SlideShare uma empresa Scribd logo
Émile Durkheim
Professorleosilva.blogspot.com
SOCIOLOGIA
 Vida:
• 1858 (Épinal) – 1917 (Paris).
 Contexto:
• Capitalismo industrial, Imperialismo, Primeira
Guerra.
 Obras:
• Da divisão do trabalho social (1893), As regras
do método sociológico (1895), O suicídio
(1897).
 Observações importantes:
• Revolução Francesa (efervescência social).
• Positivista (organismo vivo).
CONTEXTO, VIDA E OBRA
SOCIOLOGIA
 Conceito:
• Tudo aquilo que orienta nossas atitudes.
• Exemplo: leis, costumes, sistema financeiro,
etc...
 Características:
• Externo (algo que vem de fora; aprendido da
sociedade).
• Geral (todos são expostos ao fato social).
• Coercitivo (caráter impositivo sobre o
indivíduo).
FATO SOCIAL
SOCIOLOGIA
FATO SOCIAL
SOCIOLOGIA
Normal
CLASSIFICAÇÃO DOS FATOS
SOCIAIS
Patológico
Quando se encontra
generalizado na
sociedade ou
desempenha alguma
função social importante.
Aquele que se encontra
fora dos limites
permitidos pela ordem
social e pela moral
vigente.
Observação: não se pode esquecer que Durkheim compara a
sociedade a um corpo, assim como o corpo pode estar
saudável ou não, os fatos sociais seriam indicadores da saúde
do corpo social.
SOCIOLOGIA
SOCIOLOGIA
(UEAP) Émile Durkheim (1858-1917) foi
considerado o pai da Sociologia, enquanto
ciência. Segundo ele, seu objeto de estudo são os
Fatos Sociais :
Toda maneira de atuar, fixada ou não, suscetível
de exercer sobre o indivíduo uma coerção
exterior; ou ainda, que é geral na extensão de
uma dada sociedade, conservando uma existência
própria, independente das suas manifestações
individuais
(DURKHEIM, 1937, p. 129).
SOCIOLOGIA
Para ele, esses fatos são tratados como “coisas”.
Analise os itens abaixo e assinale a alternativa
que corresponde às três características referentes
aos fatos sociais de que trata Durkheim.
1. Coercitividade: os fatos sociais exercem força
sobre os indivíduos, levando-os a agirem de
acordo com as regras sociais dominantes,
independentemente da vontade dos indivíduos;
2. Exterioridade: os fatos sociais são exteriores e
anteriores aos indivíduos, ou seja, as regras
sociais, os costumes, as leis, existem
anteriormente aos indivíduos;
SOCIOLOGIA
3. Generalidade: os fatos sociais são gerais,
repetem-se em todos os indivíduos ou, pelo
menos, na maioria deles;
4. Historicidade: os fatos sociais são estudados
pela ciência que estuda o homem e sua ação no
tempo e no espaço;
5. Objetividade: o fato social é caracterizado pela
qualidade daquilo que é objetivo, externo à
consciência, resultado de observação imparcial,
independente das preferências individuais.
SOCIOLOGIA
As características são:
a) 1, 3 e 5
b) 2, 3 e 4
c) 3, 4 e 5
d) 1, 2 e 3
e) 1, 3 e 4
SOCIOLOGIA
As características são:
a) 1, 3 e 5
b) 2, 3 e 4
c) 3, 4 e 5
d) 1, 2 e 3
e) 1, 3 e 4
• Objetividade (equiparação as ciências
naturais);
• Neutralidade (o sociólogo deve se manter
distante do objeto de estudo);
• Definir o que quer estudar;
• Não levar em consideração as opiniões
existentes;
• Deve medir as sensações, porém, não
deve se iludir com elas;
• O fato social deve ser investigado por seus
aspectos gerais;
• Distinguir causa de função do fato social.
SOCIOLOGIA
 Objeto de estudo:
• Fato social.
• O pesquisador.
MÉTODO SOCIOLÓGICO
 Conceito:
• São as partes que formam o todo (órgãos de
um corpo biológico).
• Exemplos => família, religião, escola, forças
armadas.
• Funcionalismo (cada órgão tem uma função
social a cumprir p/ manter a coesão social).
• Manutenção da sociedade => moral.
 Tipos de sociedades:
• Normal (leis e instituições funcionam).
• Patológica (leis e instituições funcionam + ou -).
• Anômica (leis e instituições não funcionam).
SOCIOLOGIA
INSTITUIÇÕES SOCIAIS
SOCIOLOGIA
 Consciência individual:
• É o que torna o ser singular (ideias individuais).
 Consciência coletiva:
• Conjunto de crenças, ideias dos membros de
uma sociedade, conjunto dos fatos sociais.
• Difusa em toda a sociedade.
• Determina a sociedade.
• É autônoma em relação a consciência
individual.
• Homogênea.
CONSCIÊNCIA COLETIVA E
INDIVIDUAL
SOCIOLOGIA
SOCIOLOGIA
(UFU) Segundo Durkheim, o crime é um fato
social presente em toda sociedade. Para o autor,
nem todo crime é anômico, mas apenas aquele
que corresponde a uma crise de coesão social.
A partir do exposto acima, assinale a alternativa
correta sobre o significado de anomia social em
Durkheim.
SOCIOLOGIA
a) Ocorre quando há, nas sociedades modernas, com seus
intensos processos de mudança, uma situação em que o
conjunto de regras, valores e procedimentos são reconhecidos
por todos os indivíduos, levando ao desenvolvimento da
sociedade.
b) Conceito que descreve os sentimentos de falta de objetivos e de
desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo
moderno, os quais resultam na perda da influência das normas
sociais sobre o comportamento individual.
c) Conceito que descreve a ocorrência, nas sociedades modernas,
com seus intensos processos de mudança, de um estado de
complementaridade e interdependência entre os indivíduos, o
que leva a uma menor divisão do trabalho social e ao
fortalecimento das instituições sociais.
d) Ocorre quando os sentimentos de falta de objetivos e de
desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo
moderno resultam no fortalecimento da coesão social e da
influência das normas sociais sobre o comportamento individual.
SOCIOLOGIA
a) Ocorre quando há, nas sociedades modernas, com seus
intensos processos de mudança, uma situação em que o
conjunto de regras, valores e procedimentos são reconhecidos
por todos os indivíduos, levando ao desenvolvimento da
sociedade.
b) Conceito que descreve os sentimentos de falta de objetivos e de
desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo
moderno, os quais resultam na perda da influência das normas
sociais sobre o comportamento individual.
c) Conceito que descreve a ocorrência, nas sociedades modernas,
com seus intensos processos de mudança, de um estado de
complementaridade e interdependência entre os indivíduos, o
que leva a uma menor divisão do trabalho social e ao
fortalecimento das instituições sociais.
d) Ocorre quando os sentimentos de falta de objetivos e de
desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo
moderno resultam no fortalecimento da coesão social e da
influência das normas sociais sobre o comportamento individual.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Tiago Lacerda
 
Max weber
Max weberMax weber
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
Rudolf Rotchild Costa Cavalcante
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
Marcelo Freitas
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Beatriz Schnaider Tontini
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
Portal do Vestibulando
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
jefersondutra08
 
Karl marx
 Karl marx Karl marx
Karl marx
maynara marques
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
Over Lane
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
Gilmar Rodrigues
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 
Individuo sociedade
Individuo sociedadeIndividuo sociedade
Individuo sociedade
Marcelo Ferreira Boia
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
Paula Raphaela
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Munis Pedro
 
Estado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 IIEstado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 II
edsonfgodoy
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
Victor Said
 

Mais procurados (20)

Emile Durkheim
Emile DurkheimEmile Durkheim
Emile Durkheim
 
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO O MUNDO DO TRABALHO
O MUNDO DO TRABALHO
 
Introduçao a sociologia
Introduçao a sociologiaIntroduçao a sociologia
Introduçao a sociologia
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
As relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedadeAs relações entre indivíduo e sociedade
As relações entre indivíduo e sociedade
 
Karl marx
 Karl marx Karl marx
Karl marx
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Conceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologiaConceitos básicos de sociologia
Conceitos básicos de sociologia
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Individuo sociedade
Individuo sociedadeIndividuo sociedade
Individuo sociedade
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
Estratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade SocialEstratificação e Desigualdade Social
Estratificação e Desigualdade Social
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Estado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 IIEstado, sociedade e poder 3 II
Estado, sociedade e poder 3 II
 
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIAEMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
EMILE DURKHEIM EDUCAÇÃO E SOCIOLOGIA
 

Destaque

Aula 7 e 8 max weber
Aula 7 e 8   max weberAula 7 e 8   max weber
Aula 7 e 8 max weber
professorleo1989
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
Fatima Freitas
 
Aulão de Filosofia (2015)
Aulão de Filosofia (2015)Aulão de Filosofia (2015)
Aulão de Filosofia (2015)
professorleo1989
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
Vanessa Henriques
 
Durkheim e a consciência coletiva
Durkheim e a consciência coletivaDurkheim e a consciência coletiva
Durkheim e a consciência coletiva
Gustavo Cuin
 
Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
professorleo1989
 
Aula 15 sociologia contemporânea
Aula 15   sociologia contemporâneaAula 15   sociologia contemporânea
Aula 15 sociologia contemporânea
professorleo1989
 
Regras do método sociológico
Regras do método sociológicoRegras do método sociológico
Regras do método sociológico
Davi Islabao
 
Durkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weberDurkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weber
Arinaldo Martins
 
Quadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologiaQuadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologia
roberto mosca junior
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
roberto mosca junior
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
Marcela Marangon Ribeiro
 
Émile Durkheim
Émile DurkheimÉmile Durkheim
Émile Durkheim
91016131373
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
João Marcelo
 
A Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile DurkheimA Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile Durkheim
guestdc18d25
 

Destaque (15)

Aula 7 e 8 max weber
Aula 7 e 8   max weberAula 7 e 8   max weber
Aula 7 e 8 max weber
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Aulão de Filosofia (2015)
Aulão de Filosofia (2015)Aulão de Filosofia (2015)
Aulão de Filosofia (2015)
 
Emile durkheim
Emile durkheimEmile durkheim
Emile durkheim
 
Durkheim e a consciência coletiva
Durkheim e a consciência coletivaDurkheim e a consciência coletiva
Durkheim e a consciência coletiva
 
Aula 9 e 10 karl marx
Aula 9 e 10   karl marxAula 9 e 10   karl marx
Aula 9 e 10 karl marx
 
Aula 15 sociologia contemporânea
Aula 15   sociologia contemporâneaAula 15   sociologia contemporânea
Aula 15 sociologia contemporânea
 
Regras do método sociológico
Regras do método sociológicoRegras do método sociológico
Regras do método sociológico
 
Durkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weberDurkheim, marx, weber
Durkheim, marx, weber
 
Quadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologiaQuadro dos clássicos da sociologia
Quadro dos clássicos da sociologia
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
 
éMile durkheim
éMile durkheiméMile durkheim
éMile durkheim
 
Émile Durkheim
Émile DurkheimÉmile Durkheim
Émile Durkheim
 
Conceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl MarxConceitos de Karl Marx
Conceitos de Karl Marx
 
A Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile DurkheimA Sociologia De Émile Durkheim
A Sociologia De Émile Durkheim
 

Semelhante a Émile durkheim

Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
Lucio Braga
 
Os classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completoOs classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completo
Marcus Vinicius
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
roberto mosca junior
 
emiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.pptemiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.ppt
RogerioTrentin2
 
Durkheim
DurkheimDurkheim
Durkheim
direitounimonte
 
durkheim
 durkheim  durkheim
durkheim
Matias Silva
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
Péricles Penuel
 
Émile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método SociológicoÉmile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método Sociológico
Vitor Vieira Vasconcelos
 
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
Régio Quirino
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
mundica broda
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
mundica broda
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
Colegio GGE
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
Péricles Penuel
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
Carmem Rocha
 
sociologia.pdf
sociologia.pdfsociologia.pdf
sociologia.pdf
Daiani Wagner
 
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdfemile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
CarinaSilva626903
 
Resumodesocio5
Resumodesocio5Resumodesocio5
Resumodesocio5
Natan Camacho
 
Sociologia e Sociedade
Sociologia e SociedadeSociologia e Sociedade
Sociologia e Sociedade
Rosane Domingues
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
Colégio Monteiro Lobato
 

Semelhante a Émile durkheim (20)

Os classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheimOs classicos da_sociologia_durkheim
Os classicos da_sociologia_durkheim
 
Os classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completoOs classicos da_sociologia_ completo
Os classicos da_sociologia_ completo
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
 
emiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.pptemiledurkheim-.ppt
emiledurkheim-.ppt
 
Durkheim
DurkheimDurkheim
Durkheim
 
durkheim
 durkheim  durkheim
durkheim
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
Émile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método SociológicoÉmile Durkheim - Método Sociológico
Émile Durkheim - Método Sociológico
 
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
4.-Emile-Durkheim-e-a-integracao-social.ppt
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 
Cap 03 durkheim
Cap 03 durkheimCap 03 durkheim
Cap 03 durkheim
 
Os clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologiaOs clássicos da sociologia
Os clássicos da sociologia
 
sociologia.pdf
sociologia.pdfsociologia.pdf
sociologia.pdf
 
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdfemile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
emile-durkheim-1-e-2-anos-paulinia.pdf
 
Resumodesocio5
Resumodesocio5Resumodesocio5
Resumodesocio5
 
Sociologia e Sociedade
Sociologia e SociedadeSociologia e Sociedade
Sociologia e Sociedade
 
Durkheim sociologia
Durkheim sociologiaDurkheim sociologia
Durkheim sociologia
 

Último

Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

Émile durkheim

  • 2. SOCIOLOGIA  Vida: • 1858 (Épinal) – 1917 (Paris).  Contexto: • Capitalismo industrial, Imperialismo, Primeira Guerra.  Obras: • Da divisão do trabalho social (1893), As regras do método sociológico (1895), O suicídio (1897).  Observações importantes: • Revolução Francesa (efervescência social). • Positivista (organismo vivo). CONTEXTO, VIDA E OBRA
  • 3. SOCIOLOGIA  Conceito: • Tudo aquilo que orienta nossas atitudes. • Exemplo: leis, costumes, sistema financeiro, etc...  Características: • Externo (algo que vem de fora; aprendido da sociedade). • Geral (todos são expostos ao fato social). • Coercitivo (caráter impositivo sobre o indivíduo). FATO SOCIAL
  • 5. SOCIOLOGIA Normal CLASSIFICAÇÃO DOS FATOS SOCIAIS Patológico Quando se encontra generalizado na sociedade ou desempenha alguma função social importante. Aquele que se encontra fora dos limites permitidos pela ordem social e pela moral vigente. Observação: não se pode esquecer que Durkheim compara a sociedade a um corpo, assim como o corpo pode estar saudável ou não, os fatos sociais seriam indicadores da saúde do corpo social.
  • 7. SOCIOLOGIA (UEAP) Émile Durkheim (1858-1917) foi considerado o pai da Sociologia, enquanto ciência. Segundo ele, seu objeto de estudo são os Fatos Sociais : Toda maneira de atuar, fixada ou não, suscetível de exercer sobre o indivíduo uma coerção exterior; ou ainda, que é geral na extensão de uma dada sociedade, conservando uma existência própria, independente das suas manifestações individuais (DURKHEIM, 1937, p. 129).
  • 8. SOCIOLOGIA Para ele, esses fatos são tratados como “coisas”. Analise os itens abaixo e assinale a alternativa que corresponde às três características referentes aos fatos sociais de que trata Durkheim. 1. Coercitividade: os fatos sociais exercem força sobre os indivíduos, levando-os a agirem de acordo com as regras sociais dominantes, independentemente da vontade dos indivíduos; 2. Exterioridade: os fatos sociais são exteriores e anteriores aos indivíduos, ou seja, as regras sociais, os costumes, as leis, existem anteriormente aos indivíduos;
  • 9. SOCIOLOGIA 3. Generalidade: os fatos sociais são gerais, repetem-se em todos os indivíduos ou, pelo menos, na maioria deles; 4. Historicidade: os fatos sociais são estudados pela ciência que estuda o homem e sua ação no tempo e no espaço; 5. Objetividade: o fato social é caracterizado pela qualidade daquilo que é objetivo, externo à consciência, resultado de observação imparcial, independente das preferências individuais.
  • 10. SOCIOLOGIA As características são: a) 1, 3 e 5 b) 2, 3 e 4 c) 3, 4 e 5 d) 1, 2 e 3 e) 1, 3 e 4
  • 11. SOCIOLOGIA As características são: a) 1, 3 e 5 b) 2, 3 e 4 c) 3, 4 e 5 d) 1, 2 e 3 e) 1, 3 e 4
  • 12. • Objetividade (equiparação as ciências naturais); • Neutralidade (o sociólogo deve se manter distante do objeto de estudo); • Definir o que quer estudar; • Não levar em consideração as opiniões existentes; • Deve medir as sensações, porém, não deve se iludir com elas; • O fato social deve ser investigado por seus aspectos gerais; • Distinguir causa de função do fato social. SOCIOLOGIA  Objeto de estudo: • Fato social. • O pesquisador. MÉTODO SOCIOLÓGICO
  • 13.  Conceito: • São as partes que formam o todo (órgãos de um corpo biológico). • Exemplos => família, religião, escola, forças armadas. • Funcionalismo (cada órgão tem uma função social a cumprir p/ manter a coesão social). • Manutenção da sociedade => moral.  Tipos de sociedades: • Normal (leis e instituições funcionam). • Patológica (leis e instituições funcionam + ou -). • Anômica (leis e instituições não funcionam). SOCIOLOGIA INSTITUIÇÕES SOCIAIS
  • 14. SOCIOLOGIA  Consciência individual: • É o que torna o ser singular (ideias individuais).  Consciência coletiva: • Conjunto de crenças, ideias dos membros de uma sociedade, conjunto dos fatos sociais. • Difusa em toda a sociedade. • Determina a sociedade. • É autônoma em relação a consciência individual. • Homogênea. CONSCIÊNCIA COLETIVA E INDIVIDUAL
  • 16. SOCIOLOGIA (UFU) Segundo Durkheim, o crime é um fato social presente em toda sociedade. Para o autor, nem todo crime é anômico, mas apenas aquele que corresponde a uma crise de coesão social. A partir do exposto acima, assinale a alternativa correta sobre o significado de anomia social em Durkheim.
  • 17. SOCIOLOGIA a) Ocorre quando há, nas sociedades modernas, com seus intensos processos de mudança, uma situação em que o conjunto de regras, valores e procedimentos são reconhecidos por todos os indivíduos, levando ao desenvolvimento da sociedade. b) Conceito que descreve os sentimentos de falta de objetivos e de desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo moderno, os quais resultam na perda da influência das normas sociais sobre o comportamento individual. c) Conceito que descreve a ocorrência, nas sociedades modernas, com seus intensos processos de mudança, de um estado de complementaridade e interdependência entre os indivíduos, o que leva a uma menor divisão do trabalho social e ao fortalecimento das instituições sociais. d) Ocorre quando os sentimentos de falta de objetivos e de desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo moderno resultam no fortalecimento da coesão social e da influência das normas sociais sobre o comportamento individual.
  • 18. SOCIOLOGIA a) Ocorre quando há, nas sociedades modernas, com seus intensos processos de mudança, uma situação em que o conjunto de regras, valores e procedimentos são reconhecidos por todos os indivíduos, levando ao desenvolvimento da sociedade. b) Conceito que descreve os sentimentos de falta de objetivos e de desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo moderno, os quais resultam na perda da influência das normas sociais sobre o comportamento individual. c) Conceito que descreve a ocorrência, nas sociedades modernas, com seus intensos processos de mudança, de um estado de complementaridade e interdependência entre os indivíduos, o que leva a uma menor divisão do trabalho social e ao fortalecimento das instituições sociais. d) Ocorre quando os sentimentos de falta de objetivos e de desespero provocados pelo processo de mudanças do mundo moderno resultam no fortalecimento da coesão social e da influência das normas sociais sobre o comportamento individual.