SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Profa. Bianca Nóbrega
 Vírgula pode ser uma pausa... ou não.


    Não espere!
    Não, espere!

 Ela pode sumir com seu dinheiro.


          23,4.
          2,34.
   Pode criar heróis.
      Isso só, ele resolve.
            Isso só ele resolve.
 Ela pode criar vilões.

      Esse, juiz, é corrupto.
      Esse juiz é corrupto.
 A vírgula pode condenar ou salvar.


        Não tenha clemência!
        Não, tenha clemência!
Veja:
 A vida no campo é sem dúvida nenhuma bem
 mais saudável que a vida na cidade. (leitura
 linear)

 A vida no campo é, sem dúvida nenhuma, bem
 mais saudável que na cidade. (leitura não linear)
Exemplos:

- Tentei tudo, isto é, quase tudo, mas não
consegui tirar nota na prova de cálculo I.


- Marcos não pode vir, ou melhor, recusou-se
a vir, pois tinha um churrasco.
-Irei para o litoral, melhor dizendo, para
 Ubatuba a fim de fugir do concreto de
 Sorocaba.
2) Para separar oração adjetiva explicativa
           da oração principal:


- Os alunos da Gestão, que são os melhores
 da Uniso, chegaram.

-O rapaz, que é estagiário da empresa, fez
 um excelente trabalho ontem;
A  maioria dos alunos de Gestão, durante as
 férias, viaja.

Durante   as férias, a maioria dos alunos de
 Gestão viaja.

A  maioria dos alunos viaja durante as férias.
 (Facultativo)
4) Para marcar a anteposição ou a intercalação de oração
subordinada adverbial (oração que indica circunstância de
tempo,      conformidade,   consequência,      proporção,
finalidade.

    - Chegamos, como tínhamos combinado, às 8h
     para a aula de Estatística. (conformidade)

     - Como tínhamos combinado, chegamos às 8h
     para a aula de Estatística.

      - Chegamos às 8h como tínhamos combinado.
     (Facultativo)
- Se vocês não estudarem para a prova de Língua
 Portuguesa, poderão tirar nota baixa.




 As orações subordinadas adverbiais podem ter o valor de:
 causais (causa), comparativas, concessivas (exprimem um
 fato contrário da oração principal), condicionais (condição),
 conformativas          (conformidade),          consecutivas
 (consequência), temporais, finais, proporcionais.
5) para marcar a anteposição do predicativo
  (característica, estado do sujeito ou do
  objeto):

- Eufóricos, os alunos de Gestão da Uniso
 chegaram, debaixo de uma bruta chuva, para a
 aula de Português.
6) isolar o aposto explicativo (intercalação do
 aposto):

- Pelé, o atleta do século, quis polemizar.


- Brasília, Capital da República, foi fundada em
 1960.


Aposto: termo que explica, esclarece, desenvolve
 ou resume outro.
7) isolar o vocativo              (marcar   sua
  interpolação):

 - Turma, vocês querem um churrasco?
 - Meus queridos, não sejam teimosos!
 - Vocês irão ao churrasco domingo, pessoal?

Vocativo: é o termo que, na oração,
 serve para pôr em evidência o ser
a quem nos dirigimos, sem manter
relação sintática com outro.
Trata-se de um chamamento.
8) para separar orações coordenadas
 assindéticas:


- Veio para a aula sábado, olhou para o sol,
 pensou e preferiu voltar ao
 churrasco.
9) para indicar a elipse do verbo:


 - Ela prefere futebol; o namorado, voleibol.
(elipse de prefere depois da palavra namorado)



 Nagramática, elipse é a omissão de um ou
 mais termos facilmente subentendidos.
10) para indicar, nas datas, o lugar:


 - Sorocaba, 02 de março de 2012.



 - Votorantim, 23/05/11
11) Vírgula antes do “mas”, “porém”, “todavia”
  e outras conjunções:


 Elenão queria estudar para a prova, mas não
 teve escolha.
 Queremos   ver o mar, todavia não será nesta
 viagem.
 Pensei ter ido mal na prova, porém tirei 10,0!!!
12) A conjunção coordenada aditiva (soma, acréscimo)
e quando equivale a mas, exige anteposição da vírgula:


- Ele pensa uma coisa, e diz outra. (= mas)


Eu gosto tanto de você, e você não gosta de mim.
 13) Vírgula e a abreviatura “etc”



 Algunsautores costumam usar a vírgula antes
 da abreviatura “etc”.. Esse é um termo latino
 que significa e outras coisas, e assim sendo,
 não haveria necessidade de usar a vírgula, no
 entanto, o seu uso é consagrado pela norma
 culta.

 Elecomprou várias coisas, roupa, carro, casa,
 etc...
Não há vírgula:

  1. entre sujeito e predicado:
Luís comprou um carro novo.

Você é a pessoa que amo.

Nós iremos estudar amanhã.
Usado para marcar uma pausa mais sensível que a
vírgula; é um sinal intermediário entre o ponto e a vírgula.
Emprega-se o ponto-e vírgula para:
      1) Separar partes de um período de certa extensão,
principalmente se elas já possuem elementos separados por
vírgula:
“Gostaria de detalhar os motivos pelos quais viemos à aula
hoje: primeiro, para estudar a vírgula, um nó na vida de
estudantes em geral; segundo, para problematizar os
aspectos da resenha, texto que apresenta síntese e
comentários; terceiro, para revisar os gêneros, conteúdo
da prova de terça-feira.”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O emprego da vírgula
O emprego da vírgulaO emprego da vírgula
O emprego da vírgula
Rita Cunha
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 

Mais procurados (20)

Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Tipos de argumentação
Tipos de argumentaçãoTipos de argumentação
Tipos de argumentação
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
 
USO DA CRASE
USO DA CRASEUSO DA CRASE
USO DA CRASE
 
Aula Figuras de Linguagem
Aula    Figuras de Linguagem Aula    Figuras de Linguagem
Aula Figuras de Linguagem
 
O emprego da vírgula
O emprego da vírgulaO emprego da vírgula
O emprego da vírgula
 
Funções do que, se e pronome relativo
Funções do que, se e pronome relativoFunções do que, se e pronome relativo
Funções do que, se e pronome relativo
 
Mas, mais e más
Mas, mais e másMas, mais e más
Mas, mais e más
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Processo de formação de palavras
Processo de formação de palavrasProcesso de formação de palavras
Processo de formação de palavras
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Pronomes ensino médio
Pronomes ensino médioPronomes ensino médio
Pronomes ensino médio
 
Artigo aula 8
Artigo   aula 8Artigo   aula 8
Artigo aula 8
 
Slide pronomes
Slide  pronomesSlide  pronomes
Slide pronomes
 

Semelhante a Regras vírgula gqm_05_04

Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
Nilberte
 
Gramática aula 15 - concordância nominal ii
Gramática   aula 15 - concordância nominal iiGramática   aula 15 - concordância nominal ii
Gramática aula 15 - concordância nominal ii
mfmpafatima
 
Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação
Cefet/Coltec - Aula 19  PontuaçãoCefet/Coltec - Aula 19  Pontuação
Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação
ProfFernandaBraga
 
Casa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeliCasa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeli
marcosdcl
 
Português para concurso
Português para concursoPortuguês para concurso
Português para concurso
rackgbseason11
 
Casa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeliCasa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeli
Hope Anjo
 
Bndes apostila português - prof. carlos zambelli
Bndes   apostila português - prof. carlos zambelliBndes   apostila português - prof. carlos zambelli
Bndes apostila português - prof. carlos zambelli
William Soph
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
LeYa
 

Semelhante a Regras vírgula gqm_05_04 (20)

Como usar a virgula
Como usar a virgulaComo usar a virgula
Como usar a virgula
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Palavras Semelhantes
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Palavras Semelhanteswww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Palavras Semelhantes
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Palavras Semelhantes
 
www.TutoresNaWebCom.Br - Português - Palavras Semelhantes
www.TutoresNaWebCom.Br - Português -  Palavras Semelhanteswww.TutoresNaWebCom.Br - Português -  Palavras Semelhantes
www.TutoresNaWebCom.Br - Português - Palavras Semelhantes
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Palavras Semelhantes
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Palavras Semelhanteswww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Palavras Semelhantes
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Palavras Semelhantes
 
www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas - Português - Palavras Semelhantes - Armadi...
www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas - Português - Palavras Semelhantes - Armadi...www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas - Português - Palavras Semelhantes - Armadi...
www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas - Português - Palavras Semelhantes - Armadi...
 
Gramática aula 15 - concordância nominal ii
Gramática   aula 15 - concordância nominal iiGramática   aula 15 - concordância nominal ii
Gramática aula 15 - concordância nominal ii
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação
Cefet/Coltec - Aula 19  PontuaçãoCefet/Coltec - Aula 19  Pontuação
Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação
 
Casa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeliCasa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeli
 
Português para concurso
Português para concursoPortuguês para concurso
Português para concurso
 
Casa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeliCasa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeli
 
Apostila de Portugues para banca Cesgranrio
Apostila de Portugues para banca CesgranrioApostila de Portugues para banca Cesgranrio
Apostila de Portugues para banca Cesgranrio
 
Bndes apostila português - prof. carlos zambelli
Bndes   apostila português - prof. carlos zambelliBndes   apostila português - prof. carlos zambelli
Bndes apostila português - prof. carlos zambelli
 
Casa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeliCasa bndes-portugues-zambeli
Casa bndes-portugues-zambeli
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Reforma ortográfica e dicas escrita.
Reforma ortográfica e dicas escrita.Reforma ortográfica e dicas escrita.
Reforma ortográfica e dicas escrita.
 
A conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..pptA conjunção na construção do texto..ppt
A conjunção na construção do texto..ppt
 

Mais de Moises Ribeiro

Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentação
Moises Ribeiro
 
Questões multipla escolha diferenciação
Questões multipla escolha  diferenciaçãoQuestões multipla escolha  diferenciação
Questões multipla escolha diferenciação
Moises Ribeiro
 
Questões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado globalQuestões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado global
Moises Ribeiro
 
Aula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketingAula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketing
Moises Ribeiro
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
Moises Ribeiro
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
Moises Ribeiro
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
Moises Ribeiro
 
Questionário josé roberto
Questionário josé robertoQuestionário josé roberto
Questionário josé roberto
Moises Ribeiro
 
Localização industrial slide
Localização industrial slideLocalização industrial slide
Localização industrial slide
Moises Ribeiro
 
Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)
Moises Ribeiro
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
Moises Ribeiro
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
Moises Ribeiro
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
Moises Ribeiro
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
Moises Ribeiro
 

Mais de Moises Ribeiro (20)

Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentação
 
Questões multipla escolha diferenciação
Questões multipla escolha  diferenciaçãoQuestões multipla escolha  diferenciação
Questões multipla escolha diferenciação
 
Questões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado globalQuestões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado global
 
W m s
W m sW m s
W m s
 
Trabalho wms
Trabalho wmsTrabalho wms
Trabalho wms
 
Aula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketingAula 6 gestão de marketing
Aula 6 gestão de marketing
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
 
Lean manufacturing slides
Lean manufacturing slidesLean manufacturing slides
Lean manufacturing slides
 
Questionário de quinta
Questionário de quintaQuestionário de quinta
Questionário de quinta
 
Questionário josé roberto
Questionário josé robertoQuestionário josé roberto
Questionário josé roberto
 
Localização industrial slide
Localização industrial slideLocalização industrial slide
Localização industrial slide
 
Trabalho jit odirlei
Trabalho jit   odirleiTrabalho jit   odirlei
Trabalho jit odirlei
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)Trabalho final kaizen~ (1)
Trabalho final kaizen~ (1)
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5Prod textos atividade_gestao_10_5
Prod textos atividade_gestao_10_5
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
 
Sistemas de amortização
Sistemas de amortizaçãoSistemas de amortização
Sistemas de amortização
 
Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04Modalizadores gqm 26_04
Modalizadores gqm 26_04
 

Regras vírgula gqm_05_04

  • 2.
  • 3.  Vírgula pode ser uma pausa... ou não. Não espere! Não, espere!  Ela pode sumir com seu dinheiro. 23,4. 2,34.
  • 4. Pode criar heróis. Isso só, ele resolve. Isso só ele resolve.  Ela pode criar vilões. Esse, juiz, é corrupto. Esse juiz é corrupto.
  • 5.  A vírgula pode condenar ou salvar. Não tenha clemência! Não, tenha clemência!
  • 6. Veja:  A vida no campo é sem dúvida nenhuma bem mais saudável que a vida na cidade. (leitura linear)  A vida no campo é, sem dúvida nenhuma, bem mais saudável que na cidade. (leitura não linear)
  • 7. Exemplos: - Tentei tudo, isto é, quase tudo, mas não consegui tirar nota na prova de cálculo I. - Marcos não pode vir, ou melhor, recusou-se a vir, pois tinha um churrasco.
  • 8. -Irei para o litoral, melhor dizendo, para Ubatuba a fim de fugir do concreto de Sorocaba.
  • 9. 2) Para separar oração adjetiva explicativa da oração principal: - Os alunos da Gestão, que são os melhores da Uniso, chegaram. -O rapaz, que é estagiário da empresa, fez um excelente trabalho ontem;
  • 10. A maioria dos alunos de Gestão, durante as férias, viaja. Durante as férias, a maioria dos alunos de Gestão viaja. A maioria dos alunos viaja durante as férias. (Facultativo)
  • 11. 4) Para marcar a anteposição ou a intercalação de oração subordinada adverbial (oração que indica circunstância de tempo, conformidade, consequência, proporção, finalidade.  - Chegamos, como tínhamos combinado, às 8h para a aula de Estatística. (conformidade)  - Como tínhamos combinado, chegamos às 8h para a aula de Estatística.  - Chegamos às 8h como tínhamos combinado. (Facultativo)
  • 12. - Se vocês não estudarem para a prova de Língua Portuguesa, poderão tirar nota baixa. As orações subordinadas adverbiais podem ter o valor de: causais (causa), comparativas, concessivas (exprimem um fato contrário da oração principal), condicionais (condição), conformativas (conformidade), consecutivas (consequência), temporais, finais, proporcionais.
  • 13. 5) para marcar a anteposição do predicativo (característica, estado do sujeito ou do objeto): - Eufóricos, os alunos de Gestão da Uniso chegaram, debaixo de uma bruta chuva, para a aula de Português.
  • 14. 6) isolar o aposto explicativo (intercalação do aposto): - Pelé, o atleta do século, quis polemizar. - Brasília, Capital da República, foi fundada em 1960. Aposto: termo que explica, esclarece, desenvolve ou resume outro.
  • 15. 7) isolar o vocativo (marcar sua interpolação):  - Turma, vocês querem um churrasco?  - Meus queridos, não sejam teimosos!  - Vocês irão ao churrasco domingo, pessoal? Vocativo: é o termo que, na oração, serve para pôr em evidência o ser a quem nos dirigimos, sem manter relação sintática com outro. Trata-se de um chamamento.
  • 16. 8) para separar orações coordenadas assindéticas: - Veio para a aula sábado, olhou para o sol, pensou e preferiu voltar ao churrasco.
  • 17. 9) para indicar a elipse do verbo:  - Ela prefere futebol; o namorado, voleibol. (elipse de prefere depois da palavra namorado)  Nagramática, elipse é a omissão de um ou mais termos facilmente subentendidos.
  • 18. 10) para indicar, nas datas, o lugar:  - Sorocaba, 02 de março de 2012.  - Votorantim, 23/05/11
  • 19. 11) Vírgula antes do “mas”, “porém”, “todavia” e outras conjunções:  Elenão queria estudar para a prova, mas não teve escolha.  Queremos ver o mar, todavia não será nesta viagem.  Pensei ter ido mal na prova, porém tirei 10,0!!!
  • 20. 12) A conjunção coordenada aditiva (soma, acréscimo) e quando equivale a mas, exige anteposição da vírgula: - Ele pensa uma coisa, e diz outra. (= mas) Eu gosto tanto de você, e você não gosta de mim.
  • 21.  13) Vírgula e a abreviatura “etc”  Algunsautores costumam usar a vírgula antes da abreviatura “etc”.. Esse é um termo latino que significa e outras coisas, e assim sendo, não haveria necessidade de usar a vírgula, no entanto, o seu uso é consagrado pela norma culta.  Elecomprou várias coisas, roupa, carro, casa, etc...
  • 22. Não há vírgula: 1. entre sujeito e predicado: Luís comprou um carro novo. Você é a pessoa que amo. Nós iremos estudar amanhã.
  • 23. Usado para marcar uma pausa mais sensível que a vírgula; é um sinal intermediário entre o ponto e a vírgula. Emprega-se o ponto-e vírgula para: 1) Separar partes de um período de certa extensão, principalmente se elas já possuem elementos separados por vírgula: “Gostaria de detalhar os motivos pelos quais viemos à aula hoje: primeiro, para estudar a vírgula, um nó na vida de estudantes em geral; segundo, para problematizar os aspectos da resenha, texto que apresenta síntese e comentários; terceiro, para revisar os gêneros, conteúdo da prova de terça-feira.”