éMile durkheim

6.462 visualizações

Publicada em

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
565
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
161
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

éMile durkheim

  1. 1. ÉMILE DURKHEIM Sociologia – 1º ano
  2. 2. Biografia de Émile Durkheim: • Émile Durkheim (1858-1917) foi sociólogo francês. É considerado o pai da sociologia moderna. É criador da teoria da coesão social. Junto com Karl Marx e Max Weber, formam um dos pilares dos estudos sociológicos.
  3. 3. Os Fatos Sociais • “os fatos sociais são coisas” • O fato social é independente e exterior ao indivíduo, capaz de exercer algum tipo de coerção sobre o indivíduo. Exemplos: - Regras jurídicas e morais de uma sociedade, seus dogmas religiosos, seus sistemas financeiro e até mesmo seus costumes.
  4. 4. Princípios básicos dos fatos sociais: • A coercitividade: é a força que os fatos exercem sobre os indivíduos, obrigando-os, através do constrangimento, a conformarem-se às regras impostas pela sociedade em que vivem. • A coerção é constatada pelas sanções (punições) que serão impostas ao indivíduo, caso ele venha a se rebelar. • Exemplos – família, escola, religião, empresa
  5. 5. • A exterioridade: padrões exteriores aos indivíduos e independentes de sua consciência. • Exemplos - as diversas leis, portarias, decretos, etc. além disso, temos a influência das religiões e a mídia em geral com sua forte influência sobre a vida da população (em geral alienada), tais como a música, a televisão, os filmes, as novelas, a propaganda, internet, etc.
  6. 6. • A generalidade: os fatos sociais são coletivos, ou seja, eles não existem para um único indivíduo, mas para todo um grupo, ou sociedade. • Exemplo - uso do uniforme
  7. 7. Solidariedade mecânica: • Prevalece nas sociedades "primitivas" ou arcaicas (agrupamentos humanos de tipo tribal formado por clãs); os indivíduos que as integram aceitam sem questionamento todos os valores, tradições e costumes da tribo; o grupo compartilha os mesmos valores e crenças, o que assegura a coesão social. É uma sociedade mais conservadora.
  8. 8. Solidariedade orgânica: • Característica das sociedades ditas "modernas" ou "complexas“. • Neste modelo, cada indivíduo tem uma função e depende dos outros para sobreviver. A Solidariedade Orgânica é fruto das diferenças sociais, já que são essas diferenças que unem os indivíduos pela necessidade de troca de serviços e pela sua interdependência. • O indivíduo é socializado porque, embora tenha sua individualidade, depende dos demais e, por isso, se sente parte de um todo. Os membros da sociedade onde predomina a Solidariedade Orgânica estão unidos pelo laço oriundo da divisão do trabalho social.
  9. 9. • Sociedades simples: - Todos se conhecem; - A coesão é garantida por meio de um conjunto de princípios e de um conjunto de regras. - Punição aquele que, com sua transgressão, ofende todo conjunto.
  10. 10. • Sociedades complexas: - Precisamos ser solidários não por que somos iguais, mas justamente por que somos diferentes. - Também convivemos com regras e normas; - A falta, o rompimento a regra não atinge e coletivo, e sim as pessoas separadamente. DESEQUILIBRIO • Individualismo exacerbado: os indivíduos só pensam em si anomia moral: ausência de norma, falta de regras e de limites.
  11. 11. Ética e mercado • São as regras morais que podem garantir à sociedade um princípio de justiça. • Para Durkheim devemos voltar nossa atenção para o mercado de trabalho, afinal é lá que homens e mulheres passam a maior parte de seu tempo.

×