SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
O CAMINHO PARA A FELICIDADE
E disse Jesus:
“Eu sou o caminho, a verdade e a
vida. Ninguém vem ao Pai senão por
mim.” Jesus (João, 14, 6)
• “A felicidade é um estado durável de plenitude,
satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o
sofrimento e a inquietude são transformados em
emoções ou sentimentos que vai desde o
contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A
felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar
espiritual ou paz interior. Existem diferentes
abordagens ao estudo da felicidade - pela filosofia,
pelas religiões ou pela psicologia. O homem sempre
procurou a felicidade. Filósofos e religiosos sempre se
dedicaram a definir sua natureza e que tipo de
comportamento ou estilo de vida levaria à felicidade
plena.” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Felicidade
• Sócrates
• Aristenes (discípulo de Sócrates) – O homem
feliz é o homem autossuficiente.
Visão filosófica da felicidade
* A felicidade não se relaciona apenas à
satisfação dos desejos e necessidades do
corpo, mas, principalmente os da alma.
* Para ele, é melhor sofrer uma injustiça
do que praticá-la.
• Platão
Questão 922, LE. “A felicidade terrestre é relativa à posição de cada um. O que
basta para a felicidade de um, constitui a desgraça de outro. Haverá, contudo,
alguma soma de felicidade a todos os homens?”
• “Com relação à vida material, é a posse do
necessário. Com relação à vida moral, a
consciência tranquila e a fé no futuro.
COMPONENTES INTEGRANTES DO
UNIVERSO
DEUS - “Deus é a
inteligência suprema,
causa primária de todas
as coisas.” (LE, Questão
1)
MATÉRIA – “A matéria é o
laço que prende o espirito; é
o instrumento de que este se
serve e sobre o qual, ao
mesmo tempo, exerce sua
ação”. (LE, Questão 22 “A”)
ESPÍRITO – “Princípio
inteligente do universo”
(Questão 23, LE)
FELICIDADE E GRAUS DOS ESPÍRITOS
TERCEIRA ORDEM – ESPÍRITOS PUROS
.
SEGUNDA ORDEM - BONS ESPÍRITOS (bons gênios, espíritos protetores, etc.)
.
.
PRIMEIRA ORDEM - ESPÍRITOS IMPERFEITOS
TERCEIRA ORDEM – ESPÍRITOS
IMPERFEITOS
* Tem intuição de Deus, mas não o compreendem.
* Predominância da matéria sobre o espírito.
* Propensão para o mal.
Nem todos são
essencialmente
maus
• “Eles vêem a felicidade dos bons e esse
espetáculo constitui incessante tormento,
porque os faz experimentar todas as angústias
que a inveja e o ciúme podem causar.”
(KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Ed. FEB,
questão 101, pág. 90).
SEGUNDA ORDEM - BONS ESPÍRITOS (bons
gênios, espíritos protetores, etc.)
* Compreendem Deus e o infinito.
* Já gozam da felicidade dos bons
Espíritos
* São felizes pelo bem que fazem e pelo
mal que impedem
ESPIRITOS PUROS
Não sofrem influência da
matéria
Superioridade moral e
intelectual absoluta
Gozam de inalterável
felicidade, porque não se
acham submetidos às
necessidades, nem às
vicissitudes da vida material.
Não se trata , porém de DE
OCIOSIDADE MONÓTONA, a
transcorrer em perpétua
contemplação. Eles são os
mensageiros de Deus
O grande desafio da existência
humana está na capacidade de
explorar esse mundo
desconhecido, dele retirando
todos os potenciais que possam
produzir felicidade e
autorrealização.
Joanna de Ângelis
Vida: Desafios e Soluções, cap. 7
SIGMUND FREUD (áustria, 06/05/1856)
INCONSCIENTE
CONSCIENTE
APARELHO PSÍQUICO HUMANO
CONSCIENTE
APARELHO PSÍQUICO HUMANO
FATOS OCORRIDOS
DESDE O
NASCIMENTO
SENTIMENTOS QUE
NASCERAM DESSES
FATOS
CONFLITOS
EXISTENCIAIS
NEM TODOS OS
CONFLITOS TINHAM
ORIGEM NOS FATOS DA
MEMÓRIA
INCONSCIENTE
APARELHO PSÍQUICO HUMANO
REGRESSÃO DE
MEMÓRIA:
CONFLITOS ORIGINADOS
POR FATOS
INEXISTENTES NA
MEMÓRIA
CONTEÚDO DO INCONSCIENTE:
• MEMÓRIAS PERDIDAS
• PERCEPÇÕES SUBLIMINARES
• SITUAÇÕES DOLOROSAS
REPRIMIDAS
FREUD
ID
SUPEREG
O
CARL GUSTAV JUNG (Suiça, 26/07/1875)
SELF
CONSCIENTEINCONSCIENTE
PESSOAL
INCONSCIENTE
COLETIVO
APARELHO PSÍQUICO HUMANO
“EU” ou “EGO”
• No centro da consciência está o “eu” ou ego que organiza a mente
consciente por meio das percepções conscientes: pensamentos,
sentimentos e recordações. Ele tem a função de vigiar a
consciência, filtrando as experiências do dia-a-dia, selecionando
quais se tornarão conscientes e eliminando a maior parte delas.
• Como conseqüência desta seleção e eliminação, que será
comandada pela função psíquica dominante, o ego dá identidade e
coerência à personalidade.
• O “eu” contém tudo aquilo que o sujeito sabe de si próprio, ou seja,
todas as características do seu modo de ser que ele aceita, porque
estão de acordo com os princípios, os ideais e os valores do
contexto social em que o próprio sujeito se reconhece.
• O “eu” é entendido também como a função mediadora entre a
consciência e o inconsciente e entre o individual e o coletivo.
INCONSCIENTE PESSOAL
• O inconsciente pessoal reporta-se às camadas mais
superficiais do inconsciente. Aí estão guardadas as
experiências que não foram aceitas pelo filtro do ego e,
conseqüentemente, foram reprimidas ou
desconsideradas, tais como: lembranças penosas,
conflitos pessoais ou morais. Lá estão escondidas as
nossas qualidades que, apesar de nos serem inerentes,
nos desagradam e, por isso, encobrimos de nós
mesmos.
• Os conteúdos do inconsciente pessoal, via de regra,
têm fácil acesso à consciência, quando se faz
necessário.
INCONSCIENTE
COLETIVO
APARELHO PSÍQUICO HUMANO
O Inconsciente Coletivo é
a camada estrutural da
psique que contém toda a
herança espiritual da
evolução da humanidade,
nascida novamente na
estrutura cerebral de cada
indivíduo.
Carl Gustav Jung
Psicologia do Inconsciente
Conflitos
tinham
origem em
fatos
históricos ou
mitos
PROGRAMAÇÃO
REENCARNATÓRIA
O QUE EU
QUERO DA
VIDA?
O QUE A VIDA
QUER DE
MIM?
LEI DIVINA
MORAL
ÉTICA
SIMPLES IGNORANTE
CONHECIMEN
TO
SENTIMENT
O
EVOLUÇÃO
CONHECERE
IS A
VERDADE E
ELA VOS
LIBERTARÁ
AMAI A
DEUS
SOBRE
TODAS AS
COISAS E
AO
PRÓXIMO
COMO A TI
MESMO.
919. Qual o meio prático mais
eficaz que tem o homem de se
melhorar nesta vida e de resistir à
atração do mal?
“Um sábio da antiguidade vo-lo
disse: Conhece-te a ti mesmo.”
O Livro dos Espíritos
a) — Conhecemos toda a sabedoria desta máxima,
porém a dificuldade está precisamente em cada um
conhecer-se a si mesmo. Qual o meio de consegui-
lo?
“Fazei o que eu fazia, quando vivi na Terra: ao fim
do dia, interrogava a minha consciência, passava
revista ao que fizera e perguntava a mim mesmo se
não faltara a algum dever, se ninguém tivera motivo
para de mim se queixar. Foi assim que cheguei a
me conhecer e a ver o que em mim precisava de
reforma...”
O Livro dos Espíritos
Santo Agostinho
• “A felicidade, certamente, não é deste mundo,
conforme asseverou Jesus com sabedoria, em
se considerando ser o mesmo muito
transitório e os seus valores relativos, sujeitos
a alterações constantes e mutiladoras. Não
obstante, ela têm início na Terra, se for levado
em conta, que é no íntimo de cada ser que se
colocam as bases do edifício no qual se pode
viver feliz.
JOANA DE ÂNGELIS
“LE, Questão 920. “Pode o homem gozar de
completa felicidade na Terra?”
• “Não, por isso que a vida lhe foi dada como
prova ou expiação. Dele, porém, depende a
suavização de seus males e o ser tão feliz
quanto possível na Terra”.
Joana de Ângelis
• “Sem o conhecimento da vida espiritual e dos
mecanismos que a compõem, a felicidade não
passa de uma aspiração emocional
descontrolada que a realidade consome,
deixando cinza e desencanto”.
Joana de Ângelis
• “O ser humano é viajante da Eternidade,
momentaneamente utilizando-se de
equipamentos físicos no corpo em que
deambula, rumando para a meta essencial,
onde a felicidade o aguarda”.
O CAMINHO PARA A FELICIDADE
• LE, Questão 921. “Concebe-se que o homem será
feliz na Terra quando a Humanidade estiver
transformada. Mas, enquanto isso não se verifica,
poderá conseguir uma felicidade relativa?”
• “O homem é quase sempre o obreiro de sua
própria infelicidade. Praticando a lei de Deus, a
muitos males se forrará e proporcionará a si
mesmo felicidade tão grande quanto o comporte
a sua existência grosseira.”
• marcelao88@hotmail.com
• marceloeugenio@yahoo.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)PatiSousa1
 
O ser consciente-joanna de ângelis (1)
O ser consciente-joanna de ângelis (1)O ser consciente-joanna de ângelis (1)
O ser consciente-joanna de ângelis (1)Daniel Machado
 
O Caminho da Felicidade
O Caminho da FelicidadeO Caminho da Felicidade
O Caminho da Felicidadeigmateus
 
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E Panico
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E PanicoPalestra Sobre Ansiedade, Medo E Panico
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E Panicoguestaa6f1b
 
A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Leonardo Pereira
 
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SER
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SERReforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SER
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SERProf. Paulo Ratki
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESNorberto Scavone Augusto
 
Disciplina Dos Desejos
Disciplina Dos DesejosDisciplina Dos Desejos
Disciplina Dos Desejosguest39c78c
 
Alegria confiança video
Alegria confiança videoAlegria confiança video
Alegria confiança videoCeile Bernardo
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )PatiSousa1
 
refletindo sobre a obsess�o
refletindo sobre a obsess�orefletindo sobre a obsess�o
refletindo sobre a obsess�oAri Carrasco
 

Mais procurados (20)

Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
Triunfo Pessoal (Por Joanna De âNgelis)
 
Conflitos existenciais
Conflitos existenciais Conflitos existenciais
Conflitos existenciais
 
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)Aula 105 EAE Regras para a educação.  Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
Aula 105 EAE Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres (III)
 
O ser consciente-joanna de ângelis (1)
O ser consciente-joanna de ângelis (1)O ser consciente-joanna de ângelis (1)
O ser consciente-joanna de ângelis (1)
 
O Caminho da Felicidade
O Caminho da FelicidadeO Caminho da Felicidade
O Caminho da Felicidade
 
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E Panico
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E PanicoPalestra Sobre Ansiedade, Medo E Panico
Palestra Sobre Ansiedade, Medo E Panico
 
Motivando-se ANTAQ
Motivando-se ANTAQMotivando-se ANTAQ
Motivando-se ANTAQ
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 
A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!A felicidade não é desse mundo!
A felicidade não é desse mundo!
 
Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).Escutando sentimentos! ( seminário).
Escutando sentimentos! ( seminário).
 
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SER
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SERReforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SER
Reforma Íntima, Níveis de Consciência e 12 Propostas para o VIR A SER
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
 
Presença magica eu sou a luz
Presença magica   eu sou a luzPresença magica   eu sou a luz
Presença magica eu sou a luz
 
Disciplina Dos Desejos
Disciplina Dos DesejosDisciplina Dos Desejos
Disciplina Dos Desejos
 
Alegria confiança video
Alegria confiança videoAlegria confiança video
Alegria confiança video
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
 
Vícios e pensamentos.
Vícios e pensamentos.Vícios e pensamentos.
Vícios e pensamentos.
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
 
Saude integral aula 3
Saude integral aula 3Saude integral aula 3
Saude integral aula 3
 
refletindo sobre a obsess�o
refletindo sobre a obsess�orefletindo sobre a obsess�o
refletindo sobre a obsess�o
 

Destaque

Learning To Love Forms (WebVisions '07)
Learning To Love Forms (WebVisions '07)Learning To Love Forms (WebVisions '07)
Learning To Love Forms (WebVisions '07)Aaron Gustafson
 
Brazil Country Presentation
Brazil Country PresentationBrazil Country Presentation
Brazil Country PresentationBruno Peroni
 
Apresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeApresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeRenan Kaltenegger
 
Brazil - Culture Powerpoint
Brazil - Culture PowerpointBrazil - Culture Powerpoint
Brazil - Culture Powerpointklarocque
 
Love, courtship, and marriage
Love, courtship, and marriageLove, courtship, and marriage
Love, courtship, and marriagedupax
 
My Top 10 slides on presentations
My Top 10 slides on presentationsMy Top 10 slides on presentations
My Top 10 slides on presentationsAlexei Kapterev
 
Excerpts dr nilofar vazir forty rules of love. elif shafak. ppt
Excerpts dr nilofar vazir  forty rules of love. elif shafak. pptExcerpts dr nilofar vazir  forty rules of love. elif shafak. ppt
Excerpts dr nilofar vazir forty rules of love. elif shafak. pptAbdullah Nasim
 

Destaque (14)

Cristian's holiday
Cristian's holidayCristian's holiday
Cristian's holiday
 
Matilde's holiday
Matilde's holidayMatilde's holiday
Matilde's holiday
 
The way to happiness presentation
The way to happiness presentationThe way to happiness presentation
The way to happiness presentation
 
Learning To Love Forms (WebVisions '07)
Learning To Love Forms (WebVisions '07)Learning To Love Forms (WebVisions '07)
Learning To Love Forms (WebVisions '07)
 
Brazil ppt
Brazil pptBrazil ppt
Brazil ppt
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Brazil
BrazilBrazil
Brazil
 
Brazil ppt
Brazil pptBrazil ppt
Brazil ppt
 
Brazil Country Presentation
Brazil Country PresentationBrazil Country Presentation
Brazil Country Presentation
 
Apresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipeApresentação tema trabalho em equipe
Apresentação tema trabalho em equipe
 
Brazil - Culture Powerpoint
Brazil - Culture PowerpointBrazil - Culture Powerpoint
Brazil - Culture Powerpoint
 
Love, courtship, and marriage
Love, courtship, and marriageLove, courtship, and marriage
Love, courtship, and marriage
 
My Top 10 slides on presentations
My Top 10 slides on presentationsMy Top 10 slides on presentations
My Top 10 slides on presentations
 
Excerpts dr nilofar vazir forty rules of love. elif shafak. ppt
Excerpts dr nilofar vazir  forty rules of love. elif shafak. pptExcerpts dr nilofar vazir  forty rules of love. elif shafak. ppt
Excerpts dr nilofar vazir forty rules of love. elif shafak. ppt
 

Semelhante a O caminho para a felicidade / The way to happiness / Путь к счастью

Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia Helênica
Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia HelênicaAula de filosofia antiga, tema: Filosofia Helênica
Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia HelênicaLeandro Nazareth Souto
 
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroCarta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroElisama Lopes
 
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntima
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntimaSanto agostinho autoconhecimento e reforma íntima
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntimaMarcos Elesbão
 
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteAs Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteMensageiros De Luz
 
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUAL
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUALEae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUAL
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUALPatiSousa1
 
A LEI DO AMOR.pptx
A LEI DO AMOR.pptxA LEI DO AMOR.pptx
A LEI DO AMOR.pptxRose Menezes
 
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralHarmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralPonte de Luz ASEC
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideDaniel Filosofo
 
Desenvolvendo o-poder-mental
Desenvolvendo o-poder-mentalDesenvolvendo o-poder-mental
Desenvolvendo o-poder-mentalIsabel Moraes
 
Joana de angelis o ser consciente
Joana de angelis   o ser conscienteJoana de angelis   o ser consciente
Joana de angelis o ser conscientehavatar
 
Bas 04 ética de epicuro
Bas 04 ética de epicuroBas 04 ética de epicuro
Bas 04 ética de epicuroTate Carreiro
 
Revista Projeto Inove 01
Revista Projeto Inove 01Revista Projeto Inove 01
Revista Projeto Inove 01projetoinove
 
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFelicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFrancismar Lopes
 

Semelhante a O caminho para a felicidade / The way to happiness / Путь к счастью (20)

Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia Helênica
Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia HelênicaAula de filosofia antiga, tema: Filosofia Helênica
Aula de filosofia antiga, tema: Filosofia Helênica
 
Alegria confiança video
Alegria confiança videoAlegria confiança video
Alegria confiança video
 
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) EpicuroCarta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
Carta sobre a felicidade (a Meneceu) Epicuro
 
Homossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espiritaHomossexualidade, na ótica espirita
Homossexualidade, na ótica espirita
 
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntima
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntimaSanto agostinho autoconhecimento e reforma íntima
Santo agostinho autoconhecimento e reforma íntima
 
DEPERTAMENTO DA CONSCIENCIA
DEPERTAMENTO DA CONSCIENCIADEPERTAMENTO DA CONSCIENCIA
DEPERTAMENTO DA CONSCIENCIA
 
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do MonteAs Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
As Bem-Aventuranças - Sermão do Monte
 
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUAL
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUALEae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUAL
Eae 91 NORMAS DA VIDA ESPIRITUAL
 
A LEI DO AMOR.pptx
A LEI DO AMOR.pptxA LEI DO AMOR.pptx
A LEI DO AMOR.pptx
 
Universalismo crstico apostila - 009 - 2011 - lar
Universalismo crstico   apostila - 009 - 2011 - larUniversalismo crstico   apostila - 009 - 2011 - lar
Universalismo crstico apostila - 009 - 2011 - lar
 
Estoicismo
EstoicismoEstoicismo
Estoicismo
 
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integralHarmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
Harmonia final - Estratégia para o bem-estar integral
 
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
64014763 saude-joao-nunes-maia-pelo-espirito-miramez
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
Desenvolvendo o-poder-mental
Desenvolvendo o-poder-mentalDesenvolvendo o-poder-mental
Desenvolvendo o-poder-mental
 
Joana de angelis o ser consciente
Joana de angelis   o ser conscienteJoana de angelis   o ser consciente
Joana de angelis o ser consciente
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Bas 04 ética de epicuro
Bas 04 ética de epicuroBas 04 ética de epicuro
Bas 04 ética de epicuro
 
Revista Projeto Inove 01
Revista Projeto Inove 01Revista Projeto Inove 01
Revista Projeto Inove 01
 
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFelicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
 

Mais de Marcelo Bomfim de Aguiar

O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...
O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...
O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.Marcelo Bomfim de Aguiar
 
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvest
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvestO trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvest
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvestMarcelo Bomfim de Aguiar
 
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worlds
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worldsPluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worlds
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worldsMarcelo Bomfim de Aguiar
 
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...Marcelo Bomfim de Aguiar
 
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Marcelo Bomfim de Aguiar
 

Mais de Marcelo Bomfim de Aguiar (13)

Reconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversáriosReconciliação com os adversários
Reconciliação com os adversários
 
Codigo penal da vida futura
Codigo penal da vida futuraCodigo penal da vida futura
Codigo penal da vida futura
 
O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...
O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...
O Céu e o Inferno (Allan Kardec) / Heaven and Hell (Allan Kardec) / Cielo y e...
 
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
Os trabalhadores da última hora / Workers of the last time.
 
Da lei de igualdade
Da lei de igualdadeDa lei de igualdade
Da lei de igualdade
 
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvest
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvestO trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvest
O trabalho na seara espírita / The work in spiritualist harvest
 
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worlds
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worldsPluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worlds
Pluralidade dos mundos habitados / Plurality of inhabited worlds
 
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...
Espíritos pseudo-sábios. Ressurreição e reencarnação. / Pseudo-wise spirits. ...
 
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...
Parecenças físicas e morais. Todo aquele que se eleva será rebaixado. / Physi...
 
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...
Percepções, sensações e sofrimento dos espíritos. Verdadeira Pureza: mãos não...
 
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...
Não se pode servir a deus e a mamom / We can not serve God and mammon / Мы не...
 
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
Bem aventurados os pobres de espírito / Blessed are the poor in spirit / Блаж...
 
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
Evolução espiritual. Ressurreição e Reencarnação. / Spiritual evolution. Resu...
 

Último

Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 

Último (13)

Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 

O caminho para a felicidade / The way to happiness / Путь к счастью

  • 1. O CAMINHO PARA A FELICIDADE E disse Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” Jesus (João, 14, 6)
  • 2. • “A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude são transformados em emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior. Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade - pela filosofia, pelas religiões ou pela psicologia. O homem sempre procurou a felicidade. Filósofos e religiosos sempre se dedicaram a definir sua natureza e que tipo de comportamento ou estilo de vida levaria à felicidade plena.” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Felicidade
  • 3. • Sócrates • Aristenes (discípulo de Sócrates) – O homem feliz é o homem autossuficiente. Visão filosófica da felicidade * A felicidade não se relaciona apenas à satisfação dos desejos e necessidades do corpo, mas, principalmente os da alma. * Para ele, é melhor sofrer uma injustiça do que praticá-la.
  • 5. Questão 922, LE. “A felicidade terrestre é relativa à posição de cada um. O que basta para a felicidade de um, constitui a desgraça de outro. Haverá, contudo, alguma soma de felicidade a todos os homens?” • “Com relação à vida material, é a posse do necessário. Com relação à vida moral, a consciência tranquila e a fé no futuro.
  • 6. COMPONENTES INTEGRANTES DO UNIVERSO DEUS - “Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.” (LE, Questão 1) MATÉRIA – “A matéria é o laço que prende o espirito; é o instrumento de que este se serve e sobre o qual, ao mesmo tempo, exerce sua ação”. (LE, Questão 22 “A”) ESPÍRITO – “Princípio inteligente do universo” (Questão 23, LE)
  • 7. FELICIDADE E GRAUS DOS ESPÍRITOS TERCEIRA ORDEM – ESPÍRITOS PUROS . SEGUNDA ORDEM - BONS ESPÍRITOS (bons gênios, espíritos protetores, etc.) . . PRIMEIRA ORDEM - ESPÍRITOS IMPERFEITOS
  • 8. TERCEIRA ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS * Tem intuição de Deus, mas não o compreendem. * Predominância da matéria sobre o espírito. * Propensão para o mal. Nem todos são essencialmente maus
  • 9. • “Eles vêem a felicidade dos bons e esse espetáculo constitui incessante tormento, porque os faz experimentar todas as angústias que a inveja e o ciúme podem causar.” (KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Ed. FEB, questão 101, pág. 90).
  • 10. SEGUNDA ORDEM - BONS ESPÍRITOS (bons gênios, espíritos protetores, etc.) * Compreendem Deus e o infinito. * Já gozam da felicidade dos bons Espíritos * São felizes pelo bem que fazem e pelo mal que impedem
  • 11. ESPIRITOS PUROS Não sofrem influência da matéria Superioridade moral e intelectual absoluta Gozam de inalterável felicidade, porque não se acham submetidos às necessidades, nem às vicissitudes da vida material. Não se trata , porém de DE OCIOSIDADE MONÓTONA, a transcorrer em perpétua contemplação. Eles são os mensageiros de Deus
  • 12. O grande desafio da existência humana está na capacidade de explorar esse mundo desconhecido, dele retirando todos os potenciais que possam produzir felicidade e autorrealização. Joanna de Ângelis Vida: Desafios e Soluções, cap. 7
  • 15. CONSCIENTE APARELHO PSÍQUICO HUMANO FATOS OCORRIDOS DESDE O NASCIMENTO SENTIMENTOS QUE NASCERAM DESSES FATOS CONFLITOS EXISTENCIAIS NEM TODOS OS CONFLITOS TINHAM ORIGEM NOS FATOS DA MEMÓRIA
  • 16. INCONSCIENTE APARELHO PSÍQUICO HUMANO REGRESSÃO DE MEMÓRIA: CONFLITOS ORIGINADOS POR FATOS INEXISTENTES NA MEMÓRIA CONTEÚDO DO INCONSCIENTE: • MEMÓRIAS PERDIDAS • PERCEPÇÕES SUBLIMINARES • SITUAÇÕES DOLOROSAS REPRIMIDAS
  • 18. CARL GUSTAV JUNG (Suiça, 26/07/1875)
  • 20. “EU” ou “EGO” • No centro da consciência está o “eu” ou ego que organiza a mente consciente por meio das percepções conscientes: pensamentos, sentimentos e recordações. Ele tem a função de vigiar a consciência, filtrando as experiências do dia-a-dia, selecionando quais se tornarão conscientes e eliminando a maior parte delas. • Como conseqüência desta seleção e eliminação, que será comandada pela função psíquica dominante, o ego dá identidade e coerência à personalidade. • O “eu” contém tudo aquilo que o sujeito sabe de si próprio, ou seja, todas as características do seu modo de ser que ele aceita, porque estão de acordo com os princípios, os ideais e os valores do contexto social em que o próprio sujeito se reconhece. • O “eu” é entendido também como a função mediadora entre a consciência e o inconsciente e entre o individual e o coletivo.
  • 21. INCONSCIENTE PESSOAL • O inconsciente pessoal reporta-se às camadas mais superficiais do inconsciente. Aí estão guardadas as experiências que não foram aceitas pelo filtro do ego e, conseqüentemente, foram reprimidas ou desconsideradas, tais como: lembranças penosas, conflitos pessoais ou morais. Lá estão escondidas as nossas qualidades que, apesar de nos serem inerentes, nos desagradam e, por isso, encobrimos de nós mesmos. • Os conteúdos do inconsciente pessoal, via de regra, têm fácil acesso à consciência, quando se faz necessário.
  • 22. INCONSCIENTE COLETIVO APARELHO PSÍQUICO HUMANO O Inconsciente Coletivo é a camada estrutural da psique que contém toda a herança espiritual da evolução da humanidade, nascida novamente na estrutura cerebral de cada indivíduo. Carl Gustav Jung Psicologia do Inconsciente Conflitos tinham origem em fatos históricos ou mitos
  • 23. PROGRAMAÇÃO REENCARNATÓRIA O QUE EU QUERO DA VIDA? O QUE A VIDA QUER DE MIM?
  • 25. SIMPLES IGNORANTE CONHECIMEN TO SENTIMENT O EVOLUÇÃO CONHECERE IS A VERDADE E ELA VOS LIBERTARÁ AMAI A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.
  • 26. 919. Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal? “Um sábio da antiguidade vo-lo disse: Conhece-te a ti mesmo.” O Livro dos Espíritos
  • 27. a) — Conhecemos toda a sabedoria desta máxima, porém a dificuldade está precisamente em cada um conhecer-se a si mesmo. Qual o meio de consegui- lo? “Fazei o que eu fazia, quando vivi na Terra: ao fim do dia, interrogava a minha consciência, passava revista ao que fizera e perguntava a mim mesmo se não faltara a algum dever, se ninguém tivera motivo para de mim se queixar. Foi assim que cheguei a me conhecer e a ver o que em mim precisava de reforma...” O Livro dos Espíritos Santo Agostinho
  • 28. • “A felicidade, certamente, não é deste mundo, conforme asseverou Jesus com sabedoria, em se considerando ser o mesmo muito transitório e os seus valores relativos, sujeitos a alterações constantes e mutiladoras. Não obstante, ela têm início na Terra, se for levado em conta, que é no íntimo de cada ser que se colocam as bases do edifício no qual se pode viver feliz. JOANA DE ÂNGELIS
  • 29. “LE, Questão 920. “Pode o homem gozar de completa felicidade na Terra?” • “Não, por isso que a vida lhe foi dada como prova ou expiação. Dele, porém, depende a suavização de seus males e o ser tão feliz quanto possível na Terra”.
  • 30. Joana de Ângelis • “Sem o conhecimento da vida espiritual e dos mecanismos que a compõem, a felicidade não passa de uma aspiração emocional descontrolada que a realidade consome, deixando cinza e desencanto”.
  • 31. Joana de Ângelis • “O ser humano é viajante da Eternidade, momentaneamente utilizando-se de equipamentos físicos no corpo em que deambula, rumando para a meta essencial, onde a felicidade o aguarda”.
  • 32. O CAMINHO PARA A FELICIDADE • LE, Questão 921. “Concebe-se que o homem será feliz na Terra quando a Humanidade estiver transformada. Mas, enquanto isso não se verifica, poderá conseguir uma felicidade relativa?” • “O homem é quase sempre o obreiro de sua própria infelicidade. Praticando a lei de Deus, a muitos males se forrará e proporcionará a si mesmo felicidade tão grande quanto o comporte a sua existência grosseira.”