Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro

1.139 visualizações

Publicada em

Conheça as dicas de uma Liderança de Alta Performance!

Se você quer mais dicas de como liderar uma equipe com alta performance e entender como a Liderança está relacionada com a Inteligência Emocional recomendamos que baixe a apresentação.

Confira o material completo também em:

http://materiais.sigaorastro.com.br/e-book-lideranca

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.139
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
152
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liderança de Alta Performance - Siga o Rastro

  1. 1. 1 Liderança de Alta Performance
  2. 2. 2 “Você pode medir um líder pelo tamanho dos desafios que ele assume. Ele sempre procura algo do próprio tamanho.” - John C. Maxwell
  3. 3. 3 Por acreditarmos nessa afirmação e sermos apaixonados pelo tema Liderança, decidimos compilar o que de melhor descobrimos nas literaturas e na prática. Nossa intenção é que você seja um líder espetacular! Aproveite!
  4. 4. 4 Índice Liderança de Alta Performance…………………………..... 6 Liderança e Inteligência Emocional……………………...... 21 Mitos e Verdades......…………………........................... 50 Livros sobre Liderança…………………........................... 57
  5. 5. Liderança de Alta Performance
  6. 6. • A grande maioria das empresas utiliza uma estrutura hierárquica para organizar seus colaboradores e gerir o negócio. • E isso faz todo o sentido: pessoas mais experientes ajudam outros colaboradores a atingir melhores resultados. • Mas liderar uma equipe e supervisionar uma equipe são duas coisas bem diferentes. 6 Liderança de Alta Performance
  7. 7. • O mundo está cheio de supervisores, pessoas que delegam funções e esperam sentadas pelo resultado. • Mas o que as organizações modernas precisam são líderes, pessoas com senso de equipe que tem a capacidade de ajudar outros a realizarem todo seu potencial. • Mais do que isso, precisam de líderes de alta performance. 7 Liderança de Alta Performance
  8. 8. 8 L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança Liderança de alta performance é um conjunto de qualidades que um líder deve transpirar para alcançar resultados acima da média junto de sua equipe: • Constância • Confiança • Competição • Conhecimento Liderança de Alta Performance
  9. 9. 9 • Conhecimento é a base da liderança de alta performance. • O respeito que uma equipe tem por seu líder cresce proporcionalmente com o conhecimento que ele possui sobre o tema trabalhado, e a forma como repassa esse conhecimento aos demais. Conhecimento L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  10. 10. 10 3 formas de aprimorar a área “Conhecimento”: • Leia novos livros na sua área de atuação. • Assine blogs e revistas estrangeiras que sejam referência em seu mercado. • Ministre cursos para sua equipe. Transmitir conhecimento força você a conhecer muito sobre determinado assunto. Conhecimento L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  11. 11. 11 • A ideia aqui não é criar um ambiente interno super competitivo, mas estabelecer metas que instiguem cada profissional a atingir e superar seus limites. • Pessoas que gostam de correr buscam constantemente melhorar seu tempo e correr maiores distância. • Desafiar-se e superar esse desafio é prazeroso e mantém os indivíduos interessados nas atividades que desempenham. Competição L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  12. 12. 12 3 formas de aprimorar a área “Competição”: • Estabeleça metas coletivas vinculadas a recompensas financeiras. • Estabeleça metas individuais como desafios pessoais (sem recompensas financeiras). • Desafie toda a equipe a uma corrida coletiva durante o final de semana! E aumente a meta sempre que repetirem a atividade.. Competição L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  13. 13. 13 Bernardinho: • O técnico Bernardinho possui uma filosofia de sempre tirar seus atletas da zona de conforto e faze- los irem ao limite. • A ideia é simples: o ser humano está sempre buscando a segurança, a estabilidade. A função do líder é tirá-lo de lá. • No seu livro “Transformando Suor em Ouro” ele chama isso de Zona de Desconforto. Zona de (Des)conforto
  14. 14. 14 • Em 2003, Bernardinho fez a seleção realizar um treino num estacionamento em Amsterdan, devido a um feriado na cidade. Isso mesmo, asfalto! • Por uma semana não ouviu uma palavra dos jogadores. • “Quanto mais emburra, mais tem que treinar.” Zona de Conforto
  15. 15. 15 • O que irá diferenciar uma equipe vencedora das demais é a constância de propósito, a capacidade de continuar no caminho certo independente fracassos intermediários. • O líder é a pessoa com a capacidade de conduzir toda sua equipe através desse caminho. Constância L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  16. 16. 16 2 formas para aprimorar a área “Constância”: • Estabeleça pequenas metas que demonstrem o time que mesmo que lentamente, as coisas estão melhorando. • Repasse a todas histórias de grandes empreendedores que tiveram que se manter firmes durante fases difíceis para alcançar grandes recompensas! Constância L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  17. 17. 17 • Confiança em sua equipe é o que permite eliminar o micro- gerenciamento, maior inimigo do alto rendimento. • Para isso, contrate pessoas que já mostram sinais que possam se gerenciar, gostem dessa forma de trabalho e consigam entregar resultados positivos dessa maneira. • É mais fácil criar laços de confiança com pessoas propensas a isso! Confiança L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  18. 18. 18 2 formas de aprimorar a área “Confiança”: • Faça uma reunião com toda equipe onde vocês estabelecerão a base pra uma relação de confiança: você se compromete a ajudá-los a atingir bons resultados, e eles se comprometem a cumprir prazos e atingir o melhor resultado possível. • Cumpra com as suas obrigações! Confiança L.A.P Constância Competição Conhecimento Confiança
  19. 19. 19 Um último ponto sobre confiança: • Um líder deve ser alguém confiante em sua essência, que transpira essa qualidade e mostra aos demais que ele é a pessoa certa para fazer o que precisa ser feito (“get the job done”). • No momento em que um líder perde a confiança em si mesmo ele também perde a capacidade para liderar outras pessoas! Confie sempre que você pode atingir grandes objetivos, e pessoas te seguirão nesse caminho. Confiança
  20. 20. Liderança e Inteligência Emocional
  21. 21. • “… a capacidade de perceber e exprimir a emoção, assimilá-la ao pensamento, compreender e raciocinar com ela, e saber regulá-la em si próprio e nos outros.” (Salovey e Mayer, 2000). • 4 domínios: perceber, usar, entender e controlar as emoções. 21 Inteligência Emocional Fonte: http://psicointem.wordpress.com/definicao-de-inteligencia-emocional/
  22. 22. • Imagine a seguinte situação: um líder “explodindo” numa sala de reuniões em função de um resultado ruim e um cenário de turbulência no mercado? • Um líder trata com as informações mais críticas, define rumos, e administra a pressão antes que chegue à equipe! • Portanto: cargos de liderança exigem inteligência emocional! 22 Inteligência Emocional e a Liderança
  23. 23. 23 Inteligência Emocional e a Liderança Mas, como aplicar a Inteligência Emocional no seu dia-a-dia?
  24. 24. 24 Inteligência Emocional e a Liderança Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  25. 25. • Vamos começar do aspecto básico: sua equipe é composta de seres humanos! • Eles têm família, aspirações profissionais, medos, interesses pessoais, etc. • Ouça sua equipe! Mais do que o respeito deles, você conseguirá entender seus desejos, e movimentará seu time com inteligência. 25 Desenvolvimento do Carisma Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  26. 26. • Gentileza é seu instrumento de trabalho! Não passe por cima de seus liderados, não ignore o feedback e deixe-os participar dos rumos da área; • Proximidade é sua meta! Líderes distantes e frios tem equipes que performam sob tensão constante! • Acredite: você não conseguirá sustentar essa situação a longo prazo! 26 Desenvolvimento do Carisma Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  27. 27. • Aspecto básico da liderança: pontualidade, constância de propósitos e integridade são essenciais. • Mas recomendamos que vá além: se você cobra um rendimento acima da média, esteja antes do horário e faça seu tempo render! • NUNCA deixe de assumir a responsabilidade por uma entrega ruim da equipe; 27 Conduta pelo exemplo Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  28. 28. • SEMPRE divida os resultados positivos com a equipe. Você lidera a locomotiva, mas a energia é deles! • Elogios em grupo, e feedbacks negativos individuais (com sugestão de melhoria); • Tome decisões com base nos valores da empresa. Eles vão justificar e embasar sua escolha num conflito; 28 Conduta pelo exemplo Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  29. 29. • Deixe MUITO claro quais as diretrizes de trabalho, as “regras do jogo”. • Comunique também as metas e como cada um será cobrado; • Delegar: você confia a alguém uma tarefa, estabelece um prazo e monitora o avanço com o tempo, estando disponível para ajudar; 29 Comunicação acima da média Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  30. 30. • “Delargar”: você confia a alguém uma tarefa e esquece... Não faça isso! • Envolvimento é sua meta! Peça sugestões a todo momento, evidencie como cada um contribui para a meta, estimule a comunicação do time. 30 Comunicação acima da média Inteligência Emocional Carisma CondutaComunicação
  31. 31. 31 Outros aspectos importantes Separamos outros aspectos importantes relacionados à Inteligência Emocional ...
  32. 32. • Essa não é uma característica associada frequentemente à Liderança. • Os líderes mais impressionantes têm essa característica em comum: sabem quando (e por que) você errou, quando acertou, quando pediu ajuda, e até detalhes da sua vida pessoal que contou apenas uma vez. • Entenda a memória como ferramenta de trabalho! 32 Memória = Coerência
  33. 33. • Um líder sem memória está mais propenso a inverter prioridades com frequência, julgar duas situações semelhantes com critérios diferentes e a transmitir insegurança. • Coerência é sua meta! O título fala por si. Um líder coerente ganha respeito e admiração. 33 Memória = Coerência
  34. 34. • Características da geração: • Criados com disciplina e rigidez; • Lealdade e compromisso (trabalham em poucas empresas por longos períodos). • Valorizam ascensão profissional; • Profundo respeito à hierarquia; • O trabalho é prioridade! 34 Liderando Baby Boomers (1940 – 1960) Fonte: http://www.sbcoaching.com.br/blog/comportamento/infografico-conflitos-de-geracoes-no-ambiente-de-trabalho/
  35. 35. • Dicas: • Priorize Planos de Carreira e esclareça os critérios de promoção; • Recompensas públicas por tempo atingido e projetos trabalhados; • Auxilie no uso de novas tecnologias e respeite o tempo de adaptação; • Já que o trabalho é prioridade, crie um ambiente fantástico. • Desafie-os por resultados! Eles dão conta! 35 Liderando Baby Boomers (1940 – 1960)
  36. 36. • Características da geração: • Valorizam o trabalho; • São empreendedores; • Valorizam estabilidade financeira; • São experientes e dedicados; • Equilibram qualidade de vida com o trabalho; • Valorizam a competência quando são líderes. 36 Liderando a Geração X (1960 – 1980) Fonte: http://www.sbcoaching.com.br/blog/comportamento/infografico-conflitos-de-geracoes-no-ambiente-de-trabalho/
  37. 37. • Dicas: • Aproveite o caráter empreendedor e desafie com projetos novos e arriscados; • Promova ações de qualidade de vida com a família. Nascidos nessa geração muito provavelmente já estão casados; • Estimule promoções por competências (além de resultados). Valorize o estudo e o preparo dessa geração; • Confie posições de liderança pois são bons líderes e se sentem motivados; 37 Liderando a Geração X (1960 – 1980)
  38. 38. • Características da geração: • Fascinados por desafios e tecnologia; • Novos empreendedores (startups); • Hierarquia tem de ser conquistada e merecida. Contestam líderes ineficazes; • Odeiam burocracia e são multitarefas; • Gostam de horários flexíveis e ambiente de trabalho divertido; • Transbordam autoestima e confiança. 38 Liderando a Geração Y (1980 – 2000) Fonte: http://www.sbcoaching.com.br/blog/comportamento/infografico-conflitos-de-geracoes-no-ambiente-de-trabalho/
  39. 39. • Dicas: • Flexibilize o horário e roupas de trabalho; • Desafie com projetos criativos, disruptivos; • Lote a agenda de tarefas. Se eles derem conta, desafie-os novamente; • Surpreenda-os com atividades e perguntas “fora da caixa”; • Premie por desempenho muito acima da média, agradeça e reconheça desempenhos bons; • Monitore a atenção deles. Smartphone, Tablet, fone de ouvidos e excesso de multitarefas diminuem a produtividade. 39 Liderando a Geração Y (1980 – 2000)
  40. 40. • Imagine a seguinte reunião: • Líder do projeto: 1983 (Geração Y) • Gerente da área: 1970 (Geração X) • Projetistas: • Sênior: 1950 (B. Boomer, 35 anos de empresa) • Pleno: 1980 (Geração X) • Estagiário: 1994 (Geração Y, 1 ano de empresa) • Note a diferença de experiência de vida, linguagem utilizada, tempo de empresa; • E os conflitos? 40 Integrando as gerações no trabalho
  41. 41. • Valorize o diálogo; • Busque pontos em comum em todos os participantes: • Metas do projeto • Prioridades • Prazos • Lembre-se que as posições de liderança precisam assumir os riscos envolvidos. • No exemplo Gerente de Área e Líder do projeto; 41 Integrando as gerações no trabalho
  42. 42. • Grafite e Diamante são duas formas moleculares diferentes do carbono. Para obter-se diamante, dentre outros fatores, aumenta-se a pressão e a temperatura do material na forma de grafite. • Levou-se essa analogia para a gestão: para obter uma equipe de diamantes é preciso o mesmo, ou seja, alta pressão e alta temperatura. • Cuidado! 42 Analogia do Grafite x Diamante
  43. 43. • Se a sua organização inteira trabalha dessa forma, essa se torna a “regra do jogo” (exemplo: empresas de consultoria e algumas multinacionais). • Mas sua empresa, acima de tudo, é feita de pessoas e elas reagem de maneira diferente sob muita pressão. • Se você quiser transformar seu ambiente de trabalho numa “panela de pressão” tenha ciência de que isso trará consequências. 43 Analogia do Grafite x Diamante
  44. 44. • Recomendamos que dose momentos de altíssima pressão. • Cenários de mudança podem exigir medidas drásticas... • ...mas se uma rotina de trabalho de 16h diárias se torna regra algumas peças deixarão o time! 44 Analogia do Grafite x Diamante
  45. 45. 45 Resultado esperado da Inteligência Emocional?! Engajamento!
  46. 46. 46 Equação ... IDENTIFICAÇÃO LIDERANÇA INSPIRADORA ENGAJAMENTO
  47. 47. • Seres humanos foram feitos para estarem conectados uns aos outros. É assim desde as tribos mais primitivas. • A noção de trabalho em equipe é importante; • Mas se cada indivíduo sabe como seu trabalho impacta o resultado geral você tem identificação! 47 Engajamento! IDENTIFICAÇÃO LIDERANÇA INSPIRADORA ENGAJAMENTO
  48. 48. • Uma Liderança Inspiradora envolve carisma, comunicação, conduta exemplar e inteligência emocional! • Se você somar ao fator Identificação uma Liderança Inspiradora vai ter uma equipe engajada. • Engajamento é a sua meta! O resto passa a ser administração do tempo (produtividade). 48 Engajamento! IDENTIFICAÇÃO LIDERANÇA INSPIRADORA ENGAJAMENTO
  49. 49. Mitos e Verdades
  50. 50. 50 Mitos e Verdades ... Por quê? Se você reparar ao seu redor vai encontrar muitos jargões a respeito de como ser um bom líder. Alguns deles são pura bobagem, com pesquisas afirmando exatamente o contrário. Já outros fazem muito sentido. Resolvemos te dar alguns exemplos...
  51. 51. • Esse é um modelo muito utilizado no passado, porém, em desuso. Você precisa mais de empatia do que distância. • Quando falamos em Carisma lembramos que, como líder, sua meta é proximidade! • Equipes com líderes distantes e frios performam sob constante tensão. • As hierarquias estão cada vez mais horizontais e colaboradores são parte da decisão. Distância não se encaixa bem nesse modelo. 51 Líder tem de ser distante!
  52. 52. • Nem sempre! • Uma pesquisa da Thunderbird School of Global Management (Arizona, EUA) pesquisou 250 profissionais (37 países) e descobriu: • 52% dizem atingir bons resultados apesar de seus chefes; • 44% não acreditam que seus chefes conheçam a estratégia da empresa; • Hindrance trap: “armadilha de bloqueio”, líderes treinados a pensar que se suas equipes rendem é por causa deles. 52 Líderes são bons porque suas equipes rendem! Fonte: http://exame.abril.com.br/revista-voce-sa/edicoes/190/noticias/a-cegueira-dos-chefes
  53. 53. • Como líder, você é importante sim, e muitas vezes decisivo! • Mas quem “carrega o piano” é seu time operacional. • Divida a responsabilidade e atribua a conquista de bons resultados a eles. 53 Líderes são bons porque suas equipes rendem!
  54. 54. • A posição de líder envolve mais risco e os erros são muito mais sérios; • Se você está numa posição de liderança precisa dominar o cenário completo, antever problemas e estar pronto. • O erro operacional é facilmente corrigível. O erro estratégico pode ser fatal à organização. 54 Líder erra menos!
  55. 55. • O líder precisa conhecer o assunto a fundo para traçar a estratégia da área e manter o time alinhado; • Não quer dizer que ele precisa dominar todas as tarefas operacionais da área; • Líder precisa tomar decisões, medindo riscos, e ser a referência quando o time está num impasse; • Portanto, sim, o conhecimento acima da média é o do líder. 55 Líder é o maior conhecedor do assunto
  56. 56. Livros sobre Liderança
  57. 57. Autor: Ken Blanchard Do que se trata: Livro complexo porém muito bem pesquisado e escrito, pode ajudar grandes organizações a estabelecerem planos de liderança que irão se perpetuar e render bons frutos dentro da empresa. Por ser muito didático e prático, é um ótimo livro para quem deseja se aprofundar no assunto. 57 Liderança de Alto Nível
  58. 58. Autor: James C. Hunter Do que se trata: Considerado por muitos um dos melhores livros sobre liderança já escritos, James C. Hunter introduz o conceito do Líder Servidor, que em oposição a um chefe autoritário, busca conduzir sua equipe por meio do exemplo e doação de tempo. Narrativa super-rápida e de alta qualidade. 58 O Monge e o Executivo
  59. 59. Autor: Simon Sinek Do que se trata: Após estudar a biografia de grandes líderes como Marthin Luther King Jr. e Steve Jobs, Simon Sinek descobriu que todos eles pensavam, agiam e se comunicavam da mesma maneira: todos começaram com a pergunta “Por quê?. Nesse livro Simon nos instiga a pensar por que fazemos as coisas, e através dessa pergunta, inspirar pessoas. 59 Start With Why
  60. 60. Autor: Simon Sinek Do que se trata: Este livro é a sequência do aclamado Start With Why, Simon traça o perfil das organizações que tem performance extraordinária: todas elas criam um ambiente de confiança e cooperação. Neste livro Simon conta como grandes líderes induzem a criação destes ambientes através de fascinantes eventos reais. 60 Leaders Eat Last
  61. 61. Autor: Bernardinho Do que se trata: Esse livro é uma leitura obrigatória! Conta a história vitoriosa do técnico da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei e como ele consegue extrair o máximo de suas equipes. Linguagem fácil e altamente recomendável a todos. 61 Transformando Suor em Ouro
  62. 62. Autor: Robert B. Cialdini Do que se trata: Todo líder precisa, de uma forma ou outra, convencer e persuadir pessoas a todo momento. Convencer a equipe a trabalhar um final de semana, persuadir investidores a investir na empresa. E essa arma pode se aprendida por meio de uma série de exercícios e fatores que Robert Cialdini expõe nesse livro. 62 As Armas da Persuasão
  63. 63. Autor: Kouzes e Posner Do que se trata: Liderar uma empresa, organização ou grupo de pessoas de qualquer espécie é um desafio muito diferente do que era 50 anos atrás. Essas instituições mudaram, bem como as pessoas dentro delas, e se manter atualizado sobre a melhor forma de liderar esses grupos é um fator fundamental para alcançar o sucesso. 63 O Novo Desafio da Liderança
  64. 64. Autor: Malcolm Gladwell Do que se trata: As vezes, dentro de uma organização, é necessário tomar decisões rápidas, sem tempo de realizar muitas pesquisas ou análises. Nesse momento, saber utilizar os instintos para chegar as melhores conclusões pode ser crucial para a boa tomada de decisões. Malcolm Gladewell escreveu outro livro imperdível com Blink. Sua intuição está dizendo para ler esse livro? Ela está certa. 64 Blink – A Decisão num Piscar de Olhos
  65. 65. 65 Conheça um dos nossos cases de sucesso abaixo! http://blog.sigaorastro.com/financas/cases-de-sucesso-como-uma-consultoria-de-30-minutos-economizou-r- 400-00000-roupas-sa/
  66. 66. 66 Consulte um dos nossos especialistas ou disponibilize seu conhecimento em: www.sigaorastro.com Acesse conteúdo de ponta sobre empreendedorismo em: blog.sigaorastro.com
  67. 67. 67 E se precisar de ajuda, conte sempre com os experts da Siga o Rastro: www.sigaorastro.com Não esqueça de conferir nosso blog: blog.sigaorastro.com
  68. 68. 68

×