SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




Aula 08 Max Weber e a Teoria
da Burocracia

 Objetivos da Aula

 •Identificar o surgimento da Teoria da Burocracia e suas origens;
 •Estudar seus fundamentos teóricos;
 •Analisar seus pontos positivos e negativos;
 •Identificar os fatores que conduzirão à evolução para
 outros modelos.




Origens da Teoria da Burocracia
A burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na
racionalidade, isto é, na adequação dos meios aos objetivos (fins)
pretendidos, a fim de garantir a máxima eficiência possível no alcance
desses objetivos.

Max Weber (1864-1920), sociólogo alemão, foi o criador da Sociologia
da Burocracia. Seu principal livro, para o propósito deste estudo, é “A
Ética Protestante e o Espírito de Capitalismo”.


Max Weber afirma que o moderno sistema de produção, eminentemente
racional e capitalista se originou da “ética protestante”: o trabalho
árduo e o ascetismo proporcionando a poupança e reaplicação das
rendas excedentes, em vez de seu dispêndio para o consumo.




                                                                          Faculdade On-line UVB   1
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




Weber notou que o capitalismo, a organização burocrática e a
ciência moderna constituem três formas de racionalidade que
surgiram a partir dessas mudanças religiosas ocorridas inicialmente
em países protestantes.


A Teoria da Burocracia e o Pensamento
Administrativo
A Teoria da Burocracia desenvolveu-se dentro da Administração
ao redor dos anos 40, em função, principalmente, dos seguintes
aspectos:
- A fragilidade e parcialidade da Teoria Clássica e da Teoria das Relações
Humanas;
- A necessidade um modelo de organização racional aplicável
não somente à fábrica, mas a todas as formas de organização,
principalmente às empresas;
- O tamanho e complexidade crescentes das empresas;
- O ressurgimento da Sociologia da Burocracia.


Bases da Teoria da Burocracia
O conceito central da Teoria da Burocracia é a autoridade legal, racional
ou burocrática. Os subordinados aceitam as ordens dos superiores
como justificadas, porque concordam com um conjunto de preceitos
ou normas que consideram legítimos e dos quais deriva o comando.
A obediência não é devida a alguma pessoa em si, mas a um conjunto
de regulamentos legais previamente estabelecidos.


O aparato administrativo que corresponde à dominação legal é a
burocracia. A posição dos funcionários (burocratas) é definida por
regras impessoais e escritas, que delineiam de forma racional a
hierarquia os direitos e deveres inerentes a cada posição, os métodos
de recrutamento e seleção, etc.


                                                                             Faculdade On-line UVB   2
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




A burocracia é a organização típica da sociedade moderna
democrática e das grandes empresas. Através do “contrato” ou
instrumento representativo da relação de autoridade dentro da
empresa capitalista, as relações de hierarquia nela passam a constituir
esquemas de autoridade legal.


Weber notou a proliferação de organizações de grande porte que
adotaram o tipo burocrático de organização, concentrando os meios
de administração no topo da hierarquia e utilizando regras racionais e
impessoais, visando à máxima eficiência.

Fatores principais para o desenvolvimento da moderna burocracia:
- O desenvolvimento de uma economia monetária;
- O crescimento das tarefas administrativas do Estado Moderno;
- A superioridade técnica do tipo burocrático de administração.


Características da Burocracia
- Caráter legal das normas e regulamento.
- Caráter formal das comunicações.
- Caráter racional e divisão do trabalho.
- Impessoalidade nas relações.
- Hierarquia da autoridade.
- Rotinas e procedimentos padronizados.
- Competência técnica e meritocracia.
- Especialização da administração.
- Profissionalização dos participantes.
- Completa previsibilidade do funcionamento.




                                                                          Faculdade On-line UVB   3
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




Vantagens da Burocracia
Para Weber, comparar os mecanismos burocráticos com outras
organizações é como comparar a produção da máquina com modos
não-mecânicos de produção.


Assim, as vantagens da burocracia são:
- Racionalidade em relação ao alcance dos objetivos da organização;
- Precisão na definição do cargo e na operação;
- Rapidez nas decisões;
- Unicidade de interpretação;
- Uniformidade de rotinas e procedimentos;
- Continuidade da organização através da substituição do pessoal
afastado;
- Redução do atrito entre as pessoas;
- Subordinação dos mais novos aos mais antigos;
- Confiabilidade.


Nessas condições, o trabalho é profissionalizado, o nepotismo é
evitado e as condições de trabalho favorecem a moralidade econômica
e dificultam a corrupção.


A eqüidade das normas burocráticas assegura a cooperação
entre grande número de pessoas, que cumprem as regras
organizacionais, porque os fins alcançados pela estrutura total
são altamente valorizados.


Dilemas da Burocracia
Fragilidade da estrutura burocrática (dilema típico): pressões
constantes de forças exteriores e enfraquecimento gradual do
compromisso dos subordinados com as regras burocráticas.




                                                                      Faculdade On-line UVB   4
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




A capacidade para aceitar ordens e regras como legítimas,
principalmente quando contrariam os desejos da pessoa, exige uma
autodisciplina difícil de se manter.


Assim, as organizações burocráticas apresentam uma tendência a
se desfazerem, seja na direção carismática, seja na tradicional, onde
as relações disciplinares são mais “naturais” e “afetuosas” e menos
separadas das outras.


Existem chefes não-burocráticos: indicam e nomeiam os subordinados,
estabelecem as regras, resolvem os objetivos que deverão ser
atingidos. Geralmente são eleitos ou herdam sua posição, como, por
exemplo, os presidentes, os diretores e os reis.


Esses chefes (não-burocráticos) da organização desempenham o
importante papel de estimular a ligação emocional e mesmo irracional
dos participantes com a racionalidade. A identificação com uma
pessoa, um líder ou um chefe influi psicologicamente, reforçando o
compromisso com a organização (imagem concreta/”afetuosa”).


A ausência ou morte de um chefe não-burocrático da organização -
único indivíduo perante o qual as identificações são pessoais, e não-
burocráticas - provoca uma crise, a chamada crise de sucessão, que
geralmente é acompanhada de um período de instabilidade.


Disfunções da Burocracia
Ao estudar as conseqüências previstas (ou desejadas) da burocracia
que a conduzem à máxima eficiência, notou também as conseqüências
imprevistas (ou indesejadas): as disfunções da burocracia, que são
basicamente as seguintes:
- Exagerado apego aos regulamentos;
- Excesso de formalismo e de papelório;
- Resistência a mudanças;


                                                                        Faculdade On-line UVB   5
Evolução do Pensamento Administrativo - UVB




- Despersonalização do relacionamento;
- Categorização como base do processo decisório;
- Superconformidade às rotinas e procedimentos;
- Exibição de sinais de autoridade;
- Dificuldade no atendimento a clientes e conflitos com o público;


Conclusão: críticas à burocracia
Com essas disfunções, a burocracia torna-se esclerosada, fecha-se ao
cliente, que é o seu próprio objetivo e impede totalmente a inovação
e a criatividade.

As causas das disfunções da burocracia residem basicamente no
fato de que a burocracia não leva em conta a chamada organização
informal, que existe fatalmente em qualquer tipo de organização,
nem se preocupa com a variabilidade humana (diferenças individuais
entre as pessoas), o que necessariamente introduz variações no
desempenho das atividades organizacionais.


A organização informal surge como uma conseqüência da
impossibilidade prática de se padronizar completamente o
comportamento humano nas organizações.


Esta aparece como um fator de imprevisibilidade das burocracias, pois
o sistema social racional puro de Weber pressupõe que as reações e
o comportamento humano sejam perfeitamente previsíveis, uma vez
que tudo estará sob o controle de normas racionais e legais, escritas
e exaustivas.

Emfacedaexigênciadecontrolequenorteiatodaaatividadeorganizacional
é que surgem as conseqüências imprevistas da burocracia.




                                                                        Faculdade On-line UVB   6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teoria da Burocracia
Teoria da BurocraciaTeoria da Burocracia
Teoria da Burocracia
Eliseu Fortolan
 
Teoria da burocracia
Teoria da burocraciaTeoria da burocracia
Teoria da burocracia
Cristiane Pasquali
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
Marcelo Machado
 
Aula 7 teoria da burocracia
Aula 7   teoria da burocraciaAula 7   teoria da burocracia
Aula 7 teoria da burocracia
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Aula-tga-06-burocracia
Aula-tga-06-burocraciaAula-tga-06-burocracia
Aula-tga-06-burocracia
Andre Boavista
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
Leonardo Santos
 
Trabalho de TPE - Burocracia
Trabalho de TPE - BurocraciaTrabalho de TPE - Burocracia
Trabalho de TPE - Burocracia
Renato Medeiros
 
Teoria da contingência
Teoria da contingênciaTeoria da contingência
Teoria da contingência
Murilo Bayma
 
Poder nas organizações slides
Poder nas organizações   slidesPoder nas organizações   slides
Poder nas organizações slides
Psicologia_2015
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Modelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização finalModelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização final
Cyta-uf
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
Lemos1960
 
Aula 2.2 administração cientifica
Aula 2.2  administração cientificaAula 2.2  administração cientifica
Aula 2.2 administração cientifica
Jose Angelo Ferreira
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
Leonardo Seabra
 
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebroMco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
jorgepataco
 
Mecanização: As organizações vistas como máquinas
Mecanização: As organizações vistas como máquinasMecanização: As organizações vistas como máquinas
Mecanização: As organizações vistas como máquinas
Maria Rosangela Nunes
 
Assunto 05 burocracia
Assunto 05   burocraciaAssunto 05   burocracia
Assunto 05 burocracia
kaline32
 
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Georgina Lomanto
 
Teoria Estruturalista
Teoria EstruturalistaTeoria Estruturalista
Teoria Estruturalista
Rafael Gomes
 
Teoria estruturalista
Teoria estruturalistaTeoria estruturalista
Teoria estruturalista
Dayanne Louise Pereira Pinto
 

Mais procurados (20)

Teoria da Burocracia
Teoria da BurocraciaTeoria da Burocracia
Teoria da Burocracia
 
Teoria da burocracia
Teoria da burocraciaTeoria da burocracia
Teoria da burocracia
 
Max Weber
Max WeberMax Weber
Max Weber
 
Aula 7 teoria da burocracia
Aula 7   teoria da burocraciaAula 7   teoria da burocracia
Aula 7 teoria da burocracia
 
Aula-tga-06-burocracia
Aula-tga-06-burocraciaAula-tga-06-burocracia
Aula-tga-06-burocracia
 
Introdução a adm burocracia
Introdução a adm burocraciaIntrodução a adm burocracia
Introdução a adm burocracia
 
Trabalho de TPE - Burocracia
Trabalho de TPE - BurocraciaTrabalho de TPE - Burocracia
Trabalho de TPE - Burocracia
 
Teoria da contingência
Teoria da contingênciaTeoria da contingência
Teoria da contingência
 
Poder nas organizações slides
Poder nas organizações   slidesPoder nas organizações   slides
Poder nas organizações slides
 
Teoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocraciaTeoria geral da burocracia burocracia
Teoria geral da burocracia burocracia
 
Modelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização finalModelo burocrático de organização final
Modelo burocrático de organização final
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
 
Aula 2.2 administração cientifica
Aula 2.2  administração cientificaAula 2.2  administração cientifica
Aula 2.2 administração cientifica
 
Burocracia weber
Burocracia weberBurocracia weber
Burocracia weber
 
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebroMco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
Mco 03 - metafora da maquina, org vivo e cerebro
 
Mecanização: As organizações vistas como máquinas
Mecanização: As organizações vistas como máquinasMecanização: As organizações vistas como máquinas
Mecanização: As organizações vistas como máquinas
 
Assunto 05 burocracia
Assunto 05   burocraciaAssunto 05   burocracia
Assunto 05 burocracia
 
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
Administraodeenfermagemparte1 091017140019-phpapp02
 
Teoria Estruturalista
Teoria EstruturalistaTeoria Estruturalista
Teoria Estruturalista
 
Teoria estruturalista
Teoria estruturalistaTeoria estruturalista
Teoria estruturalista
 

Semelhante a Max weber admnstração burrocrática

Max Weber
Max Weber Max Weber
Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01
klebem
 
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptxAula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
AndersonCouto33
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
César de Souza
 
Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
Adriana Carvalho
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Ivanildo Rodrigues
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
AmarildoJosMorett
 
Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13
Jazon Pereira
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Edlee Brito
 
TPE - Burocracia
TPE - BurocraciaTPE - Burocracia
TPE - Burocracia
Renato Medeiros
 
T a_2_a04_e_5
T  a_2_a04_e_5T  a_2_a04_e_5
T a_2_a04_e_5
Angelo Yasui
 
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptxslide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
FaizaljumaAmade
 
teorias da administração em enfermagem, tipos de organização
teorias da administração em enfermagem, tipos de organizaçãoteorias da administração em enfermagem, tipos de organização
teorias da administração em enfermagem, tipos de organização
RosaSantos738119
 
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4   ucam 2014.1- epa - weberAula 4   ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Angelo Peres
 
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICASMax Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
PEDRO ANIBAL DRAGO
 
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.pptABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
YenneferBeck
 
Sociologia organizacional mba
Sociologia organizacional mbaSociologia organizacional mba
Sociologia organizacional mba
4444444444ada
 
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da BurocraciaO Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
LuisTioAlegria
 
Burocracia em Max Weber
Burocracia em Max WeberBurocracia em Max Weber
Burocracia em Max Weber
Arare Carvalho Júnior
 
Tga 02 Curso
Tga 02 CursoTga 02 Curso
Tga 02 Curso
guest25496
 

Semelhante a Max weber admnstração burrocrática (20)

Max Weber
Max Weber Max Weber
Max Weber
 
Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01Maxweber 091017135600-phpapp01
Maxweber 091017135600-phpapp01
 
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptxAula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
Aula - Teoria da Burocracia 19_08.pptx
 
Abordagem Estruturalista
Abordagem EstruturalistaAbordagem Estruturalista
Abordagem Estruturalista
 
Apostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocraciaApostila teoria da burocracia
Apostila teoria da burocracia
 
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
Teoria das Organizações by:@ivanildo_bds
 
BUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptxBUROCRACIA.pptx
BUROCRACIA.pptx
 
Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13Aulas de tga 30 10-13
Aulas de tga 30 10-13
 
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
Teoriadaburocracia 110618010256-phpapp02
 
TPE - Burocracia
TPE - BurocraciaTPE - Burocracia
TPE - Burocracia
 
T a_2_a04_e_5
T  a_2_a04_e_5T  a_2_a04_e_5
T a_2_a04_e_5
 
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptxslide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
slide gestao de empresas, no contexto agro.pptx
 
teorias da administração em enfermagem, tipos de organização
teorias da administração em enfermagem, tipos de organizaçãoteorias da administração em enfermagem, tipos de organização
teorias da administração em enfermagem, tipos de organização
 
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4   ucam 2014.1- epa - weberAula 4   ucam 2014.1- epa - weber
Aula 4 ucam 2014.1- epa - weber
 
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICASMax Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
Max Weber e as ORGANIZAÇÕES BUROCRATICAS
 
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.pptABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
ABORDAGEM-DA-BUROCRACIA-DAS-ORGANIZAÇÕES-TGA.ppt
 
Sociologia organizacional mba
Sociologia organizacional mbaSociologia organizacional mba
Sociologia organizacional mba
 
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da BurocraciaO Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
O Nascimento da Chamada Teoria da Burocracia
 
Burocracia em Max Weber
Burocracia em Max WeberBurocracia em Max Weber
Burocracia em Max Weber
 
Tga 02 Curso
Tga 02 CursoTga 02 Curso
Tga 02 Curso
 

Mais de Fabio Lucio

Questões da Aula Prof. Fabio Lucio
Questões da Aula Prof. Fabio LucioQuestões da Aula Prof. Fabio Lucio
Questões da Aula Prof. Fabio Lucio
Fabio Lucio
 
Língua portuguesa - Gabarito TRE
Língua portuguesa - Gabarito TRELíngua portuguesa - Gabarito TRE
Língua portuguesa - Gabarito TRE
Fabio Lucio
 
TRE 3ª parte - Informática
TRE 3ª parte - InformáticaTRE 3ª parte - Informática
TRE 3ª parte - Informática
Fabio Lucio
 
TRE 2ª parte - Direito
TRE 2ª parte - DireitoTRE 2ª parte - Direito
TRE 2ª parte - Direito
Fabio Lucio
 
TRE 1ª parte - Portugues
TRE 1ª parte - PortuguesTRE 1ª parte - Portugues
TRE 1ª parte - Portugues
Fabio Lucio
 
Atualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor BudaAtualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor Buda
Fabio Lucio
 
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
Fabio Lucio
 
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
Fabio Lucio
 
Contribuições - INSS - Professor Leandro
Contribuições - INSS - Professor LeandroContribuições - INSS - Professor Leandro
Contribuições - INSS - Professor Leandro
Fabio Lucio
 
Importância para sociedade - INSS
Importância para sociedade - INSSImportância para sociedade - INSS
Importância para sociedade - INSS
Fabio Lucio
 
Conjuntura e Estrutura
Conjuntura e EstruturaConjuntura e Estrutura
Conjuntura e Estrutura
Fabio Lucio
 
Portaria mps n 296
Portaria mps n 296Portaria mps n 296
Portaria mps n 296
Fabio Lucio
 
Apostila Histórico Previdência
Apostila Histórico PrevidênciaApostila Histórico Previdência
Apostila Histórico Previdência
Fabio Lucio
 
Historico da previdência profº leandro
Historico da previdência  profº leandroHistorico da previdência  profº leandro
Historico da previdência profº leandro
Fabio Lucio
 
Resumo direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
Resumo   direitos humanos e cidadania - concurso brigada militarResumo   direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
Resumo direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
Fabio Lucio
 
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questõesDireitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
Fabio Lucio
 
Resumo regime jurídico único - concurso inss
Resumo   regime jurídico único - concurso inssResumo   regime jurídico único - concurso inss
Resumo regime jurídico único - concurso inss
Fabio Lucio
 
Bateria de questões inss
Bateria de questões   inssBateria de questões   inss
Bateria de questões inss
Fabio Lucio
 
Regime jurídico único material
Regime jurídico único   materialRegime jurídico único   material
Regime jurídico único material
Fabio Lucio
 
Matemática financeira 40h
Matemática financeira  40hMatemática financeira  40h
Matemática financeira 40h
Fabio Lucio
 

Mais de Fabio Lucio (20)

Questões da Aula Prof. Fabio Lucio
Questões da Aula Prof. Fabio LucioQuestões da Aula Prof. Fabio Lucio
Questões da Aula Prof. Fabio Lucio
 
Língua portuguesa - Gabarito TRE
Língua portuguesa - Gabarito TRELíngua portuguesa - Gabarito TRE
Língua portuguesa - Gabarito TRE
 
TRE 3ª parte - Informática
TRE 3ª parte - InformáticaTRE 3ª parte - Informática
TRE 3ª parte - Informática
 
TRE 2ª parte - Direito
TRE 2ª parte - DireitoTRE 2ª parte - Direito
TRE 2ª parte - Direito
 
TRE 1ª parte - Portugues
TRE 1ª parte - PortuguesTRE 1ª parte - Portugues
TRE 1ª parte - Portugues
 
Atualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor BudaAtualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor Buda
 
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
09 12-2010 -iii - decreto 6029- inss
 
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
09 12-2010 -ii - decreto 1171- inss
 
Contribuições - INSS - Professor Leandro
Contribuições - INSS - Professor LeandroContribuições - INSS - Professor Leandro
Contribuições - INSS - Professor Leandro
 
Importância para sociedade - INSS
Importância para sociedade - INSSImportância para sociedade - INSS
Importância para sociedade - INSS
 
Conjuntura e Estrutura
Conjuntura e EstruturaConjuntura e Estrutura
Conjuntura e Estrutura
 
Portaria mps n 296
Portaria mps n 296Portaria mps n 296
Portaria mps n 296
 
Apostila Histórico Previdência
Apostila Histórico PrevidênciaApostila Histórico Previdência
Apostila Histórico Previdência
 
Historico da previdência profº leandro
Historico da previdência  profº leandroHistorico da previdência  profº leandro
Historico da previdência profº leandro
 
Resumo direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
Resumo   direitos humanos e cidadania - concurso brigada militarResumo   direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
Resumo direitos humanos e cidadania - concurso brigada militar
 
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questõesDireitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
 
Resumo regime jurídico único - concurso inss
Resumo   regime jurídico único - concurso inssResumo   regime jurídico único - concurso inss
Resumo regime jurídico único - concurso inss
 
Bateria de questões inss
Bateria de questões   inssBateria de questões   inss
Bateria de questões inss
 
Regime jurídico único material
Regime jurídico único   materialRegime jurídico único   material
Regime jurídico único material
 
Matemática financeira 40h
Matemática financeira  40hMatemática financeira  40h
Matemática financeira 40h
 

Max weber admnstração burrocrática

  • 1. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB Aula 08 Max Weber e a Teoria da Burocracia Objetivos da Aula •Identificar o surgimento da Teoria da Burocracia e suas origens; •Estudar seus fundamentos teóricos; •Analisar seus pontos positivos e negativos; •Identificar os fatores que conduzirão à evolução para outros modelos. Origens da Teoria da Burocracia A burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade, isto é, na adequação dos meios aos objetivos (fins) pretendidos, a fim de garantir a máxima eficiência possível no alcance desses objetivos. Max Weber (1864-1920), sociólogo alemão, foi o criador da Sociologia da Burocracia. Seu principal livro, para o propósito deste estudo, é “A Ética Protestante e o Espírito de Capitalismo”. Max Weber afirma que o moderno sistema de produção, eminentemente racional e capitalista se originou da “ética protestante”: o trabalho árduo e o ascetismo proporcionando a poupança e reaplicação das rendas excedentes, em vez de seu dispêndio para o consumo. Faculdade On-line UVB 1
  • 2. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB Weber notou que o capitalismo, a organização burocrática e a ciência moderna constituem três formas de racionalidade que surgiram a partir dessas mudanças religiosas ocorridas inicialmente em países protestantes. A Teoria da Burocracia e o Pensamento Administrativo A Teoria da Burocracia desenvolveu-se dentro da Administração ao redor dos anos 40, em função, principalmente, dos seguintes aspectos: - A fragilidade e parcialidade da Teoria Clássica e da Teoria das Relações Humanas; - A necessidade um modelo de organização racional aplicável não somente à fábrica, mas a todas as formas de organização, principalmente às empresas; - O tamanho e complexidade crescentes das empresas; - O ressurgimento da Sociologia da Burocracia. Bases da Teoria da Burocracia O conceito central da Teoria da Burocracia é a autoridade legal, racional ou burocrática. Os subordinados aceitam as ordens dos superiores como justificadas, porque concordam com um conjunto de preceitos ou normas que consideram legítimos e dos quais deriva o comando. A obediência não é devida a alguma pessoa em si, mas a um conjunto de regulamentos legais previamente estabelecidos. O aparato administrativo que corresponde à dominação legal é a burocracia. A posição dos funcionários (burocratas) é definida por regras impessoais e escritas, que delineiam de forma racional a hierarquia os direitos e deveres inerentes a cada posição, os métodos de recrutamento e seleção, etc. Faculdade On-line UVB 2
  • 3. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB A burocracia é a organização típica da sociedade moderna democrática e das grandes empresas. Através do “contrato” ou instrumento representativo da relação de autoridade dentro da empresa capitalista, as relações de hierarquia nela passam a constituir esquemas de autoridade legal. Weber notou a proliferação de organizações de grande porte que adotaram o tipo burocrático de organização, concentrando os meios de administração no topo da hierarquia e utilizando regras racionais e impessoais, visando à máxima eficiência. Fatores principais para o desenvolvimento da moderna burocracia: - O desenvolvimento de uma economia monetária; - O crescimento das tarefas administrativas do Estado Moderno; - A superioridade técnica do tipo burocrático de administração. Características da Burocracia - Caráter legal das normas e regulamento. - Caráter formal das comunicações. - Caráter racional e divisão do trabalho. - Impessoalidade nas relações. - Hierarquia da autoridade. - Rotinas e procedimentos padronizados. - Competência técnica e meritocracia. - Especialização da administração. - Profissionalização dos participantes. - Completa previsibilidade do funcionamento. Faculdade On-line UVB 3
  • 4. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB Vantagens da Burocracia Para Weber, comparar os mecanismos burocráticos com outras organizações é como comparar a produção da máquina com modos não-mecânicos de produção. Assim, as vantagens da burocracia são: - Racionalidade em relação ao alcance dos objetivos da organização; - Precisão na definição do cargo e na operação; - Rapidez nas decisões; - Unicidade de interpretação; - Uniformidade de rotinas e procedimentos; - Continuidade da organização através da substituição do pessoal afastado; - Redução do atrito entre as pessoas; - Subordinação dos mais novos aos mais antigos; - Confiabilidade. Nessas condições, o trabalho é profissionalizado, o nepotismo é evitado e as condições de trabalho favorecem a moralidade econômica e dificultam a corrupção. A eqüidade das normas burocráticas assegura a cooperação entre grande número de pessoas, que cumprem as regras organizacionais, porque os fins alcançados pela estrutura total são altamente valorizados. Dilemas da Burocracia Fragilidade da estrutura burocrática (dilema típico): pressões constantes de forças exteriores e enfraquecimento gradual do compromisso dos subordinados com as regras burocráticas. Faculdade On-line UVB 4
  • 5. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB A capacidade para aceitar ordens e regras como legítimas, principalmente quando contrariam os desejos da pessoa, exige uma autodisciplina difícil de se manter. Assim, as organizações burocráticas apresentam uma tendência a se desfazerem, seja na direção carismática, seja na tradicional, onde as relações disciplinares são mais “naturais” e “afetuosas” e menos separadas das outras. Existem chefes não-burocráticos: indicam e nomeiam os subordinados, estabelecem as regras, resolvem os objetivos que deverão ser atingidos. Geralmente são eleitos ou herdam sua posição, como, por exemplo, os presidentes, os diretores e os reis. Esses chefes (não-burocráticos) da organização desempenham o importante papel de estimular a ligação emocional e mesmo irracional dos participantes com a racionalidade. A identificação com uma pessoa, um líder ou um chefe influi psicologicamente, reforçando o compromisso com a organização (imagem concreta/”afetuosa”). A ausência ou morte de um chefe não-burocrático da organização - único indivíduo perante o qual as identificações são pessoais, e não- burocráticas - provoca uma crise, a chamada crise de sucessão, que geralmente é acompanhada de um período de instabilidade. Disfunções da Burocracia Ao estudar as conseqüências previstas (ou desejadas) da burocracia que a conduzem à máxima eficiência, notou também as conseqüências imprevistas (ou indesejadas): as disfunções da burocracia, que são basicamente as seguintes: - Exagerado apego aos regulamentos; - Excesso de formalismo e de papelório; - Resistência a mudanças; Faculdade On-line UVB 5
  • 6. Evolução do Pensamento Administrativo - UVB - Despersonalização do relacionamento; - Categorização como base do processo decisório; - Superconformidade às rotinas e procedimentos; - Exibição de sinais de autoridade; - Dificuldade no atendimento a clientes e conflitos com o público; Conclusão: críticas à burocracia Com essas disfunções, a burocracia torna-se esclerosada, fecha-se ao cliente, que é o seu próprio objetivo e impede totalmente a inovação e a criatividade. As causas das disfunções da burocracia residem basicamente no fato de que a burocracia não leva em conta a chamada organização informal, que existe fatalmente em qualquer tipo de organização, nem se preocupa com a variabilidade humana (diferenças individuais entre as pessoas), o que necessariamente introduz variações no desempenho das atividades organizacionais. A organização informal surge como uma conseqüência da impossibilidade prática de se padronizar completamente o comportamento humano nas organizações. Esta aparece como um fator de imprevisibilidade das burocracias, pois o sistema social racional puro de Weber pressupõe que as reações e o comportamento humano sejam perfeitamente previsíveis, uma vez que tudo estará sob o controle de normas racionais e legais, escritas e exaustivas. Emfacedaexigênciadecontrolequenorteiatodaaatividadeorganizacional é que surgem as conseqüências imprevistas da burocracia. Faculdade On-line UVB 6