SlideShare uma empresa Scribd logo
Período composto por coordenação Orações coordenadas Profª.: Carol Loçasso Pereira
CONCEITUAÇÃO Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Uma oração chama-se  coordenada  quando não funciona como termo de outra e nem tem outra que funcione como termo dela. Ou seja, as orações coordenadas são  sintaticamente  independentes entre si. Observe o exemplo: Eu  lhe  trouxe  o  livro,  mas  você não  o  leu . 1ª oração 2ª oração
Eu  lhe  trouxe  o  livro , /  mas   você  não  o  leu. SUJ OI VTDI OD SUJ OD VTD Observe, no exemplo, como a 2ª oração não precisa funcionar como termo  da  1ª  e  vice-versa, porque as duas já têm estrutura sintática completa. Ainda  no  exemplo,  note  que a 1ª oração não apresenta conjunção, enquanto a 2ª apresenta a conjunção  mas . Dependendo da presença ou da ausência de conjunção, uma oração coordenada é  sindética   ou  assindética. Coordenada sindética – quando possui conjunção. Coordenada assindética – quando não possui conjunção.
FIQUE LIGADO! ,[object Object],[object Object]
Classificação das coordenadas sindéticas As  orações  coordenadas  assindéticas ,   isto é,  sem conjunção, não recebem  nenhuma  classificação.  As  coordenadas  sindéticas   são classificadas de acordo com o sentido que têm no período. 1.  Coordenada sindética aditiva Exprime uma relação de  soma , de  adição . Conjunções :  e ,  nem , não só...  mas também . Ex.: Ela parou o carro na rua  e   nós fomos cumprimentá-la. Ele não faz o trabalho dele,  nem  ajuda os colegas.
2. Coordenada sindética adversativa Indica uma  ideia contrária  a da outra oração, uma  oposição . Conjunções : mas,  porém,  todavia,  contudo ,  entretanto ,  no entanto. Ex.: A noite estava fria,  mas  as crianças brincavam na rua. 3. Coordenada sindética alternativa Exprime possibilidade de  opção , de  escolha , de  alternância . Conjunções :  ou  ...  ou ,  ora  ... ora ,  quer  ...  quer . Ex.:  Ou  tudo se resolve hoje,  ou  não viremos mais aqui.
4. Coordenada sindética conclusiva Exprime uma  conclusão  da ideia contida na oração coordenada. Conjunções :  logo ,  pois  (colocada após o verbo) , portanto ,  por isso . Ex.: Tudo está em ordem,  portanto  não devemos nos preocupar. Ele está confuso, precisa,  pois , de nosso apoio. 5. Coordenada sindética explicativa Exprime uma  explicação , uma justificativa ao que está contido na oração coordenada. Conjunções:   pois  (colocada antes do verbo),  porque ,  que. Ex.: Não saia hoje,  pois  vai chover muito
CONCLUINDO A oração coordenada  é  aquela  que  não  exerce função sintática em relação a outra oração. Ou seja,  a oração coordenada não funciona como termo da outra oração. Classificação das orações coordenadas : ,[object Object],[object Object]
Ex.: Volte logo,  porque  amanhã será tarde. porque,  que, pois (posposto ao verbo) Explicativa Ex.: Este cavalo é bravo,  portanto  tome cuidado. portanto, logo, por isso, pois (anteposto verbo) Conclusiva Ex.:  Ora  o tempo melhora,  ora   recomeça a chuva. ou ... ou; ora ... ora quer ... quer Alternativa Ex.: Ele era muito rico,  mas   não era feliz. mas, porém, todavia, contudo, entretanto Adversativa Ex.: Nosso amigo não veio,  nem  mandou notícias. e, nem, mas também Aditiva Exemplos Principais conjunções coordenativas Classificação da coord. sindética
Uso da vírgula entre as orações coordenadas  As coordenadas assindéticas separam-se por vírgulas, entre si. “ Olhou as árvores, não viu folhagem.”  (Osman Lins)  As coordenadas sindéticas, em princípio, separam-se por vírgulas, exceto as aditivas iniciadas pela conjunção  e . “ Irritou-se o amigo, mas fiquei inflexível.” (Rubem Braga) “ Primo Argemiro sopra os tições e ajuntas as brasas.” (G. Rosa)
As orações coordenadas sindéticas introduzidas pela conjunção  e  podem vir separadas por vírgula e isso ocorre em dois casos:  Quando as orações ligadas pela conjunção  e  tiverem sujeitos diferentes. “ O pirralho não se mexeu e Fabiano desejou matá-lo.” (G. Ramos)  Quando a conjunção  e   vem várias vezes repetida, constituindo aquilo que, em figura de linguagem chama-se de  polissíndeto .  “ Grita, e esperneia, e chora, e sofre, e ri, e chora.”
ESTUDE BASTANTE! DEDIQUE-SE SEMPRE, POIS EU ACREDITO EM VOCÊ! MIL BEIJOS! Carol

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
NAPNE
 
Frase, oração e período - Orações coordenadas
Frase, oração e período  - Orações coordenadasFrase, oração e período  - Orações coordenadas
Frase, oração e período - Orações coordenadas
Sinara Lustosa
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Termos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracaoTermos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracao
Sandra Paula
 
Oracoes Coordenadas
Oracoes CoordenadasOracoes Coordenadas
Oracoes Coordenadas
guest7174ad
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-portuguêsPeríodo composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
Flávio Ferreira
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
Flávio Ferreira
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
Cassandra Cruz
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
Aliffer Murillo Laguna
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
Flávio Ferreira
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
colveromachado
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
Flávio Ferreira
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
Flávio Ferreira
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
ma.no.el.ne.ves
 
Crase
CraseCrase

Mais procurados (20)

Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Período composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - IntroduçãoPeríodo composto por subordinação - Introdução
Período composto por subordinação - Introdução
 
Frase, oração e período - Orações coordenadas
Frase, oração e período  - Orações coordenadasFrase, oração e período  - Orações coordenadas
Frase, oração e período - Orações coordenadas
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Termos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracaoTermos integrantes-da-oracao
Termos integrantes-da-oracao
 
Oracoes Coordenadas
Oracoes CoordenadasOracoes Coordenadas
Oracoes Coordenadas
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-portuguêsPeríodo composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
Período composto-por-subordinação-oração-subordinada-adverbial-português
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Destaque

Análise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativosAnálise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativos
nixsonmachado
 
Estrutura e formação das palavras 1 bimestre
Estrutura e formação das palavras 1 bimestreEstrutura e formação das palavras 1 bimestre
Estrutura e formação das palavras 1 bimestre
rafaelcef3
 
Funções do pronome relativo
Funções do pronome relativoFunções do pronome relativo
Funções do pronome relativo
espacoaberto
 
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
Angélica Manenti
 
Pronomes Relativos
Pronomes RelativosPronomes Relativos
Pronomes Relativos
catarinodilson
 
Capa geo
Capa geoCapa geo
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
Kátia Silva da Costa
 
Revisão literatura
Revisão   literaturaRevisão   literatura
Revisão literatura
Kátia Silva da Costa
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
Kátia Silva da Costa
 
Brasil regiões
Brasil regiõesBrasil regiões
Brasil regiões
gisandrade
 
Aula 1 estrutura e formação de palavras
Aula 1   estrutura e formação de palavrasAula 1   estrutura e formação de palavras
Aula 1 estrutura e formação de palavras
Cooperativa do Saber
 
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANOTreino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
Kátia Silva da Costa
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 

Destaque (13)

Análise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativosAnálise sintática dos pronomes relativos
Análise sintática dos pronomes relativos
 
Estrutura e formação das palavras 1 bimestre
Estrutura e formação das palavras 1 bimestreEstrutura e formação das palavras 1 bimestre
Estrutura e formação das palavras 1 bimestre
 
Funções do pronome relativo
Funções do pronome relativoFunções do pronome relativo
Funções do pronome relativo
 
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
 
Pronomes Relativos
Pronomes RelativosPronomes Relativos
Pronomes Relativos
 
Capa geo
Capa geoCapa geo
Capa geo
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
Revisão literatura
Revisão   literaturaRevisão   literatura
Revisão literatura
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
Brasil regiões
Brasil regiõesBrasil regiões
Brasil regiões
 
Aula 1 estrutura e formação de palavras
Aula 1   estrutura e formação de palavrasAula 1   estrutura e formação de palavras
Aula 1 estrutura e formação de palavras
 
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANOTreino Saresp - Geografia NONO ANO
Treino Saresp - Geografia NONO ANO
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 

Semelhante a Período composto por coordenação

Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Felipe Moreira
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
guest6e3949
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
Edson Alves
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
Aline Castro
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
Professora sonhadora
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
Professora sonhadora
 
Coordenação
CoordenaçãoCoordenação
Coordenação
nixsonmachado
 
Periodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacaoPeriodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacao
Cassandra Cruz
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
ProfFernandaBraga
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
ProfFernandaBraga
 
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
BarbaraBeatriz15
 
Aula La Salle.ppt
Aula La Salle.pptAula La Salle.ppt
Aula La Salle.ppt
RaabeCristine
 
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
Angélica Manenti
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
ProfFernandaBraga
 
9ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp019ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp01
Flávio Ferreira
 
9ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp019ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp01
Flávio Ferreira
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
Sarah Guimarães Portela
 
Frase Oração e Período.pptx
Frase Oração e Período.pptxFrase Oração e Período.pptx
Frase Oração e Período.pptx
TailsonSantos1
 
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docxresumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
JuliadaSilvaAzevedo
 
Advérbios e preposições
Advérbios e preposiçõesAdvérbios e preposições
Advérbios e preposições
Blog Estudo
 

Semelhante a Período composto por coordenação (20)

Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
 
72079 20050416120421
72079 2005041612042172079 20050416120421
72079 20050416120421
 
Coordenação
CoordenaçãoCoordenação
Coordenação
 
Periodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacaoPeriodo composto por_coordenacao
Periodo composto por_coordenacao
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Orações coordenadas
Orações coordenadasOrações coordenadas
Orações coordenadas
 
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
2021-7o-ano-PPt-Oracoes-coordenadas..pptx
 
Aula La Salle.ppt
Aula La Salle.pptAula La Salle.ppt
Aula La Salle.ppt
 
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
9º ano E. F. II - Período composto por subordinação e coordenação
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
9ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp019ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp01
 
9ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp019ano aula2-130418004810-phpapp01
9ano aula2-130418004810-phpapp01
 
Orações Coordenadas
Orações CoordenadasOrações Coordenadas
Orações Coordenadas
 
Frase Oração e Período.pptx
Frase Oração e Período.pptxFrase Oração e Período.pptx
Frase Oração e Período.pptx
 
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docxresumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
resumo d eportugues para minha prova em novembro.docx
 
Advérbios e preposições
Advérbios e preposiçõesAdvérbios e preposições
Advérbios e preposições
 

Mais de Carolina Loçasso Pereira

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Carolina Loçasso Pereira
 
Os tipos de discurso
Os tipos de discursoOs tipos de discurso
Os tipos de discurso
Carolina Loçasso Pereira
 
Aulão 19 08
Aulão 19 08Aulão 19 08
Aulão 19 08
Aulão 19 08Aulão 19 08
A literatura na idade média e o humanismo
A literatura na idade média e o humanismoA literatura na idade média e o humanismo
A literatura na idade média e o humanismo
Carolina Loçasso Pereira
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Carolina Loçasso Pereira
 
A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)
Carolina Loçasso Pereira
 
Modernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geraçãoModernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geração
Carolina Loçasso Pereira
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Carolina Loçasso Pereira
 
Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.
Carolina Loçasso Pereira
 
Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.
Carolina Loçasso Pereira
 
Análise de Obras.
Análise de Obras.Análise de Obras.
Análise de Obras.
Carolina Loçasso Pereira
 

Mais de Carolina Loçasso Pereira (14)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Os tipos de discurso
Os tipos de discursoOs tipos de discurso
Os tipos de discurso
 
Aulão 19 08
Aulão 19 08Aulão 19 08
Aulão 19 08
 
Aulão 19 08
Aulão 19 08Aulão 19 08
Aulão 19 08
 
A literatura na idade média e o humanismo
A literatura na idade média e o humanismoA literatura na idade média e o humanismo
A literatura na idade média e o humanismo
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)
 
Modernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geraçãoModernismo brasileiro 1ª geração
Modernismo brasileiro 1ª geração
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.
 
Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.
 
Análise de Obras.
Análise de Obras.Análise de Obras.
Análise de Obras.
 

Último

FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 

Último (20)

FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 

Período composto por coordenação

  • 1. Período composto por coordenação Orações coordenadas Profª.: Carol Loçasso Pereira
  • 2. CONCEITUAÇÃO Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Uma oração chama-se coordenada quando não funciona como termo de outra e nem tem outra que funcione como termo dela. Ou seja, as orações coordenadas são sintaticamente independentes entre si. Observe o exemplo: Eu lhe trouxe o livro, mas você não o leu . 1ª oração 2ª oração
  • 3. Eu lhe trouxe o livro , / mas você não o leu. SUJ OI VTDI OD SUJ OD VTD Observe, no exemplo, como a 2ª oração não precisa funcionar como termo da 1ª e vice-versa, porque as duas já têm estrutura sintática completa. Ainda no exemplo, note que a 1ª oração não apresenta conjunção, enquanto a 2ª apresenta a conjunção mas . Dependendo da presença ou da ausência de conjunção, uma oração coordenada é sindética ou assindética. Coordenada sindética – quando possui conjunção. Coordenada assindética – quando não possui conjunção.
  • 4.
  • 5. Classificação das coordenadas sindéticas As orações coordenadas assindéticas , isto é, sem conjunção, não recebem nenhuma classificação. As coordenadas sindéticas são classificadas de acordo com o sentido que têm no período. 1. Coordenada sindética aditiva Exprime uma relação de soma , de adição . Conjunções : e , nem , não só... mas também . Ex.: Ela parou o carro na rua e nós fomos cumprimentá-la. Ele não faz o trabalho dele, nem ajuda os colegas.
  • 6. 2. Coordenada sindética adversativa Indica uma ideia contrária a da outra oração, uma oposição . Conjunções : mas, porém, todavia, contudo , entretanto , no entanto. Ex.: A noite estava fria, mas as crianças brincavam na rua. 3. Coordenada sindética alternativa Exprime possibilidade de opção , de escolha , de alternância . Conjunções : ou ... ou , ora ... ora , quer ... quer . Ex.: Ou tudo se resolve hoje, ou não viremos mais aqui.
  • 7. 4. Coordenada sindética conclusiva Exprime uma conclusão da ideia contida na oração coordenada. Conjunções : logo , pois (colocada após o verbo) , portanto , por isso . Ex.: Tudo está em ordem, portanto não devemos nos preocupar. Ele está confuso, precisa, pois , de nosso apoio. 5. Coordenada sindética explicativa Exprime uma explicação , uma justificativa ao que está contido na oração coordenada. Conjunções: pois (colocada antes do verbo), porque , que. Ex.: Não saia hoje, pois vai chover muito
  • 8.
  • 9. Ex.: Volte logo, porque amanhã será tarde. porque, que, pois (posposto ao verbo) Explicativa Ex.: Este cavalo é bravo, portanto tome cuidado. portanto, logo, por isso, pois (anteposto verbo) Conclusiva Ex.: Ora o tempo melhora, ora recomeça a chuva. ou ... ou; ora ... ora quer ... quer Alternativa Ex.: Ele era muito rico, mas não era feliz. mas, porém, todavia, contudo, entretanto Adversativa Ex.: Nosso amigo não veio, nem mandou notícias. e, nem, mas também Aditiva Exemplos Principais conjunções coordenativas Classificação da coord. sindética
  • 10. Uso da vírgula entre as orações coordenadas  As coordenadas assindéticas separam-se por vírgulas, entre si. “ Olhou as árvores, não viu folhagem.” (Osman Lins)  As coordenadas sindéticas, em princípio, separam-se por vírgulas, exceto as aditivas iniciadas pela conjunção e . “ Irritou-se o amigo, mas fiquei inflexível.” (Rubem Braga) “ Primo Argemiro sopra os tições e ajuntas as brasas.” (G. Rosa)
  • 11. As orações coordenadas sindéticas introduzidas pela conjunção e podem vir separadas por vírgula e isso ocorre em dois casos:  Quando as orações ligadas pela conjunção e tiverem sujeitos diferentes. “ O pirralho não se mexeu e Fabiano desejou matá-lo.” (G. Ramos)  Quando a conjunção e vem várias vezes repetida, constituindo aquilo que, em figura de linguagem chama-se de polissíndeto . “ Grita, e esperneia, e chora, e sofre, e ri, e chora.”
  • 12. ESTUDE BASTANTE! DEDIQUE-SE SEMPRE, POIS EU ACREDITO EM VOCÊ! MIL BEIJOS! Carol