SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
1
1 – Quais foram algumas das descobertas científicas do século IXI?
As principais descobertas cientificas do século XIX foram as seguintes:
A descoberta das vacinas em 1789, por Edward
Jenner, naturalista e médico de nacionalidade
britânica.
A descoberta da anestesia com clorofórmio, em 1847,
por Sir James YoungSimpson, médico de
nacionalidade escocesa.
A descoberta da fermentação láctea em 1857, e a
descoberta da vacina anti-rábica experimentada no
ser humano em 1885, por Louis Pasteur, cientista de
nacionalidade francesa.
A descoberta do tratamento anti-sético das feridas
em 1867, por Joseph Lister, cirurgião de
nacionalidade britânica.
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
2
A descoberta do termómetro em 1868, por
Evangelista Torricelli, físico e matemático de
nacionalidade italiana.
A descoberta do bacilo de koch em 1882, por Heinrich
Hermann Robert Koch, médico, patologista e
bacteriologista de nacionalidade alemã.
A descoberta do raio X em 1897, por
WilhelmConrad Roentgen, físico de nacionalidade
alemã.
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
3
2 – O que entende por positivismo?
O Positivismo é um conjunto de doutrinas que impulsionaram o desenvolvimento de uma
orientação científica do pensamento filosófico, com o objetivo de alcançar o progresso de
qualquer ramo do conhecimento.
O positivismo defende a ideia de que o conhecimento científico é a única forma de
conhecimento verdadeiro. De acordo com os positivistas somente pode-se afirmar que
uma teoria é correta se ela foi comprovada através de métodos científicos
válidos.
Para Augusto Comte (1789-1857), um dos principais representantes do
pensamento positivista, filósofo de nacionalidade francesa, o
Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política, tendo
surgido como desenvolvimento sociológico das crises sociais e morais
do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial,
processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa
(1789-1799).
Comte propõe à existência humana,valores totalmente humanos,
afastando radicalmente a teologia e a metafísica.
3 – Que importância teve a teoria psicanalítica de Freud?
Psicanálise é um campo clínico e de investigação teórica
da psique humana independente da Psicologia, desenvolvido
por Sigmund Freud, médico neurologista de nacionalidade
austríaca.
Freud, propôs este método para a compreensão e análise do
homem, compreendido enquanto sujeito do inconsciente,
abrangendo três áreas:
1. Método de investigação da mente e seu funcionamento;
2. Sistema teórico sobre a vivência e o comportamento humano;
3. Método de tratamento psicoterapêutico.
A psicanálise influenciou muitas outras correntes de pensamento e disciplinas das ciências
humanas, concebendo uma base teórica para uma forma de compreensão da ética,
da moralidade e da cultura humana.
O termo "psicanálise" é muitas vezes usado como sinónimo de "psicoterapia" ou mesmo de
"psicologia", contudo a psicologia refere-se à ciência que estuda o comportamento e os
processos mentais, psicoterapia ao uso clínico do conhecimento obtido por ela, e psicanálise
refere-se à forma de psicoterapia baseada nas teorias provenientes do trabalho de Freud,
sendo a psicanálise um termo mais específico, sendo uma entre muitas outras formas de
psicoterapia.
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
4
4 – A partir da análise dos documentos e do texto dos autores, enuncie as principais ciências
que emergiram e/ou se desenvolveram no século XIX.
A Primeira Revolução industrial provoca profundas mudanças na economia e na tecnologia,
caracterizando-se o século XIX por um romper definitivoda fusão da História com a literatura,
surgindo diversas correntes filosóficas tais como o liberalismo, o nacionalismo, o positivismo,
etc.
As principais ciências desenvolvidas no século XIX foram no âmbito da:
Medicina
Invenções
Teorias
Descobertas
O desenvolvimento da medicina está
relacionado diretamente com a migração,
superlotação das cidades e as precárias
condições de vida da classe trabalhadora,
durante a Revolução Industrial., tendo como
consequênciaapropagaçãode doenças
infecciosas (sífilis e tuberculose) ourelacionadas
com a má alimentação (pelagra, raquitismo e
escorbuto).
A mesma Revolução Industrial originaria um
desenvolvimento científico generalizado com o
estabelecimento de condições técnicas para o
triunfo da assepsia, da anestesia e da cirurgia.
No campo das invenções, destacam-se as seguintes:
 Locomotiva: Richard Trevithick, 1804.
 Fonógrafo: Thomas Alva Edison, 1878.
 Lâmpada incandescente: Heinrich Göbel, 1854.
 Fotófono: Alexander Graham Bell e Charles SumnerTainter, 1880, permitia a
transmissão do som por meio de uma emissão de luz.
 Cinematógrafo: Irmãos Lumière, 1894, projetor cinematográfico.
 Vitascópio: Thomas Alva Edison ,1896.
 Toca-discos: EmileBerliner, 1888.
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
5
 Fotografia: NicéphoreNiepce, 1816.
 Telefone: AntonioMeucci, 1854.
 Anestesia: William Morton, 1846.
 Dirigível: Solomon Andrews, 1863.
 Avião: ClémentAder, 1890.
 Termômetro Clínico: Thomas Clifford Allbutt,
1866, os termômetros anteriores demoravam
uma ou mais horas para estabelecer a
temperatura.
 Sensor de temperatura de resistência de platina.
 Lente de Fresnel: AugustinFresnel
 Sabonete: William Hesketh Lever, 1884.
Relativamente às teorias desenvolvidas no século XIX, podemos referir as seguintes:
 Teoria dos números: Carl Friedrich Gauss, 1801
 Teoria da Evolução: Charles Darwin, 1859.
 Teoria microbiana: John Snow, Louis Pasteur, Robert Koch y Joseph Lister.
 Teoria atômica : John Dalton
 Teoria Psicoanalítica : Sigmund Freud, 1896
ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA
“A confiança no progresso científico;
avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais.
A progressiva generalização do ensino público”
CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano
6
Sobre as descobertas do século XIX, podemos mencionar:
 Efeito Edison: Thomas Alva Edison, 1883, passou a eletricidade desde um fio a uma
placa metálica dentro de um globo de lâmpada incandescente.
 Efeito Peltier (Thomas Seebeck, 1821 e Jean Peltier, 1834), Força eletromotriz de
Thomson (William Thomson, 1851), Lei de Joule (James Prescott Joule, década de
1860), propriedades termoelétricas.
 Carbeto de cálcio: Friedrich Wöhler
 Acetileno: Friedrich Wöhler
 Vanádio: Andrés Manuel delRío, México, 1801, o chamou de Eritônio.
 Primeira Enzima (lipase pancreática): Claude Bernard, 1848
 Síndrome de Rokitansky
Sitegrafia consultada:
http://pt.wikipedia.org

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Sociedade Oitocentista
A Sociedade OitocentistaA Sociedade Oitocentista
A Sociedade Oitocentista
luisant
 
O Despotismo Pombalino
O  Despotismo  PombalinoO  Despotismo  Pombalino
O Despotismo Pombalino
Rui Neto
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
Filazambuja
 
áSia pacifico
áSia   pacificoáSia   pacifico
áSia pacifico
Ana Cristina F
 
11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
Carla Freitas
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
j_sdias
 
Os Maias
Os MaiasOs Maias
Os Maias - análise
Os Maias - análiseOs Maias - análise
Os Maias - análise
António Fernandes
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particular
Helena Coutinho
 
Os Maias - Análise
Os Maias - AnáliseOs Maias - Análise
Os Maias - Análise
nelsonalves70
 
Os maias intriga e cap xviii
Os maias intriga e cap xviiiOs maias intriga e cap xviii
Os maias intriga e cap xviii
joes34
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumo
colegiomb
 
Os Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVIIOs Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVII
António Fernandes
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
Isabel Moura
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
Carla Freitas
 
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixesEstrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
beonline5
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
010693
 
Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820
Joana Filipa Rodrigues
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de Descartes
Elisabete Silva
 

Mais procurados (20)

A Sociedade Oitocentista
A Sociedade OitocentistaA Sociedade Oitocentista
A Sociedade Oitocentista
 
O Despotismo Pombalino
O  Despotismo  PombalinoO  Despotismo  Pombalino
O Despotismo Pombalino
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
 
áSia pacifico
áSia   pacificoáSia   pacifico
áSia pacifico
 
11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Os Maias
Os MaiasOs Maias
Os Maias
 
Os Maias - análise
Os Maias - análiseOs Maias - análise
Os Maias - análise
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particular
 
Os Maias - Análise
Os Maias - AnáliseOs Maias - Análise
Os Maias - Análise
 
Os maias intriga e cap xviii
Os maias intriga e cap xviiiOs maias intriga e cap xviii
Os maias intriga e cap xviii
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumo
 
Os Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVIIOs Maias - Capítulo XVII
Os Maias - Capítulo XVII
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixesEstrutura do sermão de sto antónio aos peixes
Estrutura do sermão de sto antónio aos peixes
 
Antero de Quental
Antero de QuentalAntero de Quental
Antero de Quental
 
Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820Revolução liberal portuguesa de 1820
Revolução liberal portuguesa de 1820
 
Teoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de DescartesTeoria racionalista de Descartes
Teoria racionalista de Descartes
 

Semelhante a Progresso ciêntifico no séc. xix

Novos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xixNovos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xix
maria40
 
O triunfo do cientismo
O triunfo do cientismoO triunfo do cientismo
O triunfo do cientismo
maria40
 
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docxAvanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Maria Sequeira
 
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patriciaOs novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
ceufaias
 
Ciência no século XIX e seus impactos na história
Ciência no século XIX e seus impactos na históriaCiência no século XIX e seus impactos na história
Ciência no século XIX e seus impactos na história
ProfNILO
 
Os novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciênciaOs novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciência
Maria Oliveira
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Maria Gomes
 
_inutbr).pptodnução
_inutbr).pptodnução_inutbr).pptodnução
_inutbr).pptodnução
RicardoAfonso43
 
F3 a cultura e o iluminismo em portugal
F3 a cultura e o iluminismo em portugalF3 a cultura e o iluminismo em portugal
F3 a cultura e o iluminismo em portugal
Vítor Santos
 
Fund1Mod01Rot1-[2012]guto
Fund1Mod01Rot1-[2012]gutoFund1Mod01Rot1-[2012]guto
Fund1Mod01Rot1-[2012]guto
Guto Ovsky
 
Webquest nicoletto 22 mp
Webquest nicoletto 22 mpWebquest nicoletto 22 mp
Webquest nicoletto 22 mp
alemisturini
 
Apostila sociologia geral
Apostila sociologia geralApostila sociologia geral
Apostila sociologia geral
J Nilo Sayd
 
Comte
ComteComte
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.pptO-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
AlexandreNeto64
 
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º b
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º bIntrodução.docx mutações nos comportamentos 12º b
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º b
Felicianoferro Ferro
 
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa  A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
Duda Pequena
 
Roteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - IluminismoRoteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - Iluminismo
josafaslima
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
Vítor Santos
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
vitormbsantos
 
Curso federação espírita fundamental i modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
Curso federação espírita fundamental i   modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebioCurso federação espírita fundamental i   modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
Curso federação espírita fundamental i modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
Rezadeiras
 

Semelhante a Progresso ciêntifico no séc. xix (20)

Novos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xixNovos modelos culturais no seculo xix
Novos modelos culturais no seculo xix
 
O triunfo do cientismo
O triunfo do cientismoO triunfo do cientismo
O triunfo do cientismo
 
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docxAvanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
 
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patriciaOs novos caminhos da ciência bárbara patricia
Os novos caminhos da ciência bárbara patricia
 
Ciência no século XIX e seus impactos na história
Ciência no século XIX e seus impactos na históriaCiência no século XIX e seus impactos na história
Ciência no século XIX e seus impactos na história
 
Os novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciênciaOs novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciência
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
_inutbr).pptodnução
_inutbr).pptodnução_inutbr).pptodnução
_inutbr).pptodnução
 
F3 a cultura e o iluminismo em portugal
F3 a cultura e o iluminismo em portugalF3 a cultura e o iluminismo em portugal
F3 a cultura e o iluminismo em portugal
 
Fund1Mod01Rot1-[2012]guto
Fund1Mod01Rot1-[2012]gutoFund1Mod01Rot1-[2012]guto
Fund1Mod01Rot1-[2012]guto
 
Webquest nicoletto 22 mp
Webquest nicoletto 22 mpWebquest nicoletto 22 mp
Webquest nicoletto 22 mp
 
Apostila sociologia geral
Apostila sociologia geralApostila sociologia geral
Apostila sociologia geral
 
Comte
ComteComte
Comte
 
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.pptO-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
O-SURGIMENTO-DA-SOCIOLOGIA-COMO-CIENCIA_I.ppt
 
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º b
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º bIntrodução.docx mutações nos comportamentos 12º b
Introdução.docx mutações nos comportamentos 12º b
 
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa  A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa
 
Roteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - IluminismoRoteiro de Aula - Iluminismo
Roteiro de Aula - Iluminismo
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
Curso federação espírita fundamental i modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
Curso federação espírita fundamental i   modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebioCurso federação espírita fundamental i   modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
Curso federação espírita fundamental i modulo i - roteiro 1 - [2008]euzebio
 

Mais de Tina Lima

Meios de comunicação no trabalho
Meios de comunicação no trabalhoMeios de comunicação no trabalho
Meios de comunicação no trabalho
Tina Lima
 
Mass média manipulação
Mass média manipulaçãoMass média manipulação
Mass média manipulação
Tina Lima
 
Má arquitetura
Má arquiteturaMá arquitetura
Má arquitetura
Tina Lima
 
Formação profissional
Formação profissionalFormação profissional
Formação profissional
Tina Lima
 
Expressão de vivências para entregar
Expressão de vivências para entregarExpressão de vivências para entregar
Expressão de vivências para entregar
Tina Lima
 
Elementos do processo de comunicação texto
Elementos do processo de comunicação textoElementos do processo de comunicação texto
Elementos do processo de comunicação texto
Tina Lima
 
Diário
DiárioDiário
Diário
Tina Lima
 
Co incineração na arrábida
Co incineração na arrábidaCo incineração na arrábida
Co incineração na arrábida
Tina Lima
 
Portugal um retrato social nós e os outros
Portugal um retrato social   nós e os outrosPortugal um retrato social   nós e os outros
Portugal um retrato social nós e os outros
Tina Lima
 
O realismo na literatura oitocentista
O realismo na literatura oitocentistaO realismo na literatura oitocentista
O realismo na literatura oitocentista
Tina Lima
 
Memórias e diário opinião sobre anne frank
Memórias e diário opinião sobre anne frankMemórias e diário opinião sobre anne frank
Memórias e diário opinião sobre anne frank
Tina Lima
 
Lendas síntese
Lendas sínteseLendas síntese
Lendas síntese
Tina Lima
 
Definições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta respostaDefinições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta resposta
Tina Lima
 
Batalha de estalinegrado
Batalha de estalinegradoBatalha de estalinegrado
Batalha de estalinegrado
Tina Lima
 
Arte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta respostaArte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta resposta
Tina Lima
 
áBaco
áBacoáBaco
áBaco
Tina Lima
 
Castelo de marialva cartolina
Castelo de marialva cartolinaCastelo de marialva cartolina
Castelo de marialva cartolina
Tina Lima
 
Trabalho grupo clc certificado
Trabalho grupo clc certificadoTrabalho grupo clc certificado
Trabalho grupo clc certificado
Tina Lima
 
Preferências portugueses nas férias
Preferências portugueses nas fériasPreferências portugueses nas férias
Preferências portugueses nas férias
Tina Lima
 
Preferências estrangeiros nas férias em portugal
Preferências estrangeiros nas férias em portugalPreferências estrangeiros nas férias em portugal
Preferências estrangeiros nas férias em portugal
Tina Lima
 

Mais de Tina Lima (20)

Meios de comunicação no trabalho
Meios de comunicação no trabalhoMeios de comunicação no trabalho
Meios de comunicação no trabalho
 
Mass média manipulação
Mass média manipulaçãoMass média manipulação
Mass média manipulação
 
Má arquitetura
Má arquiteturaMá arquitetura
Má arquitetura
 
Formação profissional
Formação profissionalFormação profissional
Formação profissional
 
Expressão de vivências para entregar
Expressão de vivências para entregarExpressão de vivências para entregar
Expressão de vivências para entregar
 
Elementos do processo de comunicação texto
Elementos do processo de comunicação textoElementos do processo de comunicação texto
Elementos do processo de comunicação texto
 
Diário
DiárioDiário
Diário
 
Co incineração na arrábida
Co incineração na arrábidaCo incineração na arrábida
Co incineração na arrábida
 
Portugal um retrato social nós e os outros
Portugal um retrato social   nós e os outrosPortugal um retrato social   nós e os outros
Portugal um retrato social nós e os outros
 
O realismo na literatura oitocentista
O realismo na literatura oitocentistaO realismo na literatura oitocentista
O realismo na literatura oitocentista
 
Memórias e diário opinião sobre anne frank
Memórias e diário opinião sobre anne frankMemórias e diário opinião sobre anne frank
Memórias e diário opinião sobre anne frank
 
Lendas síntese
Lendas sínteseLendas síntese
Lendas síntese
 
Definições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta respostaDefinições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta resposta
 
Batalha de estalinegrado
Batalha de estalinegradoBatalha de estalinegrado
Batalha de estalinegrado
 
Arte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta respostaArte tendências literárias pergunta resposta
Arte tendências literárias pergunta resposta
 
áBaco
áBacoáBaco
áBaco
 
Castelo de marialva cartolina
Castelo de marialva cartolinaCastelo de marialva cartolina
Castelo de marialva cartolina
 
Trabalho grupo clc certificado
Trabalho grupo clc certificadoTrabalho grupo clc certificado
Trabalho grupo clc certificado
 
Preferências portugueses nas férias
Preferências portugueses nas fériasPreferências portugueses nas férias
Preferências portugueses nas férias
 
Preferências estrangeiros nas férias em portugal
Preferências estrangeiros nas férias em portugalPreferências estrangeiros nas férias em portugal
Preferências estrangeiros nas férias em portugal
 

Progresso ciêntifico no séc. xix

  • 1. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 1 1 – Quais foram algumas das descobertas científicas do século IXI? As principais descobertas cientificas do século XIX foram as seguintes: A descoberta das vacinas em 1789, por Edward Jenner, naturalista e médico de nacionalidade britânica. A descoberta da anestesia com clorofórmio, em 1847, por Sir James YoungSimpson, médico de nacionalidade escocesa. A descoberta da fermentação láctea em 1857, e a descoberta da vacina anti-rábica experimentada no ser humano em 1885, por Louis Pasteur, cientista de nacionalidade francesa. A descoberta do tratamento anti-sético das feridas em 1867, por Joseph Lister, cirurgião de nacionalidade britânica.
  • 2. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 2 A descoberta do termómetro em 1868, por Evangelista Torricelli, físico e matemático de nacionalidade italiana. A descoberta do bacilo de koch em 1882, por Heinrich Hermann Robert Koch, médico, patologista e bacteriologista de nacionalidade alemã. A descoberta do raio X em 1897, por WilhelmConrad Roentgen, físico de nacionalidade alemã.
  • 3. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 3 2 – O que entende por positivismo? O Positivismo é um conjunto de doutrinas que impulsionaram o desenvolvimento de uma orientação científica do pensamento filosófico, com o objetivo de alcançar o progresso de qualquer ramo do conhecimento. O positivismo defende a ideia de que o conhecimento científico é a única forma de conhecimento verdadeiro. De acordo com os positivistas somente pode-se afirmar que uma teoria é correta se ela foi comprovada através de métodos científicos válidos. Para Augusto Comte (1789-1857), um dos principais representantes do pensamento positivista, filósofo de nacionalidade francesa, o Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política, tendo surgido como desenvolvimento sociológico das crises sociais e morais do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial, processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa (1789-1799). Comte propõe à existência humana,valores totalmente humanos, afastando radicalmente a teologia e a metafísica. 3 – Que importância teve a teoria psicanalítica de Freud? Psicanálise é um campo clínico e de investigação teórica da psique humana independente da Psicologia, desenvolvido por Sigmund Freud, médico neurologista de nacionalidade austríaca. Freud, propôs este método para a compreensão e análise do homem, compreendido enquanto sujeito do inconsciente, abrangendo três áreas: 1. Método de investigação da mente e seu funcionamento; 2. Sistema teórico sobre a vivência e o comportamento humano; 3. Método de tratamento psicoterapêutico. A psicanálise influenciou muitas outras correntes de pensamento e disciplinas das ciências humanas, concebendo uma base teórica para uma forma de compreensão da ética, da moralidade e da cultura humana. O termo "psicanálise" é muitas vezes usado como sinónimo de "psicoterapia" ou mesmo de "psicologia", contudo a psicologia refere-se à ciência que estuda o comportamento e os processos mentais, psicoterapia ao uso clínico do conhecimento obtido por ela, e psicanálise refere-se à forma de psicoterapia baseada nas teorias provenientes do trabalho de Freud, sendo a psicanálise um termo mais específico, sendo uma entre muitas outras formas de psicoterapia.
  • 4. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 4 4 – A partir da análise dos documentos e do texto dos autores, enuncie as principais ciências que emergiram e/ou se desenvolveram no século XIX. A Primeira Revolução industrial provoca profundas mudanças na economia e na tecnologia, caracterizando-se o século XIX por um romper definitivoda fusão da História com a literatura, surgindo diversas correntes filosóficas tais como o liberalismo, o nacionalismo, o positivismo, etc. As principais ciências desenvolvidas no século XIX foram no âmbito da: Medicina Invenções Teorias Descobertas O desenvolvimento da medicina está relacionado diretamente com a migração, superlotação das cidades e as precárias condições de vida da classe trabalhadora, durante a Revolução Industrial., tendo como consequênciaapropagaçãode doenças infecciosas (sífilis e tuberculose) ourelacionadas com a má alimentação (pelagra, raquitismo e escorbuto). A mesma Revolução Industrial originaria um desenvolvimento científico generalizado com o estabelecimento de condições técnicas para o triunfo da assepsia, da anestesia e da cirurgia. No campo das invenções, destacam-se as seguintes:  Locomotiva: Richard Trevithick, 1804.  Fonógrafo: Thomas Alva Edison, 1878.  Lâmpada incandescente: Heinrich Göbel, 1854.  Fotófono: Alexander Graham Bell e Charles SumnerTainter, 1880, permitia a transmissão do som por meio de uma emissão de luz.  Cinematógrafo: Irmãos Lumière, 1894, projetor cinematográfico.  Vitascópio: Thomas Alva Edison ,1896.  Toca-discos: EmileBerliner, 1888.
  • 5. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 5  Fotografia: NicéphoreNiepce, 1816.  Telefone: AntonioMeucci, 1854.  Anestesia: William Morton, 1846.  Dirigível: Solomon Andrews, 1863.  Avião: ClémentAder, 1890.  Termômetro Clínico: Thomas Clifford Allbutt, 1866, os termômetros anteriores demoravam uma ou mais horas para estabelecer a temperatura.  Sensor de temperatura de resistência de platina.  Lente de Fresnel: AugustinFresnel  Sabonete: William Hesketh Lever, 1884. Relativamente às teorias desenvolvidas no século XIX, podemos referir as seguintes:  Teoria dos números: Carl Friedrich Gauss, 1801  Teoria da Evolução: Charles Darwin, 1859.  Teoria microbiana: John Snow, Louis Pasteur, Robert Koch y Joseph Lister.  Teoria atômica : John Dalton  Teoria Psicoanalítica : Sigmund Freud, 1896
  • 6. ESCOLA SECUNDÁRIA SEBASTIÃO DA GAMA “A confiança no progresso científico; avanço das ciências exatas e emergência das ciências sociais. A progressiva generalização do ensino público” CLC.7 - Albertina Maria Seroido Branco Lima – N.º 1 – TAV – 1º Ano 6 Sobre as descobertas do século XIX, podemos mencionar:  Efeito Edison: Thomas Alva Edison, 1883, passou a eletricidade desde um fio a uma placa metálica dentro de um globo de lâmpada incandescente.  Efeito Peltier (Thomas Seebeck, 1821 e Jean Peltier, 1834), Força eletromotriz de Thomson (William Thomson, 1851), Lei de Joule (James Prescott Joule, década de 1860), propriedades termoelétricas.  Carbeto de cálcio: Friedrich Wöhler  Acetileno: Friedrich Wöhler  Vanádio: Andrés Manuel delRío, México, 1801, o chamou de Eritônio.  Primeira Enzima (lipase pancreática): Claude Bernard, 1848  Síndrome de Rokitansky Sitegrafia consultada: http://pt.wikipedia.org