SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Escola Básica 2º e 3º Ciclos Roque Gameiro
                         Disciplina: História
                         Joana Caeiro, Nº11
                          Rute Kittler, Nº17
                         Sílvia Ribeiro, Nº19
                                 9º/5ª
                              Maio 2012




17-06-2012                                                1
• No final da 2ª guerra mundial o Japão foi completamente afectado,
  não só pelos estragos, bem como pela regressão económica e
  humilhação pela derrota e ocupação americana.
  Quando se fala no Milagre Japonês fala-se de uma acelerada
  recuperação pós guerra.




17-06-2012                                                            2
• O Japão foi um dos países mais prejudicados com a 2ª Guerra
  Mundial onde mais de 2 milhões de soldados e civis
  morreram.
• Com as explosões atómicas de Hiroshima
  e Nagasaki mais de 200 mil pessoas morreram.




17-06-2012                                                      3
17-06-2012   4
• A 6 de Agosto de 1945, Hiroshima foi surpreendida com a
  bomba atómica, lançada pelos Americanos, em consequência
  a cidade ficou completamente arrasada.




17-06-2012                                               5
                         Antes                 Depois
• A 9 de Agosto de 1945, Nagasaki também foi atacada. O Japão
  rende-se 10 dias depois do bombardeamento.




             Antes



17-06-2012                                                  6
                                             Depois
17-06-2012   7
• Devido à derrota e humilhação o Japão deixou de ser um
  Estado militarista para se tornar numa democracia liberal,
  mantendo-se, no entanto, a importância e prestígio do
  imperador.
  Em meados de 1951, alarmados com a expansão do
  comunismo na Ásia, os Estado Unidos decidiram prestar
  auxílio ao Japão e pôr fim à sua ocupação.




17-06-2012                                                     8
• O Japão era um país arruinado e humilhado pela
  derrota e ocupação americana, mas a ocupação foi
  chefiada pelo general MacArthur acabou por
  modificar verdadeiramente o país.




17-06-2012                                           9
• A economia Japonesa começa a crescer rapidamente. Foi
  neste período que se constituiu a maior frota de petroleiros
  do mundo.
  Foram criadas novas empresas que revolucionaram os
  processos de fabrico. Fundaram-se ainda grandes complexos
  siderúrgicos e químicos.




17-06-2012                                                       10
• Avanços na tecnologia
   Desenvolveram: a
  robótica, electrónica, automóvel, têxteis e a
  construção naval.




17-06-2012                                        11
• O Japão apresentava um elevado nível de exigência no ensino,
  o que concedia ao país uma mão-de-obra altamente
  qualificada.
  O Japão tinha princípios bem assentes, como a obediência,
  sacrifício e honra. Todos estes factores, juntamente com o
  auxílio americano, deram início à reconstituição japonesa.




17-06-2012                                                   12
17-06-2012   13
Antes da 2º         Depois da 2ª
             guerra mundial       guerra mundial


                   Vivia da            Industria
                  agricultura         modernizada


                 Escolaridade            Ensino
                não obrigatória        obrigatório


                   Comercio             Comercio
                    interno              externo


                                         Regime
                Regime imperial
                                        capitalista
17-06-2012                                            14
17-06-2012   15
•   A população do Japão tinha:
•   Altos índices educacionais
•   Disciplina
•   Obediência às autoridades
•   Um elevado nível de poupança
•   Reinvestimento nas empresas.

• Todos estes podem ser considerados factores
  diferenciais presentes nos cidadãos japoneses que
  permitiram um aumento de produtividade incrível no
  seu país.

17-06-2012                                             16
17-06-2012   17
• Com este trabalho concluímos que devido à
  gravidade da destruição o Japão teve um
  crescimento económico muito rápido e
  admirável que se dá o nome de “Milagre
  Japonês”.




17-06-2012                                    18
17-06-2012   19
• http://alunosk2.blogspot.pt/2009/05/o-milagre-japones-
  milene-andreia-ana.html
• hhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Bombardeamentos_de_Hiroshi
  ma_e_Nagasaki
• ttp://curteahistoria9.blogspot.pt/
• http://photobucket.com/
• http://www.google.pt/webhp?sourceid=navclient&hl=pt-
  PT&ie=UTF-8
• E livro de História volume 1 e 2.



17-06-2012                                               20

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia CDrew Mello
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoEscoladocs
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziRui Neto
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929Rui Neto
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30Vítor Santos
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialTeresa Maia
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xxVítor Santos
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolíticoVítor Santos
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IACarlos Vieira
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunosVítor Santos
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado NovoCarlos Vieira
 
A regressão do demoliberalismo
A regressão do demoliberalismoA regressão do demoliberalismo
A regressão do demoliberalismohome
 
Portugal na 1ª guerra mundial
Portugal na 1ª guerra mundialPortugal na 1ª guerra mundial
Portugal na 1ª guerra mundialSusana Simões
 

Mais procurados (20)

Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia C
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Japao
JapaoJapao
Japao
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
 
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºanoModulo 8 e 9 historia A 12ºano
Modulo 8 e 9 historia A 12ºano
 
Apresentação A Primavera Marcelista
Apresentação A Primavera MarcelistaApresentação A Primavera Marcelista
Apresentação A Primavera Marcelista
 
Anos 20
Anos 20Anos 20
Anos 20
 
áSia pacifico
áSia   pacificoáSia   pacifico
áSia pacifico
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IA
 
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
8 02 portugal do autoritarismo à democracia alunos
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
A regressão do demoliberalismo
A regressão do demoliberalismoA regressão do demoliberalismo
A regressão do demoliberalismo
 
Pós 25 de abril
Pós 25 de abrilPós 25 de abril
Pós 25 de abril
 
Portugal na 1ª guerra mundial
Portugal na 1ª guerra mundialPortugal na 1ª guerra mundial
Portugal na 1ª guerra mundial
 

Semelhante a Milagre japones

Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]borgesnuria
 
Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do JapãoMayara Sousa
 
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf juliana, sara e marta
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf   juliana, sara e martaO dinamismo económico do países capitalistas 9ºf   juliana, sara e marta
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf juliana, sara e martaCarla Teixeira
 

Semelhante a Milagre japones (7)

Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
Insdustrialização do japão
Insdustrialização do japãoInsdustrialização do japão
Insdustrialização do japão
 
Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do Japão
 
ÁSIA ORIENTAL
ÁSIA ORIENTALÁSIA ORIENTAL
ÁSIA ORIENTAL
 
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf juliana, sara e marta
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf   juliana, sara e martaO dinamismo económico do países capitalistas 9ºf   juliana, sara e marta
O dinamismo económico do países capitalistas 9ºf juliana, sara e marta
 
9º ano unidade 6
9º ano  unidade 69º ano  unidade 6
9º ano unidade 6
 

Mais de Carlos Vieira

Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCarlos Vieira
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCarlos Vieira
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCarlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCarlos Vieira
 

Mais de Carlos Vieira (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
 
Danton
DantonDanton
Danton
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
 

Último

Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 

Último (20)

Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 

Milagre japones

  • 1. Escola Básica 2º e 3º Ciclos Roque Gameiro Disciplina: História Joana Caeiro, Nº11 Rute Kittler, Nº17 Sílvia Ribeiro, Nº19 9º/5ª Maio 2012 17-06-2012 1
  • 2. • No final da 2ª guerra mundial o Japão foi completamente afectado, não só pelos estragos, bem como pela regressão económica e humilhação pela derrota e ocupação americana. Quando se fala no Milagre Japonês fala-se de uma acelerada recuperação pós guerra. 17-06-2012 2
  • 3. • O Japão foi um dos países mais prejudicados com a 2ª Guerra Mundial onde mais de 2 milhões de soldados e civis morreram. • Com as explosões atómicas de Hiroshima e Nagasaki mais de 200 mil pessoas morreram. 17-06-2012 3
  • 5. • A 6 de Agosto de 1945, Hiroshima foi surpreendida com a bomba atómica, lançada pelos Americanos, em consequência a cidade ficou completamente arrasada. 17-06-2012 5 Antes Depois
  • 6. • A 9 de Agosto de 1945, Nagasaki também foi atacada. O Japão rende-se 10 dias depois do bombardeamento. Antes 17-06-2012 6 Depois
  • 8. • Devido à derrota e humilhação o Japão deixou de ser um Estado militarista para se tornar numa democracia liberal, mantendo-se, no entanto, a importância e prestígio do imperador. Em meados de 1951, alarmados com a expansão do comunismo na Ásia, os Estado Unidos decidiram prestar auxílio ao Japão e pôr fim à sua ocupação. 17-06-2012 8
  • 9. • O Japão era um país arruinado e humilhado pela derrota e ocupação americana, mas a ocupação foi chefiada pelo general MacArthur acabou por modificar verdadeiramente o país. 17-06-2012 9
  • 10. • A economia Japonesa começa a crescer rapidamente. Foi neste período que se constituiu a maior frota de petroleiros do mundo. Foram criadas novas empresas que revolucionaram os processos de fabrico. Fundaram-se ainda grandes complexos siderúrgicos e químicos. 17-06-2012 10
  • 11. • Avanços na tecnologia Desenvolveram: a robótica, electrónica, automóvel, têxteis e a construção naval. 17-06-2012 11
  • 12. • O Japão apresentava um elevado nível de exigência no ensino, o que concedia ao país uma mão-de-obra altamente qualificada. O Japão tinha princípios bem assentes, como a obediência, sacrifício e honra. Todos estes factores, juntamente com o auxílio americano, deram início à reconstituição japonesa. 17-06-2012 12
  • 14. Antes da 2º Depois da 2ª guerra mundial guerra mundial Vivia da Industria agricultura modernizada Escolaridade Ensino não obrigatória obrigatório Comercio Comercio interno externo Regime Regime imperial capitalista 17-06-2012 14
  • 16. A população do Japão tinha: • Altos índices educacionais • Disciplina • Obediência às autoridades • Um elevado nível de poupança • Reinvestimento nas empresas. • Todos estes podem ser considerados factores diferenciais presentes nos cidadãos japoneses que permitiram um aumento de produtividade incrível no seu país. 17-06-2012 16
  • 18. • Com este trabalho concluímos que devido à gravidade da destruição o Japão teve um crescimento económico muito rápido e admirável que se dá o nome de “Milagre Japonês”. 17-06-2012 18
  • 20. • http://alunosk2.blogspot.pt/2009/05/o-milagre-japones- milene-andreia-ana.html • hhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Bombardeamentos_de_Hiroshi ma_e_Nagasaki • ttp://curteahistoria9.blogspot.pt/ • http://photobucket.com/ • http://www.google.pt/webhp?sourceid=navclient&hl=pt- PT&ie=UTF-8 • E livro de História volume 1 e 2. 17-06-2012 20