SlideShare uma empresa Scribd logo
Período compostoPeríodo composto
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
3º ANO3º ANO
Oração subordinada
adverbial
É aquela que se encaixa na oração principal,
funcionando como adjunto adverbial.
Observe:
Todos chegaram agora.
sujeito V.I Adj. Adv. tempo
• O período acima é um período simples, a oração é
absoluta.
• O adjunto adverbial é uma função própria do advérbio.
Observação:
A oração subordinada adverbial liga-se:
• ao verbo da oração principal;
• através de conjunção subordinativa que não
seja a conjunção integrante (esta última
introduz a oração subordinada substantiva).
O adjunto adverbial pode ser constituído por uma oração in-
teira, como no caso que segue:
Observe:
Todos chegaram /quando a cerimônia estava começando.
1 2
No caso, o período é composto por duas
orações:
• A oração 2 encaixa-se como adjunto adverbial do verbo
chegaram da oração 1.
• Como o adjunto adverbial é uma função própria do advérbio,
a oração 2 classifica-se como:
 subordinada: porque está encaixada em outra, funcionando
como termo desta.
 adverbial: porque está desempenhando uma função
própria do advérbio.
Classificação das orações
subordinadas adverbiais
1. Oração subordinada adverbial causal
Indica a causa provocadora do processo expresso pelo verbo da
oração principal.
Ex.: A sessão foi suspensa / porque faltou energia
elétrica.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial causal
Principais conjunções: porque, visto que, que, como,
etc.
ATENÇÃO
Fazer a distinção entre uma oração coordenada explicativa e uma
oração subordinada adverbial causal, nem sempre é fácil, porque
ambas podem ser introduzidas pelas conjunções QUE e PORQUE.
Para eliminar a dúvida, você deve fazer estas considerações:
1 - A oração coordenada explicativa explica a razão da afirmação
feita na oração anterior:
Ex: O sol estava muito forte, porque as flores estão murchas.
2 - A oração subordinada adverbial causal tem o papel de advérbio em
relação à oração principal, isto é, indica a causa do efeito expresso pelo
verbo da oração principal:
Ex: Fomos ao passeio porque houve algumas desistências.
3 - A oração coordenada explicativa é frequentemente empregada depois
de orações imperativas e optativas :
Ex: Não fique muito tempo diante do computador, que a sua coluna pode
sentir.
Deus te guie, porque você merece!
2. Oração subordinada adverbial consecutiva
Indica uma consequência decorrente do processo expresso
pelo verbo da oração principal.
Falaram tão mal do filme / que ele nem entrou em
cartaz.
1 2
1. Oração
principal
2. Oração subordinada adverbial consecutiva.
Principais conjunções: que (normalmente precedido de tão,
tal, tanto, tamanho...)
3. Oração subordinada adverbial condicional
Manifesta uma condição sob a qual se efetua o processo
expresso pelo verbo da oração principal.
Deixe um recado / se você não me encontrar em casa.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial condicional
Principais conjunções: se, caso, desde que, contanto que, sem
que (= se não), ...
4. Oração subordinada adverbial concessiva
Concede ou admite uma condição contrária ao
processo expresso pelo verbo da oração principal.
Vencemos o inimigo, / embora ele fosse mais
forte.
1 2
1. Oração
principal2. Oração subordinada adverbial concessiva
Principais conjunções: embora, ainda que, se bem que,
conquanto, mesmo que, que ...
5. Oração subordinada adverbial conformativa
Estabelece uma relação de adequação ou conformidade
com o processo expresso pelo verbo da oração principal.
Tudo ocorreu / como estava previsto.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial conformativa
Principais conjunções: conforme, como, segundo, consoante...
6. Oração subordinada adverbial comparativa
Estabelece uma relação de comparação com o
processo expresso pelo verbo da oração principal,
manifestando uma situação de igualdade, inferioridade ou
superioridade entre os dois pólos comparados.
Recebeu a todos / como um anfitrião.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial comparativa
Principais conjunções: como, que, do que...
7. Oração subordinada adverbial final
Indica a finalidade para a qual se destina o processo
do verbo da oração principal.
Os índios usaram as armas / para que não invadissem suas terras.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial final
Principais conjunções: para que, a fim de que, que, ...
8. Oração subordinada adverbial temporal
Demarca em que tempo ocorreu o processo expresso
pelo verbo da oração principal.
Todos fugiam para o abrigo / quando soava o alarme.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial final
Principais conjunções: quando, enquanto, logo que, depois
que, antes que, desde que ...
9. Oração subordinada adverbial proporcional
Estabelece uma relação de proporcionalidade com o
processo expresso pelo verbo da oração principal.
Aumenta a tensão / à medida que a esquadra se aproxima.
1 2
1. Oração principal
2. Oração subordinada adverbial proporcional
Principais conjunções: à medida que, à proporção que, quanto
mais... mais, quanto mais ... menos... Etc.
Observação:
A subordinada adverbial possui uma liberdade de
colocação muito grande, podendo vir antes, no meio ou
depois da oração principal.
Exemplo:
• Embora seja possível, é pouco provável uma terceira guerra.
• É pouco provável, embora seja possível, uma terceira
guerra.
• É pouco provável uma terceira guerra, embora seja possível.
Causa, comparação ou conformidade?
1)Mateus fez tudo como Geraldo.
2)Mateus fez tudo como Geraldo pediu.
3)Como Geraldo pediu, Mateus fez tudo.
4)Cada um paga como pode.
5)Joaquim pagou como você.,
6)Como disse João, Joaquim foi embora.
7)Você canta como um ogro.
Concessivas ou Adversativas?
1) Felipe fuma e não traga.
2) Apesar de fumnar, ele não traga.
3) Ana correu, mas chegou atrasada.
4) Mesmo correndo muito, Ana chegou atrasada.
5) Antônio ligou a TV, mesmo não gostando de pagode.
Exercícios
1) A reunião foi suspensa para que pudéssemos comer.
2) Como ele chegou atrasado, perdeu a aula.
3) Choveu tanto que o jogo foi cancelado.
4) Embora tivesse corrido, chegou atrasado.
5) Caso chegue no horário, conseguirá ver o filme,
6) Aprendemos à medida que estudamos.
7) Kiko berra como um cachorro.
8) Assim que encontrarmos Maria, seguimos a viagem.
9) Tudo foi feito como pediu ele.
10) Tao grande foi seu sucesso que ficou emocionado.
11) Tão grande foi o entusiasmo dela, que emum ligou me ligou.
12) Como era tímida, não quis falar.
13)O calor aumentava à medida que deixavámos a praia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
guest6e3949
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Carolina Loçasso Pereira
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Angela Santos
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
Lidiane Rodrigues
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
Luciene Gomes
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
ISJ
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
Flávio Ferreira
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
7 de Setembro
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Andriane Cursino
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Carolina Loçasso Pereira
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Claudia Ribeiro
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
Andriane Cursino
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
Maurício Marques
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
Leisiane Jesus
 

Mais procurados (20)

Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 

Destaque

Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Elaine Junger
 
Exercício de Orações Subordinadas Adverbiais
Exercício de  Orações Subordinadas AdverbiaisExercício de  Orações Subordinadas Adverbiais
Exercício de Orações Subordinadas Adverbiais
Keilla Ramos
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Mara Virginia
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
Vinícius Fagundes Dos Santos
 
Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013
Christiane Queiroz
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
O adverbio
O adverbioO adverbio
O adverbio
Inês Silva
 
Advérbios: PowerPoint
Advérbios: PowerPointAdvérbios: PowerPoint
Advérbios: PowerPoint
A. Simoes
 
Slides orações subordinadas substantivas
Slides orações subordinadas substantivasSlides orações subordinadas substantivas
Slides orações subordinadas substantivas
Pedro Henrique
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
Angela Santos
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
Delfina Vernuccio
 

Destaque (11)

Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Exercício de Orações Subordinadas Adverbiais
Exercício de  Orações Subordinadas AdverbiaisExercício de  Orações Subordinadas Adverbiais
Exercício de Orações Subordinadas Adverbiais
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
 
Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013Orações subordinadas adverbiais 2013
Orações subordinadas adverbiais 2013
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
O adverbio
O adverbioO adverbio
O adverbio
 
Advérbios: PowerPoint
Advérbios: PowerPointAdvérbios: PowerPoint
Advérbios: PowerPoint
 
Slides orações subordinadas substantivas
Slides orações subordinadas substantivasSlides orações subordinadas substantivas
Slides orações subordinadas substantivas
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 

Semelhante a Orações Subordinadas Adverbiais

Oracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbialOracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbial
Jacqueline Hirozawa
 
Extensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiaisExtensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiais
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
ProfFernandaBraga
 
Oração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbialOração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbial
Gabi Dirceu
 
Período composto oração adverbial-sim
Período composto   oração adverbial-simPeríodo composto   oração adverbial-sim
Período composto oração adverbial-sim
Colégio Santa Luzia
 
Orações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiaisOrações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiais
Sadrak Silva
 
Oracao adverbial
Oracao adverbialOracao adverbial
Oracao adverbial
Marcia Facelli
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
ProfFernandaBraga
 
Subordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiaisSubordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiais
Flávio Ferreira
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Edson Alves
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Edson Alves
 
Or. adverbiais
Or. adverbiaisOr. adverbiais
Or. adverbiais
nixsonmachado
 
Conjuncoes2
Conjuncoes2Conjuncoes2
Conjuncoes2
Sandra Paula
 
Português subordinativa Adverbial
Português subordinativa AdverbialPortuguês subordinativa Adverbial
Português subordinativa Adverbial
Cursos Profissionalizantes
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Luciane Lucyk
 
Oracoes subordinada adverbial_ii
Oracoes subordinada adverbial_iiOracoes subordinada adverbial_ii
Oracoes subordinada adverbial_ii
caribranchi
 
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.pptSlides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
MARLYCARVALHO8
 
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulaswww.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 

Semelhante a Orações Subordinadas Adverbiais (20)

Oracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbialOracao subordinada adverbial
Oracao subordinada adverbial
 
Extensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiaisExtensivo Subordinadas adverbiais
Extensivo Subordinadas adverbiais
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
 
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Aula 13  Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
 
Oração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbialOração subordinada adverbial
Oração subordinada adverbial
 
Período composto oração adverbial-sim
Período composto   oração adverbial-simPeríodo composto   oração adverbial-sim
Período composto oração adverbial-sim
 
Orações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiaisOrações sub. adverbiais
Orações sub. adverbiais
 
Oracao adverbial
Oracao adverbialOracao adverbial
Oracao adverbial
 
Orações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas AdverbiaisOrações Subordinadas Adverbiais
Orações Subordinadas Adverbiais
 
Subordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiaisSubordinadas adverbiais
Subordinadas adverbiais
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Or. adverbiais
Or. adverbiaisOr. adverbiais
Or. adverbiais
 
Conjuncoes2
Conjuncoes2Conjuncoes2
Conjuncoes2
 
Português subordinativa Adverbial
Português subordinativa AdverbialPortuguês subordinativa Adverbial
Português subordinativa Adverbial
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Oracoes subordinada adverbial_ii
Oracoes subordinada adverbial_iiOracoes subordinada adverbial_ii
Oracoes subordinada adverbial_ii
 
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.pptSlides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
Slides - oracoes-subordinadas-adverbiais.ppt
 
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulaswww.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
www.CentroApoio.com - Português - Orações Subordinadas - Vídeo Aulas
 
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Português - Substantivo - Vídeo Aula
 

Mais de Fábio Guimarães

Verbo TO BE
Verbo TO BEVerbo TO BE
Verbo TO BE
Fábio Guimarães
 
Substantivo 6 ano
Substantivo 6 anoSubstantivo 6 ano
Substantivo 6 ano
Fábio Guimarães
 
Verbo 6 ano
Verbo 6 anoVerbo 6 ano
Verbo 6 ano
Fábio Guimarães
 
Artigo 6 ano
Artigo 6 anoArtigo 6 ano
Artigo 6 ano
Fábio Guimarães
 
Adjetivo 6 ano
Adjetivo 6 anoAdjetivo 6 ano
Adjetivo 6 ano
Fábio Guimarães
 
Numeral - 6 ano
Numeral - 6 anoNumeral - 6 ano
Numeral - 6 ano
Fábio Guimarães
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Fábio Guimarães
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
Fábio Guimarães
 
Paralelismo
ParalelismoParalelismo
Paralelismo
Fábio Guimarães
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Fábio Guimarães
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Fábio Guimarães
 
Pronome
PronomePronome
Interjeição
InterjeiçãoInterjeição
Interjeição
Fábio Guimarães
 
Substrato ideológico do modernismo
Substrato ideológico do modernismoSubstrato ideológico do modernismo
Substrato ideológico do modernismo
Fábio Guimarães
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
Fábio Guimarães
 
Crase
CraseCrase
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Fábio Guimarães
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
Fábio Guimarães
 
Funções da linguagem e elementos da comunicação
Funções da linguagem e elementos da comunicaçãoFunções da linguagem e elementos da comunicação
Funções da linguagem e elementos da comunicação
Fábio Guimarães
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
Fábio Guimarães
 

Mais de Fábio Guimarães (20)

Verbo TO BE
Verbo TO BEVerbo TO BE
Verbo TO BE
 
Substantivo 6 ano
Substantivo 6 anoSubstantivo 6 ano
Substantivo 6 ano
 
Verbo 6 ano
Verbo 6 anoVerbo 6 ano
Verbo 6 ano
 
Artigo 6 ano
Artigo 6 anoArtigo 6 ano
Artigo 6 ano
 
Adjetivo 6 ano
Adjetivo 6 anoAdjetivo 6 ano
Adjetivo 6 ano
 
Numeral - 6 ano
Numeral - 6 anoNumeral - 6 ano
Numeral - 6 ano
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
 
Paralelismo
ParalelismoParalelismo
Paralelismo
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Pronome
PronomePronome
Pronome
 
Interjeição
InterjeiçãoInterjeição
Interjeição
 
Substrato ideológico do modernismo
Substrato ideológico do modernismoSubstrato ideológico do modernismo
Substrato ideológico do modernismo
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
Funções da linguagem e elementos da comunicação
Funções da linguagem e elementos da comunicaçãoFunções da linguagem e elementos da comunicação
Funções da linguagem e elementos da comunicação
 
Linguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbalLinguagem verbal e não verbal
Linguagem verbal e não verbal
 

Último

Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Orações Subordinadas Adverbiais

  • 1. Período compostoPeríodo composto Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais 3º ANO3º ANO
  • 2. Oração subordinada adverbial É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando como adjunto adverbial. Observe: Todos chegaram agora. sujeito V.I Adj. Adv. tempo • O período acima é um período simples, a oração é absoluta. • O adjunto adverbial é uma função própria do advérbio.
  • 3. Observação: A oração subordinada adverbial liga-se: • ao verbo da oração principal; • através de conjunção subordinativa que não seja a conjunção integrante (esta última introduz a oração subordinada substantiva).
  • 4. O adjunto adverbial pode ser constituído por uma oração in- teira, como no caso que segue: Observe: Todos chegaram /quando a cerimônia estava começando. 1 2 No caso, o período é composto por duas orações: • A oração 2 encaixa-se como adjunto adverbial do verbo chegaram da oração 1. • Como o adjunto adverbial é uma função própria do advérbio, a oração 2 classifica-se como:  subordinada: porque está encaixada em outra, funcionando como termo desta.  adverbial: porque está desempenhando uma função própria do advérbio.
  • 5. Classificação das orações subordinadas adverbiais 1. Oração subordinada adverbial causal Indica a causa provocadora do processo expresso pelo verbo da oração principal. Ex.: A sessão foi suspensa / porque faltou energia elétrica. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial causal Principais conjunções: porque, visto que, que, como, etc.
  • 6. ATENÇÃO Fazer a distinção entre uma oração coordenada explicativa e uma oração subordinada adverbial causal, nem sempre é fácil, porque ambas podem ser introduzidas pelas conjunções QUE e PORQUE. Para eliminar a dúvida, você deve fazer estas considerações: 1 - A oração coordenada explicativa explica a razão da afirmação feita na oração anterior: Ex: O sol estava muito forte, porque as flores estão murchas.
  • 7. 2 - A oração subordinada adverbial causal tem o papel de advérbio em relação à oração principal, isto é, indica a causa do efeito expresso pelo verbo da oração principal: Ex: Fomos ao passeio porque houve algumas desistências. 3 - A oração coordenada explicativa é frequentemente empregada depois de orações imperativas e optativas : Ex: Não fique muito tempo diante do computador, que a sua coluna pode sentir. Deus te guie, porque você merece!
  • 8. 2. Oração subordinada adverbial consecutiva Indica uma consequência decorrente do processo expresso pelo verbo da oração principal. Falaram tão mal do filme / que ele nem entrou em cartaz. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial consecutiva. Principais conjunções: que (normalmente precedido de tão, tal, tanto, tamanho...)
  • 9. 3. Oração subordinada adverbial condicional Manifesta uma condição sob a qual se efetua o processo expresso pelo verbo da oração principal. Deixe um recado / se você não me encontrar em casa. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial condicional Principais conjunções: se, caso, desde que, contanto que, sem que (= se não), ...
  • 10. 4. Oração subordinada adverbial concessiva Concede ou admite uma condição contrária ao processo expresso pelo verbo da oração principal. Vencemos o inimigo, / embora ele fosse mais forte. 1 2 1. Oração principal2. Oração subordinada adverbial concessiva Principais conjunções: embora, ainda que, se bem que, conquanto, mesmo que, que ...
  • 11. 5. Oração subordinada adverbial conformativa Estabelece uma relação de adequação ou conformidade com o processo expresso pelo verbo da oração principal. Tudo ocorreu / como estava previsto. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial conformativa Principais conjunções: conforme, como, segundo, consoante...
  • 12. 6. Oração subordinada adverbial comparativa Estabelece uma relação de comparação com o processo expresso pelo verbo da oração principal, manifestando uma situação de igualdade, inferioridade ou superioridade entre os dois pólos comparados. Recebeu a todos / como um anfitrião. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial comparativa Principais conjunções: como, que, do que...
  • 13. 7. Oração subordinada adverbial final Indica a finalidade para a qual se destina o processo do verbo da oração principal. Os índios usaram as armas / para que não invadissem suas terras. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial final Principais conjunções: para que, a fim de que, que, ...
  • 14. 8. Oração subordinada adverbial temporal Demarca em que tempo ocorreu o processo expresso pelo verbo da oração principal. Todos fugiam para o abrigo / quando soava o alarme. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial final Principais conjunções: quando, enquanto, logo que, depois que, antes que, desde que ...
  • 15. 9. Oração subordinada adverbial proporcional Estabelece uma relação de proporcionalidade com o processo expresso pelo verbo da oração principal. Aumenta a tensão / à medida que a esquadra se aproxima. 1 2 1. Oração principal 2. Oração subordinada adverbial proporcional Principais conjunções: à medida que, à proporção que, quanto mais... mais, quanto mais ... menos... Etc.
  • 16. Observação: A subordinada adverbial possui uma liberdade de colocação muito grande, podendo vir antes, no meio ou depois da oração principal. Exemplo: • Embora seja possível, é pouco provável uma terceira guerra. • É pouco provável, embora seja possível, uma terceira guerra. • É pouco provável uma terceira guerra, embora seja possível.
  • 17. Causa, comparação ou conformidade? 1)Mateus fez tudo como Geraldo. 2)Mateus fez tudo como Geraldo pediu. 3)Como Geraldo pediu, Mateus fez tudo. 4)Cada um paga como pode. 5)Joaquim pagou como você., 6)Como disse João, Joaquim foi embora. 7)Você canta como um ogro.
  • 18. Concessivas ou Adversativas? 1) Felipe fuma e não traga. 2) Apesar de fumnar, ele não traga. 3) Ana correu, mas chegou atrasada. 4) Mesmo correndo muito, Ana chegou atrasada. 5) Antônio ligou a TV, mesmo não gostando de pagode.
  • 19. Exercícios 1) A reunião foi suspensa para que pudéssemos comer. 2) Como ele chegou atrasado, perdeu a aula. 3) Choveu tanto que o jogo foi cancelado. 4) Embora tivesse corrido, chegou atrasado. 5) Caso chegue no horário, conseguirá ver o filme, 6) Aprendemos à medida que estudamos. 7) Kiko berra como um cachorro. 8) Assim que encontrarmos Maria, seguimos a viagem. 9) Tudo foi feito como pediu ele. 10) Tao grande foi seu sucesso que ficou emocionado. 11) Tão grande foi o entusiasmo dela, que emum ligou me ligou. 12) Como era tímida, não quis falar. 13)O calor aumentava à medida que deixavámos a praia.