SlideShare uma empresa Scribd logo
Etec Guaracy Silveira




TIPOS DE SOCIEDADE E AUTORIDADE


                           Victória da Silva Colvara

                                      Nº36; 1º ET-Z




              São Paulo
                2012
RESENHA

Tipos   de   Sociedade    e   Autoridade    dentro   da   Teoria   Burocrática    da
Administração.

Sobre o livro: Introdução à Teoria Geral da Administração; CHIAVENATO,
Idalberto; Editora Elsevier; 7ª edição – 2004.

O livro Introdução à Teoria Geral da Administração, mostra que conhecer as teorias
da Administração tornou-se algo indispensável para o sucesso dos administradores
e também de qualquer tipo de empresa. Podemos perceber que a obra busca
oferecer uma visão diferente de organização e do seu contexto.

Para entendermos o conteúdo desta resenha, que são os tipos de Sociedade e
Autoridade, é preciso primeiro compreender o conceito de Burocracia. A burocracia
é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade, na adequação
dos meios aos objetivos pretendidos, a fim de garantir a máxima eficiência possível
no alcance desses objetivos. A Teoria da Burocracia busca então sanar a fragilidade
e a parcialidade da Teoria Clássica e da Teoria das Relações Humanas, mostrando
que ambas são contraditórias, mas não possibilitam uma abordagem global dos
problemas organizacionais.

Max Weber, sociólogo alemão, foi o criador da Sociologia da Burocracia, e inspirador
das demais figuras que se destacaram dentro da Teoria Burocrática. Através de
seus livros, principalmente do “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo”
(1958), inspirou a criação do Modelo Burocrático de Organização.

Tentando compreender a burocracia Weber estudou os tipos de sociedade,
verificando que existem três tipos distintos. São elas: a sociedade Tradicional, onde
predominam características patriarcais e patrimonialistas como os clãs, as famílias e
a sociedade medieval; a sociedade Carismática, onde prevalecem características
arbitrárias, personalísticas e místicas, sendo possível citar como exemplo os grupos
revolucionários, partidos políticos e nações em revolução; e a sociedade
Burocrática, onde são acentuadas as normas impessoais e a racionalidade dos
meios e dos objetivos, como nas grandes empresas, nos estados modernos e nos
exércitos.
Referente à autoridade podemos afirmar, a partir das ideias de Max Weber, que
cada tipo de sociedade está relacionado com um tipo de autoridade. A autoridade
depende de dois principais critérios, são eles: a legitimidade, que é o motivo que
explica por que um determinado número de pessoas obedece às ordens de alguém;
e também da dominação, que significa a vontade manisfeta do dominador à conduta
para os subordinados, que por sua vez requer um aparato administrativo, que é a
necessidade de pessoal administrativo para executar as ordens e servir como ponto
de ligação entre governo e os governados.

A autoridade se divide em três tipos, sendo elas: a Tradicional, onde o domínio é
patriarcal e não racional, o líder é o senhor que comanda em virtude de seu status
de herdeiro, sua legitimação é determinada por hábitos, usos e costumes, o aparato
administrativo é de forma feudal e patrimonial; a autoridade Carismática, que não é
racional, nem herdada, nem delegável, os subordinados aceitam as ordens se seus
superiores pela influência da personalidade do mesmo, a legitimação provém das
características pessoais carismáticas e o aparato administrativo é inconstante e
instável, escolhido pela lealdade e devoção ao líder e não por suas qualificações
técnicas; a autoridade Burocrática é caracterizada pela racionalidade dos meios e
fins, os subordinados aceitam as ordens que lhe são apresentadas pelo fato de
concordarem com certos preceitos e normas que consideram legítimas, é o tipo de
autoridade técnica, baseada na promulgação, é legitimada pela justiça da lei, e na
regulamentação de normas legais previamente definidas, o aparato administrativo é
a burocracia.

Analisando o assunto desta resenha, podemos concluir que na maioria das
empresas a autoridade predominante é a burocrática, pois é a organização típica da
sociedade moderna democrática, e existe principalmente na estrutura do Estado,
mas não é a única vigente. Empresas familiares como os pequenos comércios, ou a
dominação de um pai sobre o resto da família, são exemplos da autoridade
tradicional. Já as sociedades em períodos revolucionários ou líderes como Getulio
Vargas, Jesus ou até mesmo Hitler são exemplos de autoridade carismática, pois
todos eles ganharam a admiração dentro de sua sociedade.

A leitura da obra, ou só do capitulo 11, referente ao modelo burocrático de
organização, do qual foi resenhado o conteúdo deste trabalho, é de fácil
compreensão e recomendável a indivíduos que estudam administração, ou até
mesmo pessoas que trabalham na área e ambicionem conhecimentos mais
aprofundados sobre a TGA- Teoria Geral da Administração, pois mostra que estas
competências são imprescindíveis para alguém que deseja ingressar no mundo
administrativo.

Idalberto Chiavenato (1936), escritor do livro do qual foi resenhado o assunto que
analisei, é reconhecido e prestigiado pela excelência de seus trabalhos em
Administração e em Recursos Humanos. Doutor e Mestre em Administração pela
City University of Los Angeles-CA, EUA, especialista em Administração de
Empresas pela FGV-EAESP, graduado em Filosofia/Pedagogia, com especialização
em Psicologia Educacional pela USP e em Direito pela Universidade Mackenzie, é
um dos autores nacionais mais conhecidos e respeitados na área de Administração
de Empresas e Recursos Humanos. Ele escreveu mais de 30 livros de grande
destaque no mercado, além de uma imensidão de artigos em revistas
especializadas.

Victória Colvara, acadêmica do curso técnico de Administração da Escola Técnica
Guaracy Silveira, Pinheiros, São Paulo. Atividade realizada no decorrer da disciplina
de Gestão Empresarial l pertencente à grade curricular do primeiro módulo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
Claudio Parra
 
3 capelania hospitalar
3 capelania hospitalar3 capelania hospitalar
3 capelania hospitalar
faculdadeteologica
 
Interpretando a bíblia nicodemos
Interpretando a bíblia nicodemosInterpretando a bíblia nicodemos
Interpretando a bíblia nicodemos
israelfaifa
 
Comportamento organizacional stephen p. robbins (livro)
Comportamento organizacional    stephen p. robbins (livro)Comportamento organizacional    stephen p. robbins (livro)
Comportamento organizacional stephen p. robbins (livro)
Nilo Corrêa
 
Apostila – Curso LiderançA
Apostila – Curso LiderançAApostila – Curso LiderançA
Apostila – Curso LiderançA
David Campos
 
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Ana Flávia Pereira
 
O espelho (Machado de Assis) Unicamp
O espelho (Machado de Assis) UnicampO espelho (Machado de Assis) Unicamp
O espelho (Machado de Assis) Unicamp
José Ricardo Lima
 
Assedio moral
Assedio moralAssedio moral
Assedio moral
Elielba Chapermann
 
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call CenterRoteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
Aldrey Moreno Vendramini
 
Gestão dos recursos humanos
Gestão dos recursos humanosGestão dos recursos humanos
Gestão dos recursos humanos
Vasco Andorinha
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
Ana Lina Tavares
 
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio PereiraTreinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Hélder Emiliano de Souza
 
Apresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipeApresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipe
Denisia Teixeira
 
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel BoanoManual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Leonel Boano
 
Departamentalização
DepartamentalizaçãoDepartamentalização
Departamentalização
admgeralfatec
 
16 equilibrio financeiro
16   equilibrio financeiro16   equilibrio financeiro
16 equilibrio financeiro
PIB Penha
 
Apresentação Banco-de-Horas
Apresentação Banco-de-HorasApresentação Banco-de-Horas
Apresentação Banco-de-Horas
Jose Carlos
 
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
Dion Réullis Ferreira Viana
 
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outrosLição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
Éder Tomé
 
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBDPLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
Ednaldo Santos de Jesus
 

Mais procurados (20)

2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização2012 08 23_abertura de empresa -  departamentalização
2012 08 23_abertura de empresa - departamentalização
 
3 capelania hospitalar
3 capelania hospitalar3 capelania hospitalar
3 capelania hospitalar
 
Interpretando a bíblia nicodemos
Interpretando a bíblia nicodemosInterpretando a bíblia nicodemos
Interpretando a bíblia nicodemos
 
Comportamento organizacional stephen p. robbins (livro)
Comportamento organizacional    stephen p. robbins (livro)Comportamento organizacional    stephen p. robbins (livro)
Comportamento organizacional stephen p. robbins (livro)
 
Apostila – Curso LiderançA
Apostila – Curso LiderançAApostila – Curso LiderançA
Apostila – Curso LiderançA
 
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
Resumo de "O Monge e o Executivo" - Capítulo 1
 
O espelho (Machado de Assis) Unicamp
O espelho (Machado de Assis) UnicampO espelho (Machado de Assis) Unicamp
O espelho (Machado de Assis) Unicamp
 
Assedio moral
Assedio moralAssedio moral
Assedio moral
 
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call CenterRoteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
Roteiro de Venda - Crédito Consignado por Mundo Call Center
 
Gestão dos recursos humanos
Gestão dos recursos humanosGestão dos recursos humanos
Gestão dos recursos humanos
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio PereiraTreinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
Treinamento de liderança desenvolvido por Jorge Antonio Pereira
 
Apresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipeApresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipe
 
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel BoanoManual de gestão de empresas - Leonel Boano
Manual de gestão de empresas - Leonel Boano
 
Departamentalização
DepartamentalizaçãoDepartamentalização
Departamentalização
 
16 equilibrio financeiro
16   equilibrio financeiro16   equilibrio financeiro
16 equilibrio financeiro
 
Apresentação Banco-de-Horas
Apresentação Banco-de-HorasApresentação Banco-de-Horas
Apresentação Banco-de-Horas
 
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
Planilha gilberto mestrinho aditivo (valores antigos) readp fev 2013
 
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outrosLição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
Lição 5 - A responsabilidade de cuidar uns dos outros
 
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBDPLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
PLANO DE AULA PARA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - EBD
 

Semelhante a Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]

Mouzelis3
Mouzelis3Mouzelis3
Mouzelis3
Ivania Alexandre
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Teoria da burocracia@
Teoria da burocracia@Teoria da burocracia@
Teoria da burocracia@
bruno_apss
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
AmarildoJosMorett
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
admetz01
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
Leonardo Santos
 
Fundamentos De Burocracia
Fundamentos De BurocraciaFundamentos De Burocracia
Fundamentos De Burocracia
Marcos Mendes
 
Resumo aula 05
Resumo aula 05Resumo aula 05
Resumo aula 05
R D
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Edlee Brito
 
Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
Adriana Carvalho
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Ivanildo Rodrigues
 
Artigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderançaArtigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderança
Roni Chittoni
 
Poder e autoridade
Poder e autoridadePoder e autoridade
Poder e autoridade
Antonio Alfazema Alfazema
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
César de Souza
 
Grupos e organizações
Grupos e organizaçõesGrupos e organizações
Grupos e organizações
SATAFE2508
 
Max weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocráticaMax weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocrática
Fabio Lucio
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
Leonardo Seabra
 
Principios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãOPrincipios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãO
themis dovera
 
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
Niloar Bissani
 
abordagem_estruturalista.pdf
abordagem_estruturalista.pdfabordagem_estruturalista.pdf
abordagem_estruturalista.pdf
AndreiaVaz20
 

Semelhante a Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2] (20)

Mouzelis3
Mouzelis3Mouzelis3
Mouzelis3
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
 
Teoria da burocracia@
Teoria da burocracia@Teoria da burocracia@
Teoria da burocracia@
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
 
Fundamentos De Burocracia
Fundamentos De BurocraciaFundamentos De Burocracia
Fundamentos De Burocracia
 
Resumo aula 05
Resumo aula 05Resumo aula 05
Resumo aula 05
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
 
Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
 
Artigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderançaArtigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderança
 
Poder e autoridade
Poder e autoridadePoder e autoridade
Poder e autoridade
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
 
Grupos e organizações
Grupos e organizaçõesGrupos e organizações
Grupos e organizações
 
Max weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocráticaMax weber admnstração burrocrática
Max weber admnstração burrocrática
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
 
Principios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãOPrincipios De AdministraçãO
Principios De AdministraçãO
 
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
Teoria geral da adm unidade 1 tópico 1
 
abordagem_estruturalista.pdf
abordagem_estruturalista.pdfabordagem_estruturalista.pdf
abordagem_estruturalista.pdf
 

Mais de admetz01

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
admetz01
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
admetz01
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
admetz01
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
admetz01
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
admetz01
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
admetz01
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
admetz01
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
admetz01
 
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
admetz01
 
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do TrabalhoResenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
admetz01
 

Mais de admetz01 (20)

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
 
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
 
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do TrabalhoResenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
 

Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]

  • 1. Etec Guaracy Silveira TIPOS DE SOCIEDADE E AUTORIDADE Victória da Silva Colvara Nº36; 1º ET-Z São Paulo 2012
  • 2. RESENHA Tipos de Sociedade e Autoridade dentro da Teoria Burocrática da Administração. Sobre o livro: Introdução à Teoria Geral da Administração; CHIAVENATO, Idalberto; Editora Elsevier; 7ª edição – 2004. O livro Introdução à Teoria Geral da Administração, mostra que conhecer as teorias da Administração tornou-se algo indispensável para o sucesso dos administradores e também de qualquer tipo de empresa. Podemos perceber que a obra busca oferecer uma visão diferente de organização e do seu contexto. Para entendermos o conteúdo desta resenha, que são os tipos de Sociedade e Autoridade, é preciso primeiro compreender o conceito de Burocracia. A burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade, na adequação dos meios aos objetivos pretendidos, a fim de garantir a máxima eficiência possível no alcance desses objetivos. A Teoria da Burocracia busca então sanar a fragilidade e a parcialidade da Teoria Clássica e da Teoria das Relações Humanas, mostrando que ambas são contraditórias, mas não possibilitam uma abordagem global dos problemas organizacionais. Max Weber, sociólogo alemão, foi o criador da Sociologia da Burocracia, e inspirador das demais figuras que se destacaram dentro da Teoria Burocrática. Através de seus livros, principalmente do “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo” (1958), inspirou a criação do Modelo Burocrático de Organização. Tentando compreender a burocracia Weber estudou os tipos de sociedade, verificando que existem três tipos distintos. São elas: a sociedade Tradicional, onde predominam características patriarcais e patrimonialistas como os clãs, as famílias e a sociedade medieval; a sociedade Carismática, onde prevalecem características arbitrárias, personalísticas e místicas, sendo possível citar como exemplo os grupos revolucionários, partidos políticos e nações em revolução; e a sociedade Burocrática, onde são acentuadas as normas impessoais e a racionalidade dos meios e dos objetivos, como nas grandes empresas, nos estados modernos e nos exércitos.
  • 3. Referente à autoridade podemos afirmar, a partir das ideias de Max Weber, que cada tipo de sociedade está relacionado com um tipo de autoridade. A autoridade depende de dois principais critérios, são eles: a legitimidade, que é o motivo que explica por que um determinado número de pessoas obedece às ordens de alguém; e também da dominação, que significa a vontade manisfeta do dominador à conduta para os subordinados, que por sua vez requer um aparato administrativo, que é a necessidade de pessoal administrativo para executar as ordens e servir como ponto de ligação entre governo e os governados. A autoridade se divide em três tipos, sendo elas: a Tradicional, onde o domínio é patriarcal e não racional, o líder é o senhor que comanda em virtude de seu status de herdeiro, sua legitimação é determinada por hábitos, usos e costumes, o aparato administrativo é de forma feudal e patrimonial; a autoridade Carismática, que não é racional, nem herdada, nem delegável, os subordinados aceitam as ordens se seus superiores pela influência da personalidade do mesmo, a legitimação provém das características pessoais carismáticas e o aparato administrativo é inconstante e instável, escolhido pela lealdade e devoção ao líder e não por suas qualificações técnicas; a autoridade Burocrática é caracterizada pela racionalidade dos meios e fins, os subordinados aceitam as ordens que lhe são apresentadas pelo fato de concordarem com certos preceitos e normas que consideram legítimas, é o tipo de autoridade técnica, baseada na promulgação, é legitimada pela justiça da lei, e na regulamentação de normas legais previamente definidas, o aparato administrativo é a burocracia. Analisando o assunto desta resenha, podemos concluir que na maioria das empresas a autoridade predominante é a burocrática, pois é a organização típica da sociedade moderna democrática, e existe principalmente na estrutura do Estado, mas não é a única vigente. Empresas familiares como os pequenos comércios, ou a dominação de um pai sobre o resto da família, são exemplos da autoridade tradicional. Já as sociedades em períodos revolucionários ou líderes como Getulio Vargas, Jesus ou até mesmo Hitler são exemplos de autoridade carismática, pois todos eles ganharam a admiração dentro de sua sociedade. A leitura da obra, ou só do capitulo 11, referente ao modelo burocrático de organização, do qual foi resenhado o conteúdo deste trabalho, é de fácil
  • 4. compreensão e recomendável a indivíduos que estudam administração, ou até mesmo pessoas que trabalham na área e ambicionem conhecimentos mais aprofundados sobre a TGA- Teoria Geral da Administração, pois mostra que estas competências são imprescindíveis para alguém que deseja ingressar no mundo administrativo. Idalberto Chiavenato (1936), escritor do livro do qual foi resenhado o assunto que analisei, é reconhecido e prestigiado pela excelência de seus trabalhos em Administração e em Recursos Humanos. Doutor e Mestre em Administração pela City University of Los Angeles-CA, EUA, especialista em Administração de Empresas pela FGV-EAESP, graduado em Filosofia/Pedagogia, com especialização em Psicologia Educacional pela USP e em Direito pela Universidade Mackenzie, é um dos autores nacionais mais conhecidos e respeitados na área de Administração de Empresas e Recursos Humanos. Ele escreveu mais de 30 livros de grande destaque no mercado, além de uma imensidão de artigos em revistas especializadas. Victória Colvara, acadêmica do curso técnico de Administração da Escola Técnica Guaracy Silveira, Pinheiros, São Paulo. Atividade realizada no decorrer da disciplina de Gestão Empresarial l pertencente à grade curricular do primeiro módulo.