SlideShare uma empresa Scribd logo
A Arte Renascentista
“ A estética renascentista: formas clássicas e a apoteose do génio” InHistória da Humanidade, Idade Moderna, O Renascimento, Círculo de Leitores
Quais as razões pelas quais Itália se tornou o berço da arte renascentista?
    A partir de 1453, com a queda de Constantinopla (capital do Império romano do Oriente) nas mãos dos Turcos muitos homens cultos  fogem para Roma e trazem manuscritos antigos.
    Nas escolas, os burgueses estudavam a   cultura  grega e romana Arte Grega Arte Romana
     Começaram a dar valor aos antigos vestígios romanos existentes nas cidades italianas
RIVALIDADE ENTRE AS CIDADES ITALIANAS Vista sobre Florença, StefanoBonsignori, Museu de Florença, 1470-1490 A riqueza de algumas cidades italianas como Génova, Veneza e Florença fazia com que rivalizassem entre si Todas elas queriam construir os melhores monumentos e ter os melhores artistas
PRÁTICA DO MECENATO
Lourenço de Médicis, governador da cidade de Florença (1469-1492)
Desenho de Leonardo da Vinci
Interior da Cúpula da Basílica de S. Pedro
Miguel Ângelo  obrigada pela sua visita!
Quais as características da arquitectura renascentista?
Abóbada de Berço
Elementos arquitectónicos renascentistas Cúpula Frontão triangular Colunas Arco de volta perfeita Friso Equilíbrio  Proporção / Simetria
Qualquer construção era planeada e executada segundo regras geométricas =  RACIONALIDADE, EQUILÍBRIO, SIMETRIA
Os edifícios abandonam a verticalidade, típica do estilo gótico, e passaram a ser marcados por linhas horizontais = HORIZONTALIDADE Palácio Farnese, Roma (inícios do séc. XVI)
O objectivo da arquitectura renascentista era: criar a cidade ideal Perspectiva de cidade ideal – obra atribuída a PierodellaFrancesca, 1460.  Esquema de via de circulação e edifícios, em dois níveis, para cidade ideal – obra posterior a 1485 de Leonardo da Vinci
Arquitectos Brunelleschi ,[object Object]
Miguel Ângelo,[object Object]
Igreja de SanPietroinMontorio, obra emblemática de Bramante
Características da arquitectura do Renascimento: Elementos clássicos  		- sobreposição de ordens arquitectónicas (dórica, jónica e coríntia);  		- arco de volta perfeita; 		- o frontão; 		- a abóbada de berço; 		- a cúpula; Inovações do renascimento 		- equilíbrio geométrico; 		- simetria das formas e volumes; 		- horizontalidade conseguida através de elementos como cornijas, frisos e balaustradas.
Quais os princípios da pintura renascentista?
Lucas Cranach, Adão e Eva (1531)
NATURALISMO: a representação do nu valorizava o Homem na sua beleza natural Lucas Cranach, Adão e Eva (1531) Lucas Cranach, Vénus e o Cúpido
JanVanEyck, Retrato de casamento (1434)
REALISMO: os artistas renascentistas representavam a realidade tal como a observavam JanVanEyck, Retrato de casamento (1434)
Pierodella Francesca,  Retrato de Federico Montefeltro Leonardo da Vinci, Monalisa ou Gioconda
No Renascimento desenvolveu-se, também, a arte do retrato Assume um importante papel na valorização do indivíduo reflecte o individualismo do Homem do Renascimento Este tipo de obra era encomendada com alguma regularidade aos artistas. Pierodella Francesca,  Retrato de Federico Montefeltro Leonardo da Vinci, Monalisa ou Gioconda
Quais as novas técnicas aplicadas à pintura?
“sfumato” Virgem e Menino com Santa de Leonardo da Vinci (aproximadamente em 1510)
O “sfumato” foi uma nova técnica amplamente utilizada no Renascimento Consistia num efeito de gradação das cores, sem utilizar contornos, onde os efeitos de luz e sombra davam a ilusão de distanciamento face ao objecto central da tela Esta nova técnica foi inventada por Leonardo da Vinci
Composição geométrica em pirâmide As figuras são representadas segundo esquemas geométricos Transmitem maior equilíbrio ao conjunto
Pintura Medieval Pintura Renascentista
Perspectiva: ideia de profundidade O que está mais afastado é pintado em tamanho menor
Esta pintura representa a deusa Vênus a emergir do mar como mulher adulta, conforme o descrito na mitologia romana. O Nascimento de Venus de Botticelli (1483)  Temas da mitologia clássica
Temas da pintura renascentista Pintura informativa / formativa Representação do nu Políticos  A dimensão dadas às personagens relaciona-se com a sua importância social  Preponderância dos temas religiosos Representação da Natureza Temas da mitologia clássica e religiosos  Retrato  Selecciona os temas da pintura renascentista
Características da pintura renascentista ,[object Object],		- pintura a óleo (JanVanEyck, Flandres) 		- sfumato ,[object Object],		- técnica da perspectiva (ilusão de profundidade) 		- naturalismo 		- realismo 		- composição geométrica
Pintores: Miguel Ângelo ,[object Object]
Botticelli,[object Object]
Características da escultura renascentista Arte individual (independente da arquitectura) Harmonia Realismo (rigor expressivo e anatómico) Pietá de Miguel Ângelo
Monumentalidade Estátua equestre do Gattamelata, em Pádua de Donatello (1450)
Temas da escultura renascentista  Naturalismo Estatuária antiga
Características da escultura renascentista Individualização (a escultura tornou-se autónoma da arquitectura);  Monumentalidade(as esculturas da figura humana e equestre surgem com um aspecto majestoso); Harmonia / equilíbrio geométrico (simetria das formas e volumes equilibrados); Realismo (o corpo humano é representado com rigor expressivo  e anatómico, sendo-lhe atribuindo um efeito de movimento natural).
Escultores Miguel Ângelo ,[object Object],[object Object]
Sumário: A arte renascentista
Arte renascentista

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Módulo 7   escultura e pintura neoclássicaMódulo 7   escultura e pintura neoclássica
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Carla Freitas
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
Tânia Domingos
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
Laguat
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
cattonia
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
cindy1977
 
Arts & Crafts e Arte Nova
Arts & Crafts e Arte NovaArts & Crafts e Arte Nova
Arts & Crafts e Arte Nova
Michele Pó
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
Ana Barreiros
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
Carlos Vieira
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Carla Freitas
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Priscila Silva
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
Hca Faro
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
Angela Santos
 
A arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidroA arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidro
Carlos Pinheiro
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Viviane Marques
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Ana Barreiros
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
Geovane Albertino
 
02 pintura renascentista
02 pintura renascentista02 pintura renascentista
02 pintura renascentista
Vítor Santos
 
Barroco(s)
Barroco(s)Barroco(s)
Barroco(s)
cattonia
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
Viviane Marques
 
Rococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundoRococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundo
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
Módulo 7   escultura e pintura neoclássicaMódulo 7   escultura e pintura neoclássica
Módulo 7 escultura e pintura neoclássica
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
Renascimento escultura
Renascimento esculturaRenascimento escultura
Renascimento escultura
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Arts & Crafts e Arte Nova
Arts & Crafts e Arte NovaArts & Crafts e Arte Nova
Arts & Crafts e Arte Nova
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
A arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidroA arquitetura do ferro e do vidro
A arquitetura do ferro e do vidro
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
02 pintura renascentista
02 pintura renascentista02 pintura renascentista
02 pintura renascentista
 
Barroco(s)
Barroco(s)Barroco(s)
Barroco(s)
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
 
Rococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundoRococó da Europa para o mundo
Rococó da Europa para o mundo
 

Destaque

União ibérica
União ibéricaUnião ibérica
União ibérica
Maria Gomes
 
Arte gótica
Arte góticaArte gótica
Arte gótica
Maria Gomes
 
Colonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismoColonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismo
Maria Gomes
 
Grão Vasco
Grão VascoGrão Vasco
Grão Vasco
Jorge Almeida
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
Maria Gomes
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Maria Gomes
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
Maria Gomes
 
A pintura portuguesa no séc. xvi
A pintura portuguesa no séc. xviA pintura portuguesa no séc. xvi
A pintura portuguesa no séc. xvi
António Silva
 
Arte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em PortugalArte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em Portugal
Maria Gomes
 
Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
Maria Gomes
 

Destaque (10)

União ibérica
União ibéricaUnião ibérica
União ibérica
 
Arte gótica
Arte góticaArte gótica
Arte gótica
 
Colonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismoColonialismo e imperialismo
Colonialismo e imperialismo
 
Grão Vasco
Grão VascoGrão Vasco
Grão Vasco
 
Sociedade medieval14
Sociedade medieval14Sociedade medieval14
Sociedade medieval14
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Trajesépocadescobrimentos
TrajesépocadescobrimentosTrajesépocadescobrimentos
Trajesépocadescobrimentos
 
A pintura portuguesa no séc. xvi
A pintura portuguesa no séc. xviA pintura portuguesa no séc. xvi
A pintura portuguesa no séc. xvi
 
Arte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em PortugalArte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em Portugal
 
Salazar e os judeus
Salazar e os judeusSalazar e os judeus
Salazar e os judeus
 

Semelhante a Arte renascentista

Renascimento intelectual
Renascimento intelectualRenascimento intelectual
Renascimento intelectual
Ócio do Ofício
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Rafaelaguimaraes
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Camila Mirka
 
3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega
Clarice Dall Acqua
 
A Arte renascentista
A Arte renascentista A Arte renascentista
A Arte renascentista
Miryan Carneiro
 
arte
artearte
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Ellen_Assad
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
guestee073a
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Natália Cabral
 
Aula 03 renascimento-maneirismo
Aula 03 renascimento-maneirismoAula 03 renascimento-maneirismo
Aula 03 renascimento-maneirismo
Marcio Duarte
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Ana Beatriz Cargnin
 
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
A arte renascentista   power-point de história. iva leão.A arte renascentista   power-point de história. iva leão.
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
Iva Leão
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Lu Rebordosa
 
Renascimento EM 2015
Renascimento EM 2015Renascimento EM 2015
Renascimento EM 2015
Adriana Guimarães Manaro
 
7o. ano renascimento na itália
7o. ano  renascimento na itália7o. ano  renascimento na itália
7o. ano renascimento na itália
ArtesElisa
 
Renascimento e o barroco
 Renascimento e o barroco Renascimento e o barroco
Renascimento e o barroco
Ingrid Papasidio
 
Cultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.pptCultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.ppt
MauricioFraga5
 
Renascimento pintura
Renascimento   pinturaRenascimento   pintura
Renascimento pintura
Luis Henrique Gallina
 
Resnascimento cultural cientifico
Resnascimento cultural cientificoResnascimento cultural cientifico
Resnascimento cultural cientifico
Suzan Karolaine Paixao
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
Danilson Silva
 

Semelhante a Arte renascentista (20)

Renascimento intelectual
Renascimento intelectualRenascimento intelectual
Renascimento intelectual
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
 
3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega
 
A Arte renascentista
A Arte renascentista A Arte renascentista
A Arte renascentista
 
arte
artearte
arte
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Aula 03 renascimento-maneirismo
Aula 03 renascimento-maneirismoAula 03 renascimento-maneirismo
Aula 03 renascimento-maneirismo
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
A arte renascentista   power-point de história. iva leão.A arte renascentista   power-point de história. iva leão.
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Renascimento EM 2015
Renascimento EM 2015Renascimento EM 2015
Renascimento EM 2015
 
7o. ano renascimento na itália
7o. ano  renascimento na itália7o. ano  renascimento na itália
7o. ano renascimento na itália
 
Renascimento e o barroco
 Renascimento e o barroco Renascimento e o barroco
Renascimento e o barroco
 
Cultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.pptCultura renascentista.ppt
Cultura renascentista.ppt
 
Renascimento pintura
Renascimento   pinturaRenascimento   pintura
Renascimento pintura
 
Resnascimento cultural cientifico
Resnascimento cultural cientificoResnascimento cultural cientifico
Resnascimento cultural cientifico
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
 

Mais de Maria Gomes

À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
Maria Gomes
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
Maria Gomes
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
Maria Gomes
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
Maria Gomes
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
Maria Gomes
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Maria Gomes
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
Maria Gomes
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
Maria Gomes
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
Maria Gomes
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
Maria Gomes
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
Maria Gomes
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Maria Gomes
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
Maria Gomes
 
Ditadura Estalinista
Ditadura EstalinistaDitadura Estalinista
Ditadura Estalinista
Maria Gomes
 
Revolução soviética14
Revolução soviética14Revolução soviética14
Revolução soviética14
Maria Gomes
 
Egiptoeconomia
EgiptoeconomiaEgiptoeconomia
Egiptoeconomia
Maria Gomes
 

Mais de Maria Gomes (20)

À descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquestÀ descoberta do Foral de Gondomar webquest
À descoberta do Foral de Gondomar webquest
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515Foral de Gondomar 1515
Foral de Gondomar 1515
 
Foral de Gondomar
Foral de GondomarForal de Gondomar
Foral de Gondomar
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
 
Música da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentosMúsica da època dos DEscobrimentos
Música da època dos DEscobrimentos
 
Instauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismoInstauraçãodo liberalismo
Instauraçãodo liberalismo
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
 
Jogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoriaJogo domínio senhoria
Jogo domínio senhoria
 
Domínio senhorial14a
Domínio senhorial14aDomínio senhorial14a
Domínio senhorial14a
 
Crença na imortalidade
Crença na imortalidadeCrença na imortalidade
Crença na imortalidade
 
Antigo egito14geo
Antigo egito14geoAntigo egito14geo
Antigo egito14geo
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Resumopaleolítico
ResumopaleolíticoResumopaleolítico
Resumopaleolítico
 
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho  e correçãoRevolução soviética – ficha de trabalho  e correção
Revolução soviética – ficha de trabalho e correção
 
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalhoREVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
REVOLUÇÃO SOVIÉTICA - ficha de trabalho
 
Ditadura Estalinista
Ditadura EstalinistaDitadura Estalinista
Ditadura Estalinista
 
Revolução soviética14
Revolução soviética14Revolução soviética14
Revolução soviética14
 
Egiptoeconomia
EgiptoeconomiaEgiptoeconomia
Egiptoeconomia
 

Último

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

Arte renascentista

  • 2. “ A estética renascentista: formas clássicas e a apoteose do génio” InHistória da Humanidade, Idade Moderna, O Renascimento, Círculo de Leitores
  • 3. Quais as razões pelas quais Itália se tornou o berço da arte renascentista?
  • 4. A partir de 1453, com a queda de Constantinopla (capital do Império romano do Oriente) nas mãos dos Turcos muitos homens cultos fogem para Roma e trazem manuscritos antigos.
  • 5. Nas escolas, os burgueses estudavam a cultura grega e romana Arte Grega Arte Romana
  • 6. Começaram a dar valor aos antigos vestígios romanos existentes nas cidades italianas
  • 7. RIVALIDADE ENTRE AS CIDADES ITALIANAS Vista sobre Florença, StefanoBonsignori, Museu de Florença, 1470-1490 A riqueza de algumas cidades italianas como Génova, Veneza e Florença fazia com que rivalizassem entre si Todas elas queriam construir os melhores monumentos e ter os melhores artistas
  • 9. Lourenço de Médicis, governador da cidade de Florença (1469-1492)
  • 11.
  • 12. Interior da Cúpula da Basílica de S. Pedro
  • 13. Miguel Ângelo obrigada pela sua visita!
  • 14. Quais as características da arquitectura renascentista?
  • 16. Elementos arquitectónicos renascentistas Cúpula Frontão triangular Colunas Arco de volta perfeita Friso Equilíbrio Proporção / Simetria
  • 17. Qualquer construção era planeada e executada segundo regras geométricas = RACIONALIDADE, EQUILÍBRIO, SIMETRIA
  • 18. Os edifícios abandonam a verticalidade, típica do estilo gótico, e passaram a ser marcados por linhas horizontais = HORIZONTALIDADE Palácio Farnese, Roma (inícios do séc. XVI)
  • 19.
  • 20. O objectivo da arquitectura renascentista era: criar a cidade ideal Perspectiva de cidade ideal – obra atribuída a PierodellaFrancesca, 1460. Esquema de via de circulação e edifícios, em dois níveis, para cidade ideal – obra posterior a 1485 de Leonardo da Vinci
  • 21.
  • 22.
  • 23. Igreja de SanPietroinMontorio, obra emblemática de Bramante
  • 24. Características da arquitectura do Renascimento: Elementos clássicos - sobreposição de ordens arquitectónicas (dórica, jónica e coríntia); - arco de volta perfeita; - o frontão; - a abóbada de berço; - a cúpula; Inovações do renascimento - equilíbrio geométrico; - simetria das formas e volumes; - horizontalidade conseguida através de elementos como cornijas, frisos e balaustradas.
  • 25. Quais os princípios da pintura renascentista?
  • 26. Lucas Cranach, Adão e Eva (1531)
  • 27. NATURALISMO: a representação do nu valorizava o Homem na sua beleza natural Lucas Cranach, Adão e Eva (1531) Lucas Cranach, Vénus e o Cúpido
  • 28. JanVanEyck, Retrato de casamento (1434)
  • 29. REALISMO: os artistas renascentistas representavam a realidade tal como a observavam JanVanEyck, Retrato de casamento (1434)
  • 30. Pierodella Francesca, Retrato de Federico Montefeltro Leonardo da Vinci, Monalisa ou Gioconda
  • 31. No Renascimento desenvolveu-se, também, a arte do retrato Assume um importante papel na valorização do indivíduo reflecte o individualismo do Homem do Renascimento Este tipo de obra era encomendada com alguma regularidade aos artistas. Pierodella Francesca, Retrato de Federico Montefeltro Leonardo da Vinci, Monalisa ou Gioconda
  • 32. Quais as novas técnicas aplicadas à pintura?
  • 33. “sfumato” Virgem e Menino com Santa de Leonardo da Vinci (aproximadamente em 1510)
  • 34. O “sfumato” foi uma nova técnica amplamente utilizada no Renascimento Consistia num efeito de gradação das cores, sem utilizar contornos, onde os efeitos de luz e sombra davam a ilusão de distanciamento face ao objecto central da tela Esta nova técnica foi inventada por Leonardo da Vinci
  • 35.
  • 36. Composição geométrica em pirâmide As figuras são representadas segundo esquemas geométricos Transmitem maior equilíbrio ao conjunto
  • 37. Pintura Medieval Pintura Renascentista
  • 38. Perspectiva: ideia de profundidade O que está mais afastado é pintado em tamanho menor
  • 39. Esta pintura representa a deusa Vênus a emergir do mar como mulher adulta, conforme o descrito na mitologia romana. O Nascimento de Venus de Botticelli (1483) Temas da mitologia clássica
  • 40. Temas da pintura renascentista Pintura informativa / formativa Representação do nu Políticos A dimensão dadas às personagens relaciona-se com a sua importância social Preponderância dos temas religiosos Representação da Natureza Temas da mitologia clássica e religiosos Retrato  Selecciona os temas da pintura renascentista
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44. Características da escultura renascentista Arte individual (independente da arquitectura) Harmonia Realismo (rigor expressivo e anatómico) Pietá de Miguel Ângelo
  • 45. Monumentalidade Estátua equestre do Gattamelata, em Pádua de Donatello (1450)
  • 46. Temas da escultura renascentista Naturalismo Estatuária antiga
  • 47. Características da escultura renascentista Individualização (a escultura tornou-se autónoma da arquitectura); Monumentalidade(as esculturas da figura humana e equestre surgem com um aspecto majestoso); Harmonia / equilíbrio geométrico (simetria das formas e volumes equilibrados); Realismo (o corpo humano é representado com rigor expressivo e anatómico, sendo-lhe atribuindo um efeito de movimento natural).
  • 48.
  • 49.
  • 50. Sumário: A arte renascentista