SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
A pintura e a escultura neoclássica
A pintura neoclássica

                      Finais século XVIII
                               a
                      meados séculos XIX



                                                          Descobertas
Iluminismo                  Cientismo                    arqueológicas


             Humanismo                  Individualismo




                Reação contra o Barroco e o Rococó
A pintura neoclássica
        - históricos
        - alegóricos
Temas
        - mitológicos      Telas de grandes dimensões
        - heroicos
        - retrato

                        Grandiosidade e monumentallidade dos
                                conteúdos ideológicos




                        Jacques-Loius David, O Juramento
                               dos Horácios, 1784
A pintura neoclássica
                  - composição geométrica
                  - desenho rigoroso e linear
Características                                   Predominância da linha, do
                  - perfeccionismo técnico
                                                  contorno e do volume
                  - tratamento elaborado da
                  luz e do claro-escuro


                                      Corpos pintados como baixos-relevos




                                      Jacques-Loius David, Retrato de
                                         Madame Récamier, 1800
A pintura neoclássica
                   Cores?

Características
                   Forma de
                   representação da
                   realidade?




   Jacques-Louis David, Napoleão no
      Passo de Saint-Bernard , 1801
A pintura neoclássica
                  - cores sóbrias
                                                       Apelo à razão e não à
                  - não existe grande variação                emoção
Características   cromática

                                                   Idealização da realidade
                  - naturalismo
                                                 (modelos absolutos perfeitos)
A pintura neoclássica
                          Jacques-Louis David
           Temática:
           - temas históricos
           - temas contemporâneos
           - propaganda ideológica


           Foi o fundador da escola académica
           da pintura neoclássica


           Figura humana tratada com clareza de
                  expressão, despojada de
                      sentimentalismo
         Jacques-Loius David, Auto-retrato, 1794
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, O Juramento dos Horácios, 1784
A pintura neoclássica
                                               - Disposição teatral:
                                                   - esquerda: três jovens
                                                   lutadores;
                                                   - direita: grupo de
                                                   mulheres
                                                   - ponto central: mão que
                                                   agarra as espadas
                                               - figuras vestidas ao modo
                                               clássico

                                                       Ato simbólico: juramento
- Os filhos de Horácio juram dar a vida por Roma       coletivo

                                                       Símbolo da Revolução

          Jacques-Loius David, O Juramento dos Horácios, 1784
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, O Rapto das Sabinas, 1799
A pintura neoclássica
- cena tumultuosa:
soldados, mulheres e
crinaças numa batalha
- composição clássica: dois
combatentes preparados
para o embate são detidos
por uma mulher que se
interpõe


alegoria ao estado da
Revolução: convite para a
paz entre os agressores
internos e os defensores
internos



            Jacques-Loius David, O Rapto das Sabinas, 1799
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, Retrato de Madame Récamier, 1800
A pintura neoclássica
                                    - Representação da dama
                                    como se fosse uma
                                    romana(vestuário e pose)
                                    - a perspetiva quase
                                    desaparece e os fundos
                                    parecem uniformes, lisos e
                                    abstratos
                                    - olhar direto para o
                                    espectador




Jacques-Loius David, Retrato de Madame Récamier, 1800
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, A morte de Marat, 1793
A pintura neoclássica
- fundo inteiramente liso
- composição austera e estática
- cromatismo sóbrio e modulado,
como uma estátua


Marat como herói da revolução:
    - a banheira como elemento
    que incapacita a vítima
    - caixote que servia de mesa
    - a arma caída no chão
    contrasta com a pena suspensa
    da mão (a sua verdadeira
    arma)

                 Jacques-Loius David, A morte de Marat, 1793
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, O general Bonaparte, 1797
A pintura neoclássica

                 - David foi o principal retratista de
                 Napoleão
                 - o jovem general é apresentado como
                 o herói da Revolução, com sobriedade
                 e altivez
                 - o olhar forte e enérgico prenuncia o
                 futuro imperador




Jacques-Loius David, O general Bonaparte, 1797
A pintura neoclássica




Jacques-Loius David, A Sagração de Napoleão e a Coroação de Josefina, 1806-7
A pintura neoclássica
- Retrata a coroação de
Napoleão           como
imperador de França
numa     cerimónia   na
Catedral de Notre-Dame
de Paris, presenciada
pelo Papa Pio VII
- Napoleão, com as suas
próprias mãos retira a
coroa das mãos do papa
e colocou-a, ele próprio,
na sua cabeça
- De seguida, coroou a
sua    própria   esposa,         - não submissão do Estado à Igreja
Josefina, proclamando-a
imperatriz                       - enaltecimento do novo regime político


 Jacques-Loius David, A Sagração de Napoleão e a Coroação de Josefina, 1806-7
A pintura neoclássica

   Ingres




Jean Auguste Dominique Ingres, Napoleão no seu Trono Imperial, 1806
A pintura neoclássica
                                            Ingres


                          - discípulo de David
                          - notável desenhador
                          - desenhador e retratista de figuras públicas
                          e da sociedade


                          Inspiração numa gravação numa jóia romana
                          representando Júpiter, guardião de todo o
                          Império Romano




Jean Auguste Dominique Ingres, Napoleão no seu Trono Imperial, 1806
A pintura neoclássica
- discípulo de David
- notável desenhador
- desenhador e retratista de figuras
públicas e da sociedade




  - desenho firma, rigorosamente
  implantado na tela
  - sobriedade na expressão do rosto
  e no cromatismo




         Jean Auguste Dominique Ingres, O retrato do senhor Bertin, 1832
A pintura neoclássica




Jean Auguste Dominique Ingres, A banhista de Valpinçon, 1808
A pintura neoclássica
- mestria no tratamento do nu feminino
- formas de contornos nítidos e concisos,
de grande beleza e serenidade
- suavidade cromática: cores claras e
luminosas
- negro utilizado puro com o objetivo de
conseguir contrastes e reforçar a
modelação




        Jean Auguste Dominique Ingres, A banhista de Valpinçon, 1808
A pintura neoclássica




Jean Auguste Dominique Ingres, A Grande Odalisca, 1814
A pintura neoclássica




- Atmosfera serena
- na fase final, gosto pelo exótico (mulher retratada num harém) – próximo do
Romantismo
- costas estranhamente curvadas da imagem para criar um contorno mais agradável e
sensual.
              Jean Auguste Dominique Ingres, A Grande Odalisca, 1814
A pintura neoclássica



                                         - Na fase final, gosto
                                         pelo exótico




Jean Auguste Dominique Ingres, O banho turco, 1867
A pintura neoclássica
Gros




       Antoine-Jean Gros, Os pestíferos de Jaffa, 1804
A pintura neoclássica
                                                                    Gros



                                                       - seguidor de David
                                                       - composição
                                                       tipicamente clássica
                                                       - gosto por temas
                                                       românticos (heroismo e
                                                       orientalismo)



Napoleão visita os pestíferos da ilha de Jaffa durante a campanha no Egipto,
em 1799


                Antoine-Jean Gros, Os pestíferos de Jaffa, 1804
A escultura neoclássica
         - históricos
         - literários          Inspiração: arte
Temas                              clássica
         - mitológicos
         - alegóricos
                             Roupagens e poses
                             semelhantes às dos
                              deuses gregos e
                                 romanos


             Estátuas belas mas pouco pessoais




   Thordaldsen, Jasão com o Velo de Ouro, 1802-28
A escultura neoclássica
                                  Objetivo: glorificação e publicidade de
                                     políticos e de pessoas públicas


                                           Praças das cidades
                                                    +
                                      Casas de nobres e burgueses
                                                    +
                                                cemitérios




Houdon, Voltaire, 1781, maqueta de terracota para a estátua de mármore
A escultura neoclássica
                                         Formas de representação:
                                         - fidelidade
                                         - minúcia
                                         - perfeição
                                         - sentido estético
                                         - corpos nús ou seminús
                                         - formas serenas
                                         -Composições simples
                                         - expressão inexpressiva e
                                         impessoal
Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte,
          1804-08, mármore
A escultura neoclássica
                                         Formas de representação:
                                         - fidelidade
                                         - minúcia
                                         - perfeição
                                         - sentido estético
                                         - corpos nús ou seminús
                                         - formas serenas
                                         -Composições simples
                                         - expressão inexpressiva e
                                         impessoal
Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte,
          1804-08, mármore
A escultura neoclássica

        António
        Canova



- irmã de Napoleão,
seminua
- sensualidade
moderada
- tranquilidade clássica


                           Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte,
                                     1804-08, mármore
A escultura neoclássica
                                                          António
                                                          Canova



                                         - movimento
                                         - beleza ideal
                                         - simplicidade
                                         - sensualidade subtl




Canova, Psiché reanimada pelo Beijo do Amor, 1787-93, mármore
A escultura neoclássica
António
Canova




            Perseu           Vénus e Marte
A escultura neoclássica

  Jean-Antoine
    Houdon



    Um dos melhores retratistas




Houdon, Voltaire, 1781, maqueta de terracota para a estátua de mármore
A escultura neoclássica
           Jean-Antoine
             Houdon




Diderot                   Washington
A escultura neoclássica

 Thorvaldsen




         Fria elegância neoclássica




Thordaldsen, Jasão com o Velo de Ouro, 1802-28
A escultura neoclássica



          FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Ana Barreiros
 
Pintura Neoclássica
Pintura NeoclássicaPintura Neoclássica
Pintura NeoclássicaHca Faro
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCarlos Vieira
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalAna Barreiros
 
Módulo 9 arte
Módulo 9   arteMódulo 9   arte
Módulo 9 artecattonia
 
Os caminhos da abstracao formal
Os caminhos da abstracao formalOs caminhos da abstracao formal
Os caminhos da abstracao formalAna Barreiros
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoAna Barreiros
 
O romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pinturaO romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pinturaCarlos Pinheiro
 
A escultura no final do século XIX - Rodin
A escultura no final do século XIX - RodinA escultura no final do século XIX - Rodin
A escultura no final do século XIX - RodinCarlos Pinheiro
 
As grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xxAs grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xxAna Barreiros
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
NeoclassicismoHCA_10I
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoCarla Freitas
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismocattonia
 
Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização históricaCarla Freitas
 

Mais procurados (20)

Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900Arte ao redor de 1900
Arte ao redor de 1900
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
Pintura Neoclássica
Pintura NeoclássicaPintura Neoclássica
Pintura Neoclássica
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
 
Módulo 9 arte
Módulo 9   arteMódulo 9   arte
Módulo 9 arte
 
Os caminhos da abstracao formal
Os caminhos da abstracao formalOs caminhos da abstracao formal
Os caminhos da abstracao formal
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
 
O Rococó
O RococóO Rococó
O Rococó
 
O romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pinturaO romantismo na arquitetura e na pintura
O romantismo na arquitetura e na pintura
 
A escultura no final do século XIX - Rodin
A escultura no final do século XIX - RodinA escultura no final do século XIX - Rodin
A escultura no final do século XIX - Rodin
 
Rococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11ºRococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11º
 
As grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xxAs grandes ruturas no início do seculo xx
As grandes ruturas no início do seculo xx
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
 
A cultura da gare
A cultura da gareA cultura da gare
A cultura da gare
 
Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização histórica
 

Destaque

Destaque (6)

Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Escultura do neoclássico
Escultura do neoclássicoEscultura do neoclássico
Escultura do neoclássico
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 

Semelhante a Pintura e escultura neoclássica

Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuArte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuFabiana Alexandre
 
Neoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoNeoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoFabiana Alexandre
 
10 hist da art arte neoclássi
10 hist da art   arte neoclássi10 hist da art   arte neoclássi
10 hist da art arte neoclássiAndré Figundio
 
Neoclassicismo – romantismo – realismo
Neoclassicismo – romantismo – realismoNeoclassicismo – romantismo – realismo
Neoclassicismo – romantismo – realismoescola
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Fabiana Alexandre
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXFabiana Alexandre
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012www.historiadasartes.com
 
Seminários história da arte 01
Seminários história da arte   01Seminários história da arte   01
Seminários história da arte 01Gabriela Lemos
 
Seminários história da arte 03
Seminários história da arte   03Seminários história da arte   03
Seminários história da arte 03Gabriela Lemos
 
Seminários história da arte 1 b 01
Seminários história da arte 1 b   01Seminários história da arte 1 b   01
Seminários história da arte 1 b 01Gabriela Lemos
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoNeoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoFabiana Alexandre
 
Neoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E RomantismoNeoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E RomantismoAuriene
 
Neoclassicismo e Romantismo
Neoclassicismo e RomantismoNeoclassicismo e Romantismo
Neoclassicismo e RomantismoAndressa Silva
 

Semelhante a Pintura e escultura neoclássica (20)

Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuArte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
 
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
HISTÓRIA DA ARTE - REVISÃO 02
 
NEOCLÁSSICO.pdf
NEOCLÁSSICO.pdfNEOCLÁSSICO.pdf
NEOCLÁSSICO.pdf
 
Neoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoNeoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de genero
 
10 hist da art arte neoclássi
10 hist da art   arte neoclássi10 hist da art   arte neoclássi
10 hist da art arte neoclássi
 
Neoclassicismo – romantismo – realismo
Neoclassicismo – romantismo – realismoNeoclassicismo – romantismo – realismo
Neoclassicismo – romantismo – realismo
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
 
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 20122c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
2c15 Impressionismo e Museu D'Orsay, Paris, França 2012
 
Seminários história da arte 01
Seminários história da arte   01Seminários história da arte   01
Seminários história da arte 01
 
Seminários história da arte 03
Seminários história da arte   03Seminários história da arte   03
Seminários história da arte 03
 
Neoclassicismo
Neoclassicismo  Neoclassicismo
Neoclassicismo
 
Seminários história da arte 1 b 01
Seminários história da arte 1 b   01Seminários história da arte 1 b   01
Seminários história da arte 1 b 01
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoNeoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Aula 4 art em
Aula 4   art emAula 4   art em
Aula 4 art em
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Neoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E RomantismoNeoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E Romantismo
 
Neoclassicismo e Romantismo
Neoclassicismo e RomantismoNeoclassicismo e Romantismo
Neoclassicismo e Romantismo
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
 

Mais de Ana Barreiros

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaAna Barreiros
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Ana Barreiros
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Ana Barreiros
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaAna Barreiros
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoAna Barreiros
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaAna Barreiros
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaAna Barreiros
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGAna Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ana Barreiros
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesAna Barreiros
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoAna Barreiros
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoAna Barreiros
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Ana Barreiros
 
A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxAna Barreiros
 

Mais de Ana Barreiros (20)

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
A arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xxA arquitetura da 1ª metade século xx
A arquitetura da 1ª metade século xx
 

Pintura e escultura neoclássica

  • 1. A pintura e a escultura neoclássica
  • 2. A pintura neoclássica Finais século XVIII a meados séculos XIX Descobertas Iluminismo Cientismo arqueológicas Humanismo Individualismo Reação contra o Barroco e o Rococó
  • 3. A pintura neoclássica - históricos - alegóricos Temas - mitológicos Telas de grandes dimensões - heroicos - retrato Grandiosidade e monumentallidade dos conteúdos ideológicos Jacques-Loius David, O Juramento dos Horácios, 1784
  • 4. A pintura neoclássica - composição geométrica - desenho rigoroso e linear Características Predominância da linha, do - perfeccionismo técnico contorno e do volume - tratamento elaborado da luz e do claro-escuro Corpos pintados como baixos-relevos Jacques-Loius David, Retrato de Madame Récamier, 1800
  • 5. A pintura neoclássica Cores? Características Forma de representação da realidade? Jacques-Louis David, Napoleão no Passo de Saint-Bernard , 1801
  • 6. A pintura neoclássica - cores sóbrias Apelo à razão e não à - não existe grande variação emoção Características cromática Idealização da realidade - naturalismo (modelos absolutos perfeitos)
  • 7. A pintura neoclássica Jacques-Louis David Temática: - temas históricos - temas contemporâneos - propaganda ideológica Foi o fundador da escola académica da pintura neoclássica Figura humana tratada com clareza de expressão, despojada de sentimentalismo Jacques-Loius David, Auto-retrato, 1794
  • 8. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, O Juramento dos Horácios, 1784
  • 9. A pintura neoclássica - Disposição teatral: - esquerda: três jovens lutadores; - direita: grupo de mulheres - ponto central: mão que agarra as espadas - figuras vestidas ao modo clássico Ato simbólico: juramento - Os filhos de Horácio juram dar a vida por Roma coletivo Símbolo da Revolução Jacques-Loius David, O Juramento dos Horácios, 1784
  • 10. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, O Rapto das Sabinas, 1799
  • 11. A pintura neoclássica - cena tumultuosa: soldados, mulheres e crinaças numa batalha - composição clássica: dois combatentes preparados para o embate são detidos por uma mulher que se interpõe alegoria ao estado da Revolução: convite para a paz entre os agressores internos e os defensores internos Jacques-Loius David, O Rapto das Sabinas, 1799
  • 12. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, Retrato de Madame Récamier, 1800
  • 13. A pintura neoclássica - Representação da dama como se fosse uma romana(vestuário e pose) - a perspetiva quase desaparece e os fundos parecem uniformes, lisos e abstratos - olhar direto para o espectador Jacques-Loius David, Retrato de Madame Récamier, 1800
  • 14. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, A morte de Marat, 1793
  • 15. A pintura neoclássica - fundo inteiramente liso - composição austera e estática - cromatismo sóbrio e modulado, como uma estátua Marat como herói da revolução: - a banheira como elemento que incapacita a vítima - caixote que servia de mesa - a arma caída no chão contrasta com a pena suspensa da mão (a sua verdadeira arma) Jacques-Loius David, A morte de Marat, 1793
  • 16. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, O general Bonaparte, 1797
  • 17. A pintura neoclássica - David foi o principal retratista de Napoleão - o jovem general é apresentado como o herói da Revolução, com sobriedade e altivez - o olhar forte e enérgico prenuncia o futuro imperador Jacques-Loius David, O general Bonaparte, 1797
  • 18. A pintura neoclássica Jacques-Loius David, A Sagração de Napoleão e a Coroação de Josefina, 1806-7
  • 19. A pintura neoclássica - Retrata a coroação de Napoleão como imperador de França numa cerimónia na Catedral de Notre-Dame de Paris, presenciada pelo Papa Pio VII - Napoleão, com as suas próprias mãos retira a coroa das mãos do papa e colocou-a, ele próprio, na sua cabeça - De seguida, coroou a sua própria esposa, - não submissão do Estado à Igreja Josefina, proclamando-a imperatriz - enaltecimento do novo regime político Jacques-Loius David, A Sagração de Napoleão e a Coroação de Josefina, 1806-7
  • 20. A pintura neoclássica Ingres Jean Auguste Dominique Ingres, Napoleão no seu Trono Imperial, 1806
  • 21. A pintura neoclássica Ingres - discípulo de David - notável desenhador - desenhador e retratista de figuras públicas e da sociedade Inspiração numa gravação numa jóia romana representando Júpiter, guardião de todo o Império Romano Jean Auguste Dominique Ingres, Napoleão no seu Trono Imperial, 1806
  • 22. A pintura neoclássica - discípulo de David - notável desenhador - desenhador e retratista de figuras públicas e da sociedade - desenho firma, rigorosamente implantado na tela - sobriedade na expressão do rosto e no cromatismo Jean Auguste Dominique Ingres, O retrato do senhor Bertin, 1832
  • 23. A pintura neoclássica Jean Auguste Dominique Ingres, A banhista de Valpinçon, 1808
  • 24. A pintura neoclássica - mestria no tratamento do nu feminino - formas de contornos nítidos e concisos, de grande beleza e serenidade - suavidade cromática: cores claras e luminosas - negro utilizado puro com o objetivo de conseguir contrastes e reforçar a modelação Jean Auguste Dominique Ingres, A banhista de Valpinçon, 1808
  • 25. A pintura neoclássica Jean Auguste Dominique Ingres, A Grande Odalisca, 1814
  • 26. A pintura neoclássica - Atmosfera serena - na fase final, gosto pelo exótico (mulher retratada num harém) – próximo do Romantismo - costas estranhamente curvadas da imagem para criar um contorno mais agradável e sensual. Jean Auguste Dominique Ingres, A Grande Odalisca, 1814
  • 27. A pintura neoclássica - Na fase final, gosto pelo exótico Jean Auguste Dominique Ingres, O banho turco, 1867
  • 28. A pintura neoclássica Gros Antoine-Jean Gros, Os pestíferos de Jaffa, 1804
  • 29. A pintura neoclássica Gros - seguidor de David - composição tipicamente clássica - gosto por temas românticos (heroismo e orientalismo) Napoleão visita os pestíferos da ilha de Jaffa durante a campanha no Egipto, em 1799 Antoine-Jean Gros, Os pestíferos de Jaffa, 1804
  • 30. A escultura neoclássica - históricos - literários Inspiração: arte Temas clássica - mitológicos - alegóricos Roupagens e poses semelhantes às dos deuses gregos e romanos Estátuas belas mas pouco pessoais Thordaldsen, Jasão com o Velo de Ouro, 1802-28
  • 31. A escultura neoclássica Objetivo: glorificação e publicidade de políticos e de pessoas públicas Praças das cidades + Casas de nobres e burgueses + cemitérios Houdon, Voltaire, 1781, maqueta de terracota para a estátua de mármore
  • 32. A escultura neoclássica Formas de representação: - fidelidade - minúcia - perfeição - sentido estético - corpos nús ou seminús - formas serenas -Composições simples - expressão inexpressiva e impessoal Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte, 1804-08, mármore
  • 33. A escultura neoclássica Formas de representação: - fidelidade - minúcia - perfeição - sentido estético - corpos nús ou seminús - formas serenas -Composições simples - expressão inexpressiva e impessoal Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte, 1804-08, mármore
  • 34. A escultura neoclássica António Canova - irmã de Napoleão, seminua - sensualidade moderada - tranquilidade clássica Canova, Paulina Borghese ou Bonaparte, 1804-08, mármore
  • 35. A escultura neoclássica António Canova - movimento - beleza ideal - simplicidade - sensualidade subtl Canova, Psiché reanimada pelo Beijo do Amor, 1787-93, mármore
  • 37. A escultura neoclássica Jean-Antoine Houdon Um dos melhores retratistas Houdon, Voltaire, 1781, maqueta de terracota para a estátua de mármore
  • 38. A escultura neoclássica Jean-Antoine Houdon Diderot Washington
  • 39. A escultura neoclássica Thorvaldsen Fria elegância neoclássica Thordaldsen, Jasão com o Velo de Ouro, 1802-28