SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 72
Baixar para ler offline
Descrevendo uma revisão sistemática e metanálise
QUORUM/PRISMA
Revisão sistemática sem metanálise
Fabiano Hahn Souza
Prisma website CoreBox - website
PERSPECTIVA REVISÃO
SISTEMÁTICA
 ≈ 2500 novas revisões sistemáticas/ano Medline Moher et. Al. 2007
 Evidências consistentes de relatos pobres de RS
 “Helping editors, peer reviewers and authors improve the clarity, completeness
and transparency of reporting health research”, BMC 2008;6:13.
PERSPECTIVA
QUOROM
PRISMA
PERSPECTIVA
QUality Of Reporting Of Meta-analysis
QUOROM
Recomendações de como reportar metanálise
(1996-1999)
Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and
Meta-Analyses
PRISMA
Evolução do QUOROM
(2009)
QUOROM
Metanálise
RS
PRISMA
RS
Metanálise
QUOROM
 Desenvolvido em 1996
 Publicado em 1999
 Guia para os autores reportarem os resultados de metanálise de
estudos clínicos
Desenvolvimento
QUOROM
Publicação
QUOROM
1999
1996
•Expansão do conhecimento
•Cochrane > 11.000 RS (março 2009)
•Avanços conceituais – avaliação de “outcomes level”
de risco de viés
•Crescimento de RS de estudos não ECR
2010
PRISMA
 Desenvolvido em 2005
 Publicado em 2009
 Expande e atualiza QUORUM
Desenvolvimento
QUOROM
Publicação
QUOROM
1999
1996
2010
Inicio desenvolvimento
PRISMA
2005
Publicação
PRISMA
2009
PRISMA
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
29 Pesquisadores
27 Itens de Checklist
Descrição transparente das RS
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 1. Título
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 1. Título
“review” / “overview”
Survey – 50% de 300 autores, não mencionaram RS/Metanálise no título
Moher, et.al. PLoS Med, 2007
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 1. Título
INDICATIVO
DECLARATIVO
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 1. Título (DECLARATIVO)
SIMPLIFICAR
EXAGERAR
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 1. Título (IDEAL)
P opulação
I ntervenção
C omparador
O utcomes
S tudy design
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
 Base teórica
 Objetivos
 Fonte de dados
 Elegibilidade dos estudos
 Participantes
 Intervenções
 Método de avaliação dos estudos
 Método de extração dos dados
 Resultados
 Limitações
 Conclusões
 Fontes de fomento
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado Base teórica
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
Objetivo
PICOS
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
Fonte dados
Busca
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
Elegibilidade
Intervenções
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
Extração dados
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado Síntese dados
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado Resultados
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado Conclusões
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 2. Abstract estruturado
VÁRIOS AUTORES DEFENDEM OS BENEFÍCIOS DE UM ABSTRACT
ESTRUTURADO VS NÃO ESTRUTURADO EM RELAÇÃO A
TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO DE MAIOR QUALIDADE E MAIOR
FACILIDADE DE LOCALIZAÇÃO DO PAPER
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 3. Introdução
 Racional do artigo
 Nova ou atualização (motivo?)
 Importância do assunto
 Conhecimento atual e limitações
 Benefícios da revisão
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 4. Objetivos
P opulação / doença
I ntervenção / exposição de interesse
C omparador
O utcomes / principal desfecho
S tudy design
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 5. Protocolo
•Minimiza viés de decisões pos hoc
•Modificações legitimas são permitidas
•Modificar período de pesquisa
•Ampliar critério de elegibilidade dos estudos
•Adicionar análise se avaliação preliminar sugerir
JUSTIFICAR MODIFICAÇÕES/ QUAL O RACIONAL?
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 5. Protocolo
•CUIDAR COM MUDANÇAS NOS OBJETIVOS 1⁰
BEM DOCUMENTADO ESCOLHA OUTCOME SELETIVO EM TRIALS
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 5. Protocolo
PRISMA - CHECKLIST
Item 6. Elegibilidade
 PICOS
 Tempo seguimento
 Anos de publicação
 Estudos completos v completos + abstracts
RACIONAL
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 6. Elegibilidade
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 7. Fonte de informação
 Bases de dados
 Restrição de línguas?
 Contato com autores (busca outros estudos)
 Última data busca
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 8. Estratégia de busca
 Parte essencial
 Pode ser difícil
 Bancos dados pouco conhecidos
 Buscas amplas
 Buscas de novos tópicos
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 8. Estratégia de busca
 Permite ao leitor
 Compreender a extensão da busca
 Replicar a busca
 Sugere-se publicar pelo menos a estratégia de um
banco de dados (ex.PUBMED).
 Peer reviewed
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 8. Estratégia de busca
 Restrições de espaço de alguns journals
 Estimular suplemento na web das estratégias
 Estudar a melhor estratégia para o estudo
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 9. Seleção dos artigos
 Rastrear
 Determinar elegibilidade
 Inclusão na RS
 Inclusão na Meta-análise (se aplicável)
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 9. Seleção dos artigos
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 10. Extração de dados
Descrever o método
Formas pilotos?
Extração independentes 2 pesquisadores?
Discordâncias? Reunião Consenso? 3⁰ pesquisador?
Método para evitar viés de duplicação?
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 10. Extração de dados - Elegibilidade
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 11. Lista de dados
 Importante aos leitores
 Informações que os autores tiveram acesso
 Informações que os autores NÃO tiveram acesso
 Incluídas novas variáveis após início extração?
 Se sim, qual o motivo?
 Suposições
 Ex. nenhuma mulheres > 50 anos é gestante
 Cuidar com suposições qualitativas
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 “Qualidade dos estudos” – mais usado
 “Risco de viés” – novo conceito
 Cochrane
 PRISMA
Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0
[updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available:
http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 “Qualidade dos estudos”
 Melhor que os autores puderam fazer!!!
Ex. Cegamento cirurgião em estudo cirúrgico não é possível
Sua qualidade metodológica foi a melhor possível, mas
isso não quer dizer que o estudo é isento de viés
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 Avaliar o risco de viés
Estimulado nas RS/Meta-análise
Pensado com cuidado – “risco metodológico e clínico”
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 Há 3 formas de avaliar o risco de viés
 Escalas
 Checklist
 Componentes individuais
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 Há 3 formas de avaliar o risco de viés
 Escalas
 Checklist
 Componentes individuais
 Domínios
 Boa evidência empírica a favor
 Base clínica
 Preferência da Cochrane
Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0
[updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available:
http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
PRISMA - CHECKLIST
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
 Validade externa
 Validade interna – “estudo livre de viés”
 Estudos clínicos randomizados
 Estudos não randomizados
 Eventos adversos
PRISMA - CHECKLIST
Item 12. Risco de viés nos estudos individuais
Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0
[updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available:
http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
Estudos clínicos
randomizados
Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0
[updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available:
http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
Estudos clínicos randomizados
Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0
[updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available:
http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
Estudos clínicos randomizados
PRISMA - CHECKLIST
Item 13. Medidas sumário
 Desejável definir a priori melhor medida
 É difícil e nem sempre factível (julgamento a priori)
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 13. Medidas sumário
 Binário – risk ratio/ odds ratio/ risk difference
 Contínuo – difference in means (mesma escala)
standardized difference in means (escalas ≠)
 Tempo-evento – hazard ratio (standard error)
Métodos para derivar HR
Uso sobrevida mediana não adequado
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Practical methods for incorporating summary time-to-
event data into meta-analysis. Trials 8: 16.
Meta-analysis when only the median
survival times are known: A
comparison with individual patient
data results. Int J Technol Assess
Health Care 21: 119–125
PRISMA - CHECKLIST
Item 14. Métodos estatísticos planejado
 RELATAR OS MÉTODOS
 Medida efeito (ex. RR)
 Método (ex. inverso da variança)
 Abordagem efeitos fixos vs randômicos
 Outro método usado (ex. Bayesiano)
Se possível explicar os motivos das escolhas
 COMO AVALIOU HETEROGENEIDADE ENTRE ESTUDOS?
 É POSSÍVEL META-ANÁLISE? É CONFIÁVEL?
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 15. Risco de viés geral da RS
 VIÉS DE PUBLICAÇÃO
 Funnel plot
 Teste de Egger
 RELATOS DE RESULTADOS SELETIVOS
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 15. Risco de viés geral da RS
Revisão Sistemática de 2 drogas para Artrite
Somente em 50% das vezes as variáveis no
método foram iguais as do resultado
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 15. Risco de viés geral da RS
Nov 2004
36% RS terapêuticas citaram viés de publicação
Somente ¼ fez avaliação formal
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 15. Risco de viés geral da RS
Meta-análise - Depressão
↑ 32% efeito
somente estudos publicados vs todos estudos disponíveis
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 16. Análise adicional
 Análise de subgrupo
 Análise de sensibilidade
 Meta-regressão
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 17. Seleção dos estudos
Item 18. Características dos estudos
 Pacientes
 Número
 Etc
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 20. Resultados estudos individuais
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 21. Síntese dos resultado
Principais resultados
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 24. Discussão – Análise da evidência
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 25. Discussão – Limitação
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 26. Discussão – Conclusão
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
PRISMA - CHECKLIST
Item 27. Discussão – Financiamento
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Ciência é o nosso negócio!
Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
Comentários e dúvidas?
Informações para Contato
E-mail: Fabiano@coreboxsca.com
Telefones: 11 2599 8424 ou 11 9 4446 7460
www.coreboxsca.com
Muito obrigado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Técnicas de abordagem familiar
Técnicas de abordagem familiarTécnicas de abordagem familiar
Técnicas de abordagem familiar
Leonardo Savassi
 
Tipos de revisão bibliográfica
Tipos de revisão bibliográficaTipos de revisão bibliográfica
Tipos de revisão bibliográfica
Ricardo Alexandre
 
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de PesquisaExemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
richard_romancini
 
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
jlpaesjr
 
17 hipóteses e variáveis
17 hipóteses e variáveis17 hipóteses e variáveis
17 hipóteses e variáveis
Joao Balbi
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
José Alexandre Pires de Almeida
 
Resumo esf
Resumo esfResumo esf
Resumo esf
Via Seg
 

Mais procurados (20)

Técnicas de abordagem familiar
Técnicas de abordagem familiarTécnicas de abordagem familiar
Técnicas de abordagem familiar
 
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mentalO diagnóstico de enfermagem em saúde mental
O diagnóstico de enfermagem em saúde mental
 
Aula 06 - Busca em Base de Dados
Aula 06 - Busca em Base de DadosAula 06 - Busca em Base de Dados
Aula 06 - Busca em Base de Dados
 
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchesterMétodo de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
 
Indicadores de Saúde - parte 1
Indicadores de Saúde  - parte 1Indicadores de Saúde  - parte 1
Indicadores de Saúde - parte 1
 
Tipos de revisão bibliográfica
Tipos de revisão bibliográficaTipos de revisão bibliográfica
Tipos de revisão bibliográfica
 
Aula 2 estudo transversal
Aula 2   estudo transversalAula 2   estudo transversal
Aula 2 estudo transversal
 
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAPMétodo Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
Método Clínico Centrado na Pessoa Registro Clínico – RCOP SOAP - CIAP
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientifico
 
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de PesquisaExemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
 
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e QuantitativaPesquisa Qualitativa e Quantitativa
Pesquisa Qualitativa e Quantitativa
 
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
Pneumonias Conceito Classificações Fisiopatologia Manifestações Clínicas Diag...
 
Apresentação TCC
Apresentação TCCApresentação TCC
Apresentação TCC
 
Curvas de Crescimento: orientações para Profissionais de Saúde
Curvas de Crescimento: orientações para Profissionais de SaúdeCurvas de Crescimento: orientações para Profissionais de Saúde
Curvas de Crescimento: orientações para Profissionais de Saúde
 
17 hipóteses e variáveis
17 hipóteses e variáveis17 hipóteses e variáveis
17 hipóteses e variáveis
 
Projeto terapeutico singular
Projeto terapeutico singularProjeto terapeutico singular
Projeto terapeutico singular
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Tutorial PubMed - módulo básico
Tutorial PubMed - módulo básicoTutorial PubMed - módulo básico
Tutorial PubMed - módulo básico
 
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
Insuficiência Respiratória Aguda (IRpA) e Síndrome do Desconforto Respiratóri...
 
Resumo esf
Resumo esfResumo esf
Resumo esf
 

Destaque

Medicina baseada em evidências 1
Medicina baseada em evidências   1Medicina baseada em evidências   1
Medicina baseada em evidências 1
Ricardo Alexandre
 
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Dissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souzaDissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souza
LASCES UFPR
 
Revisão sistemática e meta análise
Revisão sistemática e meta análiseRevisão sistemática e meta análise
Revisão sistemática e meta análise
Paulo Tsuneta
 
Tese andréia sanches
Tese andréia sanchesTese andréia sanches
Tese andréia sanches
LASCES UFPR
 
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Fernando Neves Hugo
 

Destaque (20)

Revisão Sistemática - Protocolo
Revisão Sistemática - ProtocoloRevisão Sistemática - Protocolo
Revisão Sistemática - Protocolo
 
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicosMetodologias avaliação qualidade estudos científicos
Metodologias avaliação qualidade estudos científicos
 
Revisão Sistemática
Revisão SistemáticaRevisão Sistemática
Revisão Sistemática
 
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de PesquisaRevisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
 
Introdução à Revisão Sistemática da Literatura
Introdução à Revisão Sistemática da LiteraturaIntrodução à Revisão Sistemática da Literatura
Introdução à Revisão Sistemática da Literatura
 
Curso rs e ma
Curso rs e maCurso rs e ma
Curso rs e ma
 
Revisão Sistemática da Literatura (SLR)
Revisão Sistemática da Literatura (SLR)Revisão Sistemática da Literatura (SLR)
Revisão Sistemática da Literatura (SLR)
 
Revisão sistemática
Revisão sistemáticaRevisão sistemática
Revisão sistemática
 
As formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciaisAs formas geométricas espaciais
As formas geométricas espaciais
 
Medicina baseada em evidências 1
Medicina baseada em evidências   1Medicina baseada em evidências   1
Medicina baseada em evidências 1
 
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
Pesquisa Científica como Prática Pedagógica na Graduação em Medicina - Profa....
 
Literatura Cinzenta
Literatura CinzentaLiteratura Cinzenta
Literatura Cinzenta
 
Dissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souzaDissertação thais teles de souza
Dissertação thais teles de souza
 
Revisão sistemática e meta análise
Revisão sistemática e meta análiseRevisão sistemática e meta análise
Revisão sistemática e meta análise
 
Intervenções educacionais para aumentar o controle da pressão arterial em pac...
Intervenções educacionais para aumentar o controle da pressão arterial em pac...Intervenções educacionais para aumentar o controle da pressão arterial em pac...
Intervenções educacionais para aumentar o controle da pressão arterial em pac...
 
Tese andréia sanches
Tese andréia sanchesTese andréia sanches
Tese andréia sanches
 
La rinconada25mar17m ldealfonsorodriguezvera[1]
La rinconada25mar17m ldealfonsorodriguezvera[1]La rinconada25mar17m ldealfonsorodriguezvera[1]
La rinconada25mar17m ldealfonsorodriguezvera[1]
 
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
Revisões Sistemáticas e Meta-análise FOP-UNICAMP 2009
 
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. RilvaMedicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
Medicina Baseada em Evidências - GESME - Profa. Rilva
 
Introdução à Revisão Sistemática de Literatura (RSL)
Introdução à Revisão Sistemática de Literatura (RSL)Introdução à Revisão Sistemática de Literatura (RSL)
Introdução à Revisão Sistemática de Literatura (RSL)
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 

Último (20)

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 

Critérios Prisma para Revisoes Sistematicas - melhor transparência nas publicações

  • 1. Descrevendo uma revisão sistemática e metanálise QUORUM/PRISMA Revisão sistemática sem metanálise Fabiano Hahn Souza Prisma website CoreBox - website
  • 2. PERSPECTIVA REVISÃO SISTEMÁTICA  ≈ 2500 novas revisões sistemáticas/ano Medline Moher et. Al. 2007  Evidências consistentes de relatos pobres de RS  “Helping editors, peer reviewers and authors improve the clarity, completeness and transparency of reporting health research”, BMC 2008;6:13.
  • 4. PERSPECTIVA QUality Of Reporting Of Meta-analysis QUOROM Recomendações de como reportar metanálise (1996-1999) Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses PRISMA Evolução do QUOROM (2009)
  • 6. QUOROM  Desenvolvido em 1996  Publicado em 1999  Guia para os autores reportarem os resultados de metanálise de estudos clínicos Desenvolvimento QUOROM Publicação QUOROM 1999 1996 •Expansão do conhecimento •Cochrane > 11.000 RS (março 2009) •Avanços conceituais – avaliação de “outcomes level” de risco de viés •Crescimento de RS de estudos não ECR 2010
  • 7. PRISMA  Desenvolvido em 2005  Publicado em 2009  Expande e atualiza QUORUM Desenvolvimento QUOROM Publicação QUOROM 1999 1996 2010 Inicio desenvolvimento PRISMA 2005 Publicação PRISMA 2009
  • 8. PRISMA Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 29 Pesquisadores 27 Itens de Checklist Descrição transparente das RS
  • 9. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 1. Título
  • 10. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 1. Título “review” / “overview” Survey – 50% de 300 autores, não mencionaram RS/Metanálise no título Moher, et.al. PLoS Med, 2007
  • 11. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 1. Título INDICATIVO DECLARATIVO
  • 12. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 1. Título (DECLARATIVO) SIMPLIFICAR EXAGERAR
  • 13. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 1. Título (IDEAL) P opulação I ntervenção C omparador O utcomes S tudy design
  • 14. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado  Base teórica  Objetivos  Fonte de dados  Elegibilidade dos estudos  Participantes  Intervenções  Método de avaliação dos estudos  Método de extração dos dados  Resultados  Limitações  Conclusões  Fontes de fomento
  • 15. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Base teórica
  • 16. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Objetivo PICOS
  • 17. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Fonte dados Busca
  • 18. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Elegibilidade Intervenções
  • 19. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Extração dados
  • 20. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Síntese dados
  • 21. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Resultados
  • 22. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado Conclusões
  • 23. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 2. Abstract estruturado VÁRIOS AUTORES DEFENDEM OS BENEFÍCIOS DE UM ABSTRACT ESTRUTURADO VS NÃO ESTRUTURADO EM RELAÇÃO A TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO DE MAIOR QUALIDADE E MAIOR FACILIDADE DE LOCALIZAÇÃO DO PAPER
  • 24. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 3. Introdução  Racional do artigo  Nova ou atualização (motivo?)  Importância do assunto  Conhecimento atual e limitações  Benefícios da revisão
  • 25. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 4. Objetivos P opulação / doença I ntervenção / exposição de interesse C omparador O utcomes / principal desfecho S tudy design
  • 26. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 5. Protocolo •Minimiza viés de decisões pos hoc •Modificações legitimas são permitidas •Modificar período de pesquisa •Ampliar critério de elegibilidade dos estudos •Adicionar análise se avaliação preliminar sugerir JUSTIFICAR MODIFICAÇÕES/ QUAL O RACIONAL?
  • 27. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 5. Protocolo •CUIDAR COM MUDANÇAS NOS OBJETIVOS 1⁰ BEM DOCUMENTADO ESCOLHA OUTCOME SELETIVO EM TRIALS
  • 28. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 5. Protocolo
  • 29. PRISMA - CHECKLIST Item 6. Elegibilidade  PICOS  Tempo seguimento  Anos de publicação  Estudos completos v completos + abstracts RACIONAL Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 30. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 6. Elegibilidade
  • 31. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 7. Fonte de informação  Bases de dados  Restrição de línguas?  Contato com autores (busca outros estudos)  Última data busca
  • 32. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 8. Estratégia de busca  Parte essencial  Pode ser difícil  Bancos dados pouco conhecidos  Buscas amplas  Buscas de novos tópicos
  • 33. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 8. Estratégia de busca  Permite ao leitor  Compreender a extensão da busca  Replicar a busca  Sugere-se publicar pelo menos a estratégia de um banco de dados (ex.PUBMED).  Peer reviewed
  • 34. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 8. Estratégia de busca  Restrições de espaço de alguns journals  Estimular suplemento na web das estratégias  Estudar a melhor estratégia para o estudo
  • 35. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 9. Seleção dos artigos  Rastrear  Determinar elegibilidade  Inclusão na RS  Inclusão na Meta-análise (se aplicável)
  • 36. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 9. Seleção dos artigos
  • 37. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 10. Extração de dados Descrever o método Formas pilotos? Extração independentes 2 pesquisadores? Discordâncias? Reunião Consenso? 3⁰ pesquisador? Método para evitar viés de duplicação?
  • 38. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 10. Extração de dados - Elegibilidade
  • 39.
  • 40. Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 11. Lista de dados  Importante aos leitores  Informações que os autores tiveram acesso  Informações que os autores NÃO tiveram acesso  Incluídas novas variáveis após início extração?  Se sim, qual o motivo?  Suposições  Ex. nenhuma mulheres > 50 anos é gestante  Cuidar com suposições qualitativas
  • 46. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  “Qualidade dos estudos” – mais usado  “Risco de viés” – novo conceito  Cochrane  PRISMA Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0 [updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available: http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
  • 47. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  “Qualidade dos estudos”  Melhor que os autores puderam fazer!!! Ex. Cegamento cirurgião em estudo cirúrgico não é possível Sua qualidade metodológica foi a melhor possível, mas isso não quer dizer que o estudo é isento de viés
  • 48. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  Avaliar o risco de viés Estimulado nas RS/Meta-análise Pensado com cuidado – “risco metodológico e clínico”
  • 49. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  Há 3 formas de avaliar o risco de viés  Escalas  Checklist  Componentes individuais
  • 50. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  Há 3 formas de avaliar o risco de viés  Escalas  Checklist  Componentes individuais  Domínios  Boa evidência empírica a favor  Base clínica  Preferência da Cochrane Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0 [updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available: http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009
  • 51. PRISMA - CHECKLIST Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Item 12. Risco de viés nos estudos individuais  Validade externa  Validade interna – “estudo livre de viés”  Estudos clínicos randomizados  Estudos não randomizados  Eventos adversos
  • 52. PRISMA - CHECKLIST Item 12. Risco de viés nos estudos individuais Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0 [updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available: http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009 Estudos clínicos randomizados
  • 53. Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0 [updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available: http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009 Estudos clínicos randomizados
  • 54. Cochrane handbook for systematic reviews of interventions version 5.0.0 [updated February 2008]. The Cochrane Collaboration, Available: http://www.cochrane-handbook.org/. Accessed 26 May 2009 Estudos clínicos randomizados
  • 55. PRISMA - CHECKLIST Item 13. Medidas sumário  Desejável definir a priori melhor medida  É difícil e nem sempre factível (julgamento a priori) Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 56. PRISMA - CHECKLIST Item 13. Medidas sumário  Binário – risk ratio/ odds ratio/ risk difference  Contínuo – difference in means (mesma escala) standardized difference in means (escalas ≠)  Tempo-evento – hazard ratio (standard error) Métodos para derivar HR Uso sobrevida mediana não adequado Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Practical methods for incorporating summary time-to- event data into meta-analysis. Trials 8: 16. Meta-analysis when only the median survival times are known: A comparison with individual patient data results. Int J Technol Assess Health Care 21: 119–125
  • 57. PRISMA - CHECKLIST Item 14. Métodos estatísticos planejado  RELATAR OS MÉTODOS  Medida efeito (ex. RR)  Método (ex. inverso da variança)  Abordagem efeitos fixos vs randômicos  Outro método usado (ex. Bayesiano) Se possível explicar os motivos das escolhas  COMO AVALIOU HETEROGENEIDADE ENTRE ESTUDOS?  É POSSÍVEL META-ANÁLISE? É CONFIÁVEL? Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 58. PRISMA - CHECKLIST Item 15. Risco de viés geral da RS  VIÉS DE PUBLICAÇÃO  Funnel plot  Teste de Egger  RELATOS DE RESULTADOS SELETIVOS Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 59. PRISMA - CHECKLIST Item 15. Risco de viés geral da RS Revisão Sistemática de 2 drogas para Artrite Somente em 50% das vezes as variáveis no método foram iguais as do resultado Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 60. PRISMA - CHECKLIST Item 15. Risco de viés geral da RS Nov 2004 36% RS terapêuticas citaram viés de publicação Somente ¼ fez avaliação formal Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 61. PRISMA - CHECKLIST Item 15. Risco de viés geral da RS Meta-análise - Depressão ↑ 32% efeito somente estudos publicados vs todos estudos disponíveis Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 62. PRISMA - CHECKLIST Item 16. Análise adicional  Análise de subgrupo  Análise de sensibilidade  Meta-regressão Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 63. PRISMA - CHECKLIST Item 17. Seleção dos estudos Item 18. Características dos estudos  Pacientes  Número  Etc Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 64. PRISMA - CHECKLIST Item 20. Resultados estudos individuais Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 65. PRISMA - CHECKLIST Item 21. Síntese dos resultado Principais resultados Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 66. PRISMA - CHECKLIST Item 24. Discussão – Análise da evidência Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 67. PRISMA - CHECKLIST Item 25. Discussão – Limitação Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 68. PRISMA - CHECKLIST Item 26. Discussão – Conclusão Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 69. PRISMA - CHECKLIST Item 27. Discussão – Financiamento Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28
  • 70. Ciência é o nosso negócio!
  • 71. Liberatti, A. et.al., PLoS Med 2009;6:1-28 Comentários e dúvidas? Informações para Contato E-mail: Fabiano@coreboxsca.com Telefones: 11 2599 8424 ou 11 9 4446 7460 www.coreboxsca.com