SlideShare uma empresa Scribd logo
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




BurrhusFrederic Skinner

O Psicólogo do
Comportamento Humano




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Quem foi Skinner

• Escritor e psicólogo do comportamento humano;

• O mais importante dos behavioristas que sucedem Watson;

• Seu trabalho influencia muitos psicólogos americanos e de
vários países aonde a Psicologia americana tem grande
penetração, como no Brasil.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Quem foi Skinner

A teoria de Skinner apóia-se naidéia de
queoaprendizado tem a função de mudança no
comportamento.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Quem foi Skinner

Defendia um sistema empírico, derivado de
experiências cotidianas, que provém de tentativas,
erros e acertos, sem estrutura teórica para a
condução de uma pesquisa.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Quem foi Skinner

Dedicava-se ao estudo das respostas. Ele se
preocupava em descrever e não explicar o
comportamento.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Origens

•Nasceu em 20 de março de 1904 na
Pensilvânia, Estados Unidos.

•De família presbiteriana, seu pai era
advogado e sua mãe dona de casa.




                                         BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Infância
• Teve uma infância tradicional, segundo
Skinner, seu ambiente era estável e não lhe
faltou afeto.

•Gostava de construir coisas, chegando a
montar uma espécie de canhão a vapor para
atirar pedaços de cenoura e batata sobre o
telhado.

•Gostava de ler sobre animais e mantinha
diversas espécies de tartarugas, cobras,
lagartos, sapos e esquilos.

                                           BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Estudos

•Formou-se em Letras;
• Em seguida decidiu tornar-se um
escritor, mas escreveu pouco;
• Sua produção, desde o período que ele
chamou de seu "ano negro", consistia de
uma dúzia de pequenos artigos de jornais
e alguns modelos de veleiros.



                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Encontro com a Ciência Comportamental

• Em uma viagem para Nova York teve acesso a livros de John B.
Watson e Ivan Pavlov.
• Skinner os achou impressionantes e queria aprender mais.

• Leu sobre as experiências de condicionamento de Watson
ePavlov, os quais lhe despertaram um interesse mais científico
que literário acerca da natureza humana.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Encontro com a Ciência Comportamental

•Com 24 anos Skinner matriculou-se no curso de pós graduação
no Departamento de Psicologia da Universidade de Harvard.

• Embora não houvesse frequentado qualquer curso da área de
psicologia obteve o Ph.D em três anos.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Encontro com a Ciência Comportamental

• Rebelde e impaciente, Skinner encontrou um mentor: William
Crozier que era o presidente de um novo departamento de Fisiologia.

•Crozier havia aderido ao programa de estudos do comportamento
do animal como um todo.

• A linha de pesquisa deCrozierseguia exatamente o objetivo de
Skinner de comportamentos relativos às condições experimentais,
em animais e humanos.



                                         BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




A caixa de Skinner
• Skinner criou a “Caixa de Skinner”. Nela era
colocado um rato privado de alimento.
• Ao se aproximar de uma barra perto da parede,
Skinner introduzia uma gota d’água na caixa através
de um mecanismo e o rato a bebia.
• As gotas eram colocadas quando o rato se
aproximava da barra até que o animal a pressionou
dezenas de vezes até saciar sua sede.
• Foi observado que os comportamentos do rato
que eram seguidos de um estímulo reforçador (S-R)
(a água) aumentavam de frequência, enquanto
outros diminuíam.

                                                 BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




A descoberta do Condicionamento Operante


Para Skinner a aprendizageméfruto de
condicionamentooperante, ouseja, um
comportamentoépremiado, estimulado,
atéqueelesejacondicionado de tal forma
queaoretiraroreforçoocomportamento continue a
acontecer.


                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia



Comportamento Operante
Comportamento Resultante               X

A principal contribuição de Skinner para a
Psicologia foi o conceito de Comportamento
Operante que descreve um tipo de relação
entre as respostas dos organismos e o
ambiente.


                                           BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia



Comportamento Operante
Comportamento Resultante               X

O condicionamentooperanteébaseadona lei do
efeito Thorndike, segundo a
qualocomportamentoqueproduzbonsefeitosten
de a se tornarmaisfrequente,
enquantoqueocomportamentoqueproduzmaus
efeitostende a se tornarmenosfreqüente.

                                           BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia



Comportamento Operante
Comportamento Resultante               X

O reforço é o elemento chave na teoria de
Skinner. Um reforço é qualquer coisa que
fortaleça a resposta desejada. Pode ser um
elogio verbal, uma boa nota ou um sentimento
de realização ou satisfação.


                                           BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Príncipios do Comportamento Operante


1. Comportamento que é positivamente
reforçado vai acontecer novamente. Reforço
intermitente é particularmente efetivo.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Príncipios do Comportamento Operante


2. As informações devem ser apresentada em
pequenas quantidades, para que as respostas
sejam reforçadas (modelagem).




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Príncipios do Comportamento Operante


3. Reforços vão generalizar estímulos similares
produzindo condicionamento secundário.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Principais tipos de reforços


1. Positivo: todo estímulo que quando está
presente aumente a probabilidade de que se
produza uma conduta.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Principais tipos de reforços


2. Negativo: todo estímulo aversivo que ao ser
retirado aumenta a probabilidade de que se
produza a conduta.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Principais tipos de reforços


3. Extinção: a qual se apresenta quando um
estímulo que previamente reforçava a conduta
deixa de atuar.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Principais tipos de reforços


4. Castigo: igual ao da extinção funciona para
reduzir a conduta.




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




O Determinismo de Skinner

Skinner era determinista.
Emsuateorianãohaviaespaçoparaolivrearbítrio.
Afirmarqueossereshumanossãocapazes de
livreescolhaserianegarsuaposiçãobásica de
queocomportamentoécontroladopeloambienteeos
genes.



                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




“Nunca ataquei um problema construindo uma
hipótese. Jamais deduzi teoremas, nem os
submeti a verificação experimental. Até onde
consigo enxergar, não tenho nenhum modelo
preconcebido de comportamento e,
certamente, nem fisiológico nem mentalista e,
creio, nem conceitual” (Skinner, 1956).


                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas
Curso de Psicologia
TeoriaseSistemas de Psicologia




Principais Obras

Comportamentodos Organismos - Publicadoem1938

A Tecnologiade Ensino - Publicadoem1968

AlémdaLiberdadeeDignidade - Publicadoem 1970




                                       BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas
Curso de Psicologia
Teorias e Sistemas de Psicologia




Fim da vida

BurrhusFrederic Skinner continuou produzindo até a morte,
com 86 anos. No porão da sua casa construiu a própria Caixa de
Skinner, um ambiente controlado para proporcionar
reforçamento positivo.

Gostava de escrever e dizia que essa atividade proporcionava
bastante reforço positivo. Com 78 anos escreveu um trabalho
intitulado (Autogerenciamento intelectual na velhice),
descrevendo suas experiências como um estudo de caso.


                                         BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas
Curso de Psicologia
Teorias e Sistemas de Psicologia




Fim da vida

Em 1989, Skinner foi diagnosticado com leucemia, tendo
expectativa de dois meses de vida.

Oito dias antes de morrer ele apresentou um trabalho em uma
convenção, em Boston. Nela atacou veemente o crescimento da
psicologia cognitiva, que desafiava sua forma de Behaviorismo.

Na tarde anterior à sua morte, trabalhava no seu último
artigo(A psicologia pode ser uma ciência da mente?), outra
acusação contra o movimento cognitivo que ameaçava
suplantar a sua visão de psicologia.

                                         BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012
FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas
Curso de Psicologia
Teorias e Sistemas de Psicologia


                                         "Como as pessoas se
                                         sentem é, geralmente,
                                         tão importante quanto
                                         o que elas fazem".
                                         BurrhusFrederic Skinner




                                                                   Outubro2012
FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas
Curso de Psicologia
Teorias e Sistemas de Psicologia




Obrigado!


Gabriela Invernizzi
Olinda de Lima
PriscilaMiranda
MarcelinoHipólito
Wellington dos Santos Silveira




                                         BurrhusFrederic Skinner   Outubro2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014
Magistério Magistério
 
Behaviorismo
Behaviorismo Behaviorismo
Behaviorismo
Profissão Professor
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
ecleiamb
 
O behaviorismo 2
O  behaviorismo 2O  behaviorismo 2
O behaviorismo 2
Lucas Lorran
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
O Blog do Pedagogo
 
Behaviorismo
BehaviorismoBehaviorismo
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
CatarinaNeivas
 
Aprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social BanduraAprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social Bandura
aritovi
 
Psicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagemPsicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagem
na educação
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Manô Araújo
 
Teoria Behaviorista
Teoria BehavioristaTeoria Behaviorista
Teoria Behaviorista
Silvia Marina Anaruma
 
Aula 3 behaviorismos
Aula 3   behaviorismosAula 3   behaviorismos
Aula 3 behaviorismos
Ludmila Moura
 
Teoria Comportamental
Teoria  ComportamentalTeoria  Comportamental
Teoria Comportamental
psicologiaisecensa
 
Behaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricosBehaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricos
Thales Rocha
 
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert BanduraTeoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Eduardo Manfré
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
Vania Cardoso
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
normaquilino
 
Freud
FreudFreud
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
Quelen Fogaça
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
Nilson Dias Castelano
 

Mais procurados (20)

Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014Trabalho slides behavorismo 2014
Trabalho slides behavorismo 2014
 
Behaviorismo
Behaviorismo Behaviorismo
Behaviorismo
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
O behaviorismo 2
O  behaviorismo 2O  behaviorismo 2
O behaviorismo 2
 
A Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da AprendizagemA Psicologia da Aprendizagem
A Psicologia da Aprendizagem
 
Behaviorismo
BehaviorismoBehaviorismo
Behaviorismo
 
Aprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento OperanteAprendizagem no Condicionamento Operante
Aprendizagem no Condicionamento Operante
 
Aprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social BanduraAprendizagem Social Bandura
Aprendizagem Social Bandura
 
Psicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagemPsicologia da aprendizagem
Psicologia da aprendizagem
 
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: PiagetDesenvolvimento Cognitivo: Piaget
Desenvolvimento Cognitivo: Piaget
 
Teoria Behaviorista
Teoria BehavioristaTeoria Behaviorista
Teoria Behaviorista
 
Aula 3 behaviorismos
Aula 3   behaviorismosAula 3   behaviorismos
Aula 3 behaviorismos
 
Teoria Comportamental
Teoria  ComportamentalTeoria  Comportamental
Teoria Comportamental
 
Behaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricosBehaviorismo clássico e teóricos
Behaviorismo clássico e teóricos
 
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert BanduraTeoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
Teoria da Aprendizagem Social - Albert Bandura
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
 
Freud
FreudFreud
Freud
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Sensação e Percepção
Sensação e PercepçãoSensação e Percepção
Sensação e Percepção
 

Semelhante a Skinner

03 Aula - Behaviorismo.pptx
03 Aula - Behaviorismo.pptx03 Aula - Behaviorismo.pptx
03 Aula - Behaviorismo.pptx
MarianaPerson
 
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptxAula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
ThiagoPitaluga1
 
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamentoAula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Ludmila Moura
 
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docxTrabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
ceciliamonteiro12
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Jordano Santos Cerqueira
 
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano   m1 - evolução da psicologiaPsic 10º ano   m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Jorge Machado
 
Logoterapia bentes pdf
Logoterapia bentes pdfLogoterapia bentes pdf
Logoterapia bentes pdf
ANTÔNIO CARLOS G. BENTES
 
Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
Adrianadiasbrito
 
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental   fabianaAula introducao a psicologia comportamental   fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Lidiane Oliveira Costa
 
Unidade 01 psicologia (1)
Unidade 01   psicologia (1)Unidade 01   psicologia (1)
Unidade 01 psicologia (1)
Suellen Souza Machado
 
Teorias Behavioristas
Teorias BehavioristasTeorias Behavioristas
Teopsicoterapia bentes
Teopsicoterapia bentesTeopsicoterapia bentes
Teopsicoterapia bentes
ANTÔNIO CARLOS G. BENTES
 
psicologia geral
psicologia geralpsicologia geral
psicologia geral
Miguel Pascoal
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
António Moreira
 
Psicologia conceitos
Psicologia   conceitosPsicologia   conceitos
Psicologia conceitos
Liliane Ennes
 
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
MariaDeMatos2
 
Tl0197
Tl0197Tl0197
Tl0197
manuel felix
 
PSICOLOGIA.pdf
PSICOLOGIA.pdfPSICOLOGIA.pdf
PSICOLOGIA.pdf
Miguel Pascoal
 
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia 2014 pdf
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia  2014 pdfA invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia  2014 pdf
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia 2014 pdf
Jonia Lacerda
 
Apresentação psicologia científica no Brasil
Apresentação psicologia científica no BrasilApresentação psicologia científica no Brasil
Apresentação psicologia científica no Brasil
juliomatheusaquino1
 

Semelhante a Skinner (20)

03 Aula - Behaviorismo.pptx
03 Aula - Behaviorismo.pptx03 Aula - Behaviorismo.pptx
03 Aula - Behaviorismo.pptx
 
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptxAula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
Aula 2 - Matrizes do Pensamento Behaviorismo.pptx
 
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamentoAula 2   O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
Aula 2 O Behaviorismo - uma proposta de estudo do comportamento
 
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docxTrabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
Trabalho Introdução à Psicologia Cap 4.docx
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 03
 
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano   m1 - evolução da psicologiaPsic 10º ano   m1 - evolução da psicologia
Psic 10º ano m1 - evolução da psicologia
 
Logoterapia bentes pdf
Logoterapia bentes pdfLogoterapia bentes pdf
Logoterapia bentes pdf
 
Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
 
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental   fabianaAula introducao a psicologia comportamental   fabiana
Aula introducao a psicologia comportamental fabiana
 
Unidade 01 psicologia (1)
Unidade 01   psicologia (1)Unidade 01   psicologia (1)
Unidade 01 psicologia (1)
 
Teorias Behavioristas
Teorias BehavioristasTeorias Behavioristas
Teorias Behavioristas
 
Teopsicoterapia bentes
Teopsicoterapia bentesTeopsicoterapia bentes
Teopsicoterapia bentes
 
psicologia geral
psicologia geralpsicologia geral
psicologia geral
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
 
Psicologia conceitos
Psicologia   conceitosPsicologia   conceitos
Psicologia conceitos
 
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
 
Tl0197
Tl0197Tl0197
Tl0197
 
PSICOLOGIA.pdf
PSICOLOGIA.pdfPSICOLOGIA.pdf
PSICOLOGIA.pdf
 
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia 2014 pdf
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia  2014 pdfA invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia  2014 pdf
A invenção do espaço psi historia e epistemologia da psicologia 2014 pdf
 
Apresentação psicologia científica no Brasil
Apresentação psicologia científica no BrasilApresentação psicologia científica no Brasil
Apresentação psicologia científica no Brasil
 

Skinner

  • 1. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia BurrhusFrederic Skinner O Psicólogo do Comportamento Humano BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 2. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Quem foi Skinner • Escritor e psicólogo do comportamento humano; • O mais importante dos behavioristas que sucedem Watson; • Seu trabalho influencia muitos psicólogos americanos e de vários países aonde a Psicologia americana tem grande penetração, como no Brasil. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 3. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Quem foi Skinner A teoria de Skinner apóia-se naidéia de queoaprendizado tem a função de mudança no comportamento. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 4. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Quem foi Skinner Defendia um sistema empírico, derivado de experiências cotidianas, que provém de tentativas, erros e acertos, sem estrutura teórica para a condução de uma pesquisa. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 5. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Quem foi Skinner Dedicava-se ao estudo das respostas. Ele se preocupava em descrever e não explicar o comportamento. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 6. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Origens •Nasceu em 20 de março de 1904 na Pensilvânia, Estados Unidos. •De família presbiteriana, seu pai era advogado e sua mãe dona de casa. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 7. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Infância • Teve uma infância tradicional, segundo Skinner, seu ambiente era estável e não lhe faltou afeto. •Gostava de construir coisas, chegando a montar uma espécie de canhão a vapor para atirar pedaços de cenoura e batata sobre o telhado. •Gostava de ler sobre animais e mantinha diversas espécies de tartarugas, cobras, lagartos, sapos e esquilos. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 8. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Estudos •Formou-se em Letras; • Em seguida decidiu tornar-se um escritor, mas escreveu pouco; • Sua produção, desde o período que ele chamou de seu "ano negro", consistia de uma dúzia de pequenos artigos de jornais e alguns modelos de veleiros. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 9. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Encontro com a Ciência Comportamental • Em uma viagem para Nova York teve acesso a livros de John B. Watson e Ivan Pavlov. • Skinner os achou impressionantes e queria aprender mais. • Leu sobre as experiências de condicionamento de Watson ePavlov, os quais lhe despertaram um interesse mais científico que literário acerca da natureza humana. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 10. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Encontro com a Ciência Comportamental •Com 24 anos Skinner matriculou-se no curso de pós graduação no Departamento de Psicologia da Universidade de Harvard. • Embora não houvesse frequentado qualquer curso da área de psicologia obteve o Ph.D em três anos. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 11. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Encontro com a Ciência Comportamental • Rebelde e impaciente, Skinner encontrou um mentor: William Crozier que era o presidente de um novo departamento de Fisiologia. •Crozier havia aderido ao programa de estudos do comportamento do animal como um todo. • A linha de pesquisa deCrozierseguia exatamente o objetivo de Skinner de comportamentos relativos às condições experimentais, em animais e humanos. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 12. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia A caixa de Skinner • Skinner criou a “Caixa de Skinner”. Nela era colocado um rato privado de alimento. • Ao se aproximar de uma barra perto da parede, Skinner introduzia uma gota d’água na caixa através de um mecanismo e o rato a bebia. • As gotas eram colocadas quando o rato se aproximava da barra até que o animal a pressionou dezenas de vezes até saciar sua sede. • Foi observado que os comportamentos do rato que eram seguidos de um estímulo reforçador (S-R) (a água) aumentavam de frequência, enquanto outros diminuíam. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 13. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia A descoberta do Condicionamento Operante Para Skinner a aprendizageméfruto de condicionamentooperante, ouseja, um comportamentoépremiado, estimulado, atéqueelesejacondicionado de tal forma queaoretiraroreforçoocomportamento continue a acontecer. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 14. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Comportamento Operante Comportamento Resultante X A principal contribuição de Skinner para a Psicologia foi o conceito de Comportamento Operante que descreve um tipo de relação entre as respostas dos organismos e o ambiente. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 15. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Comportamento Operante Comportamento Resultante X O condicionamentooperanteébaseadona lei do efeito Thorndike, segundo a qualocomportamentoqueproduzbonsefeitosten de a se tornarmaisfrequente, enquantoqueocomportamentoqueproduzmaus efeitostende a se tornarmenosfreqüente. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 16. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Comportamento Operante Comportamento Resultante X O reforço é o elemento chave na teoria de Skinner. Um reforço é qualquer coisa que fortaleça a resposta desejada. Pode ser um elogio verbal, uma boa nota ou um sentimento de realização ou satisfação. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 17. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Príncipios do Comportamento Operante 1. Comportamento que é positivamente reforçado vai acontecer novamente. Reforço intermitente é particularmente efetivo. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 18. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Príncipios do Comportamento Operante 2. As informações devem ser apresentada em pequenas quantidades, para que as respostas sejam reforçadas (modelagem). BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 19. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Príncipios do Comportamento Operante 3. Reforços vão generalizar estímulos similares produzindo condicionamento secundário. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 20. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Principais tipos de reforços 1. Positivo: todo estímulo que quando está presente aumente a probabilidade de que se produza uma conduta. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 21. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Principais tipos de reforços 2. Negativo: todo estímulo aversivo que ao ser retirado aumenta a probabilidade de que se produza a conduta. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 22. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Principais tipos de reforços 3. Extinção: a qual se apresenta quando um estímulo que previamente reforçava a conduta deixa de atuar. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 23. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Principais tipos de reforços 4. Castigo: igual ao da extinção funciona para reduzir a conduta. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 24. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia O Determinismo de Skinner Skinner era determinista. Emsuateorianãohaviaespaçoparaolivrearbítrio. Afirmarqueossereshumanossãocapazes de livreescolhaserianegarsuaposiçãobásica de queocomportamentoécontroladopeloambienteeos genes. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 25. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia “Nunca ataquei um problema construindo uma hipótese. Jamais deduzi teoremas, nem os submeti a verificação experimental. Até onde consigo enxergar, não tenho nenhum modelo preconcebido de comportamento e, certamente, nem fisiológico nem mentalista e, creio, nem conceitual” (Skinner, 1956). BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 26. FMU – FaculdadesMetropolitanasUnidas Curso de Psicologia TeoriaseSistemas de Psicologia Principais Obras Comportamentodos Organismos - Publicadoem1938 A Tecnologiade Ensino - Publicadoem1968 AlémdaLiberdadeeDignidade - Publicadoem 1970 BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 27. FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas Curso de Psicologia Teorias e Sistemas de Psicologia Fim da vida BurrhusFrederic Skinner continuou produzindo até a morte, com 86 anos. No porão da sua casa construiu a própria Caixa de Skinner, um ambiente controlado para proporcionar reforçamento positivo. Gostava de escrever e dizia que essa atividade proporcionava bastante reforço positivo. Com 78 anos escreveu um trabalho intitulado (Autogerenciamento intelectual na velhice), descrevendo suas experiências como um estudo de caso. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 28. FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas Curso de Psicologia Teorias e Sistemas de Psicologia Fim da vida Em 1989, Skinner foi diagnosticado com leucemia, tendo expectativa de dois meses de vida. Oito dias antes de morrer ele apresentou um trabalho em uma convenção, em Boston. Nela atacou veemente o crescimento da psicologia cognitiva, que desafiava sua forma de Behaviorismo. Na tarde anterior à sua morte, trabalhava no seu último artigo(A psicologia pode ser uma ciência da mente?), outra acusação contra o movimento cognitivo que ameaçava suplantar a sua visão de psicologia. BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 29. FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas Curso de Psicologia Teorias e Sistemas de Psicologia "Como as pessoas se sentem é, geralmente, tão importante quanto o que elas fazem". BurrhusFrederic Skinner Outubro2012
  • 30. FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas Curso de Psicologia Teorias e Sistemas de Psicologia Obrigado! Gabriela Invernizzi Olinda de Lima PriscilaMiranda MarcelinoHipólito Wellington dos Santos Silveira BurrhusFrederic Skinner Outubro2012