que é a verdadeira riqueza, ele consegue definir os princípios que vão aperfeiçoar o seu ritmo de vida. Quando compreendemos o que é ser rico de verdade, deixamos de ser egoístas e passamos a amar mais nosso semelhante. Passamos a administrar, como fiel mordomo, corretamente tudo que chegar às nossas mãos E o nosso anelo pela companhia de Deus será constante
  • 18. 2. Definindo princípios. Quanto mais nos aproximamos de Deus mais perdemos o desejo pelas coisas materiais Não importam x E nossos pensamentos passam a se voltar para as Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus” (Cl 3.2,3). que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus coisas que são de cima, e não nas
  • 19. 3. A importância do próximo.
  • 20. 3. A importância do próximo. O aperfeiçoamento do ritmo da vida com quem interagimos diariamente Está em reconhecer a relevância do próximo Feito à imagem e semelhança de
  • 21. 3. A importância do próximo. Aperfeiçoar o ritmo da vida depende Em ser obediente a Deus e, consequentemente, promover a felicidade das outras pessoas O valor da vida não está na prosperidade individual Mas no amor ao próximo
  • 23. 1. Corpo, templo do Espírito.
  • 24. 1. Corpo, templo do Espírito. Para aperfeiçoar o ritmo da vida É necessário investir tempo para cuidar de si mesmo “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (1 Tm 4.16). Como recomendou Paulo ao jovem Timóteo (1 Tm 4.16)Jesus também pediu aos discípulos que deixassem um barquinho à disposição para que pudessem sair da pressão do cotidiano e descansar longe das multidões
  • 25. 1. Corpo, templo do Espírito. “Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir” (1 Tm 4.8). Paulo fala a respeito do exercício corporal O exercício corporal tem pouco proveito Se comparado à piedade ( Tm 4.8) Mas, com isso, ele não estava desprezando a importância da atividade física, que é indispensável para se manter a saúde física e a boa forma do templo do Espírito Santo (l Co 6.19).
  • 26. 2. Mente, sede dos pensamentos e emoções.
  • 27. 2. Mente, sede dos pensamentos e emoções. No campo de batalha da mente há conflitos de natureza Espiritual Emocional Espiritual Por isso, a Bíblia recomenda que o cristão utilize o capacete da salvação, de maneira que a mente esteja sempre bem protegida (Ef 6.17). “Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” (Ef 6.17).
  • 28. 2. Mente, sede dos pensamentos e emoções. “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Fp 4.8). Afim de proteger a mente, Paulo nos aconselha a pensarem coisas nobres, boas e úteis (Fl 4.8) Devemos deixar a mente envolvida com pensamentos saudáveis, edificantes e otimistas
  • 29. 2. Mente, sede dos pensamentos e emoções. Se desejarmos ter Saúde Emocional Saúde Espiritual Saúde Física Espiritual Precisamos ter o controle da nossa mente e sentimentos Evitando todo pensamento e sentimento tóxico, ruim, contrário aos princípios bíblicos divinos
  • 30. 3. Família, fonte de alegria.
  • 31. 3. Família, fonte de alegria. O maior tesouro que um homem possui Depois de Jesus Cristo e da Salvação É sua família
  • 32. 3. Família, fonte de alegria. Por isso, é preciso que o homem invista parte significativa do seu tempo Com aqueles que Deus lhe deu para dividir, em família, o dom da vida
  • 34. 1. Fazendo o mais fácil.
  • 35. 1. Fazendo o mais fácil. Exemplo Plantar a semente de uma árvore é fácil Deus sempre tem um tipo ideal de tarefa para seus filhos: a mais fácil. Aos homens ficou a incumbência de realizar apenas as coisas fáceis. A parte difícil fica na responsabilidade do Senhor. Mas fazer a semente se transformar em árvore frondosa, cheia de frutos, é bastante complicado Essa é a parte de Deus
  • 36. 1. Fazendo o mais fácil. Em muitos casos, os homens querem fazer a parte de Deus, a difícil E entram em grande aflição Pois terão que usar o ponto maximus de sua disponibilidade ATIVISTA E não alcançarão os resultados desejados, ademais estarão sob intenso
  • 37. 2. Fazendo no melhor prazo.
  • 38. 2. Fazendo no melhor prazo. Plantar uma semente é fácil, mas faz-se necessário que a ação ocorra no melhor prazo (optimus) No tempo e modo de Deus Isso fala de discernimento do tempo e estratégia, como acontecia com os filhos de Issacar, os quais eram peritos “E dos filhos de Issacar, duzentos de seus chefes, destros na ciência dos tempos, para saberem o que Israel devia fazer, e todos os seus irmãos seguiam suas ordens” (1 Cr 12.32). destros na ciência dos tempos, para saberem o que Israel devia fazer Esses homens sabiam se a atividade deveria ser realizada, analisavam. Eles conduziam Israel a fazer as coisas no melhor prazo (optimus)
  • 39. 3. Aceitando os resultados.
  • 40. 3. Aceitando os resultados. Agir no tempo e modo adequados (optimus) Não é garantia de que todos os objetivos serão atingidos, porém uma coisa é certa: a pessoa terá vivido o melhor de Deus
  • 41. 3. Aceitando os resultados. Imprevistos acontecem e, por isso, aqueles que estão no caminho correto, seguindo no ritmo de Deus, precisam aceitar alguns resultados indesejados. Da figueira não florescer Da videira não dar frutos Da impossibilidade de produzir azeite dos frutos colhidos das oliveiras (três tempos de plantações feitas corretamente, no optimus), não era o fim da vida Habacuque entendia bem isso. Ele sabia que o fato
  • 42. 3. Aceitando os resultados. De um jeito, ou de outro, ele se alegraria no Senhor e exultaria em Deus (Hc 3.17), demonstrando o que significava viver uma vida abundante, uma vida que vale a pena.
  • 44. CONCLUSÃO Aperfeiçoar o ritmo da vida, de acordo com o padrão de Deus, exige discernimento, haja vista que, diante do corre-corre do cotidiano, muitas vezes, o homem é empurrado para o precipício do ativismo ou para o desânimo da preguiça. Para saber o tempo e o modo de vida saudável é indispensável pedir orientação ao Senhor, para seguir o ritmo da vida sem sofrer a influência da filosofia deste mundo.
  • 45. ATIVIDADE  Tragam na próxima semana:  Testemunhos de pessoas a quem Deus fez promessas e que, após o período de espera (e, às vezes, ansiedade), viram o seu cumprimento e de outras que ficaram profundamente preocupadas com algo que nunca veio a acontecer (diagnóstico médico, desemprego, infidelidade etc).  Para a realização dessa tarefa, consultem a internet, bem como entrevistem familiares, amigos e/ou membros da igreja. Lição 3: AtivismoLição 2: Preguiça Lição 4: “Optimus” “Trilogia do Tempo”
  • 46. 1. Conceitue o optimus. O indivíduo interage com o mundo exterior de maneira tranquila, sem pressa (maximus) ou demasiadamente lento (minimum), mas no ritmo correto. 2. A mente humana necessita, segundo a lição, estar calcada em quais pensamentos para atingir o optimus? Precisa estar focada em pensamentos que sejam úteis e, acima de tudo, que sejam para o louvor e agrado de Deus. PERGUNTAS
  • 47. 3. Jesus sabia como viver no optimus? Ele é o maior exemplo para sabermos como lidar com o cotidiano da nossa vida. 4. Quais descendentes de Jacó eram peritos “na ciência dos tempos, para saberem o que Israel devia fazer”? Filhos de Issacar. 5. Como sua vida está? O que fazer para alcançar o optimus? Resposta pessoal. PERGUNTAS
  • 48. Vantagens do slide em PowerPoint:  Você pode editar;  Tem muitas animações;  É mais interativo. Baixe em Power Point www.slidesebd.com Cursos de capacitação
  • 49. Fique por dentro do conteúdo da Escola Bíblica Dominical. Acesse o site: www.ebdemfoco.com