SlideShare uma empresa Scribd logo
EMEF Dep. Raimundo Ribeiro de Souza
OBJETIVO GERAL
Oportunizar toda a comunidade escolar a aprender e usar os recursos
tecnológicos digitais que lhes são fornecidos para a informatização do ensino-
aprendizagem. Preparando o aluno para o mundo digital que os cerca e cada vez mais
vem ampliando os horizontes do ambiente em que vivemos.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Incentivar os professores incluir no planejamento
aulas usando o LIE;
 Disponibilizar o uso do LIE para professores, funcionários e alunos e
comunidade;
 Elaborar um quadro de horário fixo semanal para
agendar o uso do LIE;
 Agendar pesquisa para alunos, em horário
oposto, de acordo com a solicitação do professor;
 Proporcionar, aos alunos, meios para que eles percebam o LIE como um
espaço de estudo e pesquisa e não de lazer;
 Auxiliar o aluno no momento da pesquisa.
 Oportunizar horários para ex-alunos realizarem
pesquisas conforme solicitação de professores.
 Desenvolver atividades de formação dos
educadores para manuseio dos equipamentos do LIE;
 Manter registros atualizados de agendamento dos
professores e controle de pesquisas de alunos no LIE;
 Informar ao DTC os problemas técnicos das máquinas do LIE;
 Manter atualizado o blog da escola com atividades e projetos e eventos
desenvolvidos;
 Realizar todos os projetos que estão incluso nos programas deste
estabelecimento de ensino (PPP. PDE. PDDE).
JUSTIFICATIVA
O desafio da atualidade é como inserir na escola um sistema comunicativo que
contemple ao mesmo tempo experiências culturais heterogêneas, o entorno das novas
tecnologias da informação e da comunicação, além de configurar o espaço educacional
como um lugar onde o processo de aprendizagem conserve seu encanto (BARBERO.
1996, p. 10-22).
De acordo com o Art. 4°. da portaria de n.0948/10, os laboratórios de
informática escolar têm como objetivo:
I. Oferecer atendimento ao maior número de professores e alunos, de
todos os turnos e níveis e modalidades de ensino em
funcionamento em escola.
II. Ser acessível a todos os alunos, professores, gestores e equipe
técnica.
III. Ser utilizado, prioritariamente, para as atividades relativas ao
processo de aprendizagem dos alunos e capacitação de
professores, sendo que outras atividades educacionais poderão ser
desenvolvidas nesses laboratórios, desde que não haja nenhum
comprometimento com sua utilização regular por professores e
alunos.
Neste sentido, as ações desenvolvidas no LIE visam contemplar as
necessidades que a comunidade escolar apresenta, priorizando o atendimento dos
alunos. Porém, vale lembrar que Belloni (1991) diz que a mídia representa um campo
autônomo do conhecimento e deve ser estudado e ensinado da mesma maneira que
estudamos e ensinamos literatura, por exemplo, a integração da mídia à escola tem de
ser realizada em dois níveis: enquanto objeto de estudo, fornecendo às crianças e
adolescentes meios de dominar uma nova linguagem; e enquanto instrumento
pedagógico, dando aos professores suporte eficaz para melhorar a qualidade do ensino.
Por isso, os professores terão horário distinto para o planejamento, estudo e
ensino, direito que é assegurado pelo decreto. Mas vale lembrar que ensinar com as
novas mídias será uma revolução, se mudar simultaneamente os paradigmas
convencionais do ensino, que mantêm distantes professores e alunos. Caso contrário
conseguir-se á dar apenas um verniz de modernidade, sem mexer no essencial. Já se
sabe que a internet é um novo meio de comunicação, que pode ajudar a rever, a ampliar e
a modificar muitas das formas atuais de ensinar e de aprender (MORAN, 2000, p.57).
Neste contexto, o art. 6°. descreve que são atribuições do professor
coordenador do laboratório de informática escolar:
I. Assessorar as atividades desenvolvidas pelos professores no
laboratório de informática escolar, não podendo substituir a função
docente dos professores regularmente lotados com este fim;
II. Elaborar Plano de Ação e relatório das atividades
desenvolvidas,
III. Realizar cronograma de atendimento de alunos e professores
no laboratório, assegurando semanalmente 02 (duas) horas para
aprimoramento profissional (formação continuada);
IV. Motivar e capacitar os professores da (s) escola (s) para
utilizar, com seus alunos, o laboratório;
V. Participar da elaboração do Projeto Pedagógico da Escola e de
todas as atividades previstas no calendário escolar, inclusive do
horário de planejamento, garantindo um trabalho integrado com as
atividades desenvolvidas em sala de aula, nos diversos
componentes curriculares;
VI. Viabilizar junto à direção escolar os materiais necessários para
o bom funcionamento do laboratório, incluindo peças de reposição;
VII. Manter o laboratório organizado para utilização de alunos
professores no desenvolvimento das ações, disponibilizando
softwares em rede;
VIII. Zelar pela manutenção e pelo bom funcionamento dos
computadores;
IX. Participar de capacitações (formação continuada) quando
oferecidas.
DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES
As atividades a serem desenvolvidas no laboratório de informática estão
divididas nas seguintes etapas:
1ª Etapa: Promover um encontro de sensibilização, mobilizando o corpo
docente da escola sobre a importância da utilização dos recursos tecnológicos,
disponíveis no laboratório de informática, no processo ensino e aprendizagem.
2ª Etapa: Visita dos docentes ao Laboratório de informática da escola, para que
possam se familiarizar com o ambiente e o uso das novas tecnologias.
3ª Etapa: Realizar uma palestra com os alunos sobre a importância das
tecnologias no processo ensino e aprendizagem, bem como, a utilização e a preservação
dos recursos tecnológicos que a escola disponibiliza.
4ª Etapa: Caberá aos professores elaborar, ao longo do ano letivo, seu plano
de aula inserindo o computador e os demais recursos tecnológicos já citados neste
projeto, como ferramentas didáticas a serem utilizadas pelos alunos para aquisição de
conhecimento.
O plano de aula contemplando o uso do laboratório de informática e dos
demais recursos tecnológicos deverá ser entregue pelo professor (a) da turma ao
professor (a) Orientador (a) do Proinfo, com no mínimo 02 dias de antecedência.
Problemática Ações Metas Recursos Período Responsável Observação
Configurações e
Instalações
Instalar programas
para
desenvolvimento
das aulas e
manutenção
Atualização de
softwares
Softwares Fevereiro Professor do LIE e
DTC
a ser executado
Mau uso do laboratório
por parte da
comunidade
Uso adequado dos
computadores
Conservação dos
computadores
Palestras de
Conscientização
Fevereiro à
Dezembro de 2014
Professor do LIE
juntamente com o
professor
responsável pela
turma
a ser executado
Dificuldade no uso do
computador
Atendimento ao
educando
Habilitar os
educando no uso do
LIE
Mini curso Fevereiro Professor do LIE
juntamente com o
professor
responsável pela
turma
a ser executado
Professores com
dificuldades na
utilização e manuseio
da sala do PROINFO
Atendimento e
assessoria aos
professores
Habilitar os
professores no uso
do LIE
Mini curso Fevereiro Professor do LIE
a ser executado
Montar atividades
semanais
Atividades da Escola Tornar acessível o
uso da informática a
todos os discentes
Computador e
Internet
Fevereiro à
Dezembro de 2014
Professor do LIE
juntamente com o
corpo docente e
administrativo
a ser executado
Necessidade de
atendimento na área
das TIC’s
Elaborar Plano de
Ação e relatório das
atividades
desenvolvidas
Trabalhar de acordo
com o plano de
ação
Computador e
impressora
Fevereiro, Junho e
Dezembro.
Professor do LIE
juntamente com o
corpo docente e
administrativo
executado
Organização e
orientação das aulas
na sala do PROINFO
Realizar cronograma
de atendimento aos
alunos e professores
Atender de forma
adequada toda a
clientela da escola
Laboratório de
informática
Semanal Professor do LIE
a ser executado
Sujeira na Central de
Ar
Limpeza da Central
de Ar
Manter o ambiente
bem climatizado
para o bem estar da
clientela
PDDE Fevereiro Professor do LIE e
DTC
a ser executado
Computadores com
problemas
Formatar todos os
computadores
Deixar todos os
computadores em
perfeitas condições
de uso
Semed Janeiro Professor do LIE e
DTC
a ser executado
Bancadas danificadas Providenciar Novas
Bancadas
Substituir todas as
bancadas por outras
mais resistentes
PDDE e PDE Janeiro à Junho
2014
Professor do LIE e
DTC a ser executado
Falta e danificações
de estabilizadores
Adquirir 08 (oito)
Estabilizadores
Adquirir para cada
computador um
estabilizador
PDDE e PDE Janeiro e Fevereiro Professor do LIE e
DTC a ser executado
Data show danificado Conserto do Data Consertar o data
show para auxiliar
PDDE e PDE Janeiro Professor do LIE e
a ser executado
show nas vídeo-aulas DTC
Falta de cadeiras Adquirir 15 (quinze)
cadeiras
Adquirir mais
assentos para
melhor acomodação
dos discentes
PDDE e PDE Janeiro à Junho Professor do LIE e
DTC
a ser executado
Falta de computadores Adquirir 15 (quinze)
novos computadores
Garantir que todos
os alunos
manuseiem os
computadores de
forma direta, ou
seja, um
computador para
cada aluno.
PDDE e PDE Janeiro à Junho Professor do LIE e
DTC
a ser executado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa Ano 2013
Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa  Ano 2013Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa  Ano 2013
Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa Ano 2013
Adilson P Motta Motta
 
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativaProposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
Jocilaine Moreira
 
Bullying- relatório das atividades
Bullying-  relatório das atividadesBullying-  relatório das atividades
Bullying- relatório das atividades
Polivalente Linhares
 
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativaProposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Jocilaine Moreira
 
Reforço escolar
Reforço escolarReforço escolar
Reforço escolar
Fatima Liutheviciene
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
Gelson Rocha
 
Apresentação projeto viajando pela leitura.
Apresentação  projeto viajando pela leitura.Apresentação  projeto viajando pela leitura.
Apresentação projeto viajando pela leitura.
blogjl
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classe
vivianelima
 
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
Anderson Ramos
 
Plano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escolaPlano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escola
Polivalente Linhares
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
familiaestagio
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
Neuzy Quadros
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
Lena_md
 
Plano de ação 1º ano ferraz
Plano de ação 1º ano ferrazPlano de ação 1º ano ferraz
Plano de ação 1º ano ferraz
Sandra Regina Clemente
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
Leilany Campos
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
Aline Correia Pereira
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
Larissa Soares
 
Gestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptxGestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptx
IsabelaRibeiroBrosco
 
Construção da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escolaConstrução da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escola
Marcelo Assis
 
Projeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolar
alvinarocha
 

Mais procurados (20)

Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa Ano 2013
Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa  Ano 2013Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa  Ano 2013
Plano de Ação da Escola Dinare Feitosa Ano 2013
 
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativaProposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
Proposta Pedagógica para o Laboratório de informática educativa
 
Bullying- relatório das atividades
Bullying-  relatório das atividadesBullying-  relatório das atividades
Bullying- relatório das atividades
 
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativaProposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
Proposta pedagógica para o laboratório de informática educativa
 
Reforço escolar
Reforço escolarReforço escolar
Reforço escolar
 
Pauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aulaPauta formativa e observação sala de aula
Pauta formativa e observação sala de aula
 
Apresentação projeto viajando pela leitura.
Apresentação  projeto viajando pela leitura.Apresentação  projeto viajando pela leitura.
Apresentação projeto viajando pela leitura.
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classe
 
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
RELATÓRIO REUNIÃO COM GESTORES 23/02/2012
 
Plano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escolaPlano de ação 2014 escola
Plano de ação 2014 escola
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
 
Relatório final miro
Relatório final miroRelatório final miro
Relatório final miro
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
 
Plano de ação 1º ano ferraz
Plano de ação 1º ano ferrazPlano de ação 1º ano ferraz
Plano de ação 1º ano ferraz
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
 
Gestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptxGestão de Sala de Aula.pptx
Gestão de Sala de Aula.pptx
 
Construção da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escolaConstrução da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escola
 
Projeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolar
 

Destaque

Plano de ação uca 2013
Plano de ação uca 2013Plano de ação uca 2013
Plano de ação uca 2013
Lúcia Maia
 
Progitec do Uca
Progitec do UcaProgitec do Uca
Progitec do Uca
Lúcia Maia
 
Projeto poesia digital
Projeto poesia digitalProjeto poesia digital
Projeto poesia digital
Lúcia Maia
 
Pilares de sustentação do Projeto UCA
Pilares de sustentação do Projeto UCAPilares de sustentação do Projeto UCA
Pilares de sustentação do Projeto UCA
ismaelfurtado
 
Relatorio pibid
Relatorio pibidRelatorio pibid
Relatorio pibid
Irmã Leodgard Gausepohl
 
Relatório Prouca 2 bim 2013/ com o PIBID/Ufopa
Relatório Prouca 2 bim  2013/ com o PIBID/UfopaRelatório Prouca 2 bim  2013/ com o PIBID/Ufopa
Relatório Prouca 2 bim 2013/ com o PIBID/Ufopa
Lúcia Maia
 
Tutorial Classmate
Tutorial ClassmateTutorial Classmate
Tutorial Classmate
Projeto UCA
 
Banner pibid ii feira de integração
Banner pibid ii feira de integraçãoBanner pibid ii feira de integração
Banner pibid ii feira de integração
Irmã Leodgard Gausepohl
 
Blitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
Blitz Ecológica Escola Irmã LeodgardBlitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
Blitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
Irmã Leodgard Gausepohl
 
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na telaTutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
Projeto UCA
 
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHLPPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
Lúcia Maia
 
Plano de ação2011
Plano de ação2011Plano de ação2011
Plano de ação2011
milenafelipe
 
Plano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 prontoPlano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 pronto
Iolanda Bieler
 
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTALINFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
profleandrog
 
Razão áurea
Razão áureaRazão áurea
Projeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
Projeto LaboratóRio De InformáTica EducacionalProjeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
Projeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
norbertoschwantes
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
Herlan Ribeiro de Souza
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
aparecidalavagnoli521
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO VILHENA
 

Destaque (20)

Plano de ação uca 2013
Plano de ação uca 2013Plano de ação uca 2013
Plano de ação uca 2013
 
Progitec do Uca
Progitec do UcaProgitec do Uca
Progitec do Uca
 
Projeto poesia digital
Projeto poesia digitalProjeto poesia digital
Projeto poesia digital
 
Pilares de sustentação do Projeto UCA
Pilares de sustentação do Projeto UCAPilares de sustentação do Projeto UCA
Pilares de sustentação do Projeto UCA
 
Relatorio pibid
Relatorio pibidRelatorio pibid
Relatorio pibid
 
Relatório Prouca 2 bim 2013/ com o PIBID/Ufopa
Relatório Prouca 2 bim  2013/ com o PIBID/UfopaRelatório Prouca 2 bim  2013/ com o PIBID/Ufopa
Relatório Prouca 2 bim 2013/ com o PIBID/Ufopa
 
Tutorial Classmate
Tutorial ClassmateTutorial Classmate
Tutorial Classmate
 
Banner pibid ii feira de integração
Banner pibid ii feira de integraçãoBanner pibid ii feira de integração
Banner pibid ii feira de integração
 
Blitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
Blitz Ecológica Escola Irmã LeodgardBlitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
Blitz Ecológica Escola Irmã Leodgard
 
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na telaTutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
Tutorial Classmate: Resolvendo bug do X na tela
 
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHLPPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
PPP -ESCOLA IRMÃ LEODGARD GAUSEPOHL
 
Plano de ação2011
Plano de ação2011Plano de ação2011
Plano de ação2011
 
Plano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 prontoPlano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 pronto
 
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTALINFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
INFORMÁTICA EDUCATIVA 1º AO 5º DO ENSINO FUNDAMENTAL
 
Razão áurea
Razão áureaRazão áurea
Razão áurea
 
Projeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
Projeto LaboratóRio De InformáTica EducacionalProjeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
Projeto LaboratóRio De InformáTica Educacional
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
Plano de ação pedagógica 2009   anandreiaPlano de ação pedagógica 2009   anandreia
Plano de ação pedagógica 2009 anandreia
 

Semelhante a Plano de ação lie 2014

Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
Genilsa Aparecida
 
Plano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do LabinPlano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do Labin
LOCIMAR MASSALAI
 
Oficina diário linux educacional 2014 nazira anache
Oficina diário   linux educacional 2014 nazira anacheOficina diário   linux educacional 2014 nazira anache
Oficina diário linux educacional 2014 nazira anache
Delziene Jesus
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
Genilsa Aparecida
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
MARIODOSSANTOS14
 
Laboratório de Informática Educativa
Laboratório de Informática EducativaLaboratório de Informática Educativa
Laboratório de Informática Educativa
Vuldembergue Farias
 
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdfMaterial de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
kethlinn
 
Plano de ação 2
Plano de ação 2Plano de ação 2
Plano de ação 2
Mariadajuda
 
Plano de ação 2
Plano de ação 2Plano de ação 2
Plano de ação 2
Mariadajuda
 
Projeto lei 2014
Projeto lei   2014Projeto lei   2014
Projeto lei 2014
Roberto Jesus
 
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
leneviana
 
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
Dirce Cristiane Camilotti
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
Necy
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6
Renata de Sousa
 
Apresentacao eproinfo curso2
Apresentacao eproinfo curso2Apresentacao eproinfo curso2
Apresentacao eproinfo curso2
nogcaritas
 
Projeto informática
Projeto informáticaProjeto informática
Projeto informática
William Régis
 
Atribuicoes cli
Atribuicoes cliAtribuicoes cli
Atribuicoes cli
Vânia Vedana
 
Fce mediações no cotidiano do lab info. educativa
Fce    mediações  no cotidiano do lab info. educativaFce    mediações  no cotidiano do lab info. educativa
Fce mediações no cotidiano do lab info. educativa
EMEF ODL
 
FCE mediações no cotidiano do lab informática
FCE mediações  no cotidiano do lab informáticaFCE mediações  no cotidiano do lab informática
FCE mediações no cotidiano do lab informática
EMEF ODL
 
L I E 2010
L I E 2010L I E 2010
L I E 2010
Washington Rocha
 

Semelhante a Plano de ação lie 2014 (20)

Plano de ação 2011
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011
 
Plano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do LabinPlano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do Labin
 
Oficina diário linux educacional 2014 nazira anache
Oficina diário   linux educacional 2014 nazira anacheOficina diário   linux educacional 2014 nazira anache
Oficina diário linux educacional 2014 nazira anache
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
letrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdfletrameto digitaç.pdf
letrameto digitaç.pdf
 
Laboratório de Informática Educativa
Laboratório de Informática EducativaLaboratório de Informática Educativa
Laboratório de Informática Educativa
 
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdfMaterial de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
Material de apoio 4º ANO - 1º TRIMESTRE 2024.pdf
 
Plano de ação 2
Plano de ação 2Plano de ação 2
Plano de ação 2
 
Plano de ação 2
Plano de ação 2Plano de ação 2
Plano de ação 2
 
Projeto lei 2014
Projeto lei   2014Projeto lei   2014
Projeto lei 2014
 
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
Experiência de uso educacional de ferramenta web 2.0
 
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
NTE-Regional-Reunião PROGETEC-2013
 
Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010Plano De AçãO2010
Plano De AçãO2010
 
O computador na sociedade do conhecimento cap6
O computador na sociedade do conhecimento   cap6O computador na sociedade do conhecimento   cap6
O computador na sociedade do conhecimento cap6
 
Apresentacao eproinfo curso2
Apresentacao eproinfo curso2Apresentacao eproinfo curso2
Apresentacao eproinfo curso2
 
Projeto informática
Projeto informáticaProjeto informática
Projeto informática
 
Atribuicoes cli
Atribuicoes cliAtribuicoes cli
Atribuicoes cli
 
Fce mediações no cotidiano do lab info. educativa
Fce    mediações  no cotidiano do lab info. educativaFce    mediações  no cotidiano do lab info. educativa
Fce mediações no cotidiano do lab info. educativa
 
FCE mediações no cotidiano do lab informática
FCE mediações  no cotidiano do lab informáticaFCE mediações  no cotidiano do lab informática
FCE mediações no cotidiano do lab informática
 
L I E 2010
L I E 2010L I E 2010
L I E 2010
 

Mais de Herlan Ribeiro de Souza

Pré-Projeto: Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
Pré-Projeto:  Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de JacundáPré-Projeto:  Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
Pré-Projeto: Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
Herlan Ribeiro de Souza
 
A chegada dos portugueses ao brasil
A chegada dos portugueses ao brasilA chegada dos portugueses ao brasil
A chegada dos portugueses ao brasil
Herlan Ribeiro de Souza
 
A água
A águaA água
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
Herlan Ribeiro de Souza
 
Palestra cap rogério pm
Palestra cap rogério pmPalestra cap rogério pm
Palestra cap rogério pm
Herlan Ribeiro de Souza
 
Projeto: Lúdico e o Tradicional
Projeto: Lúdico e o TradicionalProjeto: Lúdico e o Tradicional
Projeto: Lúdico e o Tradicional
Herlan Ribeiro de Souza
 
Curriculo Herlan Ribeiro de Souza
Curriculo Herlan Ribeiro de SouzaCurriculo Herlan Ribeiro de Souza
Curriculo Herlan Ribeiro de Souza
Herlan Ribeiro de Souza
 
Obmep 2014
Obmep 2014Obmep 2014
Lei orgânica do Município de Jacundá
Lei orgânica do Município de JacundáLei orgânica do Município de Jacundá
Lei orgânica do Município de Jacundá
Herlan Ribeiro de Souza
 
Projeto Proinfo
Projeto ProinfoProjeto Proinfo
Projeto Proinfo
Herlan Ribeiro de Souza
 
Arte e tecnologia na escola
Arte e tecnologia na escolaArte e tecnologia na escola
Arte e tecnologia na escola
Herlan Ribeiro de Souza
 
Função polinomial
Função polinomialFunção polinomial
Função polinomial
Herlan Ribeiro de Souza
 
Fundamentos da educação
Fundamentos da educaçãoFundamentos da educação
Fundamentos da educação
Herlan Ribeiro de Souza
 
Teoria do texto literário
Teoria do texto literárioTeoria do texto literário
Teoria do texto literário
Herlan Ribeiro de Souza
 
Cálculo numérico
Cálculo numéricoCálculo numérico
Cálculo numérico
Herlan Ribeiro de Souza
 
Formação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
Formação de Educadores: Uma Perspectiva MultidimensionalFormação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
Formação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
Herlan Ribeiro de Souza
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
Herlan Ribeiro de Souza
 
Fonética
FonéticaFonética
Função do 1º grau
Função do 1º grauFunção do 1º grau
Função do 1º grau
Herlan Ribeiro de Souza
 
Zero de função
Zero de funçãoZero de função
Zero de função
Herlan Ribeiro de Souza
 

Mais de Herlan Ribeiro de Souza (20)

Pré-Projeto: Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
Pré-Projeto:  Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de JacundáPré-Projeto:  Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
Pré-Projeto: Etnomatemática e a Cubagem de Madeira no Município de Jacundá
 
A chegada dos portugueses ao brasil
A chegada dos portugueses ao brasilA chegada dos portugueses ao brasil
A chegada dos portugueses ao brasil
 
A água
A águaA água
A água
 
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
Olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas 2015
 
Palestra cap rogério pm
Palestra cap rogério pmPalestra cap rogério pm
Palestra cap rogério pm
 
Projeto: Lúdico e o Tradicional
Projeto: Lúdico e o TradicionalProjeto: Lúdico e o Tradicional
Projeto: Lúdico e o Tradicional
 
Curriculo Herlan Ribeiro de Souza
Curriculo Herlan Ribeiro de SouzaCurriculo Herlan Ribeiro de Souza
Curriculo Herlan Ribeiro de Souza
 
Obmep 2014
Obmep 2014Obmep 2014
Obmep 2014
 
Lei orgânica do Município de Jacundá
Lei orgânica do Município de JacundáLei orgânica do Município de Jacundá
Lei orgânica do Município de Jacundá
 
Projeto Proinfo
Projeto ProinfoProjeto Proinfo
Projeto Proinfo
 
Arte e tecnologia na escola
Arte e tecnologia na escolaArte e tecnologia na escola
Arte e tecnologia na escola
 
Função polinomial
Função polinomialFunção polinomial
Função polinomial
 
Fundamentos da educação
Fundamentos da educaçãoFundamentos da educação
Fundamentos da educação
 
Teoria do texto literário
Teoria do texto literárioTeoria do texto literário
Teoria do texto literário
 
Cálculo numérico
Cálculo numéricoCálculo numérico
Cálculo numérico
 
Formação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
Formação de Educadores: Uma Perspectiva MultidimensionalFormação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
Formação de Educadores: Uma Perspectiva Multidimensional
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
 
Fonética
FonéticaFonética
Fonética
 
Função do 1º grau
Função do 1º grauFunção do 1º grau
Função do 1º grau
 
Zero de função
Zero de funçãoZero de função
Zero de função
 

Último

BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 

Último (20)

BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 

Plano de ação lie 2014

  • 1. EMEF Dep. Raimundo Ribeiro de Souza
  • 2. OBJETIVO GERAL Oportunizar toda a comunidade escolar a aprender e usar os recursos tecnológicos digitais que lhes são fornecidos para a informatização do ensino- aprendizagem. Preparando o aluno para o mundo digital que os cerca e cada vez mais vem ampliando os horizontes do ambiente em que vivemos. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Incentivar os professores incluir no planejamento aulas usando o LIE;  Disponibilizar o uso do LIE para professores, funcionários e alunos e comunidade;  Elaborar um quadro de horário fixo semanal para agendar o uso do LIE;  Agendar pesquisa para alunos, em horário oposto, de acordo com a solicitação do professor;  Proporcionar, aos alunos, meios para que eles percebam o LIE como um espaço de estudo e pesquisa e não de lazer;  Auxiliar o aluno no momento da pesquisa.  Oportunizar horários para ex-alunos realizarem pesquisas conforme solicitação de professores.  Desenvolver atividades de formação dos educadores para manuseio dos equipamentos do LIE;  Manter registros atualizados de agendamento dos professores e controle de pesquisas de alunos no LIE;  Informar ao DTC os problemas técnicos das máquinas do LIE;  Manter atualizado o blog da escola com atividades e projetos e eventos desenvolvidos;  Realizar todos os projetos que estão incluso nos programas deste estabelecimento de ensino (PPP. PDE. PDDE). JUSTIFICATIVA O desafio da atualidade é como inserir na escola um sistema comunicativo que contemple ao mesmo tempo experiências culturais heterogêneas, o entorno das novas tecnologias da informação e da comunicação, além de configurar o espaço educacional
  • 3. como um lugar onde o processo de aprendizagem conserve seu encanto (BARBERO. 1996, p. 10-22). De acordo com o Art. 4°. da portaria de n.0948/10, os laboratórios de informática escolar têm como objetivo: I. Oferecer atendimento ao maior número de professores e alunos, de todos os turnos e níveis e modalidades de ensino em funcionamento em escola. II. Ser acessível a todos os alunos, professores, gestores e equipe técnica. III. Ser utilizado, prioritariamente, para as atividades relativas ao processo de aprendizagem dos alunos e capacitação de professores, sendo que outras atividades educacionais poderão ser desenvolvidas nesses laboratórios, desde que não haja nenhum comprometimento com sua utilização regular por professores e alunos. Neste sentido, as ações desenvolvidas no LIE visam contemplar as necessidades que a comunidade escolar apresenta, priorizando o atendimento dos alunos. Porém, vale lembrar que Belloni (1991) diz que a mídia representa um campo autônomo do conhecimento e deve ser estudado e ensinado da mesma maneira que estudamos e ensinamos literatura, por exemplo, a integração da mídia à escola tem de ser realizada em dois níveis: enquanto objeto de estudo, fornecendo às crianças e adolescentes meios de dominar uma nova linguagem; e enquanto instrumento pedagógico, dando aos professores suporte eficaz para melhorar a qualidade do ensino. Por isso, os professores terão horário distinto para o planejamento, estudo e ensino, direito que é assegurado pelo decreto. Mas vale lembrar que ensinar com as novas mídias será uma revolução, se mudar simultaneamente os paradigmas convencionais do ensino, que mantêm distantes professores e alunos. Caso contrário conseguir-se á dar apenas um verniz de modernidade, sem mexer no essencial. Já se sabe que a internet é um novo meio de comunicação, que pode ajudar a rever, a ampliar e a modificar muitas das formas atuais de ensinar e de aprender (MORAN, 2000, p.57). Neste contexto, o art. 6°. descreve que são atribuições do professor coordenador do laboratório de informática escolar: I. Assessorar as atividades desenvolvidas pelos professores no laboratório de informática escolar, não podendo substituir a função docente dos professores regularmente lotados com este fim; II. Elaborar Plano de Ação e relatório das atividades desenvolvidas, III. Realizar cronograma de atendimento de alunos e professores
  • 4. no laboratório, assegurando semanalmente 02 (duas) horas para aprimoramento profissional (formação continuada); IV. Motivar e capacitar os professores da (s) escola (s) para utilizar, com seus alunos, o laboratório; V. Participar da elaboração do Projeto Pedagógico da Escola e de todas as atividades previstas no calendário escolar, inclusive do horário de planejamento, garantindo um trabalho integrado com as atividades desenvolvidas em sala de aula, nos diversos componentes curriculares; VI. Viabilizar junto à direção escolar os materiais necessários para o bom funcionamento do laboratório, incluindo peças de reposição; VII. Manter o laboratório organizado para utilização de alunos professores no desenvolvimento das ações, disponibilizando softwares em rede; VIII. Zelar pela manutenção e pelo bom funcionamento dos computadores; IX. Participar de capacitações (formação continuada) quando oferecidas. DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES As atividades a serem desenvolvidas no laboratório de informática estão divididas nas seguintes etapas: 1ª Etapa: Promover um encontro de sensibilização, mobilizando o corpo docente da escola sobre a importância da utilização dos recursos tecnológicos, disponíveis no laboratório de informática, no processo ensino e aprendizagem. 2ª Etapa: Visita dos docentes ao Laboratório de informática da escola, para que possam se familiarizar com o ambiente e o uso das novas tecnologias. 3ª Etapa: Realizar uma palestra com os alunos sobre a importância das tecnologias no processo ensino e aprendizagem, bem como, a utilização e a preservação dos recursos tecnológicos que a escola disponibiliza. 4ª Etapa: Caberá aos professores elaborar, ao longo do ano letivo, seu plano de aula inserindo o computador e os demais recursos tecnológicos já citados neste projeto, como ferramentas didáticas a serem utilizadas pelos alunos para aquisição de conhecimento. O plano de aula contemplando o uso do laboratório de informática e dos demais recursos tecnológicos deverá ser entregue pelo professor (a) da turma ao professor (a) Orientador (a) do Proinfo, com no mínimo 02 dias de antecedência.
  • 5. Problemática Ações Metas Recursos Período Responsável Observação Configurações e Instalações Instalar programas para desenvolvimento das aulas e manutenção Atualização de softwares Softwares Fevereiro Professor do LIE e DTC a ser executado Mau uso do laboratório por parte da comunidade Uso adequado dos computadores Conservação dos computadores Palestras de Conscientização Fevereiro à Dezembro de 2014 Professor do LIE juntamente com o professor responsável pela turma a ser executado Dificuldade no uso do computador Atendimento ao educando Habilitar os educando no uso do LIE Mini curso Fevereiro Professor do LIE juntamente com o professor responsável pela turma a ser executado Professores com dificuldades na utilização e manuseio da sala do PROINFO Atendimento e assessoria aos professores Habilitar os professores no uso do LIE Mini curso Fevereiro Professor do LIE a ser executado Montar atividades semanais Atividades da Escola Tornar acessível o uso da informática a todos os discentes Computador e Internet Fevereiro à Dezembro de 2014 Professor do LIE juntamente com o corpo docente e administrativo a ser executado
  • 6. Necessidade de atendimento na área das TIC’s Elaborar Plano de Ação e relatório das atividades desenvolvidas Trabalhar de acordo com o plano de ação Computador e impressora Fevereiro, Junho e Dezembro. Professor do LIE juntamente com o corpo docente e administrativo executado Organização e orientação das aulas na sala do PROINFO Realizar cronograma de atendimento aos alunos e professores Atender de forma adequada toda a clientela da escola Laboratório de informática Semanal Professor do LIE a ser executado Sujeira na Central de Ar Limpeza da Central de Ar Manter o ambiente bem climatizado para o bem estar da clientela PDDE Fevereiro Professor do LIE e DTC a ser executado Computadores com problemas Formatar todos os computadores Deixar todos os computadores em perfeitas condições de uso Semed Janeiro Professor do LIE e DTC a ser executado Bancadas danificadas Providenciar Novas Bancadas Substituir todas as bancadas por outras mais resistentes PDDE e PDE Janeiro à Junho 2014 Professor do LIE e DTC a ser executado Falta e danificações de estabilizadores Adquirir 08 (oito) Estabilizadores Adquirir para cada computador um estabilizador PDDE e PDE Janeiro e Fevereiro Professor do LIE e DTC a ser executado Data show danificado Conserto do Data Consertar o data show para auxiliar PDDE e PDE Janeiro Professor do LIE e a ser executado
  • 7. show nas vídeo-aulas DTC Falta de cadeiras Adquirir 15 (quinze) cadeiras Adquirir mais assentos para melhor acomodação dos discentes PDDE e PDE Janeiro à Junho Professor do LIE e DTC a ser executado Falta de computadores Adquirir 15 (quinze) novos computadores Garantir que todos os alunos manuseiem os computadores de forma direta, ou seja, um computador para cada aluno. PDDE e PDE Janeiro à Junho Professor do LIE e DTC a ser executado