SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Geometria e Medida
Triângulos e paralelogramos
Áreas de figuras planas
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Relação entre os ângulos internos
de um triângulo
A soma das amplitudes dos ângulos
internos de um triângulo é 180º .
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Relação entre os ângulos externos
de um triângulo
Na figura, x+z= 222º 35’ .
A amplitude do ângulo y é
(A) 137º 15’ (C) 137º 25’
(B) 137º 20’ (D) 137º 45’
Num triângulo, a soma das
amplitudes de três ângulos externos
com vértices distintos é 360º .
Escolhe a opção correta.
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Relação entre ângulos externos
e internos de um triângulo
Considera o triângulo representado na figura em que x= 133º e c = 92º .
Calcula a .
Calcula b .
Verifica que a + b + c = 180º .
Num triângulo, a amplitude de
qualquer ângulo externo é igual
à soma das amplitudes dos
ângulos internos não adjacentes.
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Relações entre lados e ângulos
de um triângulo
O triângulo [CDE] é isósceles e [CD] é o seu maior lado.
Um dos ângulos internos tem 110º de amplitude.
Indica C , D e E .
Num triângulo,
ao maior lado opõe-se o maior ângulo e
ao maior ângulo opõe-se o maior lado.
ao menor lado opõe-se o menor ângulo
e ao menor ângulo opõe-se o menor
lado.
a lados iguais opõem-se ângulos iguais
e a ângulos iguais opõem-se lados
iguais.
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Relações entre os lados de um triângulo
Diz, justificando, se é possível construir um triângulo cujos lados tenham os
seguintes comprimentos.
3 cm ; 12 cm ; 8,9 cm 6,8 cm ; 12 cm ; 5,4 cm
9 cm ; 10 cm ; 11 cm 15 cm ; 7,7 cm ; 7,3 cm
Num triângulo, o comprimento de
qualquer lado é menor que a
soma dos comprimentos dos
outros dois.
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Num paralelogramo,
há dois pares de ângulos iguais.
a soma dos ângulos internos é um ângulo raso.
os lados opostos são paralelos.
os ângulos opostos são suplementares.
Relações entre elementos
de um paralelogramo
Num paralelogramo,
ângulos opostos são iguais .
ângulos adjacentes ao mesmo lado
são suplementares.
lados opostos são iguais.
Verdadeiro ou Falso?
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Dois triângulos retângulos que tenham os catetos respetivamente iguais,
são iguais.
Dois triângulos retângulos que tenham os dois ângulos agudos
respetivamente iguais, são iguais.
Critérios de igualdade de triângulos
Dois triângulos são iguais se tiverem respetivamente iguais:
os três lados – critério LLL.
dois lados e o ângulo por eles formado – critério LAL.
um lado e os dois ângulos adjacentes a esse lado – critério ALA.
Verdadeiro ou Falso?
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Um triângulo equilátero pode ser retângulo.
Um triângulo obtusângulo pode ser isósceles.
Um triângulo escaleno pode ser acutângulo.
Classificação dos triângulos
Verdadeiro ou Falso?
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Um retângulo com 5 dm de comprimento e 10 cm de largura tem de área
(A) 50 cm2 (B) 5 dm2 (C) 500 dm2
Um quadrado com 20 cm de lado, tem de área
(A) 4 dm2 (B) 40 dm2 (C) 40 cm2
Áreas de figuras planas
Escolhe a opção correta.
Matemática Cinco / 5.º ano
© Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados.
Um paralelogramo, P, e um triângulo, T, têm a mesma base e a mesma altura.
Então,
(A) A área de P é igual à área de T .
(B) A área de P é o dobro da área de T .
(C) A área de P é metade da área de T .
Áreas de figuras planas
Escolhe a opção correta.
Estes conteúdos não podem ser reproduzidos, copiados, alterados ou partilhados, no todo ou em parte, sem a autorização escrita da Raiz Editora.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Triângulos.pptx

Tangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãOTangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãO
tecrim
 
D. triangular e critérios de congruência de triângulos
D. triangular e critérios de congruência de triângulosD. triangular e critérios de congruência de triângulos
D. triangular e critérios de congruência de triângulos
aldaalves
 
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdfisoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
DanielaSilvaBraz1
 
Triângulos e quadriláteros
Triângulos e quadriláterosTriângulos e quadriláteros
Triângulos e quadriláteros
inessalgado
 
Ângulos e Triângulos revisão 5ºano
Ângulos e Triângulos revisão 5ºanoÂngulos e Triângulos revisão 5ºano
Ângulos e Triângulos revisão 5ºano
marcommendes
 
Ângulos triângulos
Ângulos triângulosÂngulos triângulos
Ângulos triângulos
MaryCerq
 

Semelhante a Triângulos.pptx (20)

Tangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãOTangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãO
 
Tangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãOTangram ApresentaçãO
Tangram ApresentaçãO
 
D. triangular e critérios de congruência de triângulos
D. triangular e critérios de congruência de triângulosD. triangular e critérios de congruência de triângulos
D. triangular e critérios de congruência de triângulos
 
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdfisoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
isoladas-matematica-do-zero-na-fundatec-aula-15-dudan.pdf
 
Triângulos e quadriláteros
Triângulos e quadriláterosTriângulos e quadriláteros
Triângulos e quadriláteros
 
Ângulos e Triângulos revisão 5ºano
Ângulos e Triângulos revisão 5ºanoÂngulos e Triângulos revisão 5ºano
Ângulos e Triângulos revisão 5ºano
 
Figuras geométricas no tangram
Figuras geométricas no tangramFiguras geométricas no tangram
Figuras geométricas no tangram
 
Ficha informativa 1 (geometria revisões)
Ficha informativa 1 (geometria   revisões)Ficha informativa 1 (geometria   revisões)
Ficha informativa 1 (geometria revisões)
 
Áreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras PlanasÁreas de Figuras Planas
Áreas de Figuras Planas
 
Construção de triângulos
Construção de triângulosConstrução de triângulos
Construção de triângulos
 
Aula 1 quadrilateros trinagulos
Aula 1 quadrilateros trinagulosAula 1 quadrilateros trinagulos
Aula 1 quadrilateros trinagulos
 
Triangulos
TriangulosTriangulos
Triangulos
 
Semelhança de triângulos.ppt
Semelhança de triângulos.pptSemelhança de triângulos.ppt
Semelhança de triângulos.ppt
 
Teste nee
Teste neeTeste nee
Teste nee
 
oi
oioi
oi
 
Âgulos e Polígonos
Âgulos e PolígonosÂgulos e Polígonos
Âgulos e Polígonos
 
trigonometria_no_triangulo_retangulo.pdf
trigonometria_no_triangulo_retangulo.pdftrigonometria_no_triangulo_retangulo.pdf
trigonometria_no_triangulo_retangulo.pdf
 
Classificação de polígonos
Classificação de polígonosClassificação de polígonos
Classificação de polígonos
 
Ângulos triângulos
Ângulos triângulosÂngulos triângulos
Ângulos triângulos
 
Trigonometria no triângulo retângulo
Trigonometria no triângulo retângulo Trigonometria no triângulo retângulo
Trigonometria no triângulo retângulo
 

Mais de MariaFloradeSousaBri (7)

tv6_em_objetivogeral_1.pptx
tv6_em_objetivogeral_1.pptxtv6_em_objetivogeral_1.pptx
tv6_em_objetivogeral_1.pptx
 
Essencial_ Números racionais não negativos.pptx
Essencial_ Números racionais não negativos.pptxEssencial_ Números racionais não negativos.pptx
Essencial_ Números racionais não negativos.pptx
 
Rochas.pptx
Rochas.pptxRochas.pptx
Rochas.pptx
 
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdfACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
 
Formação dos solos.pdf
Formação dos solos.pdfFormação dos solos.pdf
Formação dos solos.pdf
 
material_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptxmaterial_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptx
 
5ªDEX_Compara_orde_.pptx
5ªDEX_Compara_orde_.pptx5ªDEX_Compara_orde_.pptx
5ªDEX_Compara_orde_.pptx
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 

Triângulos.pptx

  • 1. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Geometria e Medida Triângulos e paralelogramos Áreas de figuras planas
  • 2. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Relação entre os ângulos internos de um triângulo A soma das amplitudes dos ângulos internos de um triângulo é 180º .
  • 3. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Relação entre os ângulos externos de um triângulo Na figura, x+z= 222º 35’ . A amplitude do ângulo y é (A) 137º 15’ (C) 137º 25’ (B) 137º 20’ (D) 137º 45’ Num triângulo, a soma das amplitudes de três ângulos externos com vértices distintos é 360º . Escolhe a opção correta.
  • 4. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Relação entre ângulos externos e internos de um triângulo Considera o triângulo representado na figura em que x= 133º e c = 92º . Calcula a . Calcula b . Verifica que a + b + c = 180º . Num triângulo, a amplitude de qualquer ângulo externo é igual à soma das amplitudes dos ângulos internos não adjacentes.
  • 5. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Relações entre lados e ângulos de um triângulo O triângulo [CDE] é isósceles e [CD] é o seu maior lado. Um dos ângulos internos tem 110º de amplitude. Indica C , D e E . Num triângulo, ao maior lado opõe-se o maior ângulo e ao maior ângulo opõe-se o maior lado. ao menor lado opõe-se o menor ângulo e ao menor ângulo opõe-se o menor lado. a lados iguais opõem-se ângulos iguais e a ângulos iguais opõem-se lados iguais.
  • 6. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Relações entre os lados de um triângulo Diz, justificando, se é possível construir um triângulo cujos lados tenham os seguintes comprimentos. 3 cm ; 12 cm ; 8,9 cm 6,8 cm ; 12 cm ; 5,4 cm 9 cm ; 10 cm ; 11 cm 15 cm ; 7,7 cm ; 7,3 cm Num triângulo, o comprimento de qualquer lado é menor que a soma dos comprimentos dos outros dois.
  • 7. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Num paralelogramo, há dois pares de ângulos iguais. a soma dos ângulos internos é um ângulo raso. os lados opostos são paralelos. os ângulos opostos são suplementares. Relações entre elementos de um paralelogramo Num paralelogramo, ângulos opostos são iguais . ângulos adjacentes ao mesmo lado são suplementares. lados opostos são iguais. Verdadeiro ou Falso?
  • 8. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Dois triângulos retângulos que tenham os catetos respetivamente iguais, são iguais. Dois triângulos retângulos que tenham os dois ângulos agudos respetivamente iguais, são iguais. Critérios de igualdade de triângulos Dois triângulos são iguais se tiverem respetivamente iguais: os três lados – critério LLL. dois lados e o ângulo por eles formado – critério LAL. um lado e os dois ângulos adjacentes a esse lado – critério ALA. Verdadeiro ou Falso?
  • 9. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Um triângulo equilátero pode ser retângulo. Um triângulo obtusângulo pode ser isósceles. Um triângulo escaleno pode ser acutângulo. Classificação dos triângulos Verdadeiro ou Falso?
  • 10. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Um retângulo com 5 dm de comprimento e 10 cm de largura tem de área (A) 50 cm2 (B) 5 dm2 (C) 500 dm2 Um quadrado com 20 cm de lado, tem de área (A) 4 dm2 (B) 40 dm2 (C) 40 cm2 Áreas de figuras planas Escolhe a opção correta.
  • 11. Matemática Cinco / 5.º ano © Raiz Editora, 2016. Todos os direitos reservados. Um paralelogramo, P, e um triângulo, T, têm a mesma base e a mesma altura. Então, (A) A área de P é igual à área de T . (B) A área de P é o dobro da área de T . (C) A área de P é metade da área de T . Áreas de figuras planas Escolhe a opção correta. Estes conteúdos não podem ser reproduzidos, copiados, alterados ou partilhados, no todo ou em parte, sem a autorização escrita da Raiz Editora.