SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
A vírgula entre
 os termos da
    oração
Emprega-se a vírgula:

 para separar termos que exercem a mesma função sintática,
quando não vêm unidos por e, ou e nem:

        Ônibus, automóveis e caminhões deveriam participar do
rodízio.
        Deu-me livros, revistas de arte, discos antigos e cd’s.

       Não ocorreram protestos veementes nem intervenções
exaltadas durante a reunião. (Núcleos unidos pela conjunção
nem.)
       Ainda não decidi se viajarei para a Bahia ou para o Ceará.
(Termos unidos pela conjunção ou.)

       Entretanto, se essas conjunções aparecerem repetidas,
com a finalidade de dar ênfase, o uso da vírgula passa a ser
obrigatório.
       Ex: Não fui ao velório, nem ao enterro, nem à missa de
sétimo dia.
ATENÇÃO!
      Há três casos em que se usa a vírgula antes da
conjunção e:
 quando as orações coordenadas tiverem sujeitos
diferentes.
      Ex: Os ricos estão cada vez mais ricos, e os
pobres, cada vez mais pobres.
 quando a conjunção e vier repetida com a finalidade
de dar ênfase (polissíndeto).
      Ex: E chora, e ri, e grita, e pula de alegria.
          Sofreram com essa política os professores, e os
alunos, e os pais, e a sociedade, enfim.
 quando a conjunção e assumir valores
distintos que não seja de adição (adversidade,
consequência, por exemplo)
     Ex: Estudou muito , e ainda assim não foi
aprovada.
Emprega-se a vírgula, também, para:
 isolar o aposto:

     Valdete, minha antiga empregada, esteve aqui
ontem.
 isolar o vocativo:

      Você ouviu, Maria, que notícia estranha?
 isolar o nome de um lugar anteposto à data:

      Ponte Nova, 20 de maio de 2010.
 separar termos intercalados:

      As pessoas, muitas vezes, são falsas.
      Os deputados, ontem à tarde, decidiram
aceitar o projeto.
      Decepcionado, o velho ídolo afastou-se
lentamente.

 separar expressões explicativas ou corretivas:

     Entregar-lhe os documentos foi, sem dúvida,
  um erro.
     Amanhã, ou melhor, depois de amanhã
  podemos nos encontrar para acertar a viagem.
 marcar a omissão de um verbo:

      Ele prefere ler jornais e eu, revistas. (omissão
  do verbo preferir)
      Vocês anseiam pela violência; nós, pela paz.
  (omissão do verbo ansiar)
A vírgula entre
  as orações
Coordenadas
     Emprega-se a vírgula para separar:

 as orações coordenadas assindéticas:
      Acordei, tomei meu banho, comi algo e sai para
o trabalho.

 as orações coordenadas sindéticas, com exceção
das introduzidas pela conjunção e:
      Estudou muito, mas não foi aprovado no
exame.
Observação:

    A vírgula deve ser empregada antes da conjunção
coordenativa. Deve-se usar a vírgula somente se a
conjunção ou a oração estiver intercalada.

    Ex:

    Você já recebeu dois convites; deve, portanto,
comparecer à cerimônia.
    Li e reli seu texto; mas, pelo fato de apresentar várias
incoerências, não o entendi.
Subordinadas Substantivas
    Somente as orações subordinadas
 substantivas   apositivas   devem     ser
 separadas por vírgula (ou dois-pontos) da
 oração principal; as demais substantivas,
 não.
    Ex:
    Ele só pensava uma coisa, que não
 cederia
Subordinadas Adjetivas
     Somente as orações subordinadas
 adjetivas explicativas devem ser separadas
 por vírgula da oração principal, as
 restritivas, não.
     Ex:
     Meu primo, de quem guardo amargas
 lembranças, mora no Rio de Janeiro.
Subordinadas adverbiais
       As orações subordinadas adverbiais são separadas
por vírgula nos seguintes casos:

 se vierem após a oração principal, a vírgula é optativa.
      Ex: Ouvi histórias tristes deste lugar, quando eu
era menino. (Vírgula optativa)

 se vierem antepostas ou intercaladas à oração
principal, a vírgula é obrigatória.
      Ex: Esses fatos, conforme informamos no jornal
do meio-dia, são falsos.
ATENÇÃO!
    Não se separa sujeito de predicado por vírgula,
mesmo quando o sujeito é muito longo ou vem depois do
predicado. Veja:

     O irracional e exagerado investimento em rodovias
ridiculamente planejadas virou poeira com algumas horas
de chuva.

    Foram feitas várias manifestações contra a política
industrial do governo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
guest0cbfe
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavras Estrutura das palavras
Estrutura das palavras
colveromachado
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 

Mais procurados (20)

Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
Tempo e modo verbais
Tempo e modo verbaisTempo e modo verbais
Tempo e modo verbais
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Tipologia Textual
Tipologia TextualTipologia Textual
Tipologia Textual
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavras Estrutura das palavras
Estrutura das palavras
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Adverbio
AdverbioAdverbio
Adverbio
 

Destaque (9)

Como usar a vírgula.
Como usar a vírgula.Como usar a vírgula.
Como usar a vírgula.
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
6º ano E. F. II - Variação Linguística
6º ano E. F. II - Variação Linguística6º ano E. F. II - Variação Linguística
6º ano E. F. II - Variação Linguística
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 

Semelhante a O emprego da vírgula

Periodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacaoPeriodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacao
Cassandra Cruz
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
guest6e3949
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
bellaleite_
 
regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
carvalho31
 
Advérbios e preposições
Advérbios e preposiçõesAdvérbios e preposições
Advérbios e preposições
Blog Estudo
 
Pontuação pg30
Pontuação pg30Pontuação pg30
Pontuação pg30
kisb1337
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
LeYa
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
recursostec
 
Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianos
Kleber Brito
 

Semelhante a O emprego da vírgula (20)

Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
A Comunicação Escrita Através da Abordagem Gramatical
A Comunicação Escrita Através da Abordagem GramaticalA Comunicação Escrita Através da Abordagem Gramatical
A Comunicação Escrita Através da Abordagem Gramatical
 
Periodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacaoPeriodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacao
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptxExercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
 
regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
 
Blog
BlogBlog
Blog
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Advérbios e preposições
Advérbios e preposiçõesAdvérbios e preposições
Advérbios e preposições
 
Pontuação pg30
Pontuação pg30Pontuação pg30
Pontuação pg30
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
FIGURAS DE SINTAXE
FIGURAS DE SINTAXEFIGURAS DE SINTAXE
FIGURAS DE SINTAXE
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Preposição
PreposiçãoPreposição
Preposição
 
Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianos
 

Mais de Rita Cunha (11)

O absolutismo monarquico 7
O absolutismo monarquico 7O absolutismo monarquico 7
O absolutismo monarquico 7
 
A pre historia 6 ano
A pre historia 6 anoA pre historia 6 ano
A pre historia 6 ano
 
Acento agudo
Acento agudoAcento agudo
Acento agudo
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Platelmintos e nematódeos 2
Platelmintos e nematódeos 2Platelmintos e nematódeos 2
Platelmintos e nematódeos 2
 
Filo mollusca
Filo molluscaFilo mollusca
Filo mollusca
 
Figuras de construção
Figuras de construçãoFiguras de construção
Figuras de construção
 
Figuras de pensamento
Figuras de pensamentoFiguras de pensamento
Figuras de pensamento
 
Ondas Sonoras
Ondas SonorasOndas Sonoras
Ondas Sonoras
 
Compostos orgânicos das células
Compostos orgânicos das célulasCompostos orgânicos das células
Compostos orgânicos das células
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 

O emprego da vírgula

  • 1.
  • 2. A vírgula entre os termos da oração
  • 3. Emprega-se a vírgula:  para separar termos que exercem a mesma função sintática, quando não vêm unidos por e, ou e nem: Ônibus, automóveis e caminhões deveriam participar do rodízio. Deu-me livros, revistas de arte, discos antigos e cd’s. Não ocorreram protestos veementes nem intervenções exaltadas durante a reunião. (Núcleos unidos pela conjunção nem.) Ainda não decidi se viajarei para a Bahia ou para o Ceará. (Termos unidos pela conjunção ou.) Entretanto, se essas conjunções aparecerem repetidas, com a finalidade de dar ênfase, o uso da vírgula passa a ser obrigatório. Ex: Não fui ao velório, nem ao enterro, nem à missa de sétimo dia.
  • 4. ATENÇÃO! Há três casos em que se usa a vírgula antes da conjunção e:  quando as orações coordenadas tiverem sujeitos diferentes. Ex: Os ricos estão cada vez mais ricos, e os pobres, cada vez mais pobres.  quando a conjunção e vier repetida com a finalidade de dar ênfase (polissíndeto). Ex: E chora, e ri, e grita, e pula de alegria. Sofreram com essa política os professores, e os alunos, e os pais, e a sociedade, enfim.
  • 5.  quando a conjunção e assumir valores distintos que não seja de adição (adversidade, consequência, por exemplo) Ex: Estudou muito , e ainda assim não foi aprovada.
  • 6. Emprega-se a vírgula, também, para:  isolar o aposto: Valdete, minha antiga empregada, esteve aqui ontem.  isolar o vocativo: Você ouviu, Maria, que notícia estranha?  isolar o nome de um lugar anteposto à data: Ponte Nova, 20 de maio de 2010.
  • 7.  separar termos intercalados: As pessoas, muitas vezes, são falsas. Os deputados, ontem à tarde, decidiram aceitar o projeto. Decepcionado, o velho ídolo afastou-se lentamente.  separar expressões explicativas ou corretivas: Entregar-lhe os documentos foi, sem dúvida, um erro. Amanhã, ou melhor, depois de amanhã podemos nos encontrar para acertar a viagem.
  • 8.  marcar a omissão de um verbo: Ele prefere ler jornais e eu, revistas. (omissão do verbo preferir) Vocês anseiam pela violência; nós, pela paz. (omissão do verbo ansiar)
  • 9. A vírgula entre as orações
  • 10. Coordenadas Emprega-se a vírgula para separar:  as orações coordenadas assindéticas: Acordei, tomei meu banho, comi algo e sai para o trabalho.  as orações coordenadas sindéticas, com exceção das introduzidas pela conjunção e: Estudou muito, mas não foi aprovado no exame.
  • 11. Observação: A vírgula deve ser empregada antes da conjunção coordenativa. Deve-se usar a vírgula somente se a conjunção ou a oração estiver intercalada. Ex: Você já recebeu dois convites; deve, portanto, comparecer à cerimônia. Li e reli seu texto; mas, pelo fato de apresentar várias incoerências, não o entendi.
  • 12. Subordinadas Substantivas Somente as orações subordinadas substantivas apositivas devem ser separadas por vírgula (ou dois-pontos) da oração principal; as demais substantivas, não. Ex: Ele só pensava uma coisa, que não cederia
  • 13. Subordinadas Adjetivas Somente as orações subordinadas adjetivas explicativas devem ser separadas por vírgula da oração principal, as restritivas, não. Ex: Meu primo, de quem guardo amargas lembranças, mora no Rio de Janeiro.
  • 14. Subordinadas adverbiais As orações subordinadas adverbiais são separadas por vírgula nos seguintes casos:  se vierem após a oração principal, a vírgula é optativa. Ex: Ouvi histórias tristes deste lugar, quando eu era menino. (Vírgula optativa)  se vierem antepostas ou intercaladas à oração principal, a vírgula é obrigatória. Ex: Esses fatos, conforme informamos no jornal do meio-dia, são falsos.
  • 15. ATENÇÃO! Não se separa sujeito de predicado por vírgula, mesmo quando o sujeito é muito longo ou vem depois do predicado. Veja: O irracional e exagerado investimento em rodovias ridiculamente planejadas virou poeira com algumas horas de chuva. Foram feitas várias manifestações contra a política industrial do governo.