SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
As rochas
Rochas e minerais
As rochas são os materiais que formam a parte sólida do nosso planeta. São
agregados naturais, sólidos, constituídos por um ou vários minerais.
2
Esta paisagem é formada por granito, que é constituído por três minerais.
Feldspato
Quartzo
Micas
Diversidade de minerais
Existe uma grande diversidade de minerais, que podem constituir diferentes
rochas quando estão agregados — é o caso do granito — ou formar cristais
isolados:
3
Gesso — rosa do deserto.
Quartzo ametista.
Fluorite.
Diversidade de rochas
Existem três grandes tipos de rochas (magmáticas, sedimentares e
metamórficas), que se distribuem por diferentes partes do planeta
formando paisagens caraterísticas.
4
As rochas podem estar à superfície (afloramento), constituir camadas mais
profundas ou formar o fundo dos oceanos e cursos de água.
Paisagem magmática (granito),
Serra da Estrela, Portugal.
Paisagem sedimentar,
praia do Algarve, Portugal.
Paisagem metamórfica,
dobra geológica na
Costa Jurássica, Inglaterra.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
5
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
6
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
Arenito.
Basalto.
A cor das rochas, propriedade que nos chama mais
a atenção quando as vemos a uma certa distância,
é muito diversa. O basalto, por exemplo, tem a cor
negra como característica definidora, enquanto o
arenito apresenta, geralmente, cores claras.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
7
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
As rochas como o argilito, ou quaisquer
rochas que tenham argila, cheiram a
barro quando bafejadas.
Rocha com argila
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
8
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
Areia e cascalho.
Granito.
O granito é uma rocha coerente,
enquanto a areia ou cascalho são rochas
não coerentes, pois têm os grãos soltos.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
9
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
A dureza das rochas verifica-se com a resistência
a ser riscada por outro material (prego, vidro,
etc.). As rochas com argila riscam-se facilmente
até com a unha, enquanto o mármore não se
risca com nenhum material.
Mármore.
Rocha com argila.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
10
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
Basalto.
Xisto.
As rochas podem ser maciças, como o
granito, ou laminadas, como o xisto.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
11
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido
A textura das rochas depende dos cristais
que é possível ver a olho nu. O basalto
não apresenta cristais visíveis, ao passo
que, no granito, é possível distinguir
diferentes minerais.
Basalto.
Granito.
Propriedades das rochas
Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades:
12
• Cor
• Cheiro
• Coerência
• Dureza
• Estrutura
• Textura
• Reação com ácido Algumas rochas fazem efervescência
com o ácido. É o caso do calcário.
Calcário.
https://www.santillana.pt/files/DNLCNT/Priv/_
11804_c.book/data/RECURSOS/ESARC0000179
8/index.html
Localização das rochas e minerais em Portugal
13
Os diferentes tipos de rocha
distribuem-se por todo o
território de Portugal, moldando
as paisagens das diferentes
regiões do país. Tanto rochas
como minerais podem ser
extraídos em pedreiras e minas
para serem utilizados em
atividades humanas.
Mapa litológico de Portugal.
Utilização das rochas e minerais
14
Construção em xisto,
aldeia do Piódão.
Monumento em granito,
Bom Jesus do Monte, Braga.
A construção e decoração dos locais é feita de acordo com o tipo de rocha mais
abundante na região.
Edifícios e calçada
com basalto, Açores.
As rochas e minerais têm muitas aplicações e o ser humano utiliza estas
matérias-primas desde o surgimento das primeiras civilizações.
• Aplicação das rochas
Utilização das rochas e minerais
15
• Aplicação das rochas
Escultura em calcário, Padrão
dos Descobrimentos, Lisboa.
Escultura em mármore,
Vénus de Milo.
Escultura com fragmentos
de mármore, Casa Milà,
Barcelona.
A arte sempre utilizou as rochas na escultura, tanto no período clássico como
nas tendências mais modernas.
Utilização das rochas e minerais
16
• Aplicação das rochas
Gasolina, derivado do petróleo. Carvão.
O petróleo e o carvão são rochas e constituem importantes fontes de energia. O
petróleo tem diversos derivados muito utilizados, como a gasolina ou o plástico. Por
sua vez, o carvão é utilizado para a produção de eletricidade que alimenta cidades e
a indústria de muitos países.
Utilização das rochas e minerais
17
• Aplicação dos minerais
O quartzo é usado no fabrico
de relógios e noutras
indústrias, como a
informática.
O ouro, o diamante e
minerais considerados
pedras preciosas são usados
na joalharia.
A medicina utiliza minerais
nos seus diagnósticos e
terapias. Por exemplo, na
radioterapia usa-se
cobalto.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Ciências naturais 7 os minerais
Ciências naturais 7   os mineraisCiências naturais 7   os minerais
Ciências naturais 7 os minerais
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Formações litológicas
Formações litológicasFormações litológicas
Formações litológicas
 
As rochas , o solo
As rochas , o soloAs rochas , o solo
As rochas , o solo
 
Rochas – 5º ano
Rochas – 5º anoRochas – 5º ano
Rochas – 5º ano
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggAula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
 
As rochas
As rochasAs rochas
As rochas
 
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6   FormaçãO De Rochas SedimentaresGeo 6   FormaçãO De Rochas Sedimentares
Geo 6 FormaçãO De Rochas Sedimentares
 
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicastipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
tipos de-rochas-e-paisagens-geologicas
 
Rochas metamorficas
Rochas metamorficasRochas metamorficas
Rochas metamorficas
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Solo
SoloSolo
Solo
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Rochas PPT - Ciências Naturais 7º ano
Rochas PPT - Ciências Naturais 7º anoRochas PPT - Ciências Naturais 7º ano
Rochas PPT - Ciências Naturais 7º ano
 
Solo
SoloSolo
Solo
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 

Semelhante a Rochas.pptx

Rochas, solos e seres vivos
Rochas, solos e seres vivos Rochas, solos e seres vivos
Rochas, solos e seres vivos Marjan Vos
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)Ewerton Marinho
 
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicasPaulo Ventura
 
SLIDES - GEO DE ENGENHARUA.pdf
SLIDES  - GEO DE ENGENHARUA.pdfSLIDES  - GEO DE ENGENHARUA.pdf
SLIDES - GEO DE ENGENHARUA.pdfWanderson Moraes
 
Onde utiliza,o homem as rochas.
Onde utiliza,o homem as rochas.Onde utiliza,o homem as rochas.
Onde utiliza,o homem as rochas.Leandro Silva
 
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseTrabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseThiago Meira
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e mineraisGil Cunha
 
Capítulo 04 a estrutura da terra
Capítulo 04   a estrutura da terraCapítulo 04   a estrutura da terra
Capítulo 04 a estrutura da terraIgor Brant
 
Rochas5ano 111125102511-phpapp02
Rochas5ano 111125102511-phpapp02Rochas5ano 111125102511-phpapp02
Rochas5ano 111125102511-phpapp02Isabel Ribeiro
 
Apresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisApresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisKleverton Dias
 
Ciclo das rochas 4
Ciclo das rochas 4Ciclo das rochas 4
Ciclo das rochas 4YagoVerling
 
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01Pelo Siro
 

Semelhante a Rochas.pptx (20)

Rochas, solos e seres vivos
Rochas, solos e seres vivos Rochas, solos e seres vivos
Rochas, solos e seres vivos
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Powerpoint Rochas
Powerpoint   RochasPowerpoint   Rochas
Powerpoint Rochas
 
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas
93350762 cn-7º-pdf-rochas-minerais-e-paisagens-geologicas
 
SLIDES - GEO DE ENGENHARUA.pdf
SLIDES  - GEO DE ENGENHARUA.pdfSLIDES  - GEO DE ENGENHARUA.pdf
SLIDES - GEO DE ENGENHARUA.pdf
 
Trabalho rochas
Trabalho rochasTrabalho rochas
Trabalho rochas
 
7º 1.1.
7º 1.1.7º 1.1.
7º 1.1.
 
Tipos de rochas
Tipos de rochasTipos de rochas
Tipos de rochas
 
Onde utiliza,o homem as rochas.
Onde utiliza,o homem as rochas.Onde utiliza,o homem as rochas.
Onde utiliza,o homem as rochas.
 
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseTrabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
 
Ficha resumo rochas
Ficha resumo rochasFicha resumo rochas
Ficha resumo rochas
 
Rochas e minerais
Rochas e mineraisRochas e minerais
Rochas e minerais
 
Capítulo 04 a estrutura da terra
Capítulo 04   a estrutura da terraCapítulo 04   a estrutura da terra
Capítulo 04 a estrutura da terra
 
Solos rochas e minerais
Solos rochas e mineraisSolos rochas e minerais
Solos rochas e minerais
 
Rochas5ano 111125102511-phpapp02
Rochas5ano 111125102511-phpapp02Rochas5ano 111125102511-phpapp02
Rochas5ano 111125102511-phpapp02
 
Apresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturaisApresentação pedras naturais
Apresentação pedras naturais
 
Aula geologia 2
Aula geologia 2Aula geologia 2
Aula geologia 2
 
Ciclo das rochas 4
Ciclo das rochas 4Ciclo das rochas 4
Ciclo das rochas 4
 
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01
Powerpoint rochas-100405101137-phpapp01
 

Mais de MariaFloradeSousaBri

Mais de MariaFloradeSousaBri (7)

tv6_em_objetivogeral_1.pptx
tv6_em_objetivogeral_1.pptxtv6_em_objetivogeral_1.pptx
tv6_em_objetivogeral_1.pptx
 
Essencial_ Números racionais não negativos.pptx
Essencial_ Números racionais não negativos.pptxEssencial_ Números racionais não negativos.pptx
Essencial_ Números racionais não negativos.pptx
 
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdfACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
ACD_Flexibilidade_Curricular_OH.pdf
 
Formação dos solos.pdf
Formação dos solos.pdfFormação dos solos.pdf
Formação dos solos.pdf
 
material_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptxmaterial_laboratorio.pptx
material_laboratorio.pptx
 
Triângulos.pptx
Triângulos.pptxTriângulos.pptx
Triângulos.pptx
 
5ªDEX_Compara_orde_.pptx
5ªDEX_Compara_orde_.pptx5ªDEX_Compara_orde_.pptx
5ªDEX_Compara_orde_.pptx
 

Último

Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 

Último (20)

Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 

Rochas.pptx

  • 2. Rochas e minerais As rochas são os materiais que formam a parte sólida do nosso planeta. São agregados naturais, sólidos, constituídos por um ou vários minerais. 2 Esta paisagem é formada por granito, que é constituído por três minerais. Feldspato Quartzo Micas
  • 3. Diversidade de minerais Existe uma grande diversidade de minerais, que podem constituir diferentes rochas quando estão agregados — é o caso do granito — ou formar cristais isolados: 3 Gesso — rosa do deserto. Quartzo ametista. Fluorite.
  • 4. Diversidade de rochas Existem três grandes tipos de rochas (magmáticas, sedimentares e metamórficas), que se distribuem por diferentes partes do planeta formando paisagens caraterísticas. 4 As rochas podem estar à superfície (afloramento), constituir camadas mais profundas ou formar o fundo dos oceanos e cursos de água. Paisagem magmática (granito), Serra da Estrela, Portugal. Paisagem sedimentar, praia do Algarve, Portugal. Paisagem metamórfica, dobra geológica na Costa Jurássica, Inglaterra.
  • 5. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 5 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido
  • 6. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 6 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido Arenito. Basalto. A cor das rochas, propriedade que nos chama mais a atenção quando as vemos a uma certa distância, é muito diversa. O basalto, por exemplo, tem a cor negra como característica definidora, enquanto o arenito apresenta, geralmente, cores claras.
  • 7. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 7 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido As rochas como o argilito, ou quaisquer rochas que tenham argila, cheiram a barro quando bafejadas. Rocha com argila
  • 8. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 8 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido Areia e cascalho. Granito. O granito é uma rocha coerente, enquanto a areia ou cascalho são rochas não coerentes, pois têm os grãos soltos.
  • 9. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 9 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido A dureza das rochas verifica-se com a resistência a ser riscada por outro material (prego, vidro, etc.). As rochas com argila riscam-se facilmente até com a unha, enquanto o mármore não se risca com nenhum material. Mármore. Rocha com argila.
  • 10. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 10 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido Basalto. Xisto. As rochas podem ser maciças, como o granito, ou laminadas, como o xisto.
  • 11. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 11 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido A textura das rochas depende dos cristais que é possível ver a olho nu. O basalto não apresenta cristais visíveis, ao passo que, no granito, é possível distinguir diferentes minerais. Basalto. Granito.
  • 12. Propriedades das rochas Os minerais que constituem as rochas conferem-lhes diferentes propriedades: 12 • Cor • Cheiro • Coerência • Dureza • Estrutura • Textura • Reação com ácido Algumas rochas fazem efervescência com o ácido. É o caso do calcário. Calcário. https://www.santillana.pt/files/DNLCNT/Priv/_ 11804_c.book/data/RECURSOS/ESARC0000179 8/index.html
  • 13. Localização das rochas e minerais em Portugal 13 Os diferentes tipos de rocha distribuem-se por todo o território de Portugal, moldando as paisagens das diferentes regiões do país. Tanto rochas como minerais podem ser extraídos em pedreiras e minas para serem utilizados em atividades humanas. Mapa litológico de Portugal.
  • 14. Utilização das rochas e minerais 14 Construção em xisto, aldeia do Piódão. Monumento em granito, Bom Jesus do Monte, Braga. A construção e decoração dos locais é feita de acordo com o tipo de rocha mais abundante na região. Edifícios e calçada com basalto, Açores. As rochas e minerais têm muitas aplicações e o ser humano utiliza estas matérias-primas desde o surgimento das primeiras civilizações. • Aplicação das rochas
  • 15. Utilização das rochas e minerais 15 • Aplicação das rochas Escultura em calcário, Padrão dos Descobrimentos, Lisboa. Escultura em mármore, Vénus de Milo. Escultura com fragmentos de mármore, Casa Milà, Barcelona. A arte sempre utilizou as rochas na escultura, tanto no período clássico como nas tendências mais modernas.
  • 16. Utilização das rochas e minerais 16 • Aplicação das rochas Gasolina, derivado do petróleo. Carvão. O petróleo e o carvão são rochas e constituem importantes fontes de energia. O petróleo tem diversos derivados muito utilizados, como a gasolina ou o plástico. Por sua vez, o carvão é utilizado para a produção de eletricidade que alimenta cidades e a indústria de muitos países.
  • 17. Utilização das rochas e minerais 17 • Aplicação dos minerais O quartzo é usado no fabrico de relógios e noutras indústrias, como a informática. O ouro, o diamante e minerais considerados pedras preciosas são usados na joalharia. A medicina utiliza minerais nos seus diagnósticos e terapias. Por exemplo, na radioterapia usa-se cobalto.