Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]

4.454 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.454
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]

  1. 1. Etec Guaracy Silveira Teoria X e Teoria YGetúlio Silva Guardiano Santana São Paulo 2012
  2. 2. RESENHATeoria X e Teoria Y.Sobre o Livro: Introdução à Teoria Geral da Administração 3ª edição de IdalbertoChiavenato.Neste capitulo fala-se sobre a Teoria Comportamental, que existem várias teoriascomo a de Maslow,Teoria dos dois fatores, Sistema de Administração, etc. A escolhida para ser discutida é a Teoria X e Teoria Y criada por McGregor,essas teorias se contradizem uma com outra, a teoria X comenta que o homem éindolente e preguiçoso, e também comenta sobre a responsabilidade daadministração, é ela que organiza a empresa como no dinheiro, materiais,equipamento e pessoas; enquanto a Teoria Y fala que o homem não tem desprazerem trabalhar, e o trabalho é uma fonte de satisfação e de recompensa. Teoria X é um estilo tradicional de administrar, ele se baseia em pensamentosincorretos sobre o comportamento humano como, por exemplo: fala-se que ohomem é preguiçoso porque evita o trabalho ou trabalha o mínimo possível paraganhar recompensas salariais ou materiais, falta-lhe ambição, pois não gosta de terresponsabilidades, prefere ser mandado e sente acomodado no emprego e a suadependência o torna incapaz de autocontrole e autodisciplina, entre outras coisas. É um estilo de administração duro, rígido e autocrático e que se limita a fazeras pessoas trabalharem em certos esquemas e padrões antes planejados eorganizados e visando exclusivamente os objetivos da organização. É um jeito deadministrar os esforços das pessoas, controlando as suas ações e modificando oseu comportamento para buscar as necessidades da empresa, aliás, a empresadeve utilizar a remuneração como um meio de recompensa para o bom trabalhadorou punição para o trabalhador que não se dedique para uma boa tarefa. A Teoria Y é um estilo moderno de administrar, ela se baseia sempreconceitos em relação à capacidade humana, fala que as pessoas não sãoobrigadas às necessidades da empresa, elas têm motivação básica, potencial dedesenvolvimento, se comportam adequadamente, têm responsabilidades tanto que
  3. 3. procuram-nas, aprende sob certas condições, são de todas as pessoas acapacidade de alto grau de imaginação e de criatividade não sendo escasso. É um jeito de administrar muito aberto e dinâmico, bem democrático, atravésdo qual administrar é um processo de criar oportunidades, libertar potenciais,remover obstáculos, encorajar o crescimento da pessoa e proporcionar orientaçõessobre objetivos. Ela se caracteriza por proporcionar condições organizacionais paraque as pessoas reconheçam e desenvolvam por si próprias, e para que possamatingir os seus objetivos pessoais fazendo seus próprios esforços em direção aosobjetivos da empresa. A Teoria X se fundamenta em uma série de pressuposições erradas emrelação ao comportamento humano, o que não acontece na prática porque nemsempre o ser humano se caracteriza por ser preguiçoso e indolente, existem alguns,os chamados de “braços curtos”, mas não são todos, essa teoria utiliza mecanismospara aumentar a desconfiança da empresa quanto às pessoas que nela trabalham eo único estímulo válido é o salário. A teoria que mais agrada as pessoas é a Teoria Y, pois fala que o serhumano não tem desprazer em trabalhar, e consegue assumir responsabilidades,ela comenta que a organização deve motivar a criatividade dos seus funcionários, oque acaba com que as pessoas façam um ótimo trabalho. Recomenda-se essa resenha para os estudantes de administração tanto decursos técnicos como de faculdades, também às pessoas que se interessam pelacriatividade nas empresas e a defesa dos funcionários. O autor da obra é Idalberto Chiavenato, ele é reconhecido e prestigiado pelaexcelência de seus trabalhos em Administração e em Recursos Humanos, não sópela sua produção e contribuição literária, mas principalmente pela influência nadefinição e aplicação de modernos e inovadores conceitos administrativos aplicadosàs organizações bem-sucedidas. É um dos autores nacionais mais conhecidos erespeitados na área de Administração de Empresas e Recursos Humanos. Sua extensa bibliografia abrange mais de 30 livros de grande destaque nomercado, além de uma infinidade de artigos em revistas especializadas. Publicou 17livros sobre Administração e Recursos Humanos traduzidos para a língua
  4. 4. espanhola. Recebeu vários prêmios e distinções (como dois títulos de DoutorHonoris Causa por universidades estrangeiras) pela sua contribuição àAdministração Geral e de Recursos Humanos.SANTANA, Getúlio Silva Guardiano - Acadêmico do Curso Técnico de Administraçãoda ETEC Guaracy Silveira. Atividade realizada no decorrer de Gestão Empresarial 1.

×